Tuberculose Osteoarticular: A tuberculose dos ossos e das articulações.Tuberculose: Qualquer uma das doenças infecciosas do ser humano e de outros animais causadas por espécies de MYCOBACTERIUM.Tuberculose Pulmonar: Infecções por MYCOBACTERIUM nos pulmões.Artrite Infecciosa: Artrite causada por BACTÉRIA, RICKETTSIA, MYCOPLASMA, VÍRUS, FUNGOS ou PARASITAS.Mycobacterium tuberculosis: Espécie de bactéria Gram-positiva, aeróbica, causadora da TUBERCULOSE em humanos, outros primatas, BOVINOS, CÃES e alguns outros animais que têm contato com o homem. Seu crescimento tende a ser em massas (com forma de corda ou serpentina) nas quais os bacilos mostram orientação paralela.Doenças Ósseas Infecciosas: As doenças ósseas causadas por microrganismos patogênicos.Kingella kingae: Espécie de bactérias em forma de bastonetes, Gram-negativas e aeróbicas, que se distinguem de outros membros do gênero KINGELLA por serem beta hemolíticas. Geralmente ocorrem nas mucosas do trato respiratório superior humano, mas podem causar artrite séptica e endocardite (Tradução livre do original: Bergey's Manual of Determinative Bacteriology, 9th ed).OsteomieliteTuberculose Resistente a Múltiplos Medicamentos: Tuberculose resistente à quimioterapia, com dois ou mais ANTITUBERCULOSOS, incluindo pelo menos ISONIAZIDA e RIFAMPICINA. O problema de resistência é particularmente inoportuno em INFECÇÕES OPORTUNISTAS tuberculosas associadas com INFECÇÕES POR HIV. Requer o uso de medicamentos de segunda linha que são mais tóxicos que os de primeira linha. A TB com isolados que desenvolveram resistência posterior a pelo menos três das seis classes de drogas de segunda linha é definida como TUBERCULOSE EXTENSIVAMENTE RESISTENTE A MEDICAMENTOS.Macedônia (República): Antigamente uma república constituinte da Iugoslávia, incluindo a seção Iugoslava da região da Macedônia. Foi feita uma república constituinte na constituição de 1946. Ficou independente em 8 de fevereiro de 1994 e foi reconhecida como A Antiga República Iugoslava da Macedônia pela Junta de Nomes Geográficos dos Estados Unidos em 16 de fevereiro de 1994.ArtropatiasBrucelose: Infecções causadas por bactérias do gênero BRUCELLA envolvendo principalmente o SISTEMA FAGOCITÁRIO MONONUCLEAR. Esta afecção é caracterizada por febre, fraqueza, mal-estar e perda de peso.Doenças Ósseas: Doenças dos OSSOS.Infecções por Neisseriaceae: As infecções por bactérias da família NEISSERIACEAE.Hamato: Osso do carpo localizado entre o CAPITATO e o PIRAMIDAL. O hamato tem um processo proeminente que se projeta anteriormente.Falanges dos Dedos da Mão: Ossos que formam o ESQUELETO dos DEDOS DA MÃO, sendo dois para o POLEGAR e três para cada um dos demais dedos.Vacinas contra a Tuberculose: Vacinas ou candidatos a vacinas utilizados para prevenir ou tratar TUBERCULOSE.Neoplasias FemoraisHiperostose Esternocostoclavicular: Transtorno ou síndrome reumatológica benigna, rara caracterizada por hiperostose e ossificação de tecido mole entre as clavículas e a parte anterior das costelas superioras. É frequentemente associada com o transtorno dermatológico pustulose palmoplantar, particularmente no Japão. O diagnóstico cuidadoso é requerido para distingui-la da artrite psoriática, OSTEÍTE DEFORMANTE e outras doenças. A espondilite da pustulose palmoplantar é uma das causas possíveis. Há evidência de que a infecção óssea poder ser também uma origem. A imagem do osso é especialmente útil no diagnóstico. Foi descrita originariamente por Sonozaki em 1974.Transplante Ósseo: Enxerto ósseo de um sítio doador a um sítio receptor.Homogentisato 1,2-Dioxigenase: Oxigenase mononuclear dependente de Fe(II) que cataliza a conversão de homogentisato a 4-maleilacetoacetato que corresponde à terceira etapa da via para o catabolismo da TIROSINA. Deficiência desta enzima causa ALCAPTONÚRIA que é um transtorno autossômico recessivo caracterizado por acidúria homogentísica, OCRONOSE e ARTRITE. Esta enzima foi caracterizada anteriormente como EC 1.13.1.5 e EC 1.99.2.5.Tuberculose Miliar: Forma aguda da TUBERCULOSE em que tubérculos diminutos são formados em órgãos do corpo devido à disseminação do bacilo pela corrente sanguínea.Isoniazida: Antibacteriano utilizado principalmente como tuberculostático. Permanece como tratamento de escolha para a tuberculose.Síndrome de Hiperostose Adquirida: Síndrome caracterizada por SINOVITE, ACNE CONGLOBATA, pustulose palmoplantar (ver PSORÍASE), HIPEROSTOSE e OSTEÍTE. O local mais comum da doença é a parede torácica ântero-superior, caracterizada pelo predomínio de lesões osteoescleróticas, hiperostose e artrite das articulações adjacentes. A associação de lesões ósseas inflamatórias estéreis e erupções neutrofílicas da pele é indicativa desta síndrome.Espondilite: Inflamação da COLUNA VERTEBRAL. Inclui afecções artríticas e não artríticas.Tuberculose Latente: Forma quiescente de TUBERCULOSE em que a pessoa não apresenta nenhum sintoma óbvio e nenhum sinal do agente etiológico (Mycobacterium tuberculosis) no ESCARRO, apesar do teste dermatológico para a infecção ser positivo.Tuberculose dos Linfonodos: A infecção dos nódulos linfáticos pela tuberculose. A infecção tuberculosa dos nódulos linfáticos cervicais é a escrófula.Pristinamicina: Mistura de antibióticos isolada originalmente do Streptomyces pristinaspiralis. É uma mistura de compostos da ESTREPTOGRAMINA GRUPO A: a pristinamicina IIA e IIB e da ESTREPTOGRAMINA GRUPO B: a pristinamicina IA, pristinamicina IB e pristinamicina IC.Ulna: O mais interno e maior osso do ANTEBRAÇO.Tuberculose Gastrointestinal: TUBERCULOSE que abrange qualquer região do TRATO GRASTROINTESTINAL, em sua maioria o ÍLEO distal e o CECO. Na maioria dos casos, o patógeno é o MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS. As características clínicas incluem DOR ABDOMINAL, FEBRE e massa palpável na área ileocecal.Tuberculose da Coluna Vertebral: A osteíte ou cárie da vértebra frequentemente ocorrendo como uma complicação da tuberculose pulmonar.Tuberculose Bovina: Infecção em bovinos causada pelo MYCOBACTERIUM BOVIS. É transmissível ao homem e a outros animais.Articulação Sacroilíaca: Articulação imóvel formada pelas superfícies laterais do SACRO e do ÍLIO.Tuberculose Cutânea: Tuberculose da pele. Inclui escrofuloderma e tubercúlide, mas não LUPUS VULGARIS.Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos: Procedimentos utilizados para reconstruir, restaurar ou melhorar estruturas defeituosas, danificadas ou perdidas.Úmero: Osso em humanos e primatas que se estende da ARTICULAÇÃO DO OMBRO até a ARTICULAÇÃO DO COTOVELO.Teste Tuberculínico: Um dos vários testes cutâneos para determinar uma tuberculose desenvolvida no passado ou no presente. Uma proteína purificada derivada do bacilo da tuberculose, chamada tuberculina, é introduzida na pele por arranhão, perfuração ou injeção intradérmica.Rifampina: Antibiótico semissintético produzido de Streptomyces mediterranei. Tem um amplo espectro antibacteriano, incluindo atividade contra várias formas de Mycobacterium. Em organismos suscetíveis, inibe a atividade da RNA polimerase dependente de DNA, formando um complexo estável com a enzima. Então, suprime a iniciação da síntese de RNA. A rifampina é bactericida, e age tanto em organismos intracelulares quanto extracelulares.Osteoartrite: Doença articular degenerativa e progressiva que é a forma mais comum de artrite, especialmente em pessoas idosas. Acredita-se que a doença não resulta do processo de envelhecimento, mas de mudanças bioquímicas e estresses biomecânicos que afetam a cartilagem articular. Na literatura estrangeira, é frequentemente chamada de osteoartrose deformante.Escarro: Material expelido dos pulmões e expectorado através da boca. Contém MUCO, fragmentos celulares e micro-organismos. Pode também conter sangue ou pus.Mycobacterium