Dermatite Atópica: Doença inflamatória crônica da pele, determinada geneticamente, marcada pela habilidade elevada em formar reagina (IgE), com suscetibilidade aumentada à rinite alérgica e asma, e disposição hereditária para um limiar diminuído para prurido. Manifesta-se por liquenificação, escoriação e crostas, principalmente nas superfícies das curvaturas do cotovelo e joelho. Em recém-nascidos, é conhecida como eczema infantil.Dermatite: Qualquer inflamação da pele.Dermatite Alérgica de Contato: Dermatite de contato devido à sensibilização alérgica a várias substâncias. Estas substâncias produzem subsequentemente reações inflamatórias na pele de indivíduos que possuem hipersensibilidade adquirida às mesmas, como resultado de uma exposição prévia.Dermatite Herpetiforme: Doença papulovesicular, crônica, rara, caracterizada por uma erupção prurítica intensa, consistindo de várias combinações de lesões bolhosas, vesiculares, papulares, eritematosas ou simétricas. A doença é fortemente associada com a presença de antígenos HLA-B8 e HLA-DR3. Uma variedade de diferentes autoanticorpos foi detectada em pequeno número, em pacientes com dermatite herpetiforme.Dermatite Seborreica: Doença cutânea inflamatória crônica, de etiologia desconhecida. Caracteriza-se por ERITEMA moderado, escamação gordurosa, úmida ou seca, com pedaços amarelos encrustados em várias áreas, especialmente no couro cabeludo, que se esfolia como caspa. A dermatite seborreica é comum em crianças e adolescentes com INFECÇÕES POR HIV.Dermatite Ocupacional: Dermatite de contato recidivante causada por substâncias encontradas no local de trabalho.Dermatite Irritante: Dermatite de contato não alérgica causada pela exposição prolongada a agentes irritantes e não explicada por mecanismos de hipersensibilidade tardia.Dermatite de Contato: Tipo de reação cutânea crônica ou aguda, na qual a sensibilidade é manifestada pela reatividade a materiais ou substâncias mantidos em contato com a pele. Pode envolver mecanismos alérgicos ou não alérgicos.Testes do Emplastro: Testes dermatológicos nos quais um sensibilizador é aplicado a um pedaço de tecido de algodão ou gaze, mantido no local por aproximadamente 48-72 horas. É utilizado para provocar uma reação de hipersensibilidade de contato.Dermatite Perioral: Erupção papular de etiologia desconhecida que progride para eritema papular residual e escamação geralmente limitada à área em torno da boca, e que ocorre quase exclusivamente em mulheres jovens; pode também ser localizada ou estender-se, comprometendo as pálpebras e área adjacente da glabela da testa (dermatite periocular). (Dorland, 28a ed)Dermatite Esfoliativa: Comprometimento muito disseminado da pele por uma dermatite eritematosa escamosa ocorrendo como um processo secundário ou reativo a uma doença cutânea subjacente (e.g., dermatite atópica, psoríase, escabiose, líquen plano) ou como uma doença primária ou idiopática, e muitas vezes associada com perda de pelos e unhas, hiperceratose das palmas e plantas, prurido, e algumas vezes efeitos fisiológicos secundários graves e debilitantes. (Dorland, 28a ed)Prurido: Sensação de coceira intensa que produz a necessidade de friccionar ou coçar a pele para obter alívio.Radiodermatite: Reação inflamatória cutânea que ocorre como resultado da exposição à radiação ionizante.Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.Dermatoses FaciaisImunoglobulina E: Imunoglobulina associada com MASTÓCITOS. A superexpressão tem sido associada com hipersensibilidade alérgica (HIPERSENSIBILIDADE IMEDIATA).Fármacos Dermatológicos: Fármacos usados para o tratamento ou prevenção de afecções cutâneas ou para o cuidado habitual com a pele.Emolientes: Substâncias oleaginosas usadas topicamente para aliviar, amaciar ou proteger a pele ou as mucosas. Também usados como veículos para outros agentes dermatológicos.Dermatoses da Mão: Lesões cutâneas das mãos, que podem ter diversas etiologias, tais como infecciosas, irritativas, alérgicas, etc.Dermatite Digital: Dermatite infecciosa altamente contagiosa com lesões próximas aos espaços interdigitais, geralmente em bovinos. Causa desconforto e frequentemente COXEADURA ANIMAL. As lesões podem ser erosivas ou proliferativas e semelhantes a verrugas com projeções papilares e pelos hipertrofiados. DICHELOBACTER NODOSUS e TREPONEMA são os agentes causadores mais comumente associados a esta doença infecciosa bacteriana mista.Eczema: Dermatite papulovesicular que ocorre como reação a muitos agentes endógenos e exógenos, caracterizada na fase aguda por eritema, edema associado com um exsudato seroso entre as células da epiderme (espongiose) e um infiltrado inflamatório na derme, exsudação e vesiculação, e encrostamento e escamação, além de sinais de escoriações e hiperpigmentação ou hipopigmentação ou ambas. Dermatite atópica é o tipo mais comum de dermatite. (Dorland, 28a ed)Dermatopatias Parasitárias: Doenças de pele causadas por ARTRÓPODES, HELMINTOS ou outros parasitas.Dermatite Fotoalérgica: Hipersensibilidade tardia envolvendo a reação entre a luz solar ou outra fonte de energia radiante e uma substância química à qual o indivíduo tenha sido previamente exposto e sensibilizado. Manifesta-se como dermatite exsudativa ou eczematosa papulovesicular, ocorrendo principalmente nas áreas da pele expostas ao sol.Dermatite das Fraldas: Tipo de dermatite irritante localizada na área de contato com uma fralda e ocorrendo principalmente como uma reação ao contato prolongado com urina, fezes, ou sabão ou detergente retido.Administração Tópica: Aplicação de preparações de droga às superfícies do corpo, especialmente na pele (ADMINISTRAÇÃO CUTÂNEA) ou nas mucosas. Este método de tratamento é usado para evitar efeitos colaterais sistêmicos quando doses altas são necessárias a uma área localizada ou como uma via alternativa de administração sistêmica, por exemplo, para evitar o processo hepático.Schistosomatidae: Família de trematódeos sanguíneos da classe Trematoda que são encontrados em animais e no homem. Inclui os gêneros Heterobilharzia, Schistosomatium, Schistosoma, Ornithobilharzia, Bilharziella, Trichobilharzia, Pseudobilharzia e Austrobilharzia.Pomadas: Preparações semissólidas usadas topicamente para obtenção de efeitos emolientes protetores ou como veículo para administração local de medicamentos. As bases das pomadas são várias misturas de gorduras, ceras, óleos animais e vegetais, e hidrocarbonetos sólidos e líquidos.Dermatite por Toxicodendron: Dermatite alérgica de contato devido à exposição a plantas do gênero Rhus (Toxicodendron) (toxicodendro, sumagre venenoso), que contêm urushiol, um potente agente sensibilizador da pele. (Dorland, 28a ed)Psoríase: Doença cutânea inflamatória, crônica, comum, determinada geneticamente, caracterizada por placas escamosas arredondadas, eritematosas, secas. As lesões têm predileção por unhas, couro cabeludo, genitália, superfícies extensoras e a região lombossacral. A epidermopoese acelerada é considerada como a característica patológica fundamental na psoríase.Irritantes: Drogas que agem localmente nas superfícies cutâneas ou mucosas para produzir inflamação. As que causam rubor devido à hiperemia são rubefacientes, as que produzem bolhas são vesicantes, e as que penetram nas glândulas sebáceas e causam abscessos são pustulantes. O gás lacrimogênio e o gás mostarda também são irritantes.Alérgenos: Substâncias do tipo antígeno que produzem HIPERSENSIBILIDADE IMEDIATA.Creme para a Pele: Preparação medicinal solúvel em água aplicada à pele.DermatopatiasOxazolona: Agente imunológico adjuvante e sensibilizante.Antipruriginosos: Agentes, geralmente tópicos, que aliviam a coceira (prurido).Hipersensibilidade Alimentar: Distúrbios gastrointestinais, erupções cutâneas ou choque causados por reações alérgicas aos alérgenos ingeridos nos alimentos.Erupção por Droga: Reações cutâneas adversas causadas por ingestão, uso parenteral ou aplicação local de uma droga. Podem assumir vários padrões morfológicos e produzir vários tipos de lesões.Dermatomicoses: As infecções superficiais da pele ou seus apêndices por um de vários fungos.Eritema: Vermelhidão da pele produzida pela congestão dos capilares. Esta afecção pode