Neoplasias Hepáticas: Tumores ou câncer do FÍGADO.Neoplasias Hepáticas Experimentais: Tumores induzidos experimentalmente no FÍGADO.Carcinógenos: Substâncias que aumentam (em seres humanos e animais) o risco para [apresentar] NEOPLASIAS. Entre elas estão tanto as substâncias químicas genotóxicas (que afetam diretamente o DNA) como as substâncias químicas não genotóxicas (que induzem as neoplasias por outro mecanismo).Carcinoma Hepatocelular: Neoplasia maligna primária de células hepáticas epiteliais. Abrange desde o tumor bem diferenciado com CÉLULAS EPITELIAIS, indistinguíveis dos HEPATÓCITOS normais até a neoplasia pouco diferenciada. As células podem ser uniformes, marcadamente pleomórficas, ou ainda, podem formar CÉLULAS GIGANTES. Vários esquemas classificatórios têm sido propostos.Ratos Endogâmicos F344Hepatopatias: Processos patológicos do FÍGADO.Transplante de Fígado: Transferência de uma parte do fígado ou do fígado inteiro, de um ser humano ou animal a outro.Fígado: Grande órgão glandular lobulado no abdomen de vertebrados responsável pela desintoxicação, metabolismo, síntese e armazenamento de várias substâncias.Cirrose Hepática: A doença hepática na qual a microcirculação normal, a anatomia vascular no geral, e a arquitetura hepática têm sido destruídas e alteradas de modo variado por septos fibrosos ao redor de nódulos parenquimatosos regenerados ou em regeneração.Microssomos Hepáticos: Vesículas fechadas formadas por retículo endoplasmático fragmentado quando as células ou tecido do fígado são rompidos por homogeneização. Estas vesículas podem ser lisas ou rugosas.Regeneração Hepática: Reparo ou renovação do tecido hepático.Fígado Gorduroso: Infiltração lipídica das células parenquimatosas hepáticas, resultando em um fígado de coloração amarelada. O acúmulo anormal de lipídeos, normalmente é sob forma de TRIGLICERÍDEOS, como uma única gota grande ou múltiplas gotículas. O fígado gorduroso é causado por um desequilíbrio no metabolismo de ÁCIDOS GRAXOS.Neoplasias Pancreáticas: Tumores ou câncer do PÂNCREAS. Dependendo dos tipos de CÉLULAS das ILHOTAS PANCREÁTICAS presentes nos tumores, vários hormônios podem ser secretados: GLUCAGON das CÉLULAS PANCREÁTICAS ALFA, INSULINA das CÉLULAS PANCREÁTICAS BETA e SOMATOSTATINA das CÉLULAS SECRETORAS DE SOMATOSTATINA. A maioria é maligna, exceto os tumores produtores de insulina (INSULINOMA).Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Testes de Função Hepática: Testes sanguíneos usados para avaliar o quão bem o fígado de um paciente está trabalhando e também para ajudar a diagnosticar doenças hepáticas.Mitocôndrias Hepáticas: Mitocôndrias localizadas em hepatócitos. Como em todas as mitocôndrias, existe uma membrana interna e uma externa, criando conjuntamente dois compartimentos mitocondriais separados: o espaço da matriz interna e um espaço intermembranar muito mais estreito. Na mitocôndria hepática, aproximadamente 67 por cento das proteínas totais da mitocôndria localizam-se na matriz. (Tradução livre do original: Alberts et al., Molecular Biology of the Cell, 2d ed, p343-4)Doença Hepática Induzida por Drogas: Variação de doenças hepáticas clínicas que vão desde anormalidades bioquímicas brandas até FALÊNCIA HEPÁTICA AGUDA, causada por medicamentos (ou drogas), metabólitos de medicamentos (ou drogas) e compostos químicos do ambiente.Neoplasias Císticas, Mucinosas e Serosas: Neoplasias contendo formações semelhantes a cistos ou produzindo mucina ou soro.Extratos Hepáticos: Extratos não caracterizados de tecido hepático contendo fatores específicos com atividades específicas; uma fração termoestável solúvel de fígado de mamífero é usada no tratamento da anemia perniciosa.Circulação Hepática: Circulação de SANGUE através do FÍGADO.Neoplasias Cutâneas: Tumores ou câncer da PELE.Falência Hepática Aguda: Forma de FALÊNCIA HEPÁTICA de início rápido, também conhecida como falência hepática fulminante, causada por uma lesão hepática grave ou perda massiva de HEPATÓCITOS. Caracteriza-se por desenvolvimento súbito de disfunção hepática e ICTERÍCIA. A falência hepática aguda pode progredir para uma disfunção cerebral e até para o coma hepático dependendo da etiologia que inclui ISQUEMIA hepática, toxicidade aos medicamentos, infiltração maligna e hepatite viral, como HEPATITE B e HEPATITE C pós-transfusão.Neoplasias Primárias Múltiplas: Dois ou mais crescimentos anormais de tecido que ocorrem simultaneamente e de origens supostamente separadas. As neoplasias podem ser histologicamente as mesmas ou diferentes e podem ser encontradas no mesmo local ou em locais diferentes.Abscesso Hepático: Acúmulo solitário ou múltiplo de PUS no fígado como resultado de infecção por bactéria, protozoário ou outros agentes.Hepatopatias Alcoólicas: Doenças hepáticas associadas com ALCOOLISMO. Geralmente se refere à coexistência de duas ou mais