Pneumonia: Infecção do pulmão frequentemente acompanhada por inflamação.Pneumonia Bacteriana: Inflamação do parênquima pulmonar causada por infecções bacterianas.Pneumonia Viral: Inflamação do parênquima pulmonar causada por uma infecção viral.Pneumonia Pneumocócica: Doença febril causada pelo STREPTOCOCCUS PNEUMONIAE.Pneumonia em Organização Criptogênica: Doença pulmonar intersticial de etiologia desconhecida que ocorre entre os 21 e 80 anos de idade. É caracterizada por um início dramático de doença semelhante à pneumonia com tosse, febre, mal estar, fatiga, e perda de peso. As características patológicas incluem inflamação intersticial proeminente sem fibrose por colágeno, focos fibroblásticos difusos e nenhuma alteração em favo de mel sob microscópio. Há uma proliferação excessiva de tecido granuloso dentro das pequenas cavidades aéreas e nos dutos alveolares.Pneumonia por Pneumocystis: Doença pulmonar em humanos, ocorrendo em pacientes ou crianças imunodeficientes ou subnutridos, caracterizada por DISPNEIA, taquipneia e HIPOXEMIA. A pneumonia por Pneumocystis é frequentemente interpretada como infecção oportunista na AIDS. É causada pelo fungo PNEUMOCYSTIS JIROVECII. A doença também é encontrada em outros MAMÍFEROS, nos quais é causada por espécie relacionada com pneumocystis.Pneumonia Estafilocócica: Pneumonia causada por infecções com bactérias do gênero STAPHYLOCOCCUS, geralmente STAPHYLOCOCCUS AUREUS.Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica: INFLAMAÇÃO grave do PULMÃO em pacientes que necessitam do uso de RESPIRADORES PULMONARES. Geralmente é causada através de infecções bacterianas em hospitais (INFECÇÕES NOSOCOMIAIS).Pneumonia Aspirativa: Tipo de inflamação pulmonar resultante da aspiração de comida, líquido ou conteúdos gástricos para dentro do TRATO RESPIRATÓRIO superior.Infecções Comunitárias Adquiridas: Qualquer infecção adquirida na comunidade, isto é, em oposição àquelas adquiridas em instituições de saúde (INFECÇÃO HOSPITAR). Uma infecção seria classificada como adquirida na comunidade se o paciente não esteve recentemente em instituições de saúde ou não esteve em contato com alguém que esteve recentemente em instituições de saúde.Pneumonia por Mycoplasma: Pneumonia intersticial causada por extensa infecção dos PULMÕES e BRÔNQUIOS (particularmente dos lobos inferiores dos pulmões) por MYCOPLASMA PNEUMONIAE em humanos. Em OVINOS, é causada por MYCOPLASMA OVIPNEUMONIAE. Em BOVINOS, pode ser causada por MYCOPLASMA DISPAR.Pneumonia Lipoide: Pneumonia devido à aspiração ou inalação de várias substâncias oleosas ou gordurosas.Doenças Pulmonares Intersticiais: Grupo diverso de doenças pulmonares que afetam o parênquima pulmonar. São caracterizadas por uma inflamação inicial dos ALVÉOLOS PULMONARES que se estende ao interstício e além dele, levando a uma FIBROSE PULMONAR. Doenças do interstício pulmonar são classificadas por sua etiologia (causas conhecidas ou desconhecidas), e características radiopatológicas.Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.Pneumonias Intersticiais Idiopáticas: Grupo de doenças intersticiais do pulmão sem etiologia conhecida. Há várias entidades com padrões variáveis de inflamação e fibrose. São classificadas por suas diferentes características clínico-radiológico-patológicas e prognóstico. Incluem FIBROSE PULMONAR IDIOPÁTICA, PNEUMONIA EM ORGANIZAÇÃO CRIPTOGÊNICA e outras.Streptococcus pneumoniae: Organismo Gram-positivo encontrado no trato respiratório superior, exsudatos inflamatórios e diversos fluidos corpóreos de humanos normais ou adoentados e, raramente, de animais domésticos.Antibacterianos: Substâncias que reduzem a proliferação ou a reprodução de BACTÉRIAS.Vírus da Pneumonia Murina: Espécie do gênero PNEUMOVIRUS, causadora de pneumonia em camundongos.Pneumocystis jirovecii: Espécie de PNEUMOCYSTIS que infecta humanos, causando PNEUMONIA POR PNEUMOCYSTIS. Ocasionalmente causa também doença extrapulmonar em pacientes imunocomprometidos. Seu nome anterior era Pneumocystis carinii f. sp. hominis.Pneumocystis: Gênero de FUNGO ascomiceto da família Pneumocystidaceae, ordem Pneumocystidales. Inclui várias espécies de hospedeiros específicos e causa PNEUMONIA POR PNEUMOCYSTIS em humanos e outros MAMÍFEROS.Doença dos Legionários: Pneumonia infecciosa do tipo bacteriana aguda e, às vezes fatal, caracterizada por febre alta, mal estar, dores musculares, dificuldades respiratórias e cefaleia. É denominada assim devido a um surto ocorrido na convenção dos Legionários Americanos na Filadélfia em 1976.Líquido da Lavagem Broncoalveolar: Fluido obtido pela irrigação do pulmão, incluindo os BRÔNQUIOS e os ALVÉOLOS PULMONARES. É geralmente utilizado para se avaliar o estado bioquímico, inflamatório ou infeccioso do pulmão.Radiografia Torácica: Visualização do peito e órgãos da cavidade torácica por raio x. Não está restrita à visualização dos pulmões.Mycoplasma pneumoniae: Curto organismo filamentoso do gênero Mycoplasma que se liga firmemente a células do epitélio respiratório. É um dos agentes etiológicos da pneumonia primária atípica não viral no homem.Infecção Hospitalar: Qualquer infecção que um paciente contrai de outro em uma instituição de saúde.Eosinofilia Pulmonar: Afecção caracterizada por infiltração dos pulmões com EOSINÓFILOS devido à inflamação ou outro processo patológico. As principais doenças eosinofílicas do pulmão são pneumonias eosinofílicas causadas por infecções, alérgenos ou agentes tóxicos.Combinação Trimetoprima-Sulfametoxazol: Esta combinação de drogas provou ser um agente terapêutico efetivo, com uma atividade antibacteriana de amplo espectro contra organismos tanto Gram-positivo como Gram-negativo. É eficiente no tratamento de muitas infecções, entre elas a PNEUMONIA POR PNEUMOCISTIS em AIDS.Broncopneumonia: Inflamação do parênquima pulmonar associado com BRONQUITE, geralmente envolvendo áreas lobulares desde os BRONQUÍOLOS TERMINAIS até os ALVÉOLOS PULMONARES. As áreas afetadas tornam-se preenchidas com um exudato que formam padrões consolidados.Hospitalização: Confinamento de um paciente em um hospital.Pneumonia Intersticial Progressiva dos Ovinos: Doença respiratória crônica causada pelo VÍRUS VISNA-MAEDI. Antes, acreditava-se que fosse idêntica ao jaagsiekte (ADENOMATOSE PULMONAR OVINA), mas hoje é reconhecida como entidade distinta.Ventiladores Mecânicos: Dispositivos mecânicos usados para produzir ou auxiliar na ventilação pulmonar.Lavagem Broncoalveolar: Lavagem externa dos pulmões com salina ou agentes mucolíticos para fins diagnósticos ou terapêuticos. É muito utilizada no diagnóstico de infiltração pulmonar difusa em pacientes imunossuprimidos.Respiração Artificial: Qualquer método de respiração artificial que emprega meios mecânicos ou não mecânicos para forçar a entrada e saída de ar dos pulmões. A respiração ou ventilação artificial é usada em indivíduos que sofreram parada respiratória ou têm INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA para aumentar sua captação de oxigênio (O2) e a liberação de dióxido de carbono (CO2).Unidades de Terapia Intensiva: Unidades hospitalares que proveem assistência intensiva e contínua a pacientes em estado grave.Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Estudos Prospectivos: Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.Evolução Fatal: Morte resultante da presença de uma doença em um indivíduo, como mostrado por um único caso relatado ou um número limitado de pacientes. Deve ser diferenciado de MORTE, a interrupção fisiológica da vida e de MORTALIDADE, um conceito epidemiológico ou estatístico.Pneumonia Suína Micoplasmática: Pneumonia infecciosa crônica, clinicamente suave em porcos, causada por MYCOPLASMA HYOPNEUMONIAE. Noventa por cento dos rebanhos suínos do mundo estão infectados com esta doença (economicamente de alto custo), afetando inicialmente, animais de dois a seis meses de idade. A doença pode estar associada com o complexo de doença respiratória suína. PASTEURELLA MULTOCIDA frequentemente é encontrada como infecção secundária.Infecções por Pseudomonas: As infecções por bactérias do gênero PSEUDOMONAS.Vacinas Pneumocócicas: Vacinas ou vacinas candidatas usadas para prevenir infecções com STREPTOCOCCUS PNEUMONIAE.