Glândulas Sudoríparas: Estruturas, inseridas na DERME, que produzem suor. Cada glândula é constituída por um tubo simples, um corpo espiralado e um ducto superficial.Neoplasias das Glândulas SudoríparasSuor: Líquido excretado pelas GLÂNDULAS SUDORÍPARAS. Composto por água que contém cloreto de sódio, fosfato, ureia, amônia e outros resíduos.Neoplasias das Glândulas Salivares: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS SALIVARES.Neoplasias das Glândulas SebáceasNeoplasias das Glândulas Anais: Tumores ou câncer da glândula anal.Glândulas Écrinas: Glândulas sudoríparas simples que secretam suor diretamente na PELE.Glândulas PerianaisNeoplasias da Glândula Sublingual: Neoplasias das GLÂNDULAS SUBLINGUAIS.Adenoma Pleomorfo: Tumor benigno de crescimento lento da glândula salivar, que ocorre sob a forma de um pequeno nódulo firme indolor, usualmente na glândula parótida, mas também encontrado em qualquer glândula salivar principal ou acessória em qualquer localização na cavidade oral. É visto mais frequentemente em mulheres na quinta década de vida. Histologicamente, o tumor apresenta uma variedade de células: células cuboides, colunares e escamosas, apresentando todas as formas de crescimento epitelial. (Dorland, 28a ed)Neoplasias Parotídeas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS PARÓTIDAS.Carcinoma Mucoepidermoide: Tumor de alto ou baixo grau de malignidade. Os de baixo grau crescem lentamente, aparecem em qualquer grupo etário e são curados prontamente por excisão. Os de alto grau comportam-se agressivamente, infiltrando extensamente a glândula salivar e produzindo metástases em gânglios linfáticos e à distância. Carcinomas mucoepidermoides são responsáveis por 21 por cento dos tumores malignos da glândula parótida e 10 por cento da glândula sublingual. São os tumores malignos mais comuns da parótida. (Tradução livre do original: DeVita Jr et al., Cancer: Principles & Practice of Oncology, 3d ed, p575; Holland et al., Cancer Medicine, 3d ed, p1240)Adenoma de Glândula Sudorípara: Neoplasia benigna derivada de células epiteliais de glândulas sudoríparas.Sudorese: Processo de secreção exógena das GLÂNDULAS SUDORÍPARAS, que inclui o suor aquoso das GLÂNDULAS ÉCRINAS e o complexo de líquidos viscosos das GLÂNDULAS APÓCRINAS.Neoplasias Palatinas: Tumores ou câncer do PALATO, incluindo os palatos duro e mole e ÚVULA.Cloropreno: Tóxico, possivelmente carcinogênico, monômero de neopreno, uma borracha sintética. Causa danos a pele, pulmões, SNC, rins, fígado, células sanguíneas e fetos. Sinônimo: 2-clorobutadieno.Carcinoma Adenoide Cístico: Carcinoma caracterizado por faixas ou cilindros de estroma hialinizado ou mucinoso separando ou rodeadas por ninhos de cordões de pequenas células epiteliais. Ele aparece em um ou mais de três padrões: cribriforme, sólido e tubular; a localização usual é nas glândulas salivares, mas tumores histologicamente semelhantes aparecem em outras localizações. Maligno e invasivo, mas de crescimento lento, ele se alastra infiltrando a corrente sanguínea e espaços perineurais. (Dorland, 28a ed)Mioepitelioma: Geralmente um tumor benigno formado predominantemente por células mioepiteliais.Adenolinfoma: Tumor benigno caracterizado histologicamente pelo epitélio colunar alto dentro do estroma de um tecido linfoide. É normalmente encontrado nas glândulas salivares, especialmente na parótida.Doenças das Glândulas Sudoríparas: Doenças das GLÂNDULAS SUDORÍPARAS.Glândulas Apócrinas: Glândulas sudoríparas especializadas, grandes e ramificadas, que esvaziam seu conteúdo na porção superior do FOLÍCULO PILOSO, ao invés de diretamente na