resultar de uma variedade de causas.Erupção Variceliforme de Kaposi: Erupção vesículo-pustular disseminada causada pelo vírus do herpes simples (Herpesvirus Hominis), o VÍRUS DA VACINIA ou pela Varicela zoster (HERPESVIRUS 3 HUMANO). Normalmente é sobreimposta a uma dermatite atópica pré-existente que pode ser ativa ou inativa (DERMATITE ATÓPICA).Perda Insensível de Água: Perda de água por difusão através da pele e por evaporação do trato respiratório.Rosácea: Transtorno cutâneo principalmente de convexidades da parte central da FACE, como TESTA, BOCHECHA, NARIZ e QUEIXO. Caracteriza-se por RUBOR, ERITEMA, EDEMA, RINOFIMA, pápulas e sintomas oculares. Pode ocorrer em qualquer idade, porém sua manifestação é mais típica após os 30 anos de idade. Há vários tipos de rosáceas: eritematotelangiectásica, papulopustular, fimatosa e ocular. (Tradução livre do original: National Rosacea Society's Expert Committee on the Classification and Staging of Rosacea, J Am Acad Dermatol 2002; 46:584-7).Testes Cutâneos: Aplicação epicutânea ou intradérmica de um sensibilizador para demonstração de hipersensibilidade retardada ou imediata. Usado no diagnóstico de hipersensibilidade ou como testes para imunidade celular.Dinitrofluorbenzeno: Irritantes e reagentes para a marcação de grupamentos terminais de aminoácidos.Luvas Protetoras: Coberturas para as mãos, usualmente com separações para os dedos, feitas de vários materiais, para proteção contra infecções, substâncias tóxicas, extremos de calor e frio, radiações, imersão em água, etc. As luvas podem ser usadas por pacientes, pessoas que cuidam, donas-de-casa, trabalhadores de laboratório e indústria, policiais, etc.Queratinócitos: Células epidérmicas que sintetizam queratina, e que passam por transformações características durante sua movimentação em direção à superfície, saindo das camadas basais da epiderme até a camada queratinizada (córnea) da pele. Os estágios sucessivos de diferenciação dos queratinócitos que formam as camadas da epiderme são: célula basal, célula espinhosa e célula granulosa.Epiderme: Camada externa (não vascularizada) da pele. É composta (de dentro para fora) por cinco camadas de EPITÉLIO: camadas (estratos) basal, espinhosa, granulosa, lúcida e córnea (da epiderme).Higiene da Pele: Manutenção do estado higiênico da pele sob condições ótimas de limpeza e conforto. Os cuidados efetivos da pele são lavagem apropriada, banho, purificação e uso de sabões, detergentes, óleos, etc. Em vários estados de doenças são utilizadas soluções e unguentos terapêuticos e protetores. O cuidado com a pele é particularmente importante em várias ocupações, na exposição à luz solar, em neonatos e em ÚLCERA DE PRESSÃO.Orelha Externa: Parte externa do sistema auditivo do corpo. Inclui o PAVILHÃO AURICULAR (semelhante a uma concha), que coleta o som, MEATO ACÚSTICO EXTERNO, MEMBRANA TIMPÂNICA, e as CARTILAGENS DA ORELHA EXTERNA.Transtornos Autoinduzidos: Transtornos caracterizados por sintomas físicos ou psicológicos que não são reais, genuínos ou naturais.Cloreto de Picrila: Hapteno que estimula a geração de células supressoras capazes de diminuir a regulação da fase eferente da hipersensibilidade por contato específica ao trinitrofenol. (Tradução livre do original: Arthritis Rheum 1991 Feb;34(2):180).Glutens: Prolaminas no endosperma de SEMENTES da tribo Triticeae que inclui espécies de TRIGO, CEVADA e CENTEIO.Dermatopatias Vesiculobolhosas: Doenças cutâneas caracterizadas por distribuições locais ou generalizadas de bolhas. São classificadas de acordo com o sítio e modo de formação da bolha. As lesões podem surgir espontaneamente ou serem precipitadas por infecções, trauma, ou luz solar. As etiologias incluem fatores genéticos e imunológicos.Intertrigo: Dermatite superficial que ocorre nas superfícies cutâneas, quando entram em contato uma com a outra, como as axilas, dobras do pescoço, prega intergluteal, entre os dedos dos pés, etc. A obesidade é um fator predisponente. A afecção é causada por umidade e fricção e é caracterizada por eritema, maceração, queimadura e exsudação.Casco e Garras: Anexos altamente queratinizados que são afiadas e curvas, ou achatadas e com bordas pontiagudas. São encontrados principalmente na terminação dos membros em certos animais.Cosméticos: Substâncias [produzidas] com a intenção de serem aplicadas no corpo humano para limpeza e embelezando, promovendo atratividade ou alterando a aparência, sem afetar a estrutura ou as funções do corpo. Estão incluídas nesta definição os cremes para pele, loções, perfumes, batons, esmaltes para unha, preparações para maquiagem facial e dos olhos, ondas permanentes, cores de cabelo, cremes dentais, desodorizantes, bem como qualquer material dirigido para uso como componente de um produto cosmético.Dermatopatias Infecciosas: As doenças de pele causadas por bactérias, fungos, parasitas e vírus.Administração Cutânea: Aplicação de doses adequadas de medicamentos na pele para efeitos locais ou sistêmicos.Dermatologia: Especialidade médica voltada para a pele, sua estrutura, funções, doenças e tratamentos.FenilenodiaminasHipersensibilidade: Reatividade alterada a um antígeno, podendo resultar em reações patológicas consequentes à exposição subsequente àquele antígeno particular.Infecções Cutâneas Estafilocócicas: As infecções da pele causadas por bactérias do gênero STAPHYLOCOCCUS.Doenças do Pé: Transtornos anatômicos e funcionais afetando o pé.Proteínas de Filamentos Intermediários: Filamentos de 7-11 nm de diâmetro encontrados no citoplasma de todas as células. Muitas proteínas específicas pertencem a este grupo, por exemplo, a desmina, vimentina, decamina, esqueletina, neurofilina, proteína neurofilamento e proteína ácida fibrilar da glia.Joias: Objetos de metal precioso geralmente contendo gemas e usados para melhorar a aparência pessoal. As preocupações relacionadas à saúde incluem a possível contaminação por chumbo ou bactérias.Dermatopatias Virais: As doenças de pele causadas por vírus.Úlcera CutâneaAntialérgicos: Fármacos usados para tratar reações alérgicas. A maioria age impedindo a liberação de mediadores inflamatórios ou inibindo as ações dos mediadores liberados em suas células alvo.Doença Celíaca: Síndrome de malabsorção precipitada pela ingestão de alimentos que contêm GLÚTEN, como trigo, centeio e cevada. Caracteriza-se por INFLAMAÇÃO do INTESTINO DELGADO, perda da estrutura de MICROVILOSIDADES, falha na ABSORÇÃO INTESTINAL e DESNUTRIÇÃO.Preparações para Cabelo: Preparados para penteado, lavagem e produtos que modificam as condições anteriores para aplicação tópica no cabelo, em geral humano. Incluem sprays, clareadores, colorantes, condicionadores, enxaguantes, xampus, loções nutrientes, etc.Infestações por Ácaros: Infestações com artrópodes da subclasse ACARI, superordem Acariformes.Hipersensibilidade Imediata: Reações de hipersensibilidade que ocorrem minutos após a exposição de antígenos provocadores, devido à liberação de histamina seguida à reação de antígeno-anticorpo, causando contração de músculo esquelético e aumento na permeabilidade vascular.Vaselina: Sistema coloidal de hidrocarbonetos semissólidos obtidos a partir do PETRÓLEO. É utilizado como base para unguentos, como protetor tópico e lubrificante.Células Th2: Subgrupo dos linfócitos T auxiliadores-indutores que sintetizam e secretam as interleucinas IL-4, IL-5, IL-6 e IL-10. Estas citocinas influenciam o desenvolvimento das células B, a produção de anticorpos e também provocam o aumento das respostas humorais.Tacrolimo: Macrolídeo isolado a partir do caldo da cultura de cepas de Streptomyces tsukubaensis que tem uma forte atividade imunossupressora 'in vivo', prevenindo a ativação de linfócitos T em resposta a estímulos antigênicos e mitogênicos 'in vitro'.Hipersensibilidade ao Látex: Reação alérgica a produtos que contêm látex de borracha natural, como luvas de borracha, preservativos, cateteres, diques dentais, balões e equipamentos de esportes. Podem ocorrer tanto respostas alérgicas, mediadas por células T (HIPERSENSIBILIDADE TARDIA), quanto as mediadas por anticorpos IgE (HIPERSENSIBILIDADE IMEDIATA). A hipersensibilidade tardia resulta da exposição a antioxidantes presentes na borracha; a hipersensibilidade imediata resulta da exposição a uma proteína do látex.Infecções por Treponema: As infecções por bactérias do gênero TREPONEMA.