Nistagmo Patológico: Movimentos involuntários do olho que são divididos em dois tipos: puxão e pendular. O nistagmo tipo puxão tem uma fase lenta em uma direção, seguida de uma fase rápida corretiva na direção oposta e é normalmente causado por disfunção vestibular central ou periférica. O nistagmo pendular caracteriza-se por oscilações de velocidade igual em ambas as direções, sendo esta afecção geralmente associada com perda visual precoce na vida.Nistagmo Congênito: Nistagmo presente no nascimento ou causado por lesões prolongadas no útero ou no momento do nascimento. É normalmente pendular e está associado com ALBINISMO e afecções caracterizadas por perda precoce da visão central. Os padrões de herança podem ser ligados ao cromossomo X, autossômicos dominantes ou recessivos.Nistagmo Fisiológico: Movimentos rítmicos involuntários dos olhos na pessoa normal. Podem ocorrer naturalmente como no nistagmo de posição extrema (end-position) (ponto final, estágio final, ou de desvio) ou [ainda] induzido pelo teste do tímpano (drum) optocinético (NISTAGMO OPTOCINÉTICO), teste calórico, ou uma cadeira giratória.Nistagmo Optocinético: Nistagmo normal produzido ao olhar os objetos em movimento através do campo visual.Eletronistagmografia: Registro do nistagmo, baseado nas alterações no campo elétrico que envolve o olho, produzido pela diferença de potencial entre a córnea e a retina.Eletroculografia: Registro da amplitude média do potencial de repouso, começando entre a córnea e a retina, nas adaptações dos olhos à luz e ao escuridão, à medida que os olhos alternam uma distância padrão para a direita e esquerda. O aumento no potencial com adaptação à luz é usado para avaliar a condição do pigmento retinal do epitélio .Movimentos Oculares: Movimentos oculares voluntários ou controlados por reflexos.Albinismo Ocular: Albinismo afetando o olho, em que o pigmento dos cabelos e pele é normal ou somente levemente diluído. O tipo clássico é o ligado ao -X (Nettleship-Falls), mas uma forma autossômica recessiva também existe. Anormalidades oculares podem incluir pigmentação reduzida da íris, nistagmo, fotofobia, estrabismo e acuidade visual diminuída.Testes Calóricos: Provocação de um nistagmo rotatório pela estimulação de canais semicirculares com água ou ar, acima ou abaixo da temperatura corporal. Na estimulação calórica quente um nistagmo rotatório é desenvolvido em direção ao lado da orelha estimulado; na fria, longe do lado estimulado. A ausência de nistagmo indica que o labirinto não está funcionando.Vertigem: Ilusão de movimento, tanto do mundo externo girando em volta do indivíduo ou do indivíduo girando no espaço. Vertigem pode estar associada com transtornos da ORELHA INTERNA, NERVO VESTIBULAR, TRONCO ENCEFÁLICO ou CÓRTEX CEREBRAL. As lesões no LOBO TEMPORAL e LOBO PARIETAL podem ser associadas com ataques focais que podem apresentar vertigem como manifestação ictal. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp300-1)Neuronite Vestibular: Inflamação idiopática do NERVO VESTIBULAR, caracterizada clinicamente por início agudo ou subagudo de VERTIGEM, NÁUSEA e desequilíbrio. O NERVO COCLEAR é tipicamente poupado e a PERDA DE AUDIÇÃO e ZUMBIDO geralmente não acontecem. Os sintomas geralmente são solucionados num período acima de dias a semanas (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p304).Testes de Função Vestibular: Testes usados para determinar se o cérebro ou a parte do equilíbrio da orelha interna estão causando tontura.Canais Semicirculares: Três canais longos (anterior, posterior e lateral) do labirinto ósseo. Estão posicionados entre si em ângulos retos e situam-se superior e posteriormente ao vestíbulo do labirinto ósseo (LABIRINTO VESTIBULAR). Os canais semicirculares possuem cinco aberturas no vestíbulo com uma destas compartilhadas pelos canais anterior e posterior. Dentro dos canais estão os DUCTOS SEMICIRCULARES.Doenças Genéticas Ligadas ao Cromossomo X: Doenças genéticas ligadas a mutações nos genes do CROMOSSOMO X HUMANO ou no CROMOSSOMO X de outras espécies. Aqui estão incluídos os modelos animais de doenças ligadas ao cromossomo X humanas.Reflexo Vestíbulo-Ocular: Reflexo pelo qual os impulsos são carregados da "cúpula" dos CANAIS SEMICIRCULARES e da MEMBRANA OTOLÍTICA do SÁCULO E UTRÍCULO, via NÚCLEOS VESTUBULARES do TRONCO CEREBRAL e fascículo longitudinal mediano, aos núcleos do NERVO