Tomografia Computadorizada por Raios X: Tomografia utilizando transmissão por raio x e um computador de algoritmo para reconstruir a imagem.Raios X: Radiação eletromagnética penetrante emitida quando elétrons de orbitais internos de um átomo são excitados e liberam energia radiante. Os comprimentos de onda de raios X variam de 1 a 10 nm. Os raios X duros são de energia maior, de comprimentos de onda menores. Os raios X moles (ou raios de Grenz) são de menor energia, de comprimentos de onda maiores. O final do espectro de comprimento de onda curta dos raios X sobrepõe a faixa dos comprimentos de onda dos RAIOS GAMA. A diferença entre raios gama e raios X está na fonte de radiação.Tomografia: Método de avaliação por imagem que resulta em imagens nítidas de objetos localizados num plano escolhido e imagens desfocadas localizadas acima ou abaixo do plano.Difração de Raios X: Dispersão de raios-x pela matéria, especialmente cristais, que acompanha a variação da intensidade devido a efeitos de interferência. A análise da estrutura cristalográfica das substâncias é feita pela passagem de raios-x através delas e do registro de difração da imagem dos raios (CRISTALOGRAFIA POR RAIOS X).Tomografia por Emissão de Pósitrons: Técnica de imagem que utiliza compostos marcados com radionuclídeos emissores de pósitrons de vida curta (como carbono-11, nitrogênio-13, oxigênio-15 e flúor-18) para medir o metabolismo celular. Tem sido útil em estudos de tecidos moles, como CÂNCER, SISTEMA CARDIOVASCULAR e encéfalo. A TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE EMISSÃO DE FÓTON ÚNICO é intimamente relacionada com a tomografia por emissão de pósitrons, mas utiliza isótopos de meias-vidas maiores e a resolução é mais baixa.Tomografia de Coerência Óptica: Método de diagnóstico por imagem que utiliza LASERS empregado para mapear estruturas subsuperficiais. Quando um sítio refletor da amostra está na mesma longitude de trajetoria óptica (coerência) como espelho de referência, o detector observa o perímetro de interferência.Cristalografia por Raios X: Estudo da estrutura dos cristais utilizando técnicas de DIFRAÇÃO POR RAIOS X.Tomografia Computadorizada de Emissão: Tomografia usando emissões radioativas de RADIONUCLÍDEOS e computador de ALGORITMOS para reconstruir uma imagem.Tomografia Computadorizada Espiral: Tomografia computadorizada onde há exposição contínua de raios-X ao paciente, enquanto está sendo transportado através de feixes de radiação de forma espiral ou helicoidal. Isto fornece uma melhora no contraste tridimensional e na resolução espacial comparado à tomografia computadorizada convencional, onde os dados são obtidos e computados a partir de exposições sequenciais individuais.Tomografia Óptica: Projeção de luz próximo ao infravermelho (RAIOS INFRAVERMELHOS), na região entre 700-1000 nm, através de um objeto em feixes paralelos a um arranjo de fotodetectores sensíveis. Este processo é repetido em vários ângulos e uma reconstrução matemática fornece técnicas de imagem tridimensional dos tecidos. Baseada na transparência relativa dos tecidos a este espectro, tem sido utilizada para monitorizar a oxigenação local, encefálica e articulações.Tomografia Computadorizada Multidetectores: Tipo de tecnologia de tomografia computadorizada em espiral em que várias fatias de dados são adquiridas simultaneamente melhorando a resolução sobre a tecnologia de aquisição de imagem única.Tomografia Computadorizada de Emissão de Fóton Único: Método de tomografia computadorizada que utiliza radionuclídeos que emitem um fóton único de uma dada energia. A câmera faz uma rotação de 180 ou 360 graus em volta do paciente para captar imagens de múltiplas posições ao longo do arco. O computador é então utilizado para reconstruir as imagens transaxiais, sagitais e coronais de uma distribuição tridimensional de radionuclídeos no órgão. As vantagens do SPECT são que ele pode ser usado para observar processos bioquímicos e fisiológicos assim como o tamanho e volume do órgão. A desvantagem é que, diferente da tomografia por emissão de pósitrons onde a destruição do elétron positivo resulta na emissão de 2 fótons a 180 graus um do outro, o SPECT requer colimação física para alinhar os fótons, que resulta na perda de muitos fótons disponíveis e consequentemente, degrada a imagem.Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico: Modalidades de tomografia computadorizada que usam um cone ou um feixe (formato de pirâmide) de radiação.Tomografia com Microscopia Eletrônica: Técnica tomográfica para a obtenção de imagens tridimensionais com microscopia eletrônica de transmissão.Tomografia por Raios X: Tomografia utilizando transmissão por raio x.Tomógrafos Computadorizados: Dispositivos detectores de imagem em raio X que fazem uma imagem focada de estruturas corporais estendidas em um plano pré-determinado do qual são computadas imagens mais complexas.Espectrometria por Raios X: Análise espectrofotométrica de RAIOS-X fluorescentes, isto é, raios-X emitidos após o bombardeio de matéria com partículas de alta energia como PRÓTONS, ELÉTRONS, ou raios-X de maior energia. A identificação de ELEMENTOS por esta técnica é baseada no tipo específico de raios-X que são emitidos que são característicos dos elementos específicos no material que estiver sendo analisado. Os raios-X característicos são distinguidos e/ou quantificados por métodos de dispersão de comprimento de onda ou de energia.Fluordesoxiglucose F18: Composto administrado por injeção intravenosa para realizar a TOMOGRAFIA POR EMISSÃO DE PÓSITRONS, para o estudo do metabolismo da glucose no miocárdio e cérebro, em vários estados fisiológicos ou patológicos, incluindo o acidente vascular cerebral e a isquemia do miocárdio. Também é empregada para a detecção de tumores malignos, incluindo os do cérebro, fígado e glândula tireoide. (Tradução livre do original: Martindale, The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p1162)Imagem Tridimensional: Processo de geração de imagens tridimensionais por métodos eletrônicos, fotográficos, ou outros. Por exemplo, imagens tridimensionais podem ser geradas por montagem de imagens tomográficas variadas, com o auxilio de um computador, enquanto as imagens fotográficas em 3-D (HOLOGRAFIA) podem ser feitas por exposição de filme ao padrão de interferência criado quando duas fontes de luzes a laser iluminam sobre um objeto.Cristalização: Formação de substâncias cristalinas a partir de soluções ou fusões. (tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)Microtomografia por Raio-X: TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA POR RAIOS X com resolução em micrômetros.Síncrotrons: Dispositivos para acelerar prótons ou elétrons em órbitas fechadas, em que a voltagem aceleradora e a força do campo magnético variam (no caso dos elétrons a voltagem de aceleração é mantida constante) para manter o raio orbital constante.Sensibilidade e Especificidade: Medidas de classificação binária para avaliar resultados de exames. Sensibilidade ou taxa de recall é a proporção de verdadeiros positivos. Especificidade é a probabilidade do teste determinar corretamente a ausência de uma afecção. (Tradução livre do original: Last, Dictionary of Epidemiology, 2d ed)Processamento de Imagem Assistida por Computador: Técnica de entrada de imagens bidimensionais em um computador e então realçar ou analisar a imagem em uma forma que é mais útil ao observador humano.Ecrans Intensificadores para Raios X: Écrans que absorvem a energia em um feixe de raio x que penetra o paciente e converte esta energia em um padrão de luz que tem tão próximo quanto possível, a mesma informação que o feixe de raio x original. Um écran de mais luz produz a uma dada entrada de radiação x, menos exposição ao raio x e então um tempo de exposição mais curto é necessário para expor o filme. Na maioria dos sistemas de filme écran, o filme é intercalado entre dois feixes em um cassete até que a emulsão em cada lado seja exposta à luz de seu feixe contínuo.Reprodutibilidade dos