subentidades, i. é, FÍGADO GORDUROSO ALCOÓLICO, HEPATITE ALCOÓLICA e CIRROSE HEPÁTICA ALCOÓLICA.Neoplasias Renais: Tumores ou câncer do RIM.Hepatectomia: Excisão de todo (h. total) ou parte (h. parcial ou subtotal) do fígado. (Dorland, 28a ed)Segunda Neoplasia Primária: Crescimentos anormais de tecido que se seguem a uma neoplasia prévia mas não são metástases desta. A segunda neoplasia pode ter o mesmo tipo histológico ou diferente e pode ocorrer nos mesmos ou em diferentes órgãos que a neoplasia prévia, mas em todos os casos origina-se de um evento oncogênico independente. O desenvolvimento da segunda neoplasia pode ou não ser relacionada com o tratamento da neoplasia prévia uma vez que o risco genético ou fatores predisponentes podem ser na realidade a causa.Hepatócitos: O principal componente estrutural do FÍGADO. São CÉLULAS EPITELIAIS especializadas, organizadas em pratos interconectados chamadas lóbulos.Imuno-Histoquímica: Localização histoquímica de substâncias imunorreativas utilizando anticorpos marcados como reagentes.Adenocarcinoma Mucinoso: Adenocarcinoma que produz mucina em quantidades significativas. (Dorland, 28a ed)Neoplasias da Glândula Tireoide: Tumores ou câncer da GLÂNDULA TIREOIDE.Transtornos Mieloproliferativos: Afecções que causam proliferação de tecido hematopoeticamente ativo ou de tecido que tem potencial hematopoético embrionário. Todos os transtornos envolvem desregulação de CÉLULAS PROGENITORAS MIELOIDES multipotentes, mais frequentemente causada por uma mutação na PROTEÍNA TIROSINA QUINASE JAK2.Cirrose Hepática Experimental: Transtornos crônicos induzidos experimentalmente nas células parenquimáticas do fígado para encontrar um modelo para CIRROSE HEPÁTICA.Neoplasias Pulmonares: Tumores ou câncer do PULMÃO.DNA de Neoplasias: DNA presente em tecidos neoplásicos.Cirrose Hepática Alcoólica: FIBROSE do parênquima hepático devido ao excesso crônico de CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS.Cistadenoma: Neoplasia histologicamente benigna, derivada do epitélio glandular, no qual se formam acúmulos císticos de secreções retidas. Em alguns casos, consideráveis porções da neoplasia, ou até mesmo toda a massa, podem ser císticas. (Stedman, 25a ed)Neoplasias Experimentais: Crescimento anormal de TECIDOS em animais, induzidos experimentalmente para estabelecer um modelo de estudo das neoplasias humanas.Neoplasias Parotídeas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS PARÓTIDAS.Fígado Artificial: Dispositivos para simular as atividades do fígado. Eles geralmente consistem de um híbrido entre materiais biológicos e artificiais.Glicogênio Hepático: Glicogênio armazenado no fígado. (Dorland, 28a ed)Neoplasias de Tecido Conjuntivo e de Tecidos Moles: Neoplasias que se desenvolvem a partir de alguma estrutura dos tecidos conjuntivo e subcutâneo. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em tecidos moles ou do conjuntivo.Neoplasias de Plasmócitos: Neoplasias associadas com proliferação de um clone único de CÉLULAS PLASMÁTICAS e caracterizadas pela secreção das PARAPROTEÍNAS.Neoplasias do Apêndice: Tumores ou câncer do APÊNDICE.Alanina Transaminase: Enzima que catalisa a conversão de L-alanina e 2-oxoglutarato a piruvato e L-glutamato. EC 2.6.1.2.Neoplasias Ovarianas: Tumores ou câncer de OVÁRIO. Estas neoplasias podem ser benignas ou malignas. São classificadas de acordo com o tecido de origem, como EPITÉLIO superficial, células endócrinas do estroma e CÉLULAS GERMINATIVAS totipotentes.Cistadenoma Mucinoso: Tumor multilocular com epitélio secretor de mucina. É mais encontrado no ovário, mas também pode ser encontrado no pâncreas, apêndice e, raramente, no retroperitônio e bexiga urinária. Considera-se que tenha baixo grau de potencial para malignidade.Neoplasias Gastrointestinais: Tumores ou câncer do TRATO GASTROINTESTINAL, desde a BOCA até o CANAL ANAL.Neoplasias das Glândulas Endócrinas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS ENDÓCRINAS.Doença Hepática Terminal: Estágio final de uma doença no fígado quando ocorre a irreversibilidade da falência hepática e a necessidade de um TRANSPLANTE DE FÍGADO.Ratos Endogâmicos: Indivíduos geneticamente idênticos desenvolvidos de cruzamentos entre animais da mesma ninhada que vêm ocorrendo por vinte ou mais gerações ou por cruzamento entre progenitores e ninhada, com algumas restrições. Também inclui animais com longa história de procriação em colônia fechada.Neoplasias dos Ductos Biliares: Tumores ou câncer dos DUCTOS BILIARES.Carcinoma Ductal Pancreático: Carcinoma que se origina dos DUCTOS PANCREÁTICOS. É responsável pela maioria dos cânceres derivados do PÂNCREAS.Neoplasias de Tecido Vascular: Neoplasias compostas de tecido vascular. Esse conceito não se refere às neoplasias localizadas nos vasos sanguíneos.Neoplasias Oculares: Tumores ou câncer do OLHO.Proteínas de Neoplasias: Proteínas cuja expressão anormal (ganho ou perda) está associada com o desenvolvimento, crescimento ou progressão de NEOPLASIAS. Algumas proteínas de neoplasias são antígenos de tumores (ANTÍGENOS DE NEOPLASIAS), ou seja, induzem uma reação imunológica ao seu tumor. Muitas proteínas de neoplasia foram caracterizadas e são utilizadas como BIOMARCADORES TUMORAIS, quando são detectáveis nas células e nos líquidos do corpo como monitores da presença ou crescimento de tumores. A expressão anormal das PROTEÍNAS ONCOGÊNICAS está envolvida na transformação neoplásica, enquanto a perda de expressão das PROTEÍNAS SUPRESSORAS DE TUMOR está envolvida com a perda do controle do crescimento e progressão da neoplasia.