OCULOMOTOR. Este reflexo funciona mantendo uma imagem estável na retina durante a rotação da cabeça, gerando MOVIMENTOS OCULARES compensatórios apropriados.Transtornos da Motilidade Ocular: Transtornos caracterizados por deficiência dos movimentos oculares como manifestação primária da doença. Estas doenças podem dividir-se em transtornos infranucleares, nucleares e supranucleares. As doenças dos músculos oculares ou dos nervos cranianos oculomotores (III, IV, e VI) são consideradas infranucleares. Os transtornos nucleares são causados por doenças dos núcleos oculomotor, troclear ou abducente do TRONCO CEREBRAL. Os transtornos supranucleares são resultantes de disfunção dos sistemas motor e sensorial de ordem superior que controlam os movimentos oculares, incluindo as redes neuronais no CÓRTEX CEREBRAL, GÂNGLIOS DA BASE, CEREBELO e TRONCO CEREBRAL. O torcicolo ocular se refere a um decúbito inclinado da cabeça causado por um desalinhamento ocular. Opsoclono se refere a oscilações rápidas e conjugadas dos olhos em múltiplas direções que podem ocorrer como uma afecção parainfecciosa ou paraneoplásica (ex. SÍNDROME OPSOCLONO-MIOCLONO). (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p240)Estrabismo: Desalinhamento dos eixos visuais dos olhos. No estrabismo concomitante, o grau de desalinhamento ocular não varia de acordo com a direção da tentativa de olhar fixo. No estrabismo não concomitante, o grau de desalinhamento varia dependendo da direção da tentativa de olhar fixo ou de qual olho está fixando o alvo. (Tradução livre do original: Miller, Walsh & Hoyt's Clinical Neuro-Ophthalmology, 4th ed, p641)Vestíbulo do Labirinto: Câmara óssea (oval) da orelha interna, parte do labirinto ósseo. Continua-se anteriormente com a CÓCLEA óssea e posteriormente com os CANAIS SEMICIRCULARES. O vestíbulo contém dois sacos intercomunicantes (utrículo e sáculo) do aparelho de equilíbrio. A janela oval (na parede lateral) é ocupada pela base do ESTRIBO da ORELHA MÉDIA.Doenças Vestibulares: Processos patológicos do VESTÍBULO DO LABIRINTO que contém parte do aparelho do equilíbrio. Os pacientes com doenças vestibulares apresentam instabilidade e correm o risco de frequentes quedas.Acuidade Visual: Clareza ou nitidez da VISÃO OCULAR ou a habilidade dos olhos de enxergar detalhes finos. A acuidade visual depende das funções da RETINA, da transmissão nervosa e da habilidade interpretativa do encéfalo. A acuidade visual normal (humana) é expressa como 20/20, que indica que uma pessoa pode enxergar a 20 pés (aproximadamente 6,1 m) o que normalmente deve ser visto a esta distância. A acuidade visual também pode ser influenciada por brilho, cor e contraste.Albinismo Oculocutâneo: Grupo heterogêneo de transtornos autossômicos recessivos compreendendo no mínimo quatro tipos reconhecidos, todos tendo em comum graus variáveis de hipopigmentação da pele, cabelos e olhos. Os dois tipos mais comuns são o tirosinase-positivo e o tirosinase-negativo.Doenças Cerebelares: Doenças que afetam a estrutura ou função cerebelar. As manifestações cardinais de disfunção cerebelar incluem dismetria, MARCHA ATÁXICA e HIPOTONIA MUSCULAR.Músculos Oculomotores: Músculos que movem os olhos. Fazem parte deste grupo os músculos: reto medial, reto lateral, reto superior, reto inferior, oblíquo inferior, oblíquo superior, orbital e levantador da pálpebra superior.Membrana dos Otólitos: Membrana gelatinosa que reveste as máculas acústicas do SÁCULO e do UTRÍCULO. Contém minúsculas partículas cristalinas (otólitos) de CARBONATO DE CÁLCIO e proteína em sua superfície externa. Em resposta ao movimento da cabeça, os otólitos são deslocados, causando [alteração de pressão] (distorção) nas células ciliadas vestibulares; estas convertem [a distorção para] sinais nervosos ao CÉREBRO que [por sua vez os] interpreta [como alteração no] equilíbrio.Fixação Ocular: Posicionamento e acomodação de olhos que permite trazer a imagem ao lugar na FÓVEA CENTRAL de cada olho.Anormalidade Torcional: Torção ou rotação anormal de uma parte ou membro do corpo em seus eixos.Núcleos Vestibulares: Quatro massas celulares (localizadas no soalho do quarto ventrículo), que dão origem a um sistema sensorial especial bastante difuso. Fazem parte destes núcleos o NÚCLEO VESTIBULAR LATERAL e os núcleos superior, médio e inferior. (Tradução livre do original: Dorland, 28a ed).Doenças do Labirinto: Processos