Pré-Eclâmpsia: Complicação de GRAVIDEZ, caracterizada por um complexo de sintomas incluindo HIPERTENSÃO materna e PROTEINURIA com ou sem EDEMA patológico. Os sintomas variam de brandos a graves. A pré-eclâmpsia ocorre após a 20a semana de gestação, porém pode se desenvolver antes deste tempo, na presença de doença trofoblástica.Gravidez: Estado durante o qual os mamíferos fêmeas carregam seus filhotes em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero (antes de nascer) começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.Eclampsia: Início de HIPER-REFLEXIA, CONVULSÕES ou COMA em um paciente previamente diagnosticado como pré-eclâmptico (PRÉ-ECLÂMPSIA).Hipertensão Induzida pela Gravidez: Afecção em uma mulher grávida com pressão sanguinea sistólica (maior que 140 mm Hg) e diastólica (maior que 90 mm Hg) registrada em pelo menos dois momentos com 6 h de intervalo entre as medidas. A HIPERTENSÃO complica 8 a 10 por cento de todas as gestações, geralmente após 20 semanas de gestação. A hipertensão gestacional pode ser dividida em várias amplas categorias de acordo com a complexidade e os sintomas associados, como EDEMA, PROTEINÚRIA, CONVULSÕES, anormalidades na COAGULAÇÃO SANGUÍNEA e funções hepáticas.Síndrome HELLP: Síndrome de HEMÓLISE, ENZIMAS elevadas hepáticas e baixa contagem de plaquetas (TROMBOCITOPENIA). A síndrome HELLP é observada em mulheres grávidas com PRÉ-ECLÂMPSIA ou ECLÂMPSIA que também manifestam dano no FÍGADO e anormalidades na COAGULAÇÃO SANGUÍNEA.Artéria Uterina: Ramificação da artéria ilíaca interna, presente em mulheres, que fornece sangue para o útero.Segundo Trimestre da Gravidez: Terceira parte da GRAVIDEZ humana, que compreende desde o início da 15a até a 28a semana completa (99 a 196 dias) de gestação.Circulação Placentária: Circulação de SANGUE, tanto da mãe como do FETO, através da PLACENTA.Retardo do Crescimento Fetal: Incapacidade do FETO para atingir o crescimento esperado em qualquer IDADE GESTACIONAL.Complicações Cardiovasculares na Gravidez: Coocorrência de gravidez e doença cardiovascular. A doença pode preceder ou seguir a FERTILIZAÇÃO e pode ou não, ter um efeito deletério na mulher grávida ou no FETO.Placenta: Órgão materno-fetal de mamíferos, altamente vascularizado, sendo o principal local de transporte de oxigênio, nutrientes e resíduos fetais. Na placenta há uma porção fetal (VILOSIDADES CORIÔNICAS, provenientes dos TROFOBLASTOS) e uma porção materna (DECÍDUA, proveniente do ENDOMÉTRIO uterino). A placenta produz uma série de hormônios esteroides, proteicos e peptídicos (HORMÔNIOS PLACENTÁRIOS).Primeiro Trimestre da Gravidez: Primeira terça parte da GRAVIDEZ humana, a partir do primeiro dia do último período menstrual normal (MENSTRUAÇÃO) até completar as 14 semanas (98 dias) de gestação.Descolamento Prematuro da Placenta: Separação prematura da PLACENTA implantada normalmente no ÚTERO. Entre os sinais com grau variável de gravidade estão sangramento uterino (HEMORRAGIA UTERINA), HIPERTONIA MUSCULAR uterina e SOFRIMENTO FETAL ou MORTE FETAL.Útero: Órgão muscular oco (de paredes espessas), na pelve feminina. Constituído pelo fundo (corpo), local de IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO e DESENVOLVIMENTO FETAL. Além do istmo (na extremidade perineal do fundo), encontra-se o COLO DO ÚTERO (pescoço), que se abre para a VAGINA. Além dos istmos (na extremidade abdominal superior do fundo), encontram-se as TUBAS UTERINAS.Ultrassonografia Doppler de Pulso: Ultrassonografia por aplicação do efeito Doppler, com detecção de velocidade combinada com resolução à distância. Curtos disparos de ultrassom são transmitidos a intervalos regulares e os ecos são detectados quando retornam.Fluxo Pulsátil: Propagação rítmica e intermitente de um líquido através de VASOS SANGUÍNEOS ou de um sistema tubular contrasta com propagação constante e suave, que produz um fluxo laminar.Resultado da Gravidez: Resultados da concepção e subsequente gravidez, incluindo NASCIMENTO VIVO, NATIMORTO, ABORTO ESPONTÂNEO, ABORTO INDUZIDO. A evolução pode seguir de inseminação natural ou artificial, ou quaisquer das várias TÉCNICAS REPRODUTIVAS ASSISTIDAS, como