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Anti-Infecciosos: Substâncias que impedem a disseminação de agentes ou organismos infecciosos ou que matam agentes infecciosos para impedir a disseminação da infecção.Pneumocystis carinii: Protótipo da espécie PNEUMOCYSTIS, que infecta ratos de laboratório, Rattus norvegicus (RATOS). Era anteriormente denominado Pneumocystis carinii f. sp. carinii. Outras espécies de Pneumocystis podem também infectar ratos.Empiema: A presença de pus numa cavidade do corpo ou de um órgão.Legionella pneumophila: Espécie de bactérias Gram-negativas aeróbias que é o agente causador da DOENÇA DOS LEGIONÁRIOS. Foi isolada de numerosos ambientes, assim como de tecido pulmonar, secreções respiratórias e sangue humanos.Índice de Gravidade de Doença: Níveis dentro de um grupo de diagnósticos estabelecidos por vários critérios de medição aplicados à gravidade do transtorno de um paciente.Influenza Humana: Infecção viral aguda em humanos envolvendo o trato respiratório. Caracterizada por inflamação da MUCOSA NASAL, FARINGE, conjuntiva, cefaleia e mialgia grave, frequentemente generalizada.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Legionella: Bacilos Gram-negativos aeróbios isolados da superfície da água, lama ou lagos e correntes termicamente poluídos. São patogênicos ao homem e não possuem fontes conhecidas no solo ou em animais.Infecções Pneumocócicas: Infecções por bactérias da espécie STREPTOCOCCUS PNEUMONIAE.Criança Hospitalizada: Criança hospitalizada para cuidados de curta duração.Hospedeiro Imunocomprometido: Humano ou animal cujo mecanismo imunológico é deficiente devido a um distúrbio da imunodeficiência ou outra doença, ou como resultado da administração de drogas ou radiação imunossupressora.Pentamidina: Antiprotozoário eficiente no tratamento das tripanossomíases, leishmanioses e algumas infecções fúngicas. É utilizado no tratamento da pneumonia por PNEUMOCYSTIS em pacientes infectados por HIV. Pode causar diabetes mellitus, danos no sistema nervoso central e outros efeitos tóxicos.Pneumonia por Clamídia: Pneumonia causada por infecções pelo gênero CHLAMYDIA e CHLAMYDOPHILA, geralmente com CHLAMYDOPHILA PNEUMONIAE.Broncoscopia: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia dos brônquios.Bacteriemia: A presença de bactérias viáveis em circulação no sangue. Febre, calafrios, taquicardia e taquipneia são manifestações comuns da bacteriemia. A maior parte dos casos é vista em pacientes já hospitalizados, a maioria dos quais têm uma doença de base ou foram submetidos a procedimentos que tornaram sua corrente sanguínea suscetível a invasão.Infecções Oportunistas Relacionadas com a AIDS: Infecções oportunistas encontradas em pacientes que possuem teste positivo ao vírus da imunodeficiência humana (HIV). Entre as mais comuns estão PNEUMONIA POR PNEUMOCYSTIS, sarcoma de Kaposi, criptosporidose, herpes simples, toxoplasmose, criptococose e infecções com o complexo Mycobacterium avium, Microsporidium e Citomegalovírus.Pasteurelose Pneumônica: Doença respiratória bovina encontrada em animais que foram transportados ou expostos a BOVINOS recém-transportados. O principal agente responsável pela doença é o MANNHEIMIA HAEMOLYTICA e, menos comumente, a PASTEURELLA MULTOCIDA ou o HAEMOPHILUS SOMNUS. Todos os três agentes são habitantes normais da mucosa faríngea nasal de bovinos, mas não do PULMÃO. São considerados patógenos oportunistas que se seguem ao ESTRESSE FISIOLÓGICO e/ou a uma infecção viral. A BRONCOPNEUMONIA fibrosa bacteriana resultante é frequentemente fatal.Infecções Respiratórias: Invasão do SISTEMA RESPIRATÓRIO do hospedeiro por microrganismos, geralmente levando a processos patológicos ou doenças.Fibrose Pulmonar: Processo no qual os tecidos pulmonares normais são progressivamente substituídos por FIBROBLASTOS e COLÁGENO causando uma perda irreversível da habilidade em transferir oxigênio para a corrente sanguínea via ALVÉOLOS PULMONARES. Os pacientes apresentam DISPNEIA progressiva que acaba por resultar em morte.Escarro: Material expelido dos pulmões e expectorado através da boca. Contém MUCO, fragmentos celulares e micro-organismos. Pode também conter sangue ou pus.Infecções por Klebsiella: As infecções por bactérias do gênero KLEBSIELLA.Incidência: Número de casos novos de doenças ou agravos numa determinada população e período.Klebsiella pneumoniae: Bastonetes Gram-negativos, sem motilidade, capsulados, produtores de gás, encontrados amplamente na natureza e associados com infecções urinária e respiratória em humanos.Pseudomonas aeruginosa: Espécie de bactérias em bastonete, gram-negativas e aeróbias, comumente isoladas de amostras clínicas (feridas, queimaduras e infecções do trato urinário). Também é amplamente distribuída no solo e na água. P. aeruginosa é um dos principais agentes de infecção hospitalar.Infecções por Haemophilus: As infecções por bactérias do gênero HAEMOPHILUS.Infecções Oportunistas: Infecção causada por um organismo que se torna patogênico sob certas situações como, por exemplo, durante imunossupressão.Doença Aguda: Doença relativamente grave de curta duração.Pneumopatias: Processos patológicos que envolvem qualquer parte do PULMÃO.Infecções por Pneumovirus: As infecções por vírus do gênero PNEUMOVIRUS, família PARAMYXOVIRIDAE. Entre essas doenças, incluem-se as INFECÇÕES POR VÍRUS SINCICIAL RESPIRATÓRIO, uma causa importante de doença respiratória em humanos.Infecções por Pneumocystis: Infecções com espécies do gênero PNEUMOCYSTIS, um fungo causador da pneumonia intersticial de células plasmáticas (PNEUMONIA POR PNEUMOCYSTIS) e outras infecções em humanos e outros MAMÍFEROS. Pacientes imunocomprometidos, especialmente com AIDS, são particularmente susceptíveis a estas infecções. Locais extrapulmonares são raros mas podem ser vistos ocasionalmente.Abscesso Pulmonar: Coleções solitárias ou múltiplas de PUS dentro do parênquima pulmonar como consequência de infecção por bactéria, protozoário ou outros agentes.Tomografia Computadorizada por Raios X: Tomografia utilizando transmissão por raio x e um computador de algoritmo para reconstruir a imagem.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Recém-Nascido: Criança durante o primeiro mês após o nascimento.Tempo de Internação: Período que um paciente permanece confinado em um hospital ou outra instituição de saúde.Infecções por Pasteurella: Infecções por bactérias do gênero PASTEURELLA.Sepse: Síndrome de resposta inflamatória sistêmica com uma etiologia infecciosa suspeita ou comprovada. Quando a sepse está associada com uma disfunção orgânica distante do local de infecção, é denominada sepse grave. Quando a sepse está acompanhada por HIPOTENSÃO apesar de uma infusão adequada de líquidos, é denominada CHOQUE SÉPTICO.Insuficiência Respiratória: Incapacidade para proporcionar oxigênio adequado às células do organismo e para remover o excesso de dióxido de carbono. (Stedman, 25a ed)Chlamydophila pneumoniae: Espécie de CHLAMYDOPHILA causadora de infecção respiratória aguda (especialmente pneumonia atípica) em humanos, cavalos e coalas.Fibrose Pulmonar Idiopática: Doença pulmonar intersticial de etiologia desconhecida que ocorre geralmente entre 50 e 70 anos de idade. Clinicamente é caracterizada por um início insidioso caracterizado por respiração com esforço e tosse não produtiva que leva a uma DISPNEIA progressiva. As características patológicas são inflamação intersticial deficiente, fibrose difusa, focos proeminentes de proliferação de fibroblastos e alteração microscópica em favo de mel.Estudos de Coortes: Estudos em que os subconjuntos de uma certa população são identificados. Estes grupos podem ou não ser expostos a factores hipotéticos para influenciar a probabilidade da ocorrência de doença em particular ou outros desfechos. Coortes são populações definidas que, como um todo, são seguidos de uma tentativa de determinar as características que distinguem os subgrupos.Pneumonia por Rickettsiaceae: A pneumonia causada pela infecção por bactérias da família RICKETTSIACEAE.Confusão: Estado mental caracterizado por confusão, distúrbios emocionais, falta da clareza de pensamento e desorientação da percepção.Modelos Animais de Doenças: Doenças animais ocorrendo de maneira natural ou são induzidas experimentalmente com processos patológicos suficientemente semelhantes àqueles de doenças humanas. São utilizados como modelos para o estudo de doenças humanas.Nasofaringe: Parte superior da faringe situada atrás do nariz e acima do PALATO MOLE. A nasofaringe é a extensão posterior das cavidades nasais e possui função respiratória.Alvéolos Pulmonares: Pequenas bolsas poliédricas localizadas ao longo das paredes dos sacos alveolares, ductos alveolares e bronquíolos terminais. A troca gasosa entre o ar alveolar e o sangue capilar pulmonar ocorre através das suas paredes.Derrame Pleural: Presença de líquido na cavidade pleural resultante de transudação excessiva ou exsudação das superfícies pleurais. Constitui um sinal de doença e não um diagnóstico por si só.Infecções por Mycoplasma: As infecções por espécies do gênero MYCOPLASMA.