Pólipos: Discreta massa tecidual anormal que se projeta para o lúmen dos tratos digestório ou respiratório. Os pólipos podem ser estruturas esferoidais, hemisferoidais ou em forma de montículos irregulares conectados à MEMBRANA MUCOSA da parede do lúmen seja por uma haste, pedúnculo ou uma base larga.Pólipos do Colo: Massas discretas de tecido que se projetam no lúmen do COLO. Estes PÓLIPOS são conectados à parede do colo por meio de uma haste, pedúnculo ou por uma base larga.Pólipos Nasais: Acumulações focais de EDEMA líquido na MUCOSA NASAL acompanhadas de HIPERPLASIA do tecido conjuntivo submucoso. Os pólipos podem ser NEOPLASIAS, focos de INFLAMAÇÃO, lesões degenerativas ou malformações.Pólipos Adenomatosos: Pólipos que consistem em tecido neoplásico benigno derivado do epitélio glandular. (Stedman, 25a ed)Colonoscopia: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia da superfície luminal do colo.Colonografia Tomográfica Computadorizada: Método de imagem não invasivo que usa dados tomográficos computadorizados combinados com software de imagem, especializado para examinar o colo.Adenoma: Tumor epitelial benigno com organização glandular.Polipose Adenomatosa do Colo: Síndrome de polipose devida a uma mutação autossômica e dominante dos GENES APC no CROMOSSOMO 5. A síndrome é caracterizada pelo desenvolvimento de centenas de PÓLIPOS ADENOMATOSOS no COLO e RETO de indivíduos afetados a partir do início da vida adulta.Polifosfatos: Polímeros lineares onde os resíduos ortofosfato estão acoplados com ligações fosfoanídricas de alta energia. São encontrados em plantas, animais e microrganismos.Neoplasias Colorretais: Tumores ou câncer do cólon, ou do RETO ou ambos. Entre os fatores de risco para o câncer colorretal estão colite ulcerativa crônica, polipose familiar do cólon, exposição a ASBESTO e irradiação do COLO DO ÚTERO.Síndrome de Peutz-Jeghers: Doença hereditária causada por mutações autossômicas, dominantes envolvendo o CROMOSSOMO 19. Caracteriza-se pela presença de PÓLIPOS INTESTINAIS, consistentemente no JEJUNO e pigmentação mucocutânea com máculas de MELANINA nos lábios, MUCOSA da boca e dedos.Sinusite: Inflamação da MUCOSA NASAL em um ou mais dos SEIOS PARANASAIS.Hiperplasia: Aumento na quantidade de células em um tecido ou órgão, sem formação tumoral. Difere de HIPERTROFIA, que é aumento no volume, porém sem aumento no número de células.Neoplasias do Colo: Tumores ou câncer do COLO.Doenças Retais: Desenvolvimentos patológicos na região do RETO do INTESTINO GROSSO.Polipose Intestinal: Crescimento de PÓLIPOS INTESTINAIS. Os processos de crescimento podem ser neoplásico (ADENOMA e CARCINOMA) e não neoplásico (hiperplásico, mucoso, inflamatório e outros pólipos).Neoplasias Fibroepiteliais: Neoplasias compostas de tecido fibroso e epitelial. O conceito não se refere às neoplasias localizadas no tecido fibroso ou epitelial.Genes APC: Genes de supressão tumoral localizados na região 5q21 do braço longo do cromossomo humano 5 . A mutação destes genes está associada com a polipose adenomatosa familiar (POLIPOSE ADENOMATOSA DO COLO) e SÍNDROME DE GARDNER, bem como alguns cânceres colorretais esporádicos.Rinite: Inflamação da MUCOSA NASAL, a mucosa que recobre as CAVIDADES NASAIS.Doenças Uterinas: Processos patológicos envolvendo qualquer parte do ÚTERO.Colo: O segmento do INTESTINO GROSSO entre o CECO e o RETO. Inclui o COLO ASCENDENTE; o COLO TRANSVERSO; o COLO DESCENDENTE e o COLO SIGMOIDE.Endoscopia: Procedimentos em que se empregam ENDOSCÓPIOS para diagnóstico e tratamento de doenças. A endoscopia envolve a passagem de um instrumento óptico através de pequena incisão na pele, isto é, percutânea; ou através de orifícios naturais e ao longo de vias naturais do corpo, como o trato digestório; e/ou através de incisão na parede de órgão ou estrutura tubular, isto é, transluminal, para examinar ou realizar cirurgia em partes interiores do corpo.Hydra: Gênero de pólipos (família Hydradae, ordem Hidroida, classe dos HIDROZOÁRIOS) de água doce, particularmente interessantes devido a sua organização complexa e porque sua organização adulta