Ruptura Prematura de Membranas Fetais: Ruptura espontânea das membranas que circundam o FETO em qualquer momento que precede o início de TRABALHO DE PARTO. Pré-termo PROM é a ruptura da membrana antes de 37 semanas de GESTAÇÃO.Membranas Extraembrionárias: Camadas finas de tecido que envolvem o embrião em desenvolvimento. Há quatro membranas extraembrionárias, geralmente encontradas em VERTEBRADOS, como RÉPTEIS, AVES e MAMÍFEROS. São: SACO VITELINO, ALANTOIDE, ÂMNIO e CÓRION. Estas membranas oferecem proteção e meios para o transporte de nutrientes e resíduos.Âmnio: Saco membranoso mais interno que envolve e protege o embrião em desenvolvimento, banhado pelo LÍQUIDO AMNIÓTICO. As células amnióticas são CÉLULAS EPITELIAIS secretoras e contribuem para o líquido amniótico.Córion: Membrana extraembrionária mais externa que envolve o embrião em desenvolvimento. Nos RÉPTEIS e AVES, está aderida à casca e permite as trocas gasosas entre o ovo e seu ambiente. Nos MAMÍFEROS o córion evolui para a contribuição fetal da PLACENTA.Ruptura: Fratura ou rompimento traumático ou forçoso de um órgão ou outra parte macia do corpo.Trabalho de Parto Prematuro: Início de TRABALHO DE PARTO antes do NASCIMENTO A TERMO, mas geralmente após o FETO ter-se tornado viável. Nas mulheres ocorre em algum momento entre a 29a e a 38a semana de GRAVIDEZ. A TOCÓLISE inibe o trabalho de parto prematuro e pode impedir o NASCIMENTO de PREMATUROS.Gravidez: Estado durante o qual os mamíferos fêmeas carregam seus filhotes em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero (antes de nascer) começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.Corioamnionite: INFLAMAÇÃO das membranas da placenta (CÓRION, ÂMNIO) e tecidos relacionados (connected) como VASOS SANGUÍNEOS fetais e CORDÃO UMBILICAL. Frequentemente associada com infecção intrauterina ascendente durante a GRAVIDEZ.Trabalho de Parto: Contração uterina repetitiva durante o parto, associada com a dilatação progressiva do COLO DO ÚTERO. Um trabalho de parto bem sucedido resulta na expulsão do FETO e PLACENTA. O trabalho de parto pode ser espontâneo ou induzido (TRABALHO DE PARTO INDUZIDO).Líquido Amniótico: Líquido claro, amarelado que envolve o FETO dentro do saco do ÂMNIO. No primeiro trimestre é semelhante a um transudado do plasma materno ou fetal. No segundo trimestre, o líquido amniótico deriva principalmente do rim e pulmão fetal. Células ou substâncias neste líquido podem ser retiradas para testes de diagnóstico pré-natal (AMNIOCENTESE).Oligo-Hidrâmnio: Afecção em que o volume de LÍQUIDO AMNÍOTICO encontra-se anormalmente baixo. As principais causas incluem malformação do TRATO URINÁRIO fetal, RETARDO DO CRESCIMENTO FETAL, HIPERTENSÃO GESTACIONAL, envenenamento por nicotina e GRAVIDEZ PROLONGADA.Nascimento Prematuro: PARTO antes de 37 semanas de GRAVIDEZ (259 dias a partir do primeiro dia do último período menstrual ou 245 dias após FERTILIZAÇÃO)Placenta: Órgão materno-fetal de mamíferos, altamente vascularizado, sendo o principal local de transporte de oxigênio, nutrientes e resíduos fetais. Na placenta há uma porção fetal (VILOSIDADES CORIÔNICAS, provenientes dos TROFOBLASTOS) e uma porção materna (DECÍDUA, proveniente do ENDOMÉTRIO uterino). A placenta produz uma série de hormônios esteroides, proteicos e peptídicos (HORMÔNIOS PLACENTÁRIOS).Idade Gestacional: A duração da gestação é medida a partir do primeiro dia do último período menstrual normal. A idade gestacional é expressa em dias ou semanas completas (por ex.: eventos que ocorrem de 280 a 286 dias após o início do último período menstrual normal são considerados como ocorridos na marca de 40 semanas de gestação). A idade gestacional é frequentemente uma fonte de confusão quando os cálculos são baseados em datas menstruais. Para os propósitos de cálculos da idade gestacional a partir da data do primeiro dia do último período menstrual normal e a data do parto, deve-se ter em mente que o primeiro dia é zero e não o dia um; os dias 0-6 correspondem então à "semana zero completa", os dias 7-13 à "semana completa um", e a quadragésima semana da gravidez atual é sinônimo de "semana completa 39". Quando a data do último período menstrual normal não é disponível, a idade gestacional deve ser baseada na melhor estimativa clínica. Para evitar confusão, as tabulações devem indicar tanto semanas quanto dias. (CID-10, vol.2, 8a ed., rev. e ampl. 2008)Decídua: Camada glandular do ENDOMÉTRIO, que responde aos hormônios e que se desprende a cada fluxo menstrual (decidua menstrualis) ou no final da gravidez. Durante a gravidez, a parte mais espessa da decídua forma a porção materna da PLACENTA (decidua placentalis). A porção delgada da decídua que envolve o resto do embrião é a decidua capsularis.Fetoscopia: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia do feto e cavidade amniótica por inserção abdominal ou uterina.Início do Trabalho de Parto: Início do verdadeiro TRABALHO DE PARTO é caraterizado pelas contrações uterinas cíclicas de frequência, duração e força crescentes, causando de início a DILATAÇÃO DO COLO (PRIMEIRA FASE DO TRABALHO DE PARTO).Resultado da Gravidez: Resultados da concepção e subsequente gravidez, incluindo NASCIMENTO VIVO, NATIMORTO, ABORTO ESPONTÂNEO, ABORTO INDUZIDO. A evolução pode seguir de inseminação natural ou artificial, ou quaisquer das várias TÉCNICAS REPRODUTIVAS ASSISTIDAS, como TRANSFERÊNCIA EMBRIONÁRIA ou FERTILIZAÇÃO IN VITRO.Ruptura EsplênicaMembranas: Camadas delgadas de tecido que revestem partes do corpo, separam cavidades adjacentes ou conectam estruturas adjacentes.Complicações Infecciosas na Gravidez: Ocorrências da gravidez e INFECÇÃO. A infecção pode preceder ou seguir a FERTILIZAÇÃO.Segundo Trimestre da Gravidez: Terceira parte da GRAVIDEZ humana, que compreende desde o início da 15a até a 28a semana completa (99 a 196 dias) de gestação.Ruptura Aórtica: Ruptura ou explosão da parede ao longo de qualquer porção da AORTA, como torácica ou abdominal. Pode resultar da ruptura de um aneurisma ou pode ser devido a TRAUMA.Recém-Nascido: Criança durante o primeiro mês após o nascimento.Descolamento Prematuro da Placenta: Separação prematura da PLACENTA implantada normalmente no ÚTERO. Entre os sinais com grau variável de gravidade estão sangramento uterino (HEMORRAGIA UTERINA), HIPERTONIA MUSCULAR uterina e SOFRIMENTO FETAL ou MORTE FETAL.Ureaplasma urealyticum: Espécie de bactéria Gram-negativa encontrada no trato geniturinário humano (SISTEMA UROGENITAL), orofaringe e canal anal. Os sorotipos (serovars) 1, 3, 6 e 14 foram reclassificados para outra espécie, UREAPLASMA parvum.Membrana Celular: Membrana seletivamente permeável (contendo lipídeos e proteínas) que envolve o citoplasma em células procarióticas e eucarióticas.Lipídeos de Membrana: Lipídeos, predominantemente fosfolipídeos, colesterol e pequenas quantidades de glicolipídeos encontrados em membranas, incluindo membranas celulares e intracelulares. Esses lipídeos podem estar dispostos em duplas camadas nas membranas com proteínas