Parestesia: Sensações cutâneas subjetivas (ex., frio, aquecimento, formigamento, pressão, etc.) que são vivenciadas espontaneamente na ausência de estimulação.Traumatismos do Nervo Trigêmeo: Lesões traumáticas no NERVO TRIGÊMEO. Pode resultar em dor extrema, sensação anormal em áreas inervadas pelo nervo na face, maxilas, gengiva e língua e pode causar dificuldade com a fala e na mastigação. Algumas vezes está associada com vários tratamentos dentários.Traumatismos do Nervo Lingual: Lesões traumáticas no NERVO LINGUAL. Podem ser resultantes de complicação após tratamentos dentários.Nervo Mandibular: Ramo do nervo trigêmeo (V nervo craniano). O nervo mandibular transporta fibras motoras para os músculos da mastigação e fibras sensitivas para os dentes e gengiva, região mandibular da face e partes da dura-máter.Doenças LabiaisDoenças da LínguaHipestesia: Sensibilidade ausente ou reduzida à estimulação cutânea.Queixo: Parte anatômica frontal da mandíbula, também conhecida como mento, que contém a linha de fusão de duas metades separadas da mandíbula (sínfise do mento). Esta linha de fusão divide-se inferiormente para encerrar uma área triangular conhecida como protuberância mental. Em cada lado, inferiormente ao segundo dente pré-molar, localiza-se o forame mental por onde passam vasos sanguíneos e um nervo.Equimose: Extravasamento de sangue na pele, resultando em uma mancha não elevada, redonda ou irregular, azul ou púrpura, maior que uma petéquia.Doenças do Nervo Trigêmeo: Doenças do nervo trigêmio ou de seus núcleos, que estão localizados nas pontes e medula. O nervo é composto de três divisões: oftálmica, maxilar e mandibular, que garante enervação sensorial às estruturas da face, seios e porções da abóbada craniana. O nervo mandibular também enerva os músculos da mastigação. Os sinais clínicos incluem perda da sensação facial e intraoral e fraqueza no fechamento mandibular. Afecções comuns que acometem o nervo incluem isquemia do tronco cerebral, NEOPLASIAS INFRATENTORIAIS e NEURALGIA DO TRIGÊMEO.Doenças do Sistema Nervoso Periférico: Doenças dos nervos periféricos externos ao cérebro e medula espinhal, incluindo doenças das raizes dos nervos, gânglios, plexos, nervos autônomos, nervos sensoriais e nervos motores.Transtornos das Sensações: Transtornos dos sentidos especiais (ex., VISÃO, AUDIÇÃO, PALADAR e OLFATO) ou sistema somatossensorial (ex., componentes aferentes do SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO).Neuroma: Tumor que cresce de um nervo ou é constituído principalmente de células nervosas e fibras nervosas. Muitas lesões antigamente chamadas neuromas atualmente recebem nomes mais específicos, tais como ganglioneuroma, neurilemoma ou neurofibroma. (Dorland, 28a ed)Estimulação da Medula Espinal: Aplicação da corrente elétrica na coluna vertebral para o tratamento de uma variedade de afecções que envolvem inervação da medula espinal.Síndromes de Compressão Nervosa: Compressão mecânica de nervos ou raizes de nervos de causas internas ou externas. Podem resultar em um bloqueio na condução de impulsos nervosos (devido à disfunção da BAINHA DE MIELINA) ou perda axonal. As lesões do nervo e da bainha de mielina podem ser causadas por ISQUEMIA, INFLAMAÇÃO ou um efeito mecânico direto.Bloqueio Nervoso: Interrupção da CONDUÇÃO NERVOSA pelos nervos periféricos ou pelos troncos nervosos por meio de injeção local de substâncias anestésicas (ex.: LIDOCAÍNA, FENOL, TOXINAS BOTULÍNICAS) para controlar ou tratar a dor.Carticaína: Anestésico local que contém tiofeno, farmacologicamente similar à MEPIVACAÍNA.Parametasona: Glucocorticoide com as propriedades gerais dos corticosteroides. Tem sido usado oralmente no tratamento de todas as afecções nas quais a terapia com corticosteroide é indicada, exceto nos estados de deficiência adrenal, nos quais a sua incapacidade de reter o sódio o torna menos adequado do que a HIDROCORTISONA com FLUDROCORTISONA suplementar. (Tradução livre do original: Martindale, The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p737)Varizes: VEIAS dilatadas e tortuosas.Traumatismos dos Nervos Cranianos: Disfunção de um ou mais nervos cranianos, de causa relacionada a uma lesão traumática. TRAUMA CRANIOCEREBRAL penetrante e não