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Neoplasias Nasais: Tumores ou câncer do NARIZ.Neoplasias Induzidas por Radiação: Tumores, câncer ou outras neoplasias produzidas por exposição a radiações ionizante ou não ionizante.Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Neoplasias das Glândulas Salivares: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS SALIVARES.Adenoma: Tumor epitelial benigno com organização glandular.Estadiamento de Neoplasias: Métodos que tentam expressar em termos replicáveis a extensão de neoplasias no paciente.Adenocarcinoma Papilar: Adenocarcinoma contendo prolongamentos digitiformes de tecido conjuntivo vascular coberto por epitélio neoplásico, projetando-se nos cistos ou na cavidade de glândulas ou folículos; ocorre mais frequentemente no ovário e na glândula tireoide. (Stedman, 25a ed)Neoplasias Colorretais: Tumores ou câncer do cólon, ou do RETO ou ambos. Entre os fatores de risco para o câncer colorretal estão colite ulcerativa crônica, polipose familiar do cólon, exposição a ASBESTO e irradiação do COLO DO ÚTERO.Carcinoma Papilar: Neoplasia maligna caracterizada por formação de numerosas projeções irregulares digitiformes e estroma fibroso coberto com uma camada superficial de células epiteliais neoplásicas. (Stedman, 25a ed)RNA Mensageiro: Sequências de RNA que servem como modelo para a síntese proteica. RNAm bacterianos são geralmente transcritos primários pelo fato de não requererem processamento pós-transcricional. O RNAm eucariótico é sintetizado no núcleo e necessita ser transportado para o citoplasma para a tradução. A maior parte dos RNAm eucarióticos têm uma sequência de ácido poliadenílico na extremidade 3', denominada de cauda poli(A). Não se conhece com certeza a função dessa cauda, mas ela pode desempenhar um papel na exportação de RNAm maduro a partir do núcleo, tanto quanto em auxiliar na estabilização de algumas moléculas de RNAm retardando a sua degradação no citoplasma.Neoplasias de Tecido Muscular: Neoplasias compostas de tecido muscular: esquelético, cardíaco ou liso. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em músculos.Neoplasias Epiteliais e Glandulares: Neoplasias compostas por tecido glandular, um agregado de células epiteliais que elaboram secreções, e por qualquer tipo de epitélio por si mesmo. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em várias glândulas ou no tecido epitelial.Neoplasias Intestinais: Tumores ou câncer dos INTESTINOS.Neoplasias Testiculares: Tumores ou câncer do TESTÍCULO. Tumores de células germinativas (GERMINOMA) do testículo constituem 95 por cento de todas as neoplasias testiculares.Neoplasias do Colo: Tumores ou câncer do COLO.Linfoma: Termo genérico para várias doenças neoplásicas do tecido linfoide.Cistadenocarcinoma Mucinoso: Tumor maligno cístico ou semissólido ocorrendo mais frequentemente no ovário. Raramente é sólido. Este tumor pode se desenvolver a partir de um cistadenoma mucinoso ou pode ser maligno desde o início. Os cistos são revestidos com células epiteliais colunares altas; em outros, o epitélio consiste de muitas camadas de células que perderam inteiramente as estruturas normais. Nos tumores mais indiferenciados, podem-se ver lâminas e ninhos de células tumorais que têm pouquíssima semelhança com a estrutura parental.Neoplasias de Tecidos Moles: Neoplasias de qualquer tipo celular ou de origem, que ocorre no arcabouço do tecido conjuntivo extraesquelético do corpo incluindo os órgãos de locomoção e suas várias estruturas componentes, tais como, nervos, vasos sanguíneos, linfáticos, etc.Adenoma de Células Hepáticas: Tumor epitelial benigno do FÍGADO.Neoplasias Hematológicas: Neoplasias localizadas no sangue ou em tecidos formadores de sangue (a medula óssea e o tecido linfático). As formas mais comuns são os vários tipos de LEUCEMIA, de LINFOMA e das formas potencialmente fatais e progressivas das SÍNDROMES MIELODISPLÁSICAS.Neoplasias Vasculares: Neoplasias localizadas no sistema vascular, como ARTÉRIAS e VEIAS. São diferenciadas das NEOPLASIAS DE TECIDO VASCULAR, como ANGIOFIBROMA ou HEMANGIOMA.Neoplasias Uterinas: Tumores ou câncer do ÚTERO.

