Esofagite: INFLAMAÇÃO aguda ou crônica do ESÔFAGO, causada por BACTÉRIAS, químicos ou TRAUMA.Esofagite Péptica: INFLAMAÇÃO do ESÔFAGO causada por refluxo do SUCO GÁSTRICO com conteúdos do ESTÔMAGO e DUODENO.Esofagite Eosinofílica: ESOFAGITE crônica caracterizada por EOSINOFILIA da mucosa esofágica. É diagnosticada quando ocorre um aumento de EOSINÓFILOS sobre todo o esôfago. Os sintomas de refluxo não respondem ao tratamento com INIBIDORES DA BOMBA DE PRÓTONS, deferentemente da doença do REFLUXO GASTROESOFÁGICO. Os sintomas estão associados com hipersensibilidade mediada por IgE a comida ou alérgenos inalantes.Esôfago: Segmento muscular membranoso (entre a FARINGE e o ESTÔMAGO), no TRATO GASTRINTESTINAL SUPERIOR.Esofagoscopia: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia do esôfago.Refluxo Gastroesofágico: Fluxo retrógrado de suco gástrico (ÁCIDO GÁSTRICO) e/ou conteúdos duodenais (ÁCIDOS E SAIS BILIARES, SUCO PANCREÁTICO) para dentro do ESÔFAGO distal, frequentemente devido à incompetência do ESFÍNCTER ESOFÁGICO INFERIOR.Hérnia Hiatal: Herniação do ESTÔMAGO localizada no ou próxima da abertura diafragmática do ESÔFAGO, o hiato esofágico.Eosinofilia: Aumento anormal de EOSINÓFILOS no sangue, tecidos ou órgãos.Estenose Esofágica: Constrição do ESÔFAGO. A maioria é adquirida, mas pode ser congênita.Esôfago de Barrett: Afecção com lesão no revestimento do ESÔFAGO inferior em consequência de um refluxo ácido crônico (ESOFAGITE DE REFLUXO). Através do processo de metaplasia, as células escamosas são substituídas por um epitélio colunar semelhante ao do INTESTINO ou pela mucosa rosada do ESTÔMAGO. O epitélio colunar de Barret é um marcador de intenso refluxo e precursor do ADENOCARCINOMA do esôfago.Endoscopia Gastrointestinal: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia do trato gastrointestinal.Transtornos de Deglutição: Dificuldade na DEGLUTIÇÃO que pode ser consequência de um distúrbio neuromuscular ou de uma obstrução mecânica. A disfagia é classificada em dois tipos distintos: disfagia orofaríngea devido ao mau funcionamento da FARINGE e ESFÍNCTER ESOFÁGICO SUPERIOR e disfagia esofágica devida ao mau funcionamento do ESÔFAGO.Monitoramento do pH Esofágico: Análise da concentração do íon hidrogênio na luz do esôfago. Usado para registrar o padrão, a frequência e a duração do REFLUXO GASTROESOFÁGICO.Endoscopia do Sistema Digestório: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia do trato digestório.Azia: Dor subesternal ou sensação de ardência, normalmente associada com regurgitação de suco gástrico no esôfago.Inibidores da Bomba de Prótons: Compostos que inibem ATPASE TROCADORA DE HIDROGÊNIO-POTÁSSIO. São utilizados como ANTIULCEROSOS e, às vezes, no lugar de ANTAGONISTAS DOS RECEPTORES H2 DE HISTAMINA para REFLUXO GASTROESOFÁGICO.Membrana Mucosa: EPITÉLIO com células secretoras de MUCO, como as CÉLULAS CALICIFORMES. Forma o revestimento de muitas cavidades do corpo, como TRATO GASTROINTESTINAL, TRATO RESPIRATÓRIO e trato reprodutivo. A mucosa, rica em sangue e em vasos linfáticos, compreende um epitélio interno, uma camada média (lâmina própria) do TECIDO CONJUNTIVO frouxo e uma camada externa (muscularis mucosae) de CÉLULAS MUSCULARES LISAS que separam a mucosa da submucosa.Manometria: A medição da pressão ou tensão de líquidos ou gases por meio de um manômetro.Transtornos da Motilidade Esofágica: Transtornos afetando a função motora do ESFÍNCTER ESOFÁGICO SUPERIOR, ESFÍNCTER ESOFÁGICO INFERIOR, do corpo do ESÔFAGO ou uma combinação dessas partes. A falência dos esfíncteres de manterem uma pressão tônica pode resultar no refluxo gástrico de alimento e ácido para dentro do esôfago (REFLUXO GASTROESOFÁGICO). Entre outros distúrbios estão hipermotilidade (distúrbios espásticos) e aumento acentuado na amplitude da contração (Esôfago Quebra-Nozes).Papio cynocephalus: Espécie de mandril (família CERCOPITHECIDAE) encontrado no leste da África equatorial. São menores e possuem juba mais fina que os PAPIO ANUBIS.Gastroscopia: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia do interior do estômago.Antiulcerosos: Vários agentes com mecanismos de ação diferentes, usados para tratar ou melhorar [o estado de pacientes com] ÚLCERA PÉPTICA ou irritação no trato gastrintestinal. Entre eles estão os ANTIBIÓTICOS (para tratar [pacientes com] INFECÇÕES POR HELICOBACTER), ANTAGONISTAS DOS RECEPTORES HISTAMÍNICOS H2 (para reduzir a secreção de ÁCIDO GÁSTRICO) e ANTIÁCIDOS (para aliviar os sintomas).Omeprazol: Derivado de 4-metoxi-3,5-dimetilpiridil, 5-metoxibenzimidazol do timoprazol usado na terapia de ÚLCERA GÁSTRICA e SÍNDROME DE ZOLLINGER-ELLISON. A droga inibe a ATPASE TROCADORA DE HIDROGÊNIO-POTÁSSIO encontrada em CÉLULAS PARIETAIS GÁSTRICAS.Refluxo Laringofaríngeo: Fluxo reverso do conteúdo gástrico para a LARINGOFARINGE, o que propicia seu contato com os tecidos do trato aerodigestivo superior. O refluxo laringofaríngeo é uma manifetação extraesofágica do REFLUXO GASTROESOFÁGICO.Esfíncter Esofágico Inferior: Barreira fisiológica ou funcional contra o REFLUXO GASTROESOFÁGICO, na junção esofagogástrica. Os músculos esfincterianos permanecem tonicamente contraídos durante o repouso e formam a zona de alta pressão, que separa os lumens do ESÔFAGO e do ESTÔMAGO. (Tradução livre do original: Haubrich et al, Bockus Gastroenterology, 5th ed., pp 399, 415).Doenças do Esôfago: Processos patológicos no ESÔFAGO.Refluxo Duodenogástrico: Refluxo dos conteúdos duodenais (ácidos biliares,SUCO PANCREÁTICO) no estômago.Fundoplicatura: Mobilização da extremidade inferior do esôfago e plicatura do fundo do estômago em torno dele (envoltório fúndico), no tratamento da ESOFAGITE DE REFLUXO que pode associar-se com vários distúrbios, como hérnia de hiato. (Dorland, 28a ed)2-Piridinilmetilsulfinilbenzimidazóis: Compostos que contêm benzilmidazol unido a uma 2-metilpiridina através de uma ligação sulfóxido. Vários compostos desta classe são ANTIULCEROSOS que atuam por meio da inibição da ATPase de hidrogênio e potássio encontrada na BOMBA DE PRÓTON das CÉLULAS PARIETAIS GÁSTRICAS.Dilatação: O ato de dilatar.Junção Esofagogástrica: Área, no cárdia, desde a porção terminal do ESÔFAGO até o começo do ESTÔMAGO.Papio hamadryas: Espécie de mandril (família CERCOPITHECIDAE) que tem uma estrutura social de três níveis bem definidos formando grupos, bandos e tribos.Endoscopia: Procedimentos em que se empregam ENDOSCÓPIOS para diagnóstico e tratamento de doenças. A endoscopia envolve a passagem de um instrumento óptico através de