Colecistite: Inflamação da VESÍCULA BILIAR, geralmente causada por alteração do fluxo da BILE, CÁLCULOS BILIARES no TRATO BILIAR, infecções ou outras doenças.Colecistite Aguda: Inflamação aguda da parede da VESÍCULA BILIAR. Caracteriza-se pela presença de DOR ABDOMINAL, FEBRE e LEUCOCITOSE. A obstrução por cálculo biliar do DUCTO CÍSTICO está presente em aproximadamente 90 por cento dos casos.Colecistite Acalculosa: Inflamação na parede da VESÍCULA BILIAR sem CÁLCULOS BILIARES.Vesícula Biliar: Reservatório para armazenar secreção da BILE. Através do DUCTO CÍSTICO, a vesícula libera para o DUODENO ácidos biliares em alta concentração (e de maneira controlada), que degradam os lipídeos da dieta.Colecistite Enfisematosa: Variante da colecistite aguda com inflamação da VESÍCULA BILIAR, caracterizada pelas bolsas de gases na parede da vesícula biliar. É devido à infecção secundária causada por organismos formadores de gases e apresenta um alto risco de perfuração.Colecistectomia: Remoção cirúrgica da VESÍCULA BILIAR.Colecistostomia: Estabelecimento de um orifício na vesícula biliar para drenagem ou comunicação com outra parte do trato digestório, geralmente o duodeno ou jejuno.Colecistectomia Laparoscópica: Excisão da vesícula biliar através de uma incisão utilizando um laparoscópio.IminoácidosColecistografia: Radiografia da vesícula biliar, após injeção de um meio de contraste.Doenças da Vesícula Biliar: Doenças da VESÍCULA BILIAR. Geralmente envolvem diminuição do fluxo da BILE, CÁLCULOS BILIARES no TRATO BILIAR, infecções, neoplasias, ou outras doenças.TóquioNeoplasias da Vesícula Biliar: Tumores ou câncer da vesícula biliar.Disofenina Tecnécio Tc 99m: Radiofármaco utilizado extensivamente na colecintilografia para a avaliação dos distúrbios hepatobiliares.Colelitíase: A presença ou formação de CÁLCULOS BILIARES no TRATO BILIAR, usualmente na vesícula biliar (COLECISTOLITÍASE) ou no ducto biliar comum (COLEDOCOLITÍASE).Xantomatose: Afecção caracterizada pelo desenvolvimento de xantomas disseminado, estruturas amarelas semelhantes a tumores preenchidas com depósitos de gordura. Os xantomas podem ser encontrados em vários tecidos, incluindo a PELE, TENDÕES, articulações dos JOELHOS e COTOVELOS. A xantomatose está relacionada com o METABOLISMO DE LIPÍDEOS e a formação de CÉLULAS ESPUMOSAS.Colecistolitíase: Presença ou formação de CÁLCULOS BILIARES na VESÍCULA BILIAR.Cálculos Biliares: Precipitados cristalinos sólidos no TRATO BILIAR, geralmente formados na VESÍCULA BILIAR, que resultam em COLELITÍASE. Os cálculos biliares derivados da BILE consistem principalmente em cálcio, colesterol ou bilirrubina.Gangrena: Morte e putrefação de tecidos, geralmente devido à perda de suprimento sanguíneo.Colangite: Inflamação do sistema ductal biliar (VIAS BILIARES), intra-hepático, extra-hepático ou ambos.Doença Aguda: Doença relativamente grave de curta duração.Ducto Cístico: Canal (ligado à VESICULA BILIAR) que permite a saída da bile para dentro do DUCTO BILIAR COMUM.Hemobilia: Hemorragia dentro ou através do TRATO BILIAR devido a trauma, inflamação, COLELITÍASE, doença vascular ou neoplasias.Doenças Biliares: Doenças de qualquer parte do TRATO BILIAR incluindo VIAS BILIARES e VESÍCULA