Índice de Gravidade de Doença: Níveis dentro de um grupo de diagnósticos estabelecidos por vários critérios de medição aplicados à gravidade do transtorno de um paciente.Doenças do Cão: Doenças do cão doméstico (Canis familiaris). Este termo não inclui doenças de cães selvagens, LOBOS, RAPOSAS e outros Canidae, para os quais o termo CARNÍVOROS é utilizado.Dermatoses do Pé: Doenças cutâneas do pé, geral ou inespecífica.Quimiocina CCL27: Quimiocina tipo CC com especificidade para os RECEPTORES CCR10. É constitutivamente expressa na pele e pode desempenhar um papel no tráfego das CÉLULAS T durante a INFLAMAÇÃO cutânea.Dapsona: Sulfona ativa contra um ampla espectro de bactérias, mas é principalmente empregada por suas ações contra a MYCOBACTERIUM LEPRAE. Seus mecanismos de ação são provavelmente similares aos das SULFONAMIDAS, que envolvem a inibição da síntese do ácido fólico em organismos suscetíveis. É também utilizada com a PIRIMETAMINA no tratamento da malária.Urticária: Reação vascular da pele, caracterizada por eritema e formação de feridas devido ao aumento localizado da permeabilidade vascular. O mecanismo causativo pode ser alergia, infecção ou estresse.Níquel: Oligoelemento com símbolo atômico Ni, número atômico 28 e massa atômica 58,69. É um cofator da enzima UREASE.Candidíase Cutânea: Candidíase da pele que pode ser manifestada sob a forma de lesões semelhantes a eczema dos espaços interdigitais, perleche ou paroníquia crônica. (Dorland, 28a ed)Dermatoses da Perna: Termo inespecífico utilizado para indicar qualquer lesão cutânea ou grupo de lesões, ou erupções de qualquer tipo na perna. (Stedman, 25a ed)Fluocinonida: Glicocorticoide tópico utilizado no tratamento de ECZEMA.Dermatoses do Couro CabeludoÁcaros: Qualquer artrópode da subclasse ACARI, exceto os CARRAPATOS. São animais minusculos aparentados das aranhas cujo corpo geralmente é transparente ou semitransparente. Podem parasitar humanos e animais domésticos, causando várias irritações na pele (ACARIDÍASE). Muitas espécies de ácaros são importantes na medicina (humana e veterinária) como parasitas e vetores. Ácaros também infestam plantas.Orelha: Sistema auditivo e de equilíbrio do corpo. Consiste em três partes: ORELHA EXTERNA, ORELHA MÉDIA e ORELHA INTERNA. As ondas sonoras são transmitidas através deste órgão, onde vibrações são transduzidas para [outra forma de] sinais que passam pelo nervo acústico para o SISTEMA NERVOSO CENTRAL. A orelha interna contém ainda o órgão vestibular, que mantém o equilíbrio transduzindo sinais para o NERVO VESTIBULAR.Interleucina-4: Fator solúvel produzido por LINFÓCITOS T ativados, que induz a expressão dos GENES CLASSE II do COMPLEXO II HISTOCOMPATIBILIDADE (MHC) e os RECEPTORES FC nos LINFÓCITOS B e causa sua proliferação e diferenciação. Age também nos linfócitos T, MASTÓCITOS, e em várias outras células da linhagem hematopoiética.Foliculite: Inflamação dos folículos, principalmente folículos capilares.Líquen Plano: Doença prurítica, inflamatória, da pele e mucosas, podendo ser tanto generalizada como localizada. É caracterizada por pápulas planas, púrpuras distintas, que possuem uma predileção pelo tronco e superfícies das curvas. As lesões podem ser discretas ou unir-se para formar placas. Histologicamente, há um padrão tipo "dente serrado" de hiperplasia epidérmica e alteração vacuolar da camada basal da epiderme, juntamente com um infiltrado inflamatório dérmico superior intenso, composto predominantemente por células-T. A etiologia é desconhecida.Antagonistas dos Receptores Histamínicos H1: Fármacos que se ligam seletivamente aos receptores H1 da histamina, bloqueando assim a ação da histamina endógena, mas sem ativar os receptores H1. Estão incluídos aqui os anti-histamínicos clássicos que antagonizam ou impedem a ação da histamina principalmente na hipersensibilidade imediata. Eles agem nos brônquios, nos capilares, e sobre alguns outros músculos lisos, sendo usados para impedir ou aliviar o enjoo que ocorre durante a viagem (motion sickness), a rinite sazonal, a dermatite alérgica e ainda para induzir sonolência. Os efeitos do bloqueio dos receptores H1 do sistema nervoso central ainda não são bem compreendidos.Molusco Contagioso: Infecção viral comum, benigna, usualmente autolimitada da pele e ocasionalmente das conjuntivas por um poxvírus, transmitida por autoinoculação, contato estreito ou fômites. Afeta principalmente crianças, mas também pode ser vista em adolescentes e adultos, nos quais muitas vezes é sexualmente transmitida. A lesão característica, que ocorre isoladamente ou em grupos, é uma pápula umbilicada da cor da pele ou acinzentada que se torna branco-pérola e tem um centro caseoso que pode ser espremido e no qual podem ser encontradas inclusões intracitoplasmáticas, patognomônicas (corpos de molusco) contendo virions em replicação. (Dorland, 28a ed)Terapia Ultravioleta: Utilização de radiação eletromagnética ultravioleta no tratamento de doenças, geralmente da pele. Esta é a parte do espectro da soma que causa eritema solar e bronzeamento. A luz ultravioleta A, utilizada em PUVA, é mais próxima do visível e menos danosa que a ultravioleta B, que é ionizante.Quimiocina CCL17: Quimiocina tipo CC encontrada em níveis elevados no TIMO e que possui especificidade para os RECEPTORES CCR4. É sintetizada por CÉLULAS DENDRÍTICAS, CÉLULAS ENDOTELIAIS, QUERATINÓCITOS e FIBROBLASTOS.Treponema: Gênero de micro-organismos da ordem SPIROCHAETALES, muitos dos quais são patogênicos e parasitas dos seres humanos e outros animais.Ictiose Vulgar: Forma mais comum de ICTIOSE caracterizada por proeminente escamação, especialmente nas superfícies externas das extremidades. É herdada como caráter autossômico dominante.CorticosteroidesHaptenos: Pequenos determinantes antigênicos capazes de induzir uma resposta imune somente quando acoplados a um transportador. Os haptenos se ligam aos anticorpos, mas por si só não conseguem induzir uma resposta imune humoral.Pelagra: Doença devida à deficiência de NIACINA (vitamina do complexo B) ou seu precursor TRIPTOFANO. É caracterizada por DERMATITE esfoliativa que está frequentemente associada com DIARREIA e DEMÊNCIA (os três 'D's).Citocinas: Proteínas, que não são anticorpos, secretadas por leucócitos inflamatórios e por células não leucocíticas que agem como mediadores intercelulares. As citocinas diferem dos hormônios clássicos no sentido de que elas são produzidas por vários tecidos ou tipos celulares e não por glândulas especializadas. Elas geralmente agem localmente de modo parácrino ou autócrino em vez de endócrino.Mastócitos: Células granulares que são encontradas em quase todos os tecidos, muito abundantes na pele e no trato gastrointestinal. Como os BASÓFILOS, os mastócitos contêm grandes quantidades de HISTAMINA e HEPARINA. Ao contrário dos basófilos, os mastócitos permanecem normalmente nos tecidos e não circulam no sangue. Os mastócitos, provenientes das células-tronco da medula óssea, são regulados pelo FATOR DE CÉLULA-TRONCO.Dermatopatias Papuloescamosas: Grupo de dermatoses com sinais morfológicos distintos. A lesão primária geralmente é uma pápula, normalmente eritematosa, com um grau variado de escamas na superfície. As placas se formam através da união das lesões primárias.Pyroglyphidae: Família de ácaros do pó caseiro (super família Analgoidea, ordem Astigmata). Estão incluídos os gêneros Dermatophagoides e Euroglyphus.Eosinófilos: Leucócitos granulares com um núcleo que usualmente apresenta dois lobos conectados por um filamento delgado de cromatina. O citoplasma contém grânulos grosseiros e redondos que são uniformes quanto ao tamanho, e que se coram com eosina.Calendula: Gênero de plantas (família ASTERACEAE), cujos membros contêm CAROTENOIDES, óleos essenciais (ÓLEOS VOLÁTEIS), flavonoides, mucilagem, SAPONINAS e ESTERÓIS. As plantas são utilizadas tanto topicamente como internamente. O nome popular 'Calêndula' é usado também para TAGETES.Transtornos de Fotossensibilidade: Respostas anormais à luz solar ou luz artificial, devido à