Hemangioendotelioma: Neoplasia derivada de 3 vasos sanguíneos, caracterizada por numerosas células endoteliais proeminentes, que ocorre isoladamente, em agregados e como revestimento de amontoados de tubos ou canais vasculares; no idoso, pode ser maligno (angiossarcoma ou hemangiossarcoma), mas em crianças é benigno e, provavelmente, representa uma fase de crescimento de hemangioma capilar. (Stedman, 25a ed)Hemangioendotelioma Epitelioide: Tumor de veias médias a grandes, composto de células epiteliais roliças a fusiformes que se projetam para dentro dos espaços vasculares de um modo semelhante a lápides. Acredita-se que esses tumores têm agressão limítrofe, sendo que um terço desenvolve recorrência local, mas raramente metastatizam. Não está claro se o hemangioendotelioma epitelioide é uma neoplasia verdadeira ou uma reação tecidual exuberante ou nem se isso é equivalente à doença de Kimura (HIPERPLASIA ANGIOLINFOIDE COM EOSINOFILIA).Síndrome de Kasabach-Merritt: Lesão vascular de crescimento rápido ao longo do eixo medial do pescoço, tronco superior e extremidades que é caracterizada por coagulopatia de consumo, TROMBOCITOPENIA e ANEMIA HEMOLÍTICA. Está frequentemente associado com HEMANGIOENDOTELIOMA infantil kaposiforme e outras formas de tumores vasculares como ANGIOMA em tufo.Hemangiossarcoma: Neoplasia maligna rara, que se caracteriza por células anaplásicas em proliferação rápida infiltrando-se amplamente e derivadas de vasos sanguíneos, revestindo espaços irregulares cheios de sangue ou encaroçados. (Stedman, 25a ed)Neoplasias de Tecido Vascular: Neoplasias compostas de tecido vascular. Esse conceito não se refere às neoplasias localizadas nos vasos sanguíneos.Neoplasias Vasculares: Neoplasias localizadas no sistema vascular, como ARTÉRIAS e VEIAS. São diferenciadas das NEOPLASIAS DE TECIDO VASCULAR, como ANGIOFIBROMA ou HEMANGIOMA.Hemangioma: Anomalia vascular devido à proliferação de VASOS SANGUÍNEOS formando uma massa semelhante a um tumor. Os tipos mais comuns envolvem CAPILARES e VEIAS. Pode ocorrer em qualquer lugar do corpo, mas é frequentemente mais observado na PELE e TELA SUBCUTÂNEA. (Tradução livre do original: Stedman, 27th ed, 2000).Ossos da Extremidade Inferior: Ossos das partes superior e inferior da PERNA. Entre eles estão os OSSOS PÉLVICOS.Endotélio Linfático: Revestimento celular contínuo (túnica íntima) dos vasos linfáticos (por exemplo, as vênulas linfáticas com grande quantidade de endotélio). É mais permeável que o endotélio vascular, apresentando menor absorção seletiva e funcionando principalmente na remoção das proteínas do plasma que foram filtradas através dos capilares para dentro dos espaços teciduais.Doenças do Labirinto: Processos patológicos da orelha interna (LABIRINTO) que contém o aparelho indispensável da audição (CÓCLEA) e equilíbrio (CANAIS SEMICIRCULARES).Neoplasias da Orelha: Tumores ou câncer de qualquer parte do sistema da audição e de equilíbrio do corpo (ORELHA EXTERNA, ORELHA MÉDIA e ORELHA INTERNA).Sarcoma de Kaposi: Proliferação vascular neoplásica maligna multicêntrica caracterizada pelo desenvolvimento de nódulos cutâneos vermelho-azulados, geralmente nas extremidades inferiores, mais frequentemente nos dedos dos pés ou nos pés, aumentando lentamente em tamanho e número e disseminando-se a locais mais proximais. Os tumores possuem canais revestidos por endotélio e espaços vasculares misturados com agregados de variados tamanhos de células fusiformes e muitas vezes permanecem limitados à pele e tecido subcutâneo, mas pode ocorrer o comprometimento visceral disseminado amplamente. O sarcoma de Kaposi ocorre endemicamente em certas partes da África Central e Europa Central e Oriental. Uma forma particularmente virulenta e disseminada ocorre em pacientes imunocomprometidos, e.g., receptores de transplantes e aqueles com síndrome de imunodeficiência adquirida. (Dorland, 28a ed)Síndrome do Artelho Azul: Afecção caracterizada por ateroembolia recorrente nas extremidades inferiores. Caracteriza-se por descoloração cianótica dos dedos do pé, geralmente o primeiro, quarto e quinto dedos. A descoloração pode se estender pelas laterais do pé. Apesar de a aparência ser semelhante a da gangrena, os dedos azulados podem responder à terapia conservativa sem amputação.Neoplasias Hepáticas: Tumores ou câncer do FÍGADO.Neoplasias da Coluna Vertebral: Tumores e neoplasias localizados na coluna vertebral.Evolução Fatal: Morte resultante da presença de uma doença em um indivíduo, como mostrado por um único caso relatado ou um número limitado de pacientes. Deve ser diferenciado de MORTE, a interrupção fisiológica da vida e de MORTALIDADE, um conceito epidemiológico ou estatístico.Vértebras Torácicas: Grupo de doze vértebras conectadas às costelas que sustentam a região superior do tronco.


tumor vascular


  • Hemangioendotelioma kaposiforme (HEK) é um tumor vascular raro que é localmente agressivo, mas sem potencial metastático. (wikipedia.org)
  • Hemangioendotelioma epitelióide (HEE) é um raro tumor vascular, inicialmente descrito por Sharon Weiss e Franz Enzinger, o qual tanto clinicamente quanto histologicamente é intermediário entre o angiosarcoma e o hemangioma. (wikipedia.org)
  • Hemangioendotelioma de células fusiformes) é um tumor vascular primeiramente descrito por Sharon Weiss, M.D., comumente afetando uma extremidade distal de crianças e adultos jovens. (wikipedia.org)

Tumores


  • Os tumores vasculares verdadeiramente malignos são o angiossarcoma e o hemangioendotelioma epitelióide. (wikipedia.org)

vasculares


  • As neoplasias vasculares malignas são o angiossarcoma e o hemangioendotelioma epitelióide. (wikipedia.org)

sido


  • Antes da descrição inicial de Weiss, o tumor tinha sido relatado com uma variedade de outros nomes, incluindo hemangioendotelioma histiocitóide, tumor intravascular broncoalveolar (nos pulmões), e colangiocarcinoma esclerosantes. (wikipedia.org)
  • Hemangioendotelioma composto é um angiossarcoma de baixo grau que tipicamente acomete adultos, embora já tenha sido descrito em crianças. (wikipedia.org)

anos


  • O hemangioendotelioma epitelióide, normalmente, ocorre entre os 20 - 40 anos embora a faixa etária envolvida seja muito mais ampla e tem uma modesta predileção pelo sexo feminino sobre o masculino. (wikipedia.org)
  • Foi exibido no dia 10/11 uma reportagem no Fantástico sobre a Ex-BBB Maria Melilo, que há cerca dois anos descobriu que tinha câncer no fígado: Hemangioendotelioma epitelióide hepático, o heh. (institutoperface.com)