Transtornos do Humor: Aqueles transtornos que têm como principal característica o distúrbio do humor.Transtorno Bipolar: Transtorno afetivo importante caracterizado por graves oscilações do humor (episódios de mania ou de depressão significativa) e por uma tendência à remissão e à recorrência.Transtornos de Ansiedade: ANSIEDADE persistente e incapacitante.Transtornos Mentais: Doenças psiquiátricas que se manifestam por rupturas no processo de adaptação expressas primariamente por anormalidades de pensamento, sentimento e comportamento, produzindo sofrimento e prejuízo do funcionamento.Transtorno Depressivo Maior: Depressão importante que surge no período de involução e que se caracteriza por alucinações, delírios, paranoia e agitação.Afeto: O tom emocional que acompanha uma ideia ou representação mental. É o derivado psíquico mais direto do instinto e o representante das várias transformações corporais através do qual os instintos se manifestam.Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais: Classificação categórica de TRANSTORNOS MENTAIS baseada nos grupos de critérios com características definidas. É produzido pela American Psychiatric Association. (DSM-IV, página xxii)Transtorno Depressivo: Transtorno afetivo que se manifesta tanto por um humor disfórico como pela perda de interesse ou prazer nas atividades usuais. O distúrbio do humor é predominante e relativamente persistente.Antimaníacos: Fármacos usados para tratar transtornos bipolares ou manias quando associadas com outros distúrbios afetivos.Escalas de Graduação Psiquiátrica: Procedimentos padronizados baseados em escalas de avaliação ou roteiros de entrevistas conduzidos por profissionais da saúde para a avaliação do grau de doença mental.Antidepressivos: Drogas estimuladoras do humor usadas inicialmente no tratamento de distúrbios afetivos e outras afecções relacionadas. Vários INIBIDORES DA MONOAMINOXIDASE são úteis como antidepressivos, aparentemente como consequência tardia da modulação de seus níveis de catecolaminas. Os compostos tricíclicos usados como agentes antidepressores (ANTIDEPRESSIVOS TRICÍCLICOS) também parecem agir através dos sistemas de catecolaminas do cérebro. Um terceiro grupo (ANTIDEPRESSIVOS DE SEGUNDA GERAÇÃO) diferente inclui algumas drogas que atuam especificamente sobre os sistemas serotoninérgicos.Transtornos Psicóticos Afetivos: Transtornos cuja característica essencial é um grave distúrbio do humor (depressão, ansiedade, elação e excitação) acompanhado de sintomas psicóticos como delírios, alucinações, prejuízo extremo do teste da realidade, etc.Humor Irritável: Excitabilidade anormal ou excessiva, com desencadeamento fácil da raiva, aborrecimento ou impaciência.Depressão: Estados depressivos, geralmente de intensidade moderada quando comparados à depressão maior, presentes nos transtornos neuróticos e psicóticos.Transtornos Psicóticos: Transtornos em que há uma perda dos limites do ego e um prejuízo acentuado do teste da realidade, com delírios ou alucinações proeminentes.(Tradução livre do original: From DSM-IV, 1994)Comorbidade: Presença de doenças coexistentes ou adicionais com relação ao diagnóstico inicial ou com relação à doença índice que é o objetivo do estudo. A comorbidade pode afetar o desempenho de indivíduos afetados e até mesmo a sua sobrevivência. Pode ser usado como um indicador prognóstico para a duração da hospitalização, fatores de custos e de melhoria ou sobrevivência.Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias: Transtornos relacionados ao abuso de substâncias.Ansiedade: Sensação ou emoção de pavor, apreensão e desastre iminente, porém não incapacitante como nos TRANSTORNOS DE ANSIEDADE.Tentativa de Suicídio: Tentativa fracassada de matar a si mesmo.Compostos de Lítio: Compostos inorgânicos que contêm lítio como parte integral da molécula.Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade: Transtorno comportamental que tem origem na infância e cujas características essenciais são sinais de desatenção inconsistentes com o nível de desenvolvimento, impulsividade e hiperatividade. Embora muitos indivíduos tenham sintomas tanto de desatenção como de hiperatividade-impulsividade, um ou outro padrão podem ser predominantes. O transtorno é mais frequente em indivíduos do sexo masculino do que feminino. O início se dá na infância. Os sintomas geralmente são atenuados no fim da adolescência, embora uma minoria experimente o quadro completo de sintomas até o meio da idade adulta. (Tradução livre do original: DSM-V)Transtorno Afetivo Sazonal: Síndrome que se caracteriza por depressões que recorrem anualmente no mesmo período do ano, em geral nos meses de inverno. Os outros sintomas incluem ansiedade, irritabilidade, diminuição da energia, aumento do apetite (fissura por carboidratos), aumento da duração do sono e ganho de peso. TAS (transtorno afetivo sazonal) pode ser tratado com a exposição diária a luzes artificiais brilhantes (FOTOTERAPIA) durante a estação em que ela ocorre.Esquizofrenia: Transtorno emocional grave de profundidade psicótica caracteristicamente marcado por um afastamento da realidade com formação de delírios, ALUCINAÇÕES, desequilíbrio emocional e comportamento regressivo.Transtornos de Estresse Pós-Traumáticos: Classe de transtornos de estresse traumático com sintomas que perduram por mais de um mês. Há várias formas de transtornos de estresse pós-traumático, dependendo do tempo de início e a duração destes sintomas estressantes. Na forma aguda, a duração dos sintomas está entre 1 a 3 meses. Na forma crônica, os sintomas persistem por mais de 3 meses. Com o início tardio, os sintomas se desenvolvem mais que 6 meses após o evento traumático.Transtornos Fóbicos: Transtornos da ansiedade nas quais o aspecto central é um medo persistente e irracional de um objeto, atividade ou situação específicos, que o indivíduo se sente compelido a evitar. O indivíduo reconhece que o medo é excessivo e despropositado.Psicotrópicos: Grupo vagamente definido de drogas que têm efeito sobre a função psicológica. Aqui os agentes psicotrópicos incluem os antidepressivos, alucinógenos, e tranquilizantes (inclusive os antipsicóticos e ansiolíticos).Suicídio: O ato de matar a si mesmo.Entrevista Psicológica: Conversação direta com o objetivo de obter informação para o diagnóstico e avaliação psiquiátrica, planejamento do tratamento, etc. A entrevista pode ser conduzida por um assistente social ou psicólogo.Transtorno Distímico: Humor cronicamente deprimido presente na maioria dos dias por, pelo menos, dois anos. Durante os períodos de humor deprimido devem estar presentes ao menos dois dos seguintes sintomas adicionais: apetite reduzido ou aumentado, insônia ou hipersonia, pouca energia ou fadiga, baixa autoestima, dificuldades de concentração ou dificuldades em tomar decisões e sentimentos de desesperança.Encéfalo: A parte do SISTEMA NERVOSO CENTRAL contida no CRÂNIO. O encéfalo embrionário surge do TUBO NEURAL, sendo composto de três partes principais, incluindo o PROSENCÉFALO (cérebro anterior), o MESENCÉFALO (cérebro médio) e o ROMBENCÉFALO (cérebro posterior). O encéfalo desenvolvido consiste em CÉREBRO, CEREBELO e outras estruturas do TRONCO ENCEFÁLICO (MeSH). Conjunto de órgãos do sistema nervoso central que compreende o cérebro, o cerebelo, a protuberância anular (ou ponte de Varólio) e a medula oblonga, estando todos contidos na caixa craniana e protegidos pela meninges e pelo líquido cefalorraquidiano. É a maior massa de tecido nervoso do organismo e contém bilhões de células nervosas. Seu peso médio, em um adulto, é da ordem de 1.360 g, nos homens e 1.250 g nas mulheres. Embriologicamente, corresponde ao conjunto de prosencéfalo, mesencéfalo e rombencéfalo. Seu crescimento é rápido entre o quinto ano de vida e os vinte anos. Na velhice diminui de peso. Inglês: encephalon, brain. (Rey, L. 1999. Dicionário de Termos Técnicos de Medicina e Saúde, 2a. ed. Editora Guanabara Koogan S.A. Rio de Janeiro)Filho de Pais Incapacitados: Criança com um ou mais pais atormentados por um transtorno físico ou mental.Catatonia: Transtorno neuropsiquiátrico caracterizado por uma ou mais das seguintes características essenciais: imobilidade, mutismo, negativismo (recusa passiva ou ativa em obedecer a comandos), manias, estereotipias, posturas, caretas, excitação, ecolalia, ecopraxia, rigidez muscular e estupor, algumas vezes, acompanhados de explosões violentas súbitas, pânico ou alucinações. Esta afecção pode estar associada a enfermidades psiquiátricas (ex., ESQUIZOFRENIA, TRANSTORNOS DO HUMOR) ou transtornos orgânicos (SÍNDROME MALIGNA NEUROLÉPTICA, ENCEFALITE, etc.). (Tradução livre do original: DSM-IV, 4th ed, 1994; APA, Thesaurus of Psychological Index Terms, 1994)Transtornos Cognitivos: Distúrbios do processo mental relacionados com o aprendizado, pensamento, o raciocínio e o julgamento.Diagnóstico Duplo (Psiquiatria): Coexistência de um transtorno por substância de abuso e um transtorno psiquiátrico. O princípio diagnóstico é baseado no fato de que pacientes quimicamente dependentes geralmente têm também problemas psiquiátricos com graus variados de gravidade.Estresse Psicológico: Quadro mórbido característico, de natureza basicamente psíquica, onde inexistem causas orgânicas capazes de serem evidenciadas pelos meios usuais de exame médico, que aparece em condições especiais, de trabalho ou de guerra. Apresenta quadro predominante psíquico acompanhado de repercussões orgânicas. A sintomatologia é múltipla e polimorfa com cefaleias, tonturas, anorexia, tremores de extremidades, adinamia, dificuldades de concentração, crises de choro.Prevalência: Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.Síndrome Pré-Menstrual: Combinação de dores física e psicológica ou alteração comportamental que ocorrem durante a fase lútea do ciclo menstrual. Os sintomas da SPM (PMS) são variados (como dor, retenção de água, ansiedade, desejos e depressão), que diminuem acentuadamente 2 ou 3 dias após o início da menstruação.