Gigantismo: CRESCIMENTO acelerado e excessivo em crianças ou adolescentes que são expostos ao HORMÔNIO DO CRESCIMENTO HUMANO em excesso antes do fechamento da EPÍFISE. Geralmente causado por hiperplasia somatotrófica ou por ADENOMA HIPOFISÁRIO SECRETOR DE HORMÔNIO DO CRESCIMENTO. Estes pacientes são de estatura anormalmente elevada, mais que 3 desvios padrão acima da estatura média normal para a idade.Tamanho Corporal: Medidas físicas de um corpo.Adenoma Hipofisário Secretor de Hormônio do Crescimento: Tumor hipofisário que secreta HORMÔNIO DO CRESCIMENTO. O excesso do HORMÔNIO DO CRESCIMENTO em humanos leva à ACROMEGALIA.Dinossauros: Nome genérico de duas ordens extintas (era Mesozoica) de répteis: Saurischia e Ornithischia.Acromegalia: Afecção causada pela exposição prolongada a uma quantidade excessiva do HORMÔNIO DO CRESCIMENTO HUMANO em adultos. É caracterizada por alargamento ósseo na FACE, mandíbula inferior (PROGNATISMO), mãos, PÉS, CABEÇA, e TÓRAX. A etiologia mais comum é um ADENOMA HIPOFISÁRIO SECRETOR DE HORMÔNIO DO CRESCIMENTO. (Tradução livre do original: Joynt, Clinical Neurology, 1992, ch 36, pp 79-80)Bermudas: Colônia britânica a oeste do Oceano Atlântico do Norte, aproximadamente 640 milhas a leste e sudoeste de Cape Hatteras. Inclui um grupo de cerca de 300 ilhas das quais aproximadamente apenas 20 são habitadas. Também é chamada Ilhas Bermudas ou as Bermudas. Foi assim denominada em homenagem ao explorador Espanhol Juan Bermudez que visitou as ilhas em 1515. (Tradução livre do original: Webster's New Geographical Dictionary, 1988, p140 & Room, Brewer's Dictionary of Names, 1992, p61)Neoplasias Hipofisárias: Neoplasias que se originam da ou metastatizam para a HIPÓFISE. A maioria das neoplasias hipofisárias é constituída por adenomas, divididos em formas secretoras e não secretoras. As formas produtoras de hormônio são ainda classificadas pelo tipo de hormônio que elas secretam. Os adenomas hipofisários também podem ser caracterizados por suas propriedades de coloração (ver ADENOMA BASÓFILO, ADENOMA ACIDÓFILO e ADENOMA CROMÓFOBO). Os tumores hipofisários podem comprimir estruturas adjacentes, incluindo o HIPOTÁLAMO, vários NERVOS CRANIANOS e o QUIASMA ÓPTICO. A compressão do quiasma pode resultar em HEMIANOPSIA bitemporal.Répteis: VERTEBRADOS de sangue frio que respiram ar pertencentes à Classe Reptilia, geralmente cobertos com escamas externas ou placas ósseas.Adenoma Acidófilo: Em um sistema de classificação anteriormente usado para adenomas da hipófise, um adenoma cujas células coram-se com corantes ácidos; a maioria dos adenomas que secretavam quantidades excessivas de hormônio do crescimento estavam neste grupo. (Dorland, 28a ed)Artrópodes: Membros do filo Arthropoda, composto por organismos que possuem um exoesqueleto duro articulado e pernas pareadas articuladas. Inclui a classe dos INSETOS e a subclasse dos ARACNÍDEOS, das quais muitas espécies são importantes na medicina como parasitas ou vetores de organismos capazes de causar doença no ser humano.

