Reflexo: Movimento involuntário, ou exercício de função, de determinada região estimulada, em resposta ao estímulo aplicado na periferia e transmitido ao cérebro ou medula.Reflexo de Estiramento: Contração reflexa de um músculo em resposta ao estiramento, que estimula músculos proprioceptores.Reflexo Anormal: Resposta anormal a um estímulo aplicado aos componentes sensoriais do sistema nervoso. Pode ter a forma de reflexos elevados, diminuídos ou ausentes.Reflexo Acústico: Contração intra-auricular dos tímpanos e estribo em resposta ao som.Reflexo Vestíbulo-Ocular: Reflexo pelo qual os impulsos são carregados da "cúpula" dos CANAIS SEMICIRCULARES e da MEMBRANA OTOLÍTICA do SÁCULO E UTRÍCULO, via NÚCLEOS VESTUBULARES do TRONCO CEREBRAL e fascículo longitudinal mediano, aos núcleos do NERVO OCULOMOTOR. Este reflexo funciona mantendo uma imagem estável na retina durante a rotação da cabeça, gerando MOVIMENTOS OCULARES compensatórios apropriados.Reflexo Pupilar: Contração da pupila em resposta à estimulação luminosa da retina. Refere-se também a qualquer reflexo envolvendo a íris, com resultante alteração do diâmetro da pupila.Eletromiografia: Registro das alterações no potencial elétrico do músculo por meio de eletrodos de superfície ou agulhas.Estado de Descerebração: Afecção caracterizada por postura anormal dos membros associada com lesões do tronco cerebral. Pode ocorrer como manifestação clínica ou ser induzida experimentalmente em animais. Os reflexos extensores são exagerados, levando à extensão rígida dos membros acompanhada de hiper-reflexia e opistótono. Esta afecção é normalmente causada por lesões que ocorrem na região do tronco cerebral que está entre os núcleos vermelhos e os núcleos vestibulares. Em contraste, a rigidez descorticada é caracterizada por flexão dos cotovelos e pulsos com extensão das pernas e pés. A lesão que causa esta afecção está localizada acima dos núcleos vermelhos e normalmente consiste de dano cerebral difuso. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p358)Reflexo H: Reflexo monossináptico obtido estimulando-se um nervo, particularmente o nervo tibial, com estímulo elétrico.Reflexo de Endireitamento: Tendência instintiva (ou habilidade) de assumir uma posição normal do corpo no espaço quando ele tiver sido deslocado.Reflexo Oculocardíaco: Alteração do ritmo cardíaco induzida através de pressão sobre o globo ocular, de manipulação dos músculos extraoculares, ou de pressão sobre o tecido remanescente no ápice orbital depois da enucleação.Pressorreceptores: Receptores encontrados no sistema vascular, principalmente na aorta e sino carotídeo, que são sensíveis à extensão das paredes dos vasos.Reflexo de Babinski: Reflexo encontrado em crianças normais que consiste de dorsiflexão do HALLUX e abdução dos outros DEDOS DO PÉ em resposta à estimulação cutânea da superfície plantar do PÉ. Em adultos, é usado como critério diagnóstico e, se presente, é uma das MANIFESTAÇÕES NEUROLÓGICAS de disfunção do SISTEMA NERVOSO CENTRAL.Piscadela: Fechamento rápido das pálpebras, por fechamento periódico normal involuntário (como medida protetora), ou por ação voluntária.Reflexo Abdominal: Contração dos músculos da parede abdominal ao estímulo da pele (reações abdominais superficiais) ou percussão de estruturas ósseas adjacentes (reações abdominais profundas). (Stedman, 25a ed)Gatos: Família carnívora FELIDAE (Felis catus, gato doméstico), composta por mais de 30 raças diferentes. O gato doméstico descende primariamente do gato selvagem da África e do extremo sudoeste da Ásia. Embora provavelmente estivessem presentes em cidades da Palestina há 7.000 anos, a domesticação em si ocorreu no Egito aproximadamente há 4.000 anos . (Tradução livre do original: Walker's Mammals of the World, 6th ed, p801)Estimulação Elétrica: Uso de correntes ou potenciais elétricos para obter respostas biológicas.Engasgo: Contração do músculo da FARINGE causado por estimulação de receptores sensitivos no PALATO MOLE por estímulos psíquicos ou sistemicamente por drogas.Epilepsia Reflexa: Subtipo de epilepsia caracterizado por ataques consistentemente provocados por determinados estímulos específicos. Estímulos auditoriais, visuais e somatosensoriais, como também o ato de escrever, ler, comer e tomar decisões, são exemplos de eventos ou atividades que podem induzir os ataques em indivíduos afetados.Nervo Vago: O décimo nervo craniano. O nervo vago é um nervo misto que contém fibras aferentes somáticas (da pele da região posterior da orelha e meato acústico externo), fibras aferentes viscerais (da faringe, laringe, tórax e abdome), fibras eferentes parassimpáticas (para o tórax e abdome) e fibras eferentes para o músculo estriado (da laringe e faringe).Neurônios Aferentes: Neurônios que transportam IMPULSOS NERVOSOS ao SISTEMA NERVOSO CENTRAL.Vias Aferentes: Estruturas nervosas através das quais os impulsos são conduzidos da parte periférica em direção ao centro do sistema nervoso.Mecanorreceptores: Células especializadas na transdução dos estímulos mecânicos e funcionam como um relé destas informações centralmente direcionadas no sistema nervoso. Os mecanorreceptores incluem as células ciliares da ORELHA INTERNA, que medeiam a audição e equilíbrio, e os vários receptores somatossensoriais, que frequentemente apresentam estruturas acessórias não neurais.Neurônios Motores: Neurônios que ativam CÉLULAS MUSCULARES.Distrofia Simpática Reflexa: Síndrome caracterizada por dor queimante grave em uma extremidade, acompanhada de alterações tróficas, vasomotoras e sudomotoras nos ossos, sem uma lesão associada no nervo específico. Esta afecção geralmente é precipitada por traumas em tecidos moles ou nervos complexos. A pele sobre a região afetada normalmente é eritematosa e demonstra hipersensibilidade a estímulos táteis e eritema. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p1360; Pain 1995 Oct;63(1):127-33)Barorreflexo: Resposta pelos BARORRECEPTORES para aumentar a PRESSÃO ARTERIAL. Pressões elevadas dilatam os VASOS SANGUÍNEOS, ativando os barorreceptores nas paredes dos vasos. A resposta do SISTEMA NERVOSO CENTRAL é uma redução do efluxo central-simpático. Isto reduz a pressão arterial tanto pela diminuição da RESISTÊNCIA VASCULAR periférica como pela diminuição do DÉBITO CARDÍACO. Como os barorreceptores são tonicamente ativos, o barorreflexo pode compensar rapidamente tanto o aumento como a diminuição da pressão arterial.Estimulação Física: Ato de desencadear uma resposta de uma pessoa ou organismo através de contato físico.Contração Muscular: Processo que leva ao encurtamento e/ou desenvolvimento de tensão no tecido muscular. A contração muscular ocorre por um mecanismo de deslizamento de miofilamentos em que os filamentos da actina [se aproximam do centro do sarcômero] deslizando entre os filamentos de miosina.Neurônios Eferentes: Neurônios que enviam impulsos para a periferia para ativar músculos ou células secretórias.Frequência Cardíaca: Número de vezes que os VENTRÍCULOS CARDÍACOS se contraem por unidade de tempo, geralmente por minuto.Sistema Nervoso Simpático: Divisão toracolombar do sistema nervoso autônomo. Fibras pré-ganglionares simpáticas se originam nos neurônios da coluna intermediolateral da medula espinhal e projetam para os gânglios paravertebrais e pré-vertebrais, que por sua vez projetam para os órgãos alvo. O sistema nervoso simpático medeia a resposta do corpo em situações estressantes, por exemplo, nas reações de luta e fuga. Frequentemente atua de forma recíproca ao sistema parassimpático.Seio Carotídeo: Porção dilatada da artéria carótida primitiva no nível da ramificação em artérias carótidas interna e externa. Esta região contém barorreceptores, que sendo estimulados, causam diminuição dos batimentos cardíacos, vasodilatação e diminuição da pressão sanguínea.Nervo Trigêmeo: O quinto e maior nervo craniano. O nervo trigêmeo é um nervo misto, composto de uma parte motora e sensitiva. A parte sensitiva, maior, forma os nervos oftálmico, mandibular e maxilar que transportam fibras aferentes sensitivas de estímulos internos e externos provenientes da pele, músculos e junturas da face e boca, e dentes. A maioria destas fibras se originam de células do GÂNGLIO TRIGÊMEO e projetam para o NÚCLEO ESPINAL DO TRIGÊMEO no tronco encefálico. A menor parte motora nasce do núcleo motor do trigêmeo no tronco encefálico e inerva os músculos da mastigação.Medula Espinal: Coluna cilíndrica de tecido subjacente dentro do canal vertebral. É composto de SUBSTÂNCIA BRANCA e SUBSTÂNCIA CINZENTA.Nervo Tibial: Ramo terminal medial do nervo ciático. As fibras do nervo tibial se originam dos segmentos lombar e sacral da medula espinhal (entre L4 e S2). Fornecem a inervação sensitiva e motora para partes da panturrilha e pé.Micção: Descarga da URINA do corpo, um resíduo líquido processado pel RIM.Pressão Sanguínea: PRESSÃO do SANGUE nas ARTÉRIAS e de outros VASOS SANGUÍNEOS.Vagotomia: Interrupção ou remoção de qualquer parte do nervo vago (décimo nervo craniano). A vagotomia pode ser feita para fins de pesquisa ou terapêuticos.Vestíbulo do Labirinto: Câmara óssea (oval) da orelha interna, parte do labirinto ósseo. Continua-se anteriormente com a CÓCLEA óssea e posteriormente com os CANAIS SEMICIRCULARES. O vestíbulo contém dois sacos intercomunicantes (utrículo e sáculo) do aparelho de equilíbrio. A janela oval (na parede lateral) é ocupada pela base do ESTRIBO da ORELHA MÉDIA.Músculo Esquelético: Subtipo de músculo estriado fixado por TENDÕES ao ESQUELETO. Os músculos esqueléticos são inervados e seus movimentos podem ser conscientemente controlados. Também são chamados de músculos voluntários.Células Quimiorreceptoras: Células especializadas na detecção de substâncias químicas e na retransmissão destas informações centralmente no sistema nervoso. Células quimiorreceptores podem monitorar estímulos externos, como na GUSTAÇÃO e OLFAÇÃO, ou estímulos internos, tais como as concentrações de OXIGÊNIO e DIÓXIDO DE CARBONO no sangue.Nervos Laríngeos: Ramos do NERVO VAGO. Os nervos laringeos superiores originam-se próximo ao gânglio nodoso e são separados em ramos externos que suprem as fibras motoras que se direcionam para os músculos cricotireóideos, e ramos internos que transportam as fibras sensitivas. O nervo laringeo recidivante se origina mais caudalmente e transporta fibras eferentes para todos os músculos da laringe exceto o cricotireóideo. Os nervos laringeos e seus vários ramos também transportam fibras autônomas e sensitivas para as regiões da laringe, faringe, traqueia e cardíaca.Capsaicina: Alquilamida encontrado em CAPSICUM que atua nos CANAIS DE CÁTION TRPV.Espasticidade Muscular: Forma de hipertonia muscular associada com DOENÇA DOS NEURÔNIOS MOTORES superiores. A resistência ao estiramento passivo de um músculo espástico resulta em resistência inicial mínima (um "intervalo livre") seguida de um aumento progressivo do tônus muscular. O tônus aumenta proporcionalmente à velocidade de estiramento. A espasticidade, normalmente é acompanhada de HIPER-REFLEXIA e graus variados de DEBILIDADE MUSCULAR. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6a ed, p54)BiguanidasNervo Sural: Ramo do nervo tibial que fornece inervação sensitiva para partes da região inferior da perna e pé.Fusos Musculares: Estruturas musculoesqueléticas que funcionam como MECANORRECEPTORES responsáveis pelo estiramento ou reflexo miotático (REFLEXO DE ESTIRAMENTO). São compostos por um feixe encapsulado de fibras (ver FIBRAS NERVOSAS MIELINIZADAS) de MÚSCULO ESQUELÉTICO, isto é, as fibras intrafusais (fibras em saco nuclear bag1, fibras em saco nuclear bag2, e fibras em cadeia nuclear) inervadas por CÉLULAS RECEPTORAS SENSORIAIS.Reação de Alarme: Resposta involuntária complexa a um forte e inesperado estímulo, geralmente de natureza auditiva.Tosse: Expulsão súbita e audível de ar dos pulmões através de uma glote parcialmente fechada precedida por inalação. É uma resposta protetora que serve para limpar a traqueia, brônquios e/ou pulmões de irritantes e secreções ou para prevenir a aspiração de materiais estranhos para dentro dos pulmões.Postura: Posição ou atitude do corpo.Denervação: Ressecção ou remoção dos nervos para um órgão ou parte. (Dorland, 28a ed)Tempo de Reação: Tempo desde o início de um estímulo até que uma resposta seja observada.Movimento: Ação, processo ou resultado de passar de um lugar, ou posição, para outro. Difere de LOCOMOÇÃO no sentido de que esta se restringe à passagem do corpo inteiro de um lugar para outro, enquanto movimento compreende tanto a locomoção como a mudança na posição do corpo inteiro ou qualquer de suas partes. Movimento pode ser usado em relação a humanos, animais vertebrados e invertebrados, e micro-organismos. Distinguir também de ATIVIDADE MOTORA, movimento associado com o comportamento.Peristaltismo: Movimento, causado por contração muscular sequencial, que empurra o conteúdo dos intestinos ou de outro órgão tubular em uma direção.Músculos: Tecidos contráteis que produzem movimentos nos animais.Rigidez Muscular: Contração muscular mantida, involuntária e contínua, frequentemente uma manifestação de DOENÇAS DOS GÂNGLIOS DA BASE. Quando um músculo afetado é estirado passivamente, o grau de resistência permanece constante, independentemente da velocidade que o músculo é estendido. Essa característica ajuda a distinção entre rigidez e ESPASTICIDADE MUSCULAR. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6a ed, p73)Bradicardia: Arritmias cardíacas caracterizadas por FREQUÊNCIA CARDÍACA excessivamente baixa, normalmente abaixo de 50 batimentos por minuto em humanos adultos. Podem ser amplamente classificadas na disfunção do NÓ SINOATRIAL e no BLOQUEIO ATRIOVENTRICULAR.Nervo Fibular: Ramo lateral dos dois ramos terminais do nervo ciático. O nervo fibular (ou peroneal) fornece inervação sensitiva e motora para partes da perna e pé.Cordotomia: Qualquer operação na medula espinhal. (Stedman, 25a ed)Membro Posterior: Cada uma das duas extremidades traseiras de animais terrestres não primatas, que apresentam quatro membros. Geralmente é constituído por FÊMUR, TÍBIA, FÍBULA, OSSOS DO TARSO, OSSOS DO METATARSO e DEDOS DO PÉ. (Tradução livre do original: Storer et al., General Zoology, 6th ed, p 73)Membrana dos Otólitos: Membrana gelatinosa que reveste as máculas acústicas do SÁCULO e do UTRÍCULO. Contém minúsculas partículas cristalinas (otólitos) de CARBONATO DE CÁLCIO e proteína em sua superfície externa. Em resposta ao movimento da cabeça, os otólitos são deslocados, causando [alteração de pressão] (distorção) nas células ciliadas vestibulares; estas convertem [a distorção para] sinais nervosos ao CÉREBRO que [por sua vez os] interpreta [como alteração no] equilíbrio.Núcleo Solitário: SUBSTÂNCIA CINZENTA localizada na parte dorsomedial do BULBO associada com o trato solitário. Recebe aferências da maioria dos órgãos do sistema, incluindo as terminações dos nervos facial, glossofaríngeo e vago. É um coordenador importante da regulação do SISTEMA NERVOSO AUTÔNOMO, dos aspectos cardiovascular, respiratório, gustatório, gastrointestinal e quimiorreceptor relacionados com a HOMEOSTASE. O núcleo solitário é notável por apresentar um grande número de NEUROTRANSMISSORES lá.Inibição Neural: Função de se opor ou impedir a excitação de neurônios ou suas células alvo excitáveis.: Extremidade distal da perna dos vertebrados que consiste do tarso (TORNOZELO), do METATARSO, das falanges e dos tecidos moles que envolvem estes ossos.Movimentos da Cabeça: Movimento voluntário ou involuntária da cabeça, que pode ser dependente (relative) ou independente do [movimento do] corpo; inclui animais e humanos.Respiração: Ato de respirar com os PULMÕES, consistindo em INALAÇÃO ou captação do ar ambiente para os pulmões e na EXPIRAÇÃO ou expulsão do ar modificado, que contém mais DIÓXIDO DE CARBONO que o ar inalado. (Tradução livre do original: Blakiston's Gould Medical Dictionary, 4th ed.). Não está incluída a respiração tissular (= CONSUMO DE OXIGÊNIO) ou RESPIRAÇÃO CELULAR.Vias Eferentes: Estruturas nervosas através das quais os impulsos são conduzidos do centro nervoso para um sítio periférico. Estes impulsos são conduzidos por NEURÔNIOS EFERENTES, como os NEURÔNIOS MOTORES, neurônios autonômicos e hipofisários.Rotação: Movimento de um objeto em que um ou mais pontos sobre uma linha estão fixos. Também é o movimento de uma partícula sobre um ponto fixo (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed).Movimentos Oculares: Movimentos oculares voluntários ou controlados por reflexos.Nistagmo Fisiológico: Movimentos rítmicos involuntários dos olhos na pessoa normal. Podem ocorrer naturalmente como no nistagmo de posição extrema (end-position) (ponto final, estágio final, ou de desvio) ou [ainda] induzido pelo teste do tímpano (drum) optocinético (NISTAGMO OPTOCINÉTICO), teste calórico, ou uma cadeira giratória.Propriocepção: Funções sensoriais que transduzem estímulos recebidos por receptores proprioceptivos nas articulações, nos tendões, músculos e na ORELHA INTERNA em impulsos nervosos a serem transmitidos ao SISTEMA NERVOSO CENTRAL. A propriocepção proporciona a sensação das posições estáticas e dos movimentos das partes do corpo de um indivíduo, e é importante na manutenção da CINESTESIA e do EQUILÍBRIO POSTURAL.Bulbo: Porção inferior do TRONCO ENCEFÁLICO. É inferior à PONTE e anterior ao CEREBELO. A medula oblonga serve como estação de retransmissão entre o encéfalo e o cordão espinhal, e contém centros que regulam as atividades respiratória, vasomotora, cardíaca e reflexa.Bexiga Urinária: Saco musculomembranoso ao longo do TRATO URINÁRIO. A URINA flui dos rins para dentro da bexiga via ureteres (URETER) e permanece lá até a MICÇÃO.Deglutição: Ato de