TRANSFERÊNCIA EMBRIONÁRIA ou FERTILIZAÇÃO IN VITRO.Ultrassonografia Pré-Natal: Visualização dos tecidos durante a gestação através do registro dos ecos das ondas ultrassônicas dirigidas para o corpo. O procedimento pode ser aplicado com referência à mãe ou ao feto e com referência aos órgãos ou à detecção de doença materna ou fetal.Terceiro Trimestre da Gravidez: Último terço da GRAVIDEZ humana [que vai] do início da 29a até a 42a semana completa (197 a 294 dias) de gestação.Sulfato de Magnésio: Um pequeno cristal incolor utilizado como anticonvulsivante, purgativo e como um provedor de eletrólitos no tratamento da eclâmpsia e pre-eclâmpsia. Causa inibição direta dos potenciais de ação nas células musculares miométricas. A excitação e a contração estão desacopladas, levando a uma diminuição da frequência e da força de contração.Complicações na Gravidez: Afecções ou processos patológicos associados com gravidez. Podem ocorrer durante ou após a gravidez e variam de pequenos mal-estares a graves doenças que requerem cuidados médicos. Incluem doenças em mulheres grávidas e gravidez de mulheres com doenças.Proteínas da Gravidez: Proteínas produzidas por órgãos da mãe ou da PLACENTA durante a GRAVIDEZ. Estas proteínas podem ser específicas da gravidez (presentes apenas durante a gravidez) ou associadas à gravidez (presentes durante a gravidez ou sob outras situações, como terapia hormonal ou certas doenças malignas).Placentação: Desenvolvimento da PLACENTA, órgão materno-fetal de mamífero, altamente vascularizado e principal local de transporte de oxigênio, nutrientes e produtos residuais fetais entre a mãe e o FETO. O processo começa na FERTILIZAÇÃO, com o desenvolvimento dos CITOTROFOBLASTOS e SINCICIOTROFOBLASTOS, formação das VILOSIDADES CORIÔNICAS ao aumento progressivo dos VASOS SANGUÍNEOS para sustentar o feto em crescimento.Idade Gestacional: A duração da gestação é medida a partir do primeiro dia do último período menstrual normal. A idade gestacional é expressa em dias ou semanas completas (por ex.: eventos que ocorrem de 280 a 286 dias após o início do último período menstrual normal são considerados como ocorridos na marca de 40 semanas de gestação). A idade gestacional é frequentemente uma fonte de confusão quando os cálculos são baseados em datas menstruais. Para os propósitos de cálculos da idade gestacional a partir da data do primeiro dia do último período menstrual normal e a data do parto, deve-se ter em mente que o primeiro dia é zero e não o dia um; os dias 0-6 correspondem então à "semana zero completa", os dias 7-13 à "semana completa um", e a quadragésima semana da gravidez atual é sinônimo de "semana completa 39". Quando a data do último período menstrual normal não é disponível, a idade gestacional deve ser baseada na melhor estimativa clínica. Para evitar confusão, as tabulações devem indicar tanto semanas quanto dias. (CID-10, vol.2, 8a ed., rev. e ampl. 2008)Artérias: Os vasos que transportam sangue para fora do coração.Proteína Plasmática A Associada à Gravidez: Produto da PLACENTA e DECÍDUA secretado na circulação materna durante a GRAVIDEZ. Foi identificada como uma protease ligante de IGF (IGFBP)-4 de proteína de ligação IGF que proteoliza o IGFBP-4 aumentando a biodisponibilidade de IGF. É encontrada nos FIBROBLASTOS humanos, LÍQUIDO FOLICULAR ovariano e CÉLULAS DA GRANULOSA. A enzima é um heterotetrâmero de aproximadamente 500 kDa.Ultrassonografia Doppler em Cores: Ultrassonografia por aplicação do efeito Doppler, com a sobreposição do fluxo de informação em cores, numa escala de cinza em uma imagem de tempo real. Este tipo de ultrassonografia é bem adequado para identificar a localização de fluxo de alta velocidade (como em uma estenose) ou mapear a extensão do fluxo em determinada região.Recém-Nascido Pequeno para a Idade Gestacional: Recém-nascido que tem um peso de nascimento abaixo do esperado para sua idade gestacional.Paternidade: Parentesco paterno estabelecido entre um homem e uma criança.Trofoblastos: Células que revestem a parte externa do BLASTOCISTO. Depois que os trofoblastos se ligam ao ENDOMÉTRIO, desenvolvem duas camadas distintas: uma camada