Testes: Propriedade de se obter resultados idênticos ou muito semelhantes a cada vez que for realizado um teste ou medida. (Tradução livre do original: Last, 2001)Imagens de Fantasmas: Dispositivos ou objetos em várias técnicas de imagem usados para visualizar ou melhorar a visualização por simular afecções encontradas no procedimento. Fantasmas são usados muito frequentemente em procedimentos que empregam ou medem irradiação x ou material radioativo para avaliar o desempenho. Fantasmas em geral têm propriedades semelhantes ao tecido humano. A água possui propriedades absorventes similares às do tecido normal, e, por esta razão, fantasmas preenchidos com água são usados para mapear níveis de radiação. Fantasmas são usados também como auxiliares no ensino por simularem condições reais com máquinas de raio X ou de ultrassom.Interpretação de Imagem Radiográfica Assistida por Computador: Sistemas computadorizados ou informatizados destinados a fornecer interpretação à informação radiográfica.Espectroscopia por Absorção de Raios X: Análise da energia absorvida através de um espectro das energias de raios X e comprimentos de onda para determinar a estrutura química e os estados eletrônicos do meio de absorção.Imagem por Ressonância Magnética: Método não invasivo de demonstração da anatomia interna baseado no princípio de que os núcleos atômicos em um campo magnético forte absorvem pulsos de energia de radiofrequência e as emitem como ondas de rádio que podem ser reconstruídas nas imagens computadorizadas. O conceito inclui técnicas tomográficas do spin do próton.Radiografia Torácica: Visualização do peito e órgãos da cavidade torácica por raio x. Não está restrita à visualização dos pulmões.Intensificação de Imagem Radiográfica: Melhora na qualidade de uma imagem de raio x pelo uso de uma tela, tubo ou filtro de intensificação e por técnicas otimizadas de exposição. Métodos de processamento digital são geralmente aplicados.Modelos Moleculares: Modelos usados experimentalmente ou teoricamente para estudar a forma das moléculas, suas propriedades eletrônicas ou interações [com outras moléculas]; inclui moléculas análogas, gráficos gerados por computador e estruturas mecânicas.Imagem Multimodal: Uso da combinação de técnicas de imagens ou plataformas (por exemplo, IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA e TOMOGRAFIA POR EMISSÃO DE PÓSITRONS) que abrange aspectos metodológicos anatômicos, funcionais ou moleculares de imagens.Radioisótopos de Flúor: Isótopos de flúor instáveis que se decompõem ou desintegram emitindo radiação. Átomos de flúor com pesos atômicos de 17, 18 e 20-22 são radioisótopos de flúor.Valor Preditivo dos Testes: O valor preditivo de um teste diagnóstico é a probabilidade de um resultado positivo (ou negativo) corresponder a um indivíduo doente (ou não doente). Depende da sensibilidade e especificidade do teste (adaptação e tradução livre do original: Last, 2001)Diagnóstico por Imagem: Qualquer exibição visual de padrões estruturais ou funcionais de órgãos ou tecidos para avaliação diagnóstica. Inclui medidas fisiológicas e respostas metabólicas a estímulos físicos e químicos, assim como ultramicroscopia.Meios de Contraste: Substâncias usadas para permitir a visualização aumentada de tecidos.Tomografia Computadorizada Quadridimensional: Imagem de tomografia computadorizada tridimensional com a adição da dimensão de tempo, o que possibilita seguir o movimento durante a tomada da imagem.Radiografia: Exame de qualquer parte do corpo para propósitos diagnósticos por meios de RAIOS X ou RAIOS GAMA, registrando a imagem em uma superfície sensibilizada (como um filme fotográfico).Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Dosagem de Radiação: Quantia de energia de radiação que é depositada em uma unidade de massa de material, como tecidos de plantas ou de animais. Em RADIOTERAPIA, a dosagem de radiação é expressa em unidades Gray (Gy). Em SAÚDE RADIOLÓGICA, a dosagem é expressa pelo produto da dose absorvida (Gy) e fator de qualidade (uma função de transferência de energia linear), e é denominada dose de radiação equivalente em unidades Sievert (Sv).Terapia por Raios X: Tratamento médico que envolve o uso de quantidades controladas de raios-X.Radiografia Abdominal: Visualização radiográfica do corpo, na região entre o tórax e a pelve, isto é, no interior da cavidade peritoneal.Espalhamento a Baixo Ângulo: Espalhamento a baixo ângulo de um feixe de RADIAÇÃO eletromagnética ou acústica (ou de partículas) por partículas ou cavidades cujas dimensões são frequentemente do tamanho do comprimento de onda da radiação ou do comprimento de onda de 'de Broglie' das partículas espalhadas. Também conhecido como espalhamento a baixo ângulo. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed). As técnicas de espalhamento a baixo ângulo (SAS), de espalhamento de nêutrons a baixo ângulo (SANS), de raios X (SAXS) e de luz (SALS ou apenas LS) são usadas para caracterizar objetos em escala nanométrica.Calcinose: Deposição patológica de sais de cálcio em tecidos.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Encéfalo: A parte do SISTEMA NERVOSO CENTRAL contida no CRÂNIO. O encéfalo embrionário surge do TUBO NEURAL, sendo composto de três partes principais, incluindo o PROSENCÉFALO (cérebro anterior), o MESENCÉFALO (cérebro médio) e o ROMBENCÉFALO (cérebro posterior). O encéfalo desenvolvido consiste em CÉREBRO, CEREBELO e outras estruturas do TRONCO ENCEFÁLICO (MeSH). Conjunto de órgãos do sistema nervoso central que compreende o cérebro, o cerebelo, a protuberância anular (ou ponte de Varólio) e a medula oblonga, estando todos contidos na caixa craniana e protegidos pela meninges e pelo líquido cefalorraquidiano. É a maior massa de tecido nervoso do organismo e contém bilhões de células nervosas. Seu peso médio, em um adulto, é da ordem de 1.360 g, nos homens e 1.250 g nas mulheres. Embriologicamente, corresponde ao conjunto de prosencéfalo, mesencéfalo e rombencéfalo. Seu crescimento é rápido entre o quinto ano de vida e os vinte anos. Na velhice diminui de peso. Inglês: encephalon, brain. (Rey, L. 1999. Dicionário de Termos Técnicos de Medicina e Saúde, 2a. ed. Editora Guanabara Koogan S.A. Rio de Janeiro)Estudos Prospectivos: Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.Espalhamento de Radiação: Derivação da RADIAÇÃO (térmica, eletromagnética ou nuclear) do seu caminho original em consequência de interações ou colisões com átomos, moléculas ou partículas maiores presentes na atmosfera ou em outro meio. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Algoritmos: Procedimento constituído por uma sequência de fórmulas algébricas e/ou passos lógicos para se calcular ou determinar uma dada tarefa.Desenho de Equipamento: Métodos de criação de máquinas e dispositivos.Conformação Proteica: Forma tridimensional característica de uma proteína, incluindo as estruturas secundária, supersecundária (motivos), terciária (domínios) e quaternária das cadeias peptídicas. A ESTRUTURA QUATERNÁRIA DE PROTEÍNA descreve a conformação assumida por proteínas multiméricas (agregados com mais de uma cadeia polipeptídica).Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Angiografia Coronária: Radiografia do sistema vascular do músculo cardíaco, após injeção de um meio de contraste.Macula Lutea: Área oval na retina (3 a 5 mm de diâmetro) que se localiza geralmente na zona temporal ao polo posterior do olho e levemente abaixo do nível do disco óptico. Caracteriza-se pela presença de pigmento amarelo que impregna, de maneira difusa, as camadas internas que contém a fóvea central em seu centro, e fornece a melhor acuidade visual fototrópica. É livre de vasos sanguíneos retinianos, exceto em sua periferia e recebe nutrientes através dos coriocapilares da coroide. (Tradução livre do original: Cline et al., Dictionary of Visual Science, 4th ed).Radioisótopos de Carbono: Isótopos de carbono instáveis que se decompõem ou desintegram emitindo radiação. Átomos de carbono com pesos atômicos 10, 11 e 14-16 são radioisótopos de carbono.Variações Dependentes do Observador: Falha do observador ao medir ou identificar um fenômeno, que resulta num erro. Pode ser causado por omissão do observador ao não constatar alguma anormalidade, ou a utilização de técnicas inadequadas que resultem em medição equivocada, ou a interpretação equivocada dos dados. Existem dois tipos de variação, interobservador (o valor identificado pelos observadores varia de um para o outro) e intraobservador (o valor identificado por um mesmo observador varia entre observações quando relatadas mais de uma vez sobre o mesmo material).Radioisótopos de Oxigênio: Isótopos de oxigênio instáveis que se decompõem ou desintegram emitindo radiação. Átomos de oxigênio com pesos atômicos de 13, 14, 15, 19 e 20 são radioisótopos de oxigênio.Técnicas de Diagnóstico Oftalmológico: Métodos e procedimentos para o diagnóstico de doenças do olho ou distúrbios da visão.Aumento da Imagem: Melhora da qualidade de uma imagem por várias técnicas, inclusive processamento computadorizado, filtração digital, técnicas ecocardiográficas, MICROSCOPIA ótica e ultraestrutural, espectroscopia e microscopia por fluorescência, cintilografia e processamento de imagens in vitro ao nível molecular.Seguimentos: Estudos nos quais indivíduos ou populações são seguidos para avaliar o resultado de exposições, procedimentos ou efeitos de uma característica, por exemplo, ocorrência de doença.Artefatos: Qualquer resultado visível de um procedimento que é causado pelo próprio procedimento e não pela entidade que está sendo analisada. Exemplos comuns incluem estruturas histológicas introduzidas para processamento de tecidos, imagens radiográficas de estruturas que não estão naturalmente presentes em tecidos vivos e produtos de reações químicas que ocorrem durante a análise.Doença da Artéria Coronariana: Os processos patológicos das ARTÉRIAS CORONÁRIAS que podem derivar de uma anomalia congênita, de causa aterosclerótica, ou não aterosclerótica.Microscopia Crioeletrônica: Microscopia eletrônica envolvendo o congelamento rápido de amostras. A imagem das moléculas e organelas congeladas permite uma melhor resolução, o mais próximo possível do estado vivo, livre de corantes ou fixadores químicos.Broncografia: Radiografia dos brônquios após injeção de um meio de contraste.Anatomia Transversal: Anatomia descritiva baseada em imagens tridimensionais (IMAGENS TRIDIMENSIONAIS) do corpo, órgãos e estruturas usando uma série de secções computadorizadas em vários planos mostrados em uma análise transversal, coronal e sagital. É essencial para interpretação precisa pelo radiologista, de técnicas, como o diagnóstico de ultrassom, IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA e tomografia computadorizada (TOMOGRAFIA OMPUTADORIZADA POR RAIOS-X). (Tradução livre do original: Lane & Sharfaei, Modern Sectional Anatomy, 1992, Preface)Circulação Cerebrovascular: Circulação do sangue através dos VASOS SANGUÍNEOS do ENCÉFALO.Radiografia Pulmonar de Massa: Projeção de raios X a um grupo de pessoas para detectar doenças dos pulmões e coração através de radiografias do tórax.Análise de Falha de Equipamento: Avaliação de incidentes envolvendo a perda de função de um equipamento. Estas avaliações são usadas para uma variedade de propósitos para determinar as taxas de insucessos, as causas de falhas, os custos das falhas e a confiança e durabilidade dos dispositivos.Fibras Nervosas: Prolongações delgadas dos NEURÔNIOS, incluindo AXÔNIOS e seus invólucros gliais (BAINHA DE MIELINA). As fibras nervosas conduzem os impulsos nervosos para e do SISTEMA NERVOSO CENTRAL.Disco Óptico: Porção do nervo óptico vista no fundo de olho com a utilização do oftalmoscópio. É formado pelo encontro de todos os axônios das células ganglionares da retina assim que penetram no nervo óptico.Filme para Raios X: Base de filme revestida com uma emulsão destinada para uso com raios x.Achados Incidentais: Informação imprevista descoberta no decorrer de testes ou cuidados médicos. Usada em discussões de informação que podem ter consequências sociais ou psicológicas, por exemplo, quando se descobre que o pai biológico de uma criança é outro diferente de seu suposto pai, ou que uma pessoa testada para uma doença ou transtorno tem, ou está sob algum outro risco.Angiografia: Radiografia dos vasos sanguíneos após injeção de um meio de contraste.Fenômenos Ópticos: LUZ, seus processos e propriedades, e as características dos materiais que interagem com ela.Neoplasias Pulmonares: Tumores ou câncer do PULMÃO.Estudos de Viabilidade: Estudos para determinar as vantagens ou desvantagens, praticabilidade ou capacidade de executar um plano projetado, um estudo ou um projeto.Interferometria: Medida das distâncias e movimentos por meio do fenômeno causado pela interferência de dois raios de luz (interferometria ótica) ou de som (interferometria acústica).Conformação Molecular: Forma característica tridimensional de uma molécula.Compostos de Organotecnécio: Compostos orgânicos que contêm tecnécio como parte integral da molécula. Estes compostos são frequentemente utilizados como radionuclídeo nos agentes de imageamento.Nódulo Pulmonar Solitário: Lesão pulmonar única caracterizada por uma massa redonda e pequena de tecido, geralmente com menos de 1 cm de diâmetro e que pode ser detectada por radiografia do tórax. Um nódulo pulmonar solitário pode estar associado a neoplasia, tuberculose, cisto ou outra anomalias no pulmão, na PAREDE DO TÓRAX, ou na PLEURA.Estrutura Molecular: Localização dos átomos, grupos ou íons, em relação um ao outro, em uma molécula, bem como o número, tipo e localização das ligações covalentes.Índice de Gravidade de Doença: Níveis dentro de um grupo de diagnósticos estabelecidos por vários critérios de medição aplicados à gravidade do transtorno de um paciente.Radioisótopos de Tálio: Isótopos de tálio instáveis que se decompõem ou desintegram emitindo radiação. Átomos de tálio com pesos atômicos de 198-202, 204 e 206-210 são radioisótopos de tálio.Acuidade Visual: Clareza ou nitidez da VISÃO OCULAR ou a habilidade dos olhos de enxergar detalhes finos. A acuidade visual depende das funções da RETINA, da transmissão nervosa e da habilidade interpretativa do encéfalo. A acuidade visual normal (humana) é expressa como 20/20, que indica que uma pessoa pode enxergar a 20 pés (aproximadamente 6,1 m) o que normalmente deve ser visto a esta distância. A acuidade visual também pode ser influenciada por brilho, cor e contraste.Tecnologia Radiológica: Aplicação de conhecimento científico ou tecnológico no campo de radiologia. O centro de aplicações geralmente é em volta de raio x ou radioisótopos, para fins diagnósticos ou terapêuticos mas as aplicações tecnológicas de qualquer radiação ou procedimento radiológico estão sob a competência da tecnologia radiológica.Aortografia: Visualização radiográfica da aorta e suas ramificações pela injeção de um meio de contraste, utilizando punção percutânea ou procedimentos de cateterização.Ultrassonografia: Visualização de estruturas profundas do corpo por meio do registro dos reflexos ou ecos dos pulsos das ondas ultrassônicas direcionadas ao interior dos tecidos. A utilização de ultrassom para imagens ou fins diagnósticos usa frequências que variam de 1,6 a 10 mega-hertz.Angiofluoresceinografia: Visualização do sistema vascular após injeção intravenosa de uma solução de fluoresceína. As imagens podem ser fotografas ou televisionadas em uma tela. É utilizada especialmente para estudar a vascularização retinal e uveal.Projeto Auxiliado por Computador: O uso de computadores para projeto e/ou manufatura de qualquer coisa, inclusive drogas, procedimentos cirúrgicos, ortóticos e prostéticos.Doenças do Nervo Óptico: Doenças que produzem lesão ou disfunção do segundo nervo craniano ou nervo óptico, que geralmente é considerado um componente do sistema nervoso central. Danos às fibras do nervo óptico podem ocorrer na retina ou próximo a sua origem, no disco óptico ou no nervo, quiasma óptico, trato óptico ou núcleos geniculados laterais. As manifestações clínicas podem incluir diminuição da acuidade visual e sensibilidade a contraste, visão de cores prejudicada e defeito pupilar aferente.Prognóstico: Predição do provável resultado de uma doença baseado nas condições do indivíduo e no curso normal da doença como observado em situações semelhantes.Imagem de Perfusão do Miocárdio: Criação e apresentação de imagens funcionais que indicam a localização do sangue no MIOCÁRDIO pelo seguimento, ao longo do tempo, da distribuição de marcadores (rastreadores) injetados na corrente sanguínea.Sítios de Ligação: Partes de uma macromolécula que participam diretamente em sua combinação específica com outra molécula.Processos Ópticos: Comportamento da LUZ e suas interações consigo e com os materiais.Simulação por Computador: Representação feita por computador de sistemas físicos e fenômenos como os processos químicos.Estenose Coronária: Estreitamento ou constrição da artéria coronária.Vasos Coronários: Veias e artérias do CORAÇÃO.Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.Osso e Ossos: TECIDO CONJUNTIVO especializado, principal constituinte do ESQUELETO. O componente celular básico (principle) do osso é constituído por OSTEOBLASTOS, OSTEÓCITOS e OSTEOCLASTOS, enquanto COLÁGENOS FIBRILARES e cristais de hidroxiapatita formam a MATRIZ ÓSSEA.Cuidados Pré-Operatórios: Cuidados dispensados no período anterior à cirurgia, quando os preparativos psicológicos e físicos são feitos, de acordo com as necessidades especiais e individuais do paciente. Este período compreende o intervalo entre a admissão ao hospital e o início da cirurgia.Crânio: O ESQUELETO da CABEÇA; compreende também os OSSOS FACIAIS e os que recobrem o CÉREBRO.Água: Líquido transparente, inodoro e insípido que é essencial para a maioria dos animais e vegetais, além de ser um excelente solvente para muitas substâncias. A fórmula química é óxido de hidrogênio (H2O). (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)Tecnécio Tc 99m Sestamibi: Agente de imagem tecnécio utilizado para revelar o tecido cardíaco com pouco sangue durante o ataque cardíaco.Curva ROC: Gráfico que se propõe a estimar a capacidade de um teste seletivo de discriminar entre pessoas saudáveis e doentes.Técnica de Subtração: Combinação ou sobreposição de duas imagens para demonstrar a existência de diferenças entre elas (por exemplo, radiografia com contraste versus uma sem contraste, imagens por radionuclídeos utilizando diferentes radionuclídeos, imagem por radiografia versus por radionuclídeo) e na preparação de materiais audiovisuais (por exemplo, impressão de imagens idênticas, coloração de vasos sanguíneos em angiogramas).Edema Macular: Acúmulo de líquido na camada externa da MACULA LUTEA que resulta de insultos sistêmicos ou intraoculares. Pode desenvolver-se em um padrão difuso onde a mácula aparece espessa ou pode adquirir a aparência petaloide típica, chamada de edema macular cistoide. Embora o edema macular possa estar associado com várias afecções subjacentes, é mais comumente visto após cirurgia intraocular, doença oclusiva venosa, RETINOPATIA DIABÉTICA, e doença inflamatória do segmento posterior (Tradução livre do original: Survey of Ophthalmology 2004; 49(5) 470-90).Estrutura Terciária de Proteína: Nível de estrutura proteica em que estruturas das proteínas secundárias (alfa hélices, folhas beta, regiões de alça e motivos) se combinam dando origem a formas dobradas denominadas domínios. Pontes dissulfetos entre cisteínas em duas partes diferentes da cadeia polipeptídica juntamente com outras interações entre as cadeias desempenham um papel na formação e estabilização da estrutura terciária. As proteínas pequenas, geralmente são constituídas de um único domínio, porém as proteínas maiores podem conter vários domínios conectados por segmentos da cadeia polipeptídica que perdeu uma estrutura secundária regular.Células Ganglionares da Retina: Neurônios da camada mais interna da retina, a camada plexiforme interna. Possuem tamanhos e formas variáveis, e seus axônios se projetam via NERVO ÓPTICO para o encéfalo. Um pequeno conjunto destas células age como fotorreceptores com projeções ao NÚCLEO SUPRAQUIASMÁTICO, o centro da regulação do RITMO CIRCADIANO.Radioisótopos de Gálio: Isótopos de gálio instáveis que se decompõem ou desintegram emitindo radiação. Átomos de gálio com pesos atômicos de 63-68, 70 e 72-76 são radioisótopos de gálio.Estadiamento de Neoplasias: Métodos que tentam expressar em termos replicáveis a extensão de neoplasias no paciente.Fêmur: O mais longo e o maior osso do esqueleto; está situado entre o quadril e o joelho.Retina: Membrana de tecido nervoso (composta por dez camadas e encontrada no olho) que se continua no NERVO ÓPTICO. Recebe imagens de objetos externos e transmite [essas informações] ao cérebro [em forma de] impulsos visuais [nervosos]. Sua superfície externa está em contato com a COROIDE e a interna, com o CORPO VÍTREO. A camada mais externa é pigmentada e as outras (9), transparentes.Espectroscopia de Ressonância Magnética: Método espectroscópico de medição do momento magnético de partículas elementares, como núcleos atômicos, prótons ou elétrons. É empregada em aplicações clínicas, como Tomografia por RMN (IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA).Óptica e Fotônica: Campo especializado da física e da engenharia que estuda o comportamento e as propriedades da luz e a tecnologia de análise da geração, transmissão e manipulação da RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA na escala visível, infravermelha e ultravioleta.Iopamidol: Agente de contraste não iônico e hidrossolúvel utilizado em mielografia, artrografia, nefroangiografia, arteriografia e outros procedimentos radiológicos.Modelos Anatômicos: Representação tridimensional para mostrar estruturas anatômicas. Para ensinar, praticar e estudar pode-se usar modelos no lugar de animais ou organismos intactos.Radioisótopos de Cobre: Isótopos de cobre instáveis que se decompõem ou desintegram emitindo radiação. Átomos de cobre com pesos atômicos de 58-62, 64 e 66-68 são radioisótopos de cobre.Doenças RetinianasRadioisótopos de Nitrogênio: Isótopos de nitrogênio instáveis que se decompõem ou desintegram emitindo radiação. Átomos de nitrogênio com pesos atômicos de 12, 13, 16, 17 e 18 são radioisótopos de nitrogênio.Mediastino: Membrana na linha média do TÓRAX de mamíferos. Separa os pulmões entre o ESTERNO pela frente e a COLUNA VERTEBRAL atrás. Também circunda o CORAÇÃO, a TRAQUEIA, o ESÔFAGO, o TIMO e os LINFONODOS.Traçadores Radioativos: Substâncias radioativas adicionadas em pequenas quantidades aos elementos ou compostos que irão reagir durante um determinado processo químico, sendo acompanhadas ao longo deste processo por métodos de detecção apropriados, e.g., medidor Geiger. Compostos contendo traçadores são normalmente chamados de etiquetados ou rotulados.Valores de Referência: Faixa (ou distribuição de frequências) dos [valores] medidos em uma população (de organismos, órgãos ou coisas) que não foi selecionada para [indicar] a presença de doença ou de anormalidade.Tíbia: Área que ocupa a região mais posterior da CAVIDADE ABDOMINAL. Esta área é limitada lateralmente pelas bordas dos músculos quadrados lombares e estende-se do DIAFRAGMA à borda da PELVE verdadeira, continuando então como espaço extraperitoneal pélvico.Oftalmoscopia: Avaliação do interior do olho com um oftalmoscópio.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Racloprida: Benzamida substituída que possui efeitos anti-psicóticos. É um antagonista dos receptores dopaminérgicos D2 (veja RECEPTORES DOPAMINÉRGICOS DO TIPO D2).Técnicas de Imagem de Sincronização Cardíaca: Determinação do tempo de aquisição de dados de imagem para pontos específicos do ciclo cardíaco a fim de minimizar interferências na imagem e outros artefatos de moção.Evolução Fatal: Morte resultante da presença de uma doença em um indivíduo, como mostrado por um único caso relatado ou um número limitado de pacientes. Deve ser diferenciado de MORTE, a interrupção fisiológica da vida e de MORTALIDADE, um conceito epidemiológico ou estatístico.Radiografia Dentária: Técnicas radiográficas utilizadas em odontologia.Análise Espectral: Medida da amplitude dos componentes de um perfil de onda complexo ao longo do alcance da frequência do perfil de onda. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Hematoma: Acúmulo de sangue fora dos VASOS SANGUÍNEOS. O hematoma pode estar localizado em um órgão, espaço ou tecido.Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sanguínea.Sequência de Aminoácidos: Ordem dos aminoácidos conforme ocorrem na cadeia polipeptídica. Isto é chamado de estrutura primária das proteínas. É de importância fundamental para determinar a CONFORMAÇÃO DA PROTEÍNA.Composição Corporal: Quantidades relativas de vários componentes no corpo, tais como porcentagem de gordura corporal.Cristalografia: Ramo da ciência que lida com a descrição geométrica dos cristais e sua organização interna.Mandíbula: O maior (e o mais forte) osso da FACE; constitui o maxilar inferior, que sustenta os dentes inferiores.Radioisótopos: Isótopos que exibem radioatividade e que sofrem decomposição radioativa.Imagem Molecular: Uso de sondas de imagens dirigidas molecularmente para localizar e/ou monitorar processos bioquímicos e celulares por meio de várias modalidades de imagens que incluem CINTILOGRAFIA, ULTRASSONOGRAFIA, IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA, imagem de fluorescência (ver IMAGEM ÓPTICA) e MICROSCOPIA.Refratometria: Medida do índice de refração (razão da velocidade da luz ou outra radiação no primeiro de dois meios pela sua velocidade no segundo quando ele passa de um a outro).Glaucoma: Doença ocular, ocorrendo em várias formas, tendo como principais características um aumento prolongado ou instável da pressão intraocular, na qual o olho não pode permanecer sem danos à sua estrutura ou prejuízo de suas funções. As consequências da pressão elevada podem se manifestar com uma variedade de sintomas, dependendo do tipo e severidade, como escavação do disco óptico, endurecimento do globo ocular, anestesia corneana, acuidade visual reduzida, visão de halos coloridos ao redor da luz, adaptação ao escuro prejudicada, defeitos do campo visual e cefaleias.Iohexol: Eficaz agente de contraste não iônico e hidrossolúvel utilizado em mielografia, artrografia, nefroangiografia, arteriografia e outros procedimentos radiográficos. Sua baixa toxicidade sistêmica é fruto da combinação da baixa quimiotoxicidade e baixa osmolaridade.Ferimentos não Penetrantes: Ferimentos causados por impacto com um objeto cego, em que não há penetração da pele.Oximas: Compostos que contêm o radical R2C=N.OH derivado da condensação de ALDEÍDOS ou CETONAS com HIDROXILAMINA. Membros deste grupo são REATIVADORES DA COLINESTERASE.Radioisótopos do Iodo: Isótopos de iodo instáveis que se decompõem ou desintegram emitindo radiação. Átomos de iodo com pesos atômicos de 117 a 139, exceto I-127, são radioisótopos do iodo.Cirurgia Assistida por Computador: Procedimentos cirúrgicos conduzidos com o auxílio de computadores. Isto é mais frequente em cirurgias ortopédica e laparoscópica para colocação de implantes e orientação dos instrumentos. A cirugia dirigida por imagem interativamente combina com a tomografia computadorizada prévia ou imagens por ressonância magnética (MRI) com vídeo de tempo real.Fótons: [Quantidades] (concentrations) discretas de energia; partículas elementares aparentemente sem massa que se deslocam à velocidade da luz. São a unidade ou quantum da radiação eletromagnética. Os fótons são emitidos quando os elétrons passam de um estado energético para outro [de menor energia].Ultrassonografia de Intervenção: Utilização da ultrassonografia para guiar procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos como BIÓPSIA POR PUNÇÃO, DRENAGEM, etc. Sua aplicação mais vasta é em ultrassom intravascular com imagem, mas é útil também em urologia e para detecção de afecções intra-abdominais.Ligação Proteica: Processo pelo qual substâncias endógenas ou exógenas ligam-se a proteínas, peptídeos, enzimas, precursores proteicos ou compostos relacionados. Medidas específicas de ligantes de proteínas são usadas frequentemente como ensaios em avaliações diagnósticas.Biópsia: Remoção e avaliação patológica de amostras, na forma de pequenos fragmentos de tecido do corpo vivo.Lasers: Fonte óptica que emite fótons por um feixe coerente. A Amplificação da luz por Emissão de Radiação Estimulada (LASER) trouxe o uso de dispositivos que transformam a luz de várias frequências em uma única intensa, próxima do feixe não divergente de radiação monocromática. Os lasers operam nas regiões do espectro [dos comprimentos de onda] visível, infravermelho, ultravioleta ou de raios X.Pelve: Espaço ou compartimento rodeado pela cintura pélvica (pelve óssea). É subdividida em pelve maior e PELVE MENOR. A cintura pélvica é formada pelos OSSOS PÉLVICOS e o SACRO.Relação Dose-Resposta à Radiação: Relação entre a dose administrada e a resposta do tecido à radiação.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Osso Temporal: Cada um de um par de ossos compostos formando as superfícies laterais (esquerda e direita) e a base do crânio, contendo os órgãos da audição. É um osso grande formado pela fusão das partes escamosa (parte anterossuperior achatada), timpânica (parte anteroinferior curva), mastoide (porção posterior irregular) e petrosa (a parte na base do crânio).Fundo de Olho: Região côncava interior do olho, consistindo da retina, da coroide, da esclera, do disco óptico e dos vasos sanguíneos, observada através do oftalmoscópio.Neoplasias Hepáticas: Tumores ou câncer do FÍGADO.Encefalopatias: Afecções que acometem o CÉREBRO, composto de componentes intracranianos do SISTEMA NERVOSO CENTRAL. Este inclui (mas não se limita a estes) CÓRTEX CEREBRAL, substância branca intracraniana, GÂNGLIOS DA BASE, TÁLAMO, HIPOTÁLAMO, TRONCO ENCEFÁLICO e CEREBELO.Estrutura Secundária de Proteína: Nível da estrutura proteica em que, ao longo de uma sequência peptídica, há interações por pontes de hidrogênio; [estas interações se sucedem] regularmente [e envolvem] segmentos contíguos dando origem a alfa hélices, filamentos beta (que se alinham [lado a lado] formando folhas [pregueadas] beta), ou outros tipos de espirais. Este é o primeiro nível de dobramento [da cadeia peptídica que ocorre] na conformação proteica.Compostos Organometálicos: Classe de compostos do tipo R-M, em que o átomo C está ligado diretamente a qualquer outro elemento que não o H, C, N, O, F, Cl, Br, I ou At.Doença Aguda: Doença relativamente grave de curta duração.Circulação Coronária: Circulação de sangue através dos VASOS CORONÁRIOS do CORAÇÃO.Tecnécio Tc 99m Exametazima: Agente de CINTILOGRAFIA emissor de radiação gama utilizado na avaliação do fluxo sanguíneo regional cerebral e em estudos não invasivos da dinâmica da biodistribuição e em IMAGEM DE PERFUSÃO DO MIOCÁRDIO. Tem sido utilizado como marcador de leucócitos em pesquisa sobre DOENÇAS INFLAMATÓRIAS INTESTINAIS.Traumatismos Craniocerebrais: Lesões traumáticas envolvendo o crânio e estruturas intracranianas (i. é, CÉREBRO; NERVOS CRANIANOS; MENINGES e outras estruturas). As lesões podem ser classificadas de acordo com o crânio ser penetrado ou não (i. é, penetrante vs. não penetrante), ou se houver hemorragia associada.Radiometria: Medida da radiação por fotografia, como em filme de raio x e placa de filme, por tubos Geiger-Mueller e por CONTAGEM DE CINTILAÇÃO.Ruptura Espontânea: Rompimento ou fratura de um órgão, vaso ou outra parte mole do corpo, que ocorre na ausência de uma força externa.Elétrons: Partículas elementares estáveis tendo a menor carga negativa conhecida, presentes em todos os elementos; também denominados negatrons. Elétrons positivamente carregados são chamados pósitrons. Os números, as energias e o arranjo dos elétrons em torno do núcleos atômicos determinam a identidade química dos