patológicos da orelha interna (LABIRINTO) que contém o aparelho indispensável da audição (CÓCLEA) e equilíbrio (CANAIS SEMICIRCULARES).Esotropia: Forma de desalinhamento ocular caracterizado por uma convergência excessiva dos eixos visuais, resultando em uma aparência de "olho-cruzado". Um exemplo desta afecção ocorre quando a paralisia do músculo reto lateral causa um desvio anormal para dentro de somente um olho na tentativa de olhar fixo.Visão Binocular: Conversão (blending) das imagens separadas, vistas por cada olho, em uma imagem composta.Visão Monocular: Imagens vistas por só um olho.Cabeça: Parte superior do corpo humano, ou a parte da frente ou da parte superior do corpo de um animal, tipicamente separado do resto do corpo por uma pescoço, e que contém o cérebro, a boca, e alguns dos órgãos dos sentidos.Fóvea Central: Área de aproximadamente 1,5 mm de diâmetro, localizada na mácula lútea, onde a retina se adelgaça bastante em virtude do deslocamento oblíquo de todas as camadas da retina com exceção da pigmentar. Inclui as paredes inclinadas da fóvea (clivo) e contém poucos bastonetes em sua periferia. Em seu centro (fovéola) estão os cones mais adaptados à alta acuidade visual, uma vez que cada cone está conectado com apenas uma única célula ganglionar. (Tradução livre do original: Cline et al., Dictionary of Visual Science, 4th ed)Ataxia Cerebelar: Incoordenação de movimentos voluntários que ocorrem como uma manifestação de DOENÇAS CEREBELARES. Entre os sinais característicos estão: tendência dos movimentos dos membros em ultrapassar ou não alcançar um objetivo (dismetria); tremor que ocorre durante a tentativa de realizar movimentos (TREMOR intencional); força e ritmo da adiadococinesia (alternância rápida dos movimentos); e MARCHA ATÁXICA. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p90)Aniridia: Anormalidade congênita em que há somente uma íris rudimentar. Ocorre devido à insuficiência da bolsa óptica em crescer. A aniridia também ocorre em uma forma hereditária, normalmente autossômica dominante.Medições dos Movimentos Oculares: Métodos e procedimentos para registrar os MOVIMENTOS OCULARES.Tontura: Termo impreciso que pode se referir a uma sensação de desorientação espacial, movimento do ambiente ou sensação de cabeça leve.Albinismo: Termo geral utilizado para um número de defeitos hereditários do metabolismo de aminoácidos, em que há deficiência ou ausência de pigmento nos olhos, pele ou cabelos.Testes Visuais: Série de testes usados para avaliar várias funções dos olhos.Movimentos Sacádicos: Deslocamento voluntário abrupto na fixação ocular de um ponto a outro, como acontece na leitura.Biperideno: Antagonista muscarínico que apresenta efeitos sobre o sistema nervoso central e periférico. Foi utilizado no tratamento do parkinsonismo arteriosclerótico, idiopático e pós-encefálico. Foi também utilizado para aliviar os sintomas extrapiramidais induzidos pelos derivados da fenotiazina e reserpina.Nervo Oculomotor: O III nervo craniano. O nervo oculomotor envia fibras motoras para os músculos levantador da pálpebra, reto superior, reto inferior e oblíquo inferior do olho. Envia também fibras eferentes parassimpáticas (via gânglio ciliar) para os músculos controladores da constrição e acomodação da pupila. As fibras motoras se originam nos núcleos oculomotores do mesencéfalo.Movimentos da Cabeça: Movimento voluntário ou involuntária da cabeça, que pode ser dependente (relative) ou independente do [movimento do] corpo; inclui animais e humanos.Convergência Ocular: Deslocamento das linhas de visão para dentro, isto é, uma em direção à outra.Acompanhamento Ocular Uniforme: Movimentos oculares lentos, contínuos e conjugados que ocorrem quando um objeto fixo é deslocado lentamente.Otopatias: Processos patológicos da orelha, audição e sistema de equilíbrio do corpo.Doença de Meniere: Doença da orelha interna (LABIRINTO) caracterizada por PERDA AUDITIVA NEUROSSENSORIAL flutuante, ZUMBIDO e episódios de VERTIGEM, e sonoridade auricular. É a forma mais comum de hidropisia endolinfática.Transtornos da Visão: Compromentimentos da visão que limitam uma ou mais funções básicas do olho: acuidade visual, adaptação ao escuro, visão de cores ou periférica. Podem resultar de OFTALMOPATIAS, DOENÇAS DO NERVO ÓPTICO, doenças das VIAS VISUAIS, doenças do LOBO OCCIPITAL, TRANSTORNOS DA MOTILIDADE OCULAR e outras afecções. (Tradução