Óleo Mineral: Mistura líquida de hidrocarbonetos obtida a partir do petróleo. É utilizado como laxante, lubrificante, base de unguentos e emoliente.Sensibilidade e Especificidade: Medidas de classificação binária para avaliar resultados de exames. Sensibilidade ou taxa de recall é a proporção de verdadeiros positivos. Especificidade é a probabilidade do teste determinar corretamente a ausência de uma afecção. (Tradução livre do original: Last, Dictionary of Epidemiology, 2d ed)Macrófagos Alveolares: Fagócitos mononucleares, redondos e granulares, encontrados nos alvéolos dos pulmões. Estas células ingerem pequenas partículas inaladas, resultando em degradação e apresentação do antígeno para células imunocompetentes.Vírus da Influenza A Subtipo H1N1: Subtipo do VÍRUS DA INFLUENZA A que apresenta as proteínas de superfície hemaglutinina 1 e neuraminidase 1. O subtipo H1N1 foi responsável pela pandemia de gripe espanhola em 1918.Mortalidade Hospitalar: Registro ou coleta de dados referentes à mortalidade por quaisquer causas em grupos de indivíduos hospitalizados.Pneumopatias Fúngicas: Doenças pulmonares causadas por infecções por fungos, geralmente através de disseminação hematogênica.Ceftriaxona: Antibiótico cefalosporina de amplo espectro com uma longa meia-vida e alta penetrabilidade para meninges, olhos, orelhas internas.Intubação Intratraqueal: Procedimento que envolve a colocação de um tubo na traqueia através da boca ou do nariz a fim de proporcionar oxigénio e anestesia ao paciente.Terapia Intensiva: Cuidado avançado e altamente especializado prestado a pacientes clínicos ou cirúrgicos, cujas condições ameaçam a vida e requerem amplos cuidados e constante monitorização. É geralmente administrado em unidades especialmente equipadas de instituições de cuidados de saúde.Macrolídeos: Grupo de compostos macrocíclicos frequentemente glicosilados formado por uma cadeia em extensão de vários PROPIONATOS ciclizados em uma lactona grande (caracteristicamente de 12, 14 ou 16 membros). Os macrolídeos pertencem à classe de POLICETÍDEOS de produtos naturais e muitos membros apresentam propriedades antibióticas.Transtornos de Deglutição: Dificuldade na DEGLUTIÇÃO que pode ser consequência de um distúrbio neuromuscular ou de uma obstrução mecânica. A disfagia é classificada em dois tipos distintos: disfagia orofaríngea devido ao mau funcionamento da FARINGE e ESFÍNCTER ESOFÁGICO SUPERIOR e disfagia esofágica devida ao mau funcionamento do ESÔFAGO.Cilastatina: Inibidor da desidropeptidase-I renal e da leucotrieno D4 dipeptidase. Desde que o antibiótico IMIPENEM é hidrolisado pela desidropeptidase-I que se localiza na borda da escova do túbulo renal, a cilastatina é administrada com o imipenem para aumentar sua eficácia. A droga também inibe o metabolismo do leucotrieno D4 a leucotrieno E4.CorticosteroidesPneumonia Intersticial Atípica dos Bovinos: Doença de gado bovino de causa incerta, provavelmente uma reação alérgica.Calcitonina: Hormônio peptídico que diminui a concentração de cálcio no sangue. Em humanos é liberado pelas células da tireoide e age diminuindo a formação e a atividade absortiva dos osteoclastos. Seu papel na regulação do cálcio plasmático é muito maior em crianças e em certas doenças do que em adultos normais.Infecções por Bactérias Gram-Negativas: As infecções causadas por bactérias que se coram de rosa (negativa) quando tratadas pelo método de coloração do gram.Infecções por Paramyxoviridae: Infecções com vírus da família PARAMYXOVIRIDAE. Essa inclui INFECÇÕES POR MORBILLIVIRUS, INFECÇÕES POR RESPIROVIRUS, INFECÇÕES POR PNEUMOVIRUS, INFECÇÕES POR HENIPAVIRUS, INFECÇÕES POR AVULAVIRUS e INFECÇÕES POR RUBULAVIRUS.Mannheimia haemolytica: Espécie de bactéria Gram-negativa, anaeróbica facultativa, em forma de bastonete, normalmente comensal da flora de BOVINOS e OVINOS. Entretanto, sob condições de ESTRESSE FISIOLÓGICO ou físico, podem causar MASTITE em ovinos e FEBRE DO EMBARQUE ou PNEUMONIA ENZOÓTICA DOS BEZERROS em bovinos. Sua denominação anterior era Pasteurella haemolytica.Bronquiolite: Inflamação dos BRONQUÍOLOS.Estreptolisinas: Exotoxinas produzidas por certas linhagens de estreptococos, particularmente do grupo A (STREPTOCOCCUS PYOGENES) que causam HEMÓLISE.Dapsona: Sulfona ativa contra um ampla espectro de bactérias, mas é principalmente empregada por suas ações contra a MYCOBACTERIUM LEPRAE. Seus mecanismos de ação são provavelmente similares aos das SULFONAMIDAS, que envolvem a inibição da síntese do ácido fólico em organismos suscetíveis. É também utilizada com a PIRIMETAMINA no tratamento da malária.Contagem de Colônia Microbiana: Enumeração por contagem direta de CÉLULAS ou ESPOROS viáveis isolados de bactérias, archaea ou fungos capazes de crescerem em MEIOS DE CULTURA sólidos. O método é usado rotineiramente por microbiologistas ambientais para quantificar organismos no AR, ALIMENTOS E ÁGUA; por clínicos, para medir a resistência microbiana dos pacientes e no teste de medicamentos antimicrobianos.Mycoplasma bovis: Espécie de bactéria Gram-negativa causadora de MASTITE, ARTRITE e DOENÇAS RESPIRATÓRIAS em BOVINOS.Testes de Sensibilidade Microbiana: Qualquer teste que demonstre a eficácia relativa de diferentes agentes quimioterápicos contra micro-organismos específicos (isto é, bactérias, fungos, vírus).Quimioterapia Combinada: Terapia administrada simultaneamente com duas ou mais preparações diferentes para obter um efeito combinado.Infecções por Actinomycetales: As infecções por bactérias da ordem ACTINOMYCETALES.TraqueíteStaphylococcus aureus: Bactérias potencialmente patogênicas encontradas em membranas nasais, pele, folículos pilosos e períneo de animais homeotermos. Podem causar diversos tipos de infecções e intoxicações.Infecções por Adenoviridae: As doenças virais causadas por ADENOVIRIDAE.Hospitais: Instituições com um corpo clínico organizado que presta cuidados médicos aos pacientes.Estados UnidosInfecções por Acinetobacter: As infecções por bactérias do gênero ACINETOBACTER.Staphylococcus aureus Resistente à Meticilina: Cepa de Staphylococcus aureus que não é suscetível à ação de METICILINA. O mecanismo de resistência geralmente envolve a modificação de PROTEÍNAS LIGANTES DE PENICILINA normais ou a sua aquisição.Comorbidade: Presença de doenças coexistentes ou adicionais com relação ao diagnóstico inicial ou com relação à doença índice que é o objetivo do estudo. A comorbidade pode afetar o desempenho de indivíduos afetados e até mesmo a sua sobrevivência. Pode ser usado como um indicador prognóstico para a duração da hospitalização, fatores de custos e de melhoria ou sobrevivência.Anticorpos Antibacterianos: Imunoglobulinas produzidas em resposta a ANTÍGENOS DE BACTÉRIAS.Surtos de Doenças: Aumento repentino na incidência de uma doença. O conceito inclui EPIDEMIA e PANDEMIA.Pneumopatias Parasitárias: Infecções dos pulmões com parasitas, mais comumente por vermes parasitas (HELMINTOS).Biópsia: Remoção e avaliação patológica de amostras, na forma de pequenos fragmentos de tecido do corpo vivo.Infecções por Orthomyxoviridae: Doenças virais causadas por ORTHOMYXOVIRIDAE.Bactérias Gram-Negativas: Bactérias que perdem a coloração de cristal violeta, mas ficam coloridas em rosa quando tratadas pelo método de Gram.Bronquite: Inflamação das grandes vias respiratórias do pulmão, incluindo qualquer parte dos BRÔNQUIOS, desde os BRÔNQUIOS PRIMÁRIOS até os BRÔNQUIOS TERCIÁRIOS.Autopsia: Exame "postmortem" do corpo.Penicilinas: Grupo de antibióticos que contêm o ácido 6-aminopenicilânico, tendo uma cadeia lateral ligada ao grupo 6-amino. O núcleo da molécula de penicilina é o principal requisito estrutural para sua atividade biológica. A estrutura de suas cadeias laterais determina