integrais entre as camadas e proteínas periféricas ligadas ao lado externo. Lipídeos de membrana são necessários para o transporte ativo, diversas atividades enzimáticas e formação de membranas.Ruptura Cardíaca: Doença relacionada com laceração ou ruptura de tecidos do coração, inclusive as paredes livres do MIOCÁRDIO, SEPTOS CARDÍACOS, MÚSCULOS PAPILARES e CORDAS TENDINOSAS e quaisquer das VALVAS CARDÍACAS. A ruptura patológica geralmente resulta de infarto do miocárdio (RUPTURA CARDÍACA PÓS-INFARTO).Membranas Intracelulares: Estruturas finas que encapsulam estruturas subcelulares (ORGANELAS) em CÉLULAS EUCARIÓTICAS. Entre elas estão várias membranas associadas com o NÚCLEO CELULAR, mitocôndrias, APARELHO DE GOLGI, RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO, LISOSSOMOS, PLASTÍDEOS e VACÚOLOS.Prematuro: Lactente humano nascido antes de 37 semanas de GESTAÇÃO.Complicações na Gravidez: Afecções ou processos patológicos associados com gravidez. Podem ocorrer durante ou após a gravidez e variam de pequenos mal-estares a graves doenças que requerem cuidados médicos. Incluem doenças em mulheres grávidas e gravidez de mulheres com doenças.Amniocentese: Punção transabdominal percutânea do útero durante a gestação para obtenção do líquido amniótico. É geralmente utilizada para determinação do cariótipo fetal, no diagnóstico de fenômenos fetais anormais.Ruptura Uterina: Separação completa ou remoção na parede do ÚTERO com ou sem expulsão do FETO. Pode ser devido a lesões, múltiplas gravidez, fetos grandes, cicatrizes prévias ou obstrução.Cesárea: Extração do FETO por meio de HISTEROTOMIA abdominal.Colo do Útero: Porção compreendendo o pescoço do ÚTERO (entre o istmo inferior e a VAGINA), que forma o canal cervical.Potenciais da Membrana: Diferenças de voltagem através da membrana. Nas membranas celulares são computados por subtração da voltagem medida no lado de fora da membrana da voltagem medida no interior da membrana. Resultam das diferenças entre as concentrações interna e externa de potássio, sódio, cloreto e outros íons difusíveis através das membranas celulares ou das ORGANELAS. Nas células excitáveis, o potencial de repouso de -30 a -100 mV. Estímulos físico, químico ou elétrico tornam o potencial de membrana mais negativo (hiperpolarização) ou menos negativo (despolarização).Metaloproteinase 8 da Matriz: Membro das METALOPROTEINASES DA MATRIZ que cliva o COLÁGENO de tripla hélice tipos I, II e III.Membranas Artificiais: Membranas produzidas artificialmente, como as membranas semipermeáveis usadas na DIÁLISE RENAL artificial, membranas monomoleculares e bimoleculares usadas como modelos para simular MEMBRANAS CELULARES biológicas. Estas membranas também são usadas no processo da REGENERAÇÃO TECIDUAL GUIADA.Redução de Gravidez Multifetal: Aborto seletivo de um ou mais embriões ou fetos em uma gravidez de gestação múltipla. O objetivo usual é melhorar as condições para os embriões e fetos restantes.Ruptura Cardíaca Pós-Infarto: Laceração ou ruptura de tecidos do coração aparecendo após INFARTO DO MIOCÁRDIO.Fluidez de Membrana: Movimento de moléculas de fosfolípides dentro da bicamada lipídica, que depende da classe de fosfolípides presentes, de sua composição de ácidos graxos e da insaturação das cadeias alifáticas, [além] da concentração de colesterol e da temperatura.Membrana Eritrocítica: Porção semipermeável mais externa do glóbulo vermelho. Após a HEMÓLISE esta membrana é conhecida como 'fantasma'.Parto: Processo de nascimento de um ou