pequena incisão na pele, isto é, percutânea; ou através de orifícios naturais e ao longo de vias naturais do corpo, como o trato digestório; e/ou através de incisão na parede de órgão ou estrutura tubular, isto é, transluminal, para examinar ou realizar cirurgia em partes interiores do corpo.Cáusticos: Substâncias químicas fortemente alcalinas, que destroem os tecidos moles do corpo, resultando em queimadura profunda, penetrante, em contraste aos corrosivos, que produzem um dano mais superficial por meios químicos ou por inflamação. Os cáusticos são geralmente hidróxidos de metais leves. O HIDRÓXIDO DE SÓDIO e o hidróxido de potássio são os agentes cáusticos mais amplamente usados na indústria. Na Medicina, têm sido usados externamente para remover tecidos doentes ou mortos, e destruir verrugas e pequenos tumores. A ingestão acidental de produtos (domésticos e industriais) contendo ingredientes cáusticos resulta em milhares de lesões por ano.Antagonistas dos Receptores Histamínicos H2: Fármacos que se ligam seletivamente aos receptores H2 da histamina, porém sem ativá-los, bloqueando assim a ação da histamina. Sua ação clínica mais importante é a inibição da secreção de ácido no tratamento das úlceras gastrintestinais. O músculo liso também pode ser afetado. Alguns fármacos desta classe apresentam um forte efeito no sistema nervoso central, mas estas ações [ainda] não são bem compreendidas.Sucralfato: Complexo básico de alumínio de sacarose sulfatada.Lansoprazol: Derivado 2,2,2-trifluoroetoxipiridil do timoprazol usado na terapia de ÚLCERAS GÁSTRICAS e SÍNDROME DE ZOLLINGER-ELLISON. A droga inibe a ATPASE TROCADORA DE HIDROGÊNIO-POTÁSSIO que é encontrada nas CÉLULAS PARIETAIS GÁSTRICAS. Lansoprazol é uma mistura racêmica dos isômeros (R)- e (S)-.Fundo Gástrico: Porção superior do corpo do estômago acima do nível da região cárdica.Lesões por Radiação: Efeitos nocivos de exposição não experimental a radiação ionizante ou não ionizante em VERTEBRADOS.Peristaltismo: Movimento, causado por contração muscular sequencial, que empurra o conteúdo dos intestinos ou de outro órgão tubular em uma direção.Neoplasias Esofágicas: Tumores ou câncer do ESÔFAGO.Hipersensibilidade Alimentar: Distúrbios gastrointestinais, erupções cutâneas ou choque causados por reações alérgicas aos alérgenos ingeridos nos alimentos.Ácido Clorídrico: Ácido altamente corrosivo, geralmente utilizado como reagente em laboratório. É formado pela dissolução do cloreto de hidrogênio em água. O ÁCIDO GÁSTRICO é o ácido clorídrico que faz parte do SUCO GÁSTRICO.Esomeprazol: Um isômero S de omeprazol.Biópsia: Remoção e avaliação patológica de amostras, na forma de pequenos fragmentos de tecido do corpo vivo.Dietoterapia: Ajuste da quantidade e qualidade de alimentos ingeridos para melhorar o estado de saúde de um indivíduo. Este termo não inclui os métodos de ingestão alimentar (APOIO NUTRICIONAL)Eosinófilos: Leucócitos granulares com um núcleo que usualmente apresenta dois lobos conectados por um filamento delgado de cromatina. O citoplasma contém grânulos grosseiros e redondos que são uniformes quanto ao tamanho, e que se coram com eosina.Flatulência: Produção ou presença de gás no trato gastrintestinal que pode ser expelido através do ânus.