muitas das características antibacterianas e farmacológicas. (Tradução livre do original: Goodman and Gilman's The Pharmacological Basis of Therapeutics, 8th ed, p1065)Prognóstico: Predição do provável resultado de uma doença baseado nas condições do indivíduo e no curso normal da doença como observado em situações semelhantes.Rhodococcus equi: Espécie de RHODOCOCCUS encontrada no solo, adubo herbívoro e no trato intestinal de vacas, cavalos, ovelhas e porcos. Causa broncopneumonia em potros e pode ser responsável pela infecção de humanos comprometidos por farmacoterapia imunossupressora, linfoma ou AIDS.Levofloxacino: L-isômero de Ofloxacin.Febre: Elevação anormal da temperatura corporal, geralmente como resultado de um processo patológico.Vacinas Conjugadas: Vacinas semissintéticas constituídas de antígenos polissacarídicos (de micro-organismos) ligados a moléculas transportadoras proteicas. A proteína carregadora é reconhecida pelos macrófagos e células T, aumentando assim a imunidade. Em pessoas que não respondem apenas aos polissacarídeos, as vacinas conjugadas induzem a formação e níveis [sanguíneos] aumentados de anticorpos, levando a apresentar uma resposta "booster" (reforço) depois de injeções repetidas.APACHE: Acrônimo para Avaliação de Fisiologia Aguda e Doença Crônica, um sistema de classificação que usa dados coletados rotineiramente e provê uma descrição acurada e objetiva para várias admissões em unidades de cuidado intensivo, que avalia a gravidade da enfermidade em pacientes seriamente doentes.Fatores Etários: Idade como um elemento ou influência que contribui à produção de um resultado. Pode ser aplicável à causa ou efeito de uma circunstância. É usado com os conceitos humano e animal, mas devem ser diferenciados de ENVELHECIMENTO, um processo fisiológico, e FATORES DE TEMPO que se refere somente ao transcurso do tempo.Ofloxacino: Fluoroquinolona sintética antibacteriana que inibe a atividade de formação de espiral da DNA GIRASE bacteriana, impedindo a REPLICAÇÃO DO DNA.Haemophilus influenzae: Espécie de HAEMOPHILUS encontrada nas mucosas de humanos e de vários animais. A espécie ainda se subdivide nos biótipos de I a VIII.Colistina: Antibiótico polipeptídeo cíclico extraído do Bacillus colistinus. É composto por Polimixinas E1 e E2 (ou Colistinas A, B e C), que atuam como detergentes nas membranas celulares. A colistina é menos tóxica que a polimixina B, mas semelhante em outros aspectos. O metassulfonato é utilizado oralmente.Doenças dos Suínos: Doenças dos suínos domésticos e do javali selvagem do gênero Sus.Afogamento Iminente: Imersão ou submersão não fatal na água. O indivíduo é ressuscitável.JapãoAcinetobacter baumannii: Espécie de bactérias Gram-negativas, aeróbicas, geralmente encontradas em laboratórios clínicos e frequentemente resistentes a antibióticos comuns.Neutrófilos: Leucócitos granulares que apresentam um núcleo composto de três a cinco lóbulos conectados por filamentos delgados de cromatina. O citoplasma contém grânulos finos e inconspícuos que sw coram com corantes neutros.Amoxicilina: Antibiótico semissintético de amplo espectro semelhante à AMPICILINA, exceto por sua resistência ao ácido gástrico que permite níveis séricos mais altos quando administrado oralmente.Farmacorresistência Bacteriana: Capacidade da bactéria em resistir ou tornar-se tolerante aos agentes quimioterápicos, antimicrobianos ou a antibióticos. Essa resistência pode ser adquirida através de mutação gênica ou plasmídeos transmissíveis com DNA estranho (FATORES R).Síndrome do Desconforto Respiratório do Adulto: Síndrome caracterizada por INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA progressiva com risco de morte na ausência de PNEUMOPATIAS conhecidas, normalmente depois de um insulto sistêmico como cirurgia ou TRAUMA importante.Infecções por Vírus Respiratório Sincicial: Infecções por pneumovirus causadas por VÍRUS SINCICIAL RESPIRATÓRIO. Humanos e bovinos são os mais afetados, mas infecções em cabras e carneiros também têm sido relatadas.Cuidados Críticos: Tratamento de saúde prestado a pacientes em estado crítico.Carga Bacteriana: Quantidade mensurável de bactéria em um objeto, organismo ou compartimento de organismo.Doenças dos Bovinos: Doenças do gado doméstico do gênero Bos. Estão incluídas doenças de vacas, iaques e zebus.Valor Preditivo dos Testes: O valor preditivo de um teste diagnóstico é a probabilidade de um resultado positivo (ou negativo) corresponder a um indivíduo doente (ou não doente). Depende da sensibilidade e especificidade do teste (adaptação e tradução livre do original: Last, 2001)Pandemias: Epidemia de doença infecciosa que se disseminou para vários países, com frequência mais de um continente e que afeta geralmente um grande número de pessoas.Tosse: Expulsão súbita e audível de ar dos pulmões através de uma glote parcialmente fechada precedida por inalação. É uma resposta protetora que serve para limpar a traqueia, brônquios e/ou pulmões de irritantes e secreções ou para prevenir a aspiração de materiais estranhos para dentro dos pulmões.Aspiração Respiratória: Inalação de líquidos ou sólidos, como conteúdo estomacal, pelo TRATO RESPIRATÓRIO. Quando isto causa dano grave ao pulmão, é denominado de PNEUMONIA ASPIRATIVA.Fluoroquinolonas: Grupo de QUINOLONES com pelo menos um átomo de fluor e um grupo piperazinila.Mycoplasma hyopneumoniae: Espécie de bactéria Gram-negativa, causadora de PNEUMONIA SUÍNA MICOPLASMÁTICA. Este microrganismo danifica os CÍLIOS das vias aéreas do porco, comprometendo uma das barreiras mecânicas mais efetivas contra patógenos invasores. A vulnerabilidade resultante do SISTEMA IMUNOLÓGICO pode encorajar infecções secundárias, levando ao complexo de doença respiratória suína.Aerossóis: Coloides com uma fase de dispersão gasosa e outra fase de dispersão líquida (nevoeiro) ou sólida (fumaça). Usados em fumigação ou em terapia por inalação. Podem conter agentes propelentes.Cefalosporinas: Grupo de antibióticos de amplo espectro isolado primeiramente do fungo mediterrâneo ACREMONIUM. Estes antibióticos contêm o grupamento beta-lactâmico, o ácido tio-azabiciclo-octenocarboxílico, também chamado ácido 7-aminocefalosporânico.Estudos de Casos e Controles: Estudos epidemiológicos observacionais nos quais grupos de indivíduos com determinada doença ou agravo (casos) são comparados com grupos de indivíduos sadios (controles) em relação ao histórico de exposição a um possível fator causal ou de risco. (Tradução livre do original: Last, 2001)Imipenem: Tienamicina semissintética que apresenta um amplo espectro de atividade antibacteriana contra bactérias Gram-negativas e Gram-positivas, tanto aeróbias como anaeróbias, incluindo muitas linhagens multirresistentes. É estável para beta-lactamases. Estudos clínicos têm demonstrado sua alta eficácia no tratamento de infecções de vários sistemas do corpo. Sua eficiência é aumentada quando administrada em combinação com CILASTATINA, um inibidor da dipeptidase renal.Pneumonia Enzoótica dos Bezerros: Doença respiratória endêmica crônica em bezerras leiteiras e um componente importante do complexo respiratório bovino. Afeta principalmente as bezerras até seis meses de idade e a etiologia é multifatorial. O stress aliado a infecção viral primária é seguido de infecção bacteriana secundária. Esta última, geralmente é mais associada com PASTEURELLA MULTOCIDA produzindo BRONCOPNEUMONIA purulenta. Estão presentes, às vezes, espécies MANNHEIMIA HAEMOLYTICA , HAEMOPHILUS SOMNUS e mycoplasma.Reação em Cadeia da Polimerase: Método in vitro para produção de grandes quantidades de DNA específico ou fragmentos de RNA de comprimento definido de pequenas quantidades de oligonucleotídeos curtos de sequências flanqueantes (iniciadores ou "primers"). O passo essencial inclui desnaturação térmica de moléculas alvo da dupla fita, reassociação dos primers a suas sequências complementares e extensão do iniciador reassociado pela síntese enzimática com DNA polimerase. A reação é eficiente, específica e extremamente sensível. A utilização da reação inclui diagnóstico de doenças, detecção de patógenos difíceis de se isolar, análise de mutações, teste genético, sequenciamento de DNA e análise das relações evolutivas.Camundongos Endogâmicos C57BLGuias de Prática Clínica como Assunto: Orientações ou princípios apresentando regras de política