*  cisto de conteudo espesso ou nodulo solido medindo 0,9cm

Neoplasias Hepáticas. 1. + +. 49. Complicações Pós-Operatórias. 1. + +. 50. Transposição dos Grandes Vasos. 1. + +. ...
lookfordiagnosis.com/results.php?symptoms=cisto de conteudo espesso ou nodulo solido medindo 0,9cm&lang=3&parent=/&mode=F

*  Repositório do Centro Hospitalar de Lisboa Central, EPE: Sarcoma Indiferenciado do Fígado no Adulto

Neoplasias Hepáticas. Sarcoma. Diagnóstico. HSJ ANPAT. Data: 1992. Editora: Centro Editor e Livreiro da Ordem dos Médicos. ... cardíacas e com recidiva local hepática. Salienta-se a contribuição dos exames complementares de diagnóstico, com especial ...
repositorio.chlc.min-saude.pt/handle/10400.17/1341

*  dilatação das veias frontais cerebro, dor lobo frontal, queimação nuca

Neoplasias Hepáticas. 2. + +. 130. Discinesias. 2. + +. 131. Varizes Esofágicas e Gástricas. 2. + +. ...
lookfordiagnosis.com/results.php?symptoms=dilatação das veias frontais cerebro, dor lobo frontal, queimação nuca&lang=3&parent=/&mode=F

*  anisocitose, dor nos musculos das pernas , calafrios

Neoplasias Hepáticas. 1. + +. 511. Distúrbios Somatosensoriais. 1. + +. 512. Paraparesia Espástica. 1. + +. 513. Alcoolismo. 1 ... Neoplasias Nasais. 1. + +. Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de ...
lookfordiagnosis.com/results.php?symptoms=anisocitose, dor nos musculos das pernas , calafrios&lang=3&parent=/&mode=F

*  Carcinoma de células escamosas da hipofaringe em mulher jovem com anemia de Fanconi