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Transtorno Obsessivo-Compulsivo: Transtorno da ansiedade caracterizado por obsessões ou compulsões recorrentes e persistentes. Obsessões são ideias, pensamentos e imagens intrusivos, que são experimentados como não tendo sentido ou sendo repulsivos. Compulsões são comportamentos repetitivos e aparentemente propositais, geralmente reconhecidos pelo indivíduo como não tendo sentido e não trazendo prazer, embora proporcionem um alívio da tensão.Transtorno da Personalidade Borderline: Transtorno de personalidade caracterizado por um padrão de instabilidade das relações interpessoais, da autoimagem e dos afetos e por uma impulsividade acentuada, que começa no início da vida adulta e está presente em uma variedade de contextos.Transtorno Autístico: Transtorno que tem o seu início na infância. É caracterizado pela presença de um desenvolvimento acentuadamente anormal ou prejudicado nas interações sociais e na comunicação social, e de um repertório de atividades e interesses restritos. As manifestações do distúrbio variam enormemente dependendo do nível de desenvolvimento e idade cronológica do indivíduo. (Tradução livre do original: DSM-V)Eletroconvulsoterapia: CONVULSÕES induzidas eletricamente, usadas principalmente no tratamento de vários TRANSTORNOS AFETIVOS e ESQUIZOFRENIA.Inventário de Personalidade: Inventário, geralmente a ser preenchido por uma pessoa a respeito de si mesma, que consiste de várias sentenças sobre características pessoais a serem endossadas ou não.Antipsicóticos: Fármacos que controlam o comportamento psicótico agitado, aliviam os estados psicóticos agudos, reduzem os sintomas psicóticos, e exercem um efeito tranquilizador. São usados na ESQUIZOFRENIA, demência senil, psicose passageira após cirurgia ou INFARTO DO MIOCÁRDIO, etc. Embora estes fármacos sejam frequentemente chamados neurolépticos (com alusão à tendência para produzir efeitos neurológicos colaterais) é pouco provável que todos os antipsicóticos produzam esse tipo de efeito. Muitos destes fármacos também podem ser eficazes contra náusea, êmese e prurido.Índice de Gravidade de Doença: Níveis dentro de um grupo de diagnósticos estabelecidos por vários critérios de medição aplicados à gravidade do transtorno de um paciente.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Transtornos do Sono: Transtornos caracterizados por alterações nos padrões ou comportamentos normais do sono. Os transtornos do sono podem ser divididos em três categorias principais: DISSONIAS (i. é, transtornos caracterizados por insônia ou hiperssonia), PARASSONIAS (comportamentos anormais do sono) e transtornos do sono secundários a transtornos médicos ou psiquiátricos. (Tradução livre do original: Thorpy, Sleep Disorders Medicine, 1994, p187)Temperamento: Predisposição para reagir ao seu próprio ambiente de um certo modo; usualmente refere-se a mudanças de humor; condição que assegura sinais fisiológicos e tendências mórbidas gerais condicionando manifestações psíquicas secundárias.Emoções: Aqueles estados afetivos que podem ser experimentados e que têm a propriedade de excitar e motivar o indivíduo.Carbonato de Lítio: Sal de lítio, classificado como um agente estabilizador de humor. O íon lítio altera o metabolismo das MONOAMINAS BIOGÊNICAS no SISTEMA NERVOSO CENTRAL e afeta múltiplos sistemas de neurotransmissão.Análise de Variância: Técnica estatística que isola e avalia a contribuição dos fatores incondicionais para a variação na média de uma variável dependente contínua.Testes de Personalidade: Testes padronizados e objetivos projetados para facilitar a avaliação da personalidade.Transtornos Globais do Desenvolvimento Infantil: Distorções severas no desenvolvimento de várias funções psicológicas básicas que não são normais em nenhuma fase do desenvolvimento. Estas distorções se manifestam através de prejuízo social duradouro, anormalidades da fala e movimentos peculiares.Personalidade: Padrões de respostas comportamentais que caracterizam o indivíduo.Psicometria: A avaliação de variáveis psicológicas através da aplicação de procedimentos matemáticos.Psicofarmacologia: O estudo dos efeitos de drogas nas atividades mentais e comportamentais.Psiquiatria do Adolescente: A ciência médica que estuda a origem, o diagnóstico, a prevenção e o tratamento dos transtornos mentais em indivíduos de 13 a 18 anos de idade.Proteínas da Membrana Plasmática de Transporte de Serotonina: Simportadores de neurotransmissores dependentes de cloreto de sódio, localizados principalmente na MEMBRANA PLASMÁTICA dos neurônios serotonérgicos. Elas são mais diferentes que os RECEPTORES DE SEROTONINA que respondem aos sinais celulares para a SEROTONINA do ESPAÇO EXTRACELULAR recaptando-a com alta afinidade para as TERMINAÇÕES PRÉ-SINÁPTICAS. Regulam a amplitude e duração do sinal nas sinapses serotonérgicas e são os locais de ação dos INIBIDORES DE CAPTAÇÃO DE SEROTONINA.Depressão Pós-Parto: Depressão em MULHERES pós-parto, ocorrendo geralmente no período de quatro semanas após ter dado a luz (PARTO). O grau de depressão varia de transitório leve a transtornos depressivos psicóticos ou neuróticos. (Tradução livre do original: DSM-IV, p386)Delusões: Crença falsa sobre si mesmo ou sobre as pessoas ou objetos externos a si próprio que persiste apesar dos fatos e não é considerada sustentável pelas pessoas com quem o indivíduo convive.Testes Neuropsicológicos: Testes projetados para a avaliação da função neurológica associada a certos comportamentos. São utilizados no diagnóstico de disfunção ou dano cerebral e dos transtornos ou lesões do sistema nervoso central.Receptor 5-HT1A de Serotonina: Subtipo de receptor de serotonina que se encontra distribuído dentro do SISTEMA NERVOSO CENTRAL, onde está envolvido na regulação neuroendócrina da secreção de ACTH. O fato de que este subtipo de receptor de serotonina seja particularmente sensível aos AGONISTAS DO RECEPTOR DE SEROTONINA (como a BUSPIRONA) sugere seu papel na modulação da ANSIEDADE e DEPRESSÃO.Idade de Início: A idade, estágio de desenvolvimento ou período da vida no qual uma doença, seus sintomas iniciais ou manifestações aparecem em um indivíduo.Sistema Límbico: Conjunto de estruturas do prosencéfalo (comum a todos os mamíferos), definido funcionalmente e anatomicamente. Está relacionado tanto com a integração superior de informações (visceral, olfatória e somática) como com as respostas homeostáticas, que incluem os comportamentos fundamentais de sobrevivência (alimentação, acasalamento, emoção). Para a maioria dos autores, este sistema inclui a AMÍGDALA, o EPITÁLAMO, o GIRO DO CÍNGULO, a formação hipocampal (ver HIPOCAMPO), o HIPOTÁLAMO, o GIRO PARA-HIPOCAMPAL, os NÚCLEOS SEPTAIS, o grupo dos núcleos anteriores do tálamo e porções dos gânglios da base. (Tradução livre de: Parent, Carpenter's Human Neuroanatomy, 9th ed, p 744; NeuroNames, http://rprcsgi.rprc.washington.edu/neuronames/index.html (2 set, 1998)).Lista de Checagem: Auxílio para registro consistente de dados tais como tarefas realizadas e observações anotadas.Lítio: Elemento da família dos metais alcalinos. Possui o símbolo atômico Li, número atômico 3 e peso atômico [6.938; 6.997]. Os sais de lítio são utilizados no tratamento do TRANSTORNO BIPOLAR.Transtorno da Conduta: Padrão repetitivo e persistente de comportamento, em que os direitos básicos dos outros, ou as principais normas ou regras sociais, válidas para a idade são violadas. Entre os comportamentos estão a conduta agressiva que causa, ou ameaça causar, danos físicos para outro povo ou animais, conduta não agressiva que causa perda ou prejuízo de propriedade, falsidade ou roubo e sérias violações das regras. Inicia-se antes da idade de 18 anos. (Tradução livre do original: DSM-IV, 1994)Psicoterapia: Termo genérico para o tratamento da doença mental ou dos distúrbios emocionais primariamente através da comunicação verbal ou não verbal.Mudanças Depois da Morte: Alterações fisiológicas que ocorrem nos corpos após a morte.Estudos Transversais: Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001)Imagem por Ressonância Magnética: Método não invasivo de demonstração da anatomia interna baseado no princípio de que os núcleos atômicos em um campo magnético forte absorvem pulsos de energia de radiofrequência e as emitem como ondas de rádio que podem ser reconstruídas nas imagens computadorizadas. O conceito inclui técnicas tomográficas do spin do próton.Alcoolismo: Doença crônica, primária, com fatores genéticos, psicossociais e ambientais influenciando seu desenvolvimento e manifestações. A doença é geralmente progressiva e fatal. É caracterizada pela falta de