mais filhos.Trofoblastos: Células que revestem a parte externa do BLASTOCISTO. Depois que os trofoblastos se ligam ao ENDOMÉTRIO, desenvolvem duas camadas distintas: uma camada interna (citotrofoblastos mononucleares) e outra externa (citoplasma multinuclear contínuo, os sinciciotrofoblastos) que forma a interface inicial entre o feto e a mãe (PLACENTA).Miométrio: A capa de músculos lisos do útero, que forma a massa principal do órgão.Adesivos Teciduais: Substâncias usadas para promover aderência de tecido com tecido, ou de tecido com superfícies não tissulares, bem como para próteses.Doenças do PrematuroUltrassonografia Pré-Natal: Visualização dos tecidos durante a gestação através do registro dos ecos das ondas ultrassônicas dirigidas para o corpo. O procedimento pode ser aplicado com referência à mãe ou ao feto e com referência aos órgãos ou à detecção de doença materna ou fetal.Parto Obstétrico: Expulsão do FETO e PLACENTA sob os cuidados de um obstetra ou profissional da saúde. Os partos obstétricos podem envolver intervenções físicas, psicológicas, clínicas ou cirúrgicas.Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original: Stedman, 25a ed)Permeabilidade da Membrana Celular: [Conjunto de] propriedades (quality) das membranas celulares que permite a passagem de solventes e de solutos para dentro e para fora das células.Infecções por Ureaplasma: As infecções por bactérias do gênero UREAPLASMA.Placenta Retida: Placenta que não é expelida após o NASCIMENTO do FETO. A PLACENTA é retida quando o ÚTERO não contrai após a liberação de seu conteúdo ou quando a placenta está anormalmente aderida ao MIOMÉTRIO.Membrana Basal: MATRIZ EXTRACELULAR (MEC), semelhante a um tapete (mat-like), de coloração escura, que separa camadas celulares (como EPITÉLIO) do ENDOTÉLIO ou de uma camada de TECIDO CONJUNTIVO. A camada de MEC (que sustenta o revestimento do EPITÉLIO ou do ENDOTÉLIO) é denominada lâmina basal (MB). Esta pode ser formada pela fusão de outras duas lâminas basais adjacentes ou por uma lâmina basal com uma lâmina reticular adjacente do tecido conjuntivo. A MB, composta principalmente por COLÁGENO TIPO IV, LAMININA (glicoproteína) e PROTEOGLICANAS, permite a formação de barreiras e canais entre camadas celulares interativas.Cordão Umbilical: Estrutura flexível semelhante à corda, que conecta um FETO em desenvolvimento à PLACENTA, em mamíferos. O cordão contém vasos sanguíneos que transportam oxigênio e nutrientes da mãe ao feto e resíduos para longe do feto.Nascimento a Termo: NASCIMENTO ao final da duração normal da GRAVIDEZ , entre 37 a 40 semanas de gestação ou cerca de 280 dias a partir do primeiro dia do último período menstrual da mãe.Trabalho de Parto Induzido: CONTRAÇÃO UTERINA induzida artificialmente. Geralmente o TRABALHO DE PARTO é induzido com a intenção de provocar a expulsão do feto e término da gravidez.Prenhez: Processo de carregar um ser em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero de mamíferos não humanos começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.Recém-Nascido de Baixo Peso: Recém-nascido que tem um peso de nascimento de menos de 2500 gramas (5.5 lb.), mas o termo RECÉM-NASCIDO DE MUITO BAIXO PESO está disponível para crianças que têm um peso de nascimento de menos de 1500 gramas (3.3 lb.).Metaloproteinase 9 da Matriz: Endopeptidase estruturalmente semelhante a METALOPROTEINASE 2 DA MATRIZ. Degrada a GELATINA tipos I e V, COLÁGENO TIPO IV e COLÁGENO TIPO V.Terceiro Trimestre da Gravidez: Último terço da