... e as neoplasias hepáticas, cerebrais e renais.5 As neoplasias manifestam-se em geral por volta dos 16 anos, não sendo incomum, ... Os pacientes possuem um risco aumentado de desenvolver neoplasias, que se acentua com o aumento da expectativa de vida.4 O tipo ... Em razão de características inerentes à síndrome em questão, o tratamento de tais neoplasias é particularmente difícil. Relata- ... Por outro lado, aqueles que desenvolvem neoplasias malignas, além de não serem bons candidatos ao tratamento cirúrgico, são ...
scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72992006000600018&lng=pt&nrm=iso

*  Clínica Paitach: Março 2011

Esta pode originar neoplasias hepáticas (câncer). "Sabemos que o fígado tem grande capacidade de recuperação, mas somente até ... Já a cirrose hepática está entre as 10 maiores causas de morte no mundo ocidental. Não existe tratamento para estes casos, ... O depressivo produz uma química alterada em seu cérebro que produz em seu corpo disfunções hepáticas, digestivas, e outras. ... Mas nos grupos sem uso de eletroacupuntura, as lesões hepáticas eram muito maiores. "Percebemos que no grupo controle para ...
karinapaitach.blogspot.com/2011/03/

*  AGARUS LISBOA - FrOm SiLVia WiTh LoVe!: Janeiro 2013

Obstrução Extraluminal ( tireoidite em periquito australiano, neoplasia hepática, ovo retido, formação de calo depois de ... Hiperuricemia,peritonite, pancreatite, desordens hepáticas, sepse). - Outras Causas. (Alergia alimentar). CAUSAS DE VÔMITO E ...
agaruslisboa.blogspot.pt/2013/01/

*  Prefeitura de Chapecó - SC

... doenças hepáticas, neoplasias, doenças pulmonares. Nutrição nos variados ciclos da vida: infância, adulto, gestante, idosos. ...
https://pciconcursos.com.br/concurso/prefeitura-de-chapeco-sc-50-vagas

*  Hepatoesplenomegalia - ppt carregar

40 Neoplasias Secundárias Malignas Metástases Hepáticas Hepatocarcinoma. Colangiocarcinoma Secundárias Metástases Hepáticas 41 ... Obstrução da drenagem venosa do fígado, por trombose de veia hepática (veias hepáticas, veias supra-hepáticas e veia cava ... 49 Colangiocarcinoma 15% das neoplasias primárias hepáticas. 3♂/1♀ entre os anos Com origem nas células epiteliais, 95% são ... Artéria hepática Veia porta Drenagem venosa Veias hepáticas Drenagem biliar Ductos hepáticos direito e esquerdo que formam o ...
slideplayer.com.br/slide/394799/

*  Departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo - PDF

... de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS METÁSTASES HEPÁTICAS Carcinoma ... 2 TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS METÁSTASES HEPÁTICAS. 3 Carcinoma Metastático do Fígado METÁSTASES HEPÁTICAS Neoplasia primeira ... CAPÍTULO 4 NEOPLASIAS CAPÍTULO 4 NEOPLASIAS Na CID-9-MC as Neoplasias são classificadas de acordo com o seu comportamento, ... CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS NEOPLASIAS CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS NEOPLASIAS 1) INTRODUÇÃO Neoplasia significa crescimento novo ...
docplayer.com.br/11351770-Departamento-de-cirurgia-da-faculdade-de-ciencias-medicas-da-santa-casa-de-sao-paulo.html

*  Clínica de Endocrinologia e Metabologia em São Paulo - Endoclínica

... doenças hepáticas, neoplasias (leucemia, Hodgkin). Ferritin é também uma proteína de fase aguda. Proteína C reativa normal ... Aumenta nas doenças hepáticas e do trato biliar, na metástase óssea, na acromegalia, no hipertireoidismo, no raquitismo, e ... Ferro baixo é encontrado em perdas sanguíneas, dieta inadequada, desnutrição, neoplasias, etc. Ferro aumentado é observado em ... Indicador útil de doenças hepáticas e de doenças ósseas associadas com hiperatividade osteoblástica. ...
https://endoclinicasp.com.br/index.php/exames?l=f

*  Patologias

... inclusive com a indução de neoplasias hepáticas, o que motivou terem sido proscritas das opções terapêuticas do DAEM. ... O câncer de mama ocorre raramente, com uma incidência menor de 1% de todos os casos de neoplasia no homem. A associação entre ... e isso pode ser deletéria em homens com neoplasia de mama não tratada. ...
urologista.com.br/patologias.php

*  Considerações Saber Sobre Vigra Master

... inclusive com a induçãeste por neoplasias hepáticas, o que motivou terem sido proscritas das opções terapêuticas do DAEM.. Rede ... Este câncer de mama ocorre raramente, usando uma incidência menor do 1% do todos os quadros de neoplasia no homem. A ...
travisnrrpo.pointblog.net/Considera-es-Saber-Sobre-Vigra-Master-8165863