livre do original: Newell, Ophthalmology: Principles and Concepts, 7th ed, p132)Rotação: Movimento de um objeto em que um ou mais pontos sobre uma linha estão fixos. Também é o movimento de uma partícula sobre um ponto fixo (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed).Litíase: Afecção caracterizada pela formação de CÁLCULOS e concentrações nos órgãos de cavidades ou ductos do corpo. Pode ocorrer mais frequentemente no trato urinário inferior, rins e bexiga urinária.Perfuração da Membrana Timpânica: Abertura persistente ou temporária do tímpano (MEMBRANA TIMPÂNICA). Os sinais clínicos dependem do tamanho, local e associado ao estágio patológico.Hipopigmentação: Afecção causada por deficiência ou perda da pigmentação por melanina na epiderme, também conhecida como hipomelanose. A hipopigmentação pode ser localizada ou generalizada e pode resultar de defeitos genéticos, trauma, inflamação ou infecções.Ácidos CicloexanocarboxílicosÚvula: Extensão carnuda no fundo do pálato mole que fica suspensa acima da abertura da garganta.Mioclonia: Contrações involuntárias semelhantes a choque, irregulares no ritmo e na amplitude, seguidas por relaxamento de um músculo ou grupo de músculos. Esta afecção pode ser uma característica de algumas DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL (ex., EPILEPSIA MIOCLÔNICA). A mioclonia noturna é a principal característica da SÍNDROME DA MIOCLONIA NOTURNA. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp102-3)Defeitos da Visão Cromática: Defeitos da visão cromática são principalmente traços hereditários, mas podem ser secundários a anomalias ontogênicas ou adquiridas nos CONES (RETINA). A gravidade dos defeitos hereditários da visão cromática depende do grau de mutação de genes que codificam as OPSINAS DOS BASTONETES (no CROMOSSOMO X e no CROMOSSOMO 3) que compõem os fotopigmentos sensíveis para vermelho, verde ou azul.Tronco Encefálico: Parte do encéfalo que conecta os hemisférios cerebrais (ver CÉREBRO) à MEDULA ESPINAL. É formado por MESENCÉFALO, PONTE e BULBO.Genes Ligados ao Cromossomo X: Genes que estão localizados no CROMOSSOMO X.Postura: Posição ou atitude do corpo.Processo Mastoide: Parte posterior do osso temporal. É uma projeção do osso petroso.Linhagem: Registro da descendência ou ancestralidade, particularmente de uma característica ou traço especial que identifica cada membro da família, suas relações e seu estado em relação a este traço ou característica.Núcleos Cerebelares: Quatro agrupamentos de neurônios localizados profundamente na SUBSTÂNCIA BRANCA do CEREBELO, compreendendo o núcleo dentado, o núcleo emboliforme, o núcleo globoso e o núcleo do fastígio.Quiasma Óptico: Estrutura em formato de X formada pelo encontro de dois nervos ópticos. No quiasma óptico as fibras da parte medial de cada retina cruzam para projetarem para o outro lado do cérebro, enquanto que as fibras da parte lateral da retina continuam no mesmo lado. Como resultado temos que cada hemisfério cerebral recebe informações sobre o campo visual contralateral de ambos os olhos.Atrofia Óptica: Atrofia do disco óptico (congênita ou adquirida) que indica uma deficiência no número de fibras nervosas, que se iniciam na RETINA e convergem para formar o DISCO ÓPTICO, NERVO ÓPTICO, QUIASMA ÓPTICO e tratos ópticos. São causas comuns desta afecção GLAUCOMA, ISQUEMIA, inflamação, elevação crônica da pressão intracraniana, toxinas, compressão do nervo óptico e hereditariedade. (ver ATROFIAS ÓPTICAS HEREDITÁRIAS).Privação Sensorial: A ausência ou restrição dos estímulos sensoriais externos usuais aos quais o indivíduo responde.Percepção de Profundidade: Percepção tridimensional.Percepção de Movimento: O movimento real ou aparente dos objetos através do campo visual.Síndrome: Complexo sintomático característico.Doenças do Nervo Oculomotor: Doenças do núcleo oculomotor ou de seu núcleo, que resultam em fraqueza ou paralisia dos músculos elevador da pálpebra, oblíquo inferior, reto médio, reto inferior ou reto superior, ou ainda, prejuízo da inervação parassimpática da pupila. Com uma paralisia oculomotora completa, a pálpebra torna-se paralisada, o olho permanece em posição de abdução inferior, e a pupila se torna acentuadamente dilatada. As afecções comumente associadas incluem neoplasias, TRAUMA CRANIOCEREBRAL, isquemia (especialmente em associação com DIABETES MELLITUS) e compressão do aneurisma.