atuais ou futuras para o praticante de cuidados de saúde, para assisti-lo nas decisões de cuidados ao paciente a respeito de diagnóstico, terapia ou circunstâncias clínicas relacionadas. Os guias podem ser desenvolvidos por agências governamentais em qualquer nível, instituições, sociedades profissionais, juntas governamentais ou reuniões de especialistas para discussão. Os guias formam a base para avaliação de todos os aspectos de cuidados e distribuição da saúde.Imunocompetência: Capacidade das células linfoides de organizar uma resposta imune humoral ou celular quando estimuladas por antígeno.Vírus Visna-Maedi: Espécie de LENTIVIRUS, do subgênero de LENTIVIRUS OVINO-CAPRINO, que pode causar pneumonia crônica (maedi), mastite, artrite e encefalomielite (visna) em carneiros. Maedi é uma pneumonia progressiva de carneiros que é semelhante à "jaagsiekte" (ADENOMATOSE PULMONAR OVINA). Visna é uma leucoencefalomielite de carneiros que é semelhante à SCRAPIE.Leucocidinas: Proteínas formadoras de poros, originalmente descobertas pela atividade tóxica em LEUCÓCITOS. São EXOTOXINAS produzidas por alguns ESTAFILOCOCOS e ESTREPTOCOCOS patogênicos, que destroem os leucócitos por lise dos grânulos citoplasmáticos e são parcialmente responsáveis pela patogenicidade dos organismos.Taxa Respiratória: Número de vezes que um organismo respira com os pulmões (RESPIRAÇÃO) por unidade de tempo, geralmente por minuto.Mycoplasma: Gênero de bactérias (família MYCOPLASMATACEAE) Gram-negativas, sendo a maioria anaeróbicas facultativas. As células são envoltas por uma membrana plasmática, faltando uma verdadeira PAREDE CELULAR. Estes patógenos são encontrados nas MEMBRANAS MUCOSAS de humanos, ANIMAIS e AVES.Sistema Respiratório: Órgãos e estruturas tubulares e cavernosas, por meio das quais a ventilação pulmonar e as trocas gasosas entre o ar externo e o sangue são realizadas.Prednisolona: Glucocorticoide com as propriedades gerais dos corticosteroides. É a droga de escolha para todas as afecções nas quais a terapia corticosteroide sistêmica é indicada, exceto nos estados de deficiência adrenal.Carneiro da Montanha: Espécie de ovelhas (Ovis canadensis) caracterizadas por chifres maciços e marroms. Há pelo menos quatro espécies e estão todas comprometidas ou ameaçadas.Marcadores Biológicos: Parâmetros biológicos mensuráveis e quantificáveis (p. ex., concentração específica de enzima, concentração específica de hormônio, distribuição fenotípica de um gene específico em uma população, presença de substâncias biológicas) que servem como índices para avaliações relacionadas com a saúde e com a fisiologia, como risco para desenvolver uma doença, distúrbios psiquiátricos, exposição ambiental e seus efeitos, diagnóstico de doenças, processos metabólicos, abuso na utilização de substâncias, gravidez, desenvolvimento de linhagem celular, estudos epidemiológicos, etc.Análise de Sobrevida: Procedimentos estatísticos pra estimar a curva de sobrevivência de população mediante tratamentos, fatores de prognóstico, de exposição ou outras variáveis. (Tradução livre do original: Last, 2001)Sorotipagem: Processo de determinação e de distinção de espécies de bactérias ou vírus baseado em antígenos que apresentam.Citocinas: Proteínas, que não são anticorpos, secretadas por leucócitos inflamatórios e por células não leucocíticas que agem como mediadores intercelulares. As citocinas diferem dos hormônios clássicos no sentido de que elas são produzidas por vários tecidos ou tipos celulares e não por glândulas especializadas. Elas geralmente agem localmente de modo parácrino ou autócrino em vez de endócrino.Sulfametoxazol: Antibacteriano bacteriostático que interfere com a síntese do ácido fólico em bactérias suscetíveis. Seu amplo espectro de atividade foi limitado pelo desenvolvimento de resistência.Países em Desenvolvimento: Países no processo de mudança com o crescimento econômico, ou seja, um aumento na produção, consumo e renda per capita. O processo de crescimento econômico envolve a melhor utilização de recursos naturais e humanos que resultam em uma mudança nas estruturas sociais, políticas e econômicas.Estado Terminal: Doença ou estado no qual a morte é possível ou iminente.Exotoxinas: Toxinas produzidas (especialmente por células bacterianas ou fúngicas) e liberadas nos meios de cultura ou no ambiente.Psitacose: Infecção por CHLAMYDOPHILA PSITTACI (anteriormente Chlamydia psittaci), transmitida ao homem pela inalação do pó contaminado por secreções nasais ou por excreção das AVES infectadas. Essa infecção resulta numa doença febril caracterizada por pneumonite e manifestações sistêmicas.Empiema Pleural: A inflamação supurativa do espaço pleural.Seguimentos: Estudos nos quais indivíduos ou populações são seguidos para avaliar o resultado de exposições, procedimentos ou efeitos de uma característica, por exemplo, ocorrência de doença.Pasteurella: Mais antigo gênero reconhecido da família PASTEURELLACEAE. Compreende diversas espécies. Seus organismos ocorrem mais frequentemente como cocobacilos ou bastonetes, são Gram-negativos, sem motilidade e anaeróbios facultativos. Espécies deste gênero são encontradas tanto em animais quanto em humanos.Admissão do Paciente: Processo de admissão de pacientes que inclui a aceitação de pacientes para assistência médica ou de enfermagem em um hospital ou outra instituição de saúde.Vírus Sinciciais Respiratórios: Grupo de vírus do gênero PNEUMOVIRUS que causa infecções respiratórias em vários mamíferos. Os humanos e o gado são os mais afetados, embora infecções em cabras e carneiros já tenham sido observadas.Camundongos Endogâmicos BALB CBactérias: Um dos três domínios da vida, também denominado Eubacterias (os outros são Eukarya e ARCHAEA). São micro-organismos procarióticos, unicelulares, com parede celular geralmente rígida. Multiplicam-se por divisão celular e apresentam três formas principais: redonda (cocos), bastonete (bacilos) e espiral (espiroquetas). Podem ser classificadas pela resposta ao OXIGÊNIO (aeróbicas, anaeróbicas, ou anaeróbicas facultativas), pelo modo de obter energia: quimiotróficas (via reação química) ou PROCESSOS FOTOTRÓFICOS (via reação com luz), quimiotróficas, pela fonte de energia química. As quimiolitotróficas (a partir de compostos inorgânicos) ou CRESCIMENTO QUIMIOAUTOTRÓFICO (a partir de compostos orgânicos), e pela fonte de CARBONO, NITROGÊNIO, etc. PROCESSOS HETEROTRÓFICOS (a partir de fontes orgânicas) e PROCESSOS AUTOTRÓFICOS (a partir de DIÓXIDO DE CARBONO). Podem também ser classificadas por serem coradas ou não (com base na estrutura da PAREDE CELULAR) pelo CRISTAL VIOLETA: Gram-positivas ou Gram-negativas.Administração por Inalação: Administração de medicamentos pela via respiratória. Abrange insuflação no trato respiratório.Mortalidade da Criança: Número de mortes de crianças [entre um a doze anos de idade] de uma determinada população.Espanha: Democracia parlamentar localizada entre a França ao nordeste e Portugal ao oeste, limitada pelo Oceano Atlântico e pelo Mar Mediterrâneo.Doenças do Tecido Conjuntivo: Grupo heterogêneo de transtornos, alguns hereditários, outros adquiridos, caracterizados por estrutura ou função anormal de um ou mais elementos do tecido conjuntivo, i. é, colágeno, elastina, ou os mucopolissacarídeos.Tienamicinas: Antibióticos beta-lactâmicos que diferem das PENICILINAS por terem o átomo de enxofre tiazolidínico substituído por carbono; o enxofre então se torna o primeiro átomo na cadeia lateral. Eles são quimicamente instáveis, mas têm amplo espectro antibacteriano. Propõe-se o uso da tienamicina e seus derivados mais estáveis em combinação com inibidores enzimáticos.Orofaringe: Porção média da faringe que fica atrás da boca, inferior ao PALATO MOLE, e superior à base da língua e da EPIGLOTE. Possui uma função no processo da digestão, à medida que a comida passa da boca para a orofaringe antes de entrar no ESÔFAGO.Antígenos de Bactérias: Substâncias elaboradas pelas bactérias, que apresentam atividade antigênica.Estações do Ano: Estações do ano: Divisões do ano de acordo com algum fenômeno regularmente recorrente, geralmente astronômico ou climático. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed) Variações sazonais: Diferenças sazonais na ocorrência de eventos vitais.Infecções Estafilocócicas: As infecções por bactérias do gênero STAPHYLOCOCCUS.