GRAVIDEZ humana [que vai] do início da 29a até a 42a semana completa (197 a 294 dias) de gestação.Ultrassonografia Doppler de Pulso: Ultrassonografia por aplicação do efeito Doppler, com detecção de velocidade combinada com resolução à distância. Curtos disparos de ultrassom são transmitidos a intervalos regulares e os ecos são detectados quando retornam.Técnicas de Cultura: Métodos de manutenção ou de crescimento de materiais biológicos em condições controladas de laboratório. Entre elas estão culturas de CÉLULAS, TECIDOS, órgãos ou embrião in vitro. Tanto os tecidos animais como os vegetais podem ser cultivados por vários métodos. As culturas podem ser provenientes de tecidos normais ou anormais e consistem de populações de um único tipo de célula ou de mistura de populações de tipos celulares diferentes.Microscopia Eletrônica: Microscopia que utiliza um feixe de elétrons, em vez de luz, para visualizar a amostra, permitindo assim uma grande amplificação. As interações dos ELÉTRONS com as amostras são usadas para fornecer informação sobre a estrutura fina da amostra. Na MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE TRANSMISSÃO, as reações dos elétrons transmitidas através da amostra são transformadas em imagem. Na MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE VARREDURA, um feixe de elétrons incide em um ângulo não normal sobre a amostra e a imagem é formada a partir de reações que ocorrem acima do plano da amostra.Gêmeos: Dois indivíduos originados de dois FETOS que foram fertilizados ao mesmo tempo ou em momentos muito próximos, desenvolveram-se simultaneamente no ÚTERO e nasceram da mesma mãe. Os gêmeos podem ser monozigóticos (GÊMEOS MONOZIGÓTICOS) ou dizigóticos (GÊMEOS DIZIGÓTICOS).Células Cultivadas: Células propagadas in vitro em meio especial apropriado ao seu crescimento. Células cultivadas são utilizadas no estudo de processos de desenvolvimento, processos morfológicos, metabólicos, fisiológicos e genéticos, entre outros.Relaxina: Polipeptídeo hidrossolúvel (peso molecular de aproximadamente 8.000) extraído do corpo lúteo durante a gravidez. Produz relaxamento da sínfise pública e dilatação do colo uterino em certas espécies animais. Seu papel na mulher grávida é incerto. (Tradução livre do original: Dorland, 28a ed)Mycoplasma hominis: Parasita comum que habita a vagina e colo e um patógeno humano potencial, causando infecções do trato reprodutivo masculino e feminino. Ele também foi associado com doença respiratória e faringite. (Dorland, 28a ed)Útero: Órgão muscular oco (de paredes espessas), na pelve feminina. Constituído pelo fundo (corpo), local de IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO e DESENVOLVIMENTO FETAL. Além do istmo (na extremidade perineal do fundo), encontra-se o COLO DO ÚTERO (pescoço), que se abre para a VAGINA. Além dos istmos (na extremidade abdominal superior do fundo), encontram-se as TUBAS UTERINAS.RNA Mensageiro: Sequências de RNA que servem como modelo para a síntese proteica. RNAm bacterianos são geralmente transcritos primários pelo fato de não requererem processamento pós-transcricional. O RNAm eucariótico é sintetizado no núcleo e necessita ser transportado para o citoplasma para a tradução. A maior parte dos RNAm eucarióticos têm uma sequência de ácido poliadenílico na extremidade 3', denominada de cauda poli(A). Não se conhece com certeza a função dessa cauda, mas ela pode desempenhar um papel na exportação de RNAm maduro a partir do núcleo, tanto quanto em auxiliar na estabilização