Transtornos do Sono: Transtornos caracterizados por alterações nos padrões ou comportamentos normais do sono. Os transtornos do sono podem ser divididos em três categorias principais: DISSONIAS (i. é, transtornos caracterizados por insônia ou hiperssonia), PARASSONIAS (comportamentos anormais do sono) e transtornos do sono secundários a transtornos médicos ou psiquiátricos. (Tradução livre do original: Thorpy, Sleep Disorders Medicine, 1994, p187)Sono: Suspensão prontamente reversível da interação sensorio-motor com o ambiente, geralmente associada à posição reclinada e à imobilidade.Transtornos do Sono do Ritmo Circadiano: Dissonias associadas com interrupção do ciclo normal de sono-vigília de 24 horas, secundárias a viagens (ex., SÍNDROME DE JET LAG), trabalho pesado ou outras causas.Sono REM: Fase do sono caracterizada por movimentos rápidos do olho e EEG de padrão rápido e baixa voltagem. É geralmente associada aos sonhos.Parassonias: Movimentos ou comportamentos associados com sono, estágios do sono ou despertar parcial do sono que podem prejudicar a manutenção do sono. As parassonias geralmente se dividem em quatro grupos: transtornos do despertar, transtornos de transição dormir-despertar, parassonias do sono REM e parassonias não específicas.Narcolepsia: Afecção caracterizada por episódios recidivantes de sonolência durante o dia e lapsos de consciência (microssonias) que podem estar associados com comportamentos automáticos e AMNÉSIA. CATAPLEXIA, PARALISIA DO SONO e ALUCINAÇÕES hipnagógicas frequentemente acompanham a narcolepsia. A fisiologia deste transtorno inclui os movimentos rápidos dos olhos (REM) no início do sono, o que normalmente ocorre seguido aos estágios III ou IV do sono. (Tradução livre do original: Neurology 1998 Feb; 50 (2 Suppl 1): S2-S7)Distúrbios do Início e da Manutenção do Sono: Transtornos caracterizados por deficiência da capacidade de iniciar ou manter o sono. Pode ocorrer como transtorno primário ou em associação com outra condição médica ou psiquiátrica.Transtornos Intrínsecos do Sono: Dissonias (i. é, insônias ou hiperssonias) associadas com disfunção dos mecanismos internos do sono, ou secundárias a transtornos médicos relacionados ao sono (ex., apneia do sono, transtornos do sono pós-traumáticos, etc.).Polissonografia: Monitoramento simultâneo e contínuo de vários parâmetros durante o sono para estudar o sono normal e anormal. O estudo inclui o monitoramento de ondas cerebrais para avaliar os estágios do sono, e de outras variáveis fisiológicas como a respiração, movimentos oculares, e níveis de oxigênio do sangue, que apresentam padrão alterado nos distúrbios do sono.Apneia do Sono Tipo Obstrutiva: Transtorno caracterizado por apneias reincidentes durante o sono, apesar de esforços respiratórios persistentes. É devido à obstrução da rota aérea superior. As pausas respiratórias podem induzir HIPERCAPNIA ou HIPÓXIA. Podem ocorrer as arritmias e a elevação cardíaca da pressão arterial sistêmica e pulmonar. As frequentes estimulações parciais ocorrem ao longo do sono, resultando em relativa PRIVAÇÃO DO SONO e fadiga diurna. Entre as afecções associadas estão OBESIDADE, ACROMEGALIA, MIXEDEMA, micrognatia, DISTROFIA MIOTÔNICA, distrofia adenotonsilar e DOENÇAS NEUROMUSCULARES (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p395).Síndromes da Apneia do Sono: Transtornos caracterizados por paradas múltiplas da respiração durante o sono que levam a despertares parciais e interferem na manutenção do sono. As síndromes da apneia do sono são divididas nos tipos: central (v. APNEIA DO SONO TIPO CENTRAL), obstrutiva (v. APNEIA DO SONO TIPO OBSTRUTIVA) e mista central-obstrutiva.Síndrome da Mioclonia Noturna: Movimentos de pernas periódicos e excessivos durante o sono que causam micro-despertar e interferem com a manutenção do sono. Esta afecção induz a um estado de privação relativa de sono que se manifesta por hipersonolência diária excessiva. Os movimewntos são caracterizados por contrações repetitivas do músculo anterior tibial, extensão dos dedos do pé e flexão intermitente do quadril, joelho e tornozelo.Distúrbios do Sono por Sonolência Excessiva: Transtornos caracterizados por hipersonolência durante o horário normal de despertar, podendo prejudicar o funcionamento cognitivo. Os subtipos incluem transtornos de hipersonia primária (ex., HIPERSONOLÊNCIA IDIOPÁTICA; NARCOLEPSIA e SÍNDROME DE KLEINE-LEVIN) e transtornos de hipersonia secundária, no qual a sonolência excessiva pode ser atribuída a uma causa conhecida (ex., efeito de drogas, TRANSTORNOS MENTAIS e SÍNDROMES DA APNEIA DO SONO).Síndrome das Pernas Inquietas: Transtorno caracterizado por dor ou sensações de ardência nas extremidades inferiores e, raramente, nas superiores ocorrendo previamente ao sono ou podem despertar o paciente do sono.Vigília: Estado no qual há um potencial elevado de sensibilidade e uma receptividade eficiente aos estímulos externos.Sonambulismo: Parassonia caracterizada por um despertar parcial ocorrendo durante o estágio IV do sono não REM. Os indivíduos afetados exibem comportamentos semipropositais, como ambulação e são difíceis de serem despertados. Principalmente as crianças são afetadas, com um pico de idade entre os 4-6 anos.Transtornos Cronobiológicos: Descontinuidades do ciclo rítmico de funções ou atividades corpóreas.Síndrome do Jet Lag: Transtorno cronobiológico resultante de uma viagem rápida através de um número de zonas temporais, caracterizado por insônia ou hipersonolência, fadiga, sintomas comportamentais, cefaleias e distúrbios gastrintestinais.Fases do Sono: Períodos de sono manifestos por mudanças na atividade do EEG e certos correlatos comportamentais; inclui Fase 1: início do sono, sonolência; Fase 2: sono leve; Fase 3 e 4: sono delta, sono leve, sono profundo e sono telencefálico.Melatonina: Amina biogênica encontrada em animais e plantas. Em mamíferos, a melatonina é produzida pela GLÂNDULA PINEAL. Sua secreção aumenta no escuro e diminui durante a exposição luminosa. A melatonina está envolvida na regulação do SONO, humor e REPRODUÇÃO. A melatonina também é um antioxidante eficaz.Ritmo Circadiano: Recorrência regular, em ciclos de aproximadamente 24 horas, de processos ou atividades biológicas tais como sensibilidade a drogas e estímulos, secreção de hormônios, sono, alimentação.Cataplexia: Afecção caracterizada por fraqueza transitória ou paralisia da musculatura somática desencadeada por um estímulo emocional ou exercício físico. A cataplexia frequentemente é associada com NARCOLEPSIA. Durante um ataque catapléctico, há uma redução acentuada no tônus muscular semelhante à hipotonia fisiológica normal que acompanha o sono dos movimentos rápidos dos olhos (SONO REM). (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p396)Transtorno do Comportamento do Sono REM: Transtorno caracterizado por episódios de atividade motora vigorosa e geralmente violenta durante o sono REM (SONO REM). O indivíduo afetado pode se autoinfligir ou machucar outros, sendo difícil ser depertado desta situação. Os episódios normalmente são seguidos de uma lembrança vívida de um sonho que é consistente com o comportamento agressivo. Esta afecção acomete principalmente homens adultos.Medicina do Sono: Especialidade médica que lida com o diagnóstico e tratamento de TRANSTORNOS DO SONO-VIGÍLIA e suas causas.Bruxismo do Sono: Transtorno do sono caracterizada por ranger e apertar os dentes e movimentos maxilo-mandibulares forçados protrusivos ou laterais. O bruxismo do sono pode ser associado com TRAUMATISMOS DENTÁRIOS, TRANSTORNOS DA ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR, distúrbios do sono ou outras afecções.Dissonias: Ampla categoria de transtornos do sono caracterizada tanto por hipersonolência como por insônia. As três principais subcategorias incluem intrínseca (i. é, proveniente de dentro do corpo) (TRANSTORNOS INTRÍNSECOS DO SONO), extrínseca (secundária a afecções de origem ambiental ou várias afecções) e distúrbios do ritmo circadiano.Transtornos Mentais: Doenças psiquiátricas que se manifestam por rupturas no processo de adaptação expressas primariamente por anormalidades de pensamento, sentimento e comportamento, produzindo sofrimento e prejuízo do funcionamento.Nível de Alerta: Vigilância cortical ou prontidão para modular presumidamente em resposta a uma estimulação sensorial, por meio do sistema reticular ativador.Transtorno Bipolar: Transtorno afetivo importante caracterizado por graves oscilações do humor (episódios de mania ou de depressão significativa) e por uma tendência à remissão e à recorrência.Ronco: Respiração ruidosa, pesada durante o sono, devido à vibração da úvula e palato mole.Eletroencefalografia: Registro de correntes elétricas produzidas no cérebro, pela medida de eletrodos adaptados ao couro cabeludo, na superfície do cérebro, ou colocados no cérebro.Teste de Bender-Gestalt: Teste psicológico que consiste de nove cartões com figuras geométricas. O indivíduo é solicitado a copiar as figuras de memória após a apresentação individual das mesmas.Actigrafia: Medida e registro da ATIVIDADE MOTORA para avaliar ciclos de repouso/atividade.Fototerapia: Tratamento de doenças por exposição à luz, especialmente por raios de luz com concentrações variadas ou comprimentos de ondas específicos.