controle sobre a bebida, pré-ocupação com a droga álcool, uso de álcool apesar das consequências adversas, e distorções no pensamento, negação notável. Cada um destes sintomas pode ser contínuo ou periódico.Sistema Hipófise-Suprarrenal: Interações entre a adeno-hipófise e as glândulas suprarrenais. O hormônio adrenocorticotrófico (ACTH) estimula o córtex da suprarrenal, enquanto que os hormônios produzidos por esta suprimem a produção de ACTH pela adenoipófise.Predisposição Genética para Doença: Suscetibilidade latente a doenças de caráter genético, podendo ser ativada sob determinadas situações.Estudos Longitudinais: Estudo no qual as variáveis relacionadas a um indivíduo ou grupo de indivíduos são acompanhadas por anos e com contato a intervalos regulares.Sistema Hipotálamo-Hipofisário: Grupo de NEURÔNIOS, trato de FIBRAS NERVOSAS, tecido endócrino e vasos sanguíneos no HIPOTÁLAMO e na HIPÓFISE. Esta circulação portal hipotalâmica- hipofisária fornece o mecanismo para a regulação neuroendócrina hipotalâmica (HORMÔNIOS HIPOTALÂMICOS) da função hipofisária e a liberação de vários HORMÔNIOS HIPOFISÁRIOS na circulação sistêmica para manutenção da HEMOSTASIA.Giro do Cíngulo: Uma das circunvoluções da superfície medial dos hemisférios cerebrais (ver CÉREBRO). Circunda a parte rostral do encéfalo do CORPO CALOSO e forma parte do SISTEMA LÍMBICO.Comportamento Animal: A resposta observável de um animal diante de qualquer situação.Sintomas Afetivos: Humor ou repostas emocionais dissonantes ou inapropriadas ao comportamento e/ou estímulo.Fatores Sexuais: Usado quando sexo é discutido como um fator em relação a algum assunto ou problema específico.Transtornos Cronobiológicos: Descontinuidades do ciclo rítmico de funções ou atividades corpóreas.Fatores Etários: Idade como um elemento ou influência que contribui à produção de um resultado. Pode ser aplicável à causa ou efeito de uma circunstância. É usado com os conceitos humano e animal, mas devem ser diferenciados de ENVELHECIMENTO, um processo fisiológico, e FATORES DE TEMPO que se refere somente ao transcurso do tempo.Transtornos de Tique: Transtornos caracterizados por TIQUES recorrentes podendo interferir com a fala e outras atividades. Os tiques são vocalizações ou movimentos motores estereotipados, não rítmicos, rápidos e súbitos que podem ser exacerbados por estresse e geralmente são atenuados durante atividades absorventes. Os transtornos de tique se distinguem das afecções caracterizadas por outros tipos de movimentos anormais que podem acompanhar outros achados médicos. (Tradução livre do original: DSM-IV, 1994)Riluzol: Antagonista de glutamato (RECEPTORES DE GLUTAMATO) utilizado como ANTICONVULSIVANTE e para prolongar a sobrevida de pacientes com ESCLEROSE AMIOTRÓFICA LATERAL.Inibidores da Captação de Serotonina: Compostos que inibem especificamente a recaptação de serotonina no cérebro.Estudos de Casos e Controles: Estudos epidemiológicos observacionais nos quais grupos de indivíduos com determinada doença ou agravo (casos) são comparados com grupos de indivíduos sadios (controles) em relação ao histórico de exposição a um possível fator causal ou de risco. (Tradução livre do original: Last, 2001)Cognição: Processo intelectual ou mental por meio do qual um organismo obtém conhecimento.Privação Paterna: Situação em que a prole fica separada do pai por um período prolongado.Córtex Pré-Frontal: Parte rostral do lobo frontal, delimitado pelo sulco pré-central inferior nos humanos, o qual recebe fibras de projeção do NÚCLEO MEDIODORSAL DO TÁLAMO. O córtex pré-frontal recebe fibras aferentes de numerosas estruturas do DIENCÉFALO, MESENCÉFALO e SISTEMA LÍMBICO, bem como também de aferências corticais de origem visual, auditivas e somáticas.Receptor 5-HT2A de Serotonina: Subtipo de receptor de serotonina amplamente distribuído nos tecidos periféricos, onde medeia as respostas contráteis de vários tecidos que contêm CÉLULAS MUSCULARES LISAS. Entre os antagonistas seletivos do receptor 5-HT2A se inclui a KETANSERINA. O subtipo 5-HT2A também está localizado nos GÂNGLIOS DA BASE e CÓRTEX CEREBRAL do ENCÉFALO, onde medeia os efeitos de ALUCINÓGENOS como o LSD.Inquéritos Epidemiológicos: Coleta sistemática de dados relativos ao estado de saúde de determinada população. Pode ser descritiva, exploratória ou explicativa. (Tradução livre do original: Last, 2001)Fator Neurotrófico Derivado do Encéfalo: Membro da família do fator de crescimento de nervo. No encéfalo, o FNDC (BDNF em inglês) tem ação trófica na retina, em neurônios colinérgicos e dopaminérgicos, e, no sistema nervoso periférico atua tanto em neurônios motores quanto em sensitivos.Serotonina: Mensageiro bioquímico e regulador, sintetizado a partir do aminoácido essencial L-TRIPTOFANO. Em humanos é geralmente encontrada no sistema nervoso central, no trato gastrointestinal e nas plaquetas sanguíneas. A serotonina está envolvida em importantes funções fisiológicas, incluindo neurotransmissão, motilidade gastrointestinal, homeostase e integridade cardiovascular. Múltiplas famílias de receptores (RECEPTORES DE SEROTONINA) explicam o amplo espectro de ações fisiológicas e distribuição deste mediador bioquímico.Transtornos Somatoformes: Transtornos em que há a presença de sintomas físicos que sugerem uma situação médica geral mas sem base médica constatável, pelos efeitos diretos de uma substância ou por qualquer outro transtorno mental. Os sintomas devem causar um desconforto clínico significativo, prejuízo social, ocupacional ou em outras áreas de ação. Ao contrário dos TRANSTORNOS AUTOINDUZIDOS ou SIMULAÇÃO DE DOENÇA, os sintomas físicos não estão sob controle voluntário. (Tradução livre do original: APA, DSM-V).Determinação da Personalidade: Determinação e avaliação das características da personalidade através de entrevistas, observações, testes e escalas. Os artigos voltados para a medida da personalidade fazem parte do escopo deste termo.Comportamento Impulsivo: Ato em resposta a um estímulo, que é executado sem demora, reflexão, direção voluntária ou controle evidente.Fluoxetina: O primeiro altamente específico inibidor da recaptação da serotonina. Utilizada como antidepressivo e frequentemente apresenta um perfil mais aceitável quando observados os efeitos colaterais quando comparada com os antidepressivos tradicionais.Psicologia do Esquizofrênico: O estudo dos processos e do comportamento dos esquizofrênicos.Acontecimentos que Mudam a Vida: Os eventos, incluindo os sociais, os psicológicos e os ambientais, que exigem um ajustamento do indivíduo ou causam uma mudança no seu padrão de vida.Tonsila do Cerebelo: Grupo de núcleos basais, em forma de amêndoa, anteriores ao corno inferior do ventrículo lateral do LOBO TEMPORAL. A amigdala é parte do sistema límbico.Testes Psicológicos: Testes padronizados projetados para medir habilidades, como nos testes de inteligência, aptidão, e realização, ou para avaliar traços de personalidade.Hospitais Psiquiátricos: Hospitais especializados na prestação de assistência a pacientes com doenças mentais.Terapia Cognitiva: Forma de psicoterapia baseada na interpretação das situações (estrutura cognitiva das experiências) que determinam o modo como um indivíduo se sente e se comporta. É baseada na premissa de que a cognição, o processo de aquisição do conhecimento e de formação de crenças, é primariamente determinado pelo humor e o comportamento. A terapia utiliza técnicas comportamentais e verbais para identificar e corrigir pensamentos negativos que estão na raiz dos comportamentos aberrantes.Estados UnidosResultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.DibenzotiazepinasDistribuição de Qui-Quadrado: Distribuição na qual a variável está distribuída como a soma dos quadrados de qualquer variável dada independente e aleatória, tendo cada qual uma distribuição normal com média zero e desvio um. O teste de Qui-quadrado é um teste estatístico baseado na comparação de uma estatística e uma distribuição de Qui-quadrado. Os testes mais antigos se usam para detectar se duas ou mais distribuições da população diferem entre si.Modelos Animais de Doenças: Doenças animais ocorrendo de maneira natural ou são induzidas experimentalmente com processos patológicos suficientemente semelhantes àqueles de doenças humanas. São utilizados como modelos para o estudo de doenças humanas.