PELE.Neoplasias da Glândula SubmandibularGlândulas Salivares Menores: Glândulas salivares acessórias localizadas no lábio, bochecha, língua, assoalho da boca, palato e na região intramaxilar.Ectodisplasinas: Proteínas transmembrana pertencentes à superfamília do fator de necrose tumoral que desempenham um papel essencial no desenvolvimento normal de diversos órgãos provenientes do ectoderma. As várias isoformas das ectodisplasinas são devidas ao PROCESSAMENTO ALTERNATIVO do MRNA da proteína. As isoformas ectodisplasina A1 e a ectodisplasina A2 são consideradas biologicamente ativas e cada uma se liga a distintos RECEPTORES DA ECTODISPLASINA. Mutações genéticas que acarretam perda da função da ectodisplasina leva à DISPLASIA ECTODÉRMICA ANIDRÓTICA TIPO 1.Glândulas Salivares: Glândulas que secretam SALIVA na boca. Há três pares de glândulas salivares (GLÂNDULA PARÓTIDA, GLÂNDULA SUBLINGUAL e a GLÂNDULA SUBMANDIBULAR).Neoplasias das Glândulas Endócrinas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS ENDÓCRINAS.Glândulas Exócrinas: Glândulas de secreção externa que liberam suas secreções nas cavidades corpóreas, órgãos ou superfícies por meio de um duto.Glândulas Sebáceas: Órgãos formados por pequenas bolsas, localizados na DERME. Cada glândula apresenta um único ducto que emerge de um grupo de alvéolos ovais. Cada alvéolo é constituído por uma membrana basal transparente, encerrando células epiteliais. Os ductos da maior parte das glândulas sebáceas se abrem nos folículos pilosos, porém alguns se abrem na superfície da PELE. Glândulas sebáceas secretam SEBO.Displasia Ectodérmica: Grupo de transtornos hereditários envolvendo os tecidos e estruturas derivadas da ectoderme embriogênica. São caracterizados pela presença de anormalidades no nascimento e envolvimento tanto da epiderme, como dos apêndices cutâneos. Geralmente são não progressivos e difusos. Existem várias formas, incluindo displasias hidróticas e não hidróticas, HIPOPLASIA DÉRMICA FOCAL e aplasia cutânea congênita.Imuno-Histoquímica: Localização histoquímica de substâncias imunorreativas utilizando anticorpos marcados como reagentes.Glândulas Mamárias Animais: Glândulas mamárias em MAMÍFEROS não humanos.Glândula Submandibular: Uma de duas glândulas salivares no pescoço, localizada no espaço limitado pelos dois ventres do músculo digástrico e o ângulo da mandíbula. Libera seu conteúdo por meio do ducto submandibular. As unidades secretoras são predominantemente serosas, embora ocorram poucos alvéolos mucosos, alguns com semilúnios serosos. (Stedman, 25a ed)Receptores da Ectodisplasina: Membros da família de receptor TNF específicos para a ECTODISPLASINA. Há pelo menos dois subtipos de receptor para a ectodisplasina sendo específico para cada isoforma. A sinalização através de receptores da ectodisplasina desempenha um papel essencial no desenvolvimento ectodérmico normal. Os defeitos genéticos que resultam em perda da função do receptor da ectodisplasina acarreta a DISPLASIA ECTODÉRMICA.Neoplasias de Anexos e de Apêndices Cutâneos: Neoplasias compostas de tecido glandular sebáceo ou sudoríparo ou tecido de outros apêndices da pele. O conceito não se refere às neoplasias localizadas nas glândulas sebáceas ou sudoríparas ou em outros apêndices da pele.Hipo-Hidrose: Perspiração ausente ou anormalmente diminuída. Ambas as formas generalizada e segmentada (sudorese reduzida ou ausente em localizações circunscritas) da doença estão normalmente associadas com outras afecções subjacentes.Carcinoma de Apêndice Cutâneo: Tumor maligno dos apêndices da pele, os quais incluem os pelos, unhas, glândulas sebáceas, glândulas