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Hipersonolência Idiopática: Transtorno do sono de origem no sistema nervoso central, caracterizado por sono noturno prolongado e períodos de sonolência durante o dia. Os indivíduos afetados apresentam dificuldade em despertar pelas manhãs e podem ter embriaguez do sono, comportamentos automáticos e distúrbios de memória. Esta afecção difere da narcolepsia, na qual os períodos de sono durante o dia são mais longos, não há associação com CATAPLEXIA e o teste múltiplo de início da latência do sono não lembra o início do sono dos movimentos rápidos dos olhos.Transtornos do Despertar do Sono: Transtornos do sono caracterizados por despertar deficiente dos estágios mais profundos de sono (geralmente os estágios III ou IV do sono).Terrores Noturnos: Transtorno caracterizado por despertar incompleto do sono associado com comportamento que sugere extrema pavor. Esta afecção acomete principalmente crianças e adultos jovens e o indivíduo geralmente não se recorda do evento. Os episódios tendem a ocorrer durante os estágios III ou IV do sono. O SONAMBULISMO é frequentemente associado com esta afecção.Índice de Gravidade de Doença: Níveis dentro de um grupo de diagnósticos estabelecidos por vários critérios de medição aplicados à gravidade do transtorno de um paciente.Transtornos de Ansiedade: ANSIEDADE persistente e incapacitante.Transtornos do Humor: Aqueles transtornos que têm como principal característica o distúrbio do humor.Hipnóticos e Sedativos: Drogas usadas para induzir sonolência, sono ou ainda para reduzir a excitação ou ansiedade psicológicas.Comorbidade: Presença de doenças coexistentes ou adicionais com relação ao diagnóstico inicial ou com relação à doença índice que é o objetivo do estudo. A comorbidade pode afetar o desempenho de indivíduos afetados e até mesmo a sua sobrevivência. Pode ser usado como um indicador prognóstico para a duração da hospitalização, fatores de custos e de melhoria ou sobrevivência.Noctúria: Frequente MICÇÃO à noite, interrompendo o sono. Frequentemente é associada com obstrução do fluxo, DIABETES MELLITUS ou inflamação da bexiga (CISTITE).Privação do Sono: Estado de privação de sono devido a condições experimentais, eventos da vida ou de uma ampla variedade de causas fisiológicas, como efeito de medicamentos, doenças crônicas, enfermidades psiquiátricas ou transtornos do sono.Eletroculografia: Registro da amplitude média do potencial de repouso, começando entre a córnea e a retina, nas adaptações dos olhos à luz e ao escuridão, à medida que os olhos alternam uma distância padrão para a direita e esquerda. O aumento no potencial com adaptação à luz é usado para avaliar a condição do pigmento retinal do epitélio .Prevalência: Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.Fadiga: Estado de esgotamento, seguido a um período de esforço mental ou físico, caracterizado por uma queda na capacidade para trabalhar e reduzida eficiência para responder aos estímulos.Sonhos: Série de pensamentos, imagens ou emoções que ocorrem durante o sono e que são dissociados do fluxo usual da consciência na vigília.Paralisia do Sono: Afecção comum caracterizada por paralisia transitória total ou parcial dos músculos esqueléticos e arreflexia que ocorre no despertar do sono ou, menos frequente, quando o indivíduo cai no sono. Estímulos, como toque ou sons, podem terminar o episódio que normalmente tem a duração de segundos a minutos. Esta afecção pode ocorrer em indivíduos normais ou estar associada com NARCOLEPSIA, CATAPLEXIA e ALUCINAÇÕES hipnagógicas. A patofisiologia desta condição está intimamente relacionada com hipotonia normal que ocorre durante o sono REM. (Tradução livre do original: Adv Neurol 1995;67:245-271)Síndrome de Kleine-Levin: Afecção rara caracterizada por hipersonolência recidivante associada com hiperfagia ocorrendo principalmente em homens entre a segunda e a terceira década de vida. Entre os sinais clínicos estão confusão mental, necessidade excessiva de sono (aproximadamente 18 horas por dia), intranquilidade e, em alguns casos, alucinações. Os episódios têm duração de dias a semanas e podem recorrer várias vezes por ano. Esta afecção pode se resolver espontaneamente ao longo de vários anos. (Tradução livre do original: Adams, et al., Principles of Neurology, 6th ed, p569)Bruxismo: Distúrbio caracterizado pelo ranger e apertar dos dentes.Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais: Classificação categórica de TRANSTORNOS MENTAIS baseada nos grupos de critérios com características definidas. É produzido pela American Psychiatric Association. (DSM-IV, página xxii)Transtorno Depressivo: Transtorno afetivo que se manifesta tanto por um humor disfórico como pela perda de interesse ou prazer nas atividades usuais. O distúrbio do humor é predominante e relativamente persistente.Hiperacusia: Aumento anormalmente desproporcional na sensação de intensidade do som em resposta a estímulos auditivos de volume normal. DOENÇAS COCLEARES, DOENÇAS DO NERVO VESTIBULOCOCLEAR, DOENÇAS DO NERVO FACIAL, CIRURGIA DO ESTRIBO e outros transtornos podem estar associados com essa afecção.Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas: Técnica de terapia respiratória, tanto em pacientes com respiração espontânea como em pacientes ventilados mecanicamente, em que é mantida a pressão nas vias respiratórias acima da pressão atmosférica durante o ciclo respiratório mediante pressurização do circuito ventilatório. (Tradução livre do original: On-Line Medical Dictionary [Internet]. Newcastle upon Tyne(UK): The University Dept. of Medical Oncology: The CancerWEB Project; c1997-2003 [cited 2003 Apr 17].Hábitos: Respostas adquiridas ou aprendidas, que se manifestam regularmente.Receptores de Orexina: RECEPTORES DE NEUROPEPTÍDEOS acoplados a proteína G que possuem especificidade para OREXINAS e desempenham um papel no controle do apetite e nos ciclos de sono-vigília. Dois receptores existem, cada um tendo especificidade para os subtipos de peptídeos OREXINA A ou OREXINA B.Estudos Transversais: Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001)Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Transtorno Depressivo Maior: Depressão importante que surge no período de involução e que se caracteriza por alucinações, delírios, paranoia e agitação.Secobarbital: Barbiturato usado como sedativo. É relatado que o secobarbital não tem atividade antiansiedade.Depressão: Estados depressivos, geralmente de intensidade moderada quando comparados à depressão maior, presentes nos transtornos neuróticos e psicóticos.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Neuropeptídeos: Peptídeos liberados por NEURÔNIOS como mensageiros intracelulares. Muitos neuropeptídeos também são hormônios liberados por células não neuronais.Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade: Transtorno comportamental que tem origem na infância e cujas características essenciais são sinais de desatenção inconsistentes com o nível de desenvolvimento, impulsividade e hiperatividade. Embora muitos indivíduos tenham sintomas tanto de desatenção como de hiperatividade-impulsividade, um ou outro padrão podem ser predominantes. O transtorno é mais frequente em indivíduos do sexo masculino do que feminino. O início se dá na infância. Os sintomas geralmente são atenuados no fim da adolescência, embora uma minoria experimente o quadro completo de sintomas até o meio da idade adulta. (Tradução livre do original: DSM-V)Rinomanometria: Técnica para medir a pressão e a taxa do fluxo de ar na cavidade nasal durante a respiração.Unidades Hospitalares de Hemodiálise: Unidades hospitalares que prestam serviços a pacientes em hemodiálise; inclui centros de hemodiálise em hospitais.Avanço Mandibular: Movimentação da mandíbula subdesenvolvida em direção a uma posição normal. É feita geralmente para má oclusão e retrognatia.Trazodona: Inibidor da captação de serotonina usado com agente antidepressivo. Tem-se demonstrado eficaz em pacientes com transtornos depressivos graves e outros subgrupos de transtornos depressivos. É geralmente mais útil nos transtornos depressivos associados à insônia e ansiedade. Esta droga não agrava os sintomas psicóticos em pacientes com esquizofrenia ou transtornos esquizoafetivos.Receptores de Neuropeptídeos: Receptores de superfície celular que se ligam especificamente a neuropeptídeos específicos com alta afinidade e desencadeiam alterações intracelulares influenciando o comportamento celular. Muitos neuropeptídeos também são hormônios