corresponde grosseiramente à gástrula dos animais superiores.Sigmoidoscopia: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia da dobra sigmoide.Neoplasias Retais: Tumores ou câncer do RETO.Mucosa Nasal: Revestimento mucoso da CAVIDADE NASAL, inclusive das narinas (vestíbulo) e da MUCOSA OLFATÓRIA. Constituída por células ciliadas, CÉLULAS CALICIFORMES, células em escova, granulares pequenas, CÉLULAS-TRONCO e por glândulas que contêm células mucosas e serosas.Histeroscopia: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia do interior do útero.Hidrozoários: Classe no filo CNIDÁRIOS cujos membros alternam entre as formas de pólipo e medusa durante seu ciclo de vida. Há mais de 2.700 espécies em cinco ordens.Colonoscópios: Endoscópios especialmente desenvolvidos para visualizar a superfície interior do colo.Gastropatias: Processos patológicos envolvendo o ESTÔMAGO.Lesões Pré-Cancerosas: Relativo a um processo patológico que tende a tornar-se maligno. (Dorland, 28a ed)Doenças da Vesícula Biliar: Doenças da VESÍCULA BILIAR. Geralmente envolvem diminuição do fluxo da BILE, CÁLCULOS BILIARES no TRATO BILIAR, infecções, neoplasias, ou outras doenças.Fosfotransferases (Aceptor do Grupo Fosfato): Grupo de enzimas que catalisa a transferência de um grupo fosfato para um aceptor de grupo fosfato. EC 2.7.4.Hamartoma: Malformação focal que se assemelha a uma neoplasia, composta de um crescimento exagerado de células maduras e de tecido que ocorrem normalmente na área afetada.Cnidários: Filo de invertebrados radialmente simétricos que se caracterizam por possuírem células urticantes denominadas nematócitos, cujos membros possuem VENENOS DE CNIDÁRIOS. As classes são: ANTHOZOA, CUBOZOA, HYDROZOA e SCYPHOZOA .Reto: Segmento distal do INTESTINO GROSSO, entre o COLO SIGMOIDE e o CANAL ANAL.Seios Paranasais: Extensões preenchidas de ar localizadas nos ossos ao redor da CAVIDADE NASAL. São extensões da cavidade nasal e recobertas pela MUCOSA NASAL ciliada. Cada seio é nominado a partir do osso cranial em que está localizado, como o SEIO ETMOIDAL, o SEIO FRONTAL, o SEIO MAXILAR e o SEIO ESFENOIDAL.Colo Ascendente: O segmento do INTESTINO GROSSO entre o CECO e o COLO TRANSVERSO. Possui trajeto ascendente desde o ceco à superfície caudal do lóbulo direito do FÍGADO onde se dobra pronunciadamente à esquerda, formando a flexura cólica direita.Neoplasias Duodenais: Tumores ou câncer do DUODENO.Mucosa Intestinal: Revestimento dos INTESTINOS, consistindo em um EPITÉLIO interior, uma LÂMINA PRÓPRIA média, e uma MUSCULARIS MUCOSAE exterior. No INTESTINO DELGADO, a mucosa é caracterizada por várias dobras e muitas células absortivas (ENTERÓCITOS) com MICROVILOSIDADES.Neoplasias Intestinais: Tumores ou câncer dos INTESTINOS.Doenças da Laringe: Processos patológicos envolvendo qualquer parte da LARINGE, a qual coordena muitas funções como a produção da voz, respiração, deglutição e tosse.Síndrome de Gardner: Variante da POLIPOSE ADENOMATOSA DO COLO causada por mutação no gene APC (GENES APC) no CROMOSSOMO 5. Caracteriza-se não somente pela presença de múltiplas colônias de poliposes, mas também por PÓLIPOS ADENOMATOSOS no TRATO GASTROINTESINAL SUPERIOR, OLHO, PELE, CRÂNIO, OSSOS FACIAIS, bem como da malignidade em outros órgãos, além do trato GI.Enema: Solução ou composto que são introduzidos no RETO, para limpar o COLO (ou para procedimentos diagnósticos).Doenças do Colo: Processos patológicos na região do COLO do INTESTINO GROSSO.Gastroscopia: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia do interior do estômago.Adenoma Viloso: Adenoma papilar do intestino grosso. É, em geral, um tumor séssil solitário, frequentemente grande, de mucosa colônica e composto de epitélio mucinoso que cobre delicadas projeções vasculares. Costumam ocorrer hipersecreção e alterações malignas. (Stedman, 25a ed)Endoscopia Gastrointestinal: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia do trato gastrointestinal.Interpretação de Imagem Radiográfica Assistida por Computador: Sistemas computadorizados ou informatizados destinados a fornecer interpretação à informação radiográfica.