sudoríparas, e glândulas mamárias. (Dorland, 28a ed)Pilocarpina: Agonista muscarínico hidrolisado lentamente, sem efeitos nicotínicos. A pilocarpina é usada como miótico (que causa miose, i. é, contração da pupila) e no tratamento do glaucoma.Glândula Parótida: O maior dos três pares de GLÂNDULAS SALIVARES, que ficam do lado da FACE, imediatamente abaixo e em frente à ORELHA.Hiperidrose: Sudorese excessiva. No tipo localizado, os sítios mais frequentes são as palmas, solas, axilas, pregas inguinais e a área perineal. Acredita-se que a causa principal seja emocional. A hiperidrose generalizada pode ser induzida por um ambiente úmido, quente, por febre ou por exercício vigoroso.Siringoma: Tumor benigno das glândulas sudoríparas que é normalmente múltiplo e resulta da malformação dos ductos de suor. É raro, porém mais comum em mulheres do que em homens. Aparece mais facilmente na adolescência e lesões subsequentes podem se desenvolver durante a vida adulta. Não parece ser hereditário. (Tradução livre do original: Rook et al., Textbook of Dermatology, 4th ed, pp2407-8)Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.Reepitelização: Reconstituição do EPITÉLIO erodido ou lesado por proliferação e migração de CÉLULAS EPITELIAIS abaixo ou adjacentes ao local danificado.Proteínas Vesiculares de Transporte de Acetilcolina: Proteínas vesiculares transportadoras de aminas que transportam o neurotransmissor ACETILCOLINA em pequenas VESÍCULAS SECRETÓRIAS. As proteínas desta família contêm 12 domínios transmembranais e trocam os PRÓTONS vesiculares pela acetilcolina citoplasmática.Glândula Sublingual: Glândula salivar em cada lado da boca, sob a LÍNGUA.Neoplasias Pancreáticas: Tumores ou câncer do PÂNCREAS. Dependendo dos tipos de CÉLULAS das ILHOTAS PANCREÁTICAS presentes nos tumores, vários hormônios podem ser secretados: GLUCAGON das CÉLULAS PANCREÁTICAS ALFA, INSULINA das CÉLULAS PANCREÁTICAS BETA e SOMATOSTATINA das CÉLULAS SECRETORAS DE SOMATOSTATINA. A maioria é maligna, exceto os tumores produtores de insulina (INSULINOMA).Fibrose Cística: Doença genética, autossômica e recessiva das GLÂNDULAS EXÓCRINAS. Causadora por mutações no gene que codifica o REGULADOR DE CONDUTÂNCIA TRANSMEMBRANA EM FIBROSE CÍSTICA, expresso em vários órgãos, inclusive PULMÃO, PÂNCREAS, Sistema Biliar e GLÂNDULAS SUDORÍPARAS. A fibrose cística é caracterizada por disfunção secretória epitelial associada com obstrução ductal, resultando em OBSTRUÇÃO DAS VIAS RESPIRATÓRIAS, INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS crônicas, Insuficiência Pancreática, má digestão, depleção de sal e EXAUSTÃO POR CALOR.Aquaporina 5: Aquaporina 5 é um canal específico para a água, expressada principalmente no EPITÉLIO alveolar, traqueal e brônquios superiores. Desempenha um importante papel na manutenção da HOMEOSTASIA da água nos PULMÕES e pode também regular a liberação de SALIVA e LÁGRIMAS das GLÂNDULAS SALIVARES e glândula lacrimal.Injeções Intradérmicas: Introdução através da pele, de medicação líquida, nutrientes ou outros fluidos através de uma agulha, que perfura a camada superior da pele.Dibenzilcloretamina: Antagonista alfa-adrenérgico.Compostos de Metacolina: Um grupo de compostos que são derivados da beta-metilacetilcolina (metacolina).Epiderme: Camada externa (não vascularizada) da pele. É composta (de dentro para fora) por cinco camadas de EPITÉLIO: camadas (estratos) basal, espinhosa, granulosa, lúcida e córnea (da epiderme).Receptor Edar: Subtipo de receptor da ectodisplasina específico para a ECTODISPLASINA 1. Sinaliza por uma proteína adaptadora de sinalização específica, a PROTEÍNA DE