bovis: Tipo bovino do bacilo tuberculoso. Também é chamado Mycobacterium tuberculosis var. bovis.Salvamento de Membro: Alternativa para amputação em pacientes com neoplasias, isquemia, fraturas e outras afecções que acometem os membros. Em geral, são usados procedimentos cirúrgicos sofisticados, como cirurgia vascular e reconstrução, para salvar membros acometidos.Tuberculose Pleural: A tuberculose da membrana serosa que reveste a cavidade torácica e que está ao redor dos pulmões.Tuberculose Extensivamente Resistente a Medicamentos: Tuberculose resistente à ISONIAZIDA e RIFAMPINA e pelo menos a três das principais seis classes de medicamentos de segunda linha (AMINOGLICOSÍDEOS, polipeptídeos, FLUOROQUINOLONAS, TIOAMIDAS, CICLOSSERINA e ÁCIDO PARAMINOSSALICÍLICO) como definidos pelos CDC (Centros para Controle e Prevenção de Doenças (Estados Unidos)).Tuberculose Urogenital: Termo genérico para infecções por MYCOBACTERIUM, de qualquer parte do SISTEMA UROGENITAL, em machos ou fêmeas.Articulação do Cotovelo: Articulação dobradiça que conecta o ANTEBRAÇO ao BRAÇO.Pirazinamida: Pirazina usada terapeuticamente como agente antitubercular.Antibióticos Antituberculose: Substâncias obtidas de várias espécies de micro-organismos que são, isoladamente ou em combinação com outros agentes, úteis no tratamento de várias formas de tuberculose. Em sua maioria estes agentes são apenas bacteriostáticos, induzem resistência nos organismos, podendo ser tóxicos.Vacina BCG: Agente imunizante ativo; uma linhagem atenuada viável de Mycobacterium tuberculosis (var. bovis), que confere imunidade contra infecções micobacterianas; também usada na imunoterapia de neoplasias por estimular os anticorpos e a imunidade inespecífica.Tuberculose Meníngea: Forma de meningite bacteriana causada por MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS ou raramente por MYCOBACTERIUM BOVIS. O organismo se implanta nas meninges e forma microtuberculomas que posteriormente se rompem. O curso clínico tende a ser subagudo progredindo ao longo de um período de vários dias ou mais demoradamente. Cefaleia e irritação meníngea podem ser seguidas de CONVULSÕES, neuropatias cranianas, déficits neurológicos focais, sonolência e finalmente COMA. A doença pode ocorrer em indivíduos imunocompetentes ou como INFECÇÃO OPORTUNISTA na SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA e outras síndromes de imunodeficiência. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp717-9)Articulações: Conexões entre os ossos. Segundo sua estrutura e mobilidade, classificam-se em fibrosas, cartilaginosas e sinoviais. As articulações fibrosas são imóveis; as cartilaginosas, ligeiramente móveis; e as sinoviais, completamente móveis. São articulações imóveis típicas as que unem a maioria dos ossos do crâneo, com um ligamento de sutura. Articulações ligeiramente móveis típicas são as que conectam as vértebras ou os ossos púbicos. (Tradução livre do original: Diccionario Mosby. 5a ed. Madrid: Harcourt España, 2000, p.117)Proteínas de Bactérias: Proteínas encontradas em qualquer espécie de bactéria.Tuberculose Ocular: A infecção por tuberculose do olho, primariamente da íris, do corpo ciliar e da coroide.Neoplasias Ósseas: Tumores ou câncer localizados em tecido ósseo ou em OSSOS específicos.Tuberculose Esplênica: A infecção do baço por espécies do MYCOBACTERIUM.ArtriteMycobacterium: Gênero de bactérias Gram-positivas e aeróbias. A maioria das espécies é de vida livre no solo e na água, embora o principal habitat para algumas sejam tecidos doentes de hospedeiros homeotermos.Tuberculose Hepática: Infecções do FÍGADO com espécies de MYCOBACTERIUM, mais frequente o MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS. Caracterizada por pequenas lesões miliares tuberculosas localizadas ou massas semelhantes a tumores (TUBERCULOMA), e anormalidades em algumas funções hepáticas.Antígenos de Bactérias: Substâncias elaboradas pelas bactérias, que apresentam atividade antigênica.Tuberculose dos Genitais Femininos: Infecções por MYCOBACTERIUM do trato reprodutivo feminino (GENITÁLIA FEMININA).Sensibilidade e Especificidade: Medidas de classificação binária para avaliar resultados de exames. Sensibilidade ou taxa de recall é a proporção de verdadeiros positivos. Especificidade é a probabilidade do teste determinar corretamente a ausência de uma afecção. (Tradução livre do original: Last, Dictionary of Epidemiology, 2d ed)Etambutol: Agente antituberculose que inibe a transferência do ácido micólico para dentro da parede celular do bacilo da tuberculose. Pode também inibir a síntese de espermidina em micobactérias. Sua ação é geralmente bactericida, podendo a droga penetrar as membranas celulares humanas para exercer seu efeito letal. (Tradução livre do original: Smith and Reynard, Textbook of Pharmacology, 1992, p863)Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Mycobacterium smegmatis: Espécie não fotocromogênica nem patogênica, de crescimento rápido, originalmente isolada do esmegma humano e encontrada também no solo e água. (Dorland, 28a ed)Osso e Ossos: TECIDO CONJUNTIVO especializado, principal constituinte do ESQUELETO. O componente celular básico (principle) do osso é constituído por OSTEOBLASTOS, OSTEÓCITOS e OSTEOCLASTOS, enquanto COLÁGENOS FIBRILARES e cristais de hidroxiapatita formam a MATRIZ ÓSSEA.Terapia Diretamente Observada: Método de tratamento no qual os pacientes estão sob observação direta quando tomam suas medicações ou recebem um tratamento. Este método é indicado para reduzir o risco de interrupção do tratamento e segurar a complacência do paciente.Tuberculose Endócrina: Infecção das GLÂNDULAS ENDÓCRINAS por uma espécie de MYCOBACTERIUM (frequentemente MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS).Tuberculose do Sistema Nervoso Central: A tuberculose do cérebro, medula espinhal ou meninges (TUBERCULOSE MENINGEA), mais frequentemente causada pelo MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS e raramemente pelo MYCOBACTERIUM BOVIS. A infecção pode estar limitada ao sistema nervoso ou coexistir em outros órgãos (p.ex., TUBERCULOSE PULMONAR). O organismo tende a se espalhar nas meninges causando uma meningite difusa e leva à formaçao do TUBERCULOMA que pode ocorrer no cérebro, coluna espinhal ou espaços perimeníngeos. O acometimento da coluna vertebral pela tuberculose (TUBERCULOSE DA COLUNA VERTEBRAL) pode resultar numa compressão da raiz nervosa ou da medula espinhal.Antituberculosos: Fármacos usados no tratamento da tuberculose. São divididas em duas classes principais: os fármacos de "primeira-linha", usados com sucesso na grande maioria dos casos, são aqueles que apresentam a maior eficácia e com graus aceitáveis de toxicidade; e os fármacos de "segunda-linha", usados nos casos de farmacorresistência ou naqueles em que alguma outra afecção relacionada com o paciente tenha reduzido a eficiência do tratamento primário.Doenças Endêmicas: Presença constante de doenças ou agentes infecciosos dentro de uma determinada área geográfica ou grupo populacional. Também pode se referir a uma prevalência de uma certa doença em uma área ou grupo. Inclui doenças holoendêmica e hiperendêmica. Uma doença holoendêmica é uma das quais o nível elevado de prevalência de infecção começa precocemente na vida e afeta a maioria das crianças de uma população, levando a um estado de equilíbrio como o que a população adulta mostra evidências muito menores da doença do que as crianças (malária em muitas comunidades é considerada uma doença holoendêmica). A doença hiperendêmica corresponde a uma presença constante com uma elevada taxa de incidência e/ou prevalência e que afeta todos os grupos igualmente. (Tradução livre do original: Last, A Dictionary of Epidemiology, 3d ed, p53, 78, 80)Tuberculose Laríngea: Tuberculose que envolve a laringe produzindo ulceração das CORDAS VOCAIS e da MUCOSA LARÍNGEA.