*  Nistagmo - Wikipedia

O nistagmo é dito patológico quando o movimento (fases rápida e lenta) ocorrem mesmo com a cabeça parada. É resultado do ... O nistagmo patológico é um sinal clássico de doenças do labirinto vestibular e suas conexões centrais. Quanto a direção do ... Nem sempre é patológico. O nistagmo pode ser parte do reflexo vestíbulo-ocular, em que os olhos se movem primeiro na direcção ... É o plano dos movimentos e não a direção do olhar que define a direção do nistagmo. A direção do nistagmo é definida pela ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Nistagmo

*  anisocitose, dor nos musculos das pernas , calafrios

Nistagmo Patológico. 1. + +. 499. Neoplasias Abdominais. 1. + +. 500. Síndrome de Meige. 1. + +. ...
lookfordiagnosis.com/results.php?symptoms=anisocitose, dor nos musculos das pernas , calafrios&lang=3&parent=/&mode=F

*  O paciente com tontura - Elliot M. Frohman MD PhD | MedicinaNET

Quando patológico, o nistagmo reflete anormalidades envolvendo os mecanismos que mantêm as imagens na retina. Mecanismos dos ... Nistagmo O nistagmo representa um achado bastante significativo tanto para o desequilíbrio estático como para o dinâmico. A ... Muitos pacientes com nistagmo congênito exibem acuidade visual normal; em uma das formas - o nistagmo latente (oclusão) -, a ... Com frequência, o nistagmo parece ser superficialmente pendular. Entretanto, o nistagmo pendular pode ser uma sequela de AVC ...
medicinanet.com.br/conteudos/acp-medicine/4760/o_paciente_com_tontura_–_elliot_m_frohman_md_phd.htm

*  SEMIOLOGIA NEUROLÓGICA ( CONTINUAÇÃO ) - ppt carregar

DESVIO DO OLHAR ACIMA DE 40 GRAUS PODE PRODUZIR NISTAGMO QUE NÃO TEM VALOR PATOLÓGICO.) O NISTAGMO SACÁDICO TEM 2 FASES: LENTA ... O NISTAGMO " BATE" PARA O LADO SÃO. NISTAGMO : VERTICAL, HORIZONTAL, MULTIDIRECIONAL NISTAGMO ESPONTÂNEO E POSICIONAL ... NERVO VESTIBULAR : EQUILÍBRIO ESTÁTICO E DINÂMICO VERTIGEM : OBJETIVA E SUBJETIVA NISTAGMO : MOVIMENTO RÍTMICO E INVOLUNTÁRIO ... E RÁPIDA, A FASE LENTA OCORRE PARA O LADO LESADO E A RÁPIDA SE AFASTARÁ DESSE LADO. O SENTIDO DO NISTAGMO É DO COMPONENTE ...
slideplayer.com.br/slide/298851/

*  Acromatopsia - Wikipedia

Nistagmo-Este termo é utilizado de formas variadas para descrever tanto as condições normais e patológicos relacionados ao ... por sua atividade fotofóbica e/ou seu nistagmo. O nistagmo torna-se menos perceptível com a idade, mas outros sintomas da ... No contexto atual, é uma condição patológica que envolve um movimento descontrolado oscilatório dos olhos durante o qual a ... Nistagmo Anomalias de funcionamento da íris Um sexto sintoma associado a acromatopsia/discromatopsia é raramente relatado. ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Acromatopsia

*  Do nistagmo per e pós-rotatório nas síndromes do sistema nervoso central

Nistagmo patológico Eletronistagmografia Movimentos oculares Nystagmus, pathologic Electronystagmography Eye movements Idioma ... Do nistagmo per e pós-rotatório nas síndromes do sistema nervoso central. Autor Prandini, Mirto Nelso ... Do nistagmo per e pós-rotatório nas síndromes do sistema nervoso central. Entrar ...
repositorio.unifesp.br/handle/11600/13888

*  Aspectos qualitativos do nistagmo per-rotatorio em sindrome do sistema nervoso central: estudo vecto-eletronistagmografico