capturar sólidos e líquidos no TRATO GASTROINTESTINAL através da boca e garganta.Vibração: Alteração periódica contínua em deslocamento em relação a uma referência fixa (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Receptores Pulmonares de Alongamento: Os receptores de alongamento são encontrados nos brônquios e bronquíolos. Os receptores pulmonares de alongamento são sensores de um reflexo que inibe a inspiração. Em humanos, este reflexo é protetor e provavelmente não está ativado durante a respiração normal.Nociceptores: Neurônios aferentes periféricos que são sensíveis a lesões ou dor, geralmente causados pela exposição térmica extrema, forças mecânicas ou outros estímulos nocivos. Seus corpos celulares residem nos GÂNGLIOS DA RAIZ DORSAL. Suas terminações periféricas (TERMINAÇÕES NERVOSAS) inervam alvos nos tecidos e transduzem estímulos nocivos via axônios para o SISTEMA NERVOSO CENTRAL.Músculo Masseter: Músculo mastigatório cuja ação é o fechamento da mandíbula.Nervo Vestibular: Parte vestibular do VIII par de nervos cranianos (NERVO VESTIBULOCOCLEAR). As fibras nervosas vestibulares nascem de neurônios provenientes do gânglio de Scarpa, projetando-se perifericamente para as células ciliadas vestibulares (e centralmente para os NÚCLEOS VESTIBULARES do TRONCO ENCEFÁLICO). Estas fibras mediam o sentido de equilíbrio e posição da cabeça.Anestesia: Estado caracterizado pela perda dos sentidos ou sensações. Esta depressão da função nervosa geralmente é resultante de ação farmacológica e é induzida para permitir a execução de cirurgias ou outros procedimentos dolorosos.Espasmo: Contração involuntária de um músculo ou grupo muscular. Os espasmos podem envolver os tipos de MÚSCULO ESQUELÉTICO ou de MÚSCULO LISO.Canal Anal: Segmento terminal do INTESTINO GROSSO, começando na ampola do RETO e terminando no ânus.Tronco Encefálico: Parte do encéfalo que conecta os hemisférios cerebrais (ver CÉREBRO) à MEDULA ESPINAL. É formado por MESENCÉFALO, PONTE e BULBO.Pressão: Tipo de estresse exercido uniformemente em todas as direções. Sua medida é a força exercida por unidade de área. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Canais Semicirculares: Três canais longos (anterior, posterior e lateral) do labirinto ósseo. Estão posicionados entre si em ângulos retos e situam-se superior e posteriormente ao vestíbulo do labirinto ósseo (LABIRINTO VESTIBULAR). Os canais semicirculares possuem cinco aberturas no vestíbulo com uma destas compartilhadas pelos canais anterior e posterior. Dentro dos canais estão os DUCTOS SEMICIRCULARES.Ratos Sprague-Dawley: Linhagem de ratos albinos amplamente utilizada para propósitos experimentais por sua tranquilidade e facilidade de manipulação. Foi desenvolvida pela Companhia de Animais Sprague-Dawley.Habituação Psicofisiológica: Desaparecimento de correspondência para uma estimulação repetida. Não inclui hábitos a drogas.Traumatismos da Medula Espinal: Lesões penetrantes e não penetrantes da medula espinal resultantes de forças externas traumáticas (ex., FERIMENTOS POR ARMAS DE FOGO, TRAUMATISMOS EM CHICOTADAS, etc.).Pálpebras: Cada uma das pregas superiores e inferiores da pele que cobre o OLHO quando fechado.Relaxantes Musculares Centrais: Grupo heterogêneo de fármacos usados para produzir relaxamento muscular, exceto os agentes bloqueadores neuromusculares. São usados na clínica e na terapêutica, basicamente para o tratamento de espasmo muscular e da imobilidade associados com distensões, entorses, lesões das costas e, em menor grau, lesões no pescoço. Também tem sido usado para o tratamento de várias situações clínicas que têm em comum somente a hiperatividade muscular esquelética, por exemplo, os espasmos musculares que podem ocorrer na ESCLEROSE MÚLTIPLA (Tradução livre do original: Smith and Reynard, Textbook of Pharmacology, 1991, p358).Uretra: Tubo que transporta a URINA da BEXIGA URINÁRIA para fora do corpo em ambos os sexos. Também tem uma função reprodutora no macho promovendo a passagem do ESPERMATOZOIDE.Cloralose: Derivado do HIDRATO DE CLORAL que foi utilizado como sedativo porém foi logo substituído por drogas mais seguras e mais eficazes. Seu principal uso é como anestésico geral em experimentos envolvendo animais.Cães: O cão doméstico (Canis familiaris) compreende por volta de 400 raças (família carnívora CANIDAE). Estão distribuídos por todo o mundo e vivem em associação com as pessoas (Tradução livre do original: Walker's Mammals of the World, 5th ed, p1065).Potenciais Evocados: Respostas elétricas registradas a partir do nervo, músculo, RECEPTORES SENSITIVOS ou área do SISTEMA NERVOSO CENTRAL seguida à estimulação. Sua intensidade varia de menos de um microvolt a vários microvolts. Os potenciais evocados podem ser auditivos (POTENCIAIS EVOCADOS AUDITIVOS), POTENCIAIS SOMATOSSENSORIAIS EVOCADOS ou POTENCIAIS EVOCADOS VISUAIS, ou POTENCIAIS EVOCADOS MOTORES, ou outras modalidades tenham sido descritas.Atropina: Alcaloide, originalmente de Atropa belladonna, mas encontradas em outras plantas, principalmente SOLANACEAE. Hiosciamina é o 3(S)-endo-isômero de atropina.Condução Nervosa: Propagação do IMPULSO NERVOSO ao longo do nervo afastando-se do local do estímulo excitatório.Laringe: Órgão tubular da produção da VOZ. É localizado no pescoço anterior, superior à TRAQUEIA e inferior à LÍNGUA e ao OSSO HIOIDE.Músculos da Mastigação: Origem: parte superficial, borda inferior dos dois terços anteriores do arco zigomático; parte profunda, borda inferior e superfície medial do arco zigomático; inserção: superfície lateral do ramo e processo coronoide da mandíbula; ação: fecha a mandíbula; inervação: massetérico da divisão mandibular do trigêmeo. (Stedman, 25a ed)Potenciais de Ação: Mudanças abruptas no potencial de membrana, que percorrem a MEMBRANA CELULAR de células excitáveis em resposta a estímulos excitatórios.