*  Pneumonia bacteriana - Wikipedia

Pneumonia bacteriana se refere à uma infecção pulmonar causada por bactérias, que tem como resultado a inflamação, pus e o ... A maioria dos casos de pneumonia atípica requer tratamento por 14-21 dias. Chlamydophila pneumoniae - doxiciclina, excepto em ... Bacterial Pneumonia» http://www.webmd.com/lung/bacterial-pneumonia?page=3 American Lung Association® (2007). «Neumonía». ... http://www.emedicinehealth.com/bacterial_pneumonia/page8_em.htm#bacterial_pneumonia_medical_treatment_and_antibiotics http:// ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Pneumonia_bacteriana

*  Mycoplasma pneumoniae - Wikipedia

É causadora da pneumonia por Mycoplasma, um tipo de pneumonia bacteriana. Este microorganismo pode apenas sobreviver como ... resistentes aos efeitos da penicilina e outros antibióticos beta-lactâmicos que atuam destruindo a parede celular bacteriana. M ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Mycoplasma_pneumoniae

*  Oswaldo Fadda - Wikipedia

Faleceu a 1 de abril de 2005, vitimado por uma pneumonia bacteriana. Sua obra foi de extrema importância para as artes marciais ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Oswaldo_Fadda

*  Pneumonia - Wikipedia

Pneumonia Pneumonia, ABC da Saúde Pneumonia (em inglês), CDC «Pneumonia bacteriana», HIV Medicine, PT: AIDS Portal da saúde ... A pneumonia bacteriana é tratada por antibióticos e necessita uma avaliação do estado do paciente para uma melhor abordagem. ... pneumonia lobar, broncopneumonia e pneumonia intersticial aguda) ou pelo agente etiológico (organismo causador). Pneumonia em ... O tratamento depende da causa fundamental com presunção de pneumonia bacteriana podendo ser tratada com antibióticos. Embora a ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Pneumonia

*  Jair Antonio da Silva - Wikipedia

A internação da sua esposa durou 11 dias, enquanto a sua internação nove dias, ambos com "pneumonia bacteriana não especificada ... Foram submetidos a exames de raios-X, sendo que o resultado não indicou pneumonia. Mesmo assim, medicamentos adequados aos seus ... sendo confirmado posteriormente que ela estava com pneumonia. Esse quadro afetou sua condição cardíaca, vindo ela a sofrer de ... sendo posteriormente confirmado que também estava com pneumonia. O seu quadro causou arritmia (bradicardia), tendo corrido ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Jair_Antonio_da_Silva

*  Doenças de Notificação Compulsória - Fisioterapia

Pneumonia. Pneumonia bacteriana. Pneumonia viral. Pneumonia por Micoplasma, Clamídia e Legionella. Pneumonia aspirativa. ... Pneumonia na infância. Reflexos infantis e estereotipias rítmicas. Síndrome de aspiração de mecônio. Taquipneia transitória do ...
concursoefisioterapia.com/2008/12/doenas-de-notificao-compulsria.html

*  Amputações associadas a doenças vasculares periféricas - Fisioterapia

Pneumonia. Pneumonia bacteriana. Pneumonia viral. Pneumonia por Micoplasma, Clamídia e Legionella. Pneumonia aspirativa. ... Pneumonia na infância. Reflexos infantis e estereotipias rítmicas. Síndrome de aspiração de mecônio. Taquipneia transitória do ...
concursoefisioterapia.com/2011/07/amputacoes-associadas-doencas.html