DOMÍNIO DE MORTE ASSOCIADA A EDAR. A perda da função do receptor edar está associada com a displasia ectodérmica anidrótica autossômica recessiva e a DISPLASIA ECTODÉRMICA ANIDRÓTICA TIPO 3.Glândula de Harder: Glândula sebácea que, em alguns animais, atua como um acessório para a glândula lacrimal. A glândula de Harder excreta um fluido que facilita os movimentos da terceira pálpebra.Glândulas Suprarrenais: Par de glândulas localizadas no polo cranial de cada RIM. Cada glândula adrenal é composta por dois tecidos endócrinos distintos (de origem embrionária diferente); o CÓRTEX ADRENAL produz ESTEROIDES e a MEDULA ADRENAL produz NEUROTRANSMISSORES.Proteína de Domínio de Morte Associada a Edar: Fator associado com o receptor do fator de necrose tumoral que age como uma proteína adaptadora de sinalização específica para o RECEPTOR EDAR e desempenha um papel importante no desenvolvimento ectodérmico. Se liga ao receptor edar pelo domínio de morte da região C-terminal e aos outros fatores associados ao receptor TNF pelo domínio N-terminal. A perda da função do domínio de morte da proteína associada com o edar está relacionada com a Displasia Anidrótica Ectodérmica Autossômica Recessiva.Naftilvinilpiridina: Cloridrato de 4(1-naftilvinil)piridina. Inibidor da colinesterase. Sinônimo: YuB 25.Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Regulação da Temperatura Corporal: Os processos de aquecimento e resfriamento que um organismo utiliza para controlar sua temperatura.: Extremidade distal da perna dos vertebrados que consiste do tarso (TORNOZELO), do METATARSO, das falanges e dos tecidos moles que envolvem estes ossos.Porocarcinoma Écrino: Neoplasia maligna rara das glândulas sudoríparas. Desenvolve-se, mais frequentemente, como forma de progressão degenerativa do POROMA ÉCRINO benigno.Neoplasias das Glândulas Suprarrenais: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS SUPRARRENAIS.Fenômenos Fisiológicos da Pele: Funções da pele no corpo humano e no do animal. Inclui a pigmentação da pele.Displasia Ectodérmica Anidrótica Tipo 1: Displasia ectodérmica ligada ao cromossomo X que resulta das mutações dos genes codificados ECTODISPLASINAS.Cicatriz Hipertrófica: Cicatriz elevada, semelhante a um QUELOIDE, mas que não se alastra para tecidos subjacentes. É formada pela ampliação e supercrescimento de tecido cicatricial e regride espontaneamente.Neoplasias Císticas, Mucinosas e Serosas: Neoplasias contendo formações semelhantes a cistos ou produzindo mucina ou soro.Neoplasias Cutâneas: Tumores ou câncer da PELE.Fibras Adrenérgicas: Fibras nervosas que liberam catecolaminas em sinapses após um impulso.Agonistas Muscarínicos: Drogas que se ligam a receptores colinérgicos muscarínicos ativando-os (RECEPTORES MUSCARÍNICOS). Agonistas muscarínicos são os mais frequentemente usados quando se deseja aumentar o tônus da musculatura lisa, especialmente no trato gastrointestinal, na bexiga urinária e no olho. Também podem ser usados para diminuir o ritmo cardíaco.Queratinas: Classe de proteínas fibrosas ou escleroproteínas que representa o principal constituinte da EPIDERME, CABELO, UNHAS, tecido córneo, e matriz orgânica do ESMALTE dentário. Dois principais grupos conformacionais foram caracterizados: a alfa-queratina, cuja estrutura peptídica forma uma alfa-hélice espiralada consistindo em QUERATINA TIPO I, uma QUERATINA TIPO II e a beta-queratina, cuja estrutura forma um zigue-zague ou estrutura em folhas dobradas. As alfa-queratinas são classificadas em pelo menos 20 subtipos. Além disso, foram encontradas várias isoformas dos subtipos que pode ser devido à DUPLICAÇÃO GÊNICA.