*  Pólipo no cólon | MedicinaNET
Pólipos adenomatosos são pólipos neoplásicos. Cerca de dois terços de todos os pólipos do cólon são adenomas. Adenomas são ... Pólipos juvenil, pólipos de Peutz Jeghers, síndrome de Cronkhite Canadá, são todos de pólipos hamartomatosos. Os pacientes com ... Pólipos serrilhados são um grupo heterogêneo de pólipos com potencial maligno variável. Eles incluem pólipos hiperplásicos, ... Pólipos hamartomatosos são pólipos que são constituídos por elementos de tecido normalmente encontrados nesse local, mas que ...
  http://medicinanet.com.br/conteudos/casos/6674/polipo_no_colon.htm
*  Pólipo intestinal - Wikipedia
Pólipos com mais de 1 cm são removidos durante a colonoscopia e examinados ao microscópio. Se os pólipos são muito extensos ou ... Inflamatório: Pólipos associados a colite ulcerativa ou doença de Crohn. Embora os pólipos em si raramente sejam cancerosos, ... Os pólipos intestinais geralmente não causam sintomas, mas várias síndromes se associam a pólipos. Sintomas de problemas ... Pequenos pólipos serrilhados no cólon inferior, raramente são malignos. Pólipos serrilhados maiores que 1cm, tipicamente planos ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%B3lipo_intestinal
*  Pólipo - Wikipedia
Os pólipos vivem alojados em uma estrutura calcária que constroem. À medida que morre novos pólipos crescem por cima.Já as ... Reprodução sexuada, os pólipos produzem testículos e ovários na parede lateral dos pólipos, em projeções arredondadas, sendo a ... é composto exclusivamente de pólipos. Os pólipos são muito mais diversos que as medusas, em grande medida por sua capacidade de ... Os pólipos podem formar pequenos brotos que depois se desprendem, caindo no substrato no qual irão se fixar dando origem a um ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%B3lipo
*  Pólipo endometrial - Wikipedia
Pólipos grandes podem ser cortado em seções e removidos em partes. Os pólipos raramente voltam a crescer. Se as células ... Pólipos grandes e múltiplos causam sangrados uterinos anormais (menorragia e/ou metrorragia). Apenas 0,5 por cento dos pólipos ... terapia de reposição hormonal e uma história de pólipos cervicais. Os pólipos endometriais podem ser detectados por ... Os pólipos uterinos são sensíveis ao estrogênio, o que significa que eles crescem em resposta ao estrogênio circulante. Fatores ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%B3lipo_endometrial
*  Bombou no Bem Estar: nódulos e pólipos - Bem Estar - Catálogo de Vídeos
Os lipomas, que são nódulos de gordura, são patologias benignas e são retiradas, geralmente, por questões estéticas. Mas nódulos malignos devem ser investigados.
  http://g1.globo.com/bemestar/videos/t/edicoes/v/especialistas-tiram-duvidas-sobre-nodulos-e-polipos/5725814/
*  Pólipos
Na Ervana Produtos Naturais e Dietéticos Lda, pode encontrar os melhores suplementos alimentares para aumentar a sua saúde e qualidade de vida.. ...
  https://ervana.pt/index.php/pt/doencas/n-3/polipos
*  Pólipos Colorretais
Pólipos grandes (maiores que 1 cm), com displasia de alto grau, lesões múltiplas, tipo histológico (pólipos vilosos têm maior ... Os pólipos diagnosticados devem ser ressecados. Todos os pacientes que tiverem ressecados um ou mais pólipos adenomatosos ... Pólipos adenomatosos são encontrados em cerca de um terço das pessoas com 50 anos ou mais e sua incidência aumenta com a idade ... Pacientes com pólipos adenomatosos de alto risco para malignização ou com antecedentes familiares de neoplasia colorretal podem ...