interna (citotrofoblastos mononucleares) e outra externa (citoplasma multinuclear contínuo, os sinciciotrofoblastos) que forma a interface inicial entre o feto e a mãe (PLACENTA).Ultrassonografia Doppler: Ultrassonografia que aplica o efeito Doppler, com reflexões do ultrassom desviadas pela frequência, produzidas por alvos móveis (geralmente hemácias) na corrente sanguínea ao longo do eixo do ultrassom, diretamente proporcionais à velocidade de movimento dos alvos, para determinar tanto a direção quanto a velocidade do fluxo sanguíneo. (Stedman, 25a ed)Galectinas: Classe de lectinas animais que se ligam especificamente aos beta-galactosídeos de maneira independente de cálcio. Os membros desta classe são diferenciados das outras lectinas pela presença de um domínio conservado de reconhecimento de carboidratos. A maioria das proteínas desta classe se liga as moléculas de açúcar de maneira dependente de sulfidrilas e são frequentemente referidas como lectinas do tipo S, entretanto esta propriedade não é necessária para os membros desta classe.Número de Gestações: Número de gestações, completas ou incompletas, experimentada por fêmeas. É distinto de PARIDADE, que é a condição de ter dado a luz uma ou mais crianças, vivas ou mortas. (Stedman, 25a ed)Estudos de Casos e Controles: Estudos epidemiológicos observacionais nos quais grupos de indivíduos com determinada doença ou agravo (casos) são comparados com grupos de indivíduos sadios (controles) em relação ao histórico de exposição a um possível fator causal ou de risco. (Tradução livre do original: Last, 2001)Recém-Nascido: Criança durante o primeiro mês após o nascimento.Paridade: Quantidade dos descendentes que uma mulher ou fêmea pariu. É diferente de NÚMERO DE GESTAÇÕES, que descreve quantas gestações a mulher teve, não importando o resultado.Neuroprostanos: Compostos semelhantes a prostaglandinas produzidos por peroxidação induzida por radicais livres dos ÁCIDOS DOCOSA-HEXAENOICOS, que estão altamente presentes no encéfalo. Sua produção é análoga à formação de ISOPROSTANOS a partir do ÁCIDO ARAQUIDÔNICO.Idade Materna: Idade da mãe na GRAVIDEZ.Cesárea: Extração do FETO por meio de HISTEROTOMIA abdominal.Testes de Função Placentária: Métodos utilizados para a avaliação da função placentária.Trabalho de Parto Prematuro: Início de TRABALHO DE PARTO antes do NASCIMENTO A TERMO, mas geralmente após o FETO ter-se tornado viável. Nas mulheres ocorre em algum momento entre a 29a e a 38a semana de GRAVIDEZ. A TOCÓLISE inibe o trabalho de parto prematuro e pode impedir o NASCIMENTO de PREMATUROS.Gravidez de Alto Risco: Gravidez em que a mãe e/ou o FETO correm risco de MORBIDADE ou MORTALIDADE maior que o normal. Entre as causas estão a falta de CUIDADO PRÉ-NATAL inadequado, antecedentes obstétricos (ABORTO ESPONTÂNEO), doença materna pré-existente, doença induzida pela gravidez (hipertensão gestacional) e GRAVIDEZ MÚLTIPLA, bem como idade materna avançada (maior que 35 anos).Mortalidade Materna: Óbitos decorrentes de complicações na gravidez, parto, puerpério e abortos.Natimorto: Evento em que um FETO é nascido morto (ou natimorto). (Tradução livre do original: MeSH/NLM) Óbito Fetal Tardio ou Nascido Morto ou Natimorto é o óbito com 28 semanas ou mais de geração. (IBGE: http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/registrocivil/obito_fetal.shtm)Transtornos Puerperais: Transtornos ou doenças associadas com o PUERPÉRIO, período de 6-8 semanas imediatamente após o PARTO em humanos.Subunidades beta de Inibinas: Glicopeptídeos e subunidades de INIBINAS e ATIVINAS. Inibinas e ativinas pertencem à superfamília do fator transformador de crescimento beta.Artérias Umbilicais: Vasos arteriais especializados no cordão umbilical. Transportam resíduos e sangue desoxigenado do FETO à mãe (via PLACENTA). Em humanos, geralmente há duas artérias umbilicais, raramente uma.Estatura Cabeça-Cóccix: Medida em útero, que corresponde à altura do feto sentado (da cabeça ao cóccix). A estatura é considerada um critério mais acurado da idade do feto do que o peso. A média da estatura cabeça-cóccix do feto a termo é de 36 cm.Morte Fetal: Morte do ser em