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Reação em Cadeia da Polimerase: Método in vitro para produção de grandes quantidades de DNA específico ou fragmentos de RNA de comprimento definido de pequenas quantidades de oligonucleotídeos curtos de sequências flanqueantes (iniciadores ou "primers"). O passo essencial inclui desnaturação térmica de moléculas alvo da dupla fita, reassociação dos primers a suas sequências complementares e extensão do iniciador reassociado pela síntese enzimática com DNA polimerase. A reação é eficiente, específica e extremamente sensível. A utilização da reação inclui diagnóstico de doenças, detecção de patógenos difíceis de se isolar, análise de mutações, teste genético, sequenciamento de DNA e análise das relações evolutivas.Antibacterianos: Substâncias que reduzem a proliferação ou a reprodução de BACTÉRIAS.Tuberculose Renal: Infecção do RIM com espécies de MYCOBACTERIUM.Tíbia: Área que ocupa a região mais posterior da CAVIDADE ABDOMINAL. Esta área é limitada lateralmente pelas bordas dos músculos quadrados lombares e estende-se do DIAFRAGMA à borda da PELVE verdadeira, continuando então como espaço extraperitoneal pélvico.DNA Bacteriano: Ácido desoxirribonucléico que forma o material genético de bactérias.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.TurquiaAmiloidose: Grupo de doenças esporádicas, familiares e/ou hereditárias, degenerativas e infecciosas, tendo como ponto comum o dobramento anormal de proteína e depósito de AMILOIDE. Como o depósito de amiloide aumenta, ele desloca as estruturas normais do tecido, causando perda funcional. Vários sinais e sintomas dependem do local e tamanho dos depósitos.Tuberculose Bucal: A tuberculose da boca, língua e glândulas salivares.Seguimentos: Estudos nos quais indivíduos ou populações são seguidos para avaliar o resultado de exposições, procedimentos ou efeitos de uma característica, por exemplo, ocorrência de doença.Testes de Sensibilidade Microbiana: Qualquer teste que demonstre a eficácia relativa de diferentes agentes quimioterápicos contra micro-organismos específicos (isto é, bactérias, fungos, vírus).Farmacorresistência Bacteriana: Capacidade da bactéria em resistir ou tornar-se tolerante aos agentes quimioterápicos, antimicrobianos ou a antibióticos. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R).Recuperação de Função Fisiológica: Retorno parcial (ou completo) ao normal (ou a atividade fisiológica adequada) de um órgão (ou parte) após doença ou trauma.Reoperação: Operação refeita para a mesma doença, no mesmo paciente, devido à evolução ou recidiva da doença, ou como acompanhamento de cirurgia anterior que não atingiu seu objetivo.Técnicas Bacteriológicas: Técnicas usadas para estudar as bactérias.Estudos Prospectivos: Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.Busca de Comunicante: Identificação daquelas pessoas (ou animais) que tenham tido contato com pessoas ou animais infectados ou ambiente contaminado tendo tido a oportunidade de adquirir a infecção. A busca de comunicante é um método geralmente aceito para controle de doenças sexualmente transmissíveis.Infecções Estafilocócicas: As infecções por bactérias do gênero STAPHYLOCOCCUS.Infecções Oportunistas Relacionadas com a AIDS: Infecções oportunistas encontradas em pacientes que possuem teste positivo ao vírus da imunodeficiência humana (HIV). Entre as mais comuns estão PNEUMONIA POR PNEUMOCYSTIS, sarcoma de Kaposi, criptosporidose, herpes simples, toxoplasmose, criptococose e infecções com o complexo Mycobacterium avium, Microsporidium e Citomegalovírus.Transplante Homólogo: Transplante entre indivíduos de uma mesma espécie. Geralmente se refere a indivíduos geneticamente diferentes, ao contrário do transplante isogênico entre indivíduos geneticamente idênticos.Interferon gama: Principal interferon produzido por LINFÓCITOS estimulados por mitógenos ou antígenos. É estruturalmente diferente do INTERFERON TIPO I e sua principal atividade é a imunorregulação. Tem sido associado à expressão de ANTÍGENOS DE HISTOCOMPATIBILIDADE CLASSE II em células que normalmente não os produzem, levando a DOENÇAS AUTOIMUNES.Impressões Digitais de DNA: Técnica para identificação de indivíduos de uma espécie baseada na singularidade de suas sequências de DNA. A singularidade é determinada identificando-se qual combinação de variações alélicas ocorrem no indivíduo em número estatisticamente relevante de diferentes loci. Em estudos forenses, o POLIMORFISMO DE FRAGMENTO DE RESTRIÇÃO de LOCI VNTR ou loci de REPETIÇÕES MINISSATÉLITE múltiplos e altamente polimórficos são analisados. O número de loci usados para o perfil depende da FREQUÊNCIA ALÉLICA na população.Tuberculina: Proteína extraída da cultura fervida do bacilo da tuberculose (MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS). É usada no TESTE TUBERCULÍNICO cutâneo para o diagnóstico da infecção por tuberculose em pessoas assintomáticas.África do Sul: República ao sul da África, a parte mais austral da África. Possui três capitais: Pretoria (administrativa), Cidade do Cabo (legislativa) e Bloemfontein (jurídica). É oficialmente a República da África do Sul desde 1960, e foi chamada de União da África do Sul entre 1910 e 1960.Polimorfismo de Fragmento de Restrição: Variação que ocorre dentro de uma espécie na presença ou no comprimento de um fragmento de DNA gerado por uma endonuclease específica em um sítio específico do genoma. Estas variações são geradas por mutações que criam ou abolem sítios de reconhecimento para estas enzimas, ou modificam o comprimento do fragmento.Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.Infecções por Mycobacterium: Infecções por bactérias do gênero MYCOBACTERIUM.Farmacorresistência Bacteriana Múltipla: Capacidade da bactéria em resistir ou tornar-se tolerante a diversas drogas estrutural e funcionalmente distintas simultaneamente. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R).Tuberculose dos Genitais Masculinos: Infecções por MYCOBACTERIUM do trato reprodutor masculino (GENITÁLIA MASCULINA).Ácidos MicólicosInfecções por HIV: Incluem o espectro das infecções pelo vírus da imunodeficiência humana que vão desde o estado soropositivo assintomático, passando pelo complexo relação-AIDS até a síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS).Peritonite Tuberculosa: Forma de PERITONITE observada em pacientes com TUBERCULOSE, caracterizada por lesão de tipo miliar ou como massa pélvica na superfície peritoneal. A maioria dos pacientes apresenta ASCITE, inchaço abdominal, DOR ABDOMINAL e outros sintomas sistêmicos como FEBRE, PERDA DE PESO e ANEMIA.Técnicas de Tipagem Bacteriana: Procedimentos para identificação de tipos e variedades de bactérias. Os sistemas de tipagem mais frequentemente empregados são TIPAGEM DE BACTERIÓFAGO e SOROTIPAGEM bem como tipagem de bacteriocinas e biotipagem.Estreptomicina: Antibiótico produzido pelo actinomiceto "Streptomyces griseus" do solo. Atua por inibição dos processos de iniciação e elongação durante a síntese de proteínas.Micobacteriófagos: Vírus cujo hospedeiro é uma ou mais espécies de Mycobacterium. Inclui tanto tipos temperados quanto virulentos.Sobrevivência de Enxerto: Sobrevivência do enxerto no hospedeiro, os fatores responsáveis pela sobrevivência e as alterações que ocorrem no (within) enxerto durante o crescimento no hospedeiro.Granuloma: Lesão inflamatória nodular relativamente pequena, contendo fagócitos mononucleares agrupados, causadas por agentes infecciosos e não infecciosos.Macrófagos: Células fagocíticas dos tecidos dos mamíferos, relativamente de vida longa e originadas dos MONÓCITOS. Os principais tipos são os MACRÓFAGOS PERITONEAIS, MACRÓFAGOS ALVEOLARES, HISTIÓCITOS, CÉLULAS DE KUPFFER do fígado e os OSTEOCLASTOS. Os macrófagos, dentro das lesões inflamatórias crônicas, se diferenciam em CÉLULAS EPITELIOIDES ou podem unir-se para formar CÉLULAS GIGANTES DE CORPO ESTRANHO ou CÉLULAS GIGANTES DE LANGHANS. (Tradução livre do original: The Dictionary of Cell Biology, Lackie and Dow, 3rd ed.)Etionamida: Agente antitubercular de segunda linha que inibe a síntese do ácido micólico.Emigração e Imigração: Movimento de entrada ou saída de indivíduos ou grupo de indivíduos, de um mesmo país para outro, geralmente em busca de melhores condições de vida.