de algumas moléculas de RNAm retardando a sua degradação no citoplasma.Aneurisma Roto: Ruptura ou explosão da parede enfraquecida do saco aneurismal, geralmente precursora de dor súbita e piorada. O grande perigo de um aneurisma se romper é a grande quantidade de sangue derramada para dentro de tecidos e cavidades circundantes causando CHOQUE HEMORRÁGICO.Estudos Prospectivos: Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.Técnicas de Cultura de Tecidos: Técnica in vitro de manutenção ou crescimento de TECIDO, geralmente por DIFUSÃO, perifusão ou PERFUSÃO. O tecido é cultivado diretamente após remoção do hospedeiro sem ser dispersado da cultura celular.Proteínas de Membrana Transportadoras: Proteínas de membrana cuja função primária é facilitar o transporte de moléculas através da membrana biológica. Incluídas nesta ampla categoria estão as proteínas envolvidas no transporte ativo (TRANSPORTE BIOLÓGICO ATIVO), transporte facilitado e CANAIS IÔNICOS.Aborto Séptico: Qualquer tipo de aborto (induzido ou espontâneo) que está associado com infecção do ÚTERO e seus anexos. Caracteriza-se por FEBRE, sensibilidade uterina e supuração fétida.Idade Materna: Idade da mãe na GRAVIDEZ.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Inibidor Tecidual de Metaloproteinase-1: Membro da família de INIBIDORES TISSULARES DE METALOPROTEINASES. É uma proteína N-glicosilada, peso molecular de 28 kD, produzida por uma vasta gama de tipos celulares, encontrada numa variedade de tecidos e fluidos celulares. Foi demonstrado que suprime a metástase e inibe a invasão tumoral in vitro.Glicoproteínas de Membrana: Glicoproteínas encontradas nas membranas ou na superfície das células.Imuno-Histoquímica: Localização histoquímica de substâncias imunorreativas utilizando anticorpos marcados como reagentes.Pré-Eclâmpsia: Complicação de GRAVIDEZ, caracterizada por um complexo de sintomas incluindo HIPERTENSÃO materna e PROTEINURIA com ou sem EDEMA patológico. Os sintomas variam de brandos a graves. A pré-eclâmpsia ocorre após a 20a semana de gestação, porém pode se desenvolver antes deste tempo, na presença de doença trofoblástica.Bicamadas Lipídicas: Camadas de moléculas lipídicas que são duplas. Os sistemas de bicamadas são frequentemente estudados como modelos de membranas biológicas.Bovinos: Animais bovinos domesticados (do gênero Bos) geralmente são mantidos em fazendas ou ranchos e utilizados para produção de carne, derivados do leite ou para trabalho pesado.Doenças Placentárias: Processos patológicos ou funções anormais da PLACENTA.Tecido Conjuntivo: Tecido que sustenta e conecta outros tecidos. Consiste de CÉLULAS DO TECIDO CONJUNTIVO inseridas em uma grande quantidade de MATRIZ EXTRACELULAR.Ruptura Gástrica: Rompimento do ESTÔMAGO.Prostaglandinas: Grupo de compostos derivados do ácido graxo insaturado de vinte carbonos, geralmente o ácido araquidônico, através da via da cicloxigenase. São mediadores potentes de um grupo diverso de processos biológicos.Inibidor Tecidual de Metaloproteinase-3: Membro da família de inibidores teciduais de metaloproteinases. As mutações do gene da PROTEÍNA TIMP3 provoca a distrofia do fundo de Sorsby.Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Dinoprostona: Mais comum e a biologicamente mais ativa das prostaglandinas de mamíferos. Apresenta a maioria das atividades biológicas características das prostaglandinas e tem sido utilizada extensivamente como agente ocitócico. O composto também exibe efeito protetor na mucosa intestinal.