Ácido Valproico: Ácido graxo com propriedades anticonvulsivantes utilizado no tratamento de epilepsia. Os mecanismos de suas ações terapêuticas não são muito compreendidos. Pode atuar aumentando os níveis de ÁCIDO GAMA-AMINOBUTÍRICO no encéfalo ou por alteração das propriedades dos canais de sódio dependente de voltagem.Reprodutibilidade dos Testes: Propriedade de se obter resultados idênticos ou muito semelhantes a cada vez que for realizado um teste ou medida. (Tradução livre do original: Last, 2001)Adaptação Psicológica: Estado de harmonia entre as necessidades internas e as exigências externas, e os processos usados na conquista desta condição. (Tradução livre do original: APA Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed).Comportamento Social: Qualquer comportamento que é causado por um outro indivíduo, ou que afeta outro indivíduo, em geral da mesma espécie.Comportamento Autodestrutivo: Ato de se machucar ou de fazer mal a si mesmo sem que haja intenção de suicídio ou perversão sexual.Maus-Tratos Infantis: Abuso de crianças na família ou demais instituições.Relações Interpessoais: A interação recíproca de duas ou mais pessoas.Transtornos de Deficit da Atenção e do Comportamento Disruptivo: Inclui dois distúrbios semelhantes: distúrbio da oposição desafiante e TRANSTORNO DA CONDUTA. Os sintomas que ocorrem em crianças com esses distúrbios incluem: desafio das figuras de autoridade, explosões de raiva e outros comportamentos antissociais.Transtornos do Controle de Impulsos: Transtornos cujas características essenciais são o fracasso em resistir a um impulso, ímpeto ou desejo de realizar uma ação, que é prejudicial ao indivíduo e aos outros. Os indivíduos experimentam uma sensação crescente de tensão anterior à ação e sentem prazer, gratificação ou alívio da tensão quando realizam a ação.Triptofano Hidroxilase: Enzima que catalisa a hidroxilação de TRIPTOFANO a 5-HIDROXITRIPTOFANO na presença de NADPH e oxigênio molecular. É importante na biossíntese de SEROTONINA.Transtornos Relacionados ao Uso de Álcool: Transtornos relacionados ou resultado por abuso ou mau uso de álcool.Hipocampo: Elevação curva da SUBSTÂNCIA CINZENTA, que se estende ao longo de todo o assoalho no LOBO TEMPORAL do VENTRÍCULOS LATERAIS (ver também LOBO TEMPORAL). O hipocampo, subículo e GIRO DENTEADO constituem a formação hipocampal. Algumas vezes, os autores incluem o CÓRTEX ENTORRINAL na formação hipocampal.Comportamento Exploratório: A tendência a explorar ou investigar um ambiente novo. É considerada uma motivação não se distingue claramente da curiosidade.Autorrelato: Método para obter informação por meio de respostas verbais, escritas ou orais, dos sujeitos.Psiquiatria: A ciência médica que estuda a origem, o diagnóstico, a prevenção e o tratamento dos transtornos mentais.Natação: Atividade em que o corpo é propelido através da água por movimentos específicos dos braços e/ou das pernas. A natação como propulsão através da água, pelo movimento dos membros, cauda ou barbatanas de animais é frequentemente estudada como uma forma de ESFORÇO FÍSICO ou de resistência.Serviços de Saúde Mental: Serviços de saúde mental para prevenção diagnóstico, tratamento prestados a indivíduos com o objetivo de reintegrá-los à comunidade.Transtornos Linfoproliferativos: Transtornos caracterizados pela proliferação de tecido linfoide, geral ou inespecífico.Classificação Internacional de Doenças: 1)Sistema de categorias às quais as morbidades são atribuídas de acordo com critérios estabelecidos. Está incluída a vasta extensão de afecções disposta em um número manuseável de categorias, agrupadas para facilitar registros de mortalidade. É produzida pela Organização Mundial da Saúde (Tradução livre do original: ICD-10, p1). As Modificações Clínicas, produzidas pelo UNITED STATES DEPT. OF HEALTH AND HUMAN SERVICES são extensões usadas para morbidade e com propósitos epidemiológicos gerais, principalmente nos EUA. 2) Gênero de nomenclatura médica criada pela OMS com o objetivo de promover a comparabilidade internacional na coleção, processamento, classificação e apresentação de estatísticas de mortalidade. Inclui a indexação de dados hospitalares em relação a doenças e procedimentos cirúrgicos para que os mesmos sejam armazenados e futuramente analisados. (EPM, 2000)Qualidade de Vida: Conceito genérico que reflete um interesse com a modificação e a aprimoramento dos componentes da vida, ex. ambiente físico, político, moral e social; a condição geral de uma vida humana.Agressão: Comportamento que pode ser manifestado por ações destrutivas e de ataque, verbais ou físicas, por atitudes dissimuladas de hostilidade ou por obstrucionismo.Pacientes Internados: Pessoas admitidas em instalações de saúde que providenciam comida e alojamento, com o propósito de observação, cuidados, diagnóstico ou tratamento.Fenótipo: Aparência externa do indivíduo. É o produto das interações entre genes e entre o GENÓTIPO e o meio ambiente.Traduções: Produtos resultantes da conversão de uma linguagem a outra.Dominação-Subordinação: Relação entre indivíduos em que um indivíduo ameaça o outro, ou se torna agressivo, e o outro permanece passivo ou procura fugir.Transtorno de Pânico: Tipo de transtorno da ansiedade caracterizado por ataques de pânico inesperados com duração de minutos ou, mais raramente, de horas. Ataques de pânico iniciam-se com uma apreensão, medo ou terror intenso e, frequentemente, com um sentimento de tragédia iminente. Os sintomas experimentados durante um ataque de pânico incluem dispneia, sensações de sufocamento, tontura, perda do equilíbrio ou fraqueza, sensações de engasgamento, palpitações ou taquicardia, tremores, suor, náusea ou outra forma de sofrimento abdominal, despersonalização ou desrealização, parestesias, calores ou arrepios, dor ou desconforto no peito, medo de morrer ou de perder o controle sobre si mesmo ou de enlouquecer. Também pode se desenvolver agorafobia. Assim como os outros transtornos da ansiedade, pode ser herdado como uma característica autossômica dominante.Antidepressivos de Segunda Geração: Grupo de fármacos estrutural e mecanicamente diferente que não são tricíclicos nem inibidores da monoamina oxidase. O mais importante clinicamente é que eles parecem agir de modo seletivo sobre os sistemas serotonérgicos, especialmente inibindo a recaptação de serotonina.Demografia: Ciência e prática que lida com análises estatísticas e matemáticas de dados sobre populações - tamanho, composição e distribuição espacial, bem como causas e consequências de mudanças na fertilidade, mortalidade, casamentos e migrações. (Tradução livre do original: Popline, 2002)Seguimentos: Estudos nos quais indivíduos ou populações são seguidos para avaliar o resultado de exposições, procedimentos ou efeitos de uma característica, por exemplo, ocorrência de doença.Lobo Frontal: Parte do hemisfério cerebral anterior ao sulco central e superior ao sulco lateral.Ansiolíticos: Fármacos que aliviam a ANSIEDADE, tensão e os TRANSTORNOS DA ANSIEDADE, promovem sedação e tem um efeito calmante sem afetar a clareza da consciência ou as condições neurológicas. Os ANTAGONISTAS ADRENÉRGICOS BETA são comumente usados no tratamento sintomático da ansiedade, mas não são incluídos aqui.Globulina de Ligação a Tiroxina: Proteína transportadora de hormônio tireóideo encontrada no soro. Liga-se aproximadamente a 75 por cento de TIROXINA circulante e a 70 por cento de TRIIODOTIRONINA circulante.Desamparo Aprendido: Expectativa aprendida de que a recompensa ocorre independentemente das respostas do indivíduo e que , portanto, a sua resposta não prediz nem controla a ocorrência das recompensas. Impotência adquirida tem origem na história, experimentalmente induzida ou de ocorrência natural, de ter recebido punição e estímulos aversivos independentemente da resposta dada. Estas circunstâncias resultam em prejuízo da habilidade para aprender. Utilizado para populações humanas e animais.Família: Grupo social que consiste de pais ou pais substitutos e crianças.Genótipo: Constituição genética do indivíduo que abrange os ALELOS presentes em cada um dos LOCI GÊNICOS.Transtornos da Memória: Distúrbios no registro de uma impressão, na retenção de uma impressão adquirida, ou na lembrança de uma impressão. Deficiências de memória estão associadas com DEMÊNCIA, TRAUMA CRANIOCEREBRAL, ENCEFALITE, ALCOOLISMO (ver também TRANSTORNO AMNÉSICO ALCOÓLICO), ESQUIZOFRENIA e outras afecções.Modelos Logísticos: Modelos estatísticos de risco de um indivíduo (probabilidade de contrair uma doença) em função de um dado de fator de risco. O modelo logístico é um modelo linear para a logística (logaritmo natural dos fatores de risco) da doença como função de um fator quantitativo e é matematicamente equivalente ao modelo logístico.Fadiga: Estado de esgotamento, seguido a um período de esforço mental ou físico, caracterizado por uma queda na capacidade para trabalhar e reduzida eficiência para responder aos estímulos.Transtornos dos Movimentos: Síndromes caracterizadas por DISCINESIAS como manifestação cardinal do processo da doença. Incluídas nesta categoria estão as afecções degenerativas, hereditárias, pós-infecciosas, induzidas por medicamentos, condições pós-inflamatórias e pós-traumáticas.Hormônios Gonadais: Hormônios produzidos pelas GÔNADAS, entre eles estão tanto os hormônios esteroides como os peptídicos. Os hormônios esteroidais do OVÁRIO mais importantes são ESTRADIOL e PROGESTERONA e do TESTÍCULO é a TESTOSTERONA. Entre os hormônios peptídicos mais importantes estão as ATIVINAS e as INIBINAS.Ideação Suicida: Fator de risco para tentativas e êxito de suicídio, é o comportamento suicida mais comum de todos, mas somente uma minoria dos idealizadores se envolve em auto-mutilação evidente.Ritmo Circadiano: Recorrência regular, em ciclos de aproximadamente 24 horas, de processos ou atividades biológicas tais como sensibilidade a drogas e estímulos, secreção de hormônios, sono, alimentação.Neuroimagem Funcional: Métodos para visualização de FLUXO SANGUÍNEO REGIONAL, atividades elétricas, metabólicas ou qualquer outra fisiológica no SISTEMA NERVOSO CENTRAL, por meio da utilização de várias modalidades de técnicas de imagem.Saúde dos Veteranos: Conceito que abrange as condições físicas e mentais dos VETERANOS.Modelos Psicológicos: Representações