*  Hepatite - Wikipedia

A hepatite C é perigosa porque pode cronificar e provocar a cirrose hepática e o hepatocarcinoma, neoplasia maligna do fígado. ... Hepatites mais graves podem cursar com insuficiência hepática e culminar com a encefalopatia hepática e óbito. Hepatites ... Quanto mais cedo se adquire o vírus, maiores as chances de ter uma cirrose hepática. Existe vacina para hepatite B, que é dada ... A maioria dos casos de hepatite C (60 a 80%) se cronificam em 15-20 anos, evoluindo para cirrose hepática e em 1-2% para ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Hepatite

*  PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO - PDF

Casa de São Paulo TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS METÁSTASES HEPÁTICAS Carcinoma Metastático do Fígado METÁSTASES HEPÁTICAS Neoplasia ... Neoplasias Gástricas. Pedro Vale Bedê Neoplasias Gástricas Pedro Vale Bedê Introdução 95% dos tumores gástricos são malignos 95 ... C) Aparece na ultrassonografia hepática no caso de cistomatose hepática congênita. (D) Aparece no Raio X simples de abdome nos ... C) Metástases hepáticas devem ser ressecadas com margem superior a um centímetro para qua haja algum benefício para o paciente ...
docplayer.com.br/2805169-Programas-de-residencia-medica-do-hospital-universitario.html

*  MARCADORES TUMORAIS EM DESTAQUE - PDF

Casa de São Paulo TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS METÁSTASES HEPÁTICAS Carcinoma Metastático do Fígado METÁSTASES HEPÁTICAS Neoplasia ... Neoplasias 2. Adriano de Carvalho Nascimento Neoplasias 2 Adriano de Carvalho Nascimento Biologia tumoral Carcinogênese ... Apudoma TABELAS DE PROCEDIMENTOS POR NEOPLASIA E LOCALIZAÇÃO. PROCED. DESCRIÇÃO QT CID At. Prof. Vr. TOTAL TABELAS DE ... Mutações nestes genes aumentam o risco de outras neoplasias. As mutações no gene BRCA 1 predispõem ao risco 3 vezes maior de ...
docplayer.com.br/3448449-Marcadores-tumorais-em-destaque.html

*  HOSPITAL MATERNIDADE THEREZINHA DE JESUS - HMTJ PROVA DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2013 MASTOLOGIA - PDF

Casa de São Paulo TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS METÁSTASES HEPÁTICAS Carcinoma Metastático do Fígado METÁSTASES HEPÁTICAS Neoplasia ... Neoplasias dos epitélios glandulares II Neoplasias dos epitélios glandulares II PATOLOGIA II Aula Prática nº4 MAMA: Correlação ... Neoplasias Gástricas. Pedro Vale Bedê Neoplasias Gástricas Pedro Vale Bedê Introdução 95% dos tumores gástricos são malignos 95 ... 7 segmentectomia com pesquisa dde linfonodo sentinela,sendo os dois linfonodos estudados positivos para neoplasia,prossegui ...
docplayer.com.br/488966-Hospital-maternidade-therezinha-de-jesus-hmtj-prova-de-selecao-para-residencia-medica-2013-mastologia.html

*  Estudo prospectivo de derrames pleurais através da análise de ploidia do DNA por citometria de fluxo * - PDF

Casa de São Paulo TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS METÁSTASES HEPÁTICAS Carcinoma Metastático do Fígado METÁSTASES HEPÁTICAS Neoplasia ... UNIC Universidade de Cuiabá NEOPLASIAS CMF IV Aspectos Morfológicos das Neoplasias DEFINIÇÕES Neoplasia Tumor Câncer Inflamação ... ESTUDO RETROSPECTIVO DAS NEOPLASIAS CANINAS DIAGNOSTICADAS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO NO PERÍODO DE 2009 A 2010 1 ESTUDO ... Introdução No Brasil o câncer de mama é a neoplasia maligna mais freqüente, com cerca de 50.000 novos casos por ano. Na última ...
docplayer.com.br/2724054-Estudo-prospectivo-de-derrames-pleurais-atraves-da-analise-de-ploidia-do-dna-por-citometria-de-fluxo.html