penetrante, LESÕES DO PESCOÇO e traumas à região facial são afecções associadas com traumatismos dos nervos cranianos.Radiculopatia: Doença envolvendo uma raiz nervosa espinhal (ver RAÍZES DE NERVOS ESPINHAIS) que pode resultar de compressão relacionada ao DESLOCAMENTO DO DISCO INTERVERTEBRAL, LESÕES DA MEDULA ESPINHAL, DOENÇAS DA COLUNA VERTEBRAL e outras afecções. As manifestações clínicas incluem dor radicular, fraqueza e perda sensorial referida a estruturas enervadas pela raiz nervosa envolvida.Nervo Maxilar: Divisão sensitiva intermediária do nervo trigêmeo (V nervo craniano). O nervo maxilar transporta fibras aferentes gerais provenientes da região intermediária da face, incluindo a pálpebra inferior, nariz e lábio superior, dentes maxilares, e partes da dura-máter.Programas Voluntários: Programas nos quais a participação não é obrigatória.Extração Dentária: A remoção cirúrgica de um dente. (Dorland, 28a ed)Terapia por Estimulação Elétrica: Aplicação de corrente elétrica no tratamento, sem geração de calor perceptível. Inclui estimulação elétrica de nervos ou músculos, passagem de corrente no corpo, ou o uso de corrente ininterrupta de baixa intensidade para elevar o limiar de dor da pele.Síndrome do Túnel Carpal: Aprisionamento do NERVO MÉDIO no túnel carpal que é formado pelo OSSOS DO CARPO e flexor retináculo. Esta síndrome pode estar associada com trauma ocupacional repetitivo (TRANSTORNOS TRAUMÁTICOS CUMULATIVOS), lesões de pulso, NEUROPATIAS AMILOIDES, ARTRITE REUMATOIDE, ACROMEGALIA, GRAVIDEZ e outras afecções. Os sintomas incluem dor em queimação e parestesias envolvendo a superfície ventral da mão e dedos, podendo irradiar para as proximidades. Podem ocorrer diminuição da sensação na distribuição do nervo médio e atrofia do músculo tenar. (Tradução livre do original: Joynt, Clinical Neurology, 1995, Ch51, p45)Síndrome do Desfiladeiro Torácico: Síndrome neurovascular associada com compressão do PLEXO BRAQUIAL, ARTÉRIA SUBCLÁVIA e VEIA SUBCLÁVIA na saída torácica superior. Pode resultar de uma variedade de anomalias, como na COSTELA CERVICAL, bandas fasciais anômalas e anormalidades da origem ou inserção dos músculos escaleno médio ou anterior. As características clínicas podem incluir dor na região dos ombros e pescoço que se irradia para o braço, PARESIA ou PARALISIA dos músculos inervados pelo plexo braquial, PARESTESIA, perda da sensibilidade, redução dos pulsos arteriais na extremidade afetada, ISQUEMIA e EDEMA. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp214-5).Prilocaína: Anestésico local farmacologicamente similar à LIDOCAÍNA. Atualmente é utilizado com maior frequência na anestesia de infiltração em odontologia.Ombro: Parte do corpo nos seres humanos e primatas, em que os braços se ligam ao tronco. O ombro tem cinco articulações: ARTICULAÇÃO ACROMIOCLAVICULAR, articulação coracoclavicular (ou escapuloclavicular), articulação glenoumeral (ver ARTICULAÇÃO DO OMBRO), articulação escapulotorácica e ARTICULAÇÃO ESTERNOCLAVICULAR.Medição da Dor: Escalas, questionários, testes e outros métodos utilizados para avaliar a severidade e duração da dor em pacientes ou animais experimentais, com o objetivo de ajudar no diagnóstico, terapêutica e estudos fisiológicos.Tratamento do Canal Radicular: Modalidade de tratamento em endodontia preocupada com a terapia de doenças da polpa dentária. Para procedimentos preparatórios a PREPARO DE CANAL RADICULAR está disponível.Nervos Periféricos: Nervos localizados fora do cérebro e medula espinhal, incluindo os nervos autônomos, cranianos e espinhais. Os nervos periféricos contêm células não neuronais, tecido conjuntivo e axônios. As camadas de tecido conjuntivo incluem, da periferia para o interior, epineuro, perineuro e endoneuro.Traumatismos dos Nervos Periféricos: Lesões nos NERVOS PERIFÉRICOS.