Úlcera Péptica: Úlcera que ocorre nas porções do TRATO GASTROINTESTINAL que entram em contato com o SUCO GÁSTRICO contendo PEPSINA e ÁCIDO GÁSTRICO. Ocorre quando há defeitos na barreira da MUCOSA. As formas comuns de úlcera péptica estão associadas com HELICOBACTER PYLORI e o consumo de drogas anti-inflamatórias não esteroides (NSAIDs).Trato Gastrointestinal Superior: O segmento do TRATO GASTROINTESTINAL que inclui o ESÔFAGO, o ESTÔMAGO e o DUODENO.Ranitidina: Bloqueador não imidazólico daqueles receptores de histamina que fazem a mediação da secreção gástrica (receptores H2). É usado para tratar úlceras gastrointestinais.Jejunostomia: Formação cirúrgica de uma abertura através da PAREDE ABDOMINAL, no JEJUNO, geralmente para hiperalimentação enteral.Eructação: Ejeção de gás ou ar do estômago, através da boca.Anastomose em-Y de Roux: Anastomose cirúrgica em forma de Y de qualquer parte do sistema digestório, que inclua o intestino delgado como um eventual local de drenagem.Sprays Orais: Agentes farmacológicos na forma de névoa ou spray liberados no corpo através da boca.Antiácidos: Substâncias que atuam contra ou neutralizam a acidez do TRATO GASTROINTESTINAL.Úlcera: Lesão na superfície da pele ou superfície mucosa, produzida pela "lamaceira" de tecido necrótico inflamatório.Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.Rouquidão: Qualidade da voz não natural descrita como sendo profunda e grosseira.Cisaprida: Benzamida substituída utilizada por suas propriedades pro-cinéticas. É utilizada no gerenciamento do refluxo gastroesofageal, na dispepsia funcional e outras patologias associadas com uma motilidade gastrointestinal prejudicada.Perilla frutescens: Gênero de plantas (família LAMIACEAE), ingrediente da Banxia Houpu (MEDICAMENTOS DE ERVAS CHINESAS).Metaplasia: Situação em que há uma alteração de um tipo de célula adulta para outro tipo de célula adulta semelhante.Hipofaringe: Porção inferior da faringe, situada abaixo da OROFARINGE e posterior à LARINGE. A hipofaringe comunica-se com a laringe através da entrada da laringe, e também á chamada de laringofaringe.Dieta Livre de Glúten: Dieta desprovida de GLÚTENES de TRIGO, CEVADA, CENTEIO e outras variedades relacionadas a trigo. A dieta é projetada para reduzir a exposição às proteínas do glúten que desencadeiam INFLAMAÇÃO da mucosa do intestino delgado em pacientes com DOENÇA CELÍACA.Ácido Gástrico: Ácido clorídrico presente no SUCO GÁSTRICO.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Sulfóxidos: Compostos orgânicos que possuem a fórmula geral R-SO-R. São obtidos pela oxidação de mercaptanos (análogos às cetonas).Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Perfuração Esofágica: Abertura ou orifício no ESÔFAGO causado por TRAUMA, lesão ou processo patológico.Dosagem Radioterapêutica: Quantidade total de radiação absorvida pelos tecidos como resultado de radioterapia.Dexlansoprazol: Isômero R do lansoprazol.Infecções por Helicobacter: As infecções por organismos do gênero HELICOBACTER, particularmente em humanos do HELICOBACTER PYLORI. As manifestações clínicas estão concentradas no estômago, normalmente na mucosa gástrica e antro e no duodeno superior. Essa infecção tem um papel importante na etiopatogenia da gastrite do tipo B e da úlcera péptica.