*  Mini ventilador transporte Takaoka - Fisioterapia

Pneumonia. Pneumonia bacteriana. Pneumonia viral. Pneumonia por Micoplasma, Clamídia e Legionella. Pneumonia aspirativa. ... Pneumonia na infância. Reflexos infantis e estereotipias rítmicas. Síndrome de aspiração de mecônio. Taquipneia transitória do ...
concursoefisioterapia.com/2010/10/mini-ventilador-transporte-takaoka.html

*  Tratamento de contusões musculares - Fisioterapia

Pneumonia. Pneumonia bacteriana. Pneumonia viral. Pneumonia por Micoplasma, Clamídia e Legionella. Pneumonia aspirativa. ... Pneumonia na infância. Reflexos infantis e estereotipias rítmicas. Síndrome de aspiração de mecônio. Taquipneia transitória do ...
concursoefisioterapia.com/2009/07/tratamento-de-contusoes-musculares.html

*  Concurso Fisioterapeuta Prefeitura de Augusto de Lima - Fisioterapia

Pneumonia. Pneumonia bacteriana. Pneumonia viral. Pneumonia por Micoplasma, Clamídia e Legionella. Pneumonia aspirativa. ... Pneumonia na infância. Reflexos infantis e estereotipias rítmicas. Síndrome de aspiração de mecônio. Taquipneia transitória do ...
concursoefisioterapia.com/2012/05/concurso-fisioterapeuta-prefeitura-de.html

*  Pacote provas fisioterapia - Fisioterapia

Pneumonia. Pneumonia bacteriana. Pneumonia viral. Pneumonia por Micoplasma, Clamídia e Legionella. Pneumonia aspirativa. ... Pneumonia na infância. Reflexos infantis e estereotipias rítmicas. Síndrome de aspiração de mecônio. Taquipneia transitória do ...
concursoefisioterapia.com/2010/03/pacote-provas-fisioterapia.html

*  Fortalecimento muscular e mecanoterapia - Fisioterapia

Pneumonia. Pneumonia bacteriana. Pneumonia viral. Pneumonia por Micoplasma, Clamídia e Legionella. Pneumonia aspirativa. ... Pneumonia na infância. Reflexos infantis e estereotipias rítmicas. Síndrome de aspiração de mecônio. Taquipneia transitória do ...
concursoefisioterapia.com/2013/06/fortalecimento-muscular-e-mecanoterapia.html

*  Protocolo para Constatação de Morte Encefálica - Fisioterapia

Pneumonia. Pneumonia bacteriana. Pneumonia viral. Pneumonia por Micoplasma, Clamídia e Legionella. Pneumonia aspirativa. ... Pneumonia na infância. Reflexos infantis e estereotipias rítmicas. Síndrome de aspiração de mecônio. Taquipneia transitória do ...
concursoefisioterapia.com/2009/01/protocolo-para-constatao-de-morte.html

*  APOSTILA DE CLINICA MÉDICA

entre outros). . . Etiologia: As principais causas infecciosas de pneumonia incluem: bactérias pneumonia bacteriana por germes ... vírus pneumonia viral por vírus da influenza. PNEUMONIA Conceito: Inflamação do parênquima pulmonar causada por vários tipos de ... TIPOS: gastrite bacteriana segue-se normalmente a uma infecção por organismos como o Helicobacterpylori(bactérias que crescem ... Tal crescimento bacteriano pode provocar gastrite de forma transitória ou persistente. gastrite atrófica ocorre quando os ...
https://pt.scribd.com/doc/60484439/APOSTILA-DE-CLINICA-MEDICA

*  Gripe - Wikipedia

Outro sinal de alarme para a pneumonia bacteriana verifica-se quando uma criança, ou até um adulto, aparenta estar a melhorar e ... A maioria das mortes deveu-se a pneumonia bacteriana, uma infeção secundária provocada pela gripe, embora o vírus também tenha ... A gripe pode ocasionalmente levar ao aparecimento de pneumonia, tanto viral como bacteriana, mesmo em pessoas bastante ... A gripe pode ocasionalmente causar pneumonia viral ou bacteriana, mesmo em pessoas saudáveis. O principal sintoma deste tipo de ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Gripe

*  Fibrose pulmonar - Wikipedia

Infeções virais e bacterianas como pneumonia e tuberculose; Refluxo gastroesofágico; Defeito genético (menos de 5% dos casos). ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Fibrose_pulmonar

*  Infecção bacteriana - Wikipedia

Pneumonia e bronquite bacteriana: Por Streptococcus pneumoniae; Psitacose: Por Chlamydophila psittaci; Tuberculose: Por ... A principal diferença entre infecções bacterianas e as virais é que as bacterianas podem ser tratadas com antibióticos (ATB). ... Dentre as infecções bacterianas mais comuns estão: Meninges Meningites bacterianas: Por Haemophilus influenzae, Neisseria ... Diferenças entre infecção bacteriana e viral A dor tende a ser mais localizadas (como em apenas uma orelha, apenas um olho, ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Infecção_bacteriana

*  Micoplasmose - Wikipedia

Mycoplasma pneumoniae podem ser transmitidas por gotículas geralmente e causa: Pneumonia bacteriana atípica adquirida na ... Mycoplasma Pneumonia bacteriana Vaginose bacteriana http://emedicine.medscape.com/article/223609-overview#a5 https:// ... É responsável por 10 a 20% das pneumonias bacterianas adquiridas na comunidade. São mais comuns em jovens e cerca de 20% dos ... Micoplasmose é uma infecção bacteriana causada por Mycoplasma, uma bactéria sem parede celular, o que lhe confere resistência a ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Micoplasmose

*  Nocardiose - Wikipedia

Infecção pulmonar É uma forma contagiosa de pneumonia bacteriana crônica: Suores noturnos, Febre, Náusea e vômito, Perda de ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Nocardiose

*  Derrame pleural - Wikipedia

Doenças infeciosas Tuberculose Pneumonia bacteriana Micose sistêmica Pneumonia viral Parasitose Neoplasias Carcinoma pulmonar ... pneumonia, neoplasia) quanto ao caráter (serofibrinoso, hemorrágico, purulento ou quiliforme) quanto à localização (grande ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Derrame_pleural

*  Tumor pulmonar - Wikipedia

Abscesso pulmonar Pneumonia bacteriana Artrite reumatóide Granulomatose de Wegener Sarcoidose O câncer de pulmão pode é ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Tumor_pulmonar

*  Vírus Varicela-Zoster - Wikipedia

... incluindo encefalite ou pneumonia (ou pneumonia viral direta ou pneumonia bacteriana secundária). Mesmo quando os sintomas ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Vírus_Varicela-Zoster

*  Benzilpenicilina - Wikipedia

G incluem Artrite séptica Celulite Difteria Endocardite bacteriana Gonorreia Meningite bacteriana Pneumonia bacteriana ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Benzilpenicilina

*  Pneumonia e outras infecções pulmonares - Joel T. Katz | MedicinaNET

... um paciente com pneumonia bacteriana geralmente parece estar mais doente do que um paciente com pneumonia não bacteriana. O ... A 2ª causa bacteriana mais comum de pneumonia adquirida na comunidade é o H. influenzae.16,17 Embora seja reconhecido que a ... Pneumonia crônica Mesmo com o tratamento bem-sucedido, as pneumonias bacterianas exibem uma resolução radiográfica tardia, em ... Pacientes com pneumonia não bacteriana ou doença dos legionários geralmente produzem apenas quantidades mínimas de um escarro ...
medicinanet.com.br/conteudos/acp-medicine/5646/pneumonia_e_outras_infeccoes_pulmonares_–_joel_t_katz.htm