desenvolvimento no útero. O NASCIMENTO de um FETO morto é NATIMORTO. (MeSH/NLM) Óbito fetal é a morte de um produto da concepção, antes da expulsão ou da extração completa do corpo da mãe, independentemente da duração da gravidez; indica o óbito o fato do feto, depois da separação, não respirar nem apresentar nenhum outro sinal de vida, como batimentos do coração, pulsações do cordão umbilical ou movimentos efetivos dos músculos de contração voluntária. (CID-10, vol.2, rev. e ampl. 2008, p.155) Para fins estatísticos, comparação internacional, e o uso da CID, se o produto da concepção, nesta ordem, (1) pesa menos que 500 g, tem (2) idade gestacional de menos de 22 semanas completadas ou (3) comprimento coroa-calcanhar de menos de 25 cm, é definido como um ABORTO. Se o produto da concepção pesa pelo menos 500 g ou tem idade gestacional de pelo menos 22 semanas completadas ou tem comprimento coroa-calcanhar de pelo menos 25 cm, é definido como NATIMORTO.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Pai: Genitores do sexo masculino, humanos ou animais.Antígenos HLA-G: Antígenos de superfície de HLA classe I codificados por alelos no locus B do complexo HLA. Os antígenos HLA-G são considerados antígenos não clássicos devido à sua distribuição tecidual distinta, que difere dos antígenos HLA-A, HLA-B e HLA-C. Várias isoformas de antígenos HLA-G resultam de PROCESSAMENTO ALTERNATIVO de RNAs mensageiros produzidos pelo alelo HLA-G*01.Marcadores Biológicos: Parâmetros biológicos mensuráveis e quantificáveis (p. ex., concentração específica de enzima, concentração específica de hormônio, distribuição fenotípica de um gene específico em uma população, presença de substâncias biológicas) que servem como índices para avaliações relacionadas com a saúde e com a fisiologia, como risco para desenvolver uma doença, distúrbios psiquiátricos, exposição ambiental e seus efeitos, diagnóstico de doenças, processos metabólicos, abuso na utilização de substâncias, gravidez, desenvolvimento de linhagem celular, estudos epidemiológicos, etc.Cardiotocografia: Monitoração da frequência cardíaca fetal para avaliar a iminência de prematuridade em relação ao padrão ou intensidade da CONTRAÇÃO UTERINA.Troca Materno-Fetal: Troca de substâncias entre o sangue materno e o fetal na PLACENTA, através da CIRCULAÇÃO PLACENTÁRIA. A barreira placentária exclui a transmissão de micróbios ou vírus.NoruegaInibinas: Glicoproteínas que inibem a secreção do HORMÔNIO FOLÍCULO ESTIMULANTE da hipófise. As inibinas são secretadas pelas células de Sertoli dos testículos, células granulosas dos folículos ovarianos, placenta e outros tecidos. As inibinas e ATIVINAS são moduladores das secreções do HORMÔNIO FOLÍCULO ESTIMULANTE e ambas pertencem à superfamília TGF-beta, como o FATOR TRANSFORMADOR DE CRESCIMENTO BETA. As inibinas consistem em um heterodímero ligado a um dissulfeto com uma única subunidade alfa ligada tanto a uma subunidade beta A ou uma beta B para formar a inibina A ou unibina B, respectivamente.Parto Obstétrico: Expulsão do FETO e PLACENTA sob os cuidados de um obstetra ou profissional da saúde. Os partos obstétricos podem envolver intervenções físicas, psicológicas, clínicas ou cirúrgicas.Gravidez Múltipla: Gestação de dois ou mais FETOS simultaneamente.Ativinas: Ativinas são produzidas na hipófise, gônadas e em outros tecidos. Por sua ação local estimulam a secreção de FSH na hipófise e apresentam diversos efeitos sobre a diferenciação celular e o desenvolvimento embrionário. As ativinas são glicoproteínas hetero ou homodiméricas das SUBUNIDADES DE BETA-INIBINAS.Estudos Prospectivos: Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.Trimestres da Gravidez: Três períodos aproximadamente iguais de uma GRAVIDEZ normal em humanos. Cada trimestre dura cerca de três meses ou 13 a 14 semanas dependendo de como é considerado o primeiro dia de gestação.Receptor 1 de Fatores de Crescimento do Endotélio Vascular: Receptor de VEGF de 180 kDa encontrado principalmente em células endoteliais, essencial para a vasculogênese e manutenção dos vasos. Também é conhecido como Flt-1 (receptor 1 da tirosina quinase do tipo fms). Uma isoforma