*  Gigantismo - Wikipedia

Em medicina, o gigantismo é uma enfermidade hormonal causada pela excessiva secreção do hormônio do crescimento durante a idade ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Gigantismo

*  Acromegalia - Wikipedia

... como no gigantismo, mas em largura). Geralmente o intervalo entre o início da doença e o seu diagnóstico é de 12 anos, pois o ... é chamada de gigantismo. Por ocorrer na fase adulta, em que as epífises já encerraram, o crescimento se dá nas partes moles e ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Acromegalia

*  Dom Paio Global: O Dragão de Komodo

Dragão-de-komodo ou crocodilo-da-terra (Varanus komodoensis) é uma espécie de lagarto que vive nas ilhas de Komodo, Rinca, Gili Motang e Flores, na Indonésia. Pertence à família de lagartos-monitores Varanidae, e é a maior espécie de lagarto conhecida, chegando a atingir 2-3 m de comprimento e 70 kg de peso. O seu tamanho invulgar é atribuído a gigantismo insular, uma vez que não há outros animais carnívoros para preencher o nicho ecológico nas ilhas onde ele vive, e também ao seu baixo metabolismo. Como resultado deste gigantismo, estes lagartos, juntamente com as bactérias simbiontes, dominam o ecossistema onde vivem. Apesar dos dragões-de-komodo comerem principalmente carniça, eles também caçam e fazem emboscadas a presas incluindo invertebrados, aves e mamíferos ...
dompaioglobal.blogspot.com/2010/05/o-dragao-de-komodo.html

*  Megafauna insular - Wikipedia

Megafauna australiana Megafauna Gigantismo insular Nanismo insular AD 1000 to 1800 Aves extintas pelos Maori da Nova Zelândia ... que foi um exemplo de gigantismo insular, era uma espécie de porco de tamanho maior que as outras, tinha pernas curtas, possuía ... todos esse macacos são exemplo de gigantismo insular pois são maiores do que seus parentes mais próximos e ancestrais do ... e outras que sofreram gigantismo insular, causada pela falta de predadores e de competição com outros animais (isso normalmente ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Megafauna_insular

*  Macrodontia - Wikipedia

Está comumente associada ao gigantismo. As radiografias revelam o tamanho aumentado tanto dos dentes erupcionados quanto dos ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Macrodontia


insular


  • Gigantismo insular é um fenómeno biológico onde o tamanho dos animais isolados numa ilha aumenta dramaticamente ao longo de várias gerações. (wikipedia.org)
  • Por isso, o gigantismo insular não é uma tendência evolutiva resultante de determinação de novos parâmetros à aptidão (tal como no nanismo insular), mas, normalmente, pela remoção de constrangimentos. (wikipedia.org)
  • Em oposição a nanismo insular, o gigantismo pode ser encontrado na maior parte dos grupos de vertebrados e em invertebrados. (wikipedia.org)
  • Gigantismo abissal Regra de Foster Nanismo insular Raia, P. (wikipedia.org)
  • O seu tamanho invulgar é atribuído a gigantismo insular, uma vez que não há outros animais carnívoros para preencher o nicho ecológico nas ilhas onde ele vive, e também ao seu baixo metabolismo. (wikipedia.org)

pode


  • o crescimento acelerado e excessivo, condição conhecida como gigantismo, pode se manifestar quando o corpo produz hormônios de crescimento em excesso. (hypescience.com)

abissal


  • O gigantismo abissal é o processo evolutivo em que as criaturas marinhas que habitam grandes profundidades (abaixo dos 4000 metros, tanto pelágicas como bentónicas) tendem a aumentar de tamanho. (wikipedia.org)

excessiva


  • A produção excessiva de GH por um adulto não leva ao gigantismo. (coladaweb.com)

crescimento


  • Os ossos mais longos do esqueleto mostraram evidências de "crescimento exorbitante", que são "sinais claros de gigantismo", disse Habicht. (hypescience.com)
  • Síndrome de Sotos (também conhecida como gigantismo cerebral) é uma desordem genética rara caracterizada pelo crescimento físico excessivo durante os primeiros 2 a 3 anos de vida. (wikipedia.org)