Nistagmo Patológico Eletronistagmografia Idioma Português. Data de publicação 1981. Publicado em São Paulo: [s.n.], 1981. 27 p ... Aspectos qualitativos do nistagmo per-rotatorio em sindrome do sistema nervoso central: estudo vecto-eletronistagmografico. ... Aspectos qualitativos do nistagmo per-rotatorio em sindrome do sistema nervoso central: estudo vecto-eletronistagmografico. ...
repositorio.unifesp.br/handle/11600/14445

*  Esclerose múltipla - Wikipedia

Para além da desmielinização, a outra característica patológica da doença é a reação inflamatória. Descrita de um ponto de ... nistagmo, na sequência de uma neurite óptica. Fadiga, dor aguda ou crónica e dificuldades miccionais e do peristaltismo ... Através da revisão de relatórios anteriores e das suas próprias observações clínicas e patológicas, Charcot designou a doença " ... "esclerose em placas". Os três sinais de EM, conhecidos hoje em dia como tríade de Charcot, são o nistagmo, tremor intencional e ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Esclerose_múltipla

*  Etanol - Wikipedia

Em pessoas saudáveis que utilizam o álcool moderadamente, a maioria dos efeitos patológicos pode ser revertido. Porém, quando ... nistagmo, irritabilidade e dificuldade de concentração, e é classificada pela CID-10 (intoxicação aguda). Se a pessoa atingir ... No fígado, o excesso de etanol conduz a três diferentes desordens patológicas: fígado gorduroso (esteatose hepática), hepatite ... sinais de intoxicação com quantidade de álcool menor o diagnóstico é dado como intoxicação patológico. Dependendo da dose ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Etanol

*  Cogitare Fisioterapia: Correlações Anatomoclínicas da Ponte

Choro e Riso: pequenas lesões na parte basilar da ponte podem levar ao choro patológico, e, mais raramente, ao riso; ... paralisia da adução ipsilateral e nistagmo do contralateral na adução); ...
cogitarefisioterapia.blogspot.com/2011/08/correlacoes-anatomoclinicas-da-ponte.html

*  IAMSPE - Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público - SP

Nistagmo-etiologia e clínica. Nistagmo cirurgia. D.V.D. Síndromes 'A' e 'V', duane e variações. S. Brown e S. Möbius. ... Anatomia Patológica), Biologista (Macroscopia - Anatomia Patológica), Cirurgião-Dentista (Cirurgia Buco Maxilo Facial), ... Anatomia Patológica). HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL. CAPITAL - SÃO PAULO. 1.601,96. 30. Nível superior Graduação em ... Anatomia Patológica). HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL. CAPITAL - SÃO PAULO. 1.601,96. 30. Nível Superior Graduação em ...
https://pciconcursos.com.br/concurso/iamspe-instituto-de-assistencia-medica-ao-servidor-publico-sp-63-vagas

*  Anamnese (saúde) - Wikipedia

História médica pregressa ou História patológica pregressa (HMP ou HPP): Adquire-se informações sobre toda a história médica do ... nictalopia moscas-volantes epífora diplopia hemianopsia metamorfopsia hiperemia conjuntival xeroftalmia amaurose nistagmo ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Anamnese_(saúde)

*  MEDICINA: Setembro 2009

O pânico patológico começa geralmente na adolescência tardia ou cedo na idade adulta.. Sintomas e diagnóstico. Os sintomas de ... Pelo contrário, apenas a autêntica vertigem se faz acompanhar de um sintoma particular denominado nistagmo, que consiste num ... De modo geral, as pessoas recuperam dos ataques de pânico sem tratamento; alguns desenvolvem um pânico patológico. A ... As pessoas respondem melhor ao tratamento quando compreendem que o pânico patológico implica processos tanto biológicos como ...
guineveremedicina.blogspot.com/2009_09_01_archive.html

*  GEDR: Insônia familiar fatal, IFF

A localização bem definida das mudanças patológicas na FFI permitidas mais precisas correlações clínico-patológicas do que ... nistagmo e ataxia são mais comuns com o genótipo MV. Aqueles com o genótipo homozigoto MM teve duração de doença ... Estudos patológicas dos cérebros de o paciente e uma das suas irmãs mostrou degeneração neuronal grave, com astrocitose ... 1986) , alterações patológicas foram distinguidos daqueles observados sob a forma talâmico da doença de Creutzfeldt-Jakob, em ...
estudandoraras.blogspot.com/2012/07/insonia-familiar-fatal-iff.html

*  Lília Campos: ZUMBIDO, VERTIGENS E DESORDENS TEMPOROMANDIBULARES

O sinal mais objetivo desta alteração é o nistagmo, ou seja, uma oscilação espasmódica e involuntária do globo ocular. ... patológicos que acometem estas regiões. ...
liliacamposmartins.blogspot.com/2011/06/zumbido-vertigens-e-desordens.html