*  Esofagite - Wikipedia
... é a causa mais comum de esofagite. Severa esofagite causada pela ingestão acidental (crianças) ou com intuito suicida ( ... A esofagite consiste na inflamação da mucosa que recobre o interior do esôfago. Pode vir acompanhada de um estreitamento no ... Fey A, ;Kotze LM, ;Serapião M. ; Esofagite eosinofílica: revisão de literatura. Revista On-line da Associação Catarinense de ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Esofagite
*  Esofagite eosinofílica - Wikipedia
Esofagite eosinofílica é uma doença inflamatória crônica do esôfago. Geralmente cursa com disfagia. Deve ser suspeitada quando ... As amostras obtidas pelas biópsias devem ser examinadas por um patologista, que faz o diagnóstico de esofagite eosinofílica ... Doença do refluxo gastroesofágico Referências: Fey A, ;Kotze LM, ;Serapião M. ; Esofagite eosinofílica: revisão de literatura. ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Esofagite_eosinof%C3%ADlica
*  Esofagite Erosiva | MedicinaNET
A disfagia é comum no contexto de pirose de longa data e, muitas vezes, é atribuível à esofagite de refluxo, mas pode ser ... esofagite erosiva: caracteriza-se por rupturas visíveis endoscopicamente na mucosa esofágica distal com ou sem sintomas ...
  http://medicinanet.com.br/conteudos/casos/7407/esofagite_erosiva.htm
*  Tratamentos para a esofagite erosiva
A esofagite erosiva é uma condição que ocorre com mais frequência como resultado de um problema subjacente. As opções de ... Esofagite erosiva: uma definição. O esôfago é o tubo muscular que liga a garganta ao estômago. O músculo esfíncter, localizado ... A esofagite erosiva é uma condição que ocorre com mais frequência como resultado de um problema subjacente. As opções de ... O refluxo ácido ou DRGE (doença do refluxo gastroesofágico) é uma das principais causas da esofagite erosiva; no entanto, ...
  http://www.ehow.com.br/tratamentos-esofagite-erosiva-sobre_32471/
*  quem tem esofagite pode usar remedio fitoterapico | Remedios Naturais
"quem tem esofagite pode usar remedio fitoterapico". Veja aqui Curas Caseiras, Mesinhas, sobre Quem tem esofagite pode usar ...
  http://www.remedios-naturais.com/search/quem-tem-esofagite-pode-usar-remedio-fitoterapico/
*  Saúde: azia e esofagite - Mulheres (31/01/17) | Videos Populares
... azia e esofagite - Mulheres (31/01/17). Assista Aqui ! Curta, Compartilhe, Comente... ;) (Y) ... Saúde: azia e esofagite - Mulheres (31/01/17) 31/01/2017. Vídeos Populares Programa Mulheres ... O #GazetaMulheres tira todas as suas dúvidas sobre os mitos e verdades da #azia e #esofagite! ...
  http://videospopulares.com.br/tv-online/saude-azia-e-esofagite-mulheres-310117/
*  SBlogI: JOURNAL CLUB - IBA: ESOFAGITE EOSINOFÍLICA: DESVENDANDO NOVOS MECANISMOS DE ALERGIA
... publicado na Nature Medicine demonstrou que os mecanismos imunológicos envolvidos com a patogênese e a progressão da esofagite ...
  http://blogdasbi.blogspot.com/2013/09/journal-club-iba-esofagite-eosinofilica.html
*  Esofagite: tudo o que você precisa saber sobre esta patologia - saudavel-dentrofora
Pode esofagite ser prevenida?. Prevenção da esofagite é principalmente devido ao refluxo gastroesofágico, que é a causa da ... Reconhecendo esofagite?. Não é porque você sofre de gástrica queimaduras que você necessariamente tem uma esofagite. Longe de ... Esofagite: tudo o que você precisa saber sobre esta patologia admin Abril 4, 2017. No Comments ... A esofagite, kézako ?. Conecta a boca ao estômago, o esôfago pode ser comparado a um tubo de cerca de trinta centímetros. Uma ...