*  fotos de cancer de vulva

Neoplasias das Glândulas Sudoríparas. 3. + +. 17. Neoplasias dos Genitais Femininos. 3. + +. 18. Siringoma. 3. + +. ... Segunda Neoplasia Primária. 1. + +. Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o ...
lookfordiagnosis.com/results.php?symptoms=fotos de cancer de vulva&lang=3&parent=/&mode=F

*  Anais Brasileiros de Dermatologia - Hamartoma angiomatoso écrino: relato de caso e estudo clinicopatológico e ultra-sonográfico

O hamartoma angiomatoso écrino é neoplasia benigna rara, caracterizada pela proliferação hamartomatosa das glândulas ... sudoríparas écrinas e dos pequenos vasos sangüíneos. Descrevem-se as características clinicopatológicas e ultra-sonográficas de ...
anaisdedermatologia.org.br/detalhe-artigo/54/Hamartoma-angiomatoso-ecrino--relato-de-caso-e-estudo-clinicopatologico-e-ultra-sonografico

*  Dermatologia Geriátrica | dos Sintomas ao Diagnóstico e Tratamento | MedicinaNET

As glândulas sudoríparas diminuem em número e função em graus variáveis, levando à redução na resposta espontânea de sudorese ... Neoplasias benignas (queratose seborreica, acrocórdons, hemangioma rubi, hiperplasia sebácea) e neoplasias malignas (carcinoma ... produção de sebo, ? número e função das glândulas sudoríparas, ? rede vascular perianexial ... Neoplasias Cutâneas Malignas. O câncer de pele é comum no idoso; contudo, as lesões surgem principalmente na pele com dano ...
medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/1748/dermatologia_geriatrica.htm

*  Cisto dermoide - causas, sintomas e tratamento - InfoEscola

... bem como glândulas sudoríparas e, em certos casos, pelos, sebo, sangue, gordura, ossos, dentes, unhas, cartilagem e tecido ... Podem ocasionar torção do órgão, infecção, ruptura e até evoluir p/ neoplasias. ...
infoescola.com/doencas/cisto-dermoide/

*  Pele - Wikipedia

As glândulas sudoríparas secretam líquido aquoso cuja evaporação diminui a temperatura superficial do corpo. A presença de ... Tumores da pele - outras neoplasias comuns da pele, como nevos (pontos negros - benigno) e carcinomas epidermoides ou ... Há ainda vários órgãos anexos, como folículos pilosos, glândulas sudoríparas e sebáceas; ou penas, escamas e cascos. A pele é ... glândulas sudoríparas e sebáceas), que tem por principais funções a proteção dos tecidos subjacentes, regulação da temperatura ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Pele

*  Adverse cutaneous reactions to epidermal growth factor receptor inhibitors: a study of 14 patients

O EGFR é largamente expresso na pele, particularmente nos corneócitos da camada basal, glândulas sudoríparas e folículos ... por neoplasia pulmonar (10) ou colorrectal (4). Retrospectivamente foi avaliado o padrão clínico evolutivo de reacção cutânea, ... 4-7 Nalgumas neoplasias ocorre uma sobre-expressão e/ou desregulação do receptor, desencadeando-se uma série de eventos ...
scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962011000300010&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

*  ESPECIALISTAS ALERTAM PARA USO SEGURO DE DESODORANTES

Além disso, somente na adolescência as glândulas sudoríparas apócrinas começam a funcionar, sendo estas as responsáveis pelo ... neoplasias, etc., ao passo que, nas situações sem causa definida, que são muito comuns, mesmo na infância, há opções de ... pois estes fazem a obstrução dos ductos das glândulas sudoríparas. Uma dica no verão é fazer compressas com chá preto, pois ... quando o sistema nervoso estimula as glândulas sudoríparas écrinas. A hiperidrose incomoda até nos dias frios, mas é no calor ...
longidade.blogspot.com/2014/11/especialistas-alertam-para-uso-seguro.html

*  Apostila de parasitologia, 2011

... apresentam ação principal em bactérias Gram As glândulas sudoríparas, aoproduzirem lisozimas (muramidase), apresentam ação ... P.e.Schistosoma haematobium e neoplasia de bexiga.Obs.: Quando temos uma resposta do organismo do hospedeiro ao parasitismo, ... ou em glândulas sebáceas.Os componentes mais numerosos são representados pelo Staphylococcus epidermidis e ...
https://pt.slideshare.net/vandersonmafra/apostila-de-parasitologia-2011

*  Tumor de pele - Wikipedia

Carcinoma sebáceo: raro câncer de glândulas sebáceas. Espiradenoma ecrino: raro câncer de glândulas sudoríparas. Carcinoma ... Tumores de pele, neoplasias cutâneas ou neoplasias dermatológicas são crescimentos anormais das células da pele que podem ser ... Antigamente conhecido como "cisto sebáceo", era um termo equivocado porque as glândulas sebáceas não são componentes desses ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Tumor_de_pele

*  A PELE NA PESSOA IDOSA | Journal of Aging and Innovation

... glândulas sebáceas, glândulas sudoríparas, impaired immune response, indução de metaloproteinases da matriz, integridade ... É a neoplasia epitelial mais frequente, cerca de 65% do total. É muito frequente na raça branca, e raro na negra. Surge com ... As glândulas sudoríparas tornam-se menores e menos ativas (ERSSER et al 2009), resultando numa pele mais seca. Também, as ... a diminuição da produção das glândulas sudoríparas e sebáceas contribuem para que a pele da pessoa idosa assemelhe-se a uma ...
journalofagingandinnovation.org/volume2-edicao1-janeiro2013/a-pele-na-pessoa-idosa/