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Staphylococcus aureus: Bactérias potencialmente patogênicas encontradas em membranas nasais, pele, folículos pilosos e períneo de animais homeotermos. Podem causar diversos tipos de infecções e intoxicações.Testes de Liberação de Interferon-gama: Ensaio de liberação de INTERFERON GAMA dos linfócitos depois da exposição um antígeno teste específico, a fim de verificar a MEMÓRIA IMUNOLÓGICA resultante de uma exposição prévia ao antígeno. A quantidade de interferon gama liberado é geralmente obtida por ELISA (ENSAIO DE IMUNOADSORÇÃO ENZIMÁTICA).Elementos de DNA Transponíveis: Discretos segmentos de DNA que podem retirar e reintegrar-se a outros sítios do genoma. Muitos são inativos, ou seja, não foram encontrados fora do seu estado integrado. Os elementos de DNA transponíveis incluem elementos IS (sequência de inserção) bacterianos, elementos Tn, os elementos controladores do milho Ac e Ds, Drosófila P, elemento 'gypsy' e 'pogo', o elemento humano Tigger e os elementos Tc e 'mariner' que são encontrados por todo o reino animal.Micobactérias não Tuberculosas: É a chamada espécie atípica do gênero MYCOBACTERIUM. Também denominados bacilos tuberculoides, ou seja, M. buruli, M. chelonae, M. duvalii, M. flavescens, M. fortuitum, M. gilvum, M. gordonae, M. intracellulare (v. COMPLEXO MYCOBACTERIUM AVIUM), M. kansasii, M. marinum, M. obuense, M. scrofulaceum, M. szulgai, M. terrae, M. ulcerans, M. xenopi.Coinfecção: Infecção simultânea de um organismo hospedeiro por dois ou mais patógenos. Em virologia, co-infecção se refere mais frequentemente à infecção simultânea de uma única célula por dois ou mais vírus diferentes.Controle de Doenças Transmissíveis: 1) Programas de vigilância elaborados para prevenir a transmissão de doenças, por qualquer via, de pessoa para pessoa ou de animal para humano (MeSH). 2) Operações e programas de monitoramento de doenças transmissíveis com o objetivo de reduzir e eliminar sua incidência e/ou prevalência. (Tradução livre do original: Last, 2001)Capreomicina: Antibiótico peptídico cíclico similar à VIOMICINA. É produzido pelo Streptomyces capreolus.ÍndiaEpidemiologia Molecular: Uso de técnicas de Biologia Molecular em estudos epidemiológicos (...) sobre exposição, suscetibilidade ou outros eventos biológicos. Não constitui uma disciplina, referindo-se apenas ao uso de técnicas moleculares. (Tradução livre do original: Last, 2001)Fatores Corda: Glicolipídeos tóxicos compostos por derivados de dimicolato trealose. São produzidos por MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS e outras espécies de MYCOBACTERIUM. Induzem disfunções celulares em animais.Radiografia Torácica: Visualização do peito e órgãos da cavidade torácica por raio x. Não está restrita à visualização dos pulmões.Kit de Reagentes para Diagnóstico: Conjuntos de reagentes preparados comercialmente, com dispositivos acessórios, contendo os principais componentes (e literatura) necessários para realizar um ou mais testes ou os procedimentos diagnósticos especificados. Podem ser para uso laboratorial ou individual.Genótipo: Constituição genética do indivíduo que abrange os ALELOS presentes em cada um dos LOCI GÊNICOS.Repetições Minissatélites: Arranjos enfileirados de sequências curtas (10 a 60 bases) e moderadamente repetitivas de DNA encontrados dispersos pelo genoma e apinhados próximos aos TELÔMEROS. O grau de repetição varia de duas centenas a várias centenas em cada locus. Os loci são milhares, mas cada locus mostra uma unidade de repetição distinta.Carga Bacteriana: Quantidade mensurável de bactéria em um objeto, organismo ou compartimento de organismo.Imagem por Ressonância Magnética: Método não invasivo de demonstração da anatomia interna baseado no princípio de que os núcleos atômicos em um campo magnético forte absorvem pulsos de energia de radiofrequência e as emitem como ondas de rádio que podem ser reconstruídas nas imagens computadorizadas. O conceito inclui técnicas tomográficas do spin do próton.Genes Bacterianos: Unidades hereditárias funcionais das BACTERIAS.Regulação Bacteriana da Expressão Gênica: Qualquer dos processos pelos quais os fatores citoplasmáticos ou intercelulares influem no controle diferencial da ação gênica nas bactérias.Notificação de Doenças: Comunicação obrigatória de determinadas doenças às autoridades de saúde pública locais, após diagnosticadas. (Tradução livre do original: Last, 2001)Contagem de Colônia Microbiana: Enumeração por contagem direta de CÉLULAS ou ESPOROS viáveis isolados de bactérias, archaea ou fungos capazes de crescerem em MEIOS DE CULTURA sólidos. O método é usado rotineiramente por microbiologistas ambientais para quantificar organismos no AR, ALIMENTOS E ÁGUA; por clínicos, para medir a resistência microbiana dos pacientes e no teste de medicamentos antimicrobianos.Ácido Aminossalicílico: Antitubercular frequentemente administrado em associação com a ISONIAZIDA. O sal de sódio da droga é melhor tolerado que o ácido livre.Tuberculoma: Massa semelhante a um tumor que resulta do aumento de uma lesão tuberculosa.Etiópia: Estado independente na África oriental. A Etiópia fica localizada no Chifre da África e é limitada ao norte e nordeste pela Eritreia, ao leste pelo Djibuti e Somália, ao sul pelo Quênia e ao oeste e sudoeste pelo SUDÃO. Sua capital é Adis Abeba.Tuberculose Cardiovascular: Afecções do SISTEMA CARDIOVASCULAR causadas por infecção por MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS. A abrangência da tuberculose pode incluir CORAÇÃO, VASOS SANGUÍNEOS ou o PERICÁRDIO.Incidência: Número de casos novos de doenças ou agravos numa determinada população e período.Virulência: Grau de patogenicidade dentro de um grupo ou espécies de micro-organismos ou vírus, conforme indicado pela taxa de fatalidade dos casos e/ou pela capacidade do organismo invadir os tecidos do hospedeiro. A capacidade patogênica de um organismo é determinada por seus FATORES DE VIRULÊNCIA.Prevalência: Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.Técnicas de Diagnóstico Molecular: Técnicas da BIOLOGIA MOLECULAR usadas no diagnóstico de doenças.Mycobacterium marinum: Espécie fotocromogênica de crescimento moderado, encontrada em aquários, peixes doentes e piscina. Ela é a causa de lesões cutâneas e granulomas (granuloma de piscina) em humanos. (Dorland, 28a ed)Análise por Conglomerados: Conjunto de métodos de estatística usados para agrupar variáveis ou observações em subgrupos altamente inter-relacionados. Em epidemiologia, pode-se usar para analisar séries de grupos de eventos com grande afinidade entre si ou casos de doença ou outros fenômenos relacionados à saúde cujos modelos de distribuição sejam bem definidos com respeito a tempo ou espaço, ou a ambos.PeruDiarilquinolinas: Classe de compostos quinolínicos definidos pela presença de duas estruturas com anéis aromáticos que são ligadas por uma cadeia lateral ao carbono 3 da estrutura quinolínica. As duas porções aromáticas são tipicamente NAFTALENO e BENZENO. Vários compostos desta classe são usados como ANTITUBERCULOSOS.Infecções por Micobactéria não Tuberculosa: Infecções pelas denominadas micobactérias atípicas (bacilos