do receptor solúvel e obtida pelo processamento alternativo pode atuar como uma proteína ligante que regula a disponibilidade de vários ligantes do receptor VEGF e da transdução de sinal.Insuficiência Placentária: Insuficiência da PLACENTA em garantir um suprimento adequado de nutrientes e OXIGÊNIO ao FETO.Ordem de Nascimento: A sequência de nascimentos dos filhos de uma mesma família.Mortalidade Perinatal: Mortes que ocorrem da vigésima oitava semana de GESTAÇÃO ao vigésimo oitavo dia após o nascimento em uma dada população.Doenças Placentárias: Processos patológicos ou funções anormais da PLACENTA.Valor Preditivo dos Testes: O valor preditivo de um teste diagnóstico é a probabilidade de um resultado positivo (ou negativo) corresponder a um indivíduo doente (ou não doente). Depende da sensibilidade e especificidade do teste (adaptação e tradução livre do original: Last, 2001)Cuidado Pré-Natal: Pré-natal inclui a prevenção, a promoção da saúde e o tratamento dos problemas que possam ocorrer durante o período gestacional e após o parto. A adesão das mulheres ao pré-natal está relacionada com a qualidade da assistência prestada pelo serviço e pelos profissionais de saúde, fator essencial para redução dos elevados índices de mortalidade materna e perinatal. (Assistência Pré-Natal - Ministério da Saúde, 2000)Intervalo entre Nascimentos: Espaçamento entre nascimentos na população de mulheres.Índice de Apgar: Método, desenvolvido pela Dra. Virginia Apgar, para avaliar a adaptação de um recém-nascido à vida extrauterina. Cinco itens são avaliados: frequência cardíaca, esforço respiratório, tônus muscular, irritabilidade reflexa e coloração. Estes aspectos são avaliados 60 segundos após o nascimento e novamente após cinco minutos, numa escala de 0 - 2 (sendo 0 o mais baixo e 2 o normal). A soma dos cinco números compõe a contagem de Apgar. Uma contagem de 0-3 representa dificuldade intensa, 4-7 indica dificuldade moderada e uma contagem de 7-10 prognostica uma ausência de dificuldades de adaptação à vida extrauterina.Nascimento Prematuro: PARTO antes de 37 semanas de GRAVIDEZ (259 dias a partir do primeiro dia do último período menstrual ou 245 dias após FERTILIZAÇÃO)Velocidade do Fluxo Sanguíneo: Valor igual ao volume total do fluxo dividido pela área de secção do leito vascular.Decídua: Camada glandular do ENDOMÉTRIO, que responde aos hormônios e que se desprende a cada fluxo menstrual (decidua menstrualis) ou no final da gravidez. Durante a gravidez, a parte mais espessa da decídua forma a porção materna da PLACENTA (decidua placentalis). A porção delgada da decídua que envolve o resto do embrião é a decidua capsularis.Peso ao Nascer: Massa ou quantidade de peso de um indivíduo no nascimento, expresso em unidades de quilogramas ou libras. (MeSH/NLM) É a primeira medida de peso do feto ou recém-nascido obtida após o nascimento. Para nascidos vivos, o peso ao nascer deve ser medido preferivelmente durante a primeira hora de vida antes que ocorra significativa perda de peso pós-natal. Embora as tabulações estatísticas incluam agrupamentos de 500 g para o peso ao nascer, os pesos não devem ser registrados nesses agrupamentos. O peso real deve ser registrado com o grau de exatidão resultante de sua medida. As definições de peso ao nascer "baixo", "muito baixo" e "extremamente baixo" não constituem categorias mutuamente exclusivas. Abaixo dos limites estabelecidos, elas são totalmente inclusivas e portanto se superpõe (isto é, "baixo", inclui "muito baixo" e "extremamente baixo", enquanto "muito baixo" inclui "extremamente baixo". (CID-10, vol.2, rev. e ampl., 2008, p.155)

*  pré-eclâmpsia
... intermédia, se ocorre entre as 34-37 semanas de gestação e Pré-Eclâmpsia tardia, se a sua ocorrência é posterior ... é um dos sintomas da Pré-Eclâmpsia. A PlGF está diminuída numa elevada percentagem de gravidezes que evoluem para Pré-Eclâmpsia ... A Pré-Eclâmpsia é uma doença que ocorre no início da gravidez e é caraterizada por um aumento da tensão arterial, designada por ... A Pré-Eclâmpsia é uma doença que ocorre no início da gravidez e é caraterizada por um aumento da tensão arterial, designada por ...