*  Glomerulonefrite membranoproliferativa | dos Sintomas ao Diagnóstico e Tratamento | MedicinaNET

Uma grande heterogeneidade de processos patológicos pode apresentar essas alterações, assim a GNMP não é considerada uma doença ... nistagmo, diplopia, ataxia e outras. ...
medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/6800/glomerulonefrite_membranoproliferativa.htm

*  PROTOCOLO VITÓRIA DA VIDA Prefeitura Municipal de Vitória. ATENÇÃO À SAÚDe DA CRIANÇA - PDF

Os seguintes achados devem ser valorizados como possivelmente patológicos: episódios de tremores espontâneos; episódios de ... nistagmo, estrabismo, microcefalia, iridociclite, alterações do líquor céfalo raquidiano; CASOS DESCARTADOS Recém-nascidos com ... sem sinais ou sintomas clínicos patológicos, com icterícia leve ou moderada, com níveis de bilirrubinas menores que mg/dl, com ...
docplayer.com.br/2112168-Protocolo-vitoria-da-vida-2009-prefeitura-municipal-de-vitoria-atencao-a-saude-da-crianca.html

*  Diário de um Desabafo: Alcoolismo

O comportamento de repetição obedece a dois mecanismos básicos não patológicos: o reforço positivo e o reforço negativo. O ... A SWK é caracterizada por descoordenação motora, movimentos oculares rítmicos como se estivesse lendo (nistagmo) e paralisia de ... Nas síndromes alcoólicas pode-se encontrar quase todas as patologias psiquiátricas: estados de euforia patológica, depressões, ... nistagmo (ficar com olhos oscilando no plano horizontal como se estivesse lendo muito rápido), prejuízos na memória e na ...
euseiquepossovencer.blogspot.com/2009/10/alcoolismo.html

NistagmoEletronistagmografia: Eletronistagmografia (ENG) é um exame diagnóstico usado para gravar os movimentos involuntários do olho causados por uma condição conhecida como nistagmo. Também pode ser usado para diagnosticar a causa de vertigem, tontura ou transtorno do equilíbrio.Albinismo ocular: Albinismo ocular é uma forma de albinismo que se manifesta no olho. Trata-se de uma alteração genética caracterizada pela baixa ou ausente síntese de melanina Albinismo ocular.Vertigo (Marvel Comics): Vertigo é uma nativa da Terra Selvagem, que obteve poderes sobre-humanos pela engenharia genética. Seus poderes lhe permitem torturar mentalmente uma pessoa e até mesmo a fazendo ficar inconsciente.Aparelho vestibular: O sistema ou aparelho vestibular (também conhecido como orgão gravitoceptor) é o conjunto de órgãos do ouvido interno dos vertebrados responsáveis pela manutenção do equilíbrio. No homem, é formado pelos três canais semicirculares que se juntam numa região central chamado o vestíbulo (daí o seu nome), que apresenta ainda duas excrescências chamadas sáculo e utrículo.Paralisia do olhar conjugadoEstrabismo: Nota: "Vesgo" redireciona para esse artigo, para o repórter do Pânico na TV, veja Repórter VesgoAlbinismoGlutamato descarboxilaseMúsculo reto inferior: O músculo reto inferior é um músculo extraocular. Tem como função o abaixamento do eixo lateral, adução e rotação externa do bulbo do olho.Otólito: Otólitos são concreções de carbonato de cálcio presentes dentro de câmaras no aparelho vestibular do ouvido interno dos vertebrados e que têm a função de controlar a posição do corpo do animal, ou seja, manter o equilíbrio posturalAfonso Dias, M. "Idade e Crescimento.Barra de torção: Barra de amarração ou torção, stress-bar ou Barra Estabilizadora é um elemento metálico que interliga as torres de uma suspensão, a fim de reduzir a movimentação do chassi provocada pelas solicitações em curvas fortes. O objetivo é manter inalterada a geometria da suspensão, com ganho em estabilidade.Visão binocular: Visão binocular é a visão na qual ambos os olhos são usados em conjunto. A palavra binóculo vem de duas raízes latinas, "bini" para duplo, e "óculos" de olho.Mácula lútea: A mácula ou macula lútea (do latim macula, "ponto" + lútea, "amarelo") é um ponto ovalado de cor amarela junto ao centro da retina do olho humano. Tem um diâmetro de cerca 1,5 mm.Dismetria: Dismetria é o erro ao apontar (ausência de noção temporal e espacial). Comum em diversas doenças neurológicas com dano ao Sistema Nervoso.Aniridia: A aniridia é uma doença rara, que consiste na falta congênita da íris do olho. Pode afetar um só olho, mas é mais frequente que afete os dois.Giromancia: Giromancia (do latim medieval, gyromantia, que por sua vez é derivado do grego gyros (círculo) e manteia (oráculo)http://www.etymonline.Beta Arietis: Beta Arietis (β Ari / β Arietis) é uma estrela da constelação de Aries. Tem também como nomes tradicionais Sharatan, Sheratan ou Sheratim.GabapentinaÚvula: A úvula é um apêndice cônico do véu palatino, situado na parte posterior da boca. Na linguagem coloquial ou vulgar dá-se à úvula nomes tais quais campainha, váula, goela ou sininho, dada sua semelhança.Mioclonia: O termo Mioclonia descreve um sintoma e geralmente não constitui um diagnóstico de uma doença, referindo-se a contrações repentinas, incontroláveis e involuntárias de um músculo ou grupo de músculos. Os puxões mioclônicos geralmente resultam de contrações musculares repentinas chamadas mioclonia positiva ou de um relaxamento muscular chamado mioclonia negativa.Monocromacia: Monocromacia ocorre quando há apenas percepção de luminosidade na visão dos animais. São as células bastonetes as responsáveis por esta percepção, que permite variações diferentes da cor cinza.CID-10 Capítulo VIII: Doenças do ouvido e da apófise mastoide: A Décima Revisão da Classificação Internacional de Doenças e de Problemas Relacionados a Saúde (CID-10) é a última de uma série que se iniciou em 1893 como a Classificação de Bertillon ou Lista Internacional de Causas de Morte. Ainda que o título tenha sido alterado visando tornar mais claro o conteúdo e a finalidade, bem como refletir a extensão progressiva da abrangência da classificação além de doenças e lesões, permanece mantida a familiar abreviatura CID.Probando: Probando é um termo usado em genética médica e noutros campos da medicina para designar um indivíduo particular (pessoa ou animal) que estiver sendo estudado ou reportado na literatura científica. Quando uma doença genética é diagnosticada pela primeira vez numa determinada família, o indivíduo diagnosticado é o probando (caso índice).Estereopsia