  http://saudavel-dentrofora.info/esofagite-tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-esta-patologia/
*  PROGRAMA NORDESTE PRA FRENTE: Cure Esofagite, Refluxo de Ácido, Azia, H. Pylori, Úlcera, Gastrite
Se ligue! Darlene Senna, comunicadora, cantora, cristã, produtora , documentarista ,roteirista de rádio e tevê é simplesmente teleguiada por Deus e sua fé nesse pai tão amoroso e fiel com seus textos inspirados , provérbios,projetos e contos exclusivos de sua autoria, protegidos pela lei dos direitos autorais,também propaga a sua fé iluminando por onde passa com a doce palavra do evangelho,semeando com amor esta linda semente,transformando a vida de quem crê. A mesma agradece a todos que compartilham esta fé nesse DEUS Poderoso e amoroso. PAZ DO SENHOR A TODOS .Extraído do livro (JESUS O MAIOR LIDER QUE JÁ EXISTIU)! Jesus considerava julgar os outros um grande desperdício de energia. Ele afimfmou muitas vezes que não viera para julgar,mas paa ajudar. Gastou sua enrgia para criar e restaurar.Julgar os outros não era seu ofício. Jesus dizia que não julgava as pessoas. As palavras delas é que serviam para julgá-las (Mateus12:36).Ele conhecia nosso senso de responsabilidade e ...
  http://nordesteprafrente.blogspot.com/2015/12/cure-esofagite-refluxo-de-acido-azia-h_63.html
*  Auto-hemoterapia curou espinhas, fungos, candidíase, rinite alérgica, gastrite, esofagite, hérnia de hiato e refluxo - Auto...
Auto-hemoterapia curou espinhas, fungos, candidíase, rinite alérgica, gastrite, esofagite, hérnia de hiato e refluxo ... esofagite, hérnia de hiato e refluxo é muito difícil eu tomar hoje em dia, o que antes eram diários.Já tem quase cinco anos que ...
  http://auto-hemoterapia.blogs.sapo.mz/auto-hemoterapia-curou-espinhas-fungos-123436
*  Dor no esôfago: entenda as causas e como tratar - Tua Saúde
... esofagite, espasmo esofágico ou, até, câncer. Saiba a lista das principais causas, e confira como identificar os sintomas e ... 2. Esofagite. A esofagite é a inflamação do esôfago, uma complicação que afeta algumas pessoas portadoras da doença do refluxo ... esofagite eosinofílica ou esofagite corrosiva, devido à ingestão de substâncias cáusticas ou ácidas. ... Outras causas de esofagite incluem infecções por fungos, herpes ou citomegalovírus, pós-radiação durante o tratamento do câncer ...
  https://www.tuasaude.com/dor-no-esofago/
*  Sialorreia - Wikipédia, a enciclopédia livre
Esofagite. *Inflamação da boca. *Envenenamento. *Sobredosagem de medicamentos. *uso de medicamentos com esse efeito secundário ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Sialorreia
*  Ranitidina - Wikipédia, a enciclopédia livre
Esofagite péptica. Reações adversas[editar , editar código-fonte]. O uso de ranitidina apresenta poucas manifestações adversas ... Ranitidina, na forma de cloridrato é um antagonista do receptor H2, também usado no tratamento de úlceras, esofagite. ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Ranitidina
*  Cirurgia para refluxo trata DRFG e hérnia de hiato | Minha Vida
Ao evitar o refluxo, a cirurgia previne a evolução da esofagite para problemas como esôfago de Barrett, câncer de esôfago, ... Procedimento previne evolução da esofagite para problemas como esôfago de Barrett e câncer. ...
  http://www.minhavida.com.br/saude/tudo-sobre/18624-cirurgia-para-refluxo
*  Sindrome de Fournier
Esofagite de refluxo. ? Sindrome de Zollinger-Ellison. ? Erradicação do helicobacter pylori (associado a terapia antimicrobiana ... Esofagite de refluxo. Procedimentos radiológicos do tubo digestivo.. Contra-indicações. Hipersensibilidade à metoclopramida. ...