tuberculoides): M. kansasii, M. marinum, M. scrofulaceum, M. flavescens, M. gordonae, M. obuense, M. gilvum, M. duvalii, M. szulgai, M. intracellulare (v. COMPLEXO MYCOBACTERIUM AVIUM), M. xenopi (littorale), M. ulcerans, M. burulii, M. terrae, M. fortuitum (minetti, giae), M. chelonae.Tuberculose Aviária: Variedade da TUBERCULOSE que afeta várias aves, incluindo galinhas e patos. É causada pelo MYCOBACTERIUM AVIUM e é caracterizada por tubérculos compostos principalmente de células epitelioides.Anticorpos Antibacterianos: Imunoglobulinas produzidas em resposta a ANTÍGENOS DE BACTÉRIAS.Genoma Bacteriano: Complemento genético de uma BACTÉRIA como representado em seu DNA.Mycobacterium avium: Bactéria que causa tuberculose em aves domésticas e outras aves. Em porcos pode causar doenças localizadas e às vezes disseminadas. Este organismo ocorre ocasionalmente em ovelhas e no gado. Deve ser distinguida do complexo M. avium, que infecta humanos primariamente.Testes Imunológicos: Técnicas imunológicas envolvidas em diagnósticos.Mycobacterium leprae: Espécie de bactéria Gram-positiva aeróbia que causa HANSENÍASE no homem. Seus organismos são geralmente arranjados em amontoados, massas arredondadas ou em grupos de bacilos lado a lado.Derrame Pleural: Presença de líquido na cavidade pleural resultante de transudação excessiva ou exsudação das superfícies pleurais. Constitui um sinal de doença e não um diagnóstico por si só.Resistência Microbiana a Medicamentos: Capacidade de micro-organismos (especialmente bactérias) em resistir ou tornar-se tolerante a agentes quimioterápicos, antimicrobianos ou a antibióticos. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R).Camundongos Endogâmicos C57BLFederação RussaMeios de Cultura: Qualquer preparação líquida ou sólida preparada especificamente para o crescimento, armazenamento ou transporte de micro-organismos ou outros tipos de células. A variedade de meios existentes (como os meios diferenciados, seletivos, para teste, e os definidos) permite o cultivo de micro-organismos e tipos celulares específicos. Os meios sólidos são constituídos de meios líquidos que foram solidificados com um agente como AGAR ou GELATINA.Sequência de Aminoácidos: Ordem dos aminoácidos conforme ocorrem na cadeia polipeptídica. Isto é chamado de estrutura primária das proteínas. É de importância fundamental para determinar a CONFORMAÇÃO DA PROTEÍNA.Brasil: A República Federativa do Brasil é formada por 5 regiões (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul), 26 Estados e o Distrito Federal (Brasília). A atual divisão político-administrativa é de 1988, quando foi criado o estado do Tocantins, a partir do desmembramento de parte de Goiás, e os territórios de Amapá e Roraima foram transformados em estados. Quinto país do mundo em área total, superado por Federação Russa, Canadá, China e EUA, e maior da América do Sul, o Brasil ocupa a parte centro-oriental do continente. São 23.089 km de fronteiras, sendo 7.367 km marítimas e 15.719 km terrestres. A orla litorânea estende-se do cabo Orange, na foz do rio Oiapoque, ao norte, até o arroio Chuí, no sul. Todos os países sul-americanos, com exceção de Equador e Chile, fazem fronteira com Brasil. Pouco mais de 70 km tornam a extensão norte-sul do país superior ao sentido leste-oeste. São 4.394,7 km entre os extremos leste e oeste. Ao norte, o ponto extremo do Brasil é a nascente do rio Ailã, no monte Caburaí, em Roraima, fronteira com a Guiana. Ao sul, o arroio Chuí, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai. A leste, a ponta do Seixas, na Paraíba. E a oeste, as nascentes do rio Moa, na serra da Contamana, no Acre, fronteira com o Peru. O centro geográfico fica na margem esquerda do rio Jarina, em Barra do Garça em Mato Grosso. (Almanaque Abril. Brasil, SP: Editora Abril S.A., 2002). Existe grande contraste entre os estados em relação aos aspectos físicos e demográficos e aos indicadores sociais e econômicos. A área do Amazonas, por exemplo, é maior do que a área somada dos nove estados da região nordeste. Enquanto Roraima e Amazonas têm cerca de um a dois habitantes por km2, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal esse índice é superior a 300 (a média para o país é de 20,19 IBGE 2004). A população brasileira estimada para 2006 é de 186 milhões de habitantes distribuída em uma área de 8.514.215,3 km2 (média de 46 hab/km2). A mortalidade infantil média para o país é de 26,6 óbitos de crianças menores de um ano por 1000 nascidos vivos, variando de 47,1 para o estado de Alagoas (IBGE 2004) e 13,5 para o estado de São Paulo (SEADE 2005). A esperança (ou expectativa) de vida do brasileiro ao nascer é de 71,7 anos (IBGE 2004). A taxa de fecundidade é de 2,3 filhos por mulher menor de 20 anos (IBGE 2004). Em relação à economia, apenas três estados do Sudeste - São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais - respondem por cerca de 60 por cento do PIB brasileiro.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Mutação: Qualquer mudança detectável e hereditária que ocorre no material genético causando uma alteração no GENÓTIPO e transmitida às células filhas e às gerações sucessivas.Mustelidae: Família de carnívoros terrestres, de corpo longo e delgado, que apresentam longa cauda e glândula odorífera anal. Entre eles estão texugos, doninhas, MARTAS, FURÕES, visom, glutões e LONTRAS.Uganda: República na África oriental, ao sul do SUDÃO e a oeste do QUÊNIA. Sua capital é Kampala.Sequência de Bases: Sequência de PURINAS e PIRIMIDINAS em ácidos nucleicos e polinucleotídeos. É chamada também de sequência nucleotídica.Fagossomos: Vesículas citoplasmáticas limitadas por membrana formadas pela invaginação de material fagocitado. Estas vesículas se fundem com os lisossomos para formar os fagolisossomos, nos quais as enzimas hidrolíticas do lisossomo digerem o material fagocitado.Aciltransferases: Enzimas da classe das transferases que catalisam a transferência de grupos acil de doador para recebedor, formando ésteres ou amidas. EC 2.3.Ensaio de Imunoadsorção Enzimática: Imunoensaio utilizando um anticorpo ligado a uma enzima marcada, tal como peroxidase de raiz-forte (ou rábano silvestre). Enquanto a enzima ou o anticorpo estiverem ligados a um substrato imunoadsorvente, ambos retêm sua atividade biológica; a mudança na atividade enzimática como resultado da reação enzima-anticorpo-antígeno é proporcional à concentração do antígeno e pode ser medida por espectrofotometria ou a olho nu. Muitas variações do método têm sido desenvolvidas.República da GeórgiaTipagem Molecular: Uso de técnicas de BIOLOGIA MOLECULAR como ANÁLISE DE SEQUÊNCIA DE DNA, ELETROFORESE EM GEL DE CAMPO PULSADO e IMPRESSÕES DIGITAIS DE DNA para identificar, classificar e comparar organismos e seus subtipos.Sequências Repetitivas Dispersas: Cópias de elementos transponíveis entremeadas ao longo do genoma, algumas das quais ainda estão ativas e frequentemente chamadas de genes saltadores ("jumping genes"). Há duas classes da elementos repetitivos entremeados. Elementos classe I (ou RETROELEMENTOS - como os retrotransposons, retrovirus, ELEMENTOS NUCLEOTÍDEOS LONGOS E DISPERSOS e ELEMENTOS NUCLEOTÍDEOS CURTOS E DISPERSOS) transpõem, via transcrição reversa, de um RNA intermediário. Elementos classe II (ou ELEMENTOS DE DNA TRANSPONÍVEIS - como transposons, elementos Tn, elementos de sequência de inserção e cassetes gênicos móveis de integrons bacterianos) transpõem diretamente de um sítio no DNA para outro.Paleopatologia: O estudo de moléstias nos períodos pré-históricos, revelada em ossos, múmias e artefatos arqueológicos.Estudos de Avaliação como Assunto: Estudos que determinam a efetividade ou o valor dos processos, pessoal e equipamento, ou o material na condução destes estudos. Para medicamentos e dispositivos estão