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Pernas: Parte mais baixa, na extremidade inferior, entre o JOELHO e o TORNOZELO.Vias Neurais: Tratos neurais que conectam partes distintas do sistema nervoso.Ejeção Láctea: Expulsão de leite a partir do lúmen alveolar mamário, que é rodeado por uma camada de CÉLULAS EPITELIAIS secretoras de leite e uma rede de células mioepiteliais. A contração das células mioepiteliais é regulada por sinais neuroendócrinos.Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.Sistema Cardiovascular: CORAÇÃO e VASOS SANGUÍNEOS, através dos quais o SANGUE é bombeado e circula pelo corpo.Pupila: Abertura na íris através da qual a luz passa.Arcada Osseodentária: Estrutura óssea da boca (que fixa os dentes). É constituída pela MANDÍBULA e pela MAXILA.Núcleos Vestibulares: Quatro massas celulares (localizadas no soalho do quarto ventrículo), que dão origem a um sistema sensorial especial bastante difuso. Fazem parte destes núcleos o NÚCLEO VESTIBULAR LATERAL e os núcleos superior, médio e inferior. (Tradução livre do original: Dorland, 28a ed).Fibras Nervosas: Prolongações delgadas dos NEURÔNIOS, incluindo AXÔNIOS e seus invólucros gliais (BAINHA DE MIELINA). As fibras nervosas conduzem os impulsos nervosos para e do SISTEMA NERVOSO CENTRAL.Sistema Nervoso Autônomo: Consiste dos SISTEMA NERVOSO ENTÉRICO, SISTEMA NERVOSO PARASSIMPÁTICO e SISTEMA NERVOSO SIMPÁTICO. De uma forma geral, o sistema nervoso autônomo regula o meio interno tanto na atividade basal como no estresse físico ou emocional. A atividade autônoma é controlada e integrada pelo SISTEMA NERVOSO CENTRAL, especialmente pelo HIPOTÁLAMO e o NÚCLEO SOLITÁRIO, que recebem informação dos FIBRAS AFERENTES VISCERAIS.Fenômenos Fisiológicos da Pele: Funções da pele no corpo humano e no do animal. Inclui a pigmentação da pele.Locomoção: Movimento ou capacidade para se deslocar de um lugar a outro. Pode se referir a humanos, vertebrados ou invertebrados, e microrganismos.Tornozelo: A região do membro inferior entre o PÉ e a PERNA.Fenômenos Fisiológicos Respiratórios: Processos e propriedades do SISTEMA RESPIRATÓRIO como um todo, ou de quaisquer de suas partes.Sistema Vasomotor: Sistemas neurais que atuam no MÚSCULO LISO VASCULAR controlando o diâmetro dos vasos sanguíneos. O principal controle neural se dá através do sistema nervoso simpático.Articulação do Tornozelo: Articulação formada pelas superfícies articulares inferior e maleolar da TÍBIA, a superfície articular maleolar da FÍBULA e superfícies maleolares medial, lateral superior do TÁLUS.Vias Autônomas: Nervos e plexos do sistema nervoso autônomo. As estruturas do sistema nervoso central que regulam o sistema nervoso autônomo não estão incluídas.Braço: Parte mais alta, na extremidade superior, entre o OMBRO e o COTOVELO.Reflexo Trigêmino-Cardíaco: Ocorrência súbita de BRADICARDIA ou PARADA CARDÍACA induzida por manipulações no NERVO MAXILAR e no NERVO MANDIBULAR durante cirurgia craniomaxilofacial ou oral. São as variantes maxilares e mandibulares do REFLEXO OCULOCARDÍACO.Músculos Faríngeos: Músculos da FARINGE são músculos voluntários dispostos em duas camadas. A camada externa circular consiste de três constritores (superior, médio e inferior). A camada interna longitudinal consiste no palatofaríngeo, no salpingofaríngeo e no estilofaríngeo. Durante a deglutição, a camada externa constringe a parede faríngea e a camada interna eleva a faringe e a LARINGE.Mioclonia: Contrações involuntárias semelhantes a choque, irregulares no ritmo e na amplitude, seguidas por relaxamento de um músculo ou grupo de músculos. Esta afecção pode ser uma característica de algumas DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL (ex., EPILEPSIA MIOCLÔNICA). A mioclonia noturna é a principal característica da SÍNDROME DA MIOCLONIA NOTURNA. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp102-3)Hexametônio: Antagonista colinérgico nicotínico frequentemente referido como o bloqueador ganglionar protótipo. É pobremente absorvido pelo trato gastrointestinal e não atravessa a barreira hematoencefálica. Tem sido utilizado para inúmeros propósitos terapêuticos incluindo hipertensão, porém, como outros bloqueadores ganglionares, foi substituído por drogas mais específicas. Entretanto é amplamente utilizado como ferramenta farmacológica.Torque: Força rotativa sobre um eixo que é igual ao produto da força vezes a distância do eixo onde a força foi aplicada.Cabeça: Parte superior do corpo humano, ou a parte da frente ou da parte superior do corpo de um animal, tipicamente separado do resto do corpo por uma pescoço, e que contém o cérebro, a boca, e alguns dos órgãos dos sentidos.Fibras Nervosas Amielínicas: Classe de fibras nervosas definidas pelo arranjo da bainha nervosa. Os AXÔNIOS das fibras nervosas não mielinizadas são pequenos em diâmetro e geralmente várias são circundados por uma única BAINHA DE MIELINA. Conduzem os impulsos nervosos de baixa velocidade e representam a maioria das fibras sensoriais periféricas e autônomas, mas também são encontradas no CÉREBRO e na MEDULA ESPINAL.Espirro: Expulsão súbita de ar, forçada e involuntária, do NARIZ e BOCA causada por irritação das MEMBRANAS MUCOSAS do TRATO RESPIRATÓRIO superior.Injeções Espinhais: Introdução de agentes terapêuticos na região espinal usando agulha e seringa.

*  45G HUMEX REFLEX GENGIVAS MEL
HUMEX REFLEX GUM MIE: Vendendo HUMEX REFLEX GENGIVAS MEL 45G. Dicas para usar HUMEX REFLEX GENGIVAS MEL 45G na nossa farmácia on-line
  https://www.soin-et-nature.com/pt/doencas-de-inverno/2637-45g-humex-reflex-gengivas-mel.html
*  036 - Reflexos Miotáticos (Profundos) | Anatomia Fácil
Para que isto ocorra temos 3 tipos de reflexos: o reflexo de estiramento (ou miotático), o reflexo tendíneo e o […] ... 035 - Arco Reflexo Simples. Os reflexos estão presentes a todo momento em nosso dia a dia, seja para nos proteger de ...
  http://anatomiafacil.com.br/036-reflexos-miotaticos-profundos/
*  Reflexo resplandecente.