*  Trabalhos Sobre Doenças Causadas Por Virus Com Agente Causador Sintomas e Profilaxia Grátis Artigos Acadêmicos

doenças bacterianas e viroticas Doenças Viróticas 1. AIDS 1.1) Agente etiológico A infecção da AIDS se dá pelo HIV,... vírus ... A pneumonia pode ser desencadeada por vírus, fungos, protozoários e, principalmente, bactérias e caracterizam-se pela ... Doenças Bacterianas Heinrich Hermann Robert Koch anunciava a identificação do bacilo causador da tuberculose. Figura 5 - Robert ... CURSO DE ENFERMAGEM Doenças Diversas Hiago Cretton Oliveira Nova Friburgo Janeiro - 2012 Hiago Cretton Oliveira 1 - Pneumonia ...
trabalhosfeitos.com/topicos/trabalhos-sobre-doenças-causadas-por-virus-com-agente-causador-sintomas-e-profilaxia/0

Pneumonia bacterianaPneumonia viral: Pneumonia viral é uma patologia do parênquima pulmonar, ligada a infecção causada por vírus.viral pneumonia at Dorland's Medical Dictionary Juntamente com as bactérias, constituem a principal causa de pneumonia.Pneumonia por aspiraçãoBacitracina: Bacitracina é um fármaco de utilização tópica com ação antibiótica.P.Pneumocystis jirovecii: Pneumocystis jirovecii é uma espécie de fungo, semelhante à levedura, que pertence ao gênero Pneumocystis. O organismo é um importante patógeno humano, pois é causador de pneumonia, particularmente entre os hospedeiros imunocomprometidos, como as portadoras do vírus HIV.Mycoplasma pneumoniae: Mycoplasma pneumoniae é uma das menores bactérias conhecidas pelo ser humano. É causadora da pneumonia por Mycoplasma, um tipo de pneumonia bacteriana.Infecção hospitalar: Infecção hospitalar é qualquer tipo de infecção adquirida após a entrada do paciente em um hospital ou após a sua alta quando essa infecção estiver diretamente relacionada com a internação ou procedimento hospitalar, como, por exemplo, uma cirurgia.Pneumonia eosinofílicaBroncopneumonia: Broncopneumonia é uma inflamação dos brônquios, bronquíolos e alvéolos vizinhos, agrupados em focos, aproximadamente do tamanho de nozes, disseminados pelos lobos dos pulmões.Respirador: Respirador ou ventilador mecânico é o equipamento eletromédico cuja função é bombear ar aos pulmões e possibilitar a sua saída de modo cíclico para oferecer suporte ventilatório ao sistema respiratório. Não substitui os pulmões na função de troca gasosa (hematose) sendo um suporte mecânico à "bomba ventilatória" fisiológica (diafragma e múculos acessórios da respiração).EmpiemaLegionella pneumophila: Legionella pneumophila é uma bactéria pleomórfica, flagelada, Gram negativa do género Legionella.Influenza A subtipo H1N1: Influenza A subtipo H1N1 também conhecido como A (H1N1), é um subtipo de Influenzavirus A e a causa mais comum da influenza (gripe) em humanos. A letra H refere-se à proteína hemaglutinina e a letra N à proteína neuraminidase.PentamidinaBacteremiaPasteureloseTrato respiratórioSputa: Sputa, sputum ou mais popularmente escarroSociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. Jornal Brasileiro de Pneumologia.Incidência: Usada em estatística e em epidemiologia, a Incidência pode referir-se a:Klebsiella pneumoniae: Klebsiella pneumoniae é uma espécie de bactéria gram-negativa, encapsulada, anaeróbia facultativa em forma de bastonete. É o mais importante membro do género Klebsiella e importante membro da Família das Enterobactérias.Abscesso pulmonarSepseChlamydophila pneumoniae: A Chlamydophila pneumoniae, anteriormente conhecida como Chlamydia pneumoniae, é uma bactéria gram-negativa, um parasita obrigatório intracelular e um dos principais agentes causadores de pneumonia, bronquite e faringite bacterianas. A sequência do genoma desta espécie foi publicada em 1999.Confusão: Confusão é o estado de uma pessoa que não consegue se concentrar corretamente, ou está realizando erroneamente os atos. Também é o termo utilizado para definir uma relação interpessoal caótica.Pleura: Pleura é uma membrana dupla, semelhante a um saco, que envolve o pulmão. É uma fina capa membranosa formada por dois folhetos:Fluido hidráulico: Fluido hidráulico, também chamado de fluido hidráulico, são um grande grupo de fluidos usados como o meio de transmissão de energia em maquinário hidráulico, sendo qualquer equipamento ou dispositivos que possuam um sistema hidráulico de transmissão de energia e força. Estes equipamentos incluem freios, direção assistida, transmissões em escavadeiras e retroescavadeiras, caminhões de lixo, empilhadeiras, etc.Exame complementar de diagnóstico: Nas ciências da saúde, são denominados exames complementar de diagnóstico aqueles exames (laboratoriais, de imagem, etc.) que complementam aos dados da anamnese e do exame físico para a confirmação das hipóteses diagnósticas e tratamento.CeftriaxonaMacrólido


casos de pneumonia


  • A maioria dos casos de pneumonia atípica requer tratamento por 14-21 dias. (wikipedia.org)
  • Uma grande proporção dos casos de pneumonia apresenta etiologia bacteriana. (medicinanet.com.br)
  • 2 Os defeitos destes mecanismos de defesa do hospedeiro são responsáveis por numerosos casos de pneumonia [Tabela . (medicinanet.com.br)

outras


  • Outros fatores que aumentam o risco são alcoolismo, tabagismo, pacientes em período pós-operatório, outras doenças respiratórias, outras infecções bacterianas, infecção por HIV, desnutrição e imunidade baixa. (wikipedia.org)
  • Os investigadores estão já a planear analisar se o tratamento com PN poderá ser também eficaz contra outras estirpes bacterianas. (alert-online.com)

podem


  • Dependendo da acidez do aspirado, pode-se desenvolver uma pneumonite química, a cuja inflamação se podem juntar patógenos bacterianos (sobretudo bactérias anaeróbicas). (wikipedia.org)
  • Estas podem ser divididas em bronquite aguda (ou traqueobronquite aguda), exacerbação aguda de bronquite crônica (doença pulmonar obstrutiva crônica) e pneumonia. (medicinanet.com.br)

tratamento


  • Este capítulo detalha a patofisiologia, epidemiologia, aspectos gerais e tratamento das infecções pulmonares, em particular da pneumonia bacteriana [Tabela . (medicinanet.com.br)

Legionella


  • 2-4 A principal bactéria implicada na etiologia da pneumonia adquirida na comunidade é o Streptococcus pneumoniae (pneumococo) (22%), bactérias gram-negativas [ Haemophylus influenzae (4%) e Moraxella catharralis ] e atípicas [ Mycoplasma pneumoniae (18%) , Chlamydophila (ou Chlamydia) pneumoniae (16%) , Legionella sp ]. (medicinanet.com.br)

pulmonar


  • Pneumonia bacteriana se refere à uma infecção pulmonar causada por bactérias, que tem como resultado a inflamação, pus e o aumento de fluídos nos pulmões, dificultando a respiração. (wikipedia.org)
  • A pneumonia é uma doença inflamatória das vias aéreas que atinge o parênquima pulmonar, envolvendo os bronquíolos, os brônquios e, ocasionalmente, a pleura. (medicinanet.com.br)

principais


  • A Streptococcus pneumoniae é a principal causa da pneumonia e também uma das principais causas da septicémia e meningite. (alert-online.com)
  • Juntas, a pneumonia e a gripe ocupam o 6º lugar entre as principais causas de morte nos Estados Unidos 1 e são a principal causa infecciosa de morte não só nesse país como em todo o mundo. (medicinanet.com.br)

causas


  • 1, 4 Dados nacionais revelam que a pneumonia foi responsável por 14,2% dos óbitos e por 36,3% dos pacientes internados por causas respiratórias em 2002. (medicinanet.com.br)

aguda


  • A bronquite aguda é caracterizada por tosse secundária à inflamação autolimitada das vias aéreas de grosso calibre, na ausência de pneumonia. (medicinanet.com.br)