  http://progastro.blogspot.com/2009/08/titulo-de-informacao-e-prestacao-de.html
*  Pólipos Uterinos
... Os polipos uterinos são tumorações benignas visível na região cervical, geralmente se ... Os pólipos podem se localizar dentro do canal do colo do útero ou na porção externa do colo.. É uma doença benigna sendo baixa ... Pólipos endocervicais são projeções da mucosa do canal do colo do útero podendo levar a sangramento vaginal fora do período da ... Os pólipos localizados na parte externa do colo do útero podem ser diagnosticados nos exames preventivos de rotina, e os ...
  http://taniareginaines.blogspot.com/2009/11/polipos-uterinos.html
*  Pólipos Archives - Combate ao Câncer - Informação é o melhor remédio para a prevenção
Pólipos Informações sobre o Câncer Colorretal (Intestino Grosso). 1 de Março de 2014. 3 de novembro de 2015. Equipe Combate ao ... Câncer Campanhas Alimentação, Ânus, Câncer Colorretal, Cirurgia, Cólon, Intestino grosso, Pólipos, Quimioterapia, Radioterapia ...
  http://www.combateaocancer.com/tag/polipos/
*  Pólipos intestinais: sintomas que você deve conhecer - Melhor Com Saúde
Pode ser que você já tenha ouvido falar dos pólipos intestinais em algum momento, inclusive é possível que você mesma já tenha ... Posso prevenir os pólipos intestinais de alguma forma?. Os pólipos no intestino não podem ser 100% prevenidos. Não há nenhuma ... Quais são os sintomas dos pólipos intestinais?. A maioria dos pólipos no intestino costumam ser assintomáticos, principalmente ... Home » Bons hábitos » Pólipos intestinais: sintomas que você deve conhecer. Pólipos intestinais: sintomas que você deve ...
  https://melhorcomsaude.com/polipos-intestinais-sintomas-que-voce-deve-conhecer/
*  Os sintomas dos pólipos da vesícula biliar | Saúde e fitness
... os pólipos da vesícula biliar sejam considerados inofensivos e não pode mesmo causar qualquer sintoma. No entanto, algumas das ... Eles incluem pólipos de colesterol e lesões polipóides.. *O mais comum entre os diferentes tipos de pólipos benignos da ... Esses pólipos raramente são associados com cálculos biliares.. *A vesícula biliar pode também desenvolver pólipos linfóides que ... Mesmo a vesícula biliar pode desenvolver pólipos. Os pólipos são descritos como tumores ou lesões de tecidos (como tumores de ...
  https://saude-info.info/os-sintomas-dos-polipos-da-vesicula-biliar.html
*  Pólipos Colorretais Curitiba, Paraná - Pólipos Colorretais, Curitiba, Paraná Saúde, Curitiba, Paraná Sintomas, Curitiba,...
Encontre aqui endereços e telefones de hospitais e médicos em Curitiba que podem esclarecer suas dúvidas sobre Pólipos ... Procurando por mais informações sobre Pólipos Colorretais em Curitiba? ... Pólipos intestinais, pólipos - colorretais, pólipos adenomatosos, pólipos hiperplásicos, adenomas vilosos. Causas, incidência e ... A aparência de pacientes com pólipos colorretais é excelente, supondo que os pólipos sejam removidos. Os pólipos que são ...