BILIAR.Lidofenina Tecnécio Tc 99m: Radiofármaco atóxico utilizado em CINTILOGRAFIA para a avaliação clínica dos distúrbios hepatobiliares em humanos.Conversão para Cirurgia Aberta: Alteração de um procedimento cirúrgico endoscópico para um procedimento aberto durante o PERÍODO INTRAOPERATÓRIO.Colangiopancreatografia por Ressonância Magnética: Técnica diagnóstica não invasiva para visualizar os DUCTOS PANCREÁTICOS e os DUCTOS BILIARES sem o uso de MEIOS DE CONTRASTE injetados ou raios-X. As varreduras por IRM fornecem excelente sensibilidade para a dilatação dos ductos, estruturas biliares e anormalidades intraductais.Discinesia Biliar: Distúrbio na motilidade caracterizado por CÓLICA biliar, ausência de CÁLCULOS BILIARES, e uma fração anormal ejetada pela VESÍCULA BILIAR. Causada por discinesia da vesícula biliar e/ou DISFUNÇÃO DO ESFÍNCTER DA AMPOLA HEPATOPANCREÁTICA.Coledocolitíase: Presença ou formação de CÁLCULOS BILIARES no DUCTO BILIAR COMUM.Granuloma: Lesão inflamatória nodular relativamente pequena, contendo fagócitos mononucleares agrupados, causadas por agentes infecciosos e não infecciosos.Compostos de Organotecnécio: Compostos orgânicos que contêm tecnécio como parte integral da molécula. Estes compostos são frequentemente utilizados como radionuclídeo nos agentes de imageamento.Colangiografia: Exame de imagem do TRATO BILIAR em que um corante de contraste (MEIO RADIOPACO) é injetado no DUCTO COLÉDOCO e são tiradas radiografias por raios X.Fístula Biliar: Passagem anormal em qualquer órgão do trato biliar ou entre órgãos biliares e outros órgãos.Esvaziamento da Vesícula Biliar: Processo pelo qual a bile é liberada pela vesícula biliar no interior do duodeno. O esvaziamento é causado tanto pela contração da vesícula como pelo relaxamento do mecanismo do esfíncter encontrado na extremidade do [canal] colédoco.Drenagem: Remoção de líquidos ou descarga do corpo, como de uma ferida, úlcera ou cavidade.Pancreatocolangiografia Retrógrada Endoscópica: Endoscopia por fibra ótica projetada para observação duodenal e canulação da AMPOLA DE VATER, para visualizar o sistema de ductos pancreático e biliar por injeção de um meio de contraste retrógrado. A papilotomia endoscópica (Vater) (ESFINCTEROTOMIA ENDOSCÓPICA) pode ser realizada durante este procedimento.Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Cólica: Síndrome clínica com dor abdominal intermitente caracterizada por início e fim repentinos comumente vista em crianças. Ocorre normalmente associada à obstrução dos INTESTINOS, do DUCTO CÍSTICO ou do TRATO URINÁRIO.Ruptura Espontânea: Rompimento ou fratura de um órgão, vaso ou outra parte mole do corpo, que ocorre na ausência de uma força externa.Dor Abdominal: Sensação de desconforto, mal estar ou agonia na região abdominal.Ducto Colédoco: O maior canal biliar, formado pela junção do DUCTO CÍSTICO com o DUCTO HEPÁTICO COMUM.Abscesso Hepático: Acúmulo solitário ou múltiplo de PUS no fígado como resultado de infecção por bactéria, protozoário ou outros agentes.Endoscopia do Sistema Digestório: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia do trato digestório.Coristoma: Massa de tecido histologicamente normal presente em uma localização anormal.