... Contam a história de um homem que convidou alguns amigos para um jantar em que estes conheceriam "a ...
  http://sobsuspeitas.blogspot.com/2010/01/reflexo-resplandecente.html
*  Reflexos Do Bebé | Sou Mãe
Reflexo plantar. O teste de reflexo plantar, é mais um exercício que pais deve fazer logo após o banho, só com a […] ... Recém-nascido reflexo do braço. O reflexo do braço desencadeia-se movendo, com certa brusquidão, a mesa em que se encontra o ... Reflexo de sucção. Por último, mas não menos importante, temos o reflexo da sucção. O recém nascido tem tendência para sugar ... Reflexo da marcha. Após o banho do bebé e antes de o vestir, segure-o por baixo das axilas e tente coloca-lo em pé, […] ...
  http://soumae.net/tag/reflexos-do-bebe/
*  Reflexo Alheio: Março 2012
Motivos diversos me forçaram a interromper, temporariamente, minhas postagens. Criar exige inspiração e dedicação, fatores que mais contribuíram. Peço desculpas aos que aqui retornam em busca de novidades e nada encontram. Agradeço imensamente o carinho de todos vocês e espero que tenha valido a pena. Aos que não gostaram minhas sinceras desculpas! ...
  http://reflexoalheio.blogspot.com/2012/03/
*  Reflexos primitivos - Wikipedia
... comumente chamado de reflexo preênsil), relacionado com o reflexo plantar Reflexo de sucção Reflexo de busca Reflexo de Moro ... óptica de retificação Reação de Landau Reflexo de Galant Reação de anfíbio Reflexo tônico cervical assimétrico (RTCA) Reflexo ... Uma listagem dos reflexos primitivos inclui: Reflexo de preensão palmar e plantar ( ... Reflexo da marcha automática Placing Reação positiva de apoio Reação cervical de retificação Reação labiríntica de retificação ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexos_primitivos
*  Reflexo - Wikipedia
Reflexo bicipital (C5, C6) Reflexo braquiorradial (C5, C6, C7) Reflexo do extensor dos dedos (C6, C7) Reflexo tricipital (C6, ... o termo reflexo H refere-se ao reflexo análogo estimulado eletricamente, e o termo reflexo vibratório tônico refere-se àqueles ... Esse movimento forma um "arco", que é chamado de arco reflexo. A acção ou ato reflexo, portanto é "comandado" pela substância ... Nota: Se procura o reflexo da luz, veja Reflexão (física). Reflexo é uma reação corporal automática (leia-se imediata e ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo
*  Reflexo faríngeo - Wikipedia
O reflexo faríngeo ou reflexo de engasgo é uma contração involuntária dos músculos da faringe, provocada ao tocar-se a úvula ou ... Pessoas diferentes possuem sensibilidades diferentes ao reflexo de engasgo. «Reflexo faríngeo». Consultado em 29 de março de ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_far%C3%ADngeo
*  Reflexo preênsil - Wikipedia
O reflexo preênsil é um reflexo dos primatas, em sua fase fetal e na fase posterior ao nascimento, no qual as mãos, ao terem um ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_pre%C3%AAnsil
*  Reflexo aquileu - Wikipedia
Reflexo aquileu é um reflexo que ocorre quando o tendão de Aquiles (também conhecido como tendão calcâneo) é percutido enquanto ... O reflexo checa se as raízes nervosas S1 e S2 estão intactas e pode ser indicativo de patologia do nervo isquiático. Geralmente ... O reflexo geralmente está ausente em hérnias de disco no nível L5-S1. Sua redução também pode representar neuropatia periférica ... Tendão calcâneo (de Aquiles) Reflexo patelar Portal da saúde. ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_aquileu
*  Reflexo barorreceptor - Wikipedia
O reflexo barorreceptor modula a circulação, a partir de sensores de pressão hidrostática presentes em vasos sanguineos ou no ... Os eventos finais deste arco reflexo são a diminuição da frequência cardíaca e vasodilatação periférica. Kaplan, Norman M. ( ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_barorreceptor
*  Reflexo flehmen - Wikipedia
O reflexo (reação, resposta ou efeito) flehmen (do alemão flehmen, que significa erguer o lábio superior) é o nome que se dá, ... O reflexo pode estar ou não presente antes do ato copulatório do animal, como forma de perceber o macho a disponibilidade da ... Neste caso o reflexo faz parte do reconhecimento individual materno e, nos casos anteriores, como reconhecimento do status ... sendo ainda objeto de discussão se tal reflexo, bem como o movimento de extensão da cabeça que o acompanha, ajudam ou não os ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_flehmen
*  Reflexo miotático - Wikipedia
Reflexo Miotático é o reflexo motor que ocorre em resposta ao estiramento de um músculo, pode ocorrer em todos os músculos ... O exemplo mais famoso de reflexo miotático é o reflexo patelar.Neste o martelo atinge o tendão patelar e causa estiramento ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_miot%C3%A1tico
*  Reflexo patelar - Wikipedia
O reflexo patelar é um tipo de reflexo miotático, também conhecido como reflexo profundo ou reflexo tendineo. O teste do tendão ... A ausência ou diminuição deste reflexo é conhecida como sinal de Westphal. Reflexo aquileu Portal da saúde O reflexo patelar é ... Logo, o estiramento súbito dos fusos neuromusculares é tudo que é necessário para provocar um reflexo de estiramento.. ... essa ação estira o músculo quadríceps e inicia um reflexo de estiramento dinâmico, fazendo a perna se estender subitamente para ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_patelar
*  Reflexo pupilar - Wikipedia
Esse caminho é denominado via aferente do reflexo pupilar e é comum tanto ao reflexo pupilar direto quanto ao consensual. A ... Via Aferente: Nervo óptico, Via Eferente: Nervo oculomotor, Localização: Mesencéfalo) O reflexo pupilar à luz ou reflexo ... esse reflexo denominamos reflexo, pupilar ou fotomotor, consensual. O estimulo luminoso na retina de um lado do olho determina ... reflexo pupilar consensual. A via do reflexo pupilar começa nas células ganglionares fotossensíveis da retina, que conduzem ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_pupilar
*  Reflexo plantar - Wikipedia
Na medicina (neurologia), o reflexo plantar, reflexo de Babinski é um reflexo descoberto por Joseph Babinski, um neurologista ... Ocasionalmente um reflexo plantar patológico é o primeiro (e único) indício de um processo patológico sério e um reflexo ... O termo sinal de Babinski refere-se ao sinal do reflexo plantar patológico, quando há a extensão do hálux (1º dedo do pé). A ... O epônimo do reflexo plantar patológico é nomeado em homenagem a Joseph Jules François Félix Babiński (1857-1932), um ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_plantar