  http://guialocal.boaspraticas.net/Polipos_Colorretais_Curitiba_Parana-p1726696-Curitiba_PR.html
*  Histeroscopia - Wikipedia
Pólipos. Miomas. Aderências. Espessamento do endométrio. Adenocarcinoma do endométrio. Cavidade uterina visualizada na ... Indicações Cirúrgicas: Retirada de miomas Retirada de pólipos. Retirada de sinéquias (cicatrizes) ou de septos (alteração ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Histeroscopia
*  Cancro do estômago - Wikipedia
Pólipos no estômago; Anemia perniciosa; Sangue tipo A Infecção pelo vírus de Epstein-Barr; Exposição constante a poeira de ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Cancro_do_est%C3%B4mago
*  Fauna da Austrália - Wikipedia
Encontram-se poríferos, como as esponjas marinhas; cnidários como as medusas e os pólipos; ctenóforos, similares a medusas; ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Fauna_da_Austr%C3%A1lia
*  Chaetodon - Wikipedia
Alimentam-se de pólipos de corais e outros invertebrados. São encontradas com mais frequência nos recifes ricos em espécies de ... Seu focinho é curto, a boca estreita e forte, e a alimentação baseada quase só em pólipos de coral, ocasionalmente algas. ... Alimentam-se de pólipos de coral duro principalmente do gênero Acropora. Chaetodon baronessa (Cuvier, 1829) Chaetodon larvatus ... Existem espécies exclusivamente coralívoras, que só alimentam-se dos pólipos de corais ou octocorais, e espécies onívoras. ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Chaetodon
*  Anthomedusae - Wikipedia
Os pólipos, solitários ou formando colónias, não apresentam hidroteca. Família Monobrachiidae Família Paragotoeidae Família ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Anthomedusae
*  Pólipo (medicina) - Wikipedia
Os pólipos são comumente encontrados no cólon, estômago, nariz, orelha, bexiga urinária ou útero. Raramente aparecem pólipos de ... Pólipo laríngeo: pode causar mudança de voz Grande quantidade de pólipos são o principal sintoma de poliposes. Doenças ... genéticas que causam grande número de pólipos: Polipose adenomatosa familiar Síndrome de Peutz-Jeghers Síndrome de Turcot ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%B3lipo_(medicina)
*  Invasão de medusas - Wikipedia
Foi verificado em laboratório que mudanças bruscas no ambiente fazem com que os pólipos de medusas transitem para medusas. A ... A construção de portos, esporões e outras infra-estruturas aquáticas que fornecem um substrato para os pólipos se fixarem. De ... Medusas Pólipos Página dedicada ao documentário no site do NGC. ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Invas%C3%A3o_de_medusas
*  Tumor benigno - Wikipedia
Exemplos comuns de tumores benignos são as verrugas e pólipos. Alguns tumores benignos podem fazer transformação maligna e por ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Tumor_benigno
*  Sinusite - Wikipedia
Pólipos nasais: crescimento de tecido que bloqueia as passagens nasais. A fisiopatologia das sinusites é determinada tanto por ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Sinusite
*  Síndrome de Gardner - Wikipedia
Os incontáveis pólipos no cólon predispõem o desenvolvimento de câncer de cólon. Os pólipos também podem crescer no estômago, ... Síndrome de Gardner é um transtorno genético caracterizado pela presença de pólipos múltiplos no cólon em associação com ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_de_Gardner

Pólipo (medicina): Pólipo é um crescimento anormal de tecido que protubera de uma membrana mucosa. O pólipo pode ser mole, carnoso ou fibroso, geralmente pediculado e piriforme, que se desenvolve nas cavidades revestidas por uma mucosa.Pólipo nasalAdenomaSíndrome de Peutz–JeghersSinusiteHiperplasia: O termo hiperplasia é usado quando se quer mencionar o aumento do número de células num órgão ou num tecido. A hiperplasia ocorre se a população celular for capaz de sintetizar DNA permitindo, assim, que ocorra a mitose.Pi HydraeHydrozoa: Richard C. Brusca, Gary J.Sinal de Murphy: Na medicina, o de Murphy é um sinal médico presente no exame físico de um paciente. É indicativo de colecistite, quando o paciente suspende a inspiração por dor à compressão do rebordo costal direito(local onde se encontra a vesícula biliar)Gorgoniidae: Gorgoniidae é uma família de corais da subordem Holaxonia.Seio paranasal: Seios paranasais são espaços preenchidos de ar localizados no interior dos ossos do crânio e face, que se comunicam com a cavidade nasal.Síndrome de GardnerTécnica de Malone: Técnica de Malone ou Apendicostomia é um procedimento médico-cirúrgico que consiste na exteriorização do apêndice vermicular na parede abdominal (stomia) permitindo a execução de clisteres (ou enemas) anterógrados e grande melhoria da qualidade de vida, em pessoas com obstipação crónica rebelde. Esta técnica tem sido utilizada com excelentes resultados em crianças com distúrbios neurológicos que se acompanham de grave obstipação e incontinência fecal.


  • risco
  • Fatores de risco incluem obesidade, hipertensão arterial, uso de tamoxifeno, terapia de reposição hormonal e uma história de pólipos cervicais. (wikipedia.org)