fora do sistema nervoso.Hidroxizina: Antagonista do receptor H1 da histamina que é eficaz no tratamento da urticária crônica, dermatite e no prurido mediado por histamina. Ao contrário do seu metabólito principal, CETIRIZINA, provoca sonolência. É também eficaz como antiemético, para o alívio da ansiedade e tensão, e como sedativo.Psicologia Clínica: O ramo da psicologia voltado para os métodos psicológicos de reconhecimento e tratamento dos transtornos do comportamento.Apneia do Sono Tipo Central: Afecção associada com episódios múltiplos de apneia do sono que são distintos de outros tipos de APNEIA DO SONO TIPO OBSTRUTIVA pela completa cessação de esforços para respirar. Este distúrbio está associado com disfunção dos centros que regulam a respiração no sistema nervoso central.Eletromiografia: Registro das alterações no potencial elétrico do músculo por meio de eletrodos de superfície ou agulhas.Qualidade de Vida: Conceito genérico que reflete um interesse com a modificação e a aprimoramento dos componentes da vida, ex. ambiente físico, político, moral e social; a condição geral de uma vida humana.Escalas de Graduação Psiquiátrica: Procedimentos padronizados baseados em escalas de avaliação ou roteiros de entrevistas conduzidos por profissionais da saúde para a avaliação do grau de doença mental.Estudos de Casos e Controles: Estudos epidemiológicos observacionais nos quais grupos de indivíduos com determinada doença ou agravo (casos) são comparados com grupos de indivíduos sadios (controles) em relação ao histórico de exposição a um possível fator causal ou de risco. (Tradução livre do original: Last, 2001)Transtornos Cognitivos: Distúrbios do processo mental relacionados com o aprendizado, pensamento, o raciocínio e o julgamento.Análise de Variância: Técnica estatística que isola e avalia a contribuição dos fatores incondicionais para a variação na média de uma variável dependente contínua.Tonsilectomia: Remoção cirúrgica de uma tonsila ou tonsilas [palatinas]. (Dorland, 28a ed)Transtornos de Estresse Pós-Traumáticos: Classe de transtornos de estresse traumático com sintomas que perduram por mais de um mês. Há várias formas de transtornos de estresse pós-traumático, dependendo do tempo de início e a duração destes sintomas estressantes. Na forma aguda, a duração dos sintomas está entre 1 a 3 meses. Na forma crônica, os sintomas persistem por mais de 3 meses. Com o início tardio, os sintomas se desenvolvem mais que 6 meses após o evento traumático.Estimulantes do Sistema Nervoso Central: Grupo vagamente definido de drogas que tendem a aumentar o comportamento de alerta, agitação, ou excitação. Atuam por meio de vários mecanismos, mas normalmente não por excitação direta dos neurônios. As muitas drogas que apresentam estes efeitos colaterais devido ao uso terapêutico principal não foram incluídas aqui.Enurese: Liberação involuntária de URINA após a idade esperada para o desenvolvimento completo do controle urinário. Isto pode ocorrer durante o dia (ENURESE DIURNA), enquanto o indivíduo está acordado, ou durante o sono (ENURESE NOTURNA). A enurese pode ocorrer em crianças ou adultos (como enurese primária persistente e enurese secundária de início na idade adulta).Doença de Parkinson: Doença neurológica degenerativa progressiva caracterizada por TREMOR, que se torna máximo durante o repouso, retropulsão (i. é, tendência em cair para trás), rigidez, postura estática, lentidão dos movimentos voluntários e uma expressão facial semelhante a uma máscara. Entre os sinais patológicos estão a perda de neurônios contendo melanina na substância negra e outros núcleos pigmentados do tronco encefálico. Os CORPOS DE LEWY estão presentes na substância negra e no locus cerúleo, mas também podem ser encontrados em uma doença relacionada (DOENÇA POR CORPOS DE LEWY difusa), caracterizada por demência combinada com graus variados de parkinsonismo. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6a ed, p1059, pp1067-75)Transtorno Autístico: Transtorno que tem o seu início na infância. É caracterizado pela presença de um desenvolvimento acentuadamente anormal ou prejudicado nas interações sociais e na comunicação social, e de um repertório de atividades e interesses restritos. As manifestações do distúrbio variam enormemente dependendo do nível de desenvolvimento e idade cronológica do indivíduo. (Tradução livre do original: DSM-V)Fatores Etários: Idade como um elemento ou influência que contribui à produção de um resultado. Pode ser aplicável à causa ou efeito de uma circunstância. É usado com os conceitos humano e animal, mas devem ser diferenciados de ENVELHECIMENTO, um processo fisiológico, e FATORES DE TEMPO que se refere somente ao transcurso do tempo.Transtorno Obsessivo-Compulsivo: Transtorno da ansiedade caracterizado por obsessões ou compulsões recorrentes e persistentes. Obsessões são ideias, pensamentos e imagens intrusivos, que são experimentados como não tendo sentido ou sendo repulsivos. Compulsões são comportamentos repetitivos e aparentemente propositais, geralmente reconhecidos pelo indivíduo como não tendo sentido e não trazendo prazer, embora proporcionem um alívio da tensão.Compostos Azabicíclicos: Compostos bicíclicos com ligações internas contendo nitrogênio com três ligações. A nomeclatura indica o número de átomos em cada passo em torno dos anéis, como [2.2.2] para três passos iguais de comprimento. TROPANOS e BETA LACTAMAS são alguns de seus membros.Encéfalo: A parte do SISTEMA NERVOSO CENTRAL contida no CRÂNIO. O encéfalo embrionário surge do TUBO NEURAL, sendo composto de três partes principais, incluindo o PROSENCÉFALO (cérebro anterior), o MESENCÉFALO (cérebro médio) e o ROMBENCÉFALO (cérebro posterior). O encéfalo desenvolvido consiste em CÉREBRO, CEREBELO e outras estruturas do TRONCO ENCEFÁLICO (MeSH). Conjunto de órgãos do sistema nervoso central que compreende o cérebro, o cerebelo, a protuberância anular (ou ponte de Varólio) e a medula oblonga, estando todos contidos na caixa craniana e protegidos pela meninges e pelo líquido cefalorraquidiano. É a maior massa de tecido nervoso do organismo e contém bilhões de células nervosas. Seu peso médio, em um adulto, é da ordem de 1.360 g, nos homens e 1.250 g nas mulheres. Embriologicamente, corresponde ao conjunto de prosencéfalo, mesencéfalo e rombencéfalo. Seu crescimento é rápido entre o quinto ano de vida e os vinte anos. Na velhice diminui de peso. Inglês: encephalon, brain. (Rey, L. 1999. Dicionário de Termos Técnicos de Medicina e Saúde, 2a. ed. Editora Guanabara Koogan S.A. Rio de Janeiro)Transtornos Globais do Desenvolvimento Infantil: Distorções severas no desenvolvimento de várias funções psicológicas básicas que não são normais em nenhuma fase do desenvolvimento. Estas distorções se manifestam através de prejuízo social duradouro, anormalidades da fala e movimentos peculiares.Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias: Transtornos relacionados ao abuso de substâncias.Transtornos Fóbicos: Transtornos da ansiedade nas quais o aspecto central é um medo persistente e irracional de um objeto, atividade ou situação específicos, que o indivíduo se sente compelido a evitar. O indivíduo reconhece que o medo é excessivo e despropositado.Transtornos Psicóticos: Transtornos em que há uma perda dos limites do ego e um prejuízo acentuado do teste da realidade, com delírios ou alucinações proeminentes.(Tradução livre do original: From DSM-IV, 1994)Condução de Veículo: O efeito dos fatores ambientais ou psicológicos sobre os motoristas e a capacidade de dirigir. Estão incluídos a fadiga ao dirigir e o efeito de drogas, doença e incapacidades físicas no dirigir.Estudos Prospectivos: Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Índice de Massa Corporal: Indicador da densidade do corpo que é determinado pela relação entre o PESO CORPORAL e a ESTATURA. IMC=peso (kg)/altura ao quadrado (m2). O IMC se correlaciona com a gordura corporal (TECIDO ADIPOSO). Sua relação varia com a idade e o gênero. Para adultos, o IMC se encontra nestas categorias: abaixo de 18.5 (subpeso), 18.5-24.9 (normal), 25.0-29.9 (sobrepeso), 30.0 ou superior (obeso). (Tradução livre do original: National Center for Health Statistics, Centers for Disease Control and Prevention)Tolerância ao Trabalho Programado: Efeitos fisiológicos ou psicológicos de períodos do trabalho, os quais podem ser fixos ou flexíveis tais como horários flexíveis, turnos de trabalho ou turnos rotativos.Ansiedade: Sensação ou emoção de pavor, apreensão e desastre iminente, porém não incapacitante como nos TRANSTORNOS DE ANSIEDADE.Fatores Sexuais: Usado quando sexo é discutido como um fator em relação a algum assunto ou problema específico.Testes Neuropsicológicos: Testes projetados para a avaliação da função neurológica associada a certos comportamentos. São utilizados no diagnóstico de disfunção ou dano cerebral e dos transtornos ou lesões do sistema