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Debilidade Muscular: Queixa vaga de debilidade, fadiga e exaustão que é atribuída à fraqueza de vários músculos. A fraqueza pode ser caracterizada como subaguda ou crônica, frequentemente progressiva, e é a manifestação de muitas doenças musculares e neuromusculares.Dente Impactado: Dente que se encontra impedido de erupção por uma barreira física, normalmente um outro dente. A impacção pode também ocorrer como resultado da orientação do dente numa posição dentro das estruturas periodontais que não a posição vertical.Atlas Cervical: Primeira vértebra cervical.Angiostrongylus cantonensis: Espécie de nematoides parasitas, distribuída pelas ilhas do Pacífico, que infesta os pulmões de ratos domésticos. Infestação do homem, causada pelo consumo de lesmas cruas ou caracóis terrestres, resulta em meningite eosinofílica.Anestésicos Locais: Fármacos que bloqueiam a condução nervosa quando aplicados localmente (no tecido nervoso) em concentrações adequadas. Atuam em qualquer parte do sistema nervoso e em todos os tipos de fibras nervosas. Em contato com um tronco nervoso, estes anestésicos podem causar paralisia sensitiva e motora na área inervada. Sua ação é totalmente reversível. (Tradução livre do original: Gilman AG, et. al., Goodman and Gilman's The Pharmacological Basis of Therapeutics, 8th ed). Quase todos os anestésicos locais atuam diminuindo a tendência para a ativação dos canais de sódio dependentes de voltagem.Dente Serotino: O dente permanente localizado mais posteriormente em cada lado da maxila e mandíbula.Hematoma Epidural Espinal: Raro hematoma epidural no espaço epidural espinal, geralmente devido a uma malformação vascular (MALFORMAÇÕES VASCULARES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL) ou TRAUMA. O hematoma epidural espinal espontâneo é uma emergência neurológica devido a sua rápida evolução a uma MIELOPATIA compressiva.Eletrodiagnóstico: Diagnóstico de estados de doença pelo registro da atividade elétrica espontânea de tecidos ou órgãos ou pela resposta à estimulação de um tecido eletricamente excitável.Nervo Ulnar: Importante nervo da extremidade superior. Em humanos, as fibras do nervo ulnar se originam nas regiões cervical inferior e torácica superior da medula espinhal (geralmente entre C7 e T1), correm via fascículo medial do plexo braquial e fornecem inervação sensitiva e motora para partes da cabeça e antebraço.Neoplasias do Sistema Nervoso Periférico: Neoplasias que se originam do tecido nervoso periférico. Isso inclui os neurofibromas, Schwannomas, tumores de células granulares, e NEOPLASIAS DA BAINHA NEURAL. (Tradução livre do original: DeVita Jr et al., Cancer: Principles and Practice of Oncology, 5th ed, pp1750-1)Insuficiência Venosa: Fluxo de sangue venoso prejudicado ou retorno venoso (estase venosa), geralmente causado por valvas venosas inadequadas. Com frequência, a insuficiência venosa ocorre nas pernas e está associada com EDEMA e, às vezes, com ÚLCERA POR ESTASE VENOSA nos quadris.Descompressão Cirúrgica: Operação cirúrgica para aliviar a pressão em um compartimento do corpo. (Dorland, 28a ed)Doença Iatrogênica: Qualquer situação adversa que ocorra com um paciente como resultado de tratamento por um médico, cirurgião, ou outro profissional da área de saúde, especialmente infecções adquiridas pelo paciente no curso do tratamento.Veia Safena: Veia que drena o pé e perna.Procedimentos Ortopédicos: Procedimentos utilizados para tratar e corrigir deformidades, doenças e lesões do SISTEMA MUSCULOSQUELÉTICO, articulações e estruturas associadas.Mãos: Parte distal do braço além do punho em seres humanos e primatas, que inclui a palma da mão, dedos e o polegar.Neuralgia: Dor intensa ou sofrível que ocorre ao longo do curso ou distribuição de um nervo craniano ou periférico.Ciática: Afecção caracterizada por dor radiante na região das costas para dentro das nádegas e aspectos posterior/lateral da perna. A ciática pode ser uma manifestação de NEUROPATIA CIÁTICA, RADICULOPATIA (envolvendo as RAÍZES NERVOSAS ESPINHAIS L4, L5, S1 ou S2, geralmente associadas com DESLOCAMENTO DO DISCO INTERVERTEBRAL) ou lesões da CAUDA EQUINA.Transtornos de Enxaqueca: Classe de transtornos cefaleicos primários e incapacitantes caracterizados por cefaleias pulsáteis, unilaterais e recorrentes. Os dois subtipos principais são a enxaqueca comum (sem aura) e a clássica (com aura ou sintomas neurológicos) (Tradução livre do original: International Classification of Headache Disorders, 2nd ed. Cephalalgia 2004: suppl 1)Dor: Sensação desagradável induzida por estímulos nocivos que são detectados por TERMINAÇÕES NERVOSAS de NOCICEPTORES.