reatividade extrema de moléculas absorvedoras de luz nos tecidos. Refere-se quase que exclusivamente à fotossensibilidade cutânea, incluindo queimadura solar, reações devido à exposição prolongada repetida na ausência de fatores fotossensibilizantes, e reações que necessitam de fatores fotossensibilizantes, como agentes fotossensibilizantes e determinadas doenças. Com referência restrita ao tecido cutâneo, não inclui fotossensibilidade dos olhos à luz, como na fotofobia ou epilepsia fotossensível.Teste de Radioalergoadsorção: Radioimunoensaio in vitro para detecção de alergias em que os alérgenos são acoplados a um imunoadsorvente. Os alérgenos acoplados se ligam à IgE no soro de pacientes que, por sua vez, se ligam a anticorpos anti IMUNOGLOBULINA E marcados com radioisótopos.Infecções por Rhabditida: Infecções por nematódeos da ordem RHABDITIDA.Modelos Animais de Doenças: Doenças animais ocorrendo de maneira natural ou são induzidas experimentalmente com processos patológicos suficientemente semelhantes àqueles de doenças humanas. São utilizados como modelos para o estudo de doenças humanas.Fraldas para Adultos: Absorventes higiênicos planejados para serem usados como cuecas ou forros de calças por adultos.Antígenos de Dermatophagoides: Antígenos de ácaros domésticos (DERMATOPHAGOIDES), principalmente D. farinae e D. pteronyssinus. São proteínas encontradas em fezes ou extratos de ácaros que podem causar ASMA ou outras doenças alérgicas como rinite perene (RINITE ALÉRGICA PERENE) e DERMATITE ATÓPICA. Foram identificados mais de 11 grupos de ALÉRGENOS de Dermatophagoides. Os alérgenos do grupo I, como os Der f I e Der p I das duas espécies acima, estão entre os ácaros mais imunogênicos aos humanos.Derme: Camada de tecido conjuntivo vascularizado abaixo da EPIDERME. A superfície da derme contém papilas inervadas. Na derme (ou abaixo dela) encontram-se GLÂNDULAS SUDORÍPARAS, folículos pilosos (FOLÍCULO PILOSO) e GLÂNDULAS SEBÁCEAS.Interleucina-13: Citocina sintetizada por LINFÓCITOS-T que produz proliferação, mudança de isotipo da imunoglobulina e produção de imunoglobulina por LINFÓCITOS-B imaturos. Parece desempenhar um papel na regulação de respostas inflamatória e imune.Galactosilgalactosilglucosilceramidase: Enzima que catalisa a hidrólise de um ceramida tri-hexosídeo originando ceramida di-hexosídeo mais galactose.Hiperpigmentação: Pigmentação excessiva da pele, normalmente como resultado da melanização aumentada da epiderme ou derme, a hipermelanose. A hiperpigmentação pode ser localizada ou generalizada. A afecção pode surgir da exposição à luz, produtos químicos, outras substâncias ou de um desequilíbrio metabólico primário.Dermatite Fototóxica: Tipo de fotossensibilidade quimicamente induzida, não imunológica, produzindo uma dermatite algumas vezes vesicular. Resulta em hiperpigmentação e descamação das áreas da pele expostas à luz.Luvas Cirúrgicas: Luvas, usualmente de borracha, usadas por cirurgiões, médicos examinadores, dentistas e pessoal de saúde para proteção mútua, pessoal e do paciente.Erupções Liquenoides: Afecções nas quais ocorre dano histológico à epiderme inferior, juntamente com um infiltrado inflamatório crônico agrupado na derme papilar, prejudicando a interface entre a epiderme e a derme. O LÍQUEN PLANO é o protótipo de todas as erupções liquenoides. (Tradução livre do original: Rook et al., Textbook of Dermatology, 4th ed, p398)Dinitroclorobenzeno: Irritante na pele que pode causar dermatites tanto do tipo primária como alérgica. Sensibilização por contato com o dinitroclorobenzeno (DNCB) tem sido utilizada como medidor da imunidade celular. DNBC é também utilizado como reagente para a detecção e determinação de compostos de piridinas.Receptores CCR4: Receptores CCR com especificidade para QUIMIOCINA CCL17 e QUIMIOCINA CCL22. São expressados em níveis elevados em LINFÓCITOS T, MASTÓCITOS, CÉLULAS DENDRÍTICAS e CÉLULAS NK.Rinite Alérgica Perene: Inflamação da mucosa do nariz semelhante àquela encontrada na febre do feno exceto que os sintomas persistem ao longo do ano. As causas são normalmente alérgenos presentes no ar, particularmente poeiras, penas, fungos, pele animal, etc.Staphylococcus aureus: Bactérias potencialmente patogênicas encontradas em membranas nasais, pele, folículos pilosos e períneo de animais homeotermos. Podem causar diversos tipos de infecções e intoxicações.Anti-Inflamatórios: Agentes que reduzem ou eliminam a INFLAMAÇÃO.Lawsonia (Planta): Gênero de plantas (família LYTHRACEAE), fonte de Hena com atividade citotóxica.Biópsia: Remoção e avaliação patológica de amostras, na forma de pequenos fragmentos de tecido do corpo vivo.Asma: Forma de transtorno brônquico com três componentes distintos: hiper-responsividade das vias aéreas (HIPERSENSIBILIDADE RESPIRATÓRIA), INFLAMAÇÃO das vias aéreas e intermitente OBSTRUÇÃO DAS VIAS RESPIRATÓRIAS. É caracterizado por contração espasmódica do músculo liso das vias aéreas, RUÍDOS RESPIRATÓRIOS, e dispneia (DISPNEIA PAROXÍSTICA).Vestuário: Tecido ou outro material utilizado para cobrir o corpo.Células de Langerhans: Células apresentadoras de antígenos, recirculantes e dendríticas, contendo grânulos característicos em forma de raquete de tênis (grânulos de Birbeck). São encontradas principalmente na camada espinhosa da EPIDERME, e são ricas em moléculas do COMPLEXO PRINCIPAL DE HISTOCOMPATIBILIDADE Classe II. As células de Langerhans foram as primeiras células dendríticas a serem descritas, e têm sido um modelo de estudo para outras células dendríticas (CDs), especialmente outras CDs migratórias, como as CDs dérmicas e CÉLULAS DENDRÍTICAS INTERSTICIAIS.Rinite: Inflamação da MUCOSA NASAL, a mucosa que recobre as CAVIDADES NASAIS.Conjuntivite Alérgica: Conjuntivite devido à hipersensibilidade a vários alérgenos.Hipersensibilidade a Ovo: Reação alérgica a ovo, disparada pelo sistema imunológico.Superantígenos: Antígenos microbianos que têm em comum um efeito ativador extremamente potente sobre as células T que apresentam uma região variável específica. Os superantígenos fazem ligação cruzada (cross-link) entre a região variável e as proteínas MHC classe II, independentemente da ligação do peptídeo no pocket do receptor da célula T. O resultado é uma expansão transitória e morte subsequente, e anergia das células T com as regiões variáveis apropriadas.Erupções Acneiformes: Lesões eflorescentes visíveis da pele causadas por acne ou se assemelhando a acne. (Dorland, 28a ed, p. 19, 595)Terapia do Riso: Uso terapêutico do humor e riso para melhorar o bem-estar emocional e a saúde.Flurandrenolona: Corticosteroide usado topicamente no tratamento de vários transtornos dérmicos. É empregado geralmente como creme ou pomada, e também é usado como fita de polietileno com um adesivo. (Tradução livre do original: Martindale, The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p733)Sebo: Substância oleosa secretada pelas GLÂNDULAS SEBÁCEAS. É composta de QUERATINAS, gordura e fragmentos celulares.Interleucina-5: Citocina que promove a diferenciação e ativação dos EOSINÓFILOS. Também desencadeia os LINFÓCITOS-B ativados para diferenciar das células secretoras em IMUNOGLOBULINAS.