*  ORIENTAÇÕES SOBRE TUMOR DO TESTÍCULO - PDF

Casa de São Paulo TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS METÁSTASES HEPÁTICAS Carcinoma Metastático do Fígado METÁSTASES HEPÁTICAS Neoplasia ... CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS NEOPLASIAS CARACTERÍSTICAS GERAIS DAS NEOPLASIAS 1) INTRODUÇÃO Neoplasia significa crescimento novo ... UNIC Universidade de Cuiabá NEOPLASIAS CMF IV Aspectos Morfológicos das Neoplasias DEFINIÇÕES Neoplasia Tumor Câncer Inflamação ... Neoplasias Gástricas. Pedro Vale Bedê Neoplasias Gástricas Pedro Vale Bedê Introdução 95% dos tumores gástricos são malignos 95 ...
docplayer.com.br/1635951-Orientacoes-sobre-tumor-do-testiculo.html

*  Coordenadora do Curso de Medicina e Presidente do Evento: Profª Drª Jussara Vono Toniolo - PDF

Casa de São Paulo TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS METÁSTASES HEPÁTICAS Carcinoma Metastático do Fígado METÁSTASES HEPÁTICAS Neoplasia ... NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL E NOMENCLATURA DAS NEOPLASIAS NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL E NOMENCLATURA DAS NEOPLASIAS ... UNIC Universidade de Cuiabá NEOPLASIAS CMF IV Aspectos Morfológicos das Neoplasias DEFINIÇÕES Neoplasia Tumor Câncer Inflamação ... Neoplasias Gástricas. Pedro Vale Bedê Neoplasias Gástricas Pedro Vale Bedê Introdução 95% dos tumores gástricos são malignos 95 ...
docplayer.com.br/8205631-Coordenadora-do-curso-de-medicina-e-presidente-do-evento-profa-dra-jussara-vono-toniolo.html

*  Vigilância do câncer no Canadá - PDF

Casa de São Paulo TRATAMENTO CIRÚRGICO DAS METÁSTASES HEPÁTICAS Carcinoma Metastático do Fígado METÁSTASES HEPÁTICAS Neoplasia ... NEOPLASIAS. Prof. Dr. Fernando Ananias NEOPLASIAS Prof. Dr. Fernando Ananias Neoplasia = princípio básico CLASSIFICAÇÃO DOS ... MORBIDADE E MORTALIDADE POR NEOPLASIAS NO ESTADO DE PERNAMBUCO MORBIDADE E MORTALIDADE POR NEOPLASIAS NO ESTADO DE PERNAMBUCO ... Apudoma TABELAS DE PROCEDIMENTOS POR NEOPLASIA E LOCALIZAÇÃO. PROCED. DESCRIÇÃO QT CID At. Prof. Vr. TOTAL TABELAS DE ...
docplayer.com.br/9735592-Vigilancia-do-cancer-no-canada.html

*  Homocistinúria - Wikipedia

Causas não genéticas: 1)Insuficiência renal crônica ou enfermidade hepática. 2)Hipotireoidismo e neoplasias. 3)tabagismo. ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Homocistinúria

*  Pesquisa: 11 Acidente Vascular Cerebral | MedicinaNET

Diferencial de Neoplasia Hepática. *Hepatite C (Livre). *Há Benefício Populacional Vacinar Para Varicela? ...
medicinanet.com.br/pesquisas/11_acidente_vascular_cerebral.htm

*  Eletroforese

... doenças hepáticas e neoplasias. * 5. imunologia 5 Bandas oligoclonais (dois ou mais picos monoclonais) estão presentes ... Níveis baixos são encontrados na reação de fase aguda, neoplasias, desnutrição protéico-calórica e na perda de proteínas ( ... 9. imunologia 9 Quadro 3 (11,15,16) Mieloma múltiplo Neoplasia maligna de uma linhagem de plasmócitos que produz paraproteínas ... Diminuição dos níveis é encontrada em algumas condições: analbuminemia; inflamação aguda ou crônica; doença hepática; ...
https://pt.slideshare.net/vanusarj/eletroforese-48061887

*  Randomized comparative study of diamond-like carbon coated stainless steel stent versus uncoated stent implantation in patients...