elementos. Feixes de elétrons são chamados RAIOS CATÓDICOS.Reações Falso-Positivas: Resultados positivos em pacientes que não têm as características para as quais o teste é feito. Classificação de pessoas saudáveis como doentes quando examinadas para a detecção de doenças.Distribuição Tecidual: Acúmulo de uma droga ou substância em vários órgãos (inclusive naqueles não relevantes para sua ação farmacológica ou terapêutica). Essa distribuição depende do fluxo sanguíneo ou da taxa de perfusão do órgão, da capacidade de a droga permear membranas de órgãos, da especificidade do tecido, da ligação a proteínas. A distribuição geralmente é expressa como razão tecido / plasma.Desoxiglucose: 2-desoxi-D-arabino-hexose. Um antimetabólito da glucose com atividade antiviral.Fóvea Central: Área de aproximadamente 1,5 mm de diâmetro, localizada na mácula lútea, onde a retina se adelgaça bastante em virtude do deslocamento oblíquo de todas as camadas da retina com exceção da pigmentar. Inclui as paredes inclinadas da fóvea (clivo) e contém poucos bastonetes em sua periferia. Em seu centro (fovéola) estão os cones mais adaptados à alta acuidade visual, uma vez que cada cone está conectado com apenas uma única célula ganglionar. (Tradução livre do original: Cline et al., Dictionary of Visual Science, 4th ed)Soluções: Misturas homogêneas formadas ao se misturar uma substância (soluto) sólida, líquida ou gasosa em um líquido (solvente), do qual as substâncias dissolvidas podem ser recuperadas através de processos físicos.Tecnécio: Primeiro elemento produzido artificialmente e um produto radioativo da fissão do URÂNIO. Tecnécio apresenta o símbolo atômico Tc, número atômico 43 e peso atômico 98,91. Todos os isótopos de tecnécio são radioativos. Tecnécio 99m (m=metaestável), que é um produto da desintegração do Molibdênio 99, apresenta uma meia-vida de aproximadamente 6 horas e é utilizado em diagnósticos como um agente radioativo de imagem. O tecnécio 99, que é um produto da desintegração do tecnécio 99m, tem uma meia-vida de 210.000 anos.Tálio: Metal branco-azulado, pesado, número atômico 81, peso atômico [204.382; 204.385], símbolo Tl.Proteção Radiológica: Refere-se à proteção dos indivíduos, de sua progênie e de todo o gênero humano, permitindo ao mesmo tempo exercer atividades necessárias que podem ocasionar exposição às radiações ionizantes Repidisca/CEPIS). Medidas adotadas para evitar ou reduzir os efeitos de uma dose de radiação projetada na população (Material IV - Glosario de Protección Civil, OPAS, 1992)Placa Aterosclerótica: Lesões formadas dentro das paredes das ARTÉRIAS.Segmento Anterior do Olho: O terço frontal do globo ocular que inclui as estruturas entre a superfície frontal da córnea e a frente do CORPO VÍTREO.Gordura Intra-Abdominal: Tecido gorduroso dentro da CAVIDADE ABDOMINAL, incluindo as gorduras visceral e retroperitoneal. É a gordura metabolicamente mais ativa do corpo, facilmente acessível para LIPÓLISE. O aumento da gordura visceral está associado com as complicações metabólicas da OBESIDADE.Impedância Elétrica: Resistência ao fluxo da corrente elétrica (alternada ou direta).Lentes: Peças de vidro ou outros materiais transparentes utilizadas para ampliar ou aumentar a acuidade visual.Projetos Piloto: Pequenas escalas-testes de métodos e procedimentos a serem utilizados em uma escala aumentada se o estudo piloto demonstrar que esses métodos e procedimentos podem ser trabalhados.Modelos Biológicos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou a actividade de processos biológicos ou doenças. Para modelos de doença em animais vivos, MODELOS ANIMAIS DE DOENÇAS está disponível. Modelos biológicos incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Medição de Risco: Métodos e técnicas aplicadas para identificar os fatores de risco e medir a vulnerabilidade aos perigos potenciais causados por desastres e substâncias químicas.Planejamento da Radioterapia Assistida por Computador: Cálculo matemático assistido por computador dos ângulos dos feixes, intensidade de radiação e duração da irradiação, em radioterapia.Progressão da Doença: Piora de uma doença ao longo do tempo. Este conceito é usado com mais frequência para doenças crônica e incuráveis, em que o estágio da doença é um determinante importante de terapia e prognóstico.Cintilografia: Produção de uma imagem obtida por câmeras que detectam as emissões radioativas de um radionuclídeo injetado distribuído diferencialmente ao longo de tecidos no corpo. A imagem obtida de um detector em movimento é chamada de varredura, enquanto a imagem obtida de uma câmera estacionária é chamada de cintifotografia.Broncoscopia: Exame endoscópico, terapia ou cirurgia dos brônquios.Testes de Campo Visual: Método para medição e mapeamento da amplitude da visão, do centro para a periferia de cada olho.Neoplasias do Mediastino: Tumores ou câncer do MEDIASTINO.Densidade Óssea: Quantidade de mineral por centímetro quadrado de OSSO. Esta é a definição usada na prática clínica. A densidade óssea real deveria ser expressa em gramas por mililitro. É mais frequentemente medida por ABSORCIOMETRIA DE RAIOS X ou TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA POR RAIOS X. A densidade óssea é um prognosticador importante para a OSTEOPOROSE.Coluna Vertebral: Coluna vertebral ou espinal.Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico Espiral: Modalidade de tomografia computadorizada em que o paciente é irradiado em trajetória espiral em torno do corpo com um feixe cônico ou em forma de pirâmide.Radiografia Intervencionista: Procedimentos diagnósticos e terapêuticos que são invasivos ou cirúrgicos, e requerem um radiologista especialmente treinado. Em geral, são mais invasivos do que uma imagem diagnóstica, mas menos invasivos do que a maioria das cirurgias. Geralmente envolvem cateterização, fluoroscopia ou tomografia computadorizada. Alguns exemplos incluem colangiografia percutânea trans-hepática, biópsia percutânea transtorácica, angioplastia de balão e embolização arterial.Nódulos Pulmonares Múltiplos: Pequenas lesões pulmonares caracterizadas por pequenas massas arredondadas de 2 a 3 mm de diâmetro. São geralmente detectadas por exames de imagens (TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA POR RAIOS X). Tais nódulos podem estar associados com metástases de tumores de dentro ou de fora do pulmão, a granulomas benignos ou outras lesões.Infarto Cerebral: Formação de uma área de NECROSE no CÉREBRO causada por uma insuficiência de fluxo sanguíneo venoso ou arterial. Os infartos do cérebro geralmente são classificados por hemisfério (i. é, esquerdo vs direito), lobo (ex. infarto do lobo frontal), distribuição arterial (ex. INFARTO DA ARTÉRIA CEREBRAL ANTERIOR) e etiologia (ex. infarto embólico).Dor Abdominal: Sensação de desconforto, mal estar ou agonia na região abdominal.Microscopia Acústica: Ferramenta científica baseada na ULTRASSONOGRAFIA e utilizada não somente para a observação de microestrutura em amostras metálicas, mas também em tecidos vivos. Na aplicação biomédica, a velocidade de propagação acústica em tecidos normais e anormais pode ser quantificada para diferenciar a elasticidade tecidual e outras propriedades.Neoplasias Encefálicas: Neoplasias dos componentes intracranianos do sistema nervoso central, incluindo os hemisférios cerebrais, gânglios da base, hipotálamo, tálamo, tronco encefálico e cerebelo. As neoplasias encefálicas são subdivididas em formas primárias (originárias do tecido encefálico) e secundárias (i. é, metastáticas). As neoplasias primárias são subdivididas em formas benignas e malignas. Em geral, os tumores encefálicos podem ser classificados pela idade de início, tipo histológico ou local de apresentação no cérebro.Ácidos Tri-Iodobenzoicos: Derivados do ÁCIDO BENZOICO substituídos por tri-iodo.Perfurações Retinianas: Perfurações através das dobras totais da retina, incluindo a mácula, resultantes de inflamação, trauma, degeneração, etc. O conceito inclui fendas retinianas, lágrimas, diálise e buracos.