Óleo de Cróton: Óleo viscoso e nauseante obtido do arbusto Croton tiglium (Euphorbaceae). É vesicante e irritante de pele utilizado como padrão farmacológico para inflamações de pele e alergia e causa câncer de pele. Foi inicialmente utilizado como emético e catártico, com mortalidade frequente.Imunossupressores: Agentes que suprimem a função imunitária por um dos vários mecanismos de ação. Os imunossupressores citotóxicos clássicos agem inibindo a síntese de DNA. Outros podem agir através da ativação de CÉLULAS T ou inibindo a ativação de LINFOCITOS T AUXILIARES-INDUTORES. Enquanto no passado a imunossupressão foi conduzida basicamente para impedir a rejeição de órgãos transplantados, estão surgindo novas aplicações que envolvem a mediação do efeito das INTERLEUCINAS e outras CITOCINAS.Valerato de Betametasona: Derivado 17-valerato da BETAMETAZONA. Tem uma atividade anti-inflamatória tópica considerável e uma atividade anti-inflamatória sistêmica relativamente baixa.Rinite Alérgica Sazonal: Rinite alérgica que ocorre na mesma época todos os anos. Caracteriza-se por CONJUNTIVITE aguda com lacrimejamento, coceira e é considerada uma afecção alérgica desencadeada por ALÉRGENOS específicos.TêxteisDoenças da Vulva: Processos patológicos da VULVA.Síndrome de Job: Síndrome de imunodeficiência primária caracterizada por infecções recorrentes e hiperimunoglobulinemia E. A maioria dos casos é esporádica. Nas raras formas familiares, o subtipo herdado de maneira dominante possui tecido conjuntivo extra e o envolvimento de dentes e esqueleto, características que não se apresentam no tipo de herança recessiva.Testes Intradérmicos: Testes dermatológicos nos quais se injeta um sensibilizador.Diarileptanoides: Grupos de compostos formados por dois anéis aromáticos separados por sete carbonos (HEPTANOS) e tendo vários substitutos. O membro mais conhecido é a CURCUMINA.Camundongos Endogâmicos BALB CTatuagem: Marca inapagável nos TECIDOS, principalmente PELE, por picada de AGULHAS para injetar vários AGENTES CORANTES. A tatuagem de uma CÓRNEA é feita para colorir manchas de LEUCOMA.Hipopigmentação: Afecção causada por deficiência ou perda da pigmentação por melanina na epiderme, também conhecida como hipomelanose. A hipopigmentação pode ser localizada ou generalizada e pode resultar de defeitos genéticos, trauma, inflamação ou infecções.Indústria da BelezaDoença Crônica: Doenças que têm uma ou mais das seguintes características: são permanentes, deixam incapacidade residual, são causadas por alteração patológica não reversível, requerem treinamento especial do paciente para reabilitação, pode-se esperar requerer um longo período de supervisão, observação ou cuidado.Ceratose: Qualquer crescimento duro, áspero, como uma verruga ou calo.Exposição Ocupacional: Exposição a agentes químicos, físicos ou biológicos potencialmente prejudiciais, que ocorre como resultado da ocupação profissional.Neurodermatite: Doença cutânea eczematosa extremamente variável, presumida em ser uma resposta a uma coceira vigorosa prolongada, fricção, ou apertão, para aliviar um prurido intenso. Varia em intensidade, severidade, curso, e expressão morfológica em diferentes indivíduos. Alguns pesquisadores acreditam que a neurodermatite seja psicogênica. A forma localizada ou circunscrita é geralmente referida como líquen simples crônico.Perfumes: Substância, extrato ou preparação [usados] para difundir ou propiciar um odor agradável ou atrativo; particularmente um líquido contendo óleos naturais com fragrâncias extraídas de flores, madeiras, etc., ou os óleos sintéticos correspondentes.Borracha: Elastômero polimérico de elevado peso molecular, obtido da seiva (LÁTEX) da HEVEA brasiliensis e de outras árvores e plantas. É uma substância que pode ser esticada à temperatura ambiente, até pelo menos duas vezes seu comprimento original e depois de liberada a tensão retrai rapidamente recuperando completamente suas dimensões originais.Interferon gama: Principal interferon produzido por LINFÓCITOS estimulados por mitógenos ou antígenos. É estruturalmente diferente do INTERFERON TIPO I e sua principal atividade é a imunorregulação. Tem sido associado à expressão de ANTÍGENOS DE HISTOCOMPATIBILIDADE CLASSE II em células que normalmente não os produzem, levando a DOENÇAS AUTOIMUNES.Acne Vulgar: Transtorno crônico do aparelho pilossebáceo associado com um aumento na secreção sebácea. É caracterizado por comedões abertos ("cravos" de cabeça preta), comedões fechados (de cabeça branca) e nódulos pustulares. A causa é desconhecida, sendo a hereditariedade e a idade fatores predispostos.Ensaio Local de Linfonodo: O ensaio local de linfonodo (LLNA, em inglês) é um método alternativo para a identificação de substâncias químicas que têm a propriedade de causar sensibilização dérmica e dermatite alérgica de contato. Pontos finais têm sido estabelecidos e por isso poucos animais são necessários e menos procedimentos dolorosos são usados.Jejuno: Porção intermediária do INTESTINO DELGADO, entre o DUODENO e o ÍLEO. Representa cerca de 2/5 da porção restante do intestino delgado após o duodeno.Humulus: Gênero de plantas (família CANNABACEAE) mais conhecidas pelos botões de Humulus lupulus L. usados em CERVEJA.Camundongos Pelados: Linhagens de camundongos mutantes que produzem muito pouco pelo ou não o produzem.Hipersensibilidade a Leite: Reação alérgica ao leite (normalmente leite de vaca) ou produtos lácteos. A HIPERSENSIBILIDADE A LEITE deve ser diferenciada da INTOLERÂNCIA À LACTOSE, uma intolerância a leite resultante de deficiência congênita de lactase.Betametasona: Glicocorticoide dado oralmente, parenteralmente, por injeção local, por inalação, ou aplicado topicamente no tratamento de vários transtornos nos quais os corticoesteroides são indicados. A ausência de propriedades mineralocorticoides torna a betametasona particularmente adequada para se tratar o edema cerebral e a hiperplasia adrenal congênita.Hipersensibilidade a Drogas: Reações adversas, de mediação imunológica, a substâncias medicinais legais ou ilegais.Hidroxizina: Antagonista do receptor H1 da histamina que é eficaz no tratamento da urticária crônica, dermatite e no prurido mediado por histamina. Ao contrário do seu metabólito principal, CETIRIZINA, provoca sonolência. É também eficaz como antiemético, para o alívio da ansiedade e tensão, e como sedativo.ImpressãoDermatophagoides farinae: Espécie americana (família PYROGLYPHIDAE) de ÁCARO de pó doméstico.Edema: Acúmulo anormal de líquido em TECIDOS ou cavidades do corpo. Na maioria dos casos, estão presentes sob a PELE, na TELA SUBCUTÂNEA.Pioderma: Qualquer doença purulenta da pele. (Dorland, 28a ed)Histamina: Amina derivada da descarboxilação enzimática de HISTIDINA. É um estimulante poderoso de secreção gástrica, constritor da musculatura lisa dos brônquios, vasodilatador e também neurotransmissor de ação central.Linfócitos T: Linfócitos responsáveis pela imunidade mediada por células. Foram identificados dois tipos: LINFÓCITOS T CITOTÓXICOS e linfócitos T auxiliadores (LINFÓCITOS T AUXILIARES-INDUTORES). São formados quando os linfócitos circulam pelo TIMO e se diferenciam em timócitos. Quando expostos a um antígeno, dividem-se rapidamente, produzindo um grande número de novas células T sensibilizadas a este antígeno.Imunoglobulina A: Representa de 15-20 por cento das imunoglobulinas séricas humanas. É um polímero formado por 4 cadeias em humanos ou dímeros nos demais mamíferos. A IMUNOGLOBULINA A SECRETORA (IgA) é a principal imunoglobulina presente nas secreções.Quimiocina CCL22: Quimiocina tipo CC com especificidade para os RECEPTORES CCR4. Possui atividade para as CÉLULAS TH2 e CÉLULAS TC2.Tampões Absorventes para a Incontinência Urinária: Absorventes higiênicos usados para INCONTINÊNCIA URINÁRIA, geralmente usados como cuecas ou calças de tecidos pelos IDOSOS.Escabiose: Inflamação cutânea contagiosa causada pela picada do piolho SARCOPTES SCABIEI. É caracterizada por erupções papulares com prurido e escavações na pele principalmente nas axilas, cotovelos, punhos e genitália, embora possa se espalhar e cobrir o corpo inteiro.Antagonistas dos Receptores Histamínicos: Fármacos que se ligam a receptores da histamina, bloqueando assim a ação da histamina ou de agonistas histamínicos, sem ativação dos referidos receptores. Os anti-histamínicos clássicos bloqueiam somente os receptores H1 da histamina.Couro Cabeludo: Revestimento externo do crânio. Composto por várias camadas: PELE, tecido conjuntivo subcutâneo, músculo ocipitofrontal (que inclui a galea aponeurótica tendinosa), tecido conjuntivo frouxo e pericrânio (PERIÓSTEO do CRÂNIO).Indústria da Construção: Empreendimento no ramo de negócios agregados de construção civil.Doenças dos Trabalhadores Agrícolas: Doenças de pessoas envolvidas no cultivo e adubo do solo, cultivo de plantas, colheita de safras, pecuária ou qualquer outra atividade relacionada com criação e lavoura. As doenças não se restringem a fazendeiros, no que concerne aqueles que desenvolvem tarefas agrícolas; se aplica também àqueles engajados com as atividades individuais determinadas acima, como também àqueles que atuam somente na colheita de safras ou àqueles que somente recolhem pó e cinzas.