teóricas que simulam processos psicológicos e/ou sociais. Envolvem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Distúrbios da Fala: Afecções adquiridas ou desenvolvidas, caracterizadas por habilidade deficiente em compreender ou gerar formas da linguagem falada.Distúrbios de Guerra: Reações neuróticas a um estresse militar inusual, grave ou assolador.Expressão Facial: Alterações da expressão da face, em resposta a um estímulo emocional.Estudos Prospectivos: Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.Ajustamento Social: Adaptação de uma pessoa ao ambiente social. O ajuste pode ocorrer por adaptação do indivíduo (self) ao ambiente ou por transformação do ambiente (Tradução livre do original: Campbell, Psychiatric Dictionary, 1996).Transtorno da Personalidade Antissocial: Transtorno de personalidade cuja característica principal é um padrão global de desrespeito e violação dos direitos dos outros, que tem início na infância ou no começo da adolescência e persiste até a vida adulta. O indivíduo deve ter ao menos 18 anos e deve ter uma história de alguns sintomas de TRANSTORNO DA CONDUTA anteriores à idade de 15 anos.Neurônios: Unidades celulares básicas do tecido nervoso. Cada neurônio é formado por corpo, axônio e dendritos. Sua função é receber, conduzir e transmitir impulsos no SISTEMA NERVOSO.Atividade Motora: Atividade física de um humano ou de um animal como um fenômeno comportamental.Dermatoglifia: Estudo dos padrões dos sulcos da superfície da pele dos dedos e palma das mãos, dedos e sola dos pés.Sono: Suspensão prontamente reversível da interação sensorio-motor com o ambiente, geralmente associada à posição reclinada e à imobilidade.Polimorfismo de Nucleotídeo Único: Variação nucleotídica única em sequência genética que ocorre com frequência apreciável na população.Plasticidade Neuronal: Capacidade do SISTEMA NERVOSO em modificar sua reatividade como resultado de ativações sucessivas.Atenção: Ato de focalizar certos aspectos da experiência atual e excluir outros. É o ato de levar em consideração, de notar ou de se concentrar.Epilepsia: Transtorno caracterizado por episódios recorrentes de disfunção cerebral paroxística, devido a súbita descarga neuronal excessiva e desordenada. Os sistemas de classificação da epilepsia geralmente se baseiam em (1) sinais clínicos dos episódios de ataques (ex. ataque motor), (2) etiologia (ex. pós-traumático), (3) localização anatômica da origem do ataque (ex. ataque do lobo frontal), (4) tendência em se alastrar para outras estruturas encefálicas, e (5) padrões temporais (ex. epilepsia noturna). (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p313)Linhagem: Registro da descendência ou ancestralidade, particularmente de uma característica ou traço especial que identifica cada membro da família, suas relações e seu estado em relação a este traço ou característica.Transtorno da Compulsão Alimentar: Distúrbio associado com três ou mais das seguintes características: comer até sentir-se desconfortavelmente saciado; comer grandes quantidades de comida quando não estiver fisiologicamente faminto; comer muito mais rapidamente que o normal; comer sozinho devido a constrangimento; sensação de desgosto, DEPRESSÃO ou culpa após a superalimentação. Os critérios incluem a ocorrência de pelo menos 2 dias por semana durante 6 meses, em média. A compulsão alimentar não está associada com o uso regular de comportamento compensatório inapropriado (ex.: expurgo, excesso de exercícios físicos, etc.) e não ocorre em concomitância exclusiva com a BULIMIA NERVOSA ou ANOREXIA NERVOSA. (Tradução livre do original: DSM-IV, 1994)Unidade Hospitalar de Psiquiatria: Serviço hospitalar responsável pela organização e administração de serviços psiquiátricos.Psicoterapia de Grupo: Forma de terapia da qual dois ou mais pacientes participam sob a orientação de um ou mais psicoterapeutas, com o propósito de tratar distúrbios emocionais, desajustamentos sociais e estados psicóticos.Doença Crônica: Doenças que têm uma ou mais das seguintes características: são permanentes, deixam incapacidade residual, são causadas por alteração patológica não reversível, requerem treinamento especial do paciente para reabilitação, pode-se esperar requerer um longo período de supervisão, observação ou cuidado.Relações Familiares: Relações comportamentais, psicológicas e sociais entre os vários membros da família nuclear e da família estendida.Fatores Socioeconômicos: Fatores sociais e econômicos que caracterizam o indivíduo ou o grupo dentro da estrutura social.Gravidez: Estado durante o qual os mamíferos fêmeas carregam seus filhotes em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero (antes de nascer) começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.Transtornos Neuróticos: Transtornos cujos sintomas trazem sofrimento para o indivíduo e são reconhecidos por ele como sendo inaceitáveis. As relações sociais podem ser imensamente afetadas, mas geralmente permanecem dentro de limites aceitáveis. O transtorno é relativamente duradouro e recorrente se não for tratado.Mapeamento Encefálico: Técnicas de imagem usadas para colocalizar os sítios das funções ou atividades fisiológicas do encéfalo com suas respectivas estruturas.Dor: Sensação desagradável induzida por estímulos nocivos que são detectados por TERMINAÇÕES NERVOSAS de NOCICEPTORES.Ketamina: Derivado cicloexanona utilizado para a indução de anestesia. Seu mecanismo de ação não foi completamente elucidado, porém a ketamina pode bloquear os receptores NMDA (RECEPTORES DE N-METIL-D-ASPARTATO) e pode interagir com os receptores sigma.Violência: Comportamento agressivo individual ou grupal que não é aceitável socialmente, turbulento e muitas vezes destrutivo. Ele é precipitado por frustrações, hostilidade, preconceito, etc.Química Encefálica: Alterações nas quantidades de vários compostos químicos (neurotransmissores, receptores, enzimas e outros metabólitos) específicos da área do sistema nervoso central contido dentro da cabeça. São monitoradas ao longo do tempo, durante a estimulação sensorial, ou em diferentes estágios de doenças.Núcleos da Rafe: Coleções de pequenos neurônios distribuídos centralmente entre muitas fibras estendendo-se do nível do núcleo troclear (ver TEGMENTO MESENCEFÁLICO) no mesencéfalo até a área de onde emerge o nervo hipoglosso no BULBO.Citalopram: Furancarbonitrila que é um dos INIBIDORES DE CAPTAÇÃO DE SEROTONINA, utilizado como um antidepressivo. A droga também é eficiente na redução da ingestão de etanol por alcoólicos e utilizada em pacientes deprimidos que também sofrem de discinesia tardia ao invés dos antidepressivos tricíclicos que agravam tal afecção.Pacientes Ambulatoriais: Pessoas que recebem cuidados de ambulatório em um departamento de pacientes ambulatoriais ou clínica sem que sejam providos comida e alojamento.Privação do Sono: Estado de privação de sono devido a condições experimentais, eventos da vida ou de uma ampla variedade de causas fisiológicas, como efeito de medicamentos, doenças crônicas, enfermidades psiquiátricas ou transtornos do sono.Análise Fatorial: Conjunto de métodos estatísticos para analisar as correlações entre diversas variáveis, no sentido de estimar o número, as dimensões fundamentais que sustentam os dados observados e para descrever e medir aquelas dimensões. É usado frequentemente no desenvolvimento de sistemas de contagem para avaliar escalas e questionários.Estudos de Coortes: Estudos em que os subconjuntos de uma certa população são identificados. Estes grupos podem ou não ser expostos a factores hipotéticos para influenciar a probabilidade da ocorrência de doença em particular ou outros desfechos. Coortes são populações definidas que, como um todo, são seguidos de uma tentativa de determinar as características que distinguem os subgrupos.Anticonvulsivantes: Drogas utilizadas para impedir CONVULSÕES ou reduzir sua gravidade.Transtornos Mieloproliferativos: Afecções que causam proliferação de tecido hematopoeticamente ativo ou de tecido que tem potencial hematopoético embrionário. Todos os transtornos envolvem desregulação de CÉLULAS PROGENITORAS MIELOIDES multipotentes, mais frequentemente causada por uma mutação na PROTEÍNA TIROSINA QUINASE JAK2.Saúde da Família: Estado de saúde de uma família como unidade incluindo o impacto causado pela saúde de um membro sobre a unidade e sobre cada um dos membros; inclui o impacto causado pela alteração ou não do estado de saúde de seus membros.Vias Neurais: Tratos neurais que conectam partes distintas do sistema nervoso.Transtornos da Personalidade: Desvio importante dos padrões de comportamento normal.Receptores de Serotonina: Proteínas de superfície celular que se ligam a SEROTONINA e desencadeiam mudanças intracelulares que influenciam o comportamento das células. Têm sido reconhecidos vários tipos de receptores de serotonina que diferem em sua farmacologia, biologia molecular e modo de ação.Transtornos Dissociativos: Alterações repentinas e temporárias das funções normalmente integradoras da consciência.Medo: A resposta afetiva a um perigo externo real, que desaparece com o fim da situação ameaçadora.Recidiva: Retorno de um sinal, sintoma ou doença após uma remissão.Transtornos Relacionados ao Uso de Opioides: Transtornos relacionados ou resultantes do abuso ou mal uso de opioides.