  http://laboratoriosgermanodesousa.blogs.sapo.pt/tag/pr%C3%A9-ecl%C3%A2mpsia
*  O que é a Pré-Eclâmpsia? - Laboratórios Germano de Sousa
A Pré-Eclâmpsia é uma doença que ocorre no início da gravidez e é caraterizada por um aumento da tensão arterial, designada por ... Em Portugal, a Pré-Eclâmpsia atinge 2% das gravidezes. É uma patologia que decorre da disfunção do leito uteroplacentar, com ... Não existe forma de evitar a Pré-Eclâmpsia, pois o diagnóstico desta patologia é baseado nos sinais e sintomas, o que apenas se ... No entanto, o Rastreio da Pré-Eclâmpsia no 1º trimestre permite a identificação precoce de uma gravidez com elevado risco para ...
  http://laboratoriosgermanodesousa.blogs.sapo.pt/o-que-e-a-pre-eclampsia-13760
*  Pré-eclâmpsia
A pré-eclâmpsia ou toxemia gravídica é um distúrbio que afeta cerca de 5% das gestantes. Esse distúrbio consiste numa elevação ... complicações eclâmpsia gestação gestante grávida gravidez parto pré-eclâmpsia recomendações riscos 2016-11-09 +Almanaque dos ... Tagscomplicações eclâmpsia gestação gestante grávida gravidez parto pré-eclâmpsia recomendações riscos ... Em casos mais graves a pré-eclâmpsia pode evoluir para eclâmpsia, em que a pressão arterial sobre drasticamente, trazendo risco ...
  http://www.almanaquedospais.com.br/pre-eclampsia/
*  Pré-eclampsia - Wikipedia
Eclampsia Nova tecnologia ajuda na detecção da pré-eclampsia Portal da saúde http://lexicoon.org/es/eclampsia http://www.ncbi. ... Pré-eclâmpsia (do grego ἔκλαμψις, luz repentina) ou toxemia gravídica é um transtorno da gravidez caracterizado pelo aumento da ... Dentre os factores que aumentam o risco de sofrer esse transtornos incluem: Histórico próprio ou familiar de pré-eclampsia ... eles podem responder inadequadamente a estímulos hormonais e causar a pré-eclampsia. ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Pr%C3%A9-eclampsia
*  Cuidado Nutricional na Pré-Eclâmpsia | Nutrição Clínica
Orientação alimentar para evitar a pré-eclâmpsia na gravidez: dicas de alimentação para prevenção, dieta e alimentos com ... Alimentação na pré-eclâmpsia Cuidados Nutricionais na Pré-Eclâmpsia. O quadro de Pré-Eclâmpsia é preocupante na gestação pois, ... A Nutrício possui programas nutricionais específicos para acompanhamento de gestantes com pré-eclampsia. Trabalhamos também com ...
  http://www.nutricio.com.br/alimentacao-pre-eclampsia.htm
*  O que é a pré-eclâmpsia? | ALERT® ONLINE - PT
Grávidas diabéticas: vitaminas não diminuem risco de pré-eclampsia. Porque é que algumas doenças entram em remissão durante a ... Pré-eclampsia faz aumentar risco de doença cardíaca. ... da organização norte-americana Acção contra a Pré-Eclâmpsia, ... esta descoberta poderá levar a novos tratamentos para proteger contra a pré-eclâmpsia.Segundo Mike Rich, ... um estudo recente descobriu uma relação entre o peso da mulher antes da gravidez e os riscos de desenvolver pré-eclâmpsia ...
  http://www.alert-online.com/pt/news/health-portal/o-que-e-a-pre-eclampsia
*  Aula 10 - A pré-eclâmpsia | Bebe.com.br
... é a pré-eclâmpsia, os sinais, as causas, os tratamentos e a prevenção. ... Aula 10 - A pré-eclâmpsia. O obstetra Eduardo Cordioli, do Hospital Israelita Albert Einstein, explica o que é a pré-eclâmpsia ... Afinal, ela tem uma pré-eclâmpsia, e o que não se quer, de jeito algum, é que ela tenha a eclâmpsia propriamente dita, uma ... Nem tanto a pré-eclâmpsia em si, mas a placenta mal grudada que tem a ver com ela, pode afetar a passagem de nutrientes para o ...
  https://bebe.abril.com.br/parto-e-pos-parto/aula-10-a-pre-eclampsia/
*  Tratamento da hipertensão arterial na pré-eclampsia : comparação entre hidralazina e nifedipina
... .. ... Tratamento da hipertensão arterial na pré-eclampsia : comparação entre hidralazina e nifedipina. ... Tratamento da hipertensão arterial na pré-eclampsia : comparação entre hidralazina e nifedipina. ...