nervoso central.Relógios Circadianos: Mecanismo biológico que controla o RITMO CIRCADIANO. O relógio circadiano existe na forma mais simples em Cianobactérias e em sistemas mais complexos nos fungos, plantas e animais. Em humanos, o sistema inclui as CÉLULAS GANGLIONARES DA RETINA e o NÚCLEO SUPRAQUIASMÁTICO que age como o oscilador (marca-passo) central.Receptor MT2 de Melatonina: Subtipo de receptor de melatonina inicialmente encontrado e expressado no ENCÉFALO e na RETINA.Ritmo Delta: Ondas encefálicas observadas no EEG caracterizadas por alta amplitude e uma frequência de até 4 Hz. São consideradas as "ondas do sono profundo", observadas durante estados de sono sem sonhos, na infância e em alguns transtornos encefálicos.Estudos de Coortes: Estudos em que os subconjuntos de uma certa população são identificados. Estes grupos podem ou não ser expostos a factores hipotéticos para influenciar a probabilidade da ocorrência de doença em particular ou outros desfechos. Coortes são populações definidas que, como um todo, são seguidos de uma tentativa de determinar as características que distinguem os subgrupos.Inquéritos Epidemiológicos: Coleta sistemática de dados relativos ao estado de saúde de determinada população. Pode ser descritiva, exploratória ou explicativa. (Tradução livre do original: Last, 2001)Cefaleia: Sintoma de DOR na região craniana. Pode ser uma ocorrência ou manifestação benigna isolada de uma ampla variedade de TRANSTORNOS DA CEFALEIA.Distribuição por Sexo: Número de homens e mulheres numa dada população ou grupo.Distribuição por Idade: Agrupamento de indivíduos segundo idade ou faixa etária. O conceito não é restrito a humanos.Transtorno da Conduta: Padrão repetitivo e persistente de comportamento, em que os direitos básicos dos outros, ou as principais normas ou regras sociais, válidas para a idade são violadas. Entre os comportamentos estão a conduta agressiva que causa, ou ameaça causar, danos físicos para outro povo ou animais, conduta não agressiva que causa perda ou prejuízo de propriedade, falsidade ou roubo e sérias violações das regras. Inicia-se antes da idade de 18 anos. (Tradução livre do original: DSM-IV, 1994)Compostos Benzidrílicos: Compostos que contêm o radical metil substituído com dois anéis benzenos. São permitidos todos os substituintes, porém a fusão de qualquer outro anel ao anel benzeno não é permitida.Respiração com Pressão Positiva: Método de ventilação mecânica no qual é mantida uma pressão para aumentar o volume de gás que permanece nos pulmões até o final da expiração, reduzindo assim o desvio de sangue através dos pulmões e melhorando a troca gasosa.Benzodiazepinas: Grupo de compostos heterocíclicos de dois anéis consistindo em um anel benzeno fundido a um anel diazepino. É permitido qualquer grau de hidrogenação, qualquer substituinte e qualquer isômero H.Estresse Psicológico: Quadro mórbido característico, de natureza basicamente psíquica, onde inexistem causas orgânicas capazes de serem evidenciadas pelos meios usuais de exame médico, que aparece em condições especiais, de trabalho ou de guerra. Apresenta quadro predominante psíquico acompanhado de repercussões orgânicas. A sintomatologia é múltipla e polimorfa com cefaleias, tonturas, anorexia, tremores de extremidades, adinamia, dificuldades de concentração, crises de choro.Estados UnidosApneia: Ausência transitória da respiração espontânea.Doença Crônica: Doenças que têm uma ou mais das seguintes características: são permanentes, deixam incapacidade residual, são causadas por alteração patológica não reversível, requerem treinamento especial do paciente para reabilitação, pode-se esperar requerer um longo período de supervisão, observação ou cuidado.Ansiolíticos: Fármacos que aliviam a ANSIEDADE, tensão e os TRANSTORNOS DA ANSIEDADE, promovem sedação e tem um efeito calmante sem afetar a clareza da consciência ou as condições neurológicas. Os ANTAGONISTAS ADRENÉRGICOS BETA são comumente usados no tratamento sintomático da ansiedade, mas não são incluídos aqui.Pneumologia: Subespecialidade da medicina interna voltada para o estudo do SISTEMA RESPIRATÓRIO. Está especialmente implicado com o diagnóstico e tratamento de doenças e defeitos dos pulmões e da árvore brônquica.Estudos Longitudinais: Estudo no qual as variáveis relacionadas a um indivíduo ou grupo de indivíduos são acompanhadas por anos e com contato a intervalos regulares.Transtornos de Tique: Transtornos caracterizados por TIQUES recorrentes podendo interferir com a fala e outras atividades. Os tiques são vocalizações ou movimentos motores estereotipados, não rítmicos, rápidos e súbitos que podem ser exacerbados por estresse e geralmente são atenuados durante atividades absorventes. Os transtornos de tique se distinguem das afecções caracterizadas por outros tipos de movimentos anormais que podem acompanhar outros achados médicos. (Tradução livre do original: DSM-IV, 1994)Seguimentos: Estudos nos quais indivíduos ou populações são seguidos para avaliar o resultado de exposições, procedimentos ou efeitos de uma característica, por exemplo, ocorrência de doença.Relógios Biológicos: Mecanismos fisiológicos que regem a ocorrência rítmica de certos fenômenos bioquímicos, fisiológicos e comportamentais.Monitorização Ambulatorial: Utilização de equipamento eletrônico para observar ou registrar processos fisiológicos, enquanto o paciente desenvolve suas atividades diárias normais.Anamnese: Aquisição de informação de um paciente sobre suas afecções médicas anteriores e seus tratamentos.Cadeias beta de HLA-DQ: Proteínas transmembranas que formam as subunidades alfa dos antígenos HLA-DQ.Reprodutibilidade dos Testes: Propriedade de se obter resultados idênticos ou muito semelhantes a cada vez que for realizado um teste ou medida. (Tradução livre do original: Last, 2001)Peptídeos e Proteínas de Sinalização Intracelular: Proteínas e peptídeos envolvidos na TRANSDUÇÃO DE SINAL na célula. Estão incluídos os peptídeos e proteínas que regulam a atividade dos FATORES DE TRANSCRIÇÃO e os processos celulares em resposta aos sinais dos RECEPTORES DA SUPERFÍCIE CELULAR. Os peptídeos e proteínas de sinalização intracelular podem fazer parte de uma cascata de sinalização enzimática ou atuar ligando-se a outros fatores de sinalização, modificando seus efeitos.Modelos Logísticos: Modelos estatísticos de risco de um indivíduo (probabilidade de contrair uma doença) em função de um dado de fator de risco. O modelo logístico é um modelo linear para a logística (logaritmo natural dos fatores de risco) da doença como função de um fator quantitativo e é matematicamente equivalente ao modelo logístico.Zumbido: Sintoma não específico de transtorno auditivo, caracterizado pela sensação de zumbido, tocar de sino, clique, pulsações e outros ruídos na orelha. O zumbido objetivo refere-se aos ruídos gerados de dentro da orelha ou de estruturas adjacentes que podem ser ouvidas por outros indivíduos. O termo zumbido subjetivo é usado quando o som é audível apenas no indivíduo afetado. O zumbido pode ocorrer como manifestação de DOENÇAS COCLEARES, DOENÇAS DO NERVO VESTIBULOCOCLEAR, HIPERTENSÃO INTRACRANIANA, TRAUMA CRANIOCEREBRAL e outras afecções.Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Estatísticas não Paramétricas: Classe de métodos estatísticos aplicáveis a um grande grupo de distribuição de probabilidades utilizado para testes de correlação, localização, independência, etc. Na maioria dos testes não paramétricos, o escore original ou as observações são substituídas por outra variável contendo menos informação. Uma classe importante de testes utiliza informação sobre se uma observação está acima ou abaixo de algum valor fixado, tal como uma mediana, e uma terceira classe é baseada na frequência de ocorrência dos períodos no dado.Valores de Referência: Faixa (ou distribuição de frequências) dos [valores] medidos em uma população (de organismos, órgãos ou coisas) que não foi selecionada para [indicar] a presença de doença ou de anormalidade.Núcleo Supraquiasmático: Coleção, de formato ovoide, densamente carregada de pequenas células no hipotálamo anterior situada próximo à linha média em uma impressão rasa do QUIASMA ÓPTICO.Receptores de Melatonina: Família de receptores acoplados a proteína-G, que são específicos para a MELATONINA, mediando seus efeitos. A ativação dos receptores de melatonina tem sido associada com uma diminuição do AMP CÍCLICO intracelular e aumento da hidrólise dos FOSFOINOSITÍDEOS.Transtorno da Personalidade Borderline: Transtorno de personalidade caracterizado por um padrão de instabilidade das relações interpessoais, da autoimagem e dos afetos e por uma impulsividade acentuada, que começa no início da vida adulta e está presente em uma variedade de contextos.Transtornos Somatoformes: Transtornos em que há a presença de sintomas físicos que sugerem uma situação médica geral mas sem base médica constatável, pelos