  https://www.webartigos.com/artigos/sindrome-de-fournier/68729/
*  Bibliomed - Revistas médicas
Diagnóstico de esofagite eosinofílica. Artigo * Abordagem do paciente com Ascite. Artigo * Abordagem Terapêutica da ...
  http://www.bibliomed.com.br/lib/showcat.cfm?LibCatID=20024&titulo=gastroenterologia.html
*  VITERGAN PRE-NATAL - Bula VITERGAN PRE-NATAL
... esofagite (inflamação do esôfago); azia. Distúrbios hematológicos: eosinofilia (aumento anormal do número de eosinófilos no ... esofagite; azia. Distúrbios hematológicos: eosinofilia. Distúrbios Musculares: fadiga. Distúrbios do Sistema Nervoso: cefaleia ...
  http://www.medicinanet.com.br/bula/5460/vitergan_pre_natal.htm
*  Revista Cassems by Contém Comunicação - issuu
... esofagite, gastrite, úlceras, apendicite, constipação intestinal, diarreia, hemorroidas, verminoses, hepatites, litíase ... Esofagite, • Refluxo gastroesofágico, • Osteoporose, • Cirurgia Bariátrica, • Diverticulite, • Litíase Renal, • Hipotensão, • ...
  https://issuu.com/contemcomunicacao/docs/revistacassems_1_edi__o
*  PREDNISOLONA - Bula PREDNISOLONA
Gastrintestinais: podem ocorrer pancreatite e esofagite ulcerativa. Ulceração péptica é uma complicação ocasional. A elevada de ... Gastrintestinais: úlcera péptica com possível perfuração e hemorragia; pancreatite; distensão abdominal; esofagite ulcerativa. ...
  http://www.medicinanet.com.br/bula/4207/prednisolona.htm
*  EXEMPLOS DE COBERTURA | Por que escolher o viva vida? | PO | VIVAVIDA! Seguro de saúde e vida
Esofagite de refluxo. \32,740. 29. Lesão no dedo indicador direito. \32,120. 30. Inflamação na perna esquerda. \31,630. ...
  http://vivavida.net/po/whyvivavida/case/
*  Pantoprazol | MedicinaNET
úlcera do estômago; esofagite de refluxo: 40 mg por dia, durante 4 semanas, podendo prolongar o tratamento até 8 semanas, se ...
  http://www.medicinanet.com.br/conteudos/medicamentos/1062/pantoprazol.htm
*  Prefeitura de Campo Novo - RS
Esofagite, Gastrite e Doença Ulcerosa Péptica. Hepatites. Parasitoses. Lombociatalgias. Ansiedade e depressão. Doenças ...
  https://www.pciconcursos.com.br/concurso/prefeitura-de-campo-novo-rs-25-vagas
*  Prefeitura de Santa Helena de Goiás - GO
... esofagite, colecistite, apendicite, gastrite; sistema glandular: Diabetes Mellitus, hipertireoidismo; sistema renal e ...