disponíveis os ENSAIOS CLÍNICOS COMO ASSUNTO, AVALIAÇÃO DE MEDICAMENTOS e AVALIAÇÃO PRÉ-CLÍNICA DE MEDICAMENTOS.Complexo Mycobacterium avium: Complexo que inclui várias linhagens de M. avium. M. intracellulare não é facilmente distinguida de M. avium, razão pela qual é incluída no complexo. A maioria destes organismos é frequentemente encontrada em secreções pulmonares de pessoas com micobacteriose semelhante à tuberculose. Linhagens deste complexo também têm sido associadas com linfadenite infantil e AIDS. M. avium sozinha causa tuberculose em várias aves e outros animais, inclusive porcos.Compostos AzaMicroscopia: Uso de instrumentos e técnicas para visualizar material e detalhes que não podem ser vistos a olho nu. Geralmente é feito por meio da amplificação de imagens (transmitidas por luz ou feixes de elétrons) com lentes ópticas ou magnéticas que ampliam todo o campo da imagem. Na microscopia eletrônica de varredura as imagens são geradas coletando ponto-a-ponto as imagens [parciais] sobre uma escala amplificada à medida que a amostra é percorrida por feixe estreito de luz ou elétrons, laser ou sonda condutora ou topográfica.Especificidade da Espécie: Restrição de um comportamento característico, estrutura anatômica ou sistema físico, como resposta imunológica, resposta metabólica ou gene ou variante gênico dos membros de uma espécie. Refere-se às propriedades que diferenciam uma espécie de outra, mas também se usa para níveis filogenéticos superiores ou inferiores ao nível de espécie.Camundongos Endogâmicos BALB CAnálise de Sequência de DNA: Processo de vários estágios que inclui clonagem, mapeamento físico, subclonagem, determinação da SEQUÊNCIA DE DNA e análise de informação.Manejo de Espécimes: Procedimentos para coleta, preservação e transporte de espécimes suficientemente estáveis para fornecer resultados eficientes e precisos, adequados à interpretação clínica.Linfócitos T: Linfócitos responsáveis pela imunidade mediada por células. Foram identificados dois tipos: LINFÓCITOS T CITOTÓXICOS e linfócitos T auxiliadores (LINFÓCITOS T AUXILIARES-INDUTORES). São formados quando os linfócitos circulam pelo TIMO e se diferenciam em timócitos. Quando expostos a um antígeno, dividem-se rapidamente, produzindo um grande número de novas células T sensibilizadas a este antígeno.Tuberculoma Intracraniano: Massa bem delimitada composta por tecido de granulação tuberculosa que pode ocorrer nos hemisférios cerebrais, cerebelo, tronco cerebral ou espaços perimeníngeos. Lesões múltiplas são bem comuns. O controle das manifestações intracranianas varia com o local da lesão. Tuberculomas intracranianos podem estar associados com CONVULSÕES, déficits neurológicos focais e HIPERTENSÃO INTRACRANIANA. Os tuberculomas da medula espinhal podem estar associados com dor radicular ou localizada, fraqueza, perda sensorial e incontinência. Os tuberculomas podem surgir como INFECÇÕES OPORTUNISTAS, mas também podem ocorrer em indivíduos imunocompetentes.Técnicas de Amplificação de Ácido Nucleico: Técnicas de laboratório envolvendo a síntese in vitro de muitas cópias de DNA ou RNA a partir de um modelo original.Rifamicinas: Grupo de AGENTES ANTIBACTERIANOS caracterizados por um grupo cromóforo de nafto-hidroquinona atravessado por uma ponte alifática não encontrada previamente em outros AGENTES ANTIBACTERIANOS conhecidos. Foram isolados de caldos de fermentação de Streptomyces mediterranei.Saúde Mundial: Conceito relativo ao estado de saúde dos habitantes do mundo. Por ordem de gravidade os principais riscos para a saúde mundial foram assim classificados: subalimentação, prática de sexo sem proteção, hipertensão, tabagismo, álcool, má qualidade da água, colesterol, fumaça de combustíveis sólidos como carvão e lenha, carência de ferro e a obesidade.Soronegatividade para HIV: Estado imunitário caracterizado pela não produção de anticorpos anti-HIV e determinado por vários testes sorológicos.Citocinas: Proteínas, que não são anticorpos, secretadas por leucócitos inflamatórios e por células não leucocíticas que agem como mediadores intercelulares. As citocinas diferem dos hormônios clássicos no sentido de que elas são produzidas por vários tecidos ou tipos celulares e não por glândulas especializadas. Elas geralmente agem localmente de modo parácrino ou autócrino em vez de endócrino.Emigrantes e Imigrantes: Povo que deixa suas residência em um país e estabelece em um país diferente.Viabilidade Microbiana: Capacidade de um micróbio sobreviver abaixo de determinadas condições. Pode também estar relacionado a uma capacidade da colônia para replicar-se.Erros de Diagnóstico: Diagnósticos incorretos após exame clínico ou técnicas de procedimentos diagnósticos.Programas de Rastreamento: Tentativa de identificação de pessoas portadoras de uma doença ou agravo não evidente por meio de testes, exames, questionários ou outros procedimentos de aplicação rápida. O rastreamento classifica as pessoas em negativas ou positivas; estas (casos suspeitos) são encaminhadas para confirmação clínica de diagnóstico ou tratamento. (Tradução livre do original: Last, 2001)Linfócitos T CD4-Positivos: Subpopulação crítica de linfócitos T, envolvida na indução da maioria das funções imunológicas. O vírus HIV apresenta tropismo seletivo pelas células T4, que expressam o marcador fenotípico CD4 (um receptor para o HIV). Na verdade, na profunda imunossupressão observada (na infecção pelo HIV) o elemento chave consiste na depleção (desaparecimento) deste subgrupo de linfócitos T.Quimioterapia Combinada: Terapia administrada simultaneamente com duas ou mais preparações diferentes para obter um efeito combinado.Vacinação: Administração de vacinas para estimulação da resposta imune do hospedeiro. Isto inclui qualquer preparação que objetive a profilaxia imunológica ativa.Tioacetazona: Tiossemicarbazona que é utilizada em associação com outros agentes antimicobacterianos nas fases iniciais e subsequentes dos regimes antituberculose. Tiacetazona contendo regimes são menos eficazes que os regimes de curto curso recomendado pela União Internacional Contra Tuberculose e são usados em alguns países desenvolvidos para reduzir os custos com drogas.China: País que se estende da Ásia central ao Oceano Pacífico.Pericardite Tuberculosa: INFLAMAÇÃO do saco ao redor do coração (PERICÁRDIO) devido à infecção por MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS. A pericardite pode levar a edema (DERRAME PERICÁRDICO), compressão do coração (TAMPONAMENTO CARDÍACO) e impedir o batimento cardíaco normal.Cobaias: Nome popular utilizado para o gênero Cavia. A espécie mais comum é a Cavia porcellus, que é o porquinho-da-índia, ou cobaia, domesticado e usado como bicho de estimação e para pesquisa biomédica.Mycobacterium kansasii: Espécie fotocromogênica de crescimento lento que é o agente etiológico de uma doença semelhante à tuberculose em humanos e é frequentemente isolada de secreções pulmonares ou tubérculos humanos. A incidência de infecção é agudamente aumentada em indivíduos imunocomprometidos. (Dorland, 28a ed)Tioridazina: Antipsicótico fenotiazínico usado no tratamento de TRANSTORNOS PSICÓTICOS, incluindo ESQUIZOFRENIA.DNA Girase: DNA topoisomerase II bacteriana que catalisa a quebra, dependente de ATP, das duas fitas de DNA, a passagem das fitas íntegras através das aberturas e a reagrupamento das cadeias quebradas. A girase se liga ao DNA sob a forma de um heterotetrâmero que consiste de duas subunidades A e duas subunidades B. Na presença de ATP, a girase também pode converter o duplex relaxado de DNA circular em uma super-hélice. Na ausência de ATP, o DNA superespiralado é relaxado pela DNA girase.Técnicas de Laboratório Clínico: Técnicas utilizadas para cumprir procedimentos clínicos investigativos no diagnóstico e terapia de doenças.