efeitos diretos de uma substância ou por qualquer outro transtorno mental. Os sintomas devem causar um desconforto clínico significativo, prejuízo social, ocupacional ou em outras áreas de ação. Ao contrário dos TRANSTORNOS AUTOINDUZIDOS ou SIMULAÇÃO DE DOENÇA, os sintomas físicos não estão sob controle voluntário. (Tradução livre do original: APA, DSM-V).Incidência: Número de casos novos de doenças ou agravos numa determinada população e período.Epilepsia: Transtorno caracterizado por episódios recorrentes de disfunção cerebral paroxística, devido a súbita descarga neuronal excessiva e desordenada. Os sistemas de classificação da epilepsia geralmente se baseiam em (1) sinais clínicos dos episódios de ataques (ex. ataque motor), (2) etiologia (ex. pós-traumático), (3) localização anatômica da origem do ataque (ex. ataque do lobo frontal), (4) tendência em se alastrar para outras estruturas encefálicas, e (5) padrões temporais (ex. epilepsia noturna). (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p313)Obesidade: Estado no qual o PESO CORPORAL está grosseiramente acima do peso aceitável ou ideal, geralmente devido a acúmulo excessivo de GORDURAS no corpo. Os padrões podem variar com a idade, sexo, fatores genéticos ou culturais. Em relação ao ÍNDICE DE MASSA CORPORAL, um IMC maior que 30,0 kg/m2 é considerado obeso e um IMC acima de 40,0 kg/m2 é considerado morbidamente obeso (OBESIDADE MÓRBIDA).Brasil: A República Federativa do Brasil é formada por 5 regiões (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul), 26 Estados e o Distrito Federal (Brasília). A atual divisão político-administrativa é de 1988, quando foi criado o estado do Tocantins, a partir do desmembramento de parte de Goiás, e os territórios de Amapá e Roraima foram transformados em estados. Quinto país do mundo em área total, superado por Federação Russa, Canadá, China e EUA, e maior da América do Sul, o Brasil ocupa a parte centro-oriental do continente. São 23.089 km de fronteiras, sendo 7.367 km marítimas e 15.719 km terrestres. A orla litorânea estende-se do cabo Orange, na foz do rio Oiapoque, ao norte, até o arroio Chuí, no sul. Todos os países sul-americanos, com exceção de Equador e Chile, fazem fronteira com Brasil. Pouco mais de 70 km tornam a extensão norte-sul do país superior ao sentido leste-oeste. São 4.394,7 km entre os extremos leste e oeste. Ao norte, o ponto extremo do Brasil é a nascente do rio Ailã, no monte Caburaí, em Roraima, fronteira com a Guiana. Ao sul, o arroio Chuí, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai. A leste, a ponta do Seixas, na Paraíba. E a oeste, as nascentes do rio Moa, na serra da Contamana, no Acre, fronteira com o Peru. O centro geográfico fica na margem esquerda do rio Jarina, em Barra do Garça em Mato Grosso. (Almanaque Abril. Brasil, SP: Editora Abril S.A., 2002). Existe grande contraste entre os estados em relação aos aspectos físicos e demográficos e aos indicadores sociais e econômicos. A área do Amazonas, por exemplo, é maior do que a área somada dos nove estados da região nordeste. Enquanto Roraima e Amazonas têm cerca de um a dois habitantes por km2, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal esse índice é superior a 300 (a média para o país é de 20,19 IBGE 2004). A população brasileira estimada para 2006 é de 186 milhões de habitantes distribuída em uma área de 8.514.215,3 km2 (média de 46 hab/km2). A mortalidade infantil média para o país é de 26,6 óbitos de crianças menores de um ano por 1000 nascidos vivos, variando de 47,1 para o estado de Alagoas (IBGE 2004) e 13,5 para o estado de São Paulo (SEADE 2005). A esperança (ou expectativa) de vida do brasileiro ao nascer é de 71,7 anos (IBGE 2004). A taxa de fecundidade é de 2,3 filhos por mulher menor de 20 anos (IBGE 2004). Em relação à economia, apenas três estados do Sudeste - São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais - respondem por cerca de 60 por cento do PIB brasileiro.Fotoperíodo: Tempo de exposição diária à luz natural ou artificial a que um organismo está sujeito. Acredita-se que as respostas fotoperiódicas podem afetar o controle do equilíbrio energético e da termorregulação.Distribuição de Qui-Quadrado: Distribuição na qual a variável está distribuída como a soma dos quadrados de qualquer variável dada independente e aleatória, tendo cada qual uma distribuição normal com média zero e desvio um. O teste de Qui-quadrado é um teste estatístico baseado na comparação de uma estatística e uma distribuição de Qui-quadrado. Os testes mais antigos se usam para detectar se duas ou mais distribuições da população diferem entre si.ItáliaRazão de Chances: É uma aproximação do risco relativo, característica de estudos de casos e controles, dada pela proporção entre a probabilidade de adoecer e não adoecer mediante a exposição e não exposição ao fator de risco em estudo.Acidentes de Trânsito: Acidentes em ruas, estradas e rodovias envolvendo condutores, passageiros, pedestres ou veículos. Estes acidentes referem-se a AUTOMÓVEIS (carros para passageiros, ônibus e caminhões), BICICLETAS e MOTOCICLETAS, mas não VEÍCULOS RECREACIONAIS A MOTOR, FERROVIAS nem veículos para neve.Medição de Risco: Métodos e técnicas aplicadas para identificar os fatores de risco e medir a vulnerabilidade aos perigos potenciais causados por desastres e substâncias químicas.Transtornos Linfoproliferativos: Transtornos caracterizados pela proliferação de tecido linfoide, geral ou inespecífico.Transtornos dos Movimentos: Síndromes caracterizadas por DISCINESIAS como manifestação cardinal do processo da doença. Incluídas nesta categoria estão as afecções degenerativas, hereditárias, pós-infecciosas, induzidas por medicamentos, condições pós-inflamatórias e pós-traumáticas.Traumatismos Encefálicos: Lesões agudas e crônicas (ver também LESÃO ENCEFÁLICA) ao encéfalo, incluindo os hemisférios cerebrais, CEREBELO e TRONCO CEREBRAL. As manifestações clínicas dependem da natureza da lesão. O trauma difuso ao encéfalo é frequentemente associado com LESÃO AXONAL DIFUSA ou COMA PÓS-TRAUMÁTICO. As lesões localizadas podem estar associadas com MANIFESTAÇÕES NEUROCOMPORTAMENTAIS; HEMIPARESIA ou outras deficiências neurológicas focais.Nível de Saúde: Grau em que se encontra um indivíduo ou população quanto às funções físicas e mentais, independentemente do sistema de saúde local. (Tradução livre do original: Last, 2001)Atividade Motora: Atividade física de um humano ou de um animal como um fenômeno comportamental.Método Duplo-Cego: Método de estudo sobre uma droga ou procedimento no qual ambos, grupos estudados e investigador, desconhecem quem está recebendo o fator em questão. (Tradução livre do original: Last, 2001)Distúrbios de Guerra: Reações neuróticas a um estresse militar inusual, grave ou assolador.Transtornos Relacionados ao Uso de Álcool: Transtornos relacionados ou resultado por abuso ou mau uso de álcool.Transtornos de Deficit da Atenção e do Comportamento Disruptivo: Inclui dois distúrbios semelhantes: distúrbio da oposição desafiante e TRANSTORNO DA CONDUTA. Os sintomas que ocorrem em crianças com esses distúrbios incluem: desafio das figuras de autoridade, explosões de raiva e outros comportamentos antissociais.Diálise Renal: Terapia para a purificação insuficiente do SANGUE pelos rins, baseado na diálise e incluindo a hemodiálise, DIÁLISE PERITONEAL e HEMODIAFILTRAÇÃO.Envelhecimento: Mudanças graduais irreversíveis na estrutura e funcionamento de um organismo que ocorrem como resultado da passagem do tempo.Análise de Regressão: Procedimentos para encontrar a função matemática que melhor descreve a relação entre uma variável dependente e uma ou mais variáveis independentes. Na regressão linear (v. MODELOS LINEARES) a relação é construída para ser uma linha reta e usa-se a ANÁLISE DOS MÍNIMOS QUADRADOS para determinar o melhor ajuste. Na regressão logística (v. MODELOS LOGÍSTICOS) a variável dependente é qualitativa em vez de uma variável contínua e são usadas FUNÇÕES VEROSSIMILHANÇA para encontrar a melhor relação. Na regressão múltipla, considera-se que a variável dependente pende mais que uma única variável independente.Sensibilidade e Especificidade: Medidas de classificação binária para avaliar resultados de exames. Sensibilidade ou taxa de recall é a proporção de verdadeiros positivos. Especificidade é a probabilidade do teste determinar corretamente a ausência de uma afecção. (Tradução livre do original: Last, Dictionary of Epidemiology, 2d ed)Distúrbios da Fala: Afecções adquiridas ou desenvolvidas, caracterizadas por habilidade deficiente em compreender ou gerar formas da linguagem falada.Valor Preditivo dos Testes: O valor preditivo de um teste diagnóstico é a probabilidade de um resultado positivo (ou negativo) corresponder a um indivíduo doente (ou não doente). Depende da sensibilidade e especificidade do teste (adaptação e tradução livre do original: Last, 2001)