*  Reflexo de Moro - Wikipedia
Reproduzir conteúdo Reproduzir conteúdo O Reflexo de Moro é um reflexo apresentado somente em neonatos, nos três primeiros ... É considerado um reflexo primitivo. Foi descoberto por Dr. Ernst Moro, um neurologista italiano. O teste é efetuado colocando o ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_de_Moro
*  Reflexo de Bainbridge - Wikipedia
Refelexo de Bainbridge ou reflexo atrial é a aceleração do ritmo cardíaco devido ao aumento da pressão sanguínea Nó sinusal ou ... Este processo representa em torno de 15% de uma possível taquicardia, enquanto o reflexo vagal, 75%. Portal da medicina « ... Reflexo de Bainbridge». Infopédia, Porto Editora. Consultado em 13 de julho de 2017 Hall, John Edward (2011). Guyton Tratado de ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_de_Bainbridge
*  Reflexo de Galant - Wikipedia
Este reflexo desaparece no segundo mês.Este reflexo interfere no desenvolvimento do equilíbrio na postura sentada.. ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_de_Galant
*  Reflexo de Escherich - Wikipedia
Reflexo de Escherich ou sinal de Escherich, é um reflexo presente nas crianças recém-nascidas e em pessoas afectadas por ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_de_Escherich
*  Reflexo vestíbulo-ocular - Wikipedia
O reflexo óculo-cefálico (RCO) é um movimento ocular de reflexo que estabiliza as imagens na retina durante o movimento da ... Na função de estabilizar uma imagem na retina participam o reflexo vestíbuloocular (VOR) assim como sistemas motores oculares ... e por se tratar de um arco reflexo de 3 neurônios - gânglio vestibular, núcleo vestibular e núcleos motores oculares - ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_vest%C3%ADbulo-ocular
*  Reflexo - Wikipédia, a enciclopédia livre
Reflexo aquileu (S1, S2). Enquanto os reflexos acima são estimulados mecanicamente, o termo reflexo H refere-se ao reflexo ... Arco reflexo[editar , editar código-fonte]. O reflexo, pode ser definido, como uma resposta involuntária rápida, consciente ou ... Reflexo é uma reação corporal automática (leia-se imediata e constante) à estimulação. Segundo Piéron, o reflexo corresponde a ... Esse movimento forma um "arco", que é chamado de arco reflexo. A acção ou ato reflexo, portanto é "comandado" pela substância ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Arco_reflexo
*  Reflexo de sucção - Wikipedia
O reflexo da sucção é um reflexo motor simples que tem o controle nervoso da medula e da ponte, e deve estar presente no recém- ... Reflexo de sucção é um reflexo importante para a alimentação de mamíferos recém nascidos. Responsável pela sucção do leite dos ... nascido, pois se trata de um fenômeno reflexo, do tipo alimentar visando à ingestão de leite. Deixa de ser reflexo por volta do ... A partir deste conjunto que partem as aferências que desencadeiam o reflexo de sucção, ocorrendo de maneira rítmica por comando ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_de_suc%C3%A7%C3%A3o
*  Reflexo tônico cervical assimétrico - Wikipedia
Reflexo Tônico Cervical Assimétrico: paciente em Decúbito Dorsal. A resposta parece ser desencadeada pela distensão aplicada ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Reflexo_t%C3%B4nico_cervical_assim%C3%A9trico

Reflexo patelar: O reflexo patelar é um tipo de Reflexo Miotático. O teste do tendão patelar testa a função do nervo femoral e dos seguimentos L2-L4 da medula espinhal.Reflexos primitivos: Reflexos primitivos (reflexos humanos primitivos) são reflexos originados do sistema nervoso central que são presentes em crianças novas, especialmente bebês, mas não em adultos com sistema nervoso intacto. Estes reflexos desaparecem ou são inibidos pelos lóbulos frontais à medida que a criança se desenvolve pela maturação do cérebro pela mielinização, arborização e formação das sinapses das células nervosas, com crescente controle voluntário de cada uma das atividades com estes reflexos relacionadas.Reflexo pupilar: O reflexo pupilar à luz ou reflexo fotomotor é um reflexo que controla o diâmetro das pupilas em resposta à intensidade (luminância) da luz que incide sobre a retina dos olhos, auxiliando, desse modo, na adaptação a vários níveis de iluminação. Maior intensidade de luz leva à diminuição das pupilas (miose), permitindo menor penetração de luz, enquanto menores intensidades causam a ampliação das pupilas, permitindo a penetração de mais luz.Descerebração: Descerebração é uma condição patológica resultante de quadros de trauma, tumores ou de hemorragia que acometam áreas cerebrais acima da regiãoPaul Felix HoffmanBaroreceptor: Baroreceptores ou barorrecetores são mecanoreceptores relacionados à regulação da pressão arterial momento a momento. Estão localizados principalmente no seio carotídeo e no arco da aorta, detectando variações bruscas da pressão arterial e transmitindo esta informação ao sistema nervoso central.Lista de raças de gatos domésticos: Esta é uma lista de raças de gatos domésticos. Tais animais apresentam uma grande variedade de cores e padrões.Reflexo faríngeo: O reflexo faríngeo ou reflexo de engasgo é uma contração involuntária dos músculos da faringe, provocada ao tocar-se a úvula ou o palato mole. Evita que algo entre na garganta, exceto como parte da deglutição normal, o que previne o engasgo.Célula de Renshaw: As células de Renshaw são interneurônios do corno anterior da medula espinal. Eles são pequenos  neurônios inibitórios, multipolares e de associação homolateral .FentolaminaContracção muscular: é um processo fisiológico característico das fibras musculares que corresponde a capacidade de gerar tensão com a ajuda de um neurônio motor. Na contração muscular, a actina desliza sobre os filamentos da miosina, que conservam seus comprimentos originais.SobretreinamentoSeio caróticoNeurómero: Neurómeros são os segmentos do tubo neural que estabelecem o cérebro embriónico durante o desenvolvimento embrionário.MicçãoSistema muscular: 200px|thumb|Sistema Muscular do corpo humanoQuimioceptor: Em fisiologia, chama-se quimioceptor a um receptor sensorial sensível à presença ou concentração de determinadas substâncias químicas, como os responsáveis pelo paladar e olfato“Sistema sensorial”, no site MundoEducaçaão.com.Fibra muscular