*  Alere Actim - Alere

Alere Actim® PROM detecção rápida da ruptura prematura de membranas fetais e Alere Actim® Partus detecção rápida do risco de ... O teste Alere Actim® PROM é um auxílio preciso no diagnóstico de ruptura prematura das membranas. Ler Mais ...

*  sai da vagina uma gosma branca meia amarelada,e tem um mal cheiro,o que e?

Ruptura Prematura de Membranas Fetais. 1. + +. 138. Doenças Ureterais. 1. + +. 139. Fístula. 1. + +. ...

*  feridas na vagina na parte externa tipo aftas

Ruptura Prematura de Membranas Fetais. 1. + +. 138. Doenças Ureterais. 1. + +. 139. Fístula. 1. + +. ...

*  Ruptura prematura de membranas ovulares - ppt video online carregar

Antes de 37ª semana de gestação (Rotura prematura de membranas pré-termo) ... é a rotura espontânea das membranas (âmnio e cório) antes do início do trabalho de parto, independente da idade gestacional. ... A conduta dependerá de alguns fatores, como condições maternas e fetais, idade gestacional e exame do colo uterino. ... 1 Ruptura prematura de membranas ovulares 2 Definição Rotura prematura de membranas ovulares (RPMO) é a rotura espontânea das ...

*  CID-10 Capítulo XV: Gravidez, parto e puerpério - Wikipedia

Ruptura prematura de membranas, com início do trabalho de parto dentro de 24 horas (O42.1) Ruptura prematura de membranas, com ... à mãe por uma desproporção devida a outras deformidades fetais (O33.8) Assistência prestada à mãe por uma desproporção de outra ... Ruptura prematura de membranas, com trabalho de parto retardado por terapêutica (O42.9) Ruptura prematura de membranas, não ... Transtornos do líquido amniótico e das membranas não especificados (O42) Ruptura prematura de membranas (O42.0) ...

*  Atrofias Olivopontocerebelares - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Febre Botonosa - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Tumor De Resto Supra-Renal - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Anomalia De Ebstein - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Granulomatose De Wegener - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Reflexo De Babinski - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Cardiomiopatia Restritiva - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Infecções Por Adenophorea - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Pé De Imersão - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Deficiência De Antitrombina Iii - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Anemia Diseritropoética Congênita - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Transtornos Da Cefaléia Secundários - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Histiocitoma Fibroso Benigno - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Doenças Dos Animais - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Síndrome De Meigs - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Transtorno De Movimento Estereotipado - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Doenças Da Glândula Tireóide - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Sarcoma De Células Pequenas - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Doença De Whipple - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

*  Acidose Tubular Renal - lookfordiagnosis.com

Ruptura Prematura De Membranas Fetais. * Transtornos Da Nutrição Fetal. * Reabsorção Do Feto ...