  https://www.pciconcursos.com.br/concurso/prefeitura-de-santa-helena-de-goias-go-167-vagas

Esofagite: A esofagite consiste na inflamação da mucosa que recobre o interior do esôfago. Pode vir acompanhada de um estreitamento no interior do conduto (estenose esofágica).Hérnia de hiato: A hérnia de hiato caracteriza-se por uma fraqueza do músculo diafragma. Este músculo divide o abdómen do tórax, e é por um espaço neste músculo, conhecido por hiato esofágico, que o esófago penetra na cavidade abdominal.Gastroenterite eosinofílicaPirose: Pirose (do grego "pýrosis", ação de queimar) ou azia, é a sensação de ardor (queimação), que tem início na parte posterior do esterno e que se propaga através de ondas ou golfadas, até a faringe, fazendo-se acompanhar de eructação com acidez e aumento da salivação. A pirose pode ser sintoma de algumas doenças como refluxo gastroesofágico, ou indicativo de processos irritativos ou inflamação ocorrente no esôfago.Inibidor da bomba de protões: Os Inibidores da bomba de protões/prótons são um grupo de fármacos, que são usados no tratamento de úlceras gastrointestinais. Substituiram largamente na última década os anti-histamínicos H2, com mais efeitos secundários, nessa função.Omeprazol: Omeprazol é um medicamento da classe dos inibidores da bomba de protões (ou prótons), usado como antiulceroso. É um pó branco ou quase branco, muito pouco solúvel na água.Fundoplicação de Nissen: Fundoplicatura de Nissen, ou simplesmente Fundoplicatura, é um procedimento cirúrgico realizado para tratar doença do refluxo gastroesofágico e hérnia de hiato. Considerada a mais usada técnica operatória para tratar a doença do refluxo gástro-esofágico (DRGE).Óleo vermelho: Óleo vermelho pode significar:Sucralfato: Sucralfato é um fármaco utilizado como antiulceroso, principalmente no tratamento de úlceras do trato digestivo. É um fármaco que atua formando um complexo com o exsudato do tecido lesado, na mucosa gástrica, dessa forma protegendo-o.Lansoprazol: Lansoprazol é um fármaco utilizado no tratamento de úlcera péptica, refluxo gastroesofágico, síndrome de Zollinger-Ellison. Em associação com antibióticos é empregado na erradicação do Helicobacter pylori.Movimento peristáltico: Movimentos peristálticoÁcido clorídricoEsomeprazol: Esomeprazol é um princípio ativo do grupo de fármacos inibidor da bomba de prótons. É um isômero S do omeprazol.Granulócito eosinófilo: Granulócitos eosinófilos, geralmente chamados de eosinófilos (ou, menos comumente, acidófilos), são células do sistema imune responsáveis pela ação contra parasitas multicelulares e certas infecções nos vertebrados. Junto com os mastócitos, também controlam mecanismos associados com a alergia e asma. Desenvolvem-se na medula óssea (hematopoiese) antes de migrar para o sangue periférico.Flato vaginal: ←Flatos vaginais, gases vaginais, ou ainda garrulitas vulvae (do grego garrulitas: gorjeio, loquacidade, tagarelice), é o nome dado aos gases expulsos da vagina, geralmente, durante o ato sexual, que fazem os pequenos e grandes lábios vibrarem. Geralmente não possui odor, exceto se a mulher apresentar corrimento patológico.RanitidinaRoux: Roux (do francês vermelho alaranjado ou ruivo ”). Significado de “roux, rousse” no Dicionário Michelis de Francês) é uma preparação originária da culinária da França utilizada como base para molhos, sopas ou guisados; consiste em cozinhar farinha de trigo em manteiga derretida, até formar um creme espesso e homogéneo.Antiácido: Os antiácidos são medicamentos que aumentam o pH gástrico, neutralizando o ácido clorídrico (HCl) liberado pelas células gástricas (células parietais). São amplamente empregados na medicina humana (automedicação).CisapridaBrownea: Brownea é um género botânico pertencente à família Fabaceae.Metaplasia: Metaplasia é uma alteração reversível quando uma célula adulta, seja epitelial ou mesenquimal, é substituída por outra de outro tipo celular.Faringe: A faringe é porção da anatomia que conecta o nariz e a boca à laringe e ao esôfago. É um canal comum ao aparelho digestivo e ao aparelho respiratório.Sulfóxido: Um sulfóxido é um composto de estrutura R2S=O, em que R não é hidrogénioVictor Gold, IUPAC Gold Book, sulfoxides. Estes compostos contém um grupo sulfinilo ligado a dois átomos de carbono; também pode ser considerados como tioéteres oxidados.Síndrome de Boerhaave: A Síndrome de Boerhaave é a ruptura espontânea do esôfago, ocorre subitamente e gera risco de morte. Em 80% dos casos é precedida por episódios de vômitos intensos.