*  DERMATOSES OCUPACIONAIS | Doenças no Trabalho | MediFoco

A dermatite ocupacional pode ser do tipo irritativa, alérgica de contato, contato fototóxica ou fotoalérgica. ... dermatite alérgica de contato, fotossensibilização, hipercromia, eritema multiforme, conjuntivites, rinites e asma ocupacional. ... O tratamento da dermatose ocupacional varia de acordo com o tipo de lesão e o seu agente causal. Geralmente são incluídas ... Marceneiros, carpinteiros, escultores e trabalhadores da indústria da madeira estão sujeitos a dermatite irritativa de contato ...

*  Doença ocupacional - Wikipedia

Exemplos: Asma ocupacional,silicose, asbestose, dermatite de contato, câncer de pele ocupacional. Uma doença ocupacional ... Doença ocupacional é designação de várias doenças que causam alterações na saúde do trabalhador, provocadas por fatores ... No Brasil, a doença ocupacional é equiparada ao acidente de trabalho, gerando os mesmos direitos e benefícios. Segurança do ...

*  Untitled Document

... dermatite ocupacional). Quando a dermatite ocorre após o indivíduo tocar determinadas substâncias e, em seguida, expor a pele à ... Dermatite Numular Dermatite Esfoliativa Generalizada. Sintomas. Tratamento Dermatite de Estase. Sintomas. Tratamento Dermatite ... Dermatite de Contato. Causas Comuns de Dermatite Alérgica de Contato Sintomas. Diagnóstico Tratamento. Dermatite Crônica das ... Dermatite Crônica das Mãos e Pés. A dermatite crônica das mãos e dos pés consiste em um grupo de distúrbios nos quais as mãos e ...

*  Aditivos aliment

A asma ocupacional com história de dermatite atópica. Quanto ao gê- ocorreu devido à inalação de certas partículas nero, 11 ... Os com dermatite atópica aditivos podem agravar ou desencadear dermatite atópica Di Lorenzo 2002 Adultos (20) Avaliar a ... zir asma ocupacional, cujo mecanismo, seria A ordem foi randomizada e o tempo de observa- imunológico mediado por anticorpos ... Por em pacientes com dermatite atópica utilizan- meio de anamnese alimentar contatou-se que os do-se aditivos alimentares. O ...

*  MANUAL DE ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO NA PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL - PDF

... asma ocupacional; rinite; faringite; sinusite; bronquite; pneumonia; edema pulmonar; estomatite ulcerativa crônica; dermatite ... asma ocupacional; bronquite; pneumonite; edema pulmonar agudo; enfizema intersticial; asma ocupacional; dermatose ocupacional; ... dermatite de contato e dermatose ocupacional Tuberculose; Aids; hepatite; meningite; carbúnculo; toxaplasmose; viroses, ... asma ocupacional; cortes; amputações; traumatismos; dermatose ocupacional; anemias; conjuntivite Afecções músculoesqueléticas ( ...

*  Dermatite - Wikipedia

Entre profissionais de saúde a média varia entre 10 e 45%, sendo considerado uma séria doença ocupacional. Nedorost, Susan T. ( ... Entre o grupo de doenças estão a dermatite atópica, dermatite de contacto alérgica, dermatite de contacto irritante e dermatite ... A dermatite atópica é o tipo de dermatite mais comum e tem geralmente início durante a infância. A dermatite de contacto é duas ... Dermatite das Fraldas L23 - Dermatites Alérgicas de Contato L24 - Dermatite de contato por irritantes L25 - Dermatite de ...

*  Dermatite de Contato - O que é, para que serve e como funciona

CREFITO-5 - Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 5ª.... 7 de outubro de 2016. ... o irritante primário fase alérgica dermatite fototóxica e dermatite fotoalérgica.. Foram divididas em partes para medir o nível ... O que é Dermatite de Contato?. A doença é a motivação de uma inflamação na pele que acontece por conta de substâncias que ... O tipo mais comum e que afeta mais pessoa é a dermatite irritante. Esse problema acontece após o contato com ácidos e também ...

*  Direitos jurídicos do trabalhar em caso de doença - Ginástica Laboral

... dermatite de contato, câncer de pele ocupacional. Os agentes agressores podem ser físicos; químicos ou biológicos.. Conclusão. ... A doença ocupacional é equiparada ao acidente de trabalho, gerando os mesmos direitos e benefícios.. O requerimento do auxílio- ... Em alguns casos para que haja definição se a lesão ou doença ocupacional foi gerada por culpa do empregador, é necessária a ... O acidente de trabalho ou doença ocupacional geram direitos como pagamento de auxílio, indenizações, pensões ou estabilidade no ...

*  Doenças ocupacionais - Portugues

A asma brônquica, a dermatite de contato alérgica, a perda auditiva induzida pelo ruído (ocupacional), doenças músculo- ... LEGISLAÇÃO Doença Ocupacional X Doença Profissional X Doença do Trabalho * 11. LEGISLAÇÃO Doença Ocupacional:  Lei acidentária ... Uma doença ocupacional normalmente é adquirida quando um trabalhador é exposto acima do limite de tolerância permitido por lei ... LISTA A - Agentes ou Fatores de Riscos de Natureza Ocupacional Relacionados com a Etiologia de Doenças profissionais e de ...

*  Química, Meio Ambiente e Edificações: Junho 2014

As preparações que contêm o óleo essencial podem causar o eritema, e produtos cosméticos podem causar a dermatite em indivíduos ... Um exemplo de asma ocupacional causado pelo alecrim foi relatado. Fotossensibilização em uso tópico. ...

*  A LUZ DA ENFERMAGEM : MANUAL DE CONDUTAS EM EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL A MATERIAL BIOLÓGICO

Pele não-íntegra - A integridade da pele é considerada comprometida se há qualquer evidência de lesão, dermatite ou ferida ... Quadro 3 - Recomendações para profilaxia de hepatite B após exposição ocupacional a material biológico. # ... Após exposição ocupacional a material biológico, mesmo para profissionais não imunizados, o uso da vacina, associado ou não a ... Nessa situação, a conduta a ser indicada é HBIG (2x), a cada exposição ocupacional. Para um profissional de saúde ser ...

*  NORMA TÉCNICA DOENÇAS E ISENÇÃO DE IRPF - PDF

A asma brônquica, a dermatite de contato alérgica, a perda auditiva induzida pelo ruído (Ocupacional), doenças músculo- ... Módulo de Saúde Ocupacional AULA 3 FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Saúde Ocupacional AULA 3 ... Higiene Ocupacional: importância, reconhecimento e desenvolvimento Higiene Ocupacional: importância, reconhecimento e ... Saúde Ocupacional; Saúde do Trabalhador. Exposição ambiental X Exposição ocupacional ...

*  Semear e colher na Saúde Ocupacional - SafeMed

Saúde Ocupacional: Presentemente, a agricultura é o emprego mais frequente mundialmente (ocupa cerca de 70% dos trabalhadores) ... dermatite (alterações cutâneas), alterações comportamentais e até cancros, nomeadamente da próstata e linfoma não- Hodgkin; ... Semear e colher na Saúde Ocupacional. 14 Julho, 2015. 11 Agosto, 2015. Mónica Santos Destaques topo, Saúde ocupacional ... suicídio e ocupacional). O contato pode ocorrer pelas vias cutânea, respiratória ou oral (no contexto ocupacional esta última é ...