*  Lúpus eritematoso sistêmico - Wikipedia

Os pacientes estão particularmente em risco de desenvolver tuberculose osteoarticular. O LES aumenta o risco de fractura de ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Lúpus_eritematoso_sistêmico

*  Micose - Wikipedia

Causa pneumonia e fungemia com sintomas de tuberculose. Zigomicose: Causada por zigomicetos dos gêneros Rhizopus, Rhizomucor, ... Pode infectar sistema respiratório, digestivo, urinário, nervoso, osteoarticular, reprodutor e/ou circulatório. Criptococose: ... circulatório ou osteoarticular. Podem começar como infecção da cutânea ou subcutâneas (por exemplo, Esporotricose e Cromomicose ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Micose

*  dores no pé da barriga e de um lado esquerdo do pé da barriga .

Tuberculose Osteoarticular. 1. + +. 90. Doenças do Desenvolvimento Ósseo. 1. + +. 91. Distrofia Simpática Reflexa. 1. + +. ...
lookfordiagnosis.com/results.php?symptoms=dores no pé da barriga e de um lado esquerdo do pé da barriga .&lang=3&parent=/&mode=F

*  Lourdes e suas aparições: Nossa Senhora de Lourdes não nos abandona nem nas piores situações

Varacalli), de Patti (Itália). Tuberculose osteoarticular com fístulas múltiplas. 27 anos em 05-06-1958. Messina (Itália) 26-05 ... Maddalena Carini, de San Remo (Itália). Peritonite tuberculose, tuberculose pleural, pulmonar e óssea com artrite coronária. 31 ... Authier), de Caen (França). Tuberculose pulmonar com úlceras no rosto e na perna. 18 anos em 21-08-1892. Paris 06-06-1908. 18. ... Irmã Julienne, (Aline Bruyère), de La Roque (França). Tuberculose pulmonar. 25 anos em 01-09-1889. Tulle 07-03-1912. 13. Irmã ...
https://lourdes-150-aparicoes.blogspot.com/2015/01/nossa-senhora-de-lourdes-nao-nos.html

*  Lourdes e suas aparições: A jovem carmelita que atingiu o mais alto píncaro da santidade

Varacalli), de Patti (Itália). Tuberculose osteoarticular com fístulas múltiplas. 27 anos em 05-06-1958. Messina (Itália) 26-05 ... Maddalena Carini, de San Remo (Itália). Peritonite tuberculose, tuberculose pleural, pulmonar e óssea com artrite coronária. 31 ... Authier), de Caen (França). Tuberculose pulmonar com úlceras no rosto e na perna. 18 anos em 21-08-1892. Paris 06-06-1908. 18. ... Irmã Julienne, (Aline Bruyère), de La Roque (França). Tuberculose pulmonar. 25 anos em 01-09-1889. Tulle 07-03-1912. 13. Irmã ...
https://lourdes-150-aparicoes.blogspot.com/2014/09/a-jovem-carmelita-que-atingiu-o-mais.html

*  Lourdes e suas aparições: Na Síria, os católicos martirizados se voltam para Nossa Senhora de Lourdes

Varacalli), de Patti (Itália). Tuberculose osteoarticular com fístulas múltiplas. 27 anos em 05-06-1958. Messina (Itália) 26-05 ... Maddalena Carini, de San Remo (Itália). Peritonite tuberculose, tuberculose pleural, pulmonar e óssea com artrite coronária. 31 ... Authier), de Caen (França). Tuberculose pulmonar com úlceras no rosto e na perna. 18 anos em 21-08-1892. Paris 06-06-1908. 18. ... Irmã Julienne, (Aline Bruyère), de La Roque (França). Tuberculose pulmonar. 25 anos em 01-09-1889. Tulle 07-03-1912. 13. Irmã ...
https://lourdes-150-aparicoes.blogspot.com/2016/10/na-siria-os-catolicos-martirizados-se.html

*  Lourdes e suas aparições: Lourdes, o dogma e os milagres em breve síntese

Varacalli), de Patti (Itália). Tuberculose osteoarticular com fístulas múltiplas. 27 anos em 05-06-1958. Messina (Itália) 26-05 ... Maddalena Carini, de San Remo (Itália). Peritonite tuberculose, tuberculose pleural, pulmonar e óssea com artrite coronária. 31 ... Authier), de Caen (França). Tuberculose pulmonar com úlceras no rosto e na perna. 18 anos em 21-08-1892. Paris 06-06-1908. 18. ... Irmã Julienne, (Aline Bruyère), de La Roque (França). Tuberculose pulmonar. 25 anos em 01-09-1889. Tulle 07-03-1912. 13. Irmã ...
https://lourdes-150-aparicoes.blogspot.com/2015/02/lourdes-o-dogma-e-os-milagres-em-breve.html

*  Lourdes e suas aparições: Pe. Jacques Hamel R.I.P.: o crime revelador do Islã, e não só do Islã...

Varacalli), de Patti (Itália). Tuberculose osteoarticular com fístulas múltiplas. 27 anos em 05-06-1958. Messina (Itália) 26-05 ... Maddalena Carini, de San Remo (Itália). Peritonite tuberculose, tuberculose pleural, pulmonar e óssea com artrite coronária. 31 ... Authier), de Caen (França). Tuberculose pulmonar com úlceras no rosto e na perna. 18 anos em 21-08-1892. Paris 06-06-1908. 18. ... Irmã Julienne, (Aline Bruyère), de La Roque (França). Tuberculose pulmonar. 25 anos em 01-09-1889. Tulle 07-03-1912. 13. Irmã ...
https://lourdes-150-aparicoes.blogspot.com/2016/07/pe-jacques-hamel-rip-o-crime-revelador.html

*  Lourdes e suas aparições: Muçulmanos tornam-se católicos no Oriente… e no Ocidente! Urgente pedir por eles a Nossa Senhora de...

Varacalli), de Patti (Itália). Tuberculose osteoarticular com fístulas múltiplas. 27 anos em 05-06-1958. Messina (Itália) 26-05 ... Maddalena Carini, de San Remo (Itália). Peritonite tuberculose, tuberculose pleural, pulmonar e óssea com artrite coronária. 31 ... Authier), de Caen (França). Tuberculose pulmonar com úlceras no rosto e na perna. 18 anos em 21-08-1892. Paris 06-06-1908. 18. ... Irmã Julienne, (Aline Bruyère), de La Roque (França). Tuberculose pulmonar. 25 anos em 01-09-1889. Tulle 07-03-1912. 13. Irmã ...
https://lourdes-150-aparicoes.blogspot.com/2016/08/muculmanos-tornam-se-catolicos-no.html

*  CADUET - Bula CADUET

Tuberculose Osteoarticular. *Artrites Microcristalinas. *Específicos. *Panotil. *Métodos de Imagem no Atendimento do ...
medicinanet.com.br/bula/1076/caduet.htm

TuberculoseMycobacterium tuberculosis: Mycobacterium tuberculosis (MTB), ou bacilo de koch, é uma espécie de bactéria patogênica na família Mycobacteriaceae e o agente causador da maioria dos casos de tuberculose (TB). Descoberta pela primeira vez em 1882 por Robert Koch, M.Osteomielite: Osteomielite (grego osteos = osso + myelós = medula) é, em princípio, inflamação óssea, usualmente causada por infecção, bacteriana ou fúngica, que pode permanecer localizada ou difundir-se, comprometendo medula, parte cortical, parte esponjosa e periósteo.Jablanica: ==Localidades==Tuberculose miliarIsoniazida: Isoniazida é um fármaco antibiótico, usado como primeira escolha no tratamento da tuberculose. É menos tóxico, mais eficaz e mais barato que seus similares e disponível em combinações.Necrose caseosa: Necrose caseosa ou degeneração caseosa é uma ação de degradação progressiva e irreversível feita por enzimas em tecidos lesionados. Característica de focos de tuberculose.Mycobacterium bovis: Mycobacterium bovis é uma bactéria responsável pela transmissão da tuberculose entre bovinos e em menor grau a outros mamiferos inclusive ao homem. A bactéria M.Sacroileíte: A sacroileíte é uma lesão inflamatória das articulações sacroilíacas, que correspondem à ligação da parte inferior da coluna com a bacia. Tem por este nome pois nesta ligação existe a ligação articular do osso sacro da coluna vertebral e do osso ilíaco da bacia.Escrofuloderma: Escrofuloderma ou tuberculose subcutânea é uma infecção bacteriana causada pelo Mycobacterium tuberculosis normalmente disseminada diretamente pela tuberculose pulmonar, de gânglios linfáticos, ossos ou articulações. Formam bolhas firmes, indolores que eventualmente se rompem com uma base granular.Sputa: Sputa, sputum ou mais popularmente escarroSociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. Jornal Brasileiro de Pneumologia.Piúria: Piúria é a presença de leucócitos degenerados na urina.Subluxação da cabeça do rádioTumor ósseoMycobacterium: Mycobacterium ou micobactéria é um gênero de actinobactérias bacilares, aeróbicas obrigatórias, imóveis e altamente patogênicas, que causam diversas doenças, sendo as mais famosas Hanseníase(lepra) e tuberculose. Apesar de terem características de gram-positivas (não possuírem membrana externa), suas paredes ricas em Ácido micólico não se tingem com tinção de Gram, sendo assim classificadas com bactérias álcool-ácido resistentes (BAAR).Exame complementar de diagnóstico: Nas ciências da saúde, são denominados exames complementar de diagnóstico aqueles exames (laboratoriais, de imagem, etc.) que complementam aos dados da anamnese e do exame físico para a confirmação das hipóteses diagnósticas e tratamento.Dor óssea: A dor óssea é uma forma debilitante de dor proveniente do tecido ósseo. Ela ocore em virtude de uma ampla variedade de doenças e/ou condições físicas e pode prejudicar severamente a qualidade de vida dos pacientes que são por ela acometidos.Bacitracina: Bacitracina é um fármaco de utilização tópica com ação antibiótica.P.Denizli (província)AmiloidoseNoroeste (África do Sul): O Noroeste é uma província da África do Sul. A sua capital é Mahikeng, antigal capital do Protectorado Britânico da Bechuanalândia.Genótipo: Genótipo (do grego genos, originar) é a constituição genética de uma célula, organismo ou indivíduo. Deve-se à presença de material hereditário herdado dos progenitores.