*  Analysis of the transverse diameter in the odontoid process by computerized tomography
Tomografia computadorizada por raios X ... CONCLUSÃO: a tomografia computadorizada mostrou-se útil para a ... A tomografia computadorizada mostrou-se útil para a medição do diâmetro transverso do processo odontoide. A fixação com um ... Análise do diâmetro transverso do processo odontoide com uso da tomografia computadorizada ... OBJETIVO: analisar a medida do diâmetro transverso (DT) do processo odontoide por meio da tomografia computadorizada para o ...
  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-18512010000400012&lng=en&nrm=iso&tlng=pt
*  Pulmonary alveolar microlithiasis: high-resolution computed tomography findings in 10 patients
Descritores: Tomografia Computadorizada por Raios X; Litíase/pulmão; Pneumopatias.. Introdução. A microlitíase alveolar ... Microlitíase alveolar pulmonar: achados na tomografia computadorizada de alta resolução do tórax em 10 pacientes* ... OBJETIVO: Apresentar os achados na tomografia computadorizada de alta resolução (TCAR) do tórax da microlitíase alveolar ... Consenso brasileiro sobre a terminologia dos descritores de tomografia computadorizada do tórax. J Bras Pneumol. 2005;31(2):149 ...
  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132007000500010&lng=en&nrm=iso
*  Propriedade Intelectual
SIMULAÇÃO DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE RAIOS X. 2007. Patentes. PI0702934-9. MICROESFERAS PARA ABSORÇÃO DE METAIS PESADOS, ...
  http://portal.cbpf.br/index.php/propriedade-intelectual
*  Imagiologia médica - Wikipedia
Há métodos baseados em raios-X convencionais, tomografia computadorizada (TC) e mamografia. Para melhorar a imagem de raios X, ... Tomografia Computadorizada A Tomografia Computadorizada (TC), também conhecida como uma tomografia computadorizada, é um método ... radiografia digital e tomografia computadorizada (TC). Radioterapia é um tipo de dispositivo que também utiliza raios-x, raios ... Os raios-X usam radiação ionizante para produzir imagens da estrutura interna de uma pessoa enviando raios X através do corpo, ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Imagiologia_m%C3%A9dica
*  África do Sul - Wikipedia
Allan McLeod Cormack pioneira da tomografia computadorizada por raios-x e Aaron Klug que desenvolveu técnicas cristalográficas ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81frica_do_Sul
*  Neuropatia - Wikipedia
Os estudos de imagem, como raios-X, tomografia computadorizada e exames de ressonância magnética podem ser realizados para ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Neuropatia
*  Prefeitura de Caçapava (FUSAM) - SP
Conhecimento básico sobre organização de um Serviço de Raios X. Conceitos genéricos de Tomografia computadorizada. Técnicas de ... Raios X: características e produção. A formação da imagem radiográfica. Controle e qualidade. Filmes radiográficos, sistemas ... Fundamentos da ultrassonografia, tomografia computadorizada e Ressonância magnética: princípios, técnica, aplicação clínica. ... Uso do contraste em exames de tomografia computadorizada. Conceitos genéricos de ressonância magnética. Principais indicações ...
  https://www.pciconcursos.com.br/concurso/prefeitura-de-cacapava-fusam-sp-48-vagas
*  Imagem por ressonância magnética - Wikipedia
A RM não envolve raios-x, o que a distingue da tomografia computadorizada (CT ou CAT). Embora os riscos dos raios-x estejam ... x ∘ − 2 τ e − A c q ) n {\displaystyle (90_{\;{\textbf {x}}}^{\circ }-\tau _{e}-90_{\;{\textbf {x}}}^{\circ }-2\tau _{e}-Acq)n ... x ∘ − 2 τ e − A c q ) n {\displaystyle (90_{\;{\textbf {x}}}^{\circ }-\tau _{e}-180_{\;{\textbf {x}}}^{\circ }-2\tau _{e}-Acq)n ... Desta forma foram obtidas as primeiras imagens de RMN , com o método de back projection, já utilizado na tomografia de raio X. ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Imagem_por_resson%C3%A2ncia_magn%C3%A9tica
*  Importância da Informática - PDF
Lares familiares Home Banking; e-commerce Medicina - Tomografia computadorizada, Raios X, Exames ultrasonográficos. Repartições ... 800 x 600; 1024 x 768; 1600 x 1200) Placa de Som Controle de sons do sistema Placa de Fax-Modem Transforma sinais analógicos em ... 4800 x 1200 dpi; 9-22 ppm (páginas por minuto) Laser Monocromática 1200 x 1200 dpi; ppm Qualidade superior ao jato de tinta ... 240 x 216 dpi (dots per inch pontos por polegada); 680 cps 80 (A4) e 132 (A3) colunas Jato de Tinta Formato A4 Coloridas; ...
  http://docplayer.com.br/1093566-Importancia-da-informatica.html
*  GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE SAÚDE COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS - CRH...
Anatomia radiológica, em raios-x, Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética. Técnicas de posicionamento dos membros ... Fundamentos físicos na produção de Raios-X. Tomografia computadorizada. Ressonância magnética. Métodos de proteção radiológica ... Protocolos de realização de exames de Radiologia com meios de contrastes, Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética. ...
  http://docplayer.com.br/8200584-Governo-do-estado-do-piaui-prefeitura-municipal-de-teresina-fundacao-municipal-de-saude-coordenadoria-de-recursos-humanos-crh.html
*  Cirurgia Especializada - Provet
PLANEJAMENTO NA CORREÇÃO DAS DEFORMIDADES ÓSSEAS: RAIOS X OU TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA?. Por Dr. Eduardo Capasso ... Uma alternativa para maior acuidade na mensuração é a tomografia computadorizada (TC), que tem como vantagem a produção de ... A impressão 3D complementará os exames de imagem de alta tecnologia já oferecidos pelo PROVET, como tomografia computadorizada ... a partir das imagens adquiridas por tomografia computadorizada e ressonância magnética. ...
  http://provet.com.br/especialidades/cirurgia-especializada/
*  Volume elementar representativo - Wikipedia
Um dos métodos para obtenção do REV é através da [tomografia computadorizada] de raios-X, onde são obtidas imagens (fatias) de ... "Determination of the Representative Elementary Volume for the study of sandstones and siltstones by X-Ray microtomography". Mat ... AL-RAOUSH, R.; PAPADOPOULOS, A. "Representative elementary volume analysis of porous media using X-ray computed tomography". ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Volume_elementar_representativo
*  Tecnologia na medicina - Wikipedia
Tomografia computadorizada utiliza os raios X para captar imagens, porém oferece imagens mais precisas do que a máquina de raio ... como máquinas de raio X, tomografia computadorizada, ressonância magnética e PET/CT,mas não nos damos conta que antigamente ... Tomografia computadorizada. Visitado em 31 de Julho de 2015 InfoEscola - Ressonância Magnética. Visitado em 31 de Julho de 2015 ... Antes do raio X, só existiam duas formas de descobrir o que acontecia dentro do corpo humano, a primeira era utilizar o tato, a ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Tecnologia_na_medicina
*  V rias tomografias na inf ncia aumentam risco de c ncer
Crian as e adolescentes que fazem v rios exames de tomografia computadorizada t m um maior risco de desenvolver c ncer cerebral ... Como emprega raios X, a tomografia computadorizada dispara uma dose de radia o ionizante para a parte do corpo a ser ... Tomografia computadorizada. A tomografia computadorizada uma t cnica de diagn stico cada vez mais utilizada, produzindo imagens ... "A tomografia computadorizada r pida e precisa, de modo que deve ser usada quando os seus benef cios imediatos superem os riscos ...