*  Transtornos do humor - Wikipedia

Transtornos do humor são aqueles nos quais o sintoma central é a alteração do humor ou do afeto. Afeta diversas áreas da vida ... Transtornos do humor frequentemente estão associado com outras doenças. Entre pacientes com dor crônica 30% a 54% possuem os ... Episódios maníacos podem ser tratado com um estabilizante de humor. E transtornos mistos podem ser tratados com uma combinação ... Em prontuários hospitalares a frequência de pacientes diagnosticados com algum transtornos do humor está entre 20% a 60% sendo ...

*  Transtornos do Humor na infância e na adolescência | Acesse nosso site: http://www.abrata.org.br/

Esta entrada foi publicada em Adolescência e Transtornos do Humor, Infância e adolescência, Infancia e Transtornos do Humor. ... Transtornos do Humor na infância e na adolescência. Publicado em 10 de Abril de 2012 por Equipe Abrata ... Sonia (foto acima) proferiu palestra sobre Transtornos do Humor na Infância e na Adolescência, na sede da ABRATA, em São Paulo ... 8 Respostas a Transtornos do Humor na infância e na adolescência. ← Comentários anteriores ...

*  Transtornos de Humor.: Escreva um pouco sobre bipolaridade.

Pode ser sua bipolaridade ou das pessoas que você conhece. Seu relato é importante. ...

*  Comorbidades - Transtornos de humor e a dependência química!

Entre elas, os transtornos de humor causados pelo uso abusivo de álcool e/ou drogas podem se apresentar como depressão e ... Início › Artigos › Comorbidades - Transtornos de humor e a dependência química!. Comorbidades - Transtornos de humor e a ... Entre elas, os transtornos de humor causados pelo uso abusivo de álcool e/ou drogas podem se apresentar como depressão e ... Entre elas estão os transtornos de humor que podem se presentar como depressão e transtorno afetivo bipolar. ...

*  Transtornos de Humor.: Bipolaridade ou transtorno bipolar. Conheça mais.

O estado de humor está elevado podendo isso significar uma alegria contagiante ou uma irritação agressiva. Junto a essa ... Essa diferenciação é essencial porque a conduta com esses transtornos é bastante diferente.. Qual a causa da doença?. A causa ... É de certa forma o oposto da fase maníaca, o humor está depressivo, a auto-estima em baixa com sentimentos de inferioridade, a ... Os transtornos afetivos não estão com sua classificação terminada. Provavelmente nos próximos anos surgirão novos subtipos de ...

*  Transtornos de Humor.: VERA MATTOS: Dois meses sem qualquer resposta.

terça-feira, 6 de outubro de 2009 ...

*  Transtornos de Humor.: Ajudando os mais vulneráveis na ala psiquiátrica.

Ela começou suas baixas doses de um estabilizador de humor e uma droga anti-psicótica para acalmar as vozes internas.. Quando ... O psiquiatra de Jane tinha determinado um diagnóstico de transtorno esquizoafetivo, um distúrbio combinado de humor e ...

*  Pacheco Ponto de Encontro ®: Transtornos Bipolares de Humor

Bom, não tive dúvidas, minha vizinha sofre de transtornos Bipolares de Humor, quase que impossível agir da forma que a mesma ... Saindo pela tangente então, vocês sabem aquelas pessoas que tem alteração no seu humor? Aquelas que estão bem pela manhã, mas a ... Lá em casa esses transtornos são constantes e acontecem durante todo dia ... auhauhauahuahuah ... ... ou esperar novamente que a vizinha esteja de bom humor pela manhã. (Rs)!. Saudações aos Bipolares como a minha vizinha!. ...

*  Transtornos de Humor.: VERA MATTOS: Modelo assistencial em saúde mental implementado no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS)...

Porque a maioria dos psiquiatras preferem o modelo hospitalar... gente pobre, enlouquecida por conta de não corresponder a produção capitalista (Franco Basaglia) eternamente presa em um hospicio, sustentando o salário desta categoria. O novo sistema nasceu das críticas de trabalhadores em saúde mental aos maus tratos a pacientes (Bauru,1978) com apoio e protagonismo de usuários e familiares. A APB conservadora vai continuar criticando, mas é incapaz de formular um modelo melhor, baseado na reabilitação e funcionalidade do usuário. Na época dos grandes hospitais com centenas de mortos esse psiquiatras não se manifestavam. Há muito a ser melhorado, a luta continua 'severa e persistente'.. ResponderExcluir ...

*  Efeitos da cannabis à saúde - Wikipedia

... transtornos do humor; , , Síndrome amotivacional (problemas de atenção e motivação) e queda em 50-60% dos níveis de ... Abuso de cannabis em pacientes com transtornos psiquiátricos: atualização para uma antiga evidência. Rev. Bras. Psiquiatr., São ... melhora do humor, otimismo, estímulo da criatividade, melhora da sociabilidade, euforia - chamado na gíria em inglês de "high ... novas perspectivas para o tratamento de transtornos de ansiedade e depressão?. Rev. Bras. Psiquiatr., São Paulo , v. 32, supl. ...

*  Urgências Psiquiátricas - Portal Educação

Transtornos do humor;. *Transtorno afetivo bipolar;. *Hipomania;. *Depressão;. *Tratamento do quadro depressivo; ...

*  Pesquisa: Duloxetina | MedicinaNET

Transtornos do humor - Hasan A. Baloch, Jair C. Soares ...sta parcial de D2 e também do receptor 5-HT1a. Seu uso foi aprovado ... O paciente do nosso caso apresenta humor deprimido e anedonia, além de alterações de sono e apetite. Ao aprofundar-se na ...

*  Protocolo Integrado de Saude Mental

Os transtornos do humor caracterizam-se por rebaixamento ou elevação do humor, que também pode ser irritável. Eles interferem ... GERAIS SOBRE OS PSICOFÁRMACOS UTILIZADOS NO TRATAMENTO DOS TRANSTORNOS DO HUMOR DISPONÍVEIS NA FARMÁCIA CURITIBANA DROGA ... Afastar transtornos de humor e esquizofrenia Afastar outras causas de demência Início, em geral, na adolescência ou juventude ... TRANSTORNOS MENTAIS DA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA SAÚDE MENTAL EM CURITIBA Vários transtornos mentais ocorrem nesta faixa etária e ...

*  Síndrome do X frágil - Wikipedia

Maior vulnerabilidade a transtornos do humor e transtornos de ansiedade. Costumam levar em média 50% mais para aprender ... Estabilizantes de humor são usados para controlar mudanças bruscas de humor e convulsões. Medicamentos visando o mGluR5 ( ... Antidepressivos ISRS ou ISRSN para ansiedade, TOC e perturbações do humor. Neurolépticos como risperidona são usados ​​para ... Devido a uma maior prevalência de transtornos psicológicos os medicamentos mais utilizados são os psiquiátricos como: ...