pode


  • O nistagmo pode ser parte do reflexo vestíbulo-ocular, em que os olhos se movem primeiro na direcção do lado lesionado (fase lenta) seguida por uma rápida correção (fase rápida) para o lado oposto. (wikipedia.org)
  • O movimento do nistagmo pode ser em um ou mais planos (horizontal, vertical ou rotatório). (wikipedia.org)
  • CJD normalmente se apresenta com demência, ataxia, mioclonias e outros movimentos anormais, no entanto, há considerável sobreposição clínica e patológica entre FFI e CJD, e alguns indivíduos com D178N e met129 pode se apresentar com um fenótipo sugestivos de CJD. (blogspot.com)
  • Uma grande heterogeneidade de processos patológicos pode apresentar essas alterações, assim a GNMP não é considerada uma doença específica. (medicinanet.com.br)

olhos


  • Nistagmo são oscilações repetidas e involuntárias rítmicas de um ou ambos os olhos em algumas ou todas as posições de mirada, podendo ser originarias de labirintites, maculopatias ou catarata congênita, albinismo, e outras causas neurológicas. (wikipedia.org)
  • Quanto a direção do movimento dos olhos no nistagmo patológico: Uma irritação do labirinto da orelha esquerda produz sinais que lembram os produzidos quando a cabeça é rodada para a esquerda. (wikipedia.org)
  • No contexto atual, é uma condição patológica que envolve um movimento descontrolado oscilatório dos olhos durante o qual a amplitude de oscilação é bastante perceptível e a frequência da oscilação tende a ser bastante baixa. (wikipedia.org)

paciente


  • História médica pregressa ou História patológica pregressa (HMP ou HPP): Adquire-se informações sobre toda a história médica do paciente, mesmo das condições que não estejam relacionadas com a doença atual. (wikipedia.org)
  • Estudos patológicas dos cérebros de o paciente e uma das suas irmãs mostrou degeneração neuronal grave, com astrocitose reactiva limitado aos núcleos anterior e dorsomedial talâmica e sem espongiose ou alterações vasculares ou inflamatórias. (blogspot.com)

movimento


  • O nistagmo é dito patológico quando o movimento (fases rápida e lenta) ocorrem mesmo com a cabeça parada. (wikipedia.org)

sistema


  • Nistagmo-Este termo é utilizado de formas variadas para descrever tanto as condições normais e patológicos relacionados ao sistema oculomotor. (wikipedia.org)