*  Arquivo Especialidades - INGOH - Instituto Goiano de Oncologia e HematologiaINGOH - Instituto Goiano de Oncologia e Hematologia

A Endocrinologia é o ramo da Medicina que cuida das alterações das glândulas endócrinas. Glândulas são órgãos que produzem ... A Oncologia ou Cancerologia é a especialidade médica que estuda as neoplasias (câncer ou tumores malignos), a forma como essas ... Além disso, estuda seus anexos (ex.: cabelos, pêlos, unhas, glândula sudoríparas e sebáceas), mucosas (ex: boca e genitais) e ... A Oncologia ou Cancerologia é a especialidade médica que estuda as neoplasias (câncer ou tumores malignos), a forma como essas ...
https://ingoh.com.br/especialidades/

*  Sistema endócrino pablo - Portugues

Aumenta o transporte de sódio/potássio nas glândulas sudoríparas e nas glândulas salivares.  Aumenta a absorção de Na+ no ... neoplasia da tireóide, excesso da secreção de TSH, T3 e T4 exógenos.  Tratamento: Propiltiouracil que inibe a tireoperoxidase ... Glandulas Supra-Renais Glândulas Supra Renais A glândula supra renal se localiza na região retro peritoneal. É vascularizada ... n) Ação sobre outras glândulas endócrinas  Aumenta a secreção de várias outras glândulas endócrinas, e consequentemente o ...
https://pt.slideshare.net/vagnerpiresreis/sistema-endcrino-pablo

*  Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na...

b) A pele palmar apresenta uma camada córnea bem desenvolvida, com número elevado de glândulas sudoríparas. c) A pele palmar ... NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL E NOMENCLATURA DAS NEOPLASIAS NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL E NOMENCLATURA DAS NEOPLASIAS ... TUMORES DE GLÂNDULAS SALIVARES Dr. Marcio R. Studart da Fonseca Cirurgia de Cabeça e Pescoço-HUWC/UFC Sistema Salivar 3 pares ... Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS: As mamas (ou seios) são glândulas e sua função principal é a produção de leite. Elas são ...
docplayer.com.br/8206085-Assine-e-coloque-seu-numero-de-inscricao-no-quadro-abaixo-preencha-com-tracos-firmes-o-espaco-reservado-a-cada-opcao-na-folha-de-resposta.html

*  Doenças Frequentes da Vulva | dos Sintomas ao Diagnóstico e Tratamento | MedicinaNET

O monte púbico e os grandes lábios contêm tecido gorduroso, glândulas sebáceas e apócrinas, glândulas sudoríparas e vasos ... NIV E NEOPLASIA. Neoplasia Intraepitelial Vulvar (NIV). A aparência da NIV é extremamente variável. Podem ocorrer lesões ... Os pequenos lábios são ricos em glândulas sebáceas, poucas glândulas sudoríparas e nenhum folículo piloso. O epitélio do ... Glândulas apócrina e écrinas: hidroadenoma, seringoma. Localização cutânea. Hidroadenoma com umbilicação central 1 a 2 cm. ...
medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/1583/doencas_frequentes_da_vulva.htm

*  A Pele - Dermatologia.netDermatologia.net

... glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas. A abertura dos folículos pilossebáceos (pêlo + glândula sebácea) e das glândulas ... gordura localizada herpes infecção bacteriana inflamação laser lesões vasculares mancha escura melanoma micose neoplasia nevo ... As glândulas sudoríparas produzem o suor e têm grande importância na regulação da temperatura corporal. São de dois tipos: as ... Os folículos pilossebáceos e glândulas sudoríparas, originadas na epiderme, também localizam-se na derme. ...
dermatologia.net/a-pele/

*  life

As glândulas sudoríparas e sebáceas diminuem sua atividade, resultando em pele seca e áspera, mais sujeita às infecções e mais ... É possível que a atrofia gástrica, a metaplasia e a neoplasia gástrica estejam relacionados ao H. pylorii e não esteja presente ...
https://karinanutricao2.wordpress.com/tag/life/