... insuficiência hepática ou renal crônica, neoplasia maligna, doença cerebrovascular e doença do tecido conjuntivo). Os critérios ...
scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0066-782X2007000400004&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Carcinógeno: Carcinógeno, também chamado de cancerígeno ou é a qualidade daquilo capaz de provocar ou estimular o aparecimento de carcinomas ou câncer em um organismo.Dicionário UNESP do português contemporâneo.HepatocarcinomaEverolimoEspaço de Disse: thumbClassificação de Child-Pugh: Na medicina (gastroenterologia), a classificação de Child-Pugh, também conhecida como classificação de Child-Turcotte-Pugh, é usada para avaliar o prognóstico da doença hepática crônica, principalmente da cirrose. Embora tenha sido usado originalmente para predizer a mortalidade durante a cirurgia, a escala é usada atualmente para determinar o prognóstico, assim como a necessidade de transplante hepático.Fígado gordurosoPancreatoblastomaAbscesso amebiano: Abscessos amebianos ocorrem se os parasitas (Entamoeba histolytica) se disseminarem para além do trato gastrointestinal. No fígado, destroem hepatócitos até o sistema imune controlar a sua proliferação pela formação de um abscesso, que por vezes cresce e pode levar a problemas hepáticos.Neoplasia mucinosa papilar intraductalTumor da tiroideIpilimumabAlanina aminotransferase: A alanina aminotransferase (ALT), ou alanina transaminase, também conhecida como transaminase glutâmico pirúvica (TGP), é uma enzima transaminase.Neoplasia cística mucinosa do pâncreas: Neoplasias císticas mucinosas pancreáticas ou tumores císticos mucinosos são um grupo de neoplasias císticas que se formam no pâncreas.Marcador tumoral: Marcador tumoral é uma substância encontrada no sangue, urina ou tecidos biológicos que numa concentração superior a um determinado nível pode indicar a existência de um câncer. .AdenomaCorpo de psammoma: Corpo de psammoma ou corpo psammoma (do grego ψάμμος psámmos, areia) é um termo médico para calcificações microscópicas encontradas em alguns tumores benignos e malignos(câncer) e em alguns processos inflamatórios crônicos. http://www.Tecido mole: O termo tecido mole se refere à classe de tecidos animais com matriz extracelular rica em fibras de colágeno e elastina. Os tecidos moles possuem propriedades estruturais, pois transmitem forças, e realizam grandes deformações.


malignas


  • A anemia de Fanconi é um raro distúrbio autossômico recessivo caracterizado por malformações congênitas, aplasia da medula óssea e instabilidade genômica, com predisposição ao desenvolvimento de neoplasias malignas, em especial as leucemias e os tumores do trato aerodigestivo alto. (scielo.br)
  • Por outro lado, aqueles que desenvolvem neoplasias malignas, além de não serem bons candidatos ao tratamento cirúrgico, são mais propensos aos efeitos adversos da radioterapia e da quimioterapia, de modo a dificultar ainda mais o planejamento terapêutico. (scielo.br)

Aguda


  • Quanto mais sintomática for a fase aguda da doença, maior a chance da doença hepática se cronificar Exame físico: micropoliadenopatia pequena, hepatomegalia discreta e dolorosa (devido à distensão da cápsula hepática), pequena esplenomegalia reacional, mais raramente: sinais meníngeos, artralgia, rash cutâneo. (wikipedia.org)

Hepatite


  • A maioria dos casos de hepatite C (60 a 80%) se cronificam em 15-20 anos, evoluindo para cirrose hepática e em 1-2% para hepatocarcinoma. (wikipedia.org)

Pulmonares


  • Os AA apresentam um caso clínico de sarcoma indiferenciado do fígado no adulto com metástases pulmonares, cardíacas e com recidiva local hepática. (min-saude.pt)

podem


  • Hepatites mais graves podem cursar com insuficiência hepática e culminar com a encefalopatia hepática e óbito. (wikipedia.org)

tumores


  • Tumores das células germinativas Neoplasia intratubular de células germinativas Seminoma (incluindo casos com células do sinciciotrofoblasto) Seminoma espermatocítico (referir se existe componente sarcomatoso) Carcinoma embrionário Tumor do saco vitelino: - Padrões reticulares, sólidos e polivesiculares - Diferenciação parietal, intestinal, hepatóide e mesenquimal Coriocarcinoma Teratoma (maduro, imaturo, com componente maligno) Tumores com mais do que um tipo histológico (especificar % de componentes individuais) 2. (docplayer.com.br)

tratamento


  • Em razão de características inerentes à síndrome em questão, o tratamento de tais neoplasias é particularmente difícil. (scielo.br)
  • 16 Metástases Hepáticas TRATAMENTO CIRÚRGICO Ressecção Nodulectomia Hepatectomia D ou E Segmentectomia Ablação radio frequencia - eventual punção TPH Alcoolização? (docplayer.com.br)
  • 20 Carcinoma Metastático do Fígado Tratamento Cirúrgico Metástases Hepáticas Fatores de Risco - Carneiro et al. (docplayer.com.br)
  • Costuma-se dividir o tratamento do câncer de próstata em duas eras: a era pré-psa e a era pós-psa, tal a mudança provocada pela sua adoção no diagnóstico e no tratamento desta neoplasia. (docplayer.com.br)