  http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/171324
*  Pré eclâmpsia avaliação de fator viii
MINAS GERAIS FACULDADE DE FARMÁCIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS PATRÍCIA NESSRALLA ALPOIM PRÉ-ECLÂMPSIA ... 19 2.1Pré-eclâmpsia A pré-eclâmpsia (PE), na forma pura, caracteriza-se por hipertensão e proteinúria. O aparecimento dessas ... Pré eclâmpsia avaliação de fator viii * 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FACULDADE DE FARMÁCIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO ... 8. ABSTRACT Pre-eclampsia (PE) pure is characterized by hypertension and proteinuria in normotensive pregnant women after the ...
  https://pt.slideshare.net/AdrianoPires/pr-eclmpsia-avaliao-de-fator-viii
*  Fisioterapêutico: Pré-eclâmpsia
Pré-eclampsia leve - A pressão arterial fica entre 140/90 mmHg e 159/109 mmHg, e não existe sintomas neurológicos.. Pré- ... Pré-eclâmpsia, como ela aparece?, Quais são os riscos, perigos, sintomas, quais cuidados a gestante deve tomar?. -O que é: é o ... Como Identificar? Para saber que uma mulher sofre de pré-eclampsia, além dos sintomas descritos abaixo, deve-se monitorar sua ... a pré-eclâmpsia pode impedir a circulação sanguínea para a placenta.. -Sintomas: dores de cabeça persistentes, dores nas ...
  http://fisioterapeutico.blogspot.com.br/2010/11/pre-eclampsia.html
*  Aspirina Pode Prevenir Pré-Eclâmpsia na Gravidez| Boasaúde
NOVA YORK Reuters Health Dar pequenas doses de aspirina a gestantes parece reduzir o risco de préeclâmpsia uma condição em que ... A pré-eclâmpsia se desenvolve em mais de 8 por cento das gestações e pode levar à morte da mãe e do feto se não for tratada. A ... Aspirina Pode Prevenir Pré-Eclâmpsia na Gravidez. NOVA YORK (Reuters Health) - Dar pequenas doses de aspirina a gestantes ... O tratamento com aspirina diminuiu o risco de pré-eclâmpsia em 15 por cento, sem levar em consideração a dosagem de aspirina, ...
  http://www.boasaude.com.br/noticias/2730/aspirina-pode-prevenir-pre-eclampsia-na-gravidez.html
*  Pré-eclâmpsia - GEN Medicina
Nelson Sass destaca a importância de serem tomadas medidas necessárias nas fases iniciais da pré-eclâmpsia para que seja ...
  http://genmedicina.com.br/2017/06/14/pre-eclampsia/
*  Ensaio clínico randomizado de aspirina em baixa dose para prevenção de pré-eclâmpsia em mulheres com aumento da impedância ao...
Ensaio clínico randomizado de aspirina em baixa dose para prevenção de pré-eclâmpsia em mulheres com aumento da impedância ao ... Ensaio clínico randomizado de aspirina em baixa dose para prevenção de pré-eclâmpsia em mulheres com aumento da impedância ao ... Ensaio clínico randomizado de aspirina em baixa dose para prevenção de pré-eclâmpsia em mulheres com aumento da impedância ao ...
  http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/60322
*  Influência do tipo de parto em pacientes com pré-eclâmpsia grave - Notícias de saúde
Influência do tipo de parto em pacientes com pré-eclâmpsia grave. 06 de setembro de 2014 Equipe Editorial Bibliomed. ... Uma das mais frequentes causas de antecipação do parto, a pré-eclâmpsia grave representa uma condição que se associa com ...
  http://www.bibliomed.com.br/news/index/10115/browse/influencia-do-tipo-de-parto-em-pacientes-com-pre-eclampsia-grave.html
*  Eclâmpsia e Pré-eclâmpsia | Dr. Euvaldo Rosa
A única maneira de controlar a pré-eclâmpsia e evitar que evolua para eclâmpsia é o acompanhamento pré-natal criterioso e ... A pré-eclâmpsia pode evoluir para a eclâmpsia, uma forma grave da doença, que põe em risco a vida da mãe e do feto. ... Pacientes com pré-eclâmpsia leve devem fazer repouso, medir com frequência a pressão arterial e adotar uma dieta com pouco sal. ... A hipertensão arterial específica da gravidez recebe o nome de pré-eclâmpsia e, em geral, instala-se a partir da 20ª semana, ...