*  Parestesia - Wikipedia

Parestesia». Consultado em 13 de novembro de 2012 Copacabana Runners. «Parestesia e formigamento - Diagnóstico, causas e ... O diagnóstico da parestesia crônica é a determinação da condição causando as sensações de formigamento ou outras. Histórico ... O tratamento apropriado para a parestesia depende do diagnóstico preciso da sua causa. O prognóstico do tratamento para ... parestesia depende da severidade das sensações e condições médicas associadas a elas. iw canbvler. « ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Parestesia

*  Síndrome compartimental - Wikipedia

Caracterizada por parestesia, dor contínua, hipoestesia, edema e enrijecimento da região acometida. As causas principais podem ... parestesia; palidez; paralisia; pulsação ausente. O exemplo clássico é o da criança que fratura a perna ou o braço. Após a ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Síndrome_compartimental

*  Hipocalcemia - Wikipedia

... parestesia) das extremidades; Câimbras; Em casos severos podem resultar em: Convulsões; Arritmia cardíaca; Diarreia severa e ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hipocalcemia

*  APOSTILA DE CLINICA MÉDICA

parestesia. O AVC. O AVC é identificado quando o indivíduo apresenta déficit neurológico de início abrupto. é necessário que a ... podemos destacar: parestesia (alteração da sensibilidade). Podem ocorrer. hemorragia ou espasmo. entre outras. sensitiva ou ...
https://pt.scribd.com/doc/60484439/APOSTILA-DE-CLINICA-MEDICA

*  Transexualidade - Wikipedia

Neuroses cerebrais: paradoxia; anestesia; hiperestesia; parestesia: sadismo, masoquismo, fetichismo e sexualidade antipática. ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Transexualidade

*  Formigueiro - Wikipedia

Nota: Para o sintoma clínico, veja parestesia. Para outros significados, veja Formigueiro (desambiguação). Um formigueiro é a ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Formigueiro

*  Amortecimento - Wikipedia

Parestesia Amortecimento: Classificação e Métodos de Determinação.. ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Amortecimento

*  Acetazolamida (Diamox) | Comprar online | Receita incluída

A Acetazolamida (Diamox) é um medicamento de prescrição ✓ Compre Acetazolamida (Diamox) online ✓ Diagnóstico e prescrição ✓ Entrega e frete grátis todo Brasil
https://healthexpress.eu/br/acetazolamida-diamox.html

*  Amiloidose - Wikipedia

... parestesia), dormência e fraqueza (neuropatia periférica; Punhos: Síndrome do túnel do carpo; Joelhos: Inchaço e redução da ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Amiloidose

*  Gastroparesia - Wikipedia

Metade dos pacientes com diabetes melitos eventualmente desenvolvem parestesia. Em 15% dos casos o responsável é uma dentre as ... Caso a parestesia esteja associada a transtornos alimentares ou a transtorno de ansiedade é importante que o paciente faça uma ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Gastroparesia

*  DAN | Medical Frequently Asked Questions

Debilidade muscular nas pernas (paraparesia) com sensação de agulhadas (parestesia) seguiram a lesão na medula espinhal ...
https://diversalertnetwork.org/medical/faq/diver-muscle

*  Cancro Oral MDC

disfagia (dificuldade em deglutir). parestesia (perdas de sensibilidade). mobilidade dentária. . áreas endurecidas. lesões que ...
https://pt.scribd.com/presentation/96341861/Cancro-Oral-MDC

*  Piracetam - Wikipedia

Tratamento (Coadjuvante) de Parestesia quando ocorrida após extrações dentárias (siso). Entretanto, deve-se salientar que ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Piracetam

*  Hérnia de disco - Wikipedia

... parestesia). Disco lombar: dor anal, no quadril e no púbis, irradiando-se para a panturrilha e o tornozelo; dor acentuada ao ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hérnia_de_disco

*  Disco intervertebral - Wikipedia

Os mais comuns são: parestesia (formigamento) com ou sem dor; geralmente associada a dor na coluna lombar baixa; na coluna e na ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Disco_intervertebral

*  A Imobilidade No Idoso

tem dificuldade de comunicação e . O paciente vai apresentar parestesia. isto porque são geralmente portadores de demência ...
https://pt.scribd.com/doc/60766908/A-Imobilidade-No-Idoso

*  Famvir | Herpes Genital | Comprar online | Receita incl.