Ruptura prematura de membranas: Ruptura prematura de membranas anteriormente conhecida como Amniorexe prematura, esta relacionado ao trabalho de parto prematuro. A ruptura prematura de membranas (RPM) é um transtorno que acontece na gravidez quando o saco amniótico rasga-se mais de uma hora antes do início do trabalho de parto.Amniorrexe prematuraFast Future Generation: Fast Future Generation é um "rockumentary" sobre os Good Charlotte noOligo-hidrâmnio: Oligohidrâmnio é uma anormalidade no desenvolvimento gestacional que se caracteriza pela baixa produção de líquido amniótico. Na maioria dos casos, é causada por fluxo sanguíneo deficiente na placenta, mas pode ser consequência da redução do fluxo de urina para o líquido amniótico, como consequência da ausência de formação dos rins ou por obstrução do trato urinário.Placenta: A placenta é um anexo embrionário existente apenas na infraclasse Eutheria, onde estão os mamíferos placentários ou nos marsupiais, através da qual ocorrem as trocas entre a mãe e seu filho. É formada pelos tecidos do óvulo, embriologicamente derivada do córion.Idade gestacional: A idade gestacional é o tempo, medido em semanas ou em dias completos, decorrido desde o início da última menstruação (ou data da última menstruação - DUM) da mulher grávida.Ministério da saúde brasileiro- definições da OMSNidação: Nidação é o momento em que, na fase de blástula, o embrião fixa-se no endométrio.FetoscopiaDescolamento prematuro da placenta: Descolamento prematuro da placenta, desprendimento prematuro da placenta ou placenta abrupta (latim:abruptio placentae) é uma complicação da gravidez obstétrica em que ocorre separação inopinada, intempestiva e prematura da placenta, normalmente inserta após a vigésima ou vigésima primeira semana de gestação. Gera alterações fisiopatológicas uterinas, decoagulação, renais e hipofisárias.Membrana plasmática: A membrana plasmática, membrana celular ou plasmalema é a estrutura que delimita todas as células vivas, tanto as procarióticas como as eucarióticas. Ela estabelece a fronteira entre o meio intracelular, o citoplasma, e o ambiente extracelular, que pode ser a matriz dos diversos tecidos.Grampeamento de voltagem: Grampeamento de voltagem ou (voltage clamp) é a técnica utilizada pelos pesquisadores Alan Lloyd Hodgkin e Andrew Huxley quando decidiram estudar as propriedades da membrana do axônio.TrofoblastoMiométrioFrísio (cavalo): Frísio (ou frisão), também chamado de friesian, é uma raça de cavalos de cor negra originária da Frísia. É um animal de temperamento dócil e fisicamente bastante robusto.Membrana basal glomerular: A membrana basal glomerular (MBG) é a porção da lâmina basal do glomérulo que realiza a filtração através das fendas de filtração entre os podócitos, separando o sangue do interior do filtrado do exterior. É uma fusão da célula endotelial e das lâminas basais dos podócitos.Microscópio eletrônico de baixa voltagem: Microscópio eletrônico de baixa voltagem (MEBV) ou microscópio eletrônico de baixa tensão (LVEM, do inglês low-voltage electron microscope) é um microscópio eletrônico que opera a voltagens de aceleração de poucos quiloelétron-volts ou menos. Embora a técnica de microscopia eletrônica de baixa tensão nunca irá substituir convencional microscópios eletrônicos de alta tensão, está se tornando rapidamente apreciada por muitas disciplinas diferentes.Mycoplasma hominis: Mycoplasma hominis é uma espécie de bactéria. Presentes na vagina, podem ou não pertencer a flora vaginal normal.Transplante uterino: Transplante uterino é um procedimento cirúrgico no qual um útero é transplantado para outra pessoa.Permease: As permeases são enzimas transportadoras que participam no processo de difusão transmembranar a favor do gradiente de concentração, atuando sobre aminoácidos e carboidratos, facilitando a passagem de certas substâncias que, por difusão simples, demorariam muito tempo para atravessar a membrana de modo a igualar as concentrações. Esse processo é particularmente comum no movimento da glicose, de alguns aminoácidos e vitaminas e alguns íons.Bicapa lipídica: A bicapa lipídica é formada pelo acoplamento de distintos lípidos anfipáticos, ou seja, que têm uma extremidade ("cabeça") hidrófila (pólo lipófobo) e uma "cauda" lipófila (pólo hidrófobo), que quando se encontram em um meio aquoso se orientam espacialmente, de tal maneira que as cabeças hidrofílicas se orientam até o exterior (até o meio aquoso) e as caudas hidrófobas se dirigem ao interior, formando uma região lipófila.Pecuária de corte: Pecuária de corte é um dos ramos de atividade que exerce o pecuarista, ou o criador de rebanho.Tecido conjuntivo denso: O tecido conjuntivo denso é a parte do tecido conjuntivo caracterizado pela abundância de fibras colágenas, o que lhe dá grande resistência. A disposição dessas fibras é a característica primordial para a classificá-lo como fibroso ou tendinoso.Prostaglandina


No FAQ disponível com os "Ruptura Prematura de Membranas Fetais"

Clique em um termo à esquerda