*  Transtornos do sono - Trabalhos de Conclusão de Cursos (TCC) - Wilmakarla

TRANSTORNOS DO SONO ...Transtornos do sono São todas as dificuldades relacionadas ao sono, incluindo a dificuldade de adormecer ... Fisiopatologia dos transtornos primários do sono ...Fisiopatologia dos transtornos primários do sono Transtornos primários do ... Transtornos Do Sono ... TRANSTORNOS DO SONO Escola Técnica de Enfermagem Irmã Dulce - Unidade II Alunos: José Cezar Turma: ... transtorno do sono ...1. TRANSTORNO DO SONO 1.1 CONCEITO É a dificuldade para dormir, e em casos raros o sono em excesso. Os ...
trabalhosfeitos.com/ensaios/Transtornos-Do-Sono/97291.html

*  Fibromialgia - Sintomas e causas

Transtornos do sono.. * Rigidez matinal.. * Dores de cabe a.. * S ndrome do intestino irrit vel.. * Menstrua o dolorosa.. * ...
copacabanarunners.net/fibromialgia-sintomas.html

*  Prefeitura de Porto Ferreira - SP

Transtornos do movimento. Transtornos do sono. Doenças vasculares do sistema nervoso. Doenças desmielinizantes. Doenças ... Esquizofrenia, transtornos esquizotípicos e delirantes. Transtornos do humor (afetivos). Transtornos neuróticos, relacionados ... Transtornos mentais orgânicos, incluindo sintomáticos. Transtornos mentais e do comportamento decorrentes douso de substância ... Transtornos de personalidade e de comportamento emadultos. Retardo mental. Transtornos do desenvolvimento psicológico. ...
https://pciconcursos.com.br/concurso/prefeitura-de-porto-ferreira-sp-64-vagas

*  Missões urbanas palestra JMC 2012

Ansiedade / Depressão: Melancolia Tristeza Transtornos alimentares Transtornos de sono Pensamentos mórbidos Rev. Gildásio Reis ...
https://pt.scribd.com/presentation/103698870/Missoes-urbanas-palestra-JMC-2012

*  Conheça as 5 vantagens de uma noite bem dormida - CidadeVerde.com

Previne gripes e resfriados Quando nos privamos do sono o corpo se sente sem energia e, assim, fica vulnerável à infecção ... Quando nos privamos do sono o corpo se sente sem energia e, assim, fica vulnerável à infecção. "Enquanto dormimos, o hormônio ... "Consolida-se a memória, fica-se menos ansioso, irrequieto, diminuem-se os transtornos de humor, como depressão e ansiedade." ... "A privação de sono desregula os hormônios de fome e saciedade, respectivamente grelina e leptina, aumentando a produção do ...
https://cidadeverde.com/noticias/254984/conheca-as-5-vantagens-de-uma-noite-bem-dormida

*  Anvisa adia decisão sobre substância derivada da maconha | Agência Brasil - Últimas notícias do Brasil e do mundo

... esquizofrenia e alguns transtornos de sono, entre outras doenças. No entanto, a substância integra uma lista de substâncias ...
agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2014-05/anvisa-adia-decisao-sobre-substancia-derivada-da-maconha

*  Comprar Levitra: Medicamento & prescrição online

Transtornos de ansiedade. Zumbido nos ouvidos. Distúrbios da função hematopoiética. Diminuição do fluxo de sangue ao músculo do ... Excesso de sono. Retenção de água na área facial. Raros. Aumento da pressão intraocular. Hipersensibilidade. ...
https://121doc.com/pt/disfuncao-erectil/levitra

*  No Mundo da M sica

... transtornos do sono, doen as circulat rias e a s ndrome de burnout - a exaust o emocional. Ainda mais nos dias de hoje onde o ...
mvhp.com.br/colunamus87.htm

*  Espiritualidade: Transtornos Emocionais

O SONO E OS SONHOS (1) * O Tiro Saiu pela Culatra (1) ... Transtornos Emocionais. *OS DEZ MAIORES LIVROS ESPÍRITAS DO SÉC ...
espiritualidadee.blogspot.com/2010/05/transtornos-emocionais.html

*  Encontre os melhores materiais de estudo - Página 101796

sono transtornos. #. sono. *neurofisiologia. *UFMT. *. Naane Ester Silva. *. remove_red_eye Visualizar. ...
https://passeidireto.com/materiais-de-estudo?page=101796