  http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=tomografias-infancia-aumentam-risco-cancer&id=7840
*  Santa Casa de Maringá
Tomografia Computadorizada, Raios-X, Endoscopia Digestiva e Mamografia; ...
  http://www.santacasamaringa.com.br/espacoSaude/dicas-e-noticias.html
*  11 tipos de cistos mais comuns e o que significam - Tua Saúde
Assim, se a pessoa tiver um cisto, é importante vigiar através de exames como ultrassom, raios-X ou tomografia computadorizada ...
  https://www.tuasaude.com/o-que-e-cisto/
*  Postura anormal - Tratamentos e Causas | Minha Vida
Exames de imagem, como raios-X, ressonância magnética e tomografia computadorizada. O tratamento geralmente envolve a ...
  http://r7.minhavida.com.br/saude/temas/postura-anormal
*  Comprar Loritin em Farmacia Online | Venda de Generico do Loritin Barato Preço
Tomografia Computadorizada - usa raios-x para crier detalhes do fígado vasos sanguíneos e outros órgãos. As duas primeiras ...
  http://farmacias-portuguesas.life/loritin.html
*  No inferno de Fukushima | Informação Incorrecta
Yoh: Então fazer a comparação com raios-X e tomografia computadorizada não tem nenhum significado. Porque o material ... Fazem a comparação com uma folha de raio-X do estômago ou, por exemplo, uma tomografia computadorizada. Qual é a verdade? ... Fazem a comparação com uma tomografia computadorizada, que é muito rápida, não tem nada a ver com o que estamos a falar. A ... Yoh: Então, os danos causados ​​por raios radioactivos e danos decorrentes de matérias radioactivas não são os mesmos. Hirose: ...
  http://informacaoincorrecta.blogspot.com/2011/03/no-inferno-de-fukushima.html
*  WebArtii - Desenvolvemos seu site - Home
A SUA IMAGEM Diagnósticos Médicos, oferece exames como Ultrassonografia, Mamografia, Raios X, Tomografia Computadorizada e ...
  http://webartii.com.br/site/
*  Março 2015 - Site de Atualidades
A suspeita de anterolisthesis pode ser diagnosticada usando raios-X, tomografia computadorizada ou exames de ressonância ... Raios-X, tomografias e exames de ressonância magnética podem ser usados ​​para confirmar um suspeito de diagnóstico de ... Reposição Hormonal x Menopausa. 24 de Março de 2015. manager Terça-feira, 12 de setembro de 2017 (HealthDay News) - A porta ... Emagrecimento: gordura ruim x gordura boa. 24 de Março de 2015. manager ...
  http://global-health-inc.com/2015/03/
*  Engenharia biológica - Wikipedia
... raios-X para uso clínico, tomografia computadorizada, mamógrafos, ultrasonografia, endoscópios, etc. A bioengenharia estuda e ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Engenharia_biol%C3%B3gica
*  10 Melhores Dietas Para Emagrecer
Uma tomografia computadorizada utiliza imagens de raios-X guiadas por computador.. Report this page 123456789101112131415 ... Seu médico também podes requisitar uma tomografia computadorizada pra examinar se há divertículos infectados. ...
  http://novidadesprapesocerto20.affiliatblogger.com/11606146/10-melhores-dietas-para-emagrecer

Difração de póTeoria da coerência: Em física, teoria da coerência é o estudo dos efeitos ópticos parcialmente decorrentes de fontes de luz e rádio coerentes. Fontes parcialmente coerentes são fontes onde o tempo de coerência ou o comprimento de coerência são limitados pela largura de banda, por ruído térmico, ou por outro efeito.Problema da fase: Em física o problema da fase é o nome dado para o problema de perda de informações relativas àTomografia computadorizada de feixe cônicoTomografiaEspectroscopia de raios X por dispersão em energia: 400px|thumb|right|Espectro EDX da crosta mineral de [[Rimicaris exoculata]]USART: USART se refere a Universal Synchronous Asynchronous Receiver Transmitter, significando Transmissor/Receptor Universal Síncrono e Assíncrono. É um formato padrão para comunicação de dados de forma serial.Sistema cristalino hexagonalSíncrotron: Em física nuclear, é um acelerador de partículas cíclico, no qual o campo elétrico é responsável pela aceleração das partículas, e o campo magnético é responsável pela mudança de direção das partículas.Exame complementar de diagnóstico: Nas ciências da saúde, são denominados exames complementar de diagnóstico aqueles exames (laboratoriais, de imagem, etc.) que complementam aos dados da anamnese e do exame físico para a confirmação das hipóteses diagnósticas e tratamento.Imagem real: Imagem real é a que pode ser projetada sobre telas. Formada por raios emergentes do sistema óptico, ela é obtida no cruzamento de raios refletidos (reflatados) efetivos.FluoroscopiaEscala Hounsfield: A escala Hounsfield (ou números CT), assim chamada em homenagem a Godfrey Hounsfield, é uma escala quantitativa que descreve a radiodensidade.Schering: A Schering AG foi uma empresa farmacêutica da Alemanha, criada em 1851 por Ernst Christian Friedrich Schering que deu início a esse feito com a produção de remédios e químicos para perfumes, tecidos e couro. Ao ser criada, era conhecida como Farmácia Verde.CalcinoseDispersão elástica: Em teoria da dispersão e em particular em física de partículas, dispersão elástica é uma das formas específicas de dispersão. Neste processo, a energia cinética da partícula incidente é conservada, noutras palavras, as partículas dispersas tem a mesma energia que as partículas incidentes, somente sua direção de propagação é modificada (por interação com outras partículas e/ou um potential).Algoritmo de Peterson: O algoritmo de Peterson é um algoritmo de programação concorrente para exclusão mútua, que permite a dois ou mais processos ou subprocessos compartilharem um recurso sem conflitos, utilizando apenas memória compartilhada para a comunicação. Ele foi formulado por Gary L.Ecografia intravascular: Ecografia intravascular é o processo de utilização de técnicas de ecografia para a análise dos vasos sangüíneos, através de um cateter que é colocado no interior do vaso.Carbono-12: O Carbono-12 é o mais abundante de todos os isótopos do elemento carbono, com uma ocorrência relativa na natureza de 98,94%. Ele possui 6 prótons, 6 nêutros e 6 elétrons.Deposição induzida por feixe de elétrons: Deposição induzida por feixe de elétrons (citado na literatura como EBID, do inglês electron beam-induced deposition) é um processo de decomposição de moléculas gasosas por um feixe de elétrons conduzindo à deposição de fragmentos não voláteis em um substrato próximo. O feixe de elétrons é geralmente fornecido por um microscópio eletrônico de varredura que resulta em exatidão espacial elevada (abaixo de um nanômetro) e possibilidade de produzir estruturas tridimensionais independentes.Incidentaloma: Em medicina, um incidentaloma é um tumor (-oma) encontrado por coincidência (incidental), sem sintomas clínicos ou suspeitas. Trata-se de um problema comum: mais de 7% de todos os pacientes acima dos 60 anos podem ser portadores de um crescimento benigno, frequentemente da glândula adrenal, que é detectado quando uma imagem diagnóstica é utilizada para analisar sintomas não relacionados.Superfície de Fermi: A Superfície de Fermi é definida como a superfície de energia constante \epsilon_F no espaço recíproco. Na temperatura do zero absoluto, a superfície de Fermi separa os orbitais vazios dos orbitais ocupados.IpilimumabInterferometriaNódulo pulmonar solitárioAortografia: Exames por raios X da aorta e de seus principais ramos, após injeção de um contraste radiopaco.Revit: O Revit Architecture da Autodesk é um software para a arquitetura criado dentro do conceito de Modelagem das Informações de Construção (BIM). Atualmente desenvolvido pela Autodesk, permite ao usuário criar utilizando modelagem paramétrica de elementos.Sítio de ligação: Em bioquímica, um sítio de ligação é a região de uma proteína que se associa com um ligante. Geralmente consiste numa cavidade na superfície da proteína, constituída por uma disposição específica de aminoácidos.Artéria coronária esquerda: A artéria coronária esquerda, deixa a aorta acima da semilunar esquerda da válvula aórtica.