Extremófilo: Extremófilo é o organismo que consegue sobreviver ou até necessita fisicamente de condições geoquímicas extremas, prejudiciais à maioria das outras formas de vida na Terra.Diapedese: A diapedese é a passagem dos leucócitos do sangue para o tecido conjuntivo. Faz-se atravessando os vasos capilares.Floculação: Floculação, no campo da química, é o processo onde colóides saem de suspensão na forma de agregados, formando partículas maiores, ditos "flocos" ou "flóculos". A ação difere da precipitação no que, antes de floculação, colóides são meramente suspensos em um líquido e não realmente dissolvido em uma solução.Estrutura primária: A estrutura primária é dada pela sequência de aminoácidos ao longo da cadeia polipeptídica. É o nível estrutural mais simples e mais importante, pois dele deriva todo o arranjo espacial da molécula.Fase G1: O G1 é um período no ciclo celular durante a interfase, após citocinese e antes da fase S. Para muitas células, esta fase é o maior período de crescimento celular durante a sua vida útil.Plaqueta sanguínea: Uma plaqueta sanguínea ou trombócito é um fragmento coroplasmático anucleado, presente no sangue que é formado na medula óssea. A sua principal função é a formação de coágulos, participando portanto do processo de coagulação sanguínea.Antiagregante plaquetar: Os Antiplaquetares são os fármacos usados para evitar a activação e agregação das plaquetas e formação de trombos arteriais.Reologia: A reologia é o ramo da mecânica dos fluidos que estuda as propriedades físicas que influenciam o transporte de quantidade de movimento num fluido.Molécula de adesão celular: As moléculas de adesão celular ou CAM's são moléculas que permitem a ligação entre as células ou entre células e a matriz extracelular.Biofilme: Os biofilmes são comunidades biológicas com um elevado grau de amigo organização, onde as bactérias formam comunidades estruturadas, coordenadas e funcionais Davey, M. E.Espongina: A espongina é uma rede de fibras proteicas elásticas anastomosadas (entrelaçadas e fusionadas entre si), secretada pelo espongiócito. É uma substância insolúvel e resistente à digestão por enzimas proteolíticas e dispõe-se irregularmente no mesênquima.Fibrinogênio: O fibrinogênio é uma glicoproteína hexamérica codificada por três genes - FGA, FGB e FGG - localizados no braço longo do cromossomo 1 e que está envolvida nas etapas finais da coagulação como precursor de monômeros de fibrina necessários para a formação do plug plaquetário. Possui alta massa molecular e é solúvel no plasma sanguíneo, convertendo-se em fibrina pela ação da trombina, que é a enzima ativa.Hematócrito: Hematócrito (ou Ht ou Htc) é a percentagem de volume ocupada pelos glóbulos vermelhos ou hemácias no volume total de sangue.Dextrano: Os dextranos são polissacarídeos de elevado peso molecular, queEnzimaEDTAMembrana plasmática: A membrana plasmática, membrana celular ou plasmalema é a estrutura que delimita todas as células vivas, tanto as procarióticas como as eucarióticas. Ela estabelece a fronteira entre o meio intracelular, o citoplasma, e o ambiente extracelular, que pode ser a matriz dos diversos tecidos.Gregory WinterTransfecção: Transfecção é o processo de introdução intencional de ácido nucleicos nas células. O termo é usado sobretudo para métodos não-virais nas células eucarióticas.Quimiotaxia: Quimiotaxia é o nome dado ao processo de atração de células em direção a um gradiente químico (estímulo químico). A quimiotaxia pode ser negativa (fazendo as células irem em sentido oposto de uma substância) ou positiva (fazendo estas células irem em sentido a favor de uma certa substância).Proteína membranar: Proteínas membranares ou proteínas de membrana são proteínas que interagem com membranas biológicas. Estas proteínas são o alvo de mais de metade de todos os fármacos modernos.Fibronectina: A fibronectina é uma família de glicoproteínas de elevado peso molecular, contendo cerca de 5% de carboidratos e que se liga a receptores proteícos da membrana celular chamados integrinas. Liga-se também à matriz extracelular.Amiloide: Amilóides são fibrilas proteicas que podem depositar em vários tecidos (epitelial, ósseo, muscular, etc.), prejudicando a função de vários órgãos (rins, pulmões, coração, intestino, cérebro, etc).Microscópio eletrônico de baixa voltagem: Microscópio eletrônico de baixa voltagem (MEBV) ou microscópio eletrônico de baixa tensão (LVEM, do inglês low-voltage electron microscope) é um microscópio eletrônico que opera a voltagens de aceleração de poucos quiloelétron-volts ou menos. Embora a técnica de microscopia eletrônica de baixa tensão nunca irá substituir convencional microscópios eletrônicos de alta tensão, está se tornando rapidamente apreciada por muitas disciplinas diferentes.Teoria de Chapman-Enskog: A teoria ou método de Chapman-Enskog apresenta fórmulas precisas para uma mistura gasosa multicomponente em equilíbrio térmico e químico. Em gases elásticos o desvio da distribuição de Maxwell-Boltzmann no equilíbrio é pequeno e pode ser tratado como uma perturbação.Proteína atada: == A definição da proteína atada ==Canhão de emissão de campo: Um canhão de emissão de campo é um tipo de canhão de elétrons no qual um emissor do tipo Müller de ponta aguda é mantido sob um potencial elétrico negativo de diversos quilovolts relativos a um eletrodo próximo (chamado ânodo de extração), de modo que não há suficiente gradiente de potencial na superfície do emissor para causar emissão de elétrons por campo. Emissores são tanto do tipo cátodo frio, normalmente feito de um único cristal de tungstênio afilado a um raio em sua ponta de aproximadamente 100 nm, obtida por polimento eletrolítico de fios de tungstênio.Actina: ). Mostrando no sítio ativo as moléculas de ADP e o cátion bivalente.Alfa-sinucleína: α-sinucleina foi a primeiro gene identificado como causador da mútação que acarreta Mal de Parkinson. É uma fosfoproteína pré-sináptica muito conservada e abundante, que se apresenta como o principal constituinte dos corpos de Lewy, e consistia numa substituição entre uma alanina e umaLong terminal repeat: Long Terminal Repeats (LTR) são grandes sequências repetitivas de nucleotídeos que medem centenas ou milhares de bases. As LTRs são encontradas nas extremidades de uma molécula de ácido nucléico, flanqueando genes funcionais, como em DNA retroviral e em retrotransposons.Lectina: O termo lectina se refere a uma classe de proteínas de origem não-imunológica, que podem aglutinar hemácias graças à sua propriedade de se ligar reversivelmente a carboidratos.Microscopia de fluorescência: Entende-se por fluorescência a propriedade que algumas substâncias possuem, após serem excitadas com radiação de baixo comprimento de onda, resultando na emissão de radiação de maior comprimento de onda. Assim, determinadas substâncias absorvem a energia da luz ultravioleta e emitem depois radiação dentro do espectro de luz visível.Lipopolissacarídeo: Lipopolissacarídeo (LPS) ou lipoglicano é uma molécula de grandes dimensões constituída de um lípido e um polissacarídeo (carboidrato) ligados por uma ligação covalente. LPS é um dos componentes principais da membrana exterior de bactérias gram-negativas, contribuindo para a integridade estrutural da bactéria e protegendo sua membrana de certos tipos de ataque químico.Anticorpo policlonal: Anticorpos policlonais são anticorpos que são derivados de diferentes linhagens de células B. Eles são uma mistura de moléculas de imunoglobulinas secretadas contra um antígeno específico, cada uma reconhecendo um epítopo diferente.