  http://euvaldorosa.com.br/blog2013/?p=3441
*  PRE-ECLÂMPSIA ASPECTOS ATUAIS - ppt carregar
Pré-Eclâmpsia sobreposta. GESTANTE HIPERTENSA Pré-Eclâmpsia Hipertensão Crônica Pré-Eclâmpsia leve Pré-Eclâmpsia sobreposta Pré ... 41 RASTREAMENTO DE PRE-ECLAMPSIA 42 Rastreamento de Pré-Eclâmpsia. A pré-eclâmpsia afeta cerca de 2% das gestações Grande causa ... 33 GESTANTE HIPERTENSA Pré-Eclâmpsia leve Pré-Eclâmpsia Grave. Iminência de Eclâmpsia Eclâmpsia Edema Agudo de Pulmão HELLP ... A) Hipertensão Arterial Crônica B) Pré-eclâmpsia/Eclâmpsia C) Hipertensão Arterial Crônica com Pré-eclâmpsia Sobreposta D) ...
  http://slideplayer.com.br/slide/1223368/
*  Diagnóstico precoce de Diabetes Gestacional está associado com maior incidência de pré-eclâmpsia , taxas de parto prematuro. -...
Diagnóstico precoce de Diabetes Gestacional está associado com maior incidência de pré-eclâmpsia , taxas de parto prematuro.. ... índices mais altos de pré-eclâmpsia versus. mulheres diagnosticadas entre 12 e 23 semanas (13,8%) e mulheres diagnosticadas com ... Mulheres com Diabetes pré-existente (25,9%) e Diabetes Gestacional diagnosticadas nas primeiras 12 semanas de gravidez (16,7%) ... Mulheres com Diabetes pré-existente e Diabetes Gestacional precoce também experimentaram as maiores taxas de icterícia neonatal ...
  http://www.anad.org.br/diagnostico-precoce-de-diabetes-gestacional-esta-associado-com-maior-incidencia-de-pre-eclampsia-taxas-de-parto-prematuro/
*  Pré-eclâmpsia na primeira gravidez | Aprendizados de Mãe
Em uma das consultas de pré natal, ela me disse que eu estava na época em que a pressão deveria estar mais baixa ... A pré-eclâmpsia é basicamente pressão alta constante que causa o envelhecimento precoce da placenta, que por sua vez transmite ... Gabi eu tive pre eclampsia na segunda gravidez ganhei com 35 semanas minha filha nasceu com 1,680 pequenina estava perdendo ... ela confirmou as proteínas liberadas indicavam que eu havia tido uma pré eclâmpsia. Saí de lá um tanto preocupada e com ...
  http://aprendizadosdemae.com/2015/10/pre-eclampsia-na-primeira-gravidez/
*  Samantha Miranda: PRÉ ECLÂMPSIA, ECLAMPSIA E HELLP SÍNDROME
... é uma complicação da pré-eclâmpsia. A síndrome de HELLP só acontece quando a pré-eclâmpsia não é tratada, ou seja, quando não ... muitas mulheres associaram a pré-eclâmpsia ao estresse. Os dois problemas não estão ligados e a pré-eclâmpsia se dá por fatores ... A causa da pré-eclâmpsia ainda é desconhecida. Ela é uma síndrome, ou seja, um conjunto de sintomas e um deles é a má adaptação ... Se a pré-eclâmpsia é controlada, a síndrome de HELLP não tem chance de acontecer e o risco de a mulher morrer como a personagem ...
  http://www.samanthamiranda.com.br/2015/03/pre-eclampsia-eclampsia-e-hellp-sindrome.html
*  Prevenção contra a préeclâmpsia - VilaMulher
... área vem de uma pesquisa feita pelo Hospital e Maternidade Santa Joana com 35 gestantes que têm pré-eclâmpsia A partir de ... das mortes por hipertensão arterial na gravidez têm como causa a pré-eclampsia e a eclampsia. ", ressalta. ... Caso a pré-eclâmpsia for detectada, a gestante precisa medir a pressão arterial com frequência e fazer exames de urina e de ... Para se ter uma ideia, a pré-eclâmpsia ocorre em cerca de 5 a 7% das gestações e contribui para a morbidade materna e fetal. ...
  http://vilamulher.uol.com.br/familia/gravidez/prevencao-contra-a-preeclampsia-8-1-53-85.html
*  Sonhos de kakau: PRÉ ECLÂMPSIA E SINDROME DE HELLP
Quem tem pressão alta não tem maior ou menor chance de ter pré-eclâmpsia A causa da pré-eclâmpsia ainda é desconhecida. Ela é ... é uma complicação da pré-eclâmpsia. A síndrome de HELLP só acontece quando a pré-eclâmpsia não é tratada, ou seja, quando não ... muitas mulheres associaram a pré-eclâmpsia ao estresse. Os dois problemas não estão ligados e a pré-eclâmpsia se dá por fatores ... Se a pré-eclâmpsia é controlada, a síndrome de HELLP não tem chance de acontecer e o risco de a mulher morrer como a personagem ...
  http://sonhosdekakau.blogspot.com/2010/