É possível que o tratamento para a tuberculose dure apenas 1 mês?


  • Ao fim de um mês de tratamento do meu namorado, a médica disse que já estava quase bem. Que ainda não sabiam a origem dele ter contraído e desenvolvido a tuberculose
  • ESTOU TE MANDANDO UM LINK A RESPEITO DO ASSUNTO. ESPERO QUE AJUDE NA SUA DÚVIDA. ABRAÇOS.

A partir da hora que eu detecto que eu tenho Tuberculose eu já sou transmissor?


  • Ou vai depender da quantidade de vírus que eu tenho no corpo. Tem um colega meu que tosse muito e a gente bebe muita pinga e sempre dividimos os copos, pode ser que eu venha pegar a tuberculose dele caso ele o tenha? Emagreci uns 5kg em uma semana, posso ter contraído já a doença?
  • Vá a um posto de saúde de seu bairro, lá fazem o exame de graça e dão os remédios. Você já é transmissor. Vai pelo ar, uma única vez que tussa deixa milhares de bacilos no ar.

Gostaria de saber o aspecto morfologico de uma lesão pulmonar causada por tuberculose?


  • Gostaria de saber o que acontece quando uma pessoa contrai tuberculose, detalhadamente, inclusive o porquê da existencia de sangue no escarro. Obrigado!
  • A TB usualmente atinge os pulmões, causando a tuberculose pulmonar. As células do sistema imune atacam os bacilos da tuberculose, mas geralmente não conseguem matar todos os germes. O bacilo causa buracos nos pulmões, onde se reproduz. A TB também pode afetar a coluna, o quadril, os nódulos linfáticos e virtualmente qualquer outra parte do corpo. boa sorte./

Voce ja ouviu falar que a gripe suina e a tuberculose disfaçada?


  • Chegaram a essa conclusão , depois de ve que a maioria das pessoas não tratam ;gripe e resfriados como deviam , deixando os focos ficarem incubados e se espalhando por todo organismo , com isso muitos ficam com inflamação da pleura e acarretando a peneumunia e chegando a tuberculose silenciosa! Por isso o vírus fácil de ser transmitido! Beijos sabor algodão doce , amo vocês Marquesa, essa se diz silenciosa ,pois se manifesta como uma gripe , mais quando isso acontece , ja os orgão respiratorios ja estão todos comprometidos e danificados ,sendo dificil o controle! E bom observa essa notificação!! Zezeinha, meu irmão muito obrigada por seu carinho , eu amo voce !!
  • Vc sabe de muitas coisas NE? é por este motivo q é a minha irmã preferida.

É possível que haja um diagnóstico errado de câncer de pulmão e a verdadeira doença seja tuberculose?


  • E qual das duas pode ser tratada com mais facilidade ? Um paciente que já iniciou o tratamento de câncer e descobre que na realidade sua doença era tuberculose, quais são os riscos ? Obrigado!
  • Nemesis, isto não é desejável, porém é possível ocorrer dependendo do meio através do qual ocorreu o diagnóstico. A medicina é exercida por humanos e o erro, infelizmente, é inevitável, embora ninguém goste de errar, mesmo o autor do erro, quanto mais a vítima. A minha atitude nunca é de crucificar quem errou a não ser que o erro seja a regra, porque todos nós podemos eventualmente errar. Qual foi o exame que afirmou que era tuberculose? Radiografia, tomografia, citologia, biópsia, bacterioscopia? Em qualquer dos níveis (tipos de exame) é possível a dúvida e o erro. Se vc me disser que foi uma biópsia que afirmou ser tumor quando na verdade o diagnóstico é tuberculose isso seria raríssimo. Se vai ser fácil ou não o tratamento não depende apenas se é um câncer ou a tuberculose, pois depende de outros dados como o volume do tumor e o seu tipo histológico. O câncer pulmonar apresenta uma mortalidade muito mais alta do que a tuberculose, isso é que é importante dizer. Ou seja, o paciente quando recebe o diagnóstico de câncer pulmonar dificilmente deixa de morrer em consequência da doença. Porém tudo depende do estágio. O diagnóstico de tuberculose é muito mais demorado do que o tratamento do câncer, porém o Índice de Mortalidade é menor. Ao final da sua pergunta tem a frase "quais são os riscos". Não entendi risco do quê. Da troca dos diagnósticos? riscos de morrer? Espero ter ajudado a dirimir as suas dúvidas.

Qual a doença do sistema imunitário mais comum que está na origem da tuberculose? Pode ser a diabetes?


  • meu namorado é dono de discotecas. Ele contraiu tuberculose e desenvolveu diabetes há uns meses. Ele diz que os médicos ainda não sabem o que ele tem. o que será?
  • Pode, mas so se estiver descontrolada. A boemia sempre foi associada a tuberculose pois o alcolismo predispoe à tuberculose, entao, é mais provavel que seu namorado seja alcoolatra e por isso tem tuberculose, ou vive com quem tem, em um ambiente pouco ventilado e escuro. Os medicos ja devem saber o q ele tem, ele que nao sabe, ou nao conta para vc. Tuberculose tambem eh comum em quem tem Aids. sera q é por isso q ele nao te conta?

Se a tuberculose pode manifestar através de glândulas no pescoço?


  • E se a trombose tem alguma coisa relacionada a tuberculose
  • Amigo, a tuberculose pode sim se manifestar através dos gânglios do pescoço e a trombose não tem nada a ver com a tuberculose. Boa sorte.

Tuberculose pode ser adquirida sem contato com portadores da doença?


  • Preciso saber se há alguma maneira de adquirir tuberculose sem ter contato com pessoas que possuem a doença... Por favor preciso saber disso o mais breve possível.
  • Sim, a tuberculose pode ser adquirida sem contato com portadores da doença. Geralmente, pega-se a doença pelo ar contaminado eliminado pelo indivíduo com a tuberculose nos pulmões. A pessoa sadia inala gotículas, dispersas no ar, de secreção respiratória do indivíduo doente. Este, ao tossir, espirrar ou falar, espalha no ambiente as gotículas contaminadas, que podem sobreviver, dispersas no ar, por horas, desde que não tenham contato com a luz solar. A pessoa sadia, respirando no ambiente contaminado, acaba inalando esta micobactéria que se implantará num local do pulmão. Em poucas semanas, uma pequena inflamação ocorrerá na zona de implantação. Não é ainda uma doença. É o primeiro contato do germe com o organismo (primoinfecção). Depois disso, esta bactéria pode se espalhar e se alojar em vários locais do corpo. Se o sistema de defesa do organismo estiver com uma boa vigilância, na maioria dos casos, a bactéria não causará doença, ficará sem atividade (período latente). Se, em algum momento da vida, este sistema de defesa diminuir, a bactéria que estava no período latente poderá entrar em atividade e vir a causar doença. Mas, também há a possibilidade da pessoa adquirir a doença no primeiro contato com o germe. O doente após 15 dias do início do tratamento não corre risco de contaminar mais ninguém. Caso esteja com os sintomas, corra ao médico e peça um exame de escarro ou raio-x de tórax. boa sorte.