*  GEDR: McCune-Albright SÍNDROME - MAS

"Oncogene GSP" O termo tem sido atribuído a essas mutações, devido à sua associação com determinadas neoplasias. Collins et al. ... As glândulas paratireóides e doenças ósseas metabólicas: Estudos selecionados Baltimore: Williams e Wilkins (pub.) 1948.. ... Majzoub e Scully (1993) descreveram um menino de 6 anos de idade que teve sudoríparas apócrinas, acne facial, estágio Tanner 2 ... Em casos específicos, tem sido demonstrado que a síndrome de Cushing é devido à mudança do multinodular nas glândulas supra- ...
estudandoraras.blogspot.com/2012/06/mccune-albright-sindrome-mas.html

*  Pesquisa de informação médica (Epiderme • FAQ)

Glândulas Sudoríparas. *Embrião não Mamífero. *Raízes de Plantas. *Casco e Garras. *Epitélio ...
https://lookformedical.com/faq.php?lang=3&q=Epiderme&from=24

*  TERAPIAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES: Março 2015

Glândulas sudoríparas. podem atrofiar e sofrer queratinização. As alterações do suor podem alterar os cheiros do corpo, para ... Como vemos, existem inúmeras manifestações dessa neoplasia. Caso as reconheça, procure imediatamente seu médico.. Nunca é ... Pode haver salivação excessiva e aumento das glândulas salivares. Podem aparecer dermatites parecidas com queimaduras de pele, ...
relaxaromas.blogspot.com.br/2015/03/

*  Pesquisa de informação médica (Carcinoma Ductal de Mama • Web)

Tradução livre do original: Genes Dev 2000;14(11):1400-6)Glândulas Apócrinas: Glândulas sudoríparas especializadas, grandes e ... Neoplasias das Glândulas Salivares: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS SALIVARES.Tomografia Computadorizada por Raios X: ... As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.Carcinoma: Neoplasia maligna ... crescimento ou progressão de NEOPLASIAS. Algumas proteínas de neoplasias são antígenos de tumores (ANTÍGENOS DE NEOPLASIAS), ou ...
lookformedical.com/search.php?q=Carcinoma Ductal de Mama&lang=3&src=web

*  Pesquisa de informação médica (Tumor do Corpo Carotídeo • Web)

... ausência da secreção de suor causas pode ser causada pode baixa atividade do sistema nervoso simpático as glândulas sudoríparas ... Neoplasias de Cabeça e Pescoço: Tumores de tecido mole ou câncer que surge nas superfícies da mucosa dos LÁBIOS, cavidade oral ... Podem surgir em outros lugares como NARIZ e SEIOS PARANASAIS, GLÂNDULAS SALIVARES, GLÂNDULA TIREOIDE, GLÂNDULAS PARATIREOIDES, ... Neoplasias de cabe a e pesco o, Desigualdades em sa de, Fatores socioecon micos ABSTRACT This study sought to describe the main ...
lookformedical.com/search.php?q=Tumor do Corpo Carotídeo&lang=3&src=web

Hematidrose: A Hematidrose é um fenômeno raríssimo apenas uma fraqueza física excepcional onde o corpo inteiro dói, acompanhada de um abatimento moral violento causada por uma profunda emoção, por um grande medo. Apenas um ato destes pode causar o rompimento das finíssimas veias capilares que estão sob as glândulas sudoríparas onde o suor anexa-se ao sangue formando a hematidrose.Teste do suor: O teste de suor é um procedimento que é usado na medicina, a fim de diagnosticar a fibrose cística, doença genética com significativas consequências para a saúde. Os pacientes com esta doença tem uma concentração de cloreto de sódio no suor mais elevada do que as pessoas saudáveis, com base neste fato, o exame é realizado com o intuito de demonstrar a existência da doença em pacientes com sintomas sugestivos, geralmente crianças com repetidas infecções respiratórias ou sinais de desnutrição.Marcador tumoral: Marcador tumoral é uma substância encontrada no sangue, urina ou tecidos biológicos que numa concentração superior a um determinado nível pode indicar a existência de um câncer. .CloroprenoGlândula apócrina: Glândulas apócrinas são compostas de uma parte secrecional espiralada localizada na junção da derme e da gordura subcutânea, a partir da qual uma parte reta insere e secreta na parte infundibular do folículo capilar James, William; Berger, Timothy; Elston, Dirk (2005) Andrews' diseases of the skin: clinical dermatology (10th ed.).Bombardier Challenger 300Aplasia da cútis congênita: Aplasia da cútis congênita (ACC), é uma rara doença congênita, que caracteriza-se por formação incompleta da pele.Essa ausência pode estar localizada em qualquer parte do corpo, mas é mais comumente localizada na linha média da região das fontanelas, ao longo do seio sagital superior.Glândula submandibularAnidroseHiperidrosePancreatoblastomaQueratinócito: Queratinócitos ou ceratinócitos são células diferenciadas do tecido epitelial (pele) e invaginações da epiderme para a derme (como os cabelos e unhas) de animais terrestres responsáveis pela síntese da queratina.Cicatriz hipertrófica: A cicatriz hipertrófica, nada mais é que uma cicatriz elevada em relação ao tecido original, que em muito se parece com uma doença genética conhecida como quelóide.Essa elevação em relação ao restante do tecido é um excesso de produção de colágeno pelos Fibroblastos.Queratina: Queratina (do grego kéras que significa chifre) ou ceratina é uma proteína sintetizada por muitos animais para formar diversas estruturas do corpo.