intrafusal: right|264px|thumbnail|Um fuso muscularTosse pós-viral: Tosse pós-viral é um tipo de tosse clinicamente reconhecida como uma doença que acontece somente após uma infecção viral do trato respiratório tais como um resfriado, ou seja, por vírus. Pode durar até oito semanas.Movimento peristáltico: Movimentos peristálticoBradicardiaOtólito: Otólitos são concreções de carbonato de cálcio presentes dentro de câmaras no aparelho vestibular do ouvido interno dos vertebrados e que têm a função de controlar a posição do corpo do animal, ou seja, manter o equilíbrio posturalAfonso Dias, M. "Idade e Crescimento.Núcleo do trato solitárioBeta Arietis: Beta Arietis (β Ari / β Arietis) é uma estrela da constelação de Aries. Tem também como nomes tradicionais Sharatan, Sheratan ou Sheratim.Teste de RombergTrígono da bexiga: O trígono da bexiga, é uma região encontrada infero-posteriormente nesta víscera. Seus limites são os óstios ureterais (esquerdo e direito) e o óstio interno da uretra (inferiormente).Israel VibrationNociceptor: Nociceptor é um receptor sensorial que envia sinal que causa a percepção da dor em resposta a um estímulo que possui potencial de dano. Nociceptores são terminações nervosas responsáveis pela nocicepção.EspasmoPressostato: Pressostato é um instrumento de medição de pressão utilizado como componente do sistema de proteção de equipamento ou processos industriais. Sua função básica é de proteger a integridade de equipamentos contra sobrepressão ou subpressão aplicada aos mesmos durante o seu funcionamento.Aparelho vestibular: O sistema ou aparelho vestibular (também conhecido como orgão gravitoceptor) é o conjunto de órgãos do ouvido interno dos vertebrados responsáveis pela manutenção do equilíbrio. No homem, é formado pelos três canais semicirculares que se juntam numa região central chamado o vestíbulo (daí o seu nome), que apresenta ainda duas excrescências chamadas sáculo e utrículo.TetraplegiaAmerican Kennel Club: American Kennel Club (ou AKC), é um dos maiores clubes de registro de genealogias de cachorro de sangue puro nos Estados Unidos. Fundado em 1884, o AKC registrou só em 2006 mais de 900.


  • arco reflexo
  • Esse movimento forma um "arco", que é chamado de arco reflexo. (wikipedia.org)
  • Os eventos finais deste arco reflexo são a diminuição da frequência cardíaca e vasodilatação periférica. (wikipedia.org)
  • O VOR desencadeia movimentos oculares na mesma velocidade e na direção oposta aos movimentos da cabeça, e por se tratar de um arco reflexo de 3 neurônios - gânglio vestibular, núcleo vestibular e núcleos motores oculares - apresenta características que tornam sua atuação possível com movimentos bastante rápidos, como por exemplo ao caminharmos. (wikipedia.org)
  • resposta
  • O reflexo, pode ser definido, como uma resposta involuntária rápida, consciente ou não, que visa uma proteção ou adaptação do organismo sendo originado de um estímulo externo, realizada antes mesmo do cérebro tomar conhecimento do estímulo periférico, consequentemente, antes deste comandar uma resposta, efetuada então, a partir de uma decisão tomada na substância cinzenta da medula espinhal e/ou do bulbo. (wikipedia.org)
  • O reflexo (reação, resposta ou efeito) flehmen (do alemão flehmen, que significa erguer o lábio superior) é o nome que se dá, em zoologia, à reação presente nos mamíferos ungulados, felinos e outros, a fim de facilitar a percepção de feromônios e outros cheiros pelo órgão vomeronasal. (wikipedia.org)
  • Reflexo Miotático é o reflexo motor que ocorre em resposta ao estiramento de um músculo, pode ocorrer em todos os músculos esqueléticos do corpo. (wikipedia.org)
  • Via Aferente: Nervo óptico, Via Eferente: Nervo oculomotor, Localização: Mesencéfalo) O reflexo pupilar à luz ou reflexo fotomotor é um reflexo que controla o diâmetro das pupilas em resposta à intensidade (luminância) da luz que incide sobre a retina dos olhos, auxiliando, desse modo, na adaptação a vários níveis de iluminação. (wikipedia.org)
  • pode
  • O reflexo checa se as raízes nervosas S1 e S2 estão intactas e pode ser indicativo de patologia do nervo isquiático. (wikipedia.org)
  • O reflexo pode estar ou não presente antes do ato copulatório do animal, como forma de perceber o macho a disponibilidade da fêmea para a reprodução. (wikipedia.org)
  • deste
  • A ausência ou diminuição deste reflexo é conhecida como sinal de Westphal. (wikipedia.org)
  • A partir deste conjunto que partem as aferências que desencadeiam o reflexo de sucção, ocorrendo de maneira rítmica por comando do núcleo supratrigeminal, provocando um vácuo na boca permitindo a sucção que ocorre em três fases distintas, consideradas mecânica da sucção. (wikipedia.org)
  • sinal
  • Reflexo de Escherich ou sinal de Escherich, é um reflexo presente nas crianças recém-nascidas e em pessoas afectadas por tetania que se traduz na contracção involuntária dos lábios, língua e masseter quando é percutida ou irritada a mucosa interna do lábio ou a língua. (wikipedia.org)
  • ocorre
  • A reação ocorre nos machos quando excitados pelo cheiro da secreção vaginal ou urina da fêmea, sendo ainda objeto de discussão se tal reflexo, bem como o movimento de extensão da cabeça que o acompanha, ajudam ou não os odores a chegarem até o órgão vomeronasal (experimentos com o bloqueio de seus dois ductos alteraram mas não impediram a ocorrência do reflexo em touros expostos aos feromônios de vacas no cio). (wikipedia.org)
  • Neste
  • Neste caso o reflexo faz parte do reconhecimento individual materno e, nos casos anteriores, como reconhecimento do status social, bem como para revelar o nível de hormônios do outro indivíduo. (wikipedia.org)
  • retina
  • Na função de estabilizar uma imagem na retina participam o reflexo vestíbuloocular (VOR) assim como sistemas motores oculares que serão discutidos a seguir. (wikipedia.org)
  • ainda
  • Segundo Piéron, o reflexo corresponde a toda e qualquer atividade ou variação de atividade de um efetor (músculo, glândula, etc.) ou de um grupo de efetores que possa ser provocada de maneira regular pela estimulação natural ou experimental de um receptor ou de um grupo de receptores determinados, ou ainda, pelas fibras nervosas aferentes que lhe correspondem. (wikipedia.org)
  • partir
  • O reflexo barorreceptor modula a circulação, a partir de sensores de pressão hidrostática presentes em vasos sanguineos ou no coração. (wikipedia.org)