*  Mamãe passou açúcar em mim: Dermatite têxtil e dermatite de contato

... seja por exposição ocupacional ou por constituição atópica. Eles também consideraram se poderia haver influência da idade e do ... da Universidade de Lund e do Hospital Universitário de Malmö publicaram estudo sobre a hipótese da relação entre dermatite de ...

*  Tricloroetileno - Wikipedia

Estudos de medicina ocupacional demonstraram que o TCE tem vários efeitos sobre o ser humano, nomeadamente: A depressão do ... é um produto levemente irritante das vias respiratórias e pode produzir Dermatite por contacto; O TCE é utilizado também como ... Sistema nervoso central é o efeito mais proeminente da exposição ao TCE; A exposição ocupacional crónica ao TCE está associada ...

*  Empresa indenizará empregado alérgico a produtos químicos utilizados em serviço | Balthazar & Bitencourt Advogados - 3433-9020

Para ele, trata-se de verdadeira concausa, hipótese em que a doença deve ser reconhecida como ocupacional, nos termos do art. ... De acordo com as ponderações do julgador, foi provado o contato com as substâncias químicas desencadeadoras da dermatite no ... Quanto à alegada doença ocupacional, o julgador observou que o laudo médico pericial, apesar de ter afirmado que não há ... que a dermatite alérgica apresentada pelo empregado teve relação com o trabalho. De acordo com a conclusão do julgador, as ...

*  Fale com o Dr. Risadinha: Qual é o tratamento para dermatite atópica?

Terapia ocupacional * Teste da orelhinha * Teste de latências múltiplas * Teste do coraçãozinho ... O tratamento da dermatite atópica envolve o uso de hidratantes e de medicamentos anti-inflamatórios e antialérgicos.. *** ... Os sintomas da dermatite atópica, também chamada de eczema atópico, podem ser controlados por meio de um tratamento que envolve ... Os medicamentos para dermatite atópica podem ser dados em duas formas: aplicados na pele (tópicos), disponíveis na forma de ...

*  Atrofias Olivopontocerebelares - lookfordiagnosis.com

Dermatite De Contato. * Dermatite Esfoliativa. * Dermatite Herpetiforme. * Dermatite Irritante. * Dermatite Ocupacional. * ...

*  Reabsorção Da Raiz - lookfordiagnosis.com

Dermatite De Contato. * Dermatite Esfoliativa. * Dermatite Herpetiforme. * Dermatite Irritante. * Dermatite Ocupacional. * ...

*  Febre Botonosa - lookfordiagnosis.com

Dermatite De Contato. * Dermatite Esfoliativa. * Dermatite Herpetiforme. * Dermatite Irritante. * Dermatite Ocupacional. * ...

*  Tumor De Resto Supra-Renal - lookfordiagnosis.com

Dermatite De Contato. * Dermatite Esfoliativa. * Dermatite Herpetiforme. * Dermatite Irritante. * Dermatite Ocupacional. * ...

*  Anomalia De Ebstein - lookfordiagnosis.com

Dermatite De Contato. * Dermatite Esfoliativa. * Dermatite Herpetiforme. * Dermatite Irritante. * Dermatite Ocupacional. * ...

*  Granulomatose De Wegener - lookfordiagnosis.com

Dermatite De Contato. * Dermatite Esfoliativa. * Dermatite Herpetiforme. * Dermatite Irritante. * Dermatite Ocupacional. * ...

*  Reflexo De Babinski - lookfordiagnosis.com

Dermatite De Contato. * Dermatite Esfoliativa. * Dermatite Herpetiforme. * Dermatite Irritante. * Dermatite Ocupacional. * ...

*  Cardiomiopatia Restritiva - lookfordiagnosis.com

Dermatite De Contato. * Dermatite Esfoliativa. * Dermatite Herpetiforme. * Dermatite Irritante. * Dermatite Ocupacional. * ...

Dermatite atópicaDermatite de contatoDermatite herpetiformeDermatite seborreicaPruridoEmolienteOxibenzona: Oxibenzona é uma substância química utilizada em fotocosméticos. Essa substância é encontrada em protetores solares, protetores labiais e hidratantes.Eritema das fraldas: Eritema das fraldas é uma dermatite que parece na zona em contacto com a fralda de um bebé. Surge com a irritação provocada pela presença de urina e fezes.Trichobilharzia regenti: Trichobilharzia regenti Horák, P., Kolářová, L.Urushiol: Urushiol é um óleo vegetal encontrado em plantas da familia Anacardiaceae, especialmente a Toxicodendron spp.. è encontrado também anacardos (Anacardium occidentale), em alguns casos provoca uma espécie de dermatite denominada Dermatitis de Urushiol.PsoríaseChemesthesis: Chemestesis é a sensibilidade química da pele e das membranas mucosas. Essas sensações surgem quando compostos químicos ativam os receptores associados com outros sentidos relacionados com a dor, tato e percepção térmica.Testes cutâneo-alérgicos: Os testes cutâneos-alérgicos de sensibilidade imediata são procedimentos médicos codificados pela tabela da Associação Médica Brasileira sob número 19.010.Creme azedoAntipruriginoso: Antipruriginosos, também conhecido como drogas anti-coceira, são medicamentos que inibem a comichão (Latim: pruritus) que é frequentemente associada com queimaduras solares, reações alérgicas, eczema, psoríase, catapora, micoses (infecções por fungos), mordidas e picadas de insetos como as de mosquitos, pulgas e aracnídeos como os ácaros e dermatites de contato e urticárias causadas por plantas, como a hera venenosa (dermatite de contacto por urushiol) ou urtiga.EritemaRosácea (doença)Queratinócito: Queratinócitos ou ceratinócitos são células diferenciadas do tecido epitelial (pele) e invaginações da epiderme para a derme (como os cabelos e unhas) de animais terrestres responsáveis pela síntese da queratina.Spalacidae: Spalacidae é uma família de roedores fossoriais e semi-fossoriais endêmica do Velho Mundo. Constitui um grupo monofilético de muróideos adaptados a vida subterrânea, cujas principais adaptações são a redução dos olhos, orelhas e membros, garras dianteiras bem desenvolvidas, e corpo em formato fusiforme.Glúten: O glúten resulta da mistura de proteínas que se encontram naturalmente no endosperma da semente de cereais da família das gramíneas (Poaceae), subfamília Pooideae, principalmente das espécies da tribo Triticeae, como o trigo, cevada, triticale e centeio. Esses cereais são compostos por cerca de 40-70% de amido, 1-5% de lipídios, e 7-15% de proteínas (gliadina, glutenina, albumina e globulina).IntertrigoNomenclatura Internacional de Ingredientes de Cosméticos: INCI é o International Nomenclature of Cosmetic Ingredient, um sistema internacional de nomenclatura de cosméticos.Fosco: Fosco pode se referir a:Antiozonante: Um antiozonante ou anti-ozonante é um composto químico que previne ou atrasa a degradação dos materiais causada pelo gás do ozono presente na atmosfera. Os antiozonantes são usados como aditivos em plásticos ou borracha, sobretudo no fabrico de pneus.Joalharia: é a arte de produção de joias que envolve todos os aparatos ornamentais, tipicamente feitos com gemas e metais preciosos como prata, ouro, platina e paládio. Hoje, porém, com o desenvolvimento do design, a joalharia pode ser feita com praticamente qualquer material como titânio e nióbio além de resinas e outros polímeros .Úlcera: Úlcera é o nome genérico dado a quaisquer lesões superficiais em tecido cutâneo ou mucoso, popularmente denominadas feridas. Nessas lesões ocorre a ruptura do epitélio, de modo a haver exposição de tecidos mais profundos à área rota.VaselinaTracolimo: Tacrolimo (também conhecido como FK-506 ou fujimicina) é um fármaco imunossupressor da classe dos inibidores de calcineurina, usado principalmente após transplante de órgão para reduzir a atividade do sistema imune e, assim, reduzir o risco de rejeição. Atua reduzindo a atividade de linfócitos T e a Interleucina 2 (IL-2).Terrier: Terrier é um grupo de raças de cães produzidas inicialmente para caça de pequenos animais. Geralmente de porte pequeno e médio, estes cães são extremamente corajosos e resistentes, e têm uma personalidade vívida, e energética.DapsonaUrticáriaNíquel: Níquel é um elementos químico de símbolo Ni de número atômico 28 (28 prótons e 28 elétrons) e de massa atómica 58,7 uma. À temperatura ambiente, encontra-se no estado sólido.Phytoseiidae: Phytoseiidae é uma família de ácaros peretencente à ordem Mesostigmata. Este táxon inclui diversas espécies predadores de ácaros e de afídeos utilizada como agente no controlo biológico de pragas agrícolas.Pseudofolliculitis barbaeMolusco contagioso


pele

  • Dermatite, também denominada eczema, é um grupo de doenças que causa inflamação da pele. (wikipedia.org)
  • Mas, conforme narrou o reclamante, apesar do uso de equipamentos de proteção individual, estes não foram suficientes para a neutralização do agente insalubre, tanto que desenvolveu doença de pele (dermatite irritativa) a partir de 2002, segundo relatório médico que juntou ao processo. (adv.br)

asma

  • A asma brônquica, a dermatite de contato alérgica, a perda auditiva induzida pelo ruído (ocupacional), doenças músculo-esquelético e alguns transtornos mentais exemplificam esta possibilidade, na qual, em decorrência do trabalho, somam-se (efeito aditivo) ou multiplicam-se (efeito sinérgico) às condições provocadoras ou desencadeadoras destes quadros nosológicos. (slideshare.net)

tratamento da dermatite

  • O tratamento da dermatite de contacto consiste geralmente em evitar a exposição ao alergénio ou substância irritante. (wikipedia.org)
  • O tratamento da dermatite atópica envolve o uso de hidratantes e de medicamentos anti-inflamatórios e antialérgicos. (drrisadinha.org.br)

trabalho

  • Doença ocupacional é designação de várias doenças que causam alterações na saúde do trabalhador, provocadas por fatores relacionados com o ambiente de trabalho. (wikipedia.org)
  • No Brasil, a doença ocupacional é equiparada ao acidente de trabalho, gerando os mesmos direitos e benefícios. (wikipedia.org)
  • Embora esse blog seja sobre Ginástica Laboral, é importante para profissionais que trabalham dentro da empresa saber, por exemplo, qual o caso de afastmento do trabalho por doença ocupacional ou não. (chakalat.net)
  • O acidente de trabalho ou doença ocupacional geram direitos como pagamento de auxílio, indenizações, pensões ou estabilidade no emprego. (chakalat.net)
  • A empresa deverá realizar a "Comunicação de Acidente de Trabalho" - conhecida pela sigla CAT - junto ao INSS, a fim de registrar o Acidente de Trabalho ou a Doença Ocupacional. (chakalat.net)
  • O prazo de 12 contribuições, não será necessário em caso de acidente de qualquer natureza (por acidente de trabalho ou fora do trabalho) É requisito apenas no caso de doença ocupacional. (chakalat.net)
  • No julgamento de uma ação ajuizada perante a Vara do Trabalho de Diamantina, o juiz Osmar Rodrigues Brandão condenou uma empresa do ramo de tecelagem a pagar ao ex-empregado adicional de insalubridade, bem como indenização no valor total de R$20.000,00, por danos morais e estéticos, em razão de doença ocupacional. (adv.br)
  • Para solucionar esse conflito trabalhista, o magistrado realizou a análise conjunta das questões sobre insalubridade e doença ocupacional, por terem a mesma causa de pedir, e concluiu, com base no conjunto probatório, que a dermatite alérgica apresentada pelo empregado teve relação com o trabalho. (adv.br)
  • De acordo com as ponderações do julgador, foi provado o contato com as substâncias químicas desencadeadoras da dermatite no trabalho, e não houve prova do contato com estas substâncias fora do trabalho. (adv.br)

contato com

  • A dermatite se desenvolve depois do contato com substâncias que causem reações alérgicas ou inflamatórias. (fisioterapiacomsaude.com.br)
  • Assim que identificado o problema é essencial que o paciente evite o contato com a substância que causou a alergia resultando na dermatite. (fisioterapiacomsaude.com.br)

pode ocorrer

  • A dermatite de contacto alérgica pode ocorrer devido a uma breve exposição a substâncias a que a pessoa é alérgica. (wikipedia.org)
  • O contato pode ocorrer pelas vias cutânea, respiratória ou oral (no contexto ocupacional esta última é menos frequente). (safemed.pt)

podem ser

  • Os sintomas da dermatite atópica, também chamada de eczema atópico, podem ser controlados por meio de um tratamento que envolve medidas gerais e uso de medicamentos. (drrisadinha.org.br)

irritativa

  • A dermatite ocupacional pode ser do tipo irritativa, alérgica de contato, contato fototóxica ou fotoalérgica. (medifoco.com.br)

alergia

  • A principal causa é a hipersensibilidade, nesse caso sendo chamada de dermatite atópica, que possui fatores hereditários mas só são ativados por um estímulo que desencadeie a alergia (como leite, camarão ou pólen). (wikipedia.org)
  • Então desenharam um protocolo estudando oito tipos diferentes de corantes do tipo disperse e/ou substâncias correlatas, que poderiam explicar uma alergia de contato observada clinicamente, seja por exposição ocupacional ou por constituição atópica. (blogspot.com)

irritante

  • Entre o grupo de doenças estão a dermatite atópica, dermatite de contacto alérgica, dermatite de contacto irritante e dermatite de estase. (wikipedia.org)
  • A dermatite de contacto irritante é comum, sobretudo no contexto de determinadas profissões, embora os números exatos sejam incertos. (wikipedia.org)
  • A doença também leva o nome de dermatite venenata e existem quatro estágios da doença são eles: o irritante primário fase alérgica dermatite fototóxica e dermatite fotoalérgica . (fisioterapiacomsaude.com.br)
  • O tipo mais comum e que afeta mais pessoa é a dermatite irritante. (fisioterapiacomsaude.com.br)

tenha

  • Estima-se que em 2013 a dermatite tenha afetado 334 milhões de pessoas em todo o mundo. (wikipedia.org)
  • Atualmente, o uso combinado de anti-retrovirais é recomendado pela sua possibilidade de maior eficácia na redução do risco de transmissão ocupacional do HIV, embora isto ainda não tenha sido comprovado em estudos clínicos. (blogspot.com.br)

eritema

  • O tipo de dermatite é geralmente determinado com base no historial clínico e na localização do eritema. (wikipedia.org)

tipo

  • O tratamento da dermatose ocupacional varia de acordo com o tipo de lesão e o seu agente causal. (medifoco.com.br)
  • A dermatite atópica é o tipo de dermatite mais comum e tem geralmente início durante a infância. (wikipedia.org)

afeta

  • A dermatite de contacto alérgica afeta cerca de 7% das pessoas em algum momento da vida. (wikipedia.org)

cerca

  • Estima-se que, mundialmente, as intoxicações sejam cada vez mais frequentes, correspondendo a cerca de cinco milhões de mortes por ano (englobando as exposições voluntária/ suicídio e ocupacional). (safemed.pt)

fatores

  • Fatores psicológicos como estresse excessivo ou situações traumáticas podem desencadear uma dermatite por somatização. (wikipedia.org)
  • Portanto, conforme acentuou o magistrado, tudo que se tem de certo no processo é que o trabalhador atuava no desempenho de suas funções com fatores causadores de dermatite, e que esta doença foi diagnosticada. (adv.br)

divididas

  • Foram divididas em partes para medir o nível de cada um mas o tratamento tende a ser o mesmo para todos os pacientes independente da fase em que a dermatite esteja se desenvolvendo no paciente. (fisioterapiacomsaude.com.br)

duas

  • A dermatite de contacto é duas vezes mais comum em mulheres do que em homens. (wikipedia.org)

caso

  • Um estudo caso-controle, com o uso profilático do AZT (zidovudina), demonstrou uma associação entre o uso de quimioprofilaxia e a redução de 81% do risco de soroconversão após exposição ocupacional. (blogspot.com.br)

grupo

  • Um grupo de pesquisadores suecos da Universidade de Lund e do Hospital Universitário de Malmö publicaram estudo sobre a hipótese da relação entre dermatite de contato e sensibilização por corantes têxteis. (blogspot.com)

hidratantes

  • O tratamento de dermatite atópica é feito geralmente com cremes hidratantes e pomadas de esteroides. (wikipedia.org)

trabalhador

  • Uma doença ocupacional normalmente é adquirida quando um trabalhador é exposto acima do limite permitido por lei a agentes químicos, físicos, biológicos ou ergonômicos sem proteção compatível com o risco envolvido. (wikipedia.org)

causa

  • A causa precisa da dermatite é muitas vezes pouco clara. (wikipedia.org)