unhas


  • A pele (cútis ou tez), em anatomia, é o órgão integrante do sistema tegumentar (junto ao cabelo e pelos, unhas, glândulas sudoríparas e sebáceas), que tem por principais funções a proteção dos tecidos subjacentes, regulação da temperatura somática, reserva de nutrientes e ainda conter terminações nervosas sensitivas. (wikipedia.org)
  • unhas, pêlos, glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas. (dermatologia.net)

sebo


  • As glândulas sebáceas produzem a oleosidade ou o sebo da pele. (dermatologia.net)

vasos


  • O hamartoma angiomatoso écrino é neoplasia benigna rara, caracterizada pela proliferação hamartomatosa das glândulas sudoríparas écrinas e dos pequenos vasos sangüíneos. (anaisdedermatologia.org.br)
  • O monte púbico e os grandes lábios contêm tecido gorduroso, glândulas sebáceas e apócrinas, glândulas sudoríparas e vasos sanguíneos que podem formar varicosidades. (medicinanet.com.br)

Tumor


  • 4-7 Nalgumas neoplasias ocorre uma sobre-expressão e/ou desregulação do receptor, desencadeando-se uma série de eventos intracelulares incluindo proliferação celular, bloqueio da apoptose, invasão, metastatização e neovascularização induzida pelo tumor - as marcas da carcinogénese. (scielo.br)

pequenos


  • Os pequenos lábios são ricos em glândulas sebáceas, poucas glândulas sudoríparas e nenhum folículo piloso. (medicinanet.com.br)

sangue


  • O organismo possui dois tipos de glândulas, as endócrinas (que secretam hormônios no sangue) e as exócrinas (que secretam substâncias em cavidades internas ou no exterior do corpo). (ingoh.com.br)
  • 2. Endócrino: Liberados por glândulas ou células especializadas no sangue circulante e agem em células-alvo em outro lugar do corpo. (slideshare.net)

Tumores


  • Tumores de pele, neoplasias cutâneas ou neoplasias dermatológicas são crescimentos anormais das células da pele que podem ser benignos (inofensivos), pré-malignos (podem se tornar malignos) ou malignos (câncer de pele). (wikipedia.org)
  • A Oncologia ou Cancerologia é a especialidade médica que estuda as neoplasias (câncer ou tumores malignos), a forma como essas doenças se desenvolvem, buscando seu tratamento. (ingoh.com.br)

suor


  • Antitranspirantes são os produtos que tentam diminuir a quantidade do suor inibindo a produção ou dificultando a eliminação pelas glândulas sudoríparas. (blogspot.com)
  • Além disso, somente na adolescência as glândulas sudoríparas apócrinas começam a funcionar, sendo estas as responsáveis pelo suor. (blogspot.com)
  • As glândulas sudoríparas produzem o suor e têm grande importância na regulação da temperatura corporal. (dermatologia.net)

produzem


  • Glândulas são órgãos que produzem substâncias que vão auxiliar em várias funções do organismo. (ingoh.com.br)

pele


  • A abertura dos folículos pilossebáceos (pêlo + glândula sebácea) e das glândulas sudoríparas na pele formam os orifícios conhecidos como poros. (dermatologia.net)

derme


  • Os folículos pilossebáceos e glândulas sudoríparas, originadas na epiderme, também localizam-se na derme. (dermatologia.net)

Cistos


  • Antigamente conhecido como "cisto sebáceo", era um termo equivocado porque as glândulas sebáceas não são componentes desses cistos. (wikipedia.org)