*  Transtorno de estresse pós-traumático - Wikipedia

Os transtornos associados mais frequentes em pacientes com TEPT são: Distúrbios do humor, especialmente depressão maior (46% a ... Tendência orgânica ao desenvolvimento de transtornos de humor e de ansiedade; Inexperiência/despreparo para lidar com o evento ... Transtornos somatoformes risco de 3 vezes maior; Transtornos dissociativos: 90% dos pacientes com quadros dissociativos ... É um dos transtornos psicológicos mais comuns do mundo, especialmente nas regiões mais violentas e nas mais sujeitas a ...

*  Síndrome de Guillain-Barré - Sintomas, Tratamentos e Causas | Minha Vida

Doença autoimune eleva risco de transtornos de humor. PUBLICIDADE. Tipos Antigamente, acreditava-se que a Síndrome de Guillain- ...

*  Giro do cíngulo - Wikipedia

... área podem resultar em diversos transtornos do humor e de aprendizagem. A seção posterior está mais relacionada às funções ...

*  Desvio de conduta - Wikipedia

... dos transtornos humor (afetivos) e ainda diferenciado desses processos quando associados a condições ou traumas emocionais e ... Com cerca de 1 a 10% de prevalência em crianças e adolescentes, é um dos transtornos psiquiátricos mais frequentes em jovens e ... É importante estar alerta ao comportamento dos pais, pois transtornos de conduta podem indicar histórico de abuso sexual e ... Nesses casos geralmente está associado a transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (43% dos casos), e a transtornos ...

*  Transt de humor infantil

Por que os transtornos de humor acontecem?. Uma somatória de causas. A iniciar pelo ambiente no qual a criança irá se ... Quais são os transtornos de humor mais comuns em crianças e adolescentes?. Inicialmente é importante analisar separadamente a ... Transtornos de humor infantil Entrevista cedida pela psicóloga Patricia Serra Cypriano Dra Patricia Serra Cypriano CRP 06/65518 ... Em crianças, de 0 a 11 anos os transtornos de humor não são comuns. O que pode ser observado nessa população são traços ...

*  Crise dos 2 anos de idade

Os estudos sugerem que a crise tem início quando começam a ser frequentes comportamentos de irritação, mau humor, birras e a ...

*  Eutimia - Wikipedia

Sendo assim, é o objetivo dos tratamentos de transtornos de humor como ciclotimia e transtorno bipolar. Ballone GJ - Eutimia - ... um ponto de estabilidade entre o humor deprimido e o humor eufórico. Trata-se do ponto de equilíbrio entre a distimia (humor ... Eutimia (do grego eu = normal + timo = humor) é definido por Demócrito como um estado de equilíbrio no humor e por Sêneca como ... constantemente baixo) e sua versão mais intensa, a depressão maior, quanto da hipomania (humor constantemente elevado) e sua ...

*  Psicopatologia da Infância e da Adolescência - Portal Educação

Transtornos do Humor;. *Síndromes Mentais Orgânicas;. *Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade;. ...

*  Manual prev suic s ment ms

... transtornos do humor (ex.: depressão); • transtornos mentais e de comportamento decorrentes do uso de substâncias psicoativas ( ... Transtornos Outros transtornos psicóticos 0,3% do humorTranstornos mentais orgânicos 1,0% 35,8% Transtornos de personalidade 11 ... Transtornos de personalidadeO elemento central dos transtornos de personalidade, segundo KurtSchneider, é que o indivíduo ... Sem diagnóstico 3,2% Outros diagnósticos do Eixo 1 do MDE 5,1% Transtornos de adaptação 3,6% Transtornos de ansiedade/ ...

*  ღ Mulheres Que Amam Errado ♥ღ: Eu tenho AIDS

O uso excessivo de medicamentos para transtornos de ansiedade, insônia e depressão aponta para uma realidade alarmante na saúde ... Mal Humor (1) * Mal Pretendentes (1) * Marcelo Puglia (1) * Marilena A. Bigoto (1) ...

*  Núcleo de Psicologia do Esporte e Exercício Físico: Personalidade do atleta

Benefícios psicológicos do exercício físico nas mudanças de humor para tabagistas e dependentes químicos em recuperação 2008 ... Terapias nutricionais para transtornos mentais. *Transtorno de estresse pós-traumático. *Vergonha tóxica ... Benefícios psicológicos do exercício físico nas mudanças de humor para tabagistas e dependentes químicos em recuperação ... A influência do exercício físico no humor em dependentes químicos em tratamento ...

Transtorno bipolarTranstorno mental: upright=1.1|thumb|A loucura, de [[Angelo Bronzino.EsquizofreniaDipsomania: Dipsomania (do grego dípsa, sede, e manía, loucura, mania) é o impulso ininterrupto e irresistível de ingerir bebidas alcoólicas.Somnifobia: Somnifobia é um distúrbio das pessoas que tem um medo pavoroso de dormir. Algumas acham que os pesadelos a atormentarão, outras acham que jamais irão acordar, e podem até ter doenças crônicas.Driven to Distraction: Driven to Distraction (Tendência à Distração em português) é um livro de 1994 sobre o distúrbio do déficit de atenção (DDA), escrito pelos psiquiatras americanos Edward Hallowell e John Ratey.HipomaniaEugen Bleuler: Paul Eugen Bleuler (30 de abril de 1857, Zollikon — 15 de julho de 1939, Zollikon) foi um psiquiatra suíço notável pelas suas contribuições para o entendimento da esquizofrenia.Onirologia: A Onirología (do grego ὄνειρος, sonho, e λouγος logos, estudo, ciência) é o estudo científico dos sonhos.Claustrofobia: A claustrofobia é a fobia que se caracteriza pela aversão ao confinamento. Pessoas com claustrofobia costumam evitar elevadores, trens ou comboios e aviões.Droga psicoativa: Uma droga psicoativa, substância psicotrópica, droga psicotrópica ou simplesmente psicotrópico é uma substância química que age principalmente no sistema nervoso central, onde altera a função cerebral e temporariamente muda a percepção, o humor, o comportamento e a consciência. Essa alteração pode ser proporcionada para fins: recreacionais (alteração proposital da consciência); religiosos (uso de enteógenos); científicos (visando à compreensão do funcionamento da mente); ou médico-farmacológicos (como medicação). Alternativamente, tal efeito na mente pode não ser o objetivo do consumo da substância psicotrópica, mas um efeito adverso do mesmo.FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 412.Esquadrão Suicida: Esquadrão Suicida (Suicide Squad) é um fictício grupo de mercenários de histórias em quadrinhos da DC Comics.DistimiaCatatonia (banda)Transtorno obsessivo-compulsivoStan (canção): (ARIA (BPI)Ugo Cerletti: Ugo Cerletti (26 de setembro de 1877 - 25 de julho de 1963) foi um neurologista italiano que descobriu o método da eletroconvulsoterapia na psiquiatria.Antipsicótico atípicoBeagle harrierMemória emocional: Memória emocional é a lembrança de algo baseado principalmente em uma emoção sentida no passado. Incluindo tanto as memórias boas quanto as ruins, é a que deixa as mais fortes marcas no cérebro.Nitrato de lítioPsicofarmacologia: Psicofarmacologia é a ciência que trata da relação entre o uso de drogas (substâncias psicoativas) e as alterações psíquicas diversas da ordem do humor, cognição, comportamento, psicomotricidade e personalidade. Meyer, J.DelírioLítio: O lítio (grego lithos, pedra) é um elemento químico de símbolo Li, número atômico 3 e massa atômica 7, contendo na sua estrutura três protons e três electrons. Na tabela periódica dos elementos químicos, pertencente ao grupo (ou família) 1 (anteriormente chamado 1A), dos elementos alcalinos.AlcoolismoTaxa de mortalidade padronizada para a idade: Taxa de mortalidade padronizada para a idade é uma taxa de mortalidade que foi padronizada de modo a eliminar os efeitos da diversidade da estrutura etária nas populações a comparar.Riluzol: Riluzol é um composto utilizado para o tratamento da esclerose lateral amiotrófica.Inibidor seletivo de recaptação de serotonina: Os inibidores selectivos da recaptação da serotonina (ISRS ou SSRI) são uma classe de fármacos usados no tratamento da síndromes depressivas, transtornos de ansiedade e alguns tipos de transtorno de personalidade.Caso-controle: Em epidemiologia, caso-controle ou caso-controlo é definido como uma forma de pesquisa observacional, longitudinal, em geral retrospectivo e analítico em que se compara dois grupos expostos a um determinado fator, o primeiro de indivíduos com determinada condição (p.e.Fator neurotrófico derivado do cérebro


transtorno do humor

  • Não se classifica como transtorno do humor quando a alteração de humor seja causada por outra doença ou por medicamentos. (wikipedia.org)
  • Nos últimos tempos, é notável o o espaço público que o transtorno do humor bipolar tem ocupado nas discussões sociais, na mídia e inclusive no meio científico. (sissaude.com.br)

