Ouvinte: Na cultura surda, faz parte do senso comum chamar-se ouvinte àquele que ouve, em contraste com o surdo, que não ouve (total ou parcialmente).Laço de indução: Laço de induçãoWhat are Indicator Loops and how do they work? é um termo historicamente usado para descrever um sistema de comunicação eletromagnético que explora um fenômeno que foi (segundo a lenda) descoberto por acidente, num campo de batalha durante a Primeira Guerra Mundial.Perda de audição neurossensorialPerda auditiva condutiva: A perda auditiva condutiva se caracteriza pela perda auditiva causada pela impossibilidade do som auditivo, podendo chegar até o sistema neurossensorial da cóclea. Pode ser causado por vários motivos como perfuração do tímpano, rolha de cera no ouvido e otosclerose.Audiometria: A audiometria é um exame que avalia a audição e deve ser realizado por pelo profissional especializado: fonoaudiólogo. O paciente, no interior de uma cabine, é testado para sua audição.Surdez prelinguística: A surdez prelinguística refere-se à deficiência auditiva de quem nasce com audição insuficiente para adquirir a fala normalmente, ou que perdeu a audição antes da idade em que a fala é adquirida.SildenafilaFreio de bocaLíngua de Sinais Kaapor Brasileira: A Língua de Sinais Kaapor Brasileira (em Portugal: Língua Gestual Kaapor Brasileira, também conhecida por Língua de Sinais Urubu-Kaapor) é uma língua de sinais utilizada pela etnia indígena brasileira dos urubu-caapores, que vivem no sul do estado do Maranhão, no Brasil.KaaporRon Goodwin: Ronald Alfred Goodwin (Plymouth, 17 de fevereiro de 1925 - Newbury, 8 de janeiro de 2003) foi um compositor e maestro inglês, mais conhecido por suas trilhas sonoras.Síndrome de Eagle: A Síndrome de Eagle é um conjunto de sintomas e sinais resultante da ossificação ou aumento do ligamento estilohióideu secundário a uma hipertrofia da apófise estilóide do osso temporal. Pode originar dor facial, otalgia, cefaleias, disfagia, odinofagia, zumbidos e muitas vezes trismo (contratura espasmódica do músculo masseter).Síntese subtrativa: A síntese subtrativa é um processo usado em sintetizadores de som. Ela consiste basicamente em moldar os harmônicos de uma onda gerada por um oscilador.HiperacusiaPsicoacústica: A psicoacústica estuda a relação entre sensações auditivas e as características físicas do som. As sensações auditivas são determinadas pelas características físicas do som, principalmente, freqüência e amplitude, mas também características temporais.Pronúncias não-nativas de inglês: Pronúncias não-nativas de inglês resulta do fenômeno comum linguístico no qual usuários não-nativos de outra língua tendem levar a entonação, processos fonológicos e regras de pronúncia das línguas maternas deles dentro da pronúncia do inglês. Eles também podem criar pronuncias inovadoras para o inglês, sons não encontrados nos falantes maternos.Probando: Probando é um termo usado em genética médica e noutros campos da medicina para designar um indivíduo particular (pessoa ou animal) que estiver sendo estudado ou reportado na literatura científica. Quando uma doença genética é diagnosticada pela primeira vez numa determinada família, o indivíduo diagnosticado é o probando (caso índice).Munetaka Higuchi: Munetaka Higuchi (24 de dezembro de 1958 — 30 de novembro de 2008) foi o baterista original da banda de heavy metal japonesa Loudness.Língua protomaia: A língua protomaia é o ancestral hipotético das línguas maias actualmente faladas bem como das já extintas, incluindo o maia clássico documentado nas inscrições hieroglíficas maias.Leitura labial: A leitura labial é uma técnica aplicada principalmente por surdos, em que sons e palavras emitidas pelo interlocutor são captadas pela leitura (interpretação) dos movimentos de seus lábios.Vogal anteriorTimpanoplastiaEstribo (osso): Estribo (nome que substituiu o termo estapédio) é o menor osso que faz parte do conjunto de ossos que formam a cadeia auditiva primária, a qual é responsável pela recepção auditiva dos mamíferos.Fala: Fala é algum padrão das diversas línguas que existem no mundo. Para falar ou cantar, movimentamos cerca de uma dúzia de músculos da laringe, aproximadamente de diversas maneiras as cordas vocais.Cotonete