Constipação, parestesia, enxaqueca e náuseas;. *Diarreia, vômitos, flatulência e dores abdominais;. *Alucinação, confusão ...
https://healthexpress.eu/br/famvir.html

*  Aranha - Wikipedia

A picada por Phoneutria causa dor imediata, edema, parestesia e sudorese. O quadro sistémico é raro, presente em crianças com ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Aranha

*  Clomipramina - Wikipedia

Ocasionais: delírio, distúrbios da fala, parestesia, fraqueza muscular e hipertonia muscular. Raros: convulsões e ataxia. Casos ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Clomipramina

*  Deficiência de folato - Wikipedia

Sintomas neurológicos como parestesia, dormência, irritabilidade, depressão, alterações cognitivas e distúrbios visuais. Em ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Deficiência_de_folato

*  Palavras que começam com P (página 41)

... parestesia, parestésico, parestético, paretaceno, paretimologia, paretimológico, pareto, paretoxicaína, paretroplo, pareudiaste ...
palavrascruzadas112.com/p/41.html

*  84-Sinais Desnutricao Final - SinaisDesnutricaoFinal

Perda do senso de posição e da capacidade de contração do punho; fraqueza motora; parestesia (sensações anormais e alucinações ...
ebah.com.br/content/ABAAABnrAAC/84-sinais-desnutricao-final

*  Acatisia - Wikipedia

Caracteriza-se pela inquietação, ansiedade, parestesia, agitação, vontade de mover-se todo o tempo. É frequentemente causada ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Acatisia

*  Neuropatia periférica - Wikipedia

Raramente uma criança se queixa de parestesia periférica, o sintoma clássico de uma neuropatia. Os nervos periféricos são ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Neuropatia_periférica

*  Novacane - Wikipedia

A música explora temas como solidão, isolamento e falta de sensação causada pela parestesia. A canção recebeu muitas críticas ... o interprete faz uma comparação da doença parestesia causada pelas drogas e o uso de Auto-Tune no mundo da música. Resumindo a ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Novacane

Disestesia: Disestesia é um distúrbio neurológico que é caracterizado pelo enfraquecimento ou alteração na sensibilidade dos sentidos, sobretudo do tato. O sentido de entorpecimento, formigamento ou vibração sem a sensação de dor.Nervo alveolar inferior: O nervo alveolar inferior é um ramo do nervo mandibular, que é o terceiro ramo (V3) do quinto par craniano, o nervo trigêmio).Microgenia: Microgenia é um gênero de gastrópodes pertencente a família Turridae.Equimose: Equimose é uma infiltração de sangue na malha dos tecidos com 2 a 3 centimetros de diâmetro. Surge com a ruptura de capilares.VincristinaMarcus Morton Rhoades: Marcus Morton Rhoades (Graham, 24 de julho de 1903 - 30 de dezembro de 1991) foi um citogeneticista norte-americano. Sua pesquisa sobre o milho levou a descobertas importantes para a genética e a ciência aplicada de melhoramento de plantas.Radiculopatia: A radiculopatia é o acometimento da raiz nervosa (L. radicula = pequena raiz; pathos = doença).Eletroterapia: A Eletroterapia ou "eletricidade médica" como já foi designada consiste no uso de correntes elétricas para o tratamento de pacientes. Robertson, Val et al.Túnel do carpo: O túnel do carpo ou túnel carpal é um túnel na anatomia do punho humano, formado pelos ossos carpais.Sinal de AdsonNeurotmese: Neurotmese é um trauma físico envolvendo o sistema nervoso periférico, com ruptura parcial ou completa do axónio e das fibras nervosas e nervos vinculadas.Anestésico local: ==Introdução==Ecodoppler venoso dos membros inferioresEnxaqueca


formigamento


  • O diagnóstico da parestesia crônica é a determinação da condição causando as sensações de formigamento ou outras. (wikipedia.org)
  • Dificuldade de movimentação dos braços, com sensação de formigamento (parestesia). (wikipedia.org)

tratamento


  • O tratamento apropriado para a parestesia depende do diagnóstico preciso da sua causa. (wikipedia.org)
  • O prognóstico do tratamento para parestesia depende da severidade das sensações e condições médicas associadas a elas. (wikipedia.org)
  • Tratamento (Coadjuvante) de Parestesia quando ocorrida após extrações dentárias (siso). (wikipedia.org)