bipolar

  • O transtorno bipolar é uma doença funcional do cérebro relacionada aos neurotransmissores cerebrais, que provoca oscilações imprevisíveis do humor, que vai da depressão aos estados mais elevados, chamados de hipomania ou mania.Afetando em torno de 1% da população, distribuído igualmente entre homens e mulheres, o TB(tanstorno bipolar) permanece como crônico em 1/3 dos acometidos, perdurando por toda vida. (blogspot.com)
  • Surge geralmente na terceira década de vida e os sintomas depressivos predominam na maior parte do tempo.Conquanto receba o nome de transtorno bipolar do humor, ele tem subespécies onde só se manifesta a mania ou a depressão ou estados mistos de mania e depressão, em que predomina a irritabilidade. (blogspot.com)
  • No caso do transtorno bipolar temos uma imensa gama de substâncias chamadas de estabilizadores do humor que se utilizam no tratamento de crise e no de longo prazo desta devastadora doença.Sob o ponto de vista espiritual, strictu sensu, a reforma íntima, a vigilância e a oração, o propósito no bem, as ações beneficentes constituem-se na melhor profilaxia e tratamento. (blogspot.com)
  • O transtorno bipolar do humor parece ser um facilitador da manifestação de faculdades mediúnicas, o que junto às afinidades espirituais do passado e os seus compromissos, vulnerabilizam sobremaneira o enfermo, que se torna assim presa fácil de múltiplos fatores alienantes.É desnecessário dizer que a utilização da terapêutica espírita é de grande valia, se acompanhada do devido esforço regenerativo por parte do doente. (blogspot.com)
  • O transtorno bipolar do humor (TBH), distúrbio bipolar ou transtorno afetivo bipolar (TAB) é um distúrbio mental em que a pessoa alterna entre períodos de depressão e períodos de elevado ânimo. (wikipedia.org)
  • A doença divide-se em "distúrbio bipolar do tipo 1" quando existe pelo menos um episódio maníaco e "distúrbio bipolar do tipo 2" quando existe pelo menos um episódio hipomaníaco e um episódio depressivo maior. (wikipedia.org)
  • As pessoas com distúrbio bipolar muitas vezes enfrentam o problema do estigma social. (wikipedia.org)
  • Existem inúmeras variações do distúrbio bipolar, definidas como espectro bipolar. (wikipedia.org)

podem ser

  • Dependendo da situação particular do doente, para o tratamento da ansiedade generalizada podem ser usados métodos como por exemplo: Psicoterapia Fototerapia (particularmente em países com baixa exposição solar) Electroconvulsivoterapia (feita com o paciente anestesiado e inconsciente) Revisão bibliográfica de 35 estudos indicam que o tratamento mais eficaz e duradouro para transtornos ansiosos é a terapia cognitivo-comportamental, sendo mais eficaz inclusive que tratamentos medicamentosos de primeira linha (como ISRSs). (wikipedia.org)
  • Episódios maníacos podem ser tratado com um estabilizante de humor. (wikipedia.org)
  • E transtornos mistos podem ser tratados com uma combinação dos dois ou com sal de lítio. (wikipedia.org)

ansiosos

  • Há uma correlação de 50% entre gêmeos idênticos, 15% entre gêmeos não-idênticos e significativa entre filhos de pais ansiosos indicando que fatores genéticos e psicossociais estão entre as causas do transtorno. (wikipedia.org)

tratamento

  • A comunicação verbal e não verbal do paciente com o terapeuta é muito importante para definir as possíveis opções de tratamento. (wikipedia.org)
  • Em geral, quem o utiliza sente-se melhor algumas semanas após o início do tratamento. (pdfpills.com)
  • Se você apresentar algum pensamento ou comportamento estressante no início ou em qualquer fase do tratamento com Paxil® CR , informe seu médico imediatamente ou dirija-se ao hospital mais próximo. (pdfpills.com)
  • O tratamento geralmente tem por base a psicoterapia e medicamentos como estabilizadores de humor e antipsicóticos. (wikipedia.org)
  • No caso do tratamento ser interrompido, é recomendado que seja feito de forma lenta. (wikipedia.org)

estabilizadores

  • Entre os estabilizadores de humor mais comuns estão o lítio e anticonvulsivos. (wikipedia.org)

seja

  • Como na maioria das vezes a distimia começa no início da idade adulta a maioria dos pacientes tende a julgar que seu problema é constitucional, ou seja, faz parte do seu ser e não que possa ser um transtorno mental, tratável. (blogspot.com)

sendo

  • Em prontuários hospitalares a frequência de pacientes diagnosticados com algum transtornos do humor está entre 20% a 60% sendo o mais comum depressão moderada ou grave. (wikipedia.org)
  • Isto faculta ao cérebro ser um meio modulador dos impulsos mentais advindos do espírito, atenuando-os ou potencializando-os, conforme as necessidades adaptativas ou educativas da interação espírito- matéria.Em assim sendo, as tendências patológicas agem como um alarme, fazendo o espírito outomodular-se nas tendências e paixões. (blogspot.com)
  • Pelo critério norte americano são necessários dois anos de período contínuo predominantemente depressivo para os adultos e um ano para as crianças sendo que para elas o humor pode ser irritável ao invés de depressivo. (blogspot.com)

Personalidade

  • Há fatores intrapsíquicos, como a estrutura de personalidade, que joga como um fator de facilitação para a emersão do estado patológico. (blogspot.com)
  • Podem também estar presentes outras condições, incluindo distúrbio do défice de atenção com hiperatividade, distúrbios de personalidade, distúrbios relacionados com o consumo de drogas e uma série de condições médicas. (wikipedia.org)

sintomas

  • Nesses casos, é possível que tais sintomas continuem ou aumentem até que a ação do antidepressivo se complete. (pdfpills.com)
  • e a maioria dos outros sintomas são menos prejudiciais ou consequência do humor alterado. (wikipedia.org)

medicamentos

  • Os medicamentos mais eficientes procuram regular a produção do organismo de serotonina e/ou noradrenalina, ambos neurotransmissores intimamente relacionados com a ansiedade. (wikipedia.org)

Tendem

  • Os pacientes que sofreram de distimia desde a infância ou adolescência tendem a acreditar que esse estado de humor é natural deles, faz parte do seu jeito de ser e por isso não procuram um médico, afinal, conseguem viver quase normalmente. (blogspot.com)

menos

  • O transtorno de ansiedade generalizada, perturbação de ansiedade generalizada ou desordem de ansiedade generalizada caracteriza-se por um estado de ansiedade excessiva persistente que não depende do contexto e é desproporcional aos fatos que ocorrem na maior parte dos dias por um período de pelo menos 6 meses. (wikipedia.org)
  • Assim como na depressão, na distimia também há alteração do apetite, do sono e menos freqüentemente da psicomotricidade. (blogspot.com)
  • CICLOS RÁPIDOS: Quando os episódios variações humor duram menos de uma semana. (wikipedia.org)

causas

  • O risco de morte por causas naturais em doentes bipolares é o dobro do da população em geral. (wikipedia.org)

terapia

  • A terapia cognitivo-comportamental parte do pressuposto que os seres humanos têm seu processamento de informação (maneira na qual eu percebo, sinto e reajo diante dos eventos) influenciado por uma série de variávies. (sissaude.com.br)

ansiedade

  • Não deve ser confundido com transtorno do pânico em que a ansiedade é por acreditar estar correndo risco de vida como um ataque cardíaco ou sufocamento. (wikipedia.org)
  • transtorno disfórico pré-menstrual - quando, em algumas semanas antes do período menstrual, ocorrem episódios de depressão grave, mudanças graves de humor ou ansiedade, irritabilidade, dor, dificuldade para realizar tarefas do dia a dia. (pdfpills.com)

Distimia

  • Para o diagnóstico da distimia é necessário antes excluir fases de exaltação do humor como a mania ou a hipomania, assim como a depressão maior. (blogspot.com)

outras

  • Transtornos do humor frequentemente estão associado com outras doenças. (wikipedia.org)

Ciclotimia

  • Ciclotimia com ciclagem rápida (humor variando entre depressivo e eufórico em apenas algumas horas). (wikipedia.org)

segundo

  • O transtorno é diagnosticado segundo os critérios do DSM-IV. (wikipedia.org)

depende

  • O número de casos na população de um local depende das características sociodemográficas, do tipo e gravidade das enfermidade associadas, dos critérios e definições usados na investigação. (wikipedia.org)

vida

  • Afeta diversas áreas da vida do indivíduo (profissional, familiar, social. (wikipedia.org)

cura

  • A doença em si é um grande processo de cura, dentro da qual se insere a abordagem espírita, a funcionar como psicoterapia cognitiva e, ao utilizar os recursos fluídicos e ectoplásmicos, como recurso relevante na cura quântica do desequilíbrio, mas sempre secundariamente à adequada abordagem médica. (blogspot.com)

estudos

  • A depressão maníaca foi inicialmente descrita em fins do século XIX pelo psiquiatra Emil Kraepelin, que descreveu seus estudos em seu Textbook of Psychiatry. (wikipedia.org)

fatores

  • A psicologia do esporte estuda os fatores comportamentais relacionados à prática de esportes e exercícios físicos. (blogspot.com)

Quarto

  • Estas dificuldades estão presentes, em média, entre um quarto a um terço do tempo. (wikipedia.org)