Non-rapid eye movement sleep: Non-rapid eye movement' (NREM, ou em português, Movimento dos olhos não-rápido) são os estágios do sono em que não ocorrem o sono do movimento rápido dos olhos (REM).Sonilóquio: O sonilóquio é a fala que ocorre durante o sono. É considerado um distúrbio do sono, benigno e muito freqüente na infância; e sua ocorrência diminui na idade adulta.Narcolepsia: Narcolepsia é uma condição neurológica caracterizada por episódios irresistíveis de sono e em geral distúrbio do sono. É um tipo de dissonia.InsôniaPolissonografia: Polissonografia (ou polissomnografia) ou exame do sono (do grego polis = "muitos"; somnus = "sono"; e graphos = "escrita") é um teste multiparamétrico utilizado no estudo do sono e de suas variáveis fisiológicas.Apneia: Apneia (do , a = prefixo de negação e pneia = respirar) designa a suspensão voluntária ou involuntária da ventilação, ou a interrupção da comunicação do ar atmosférico com as vias aéreas inferiores e pulmões.Aplindore: Aplindore (DAB-452) é um fármaco que actua como agonista parcial para o receptor D2 de dopamina.Heinrich JN, Brennan J, Lai MH, Sullivan K, Hornby G, Popiolek M, Jiang LX, Pausch MH, Stack G, Marquis KL, Andree TH.SonambulismoMelatonina: A melatonina (N-acetil-5-metoxitriptamina) é um hormônio produzido por diversos animais e plantas. Em animais superiores, é o produto de secreção da glândula pineal.Meia-noite: A meia-noite é o horário em que começa a madrugada. É o marco zero do início de um dia.Cataplexia: A cataplexia designa, em medicina, a atonia muscular súbita que provoca a queda do doente, que fica consciente, mas incapaz de falar ou de se mexer, o que é considerado uma experiência assustadora e desagradável.Bruxismo: O bruxismo ou, preferencialmente, briquismo (do grego βρυχμός [brýkhmós], "ranger os dentes", pronúncia brucsismo) é um hábito parafuncional que leva o paciente a ranger os dentes de forma rítmica durante o sono ou, menos prejudicialmente, durante o dia. É observada em pacientes de todas as idades e geralmente está relacionada ao alto nível de estresse.DissoniaTranstorno mental: upright=1.1|thumb|A loucura, de [[Angelo Bronzino.Transtorno bipolarEletroencefalografia: A eletroencefalografia (EEG) é o estudo do registro gráfico das correntes elétricas desenvolvidas no encéfalo, realizado através de eletrodos aplicados no couro cabeludo, na superfície encefálica, ou até mesmo dentro da substância encefálica. A maioria dos sinais cerebrais observados situam-se entre os 1 e 20 hertz.HipersoniaHipnótico: Hipnóticos ou soníferos são fármacos capazes de induzir o sono. Podem ser considerados hipnóticos fármacos como benzodiazepínicos, barbitúricos, além dos próprios medicamentos pertencentes a esta classe.Noctúria: Noctúria (do latim nox, noite e do grego [τα] ούρα, urina), é a necessidade de se levantar durante a noite para esvaziar a bexiga, interrompendo assim o sono. [e a inversão do ritmo miccional.Pesadelo: Pesadelo - é um sonho penoso com sensação de opressão torácica e dispneia, terminando por um despertar sobressaltado ou agitado e com ansiedade.Paralisia: A paralisia é o estado ou situação de imobilidade, seja ela total ou parcial. A poliomielite (vulgarmente tratada por paralisia infantil) caracteriza-se por ser uma doença que pode paralisar completamente os músculos das pernas, impedindo a pessoa de andar.Pica (transtorno)EsquizofreniaHiperacusiaRonco: O ronco ou ressono (acto de ressonar) é uma obstrução parcial das vias respiratórias superiores durante o sono, que pode ocorrer em razão natural do contato das paredes musculares da faringe que tem diminuição do seu tónus induzido pelo repouso e a própria perda de elasticidade que acontece com o decorrer da idade; ou decorrente de uma obstrução nasal devida, a aumento do volume de secreções e produção de muco, a desvio de septo nasal, rinites, sinusites, pólipos nasais; à hiperplasia das amígdalas e adenoides, como ganho de massa gordurosa no pescoço; e a várias alterações das estruturas das vias aéreas superiores, como hipoplasia de mandíbula e maxila, macrogrossia, queixo duplo, alterações nos ossos da face entre outros. O ronco geralmente é a manifestação inicial de um problema mais sério que é apneia do sono.SuvorexantoSecobarbitalDriven to Distraction: Driven to Distraction (Tendência à Distração em português) é um livro de 1994 sobre o distúrbio do déficit de atenção (DDA), escrito pelos psiquiatras americanos Edward Hallowell e John Ratey.Rinomanometria: A rinomanometria ou rinometria acústica tem como finalidade avaliar a potência nasal e, geralmente, é realizada com a provocação nasal, observando o efeito do alérgeno nos quadros de obstrução nasal.Antonio Carlos Lopes.TrazodonaHidroxizina: Anti-histamínico Derivado da piperazina, inibidor dos receptores H1 da histamina. Seus nomes comerciais são Hixizine®, Prurizin® e Marax®.Psicologia: Psicologia é a ciência que estuda o comportamento e as funções mentais. A psicologia tem como objetivo imediato a compreensão de grupos e indivíduos tanto pelo estabelecimento de princípios universais como pelo estudo de casos específicos, e tem, segundo alguns, como objetivo final o beneficio geral da sociedade.Caso-controle: Em epidemiologia, caso-controle ou caso-controlo é definido como uma forma de pesquisa observacional, longitudinal, em geral retrospectivo e analítico em que se compara dois grupos expostos a um determinado fator, o primeiro de indivíduos com determinada condição (p.e.Onirologia: A Onirología (do grego ὄνειρος, sonho, e λouγος logos, estudo, ciência) é o estudo científico dos sonhos.Taxa de mortalidade padronizada para a idade: Taxa de mortalidade padronizada para a idade é uma taxa de mortalidade que foi padronizada de modo a eliminar os efeitos da diversidade da estrutura etária nas populações a comparar.Transtorno obsessivo-compulsivoZopiclona: Zopiclona ou Zopiclone é um medicamento hipnótico utilizado para induzir e manter o sono. Pertence à classe das ciclopirrolonas, similar aos benzodiazepínicos, porém com menor potencial de causar dependência.Dipsomania: Dipsomania (do grego dípsa, sede, e manía, loucura, mania) é o impulso ininterrupto e irresistível de ingerir bebidas alcoólicas.Claustrofobia: A claustrofobia é a fobia que se caracteriza pela aversão ao confinamento. Pessoas com claustrofobia costumam evitar elevadores, trens ou comboios e aviões.Intercontinental A Júnior: KF2 é uma classe do kart para pilotos de topo com 15 ou mais anos de idade.Trabalho por turnos: Trabalho por turnos é uma prática de emprego destinada a fazer uso das 24 horas diárias, ou disponibilizar serviços durante 24 horas. Nesta prática, o dia é geralmente dividido em turnos, ou intervalos de tempo durante os quais diferentes grupos de trabalhadores realizam o trabalho.Somnifobia: Somnifobia é um distúrbio das pessoas que tem um medo pavoroso de dormir. Algumas acham que os pesadelos a atormentarão, outras acham que jamais irão acordar, e podem até ter doenças crônicas.


Problemas


  • Est provado que cantar gera harmonia ps quica e refor a o sistema imunol gico, importantes frente a problemas t o freq entes hoje, como transtornos do sono, doen as circulat rias e a s ndrome de burnout - a exaust o emocional. (mvhp.com.br)
  • A privação do sono e a sonolência têm efeitos adversos sobre o desempenho, os tempos de reação, e problemas de atenção e concentração. (blogspot.com)
  • Pouco sono está relacionado a pressão sanguínea alta, depressão, problemas cardíacos e de açúcar no sangue. (blogspot.com)
  • Bastam três noites de sono irregular para causar problemas no controle dos níveis de açúcar no sangue. (blogspot.com)
  • Quais são os problemas mais comuns que levam as pessoas a procurar um médico, em casos de distúrbio do sono? (clicrbs.com.br)
  • Pablo Castillo - Os problemas mais comuns são a insônia, a apneia obstrutiva do sono, a síndrome das pernas inquietas e as parassonias, que são comportamentos anormais que ocorrem quando a pessoa está dormindo. (clicrbs.com.br)
  • Que problemas de saúde podem ser vinculados aos problemas do distúrbios do sono? (clicrbs.com.br)
  • Quanto à apneia do sono, há alguma relação com problemas cardiovasculares? (clicrbs.com.br)

noite


  • Segundo um estudo da Universidade de Columbia (EUA), quem tem uma noite de sono menor do que quatro horas aumenta em 73% a chance de se tornar obesa. (cidadeverde.com)
  • Já uma boa noite de sono contribui para a melhora nos níveis de hipertensão arterial, diminui o risco de infarto, de acidente vascular cerebral entre outras doenças. (cidadeverde.com)
  • Homens e mulheres que tiveram variações no seu tempo de sono, passando a dormir menos do que 6 e mais do que 8 horas por noite, estão sujeitos a um declínio cognitivo acelerado. (blogspot.com)
  • Os pesquisadores também descobriram que, nas mulheres, um sono de 7 horas de duração por noite esteve associado com a maior pontuação para cada teste cognitivo, seguido de perto por seis horas de sono noturno. (blogspot.com)
  • No ano passado, a mesma equipe descobriu que em uma única noite de sono o organismo multiplica por dois o número de anticorpos que as pessoas produzem quando vacinadas contra a hepatite A. "O sistema imunológico tem de desenvolver uma estratégia de longo prazo para um novo antígeno, o que requer memória", afirmou Born. (blogspot.com)
  • Quando não têm uma boa noite de sono, as mulheres sofrem mental e fisicamente para manter os hormônios em equilíbrio, segundo os pesquisadores. (blogspot.com)
  • O estudo sugere que um sono ruim - medido pela quantidade de horas, número de vezes que acordou durante a noite e, o mais importante, o tempo que se demorou para pegar no sono - tem consequências mais sérias para a saúde de mulheres - explica o professor Edward Suarez. (blogspot.com)
  • Há ocorrências como a de uma pessoa ter ido a um hotel, ser privado do sono durante a noite e começar a andar, correndo o risco de cair de um andar alto, por exemplo. (clicrbs.com.br)

tempo de sono


  • A explicação é simples: a diferença hormonal entre homens e mulheres faz com que elas precisem de mais tempo de sono que eles. (blogspot.com)

horas


  • Em média o ser humano necessita de oito horas diárias de sono, podendo ser regulado para mais ou menoshoras de acordo com a necessidade de cada indivíduo. (trabalhosfeitos.com)
  • Geralmente, os adolescentes precisam de mais de oito horas de sono por estar em fase de crescimento, pois o hormônio do crescimento a somatotrofina é liberado durante o sono e estão se expandindo as redes neurais ligadas a aprendizagem. (trabalhosfeitos.com)
  • As pessoas que tiveram uma redução de 6 a 8 horas de sono por semana tiveram uma menor pontuação em três dos seis testes cognitivos - raciocínio, vocabulário e estado cognitivo global. (blogspot.com)
  • Entre seis e oito horas por dia, a maioria de nós deita-se na cama e se desliga do mundo - é o momento de visitar o reino do deus grego Hipnos, responsável por distribuir a todos um sono agradável e reparador. (blogspot.com)
  • Registros encontrados em diários, documentos da nobreza de países europeus e inclusive a literatura do primeiro século depois de Cristo contêm informações sobre um sono fracionado em duas partes de aproximadamente quatro horas cada uma. (blogspot.com)
  • O Globo, Mulheres precisam de mais horas de sono para manter o bom humor. (blogspot.com)

rapid eye move


  • Uma delas, realizada em 2007 pela equipe do Departamento de Neuroendocrinologia da Universidade de Lubeck (Alemanha), comandada por Jan Born, revelou um aumento nas concentrações de interleucina-7 (proteína integrante do sistema imunológico), em especial durante o sono REM (sigla de rapid eye movement, ou movimento rápido do olho). (blogspot.com)
  • Há dois tipos de parassonia: as que ocorrem durante o sono não REM (ou NREM) e as que ocorrem durante o sono REM (Rapid Eye Movement ou sono sem ou com movimentos rápidos dos olhos). (clicrbs.com.br)

alguns


  • Pesquisadores têm apontado efeitos positivos no uso do canabidiol em pacientes com mal de Parkinson, ansiedade, esquizofrenia e alguns transtornos de sono, entre outras doenças. (ebc.com.br)
  • Embora o ritmo de nosso metabolismo caia apenas 10% enquanto dormimos, prescindir do sono representa um risco elevado para a saúde, como mostram alguns estudos. (blogspot.com)
  • A Academia Americana de Medicina do Sono estima que mais de 70 milhões de norte-americanos sofrem algum tipo de distúrbio do sono, incluindo roncos, apneia e, em alguns casos, sonambulismo. (clicrbs.com.br)

Ansiedade


  • Para o psicopedagogo é primordial conhecer tais distúrbios do sono, ocasionados por ansiedade e por outros fatores que surgem na vida dos estudantes e que implicam diretamente na sua aprendizagem, para a prevenção de possíveis dificuldades de aprendizagem quepoderão surgir. (trabalhosfeitos.com)
  • Consolida-se a memória, fica-se menos ansioso, irrequieto, diminuem-se os transtornos de humor, como depressão e ansiedade. (cidadeverde.com)

outros


  • Muitos médicos sugerem uma higiene no sono, ou seja, uma adequaçãonas atividades para uma melhor qualidade de vida, porém outros necessitam de medicamentos, variando de acordo com o tipo de distúrbio. (trabalhosfeitos.com)
  • O nível socioeconômico não responde por todas as associações observadas, indicando ou uma associação direta entre as alterações no sono e a função cognitiva, ou a uma associação mediada ou confundida por outros fatores além da educação e da posição ocupacional. (blogspot.com)

pessoas


  • Porém distúrbios do sono podem acarretar alterações significativas na vida das pessoas, podendo desencadear consequências no funcionamento do cérebro, implicando diretamente na memória, aprendizagem, raciocínio e atenção. (trabalhosfeitos.com)
  • NOVA YORK - Pesquisadores da Universidade de Duke, na Carolina do Norte (EUA), estudaram os hábitos de sono de 210 pessoas e descobriram que mulheres que não dormem o suficiente ficam mais hostis e zangadas de manhã, em comparação com os homens que passam o mesmo tempo na cama. (blogspot.com)
  • Ocorrem distúrbios do tipo metabólico porque pessoas com apneia do sono tendem a ter uma quantidade reduzida de sono de ondas lentas. (clicrbs.com.br)
  • Pablo Castillo - Há estudos que mostram que, quando pessoas ainda novas são privadas do sono, em questão de dias, se não forem feitos testes para estabelecer o metabolismo da glicose no sangue, o que se chama de índice HOMA (modelo de avaliação da homeostase), esses jovens começam a apresentar níveis de açúcar pré-diabéticos. (clicrbs.com.br)

organismo


  • Relação dos neurotransmissores e o sono Todas as repostas dada pelos neurônios em um organismo sejam elas excitatorias ou inibitórias, são medidas por substancias denominadas neurotransmissores. (trabalhosfeitos.com)
  • Tudo isso, porque é no sono que as células fazem as reparações necessárias no organismo. (cidadeverde.com)

humor


  • A ABRATA está completando 15 anos de atividades voltadas para os familiares e portadores dos Transtornos do Humor: depressão e transtorno bipolar. (abrata.org.br)

ocorrem


  • Alterações do sono que ocorrem durante um período de cinco anos na idade adulta afetam fortemente a função cognitiva na terceira idade. (blogspot.com)
  • Entre as que ocorrem durante o sono REM estão, por exemplo, os pesadelos e os distúrbios de comportamento do sono REM, que têm implicações na doença de Parkinson. (clicrbs.com.br)

Transtorno


  • Transtorno do Sono e os hipnóticos Salvador 2012 Pesquisa apresentada a disciplina de psicofarmacologia, do curso de bacharelado em psicologia da Unime Salvador, como requisito parcial de avaliação. (trabalhosfeitos.com)

pesquisadores


  • Diversos pesquisadores consideram que o sono serve, em primeiro lugar, para preservar a plasticidade do cérebro, ou seja, sua capacidade de mudar como reação imediata a uma experiência. (blogspot.com)

qualidade


  • Devido a essas importantes funções, as perturbações do sono podemacarretar alterações significativas no funcionamento físico, ocupacional, cognitivo e social do indivíduo, além de comprometer substancialmente a qualidade de vida. (trabalhosfeitos.com)
  • A Melatonina apresenta o seu pico máximo de produção aos3 anos de idade, e declina de forma importante entre os 60 e 70 anos o que faz com os idosos tenha um sono de má qualidade. (trabalhosfeitos.com)
  • Além disso, a duração do sono está associada com uma vasta gama de medidas de qualidade de vida, tais como o relacionamento social, a saúde mental e física, e a morte precoce. (blogspot.com)

menos


  • Porém, quando menos sono a pessoa tenha, mais risco de obesidade terá. (clicrbs.com.br)

NOTURNO


  • Entre as parassonias de NREM estão o sonambulismo, a fala durante o sono, que faz parte do sonambulismo, e o que se denomina pânico noturno ou terror noturno. (clicrbs.com.br)

novas


  • Espiritualidade: As novas descobertas sobre o sono. (blogspot.com)

tenha


  • Pode ser, também, que a pessoa tenha desenvolvido uma apneia obstrutiva do sono. (clicrbs.com.br)

perto


  • Os neurônios estão formando padrões coerentes que, sem o sono, não seriam nem de perto tão extensos, robustos, estáveis e flexíveis. (blogspot.com)

apneia


  • Sabe-se que a carência de sono bem como distúrbios respiratórios, como a apneia, podem promover diversas doenças cardiovasculares por sobrecarregar a função do coração. (cidadeverde.com)
  • Em casos de apneia obstrutiva do sono, que, primariamente, é um problema respiratório que ocorre durante o sono, a via aérea superior se fecha parcial ou totalmente. (clicrbs.com.br)
  • Os roncos estão relacionados à apneia do sono? (clicrbs.com.br)

mostram


  • Pesquisas recentes mostram que o sono dá uma contribuição importante para o bom funcionamento do sistema imunológico. (blogspot.com)

parassonias


  • De acordo com a APA (American Psychiatry Association, 1997) a classificação dos transtornos do sono incluem quatro grupos organizados em subgrupos: as dissonias, as parassonias, distúrbios do sono associados a alterações medicopsiquiátricas e distúrbios do sono proposto. (trabalhosfeitos.com)

dois


  • Existem dois estágios distintos do sono, o NREM e o REM, o sono inicia-se no estágio NREM e pode haveralternância entre os estágios durante o sono. (trabalhosfeitos.com)

estudo


  • O principal resultado do nosso estudo é que mudanças adversas na duração do sono parecem estar associadas com uma piora na função cognitiva em idade mais avançada," afirma a Dra. (blogspot.com)

Segundo


  • A privação de sono desregula os hormônios de fome e saciedade, respectivamente grelina e leptina, aumentando a produção do primeiro e diminuindo a do segundo. (cidadeverde.com)

corpo


  • Quando nos privamos do sono o corpo se sente sem energia e, assim, fica vulnerável à infecção. (cidadeverde.com)
  • A ciência moderna mostra que, durante o sono, o corpo está longe de ficar em descanso. (blogspot.com)
  • Além de abranger o período em que sonhamos - uma experiência que, em si, representa todo um universo à parte -, o sono é uma ocasião de intenso movimento no corpo, como a ciência tem demonstrado. (blogspot.com)

anos


  • Se uma pessoa em idade adulta começa a ter episódios de sonambulismo, apesar de não os ter por muitos anos, é bem comum que isso seja um evento ocasional ou exacerbado pela existência de algum outro problema, como, por exemplo, privação do sono. (clicrbs.com.br)

cognitivo


  • Diário da saúde , Alterações do sono têm forte impacto no desempenho cognitivo, 10.05.2011. (blogspot.com)

alta


  • Remédios contra pressão alta, alergia e corticoesteroides podem interferir no sono * Cafeína, nicotina e álcool. (trabalhosfeitos.com)