*  Colecistite - Wikipedia

A colecistite pode ocorrer com bactérias formadoras de gás, sendo mais comum em diabéticos. É chamada de colecistite gangrenosa ... Sem o tratamento adequado é relativamente comum o aparecimento de episódios periódicos de colecistite. A colecistite aguda pode ... Geralmente a colecistite aguda é precedida por ataques da vesícula biliar; a dor, no entanto, dura mais tempo do que é normal ... A colecistite se não tratada de imediato pode complicar devido à necrose provocada pelas bactérias com produção de gás. A ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Colecistite

*  Pesquisa: Colecistite | MedicinaNET

Colecistite ...nóstico de colecistite é próxima de 90% com especificidade de 80% e é considerado o primeiro exame a ser ... O termo colecistite refere-se à inflamação da vesícula biliar. A colecistite aguda está relacionada a uma síndrome que, em ... Colecistite Aguda ...nte apresenta uma colecistite aguda, caracterizada pelo quadro clínico associado aos achados de vesícula ... Qual o melhor momento para realizar colecistectomia na colecistite aguda? ...rgia postergada após esse período. O desfecho ...
medicinanet.com.br/pesquisas/colecistite.htm

*  7 abdomen agudo

A dor na colecistite aguda geralmente é4.2- Colecistite aguda causada pela obstrução do ducto cístico pela impac- A colecistite ... A colecistite aguda alitiásica, ocorre em 5 a 10% 4.4- Apendicite agudadas colecistites agudas. Acomete, principalmente, pa- A ... Colecistite. Apendicite. Obstrução Intestinal.1- INTRODUÇÃO nares e intoxicações exógenas, dentre outras podem causar dor ... Pode ainda ocorrer infecção secun-ras, com sinais ultra-sônicos de colecistite, ou dor no dária evoluindo para empiema, necrose ...
https://slideshare.net/AlanKardecZica/7-abdomen-agudo

*  Calafrio (fisiologia) - Wikipedia

Colecistite - Inflamação da vesícula biliar. Congestão Hepática - Acúmulo excessivo de sangue no fígado. Leptospirose - ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Calafrio_(fisiologia)

*  Prefeitura de Caruaru - PE

Doença diverticular dos cólons: diverticulite; colecistite; litíase biliar; retocolite ulcerativa; doença de Crohn. 22. Tumores ... colecistite, estomatites, gastrites, hérnia de hiato, colelitíase, hemorragia digestiva, constipação, doença diverticular do ...
https://pciconcursos.com.br/concurso/prefeitura-de-caruaru-pe-263-vagas

*  Vesícula biliar de porcelana - Wikipedia

É uma variante morfológica da colecistite crônica. A cicatrização inflamatória da parede, combinada à calcificação distrófica ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Vesícula_biliar_de_porcelana

*  Dispepsia - Wikipedia

... colecistite ou colelitíase); Transtorno de ansiedade ou depressão; Doenças metabólicas (Diabetes, doenças da tiróide, ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Dispepsia

*  Câncer de vesícula biliar - Wikipedia

O carcinoma primária está relacionado à colecistite e colelitíase. O álcool é um fator de risco" Se descoberto precocemente, o ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Câncer_de_vesícula_biliar

*  Líquido ascítico - Wikipedia

A pancreatite ou colecistite aguda também podem produzir coloração verde. O fluido de coloração leitosa, que não se torna ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Líquido_ascítico

*  Bile - Wikipedia

Colêmese: presença de bile no vômito Colecistite Colelitíase Coledocolitíase Maton, Anthea; Jean Hopkins, Charles William ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Bile

*  Edital Concurso Prefeitura de Barueri - SP

2.6.3 Colecistite aguda. 2.6.4 Litíase das vias biliares. 2.6.5 Outras afecções das vias biliares: cistos, fístulas, hemobilia ...
https://concursosnobrasil.com.br/concursos/edital/edital-barueri.html

*  Escherichia coli - Wikipedia

Colecistite Apendicite Peritonite: se perfurarem a parede intestinas ou do tracto urinário. A mortalidade é alta. Meningite: a ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Escherichia_coli

*  Abdômen agudo - Wikipedia

Patologia da vesícula biliar aguda, como uma colelitíase, colangite e colecistite aguda. Pancreatite aguda. Isquemia intestinal ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Abdômen_agudo

*  Cólica Nefrética | dos Sintomas ao Diagnóstico e Tratamento | MedicinaNET

O tratamento inicial de um paciente com cólica renal começa com a obtenção de um acesso intravenoso para permitir administração de fluidos, analgésicos e antieméticos. Muitos destes pacientes estão desidratados pelos vômitos. O uso de hiper-hidratação e diuréticos como terapia para auxiliar na eliminação de cálculos permanece controverso. Alguns urologistas acreditam que a hidratação pode aumentar a velocidade de passagem de um cálculo pelo trato urinário, enquanto outros ressaltam que a hiper-hidratação causa aumento na pressão hidrostática renal, exacerbando a dor. A hidratação está claramente indicada em pacientes com evidência clínica ou laboratorial de desidratação ou insuficiência renal. Vários antieméticos têm efeito sedativo, que é frequentemente útil. A metoclopramida é a droga mais utilizada e a dose habitual em adultos é 10 mg IV ou IM a cada 4 a 6 horas. Outros antieméticos comumente utilizados incluem prometazina, proclorperazina e ...
medicinanet.com.br/conteudos/revisoes/1433/colica_nefretica.htm

*  Portal Saude Direta - Protocolos

A colecistite ainda é uma das doenças mais frequentes nas emergências em todo o mundo. A obstrução do ducto biliar por um ... Colecistite Aguda: Diagnóstico e Tratamento Maria Cristina A. Maya, Roberto G. Freitas, Marcos B. Pitombo, André Ronay. Revista ...
saudedireta.com.br/protocolos.php?page=48

*  Seios de Rokitansky-Aschoff - Wikipedia

Por si só não são considerados anormais, mas podem estar associados com colecistite. Os seios se formam como resultado de uma ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Seios_de_Rokitansky-Aschoff

*  Colesterolose da vesícula biliar - Wikipedia

Não é necessariamente ligada à colelitíase (cálculos biliares) ou à colecistite (inflamação da vesícula biliar). Colesterolose ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Colesterolose_da_vesícula_biliar

*  Prefeitura de Pacajus - CE

... colecistite, icterícias. Neoplasias do fígado. Enfermidades dos rins e vias urinárias litíase renal, infecção urinária, cistite ... colelitíase e colecistite, Pancreatite, Hepatite Virais e Hepatopatias Tóxicas, Insuficiência Hepática Crônica. IX - Doenças ...
https://pciconcursos.com.br/concurso/prefeitura-de-pacajus-ce-1897-vagas

*  Estilo de Vida - DiabeTV

O QUE É COLECISTITE?. por DiabeTV Brasil. 4 min. leitura. EQUILÍBRIO EMOCIONAL PARA LIDAR COM O DIABETES. por Dra. Maritza ...
blogbr.diabetv.com/medicina-e-saude/estilo-de-vida/

*  Colelitíase - Wikipedia

Cálculos grandes podem obstruir o fluxo pelo ducto cístico e causar inflamação da vesícula biliar (colecistite). Por outro lado ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Colelitíase

*  Pedra na vesícula

Drauzio - O que justifica o aparecimento da crise de colecistite aguda?. Marcelo Averbach - A colecistite aguda pode ocorrer ... Entre as complicações, a primeira é a colecistite aguda provocada pelo cálculo encravado na saída da vesícula. A segunda é a ... Esses sintomas são indicativos do quadro de colecistite aguda, isto é, de inflamação aguda da vesícula decorrente de uma doença ...
https://drauziovarella.com.br/letras/c/pedra-na-vesicula-2/

*  Apendicite epiploica - Wikipedia

... hérnia ou colecistite. A doença é auto-limitada e na maioria das vezes não requer intervenção médica ou cirúrgica. A dor pode ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Apendicite_epiploica

*  Fasciolíase - Wikipedia

... colecistite, litíase e cirrose biliares. Na fase aguda, manifesta-se com febre, eosinofilia, aumento doloroso do fígado, ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Fasciolíase

*  7334971--AcupunturaClassicaChinesa

Indicações: colecistite aguda e crônica; litíase renal; vermes no dueto biliar. . 107. Ling-Hou (Extl07) Localização: na ... Indicações: surdez; colecistite; vermes nas vias biliares. 110. Chien-Feng-Shi (Ext110) Localização: 2 tsun antes do ponto ... 34). Aplicação: igual à do ponto Ganshu (B18). Indicações: hepatite; colecistite; dor nas costas; boca amarga; falta de apetite ... Aplicação: igual à do ponto Feishu (B13). Indicações: hepatite; hepatomegalia; cirrose; colecistite; problemas do tendão e olho ...
https://scribd.com/doc/97858531/7334971-AcupunturaClassicaChinesa

Sinal de Courvoisier: O sinal de Courvoisier é um sinal médico que define a presença de icterícia e de uma vesícula biliar distendida sem a presença de dor. É um forte indicativo de câncer pancreático (principalmente periampular), e pode ser usado para distinguir o câncer pancreático da colecistite aguda ou coledocolitíase.Vesícula biliar de porcelanaSinal de Murphy: Na medicina, o de Murphy é um sinal médico presente no exame físico de um paciente. É indicativo de colecistite, quando o paciente suspende a inspiração por dor à compressão do rebordo costal direito(local onde se encontra a vesícula biliar)XantomaColelitíaseGangrena: Gangrena ou necrose gangrenosa é um tipo de necrose causada pela morte de um tecido por falta de irrigação sanguínea, e consequente falta de oxigénio(hipoxia). Ocorre principalmente nas extremidades do corpo como perna, pé, braço, mão, nariz ou orelhas após cortes graves.Tríade de Charcot: Tríade de Charcot é o nome que se dá, em Medicina, ao conjunto dos três sinais e sintomas que levam à suspeição do diagnóstico de colangite, processo de infecção das vias biliares. É um epônimo em homenagem a Jean-Martin Charcot, médico francês que viveu de 1825 a 1893.Colecistectomia: Colecistectomia é a retirada cirúrgica da vesícula biliar. Apesar do desenvolvimento de técnicas não-cirúrgicas, ela é o melhor e mais comum método de se tratar a colelitíase e colecistite, embora existam outras razões pela qual a cirurgia deva ser realizada.Rede de drenagem: Rede de drenagem ou rede hidrográfica designa os sistemas naturais ou artificiais capazes de drenar água superficial, em geral proveniente das chuvas; são compostos de canais conectados entre si, e a este conjunto de canais conectados dá-se o nome de rede de drenagem.Ducto colédoco: O ducto colédoco (antigamente chamado de ducto biliar comum) é um ducto que transporta a bilis.Abscesso amebiano: Abscessos amebianos ocorrem se os parasitas (Entamoeba histolytica) se disseminarem para além do trato gastrointestinal. No fígado, destroem hepatócitos até o sistema imune controlar a sua proliferação pela formação de um abscesso, que por vezes cresce e pode levar a problemas hepáticos.


aguda


  • A colecistite aguda pode agravar-se com pancreatite de origem biliar, cálculos do ducto biliar comum ou inflamação do ducto biliar comum. (wikipedia.org)
  • Mais de 90% dos casos de colecistite aguda resultam da obstrução do ducto biliar pelo aparecimento de pedras na vesícula. (wikipedia.org)
  • Ocasionalmente, a colecistite aguda ocorre como resultado duma vasculite, quimioterapia ou durante a recuperação de traumas maiores ou queimaduras. (wikipedia.org)
  • Cerca de 20% das pessoas com cólica biliar, sem tratamento, desenvolvem colecistite aguda. (wikipedia.org)
  • A colecistite aguda ou a inflamação da vesícula biliar são causas comuns de dor no quadrante superior superior. (ehow.com.br)
  • sua ocorrência é menos comum que a colecistite em relação a causar dor aguda. (ehow.com.br)

comum


  • Sem o tratamento adequado é relativamente comum o aparecimento de episódios periódicos de colecistite. (wikipedia.org)

causar


  • Cálculos grandes podem obstruir o fluxo pelo ducto cístico e causar inflamação da vesícula biliar (colecistite). (wikipedia.org)

podem


  • Sem tratamento podem ocorrer condições inflamatórias crónicas de colecistite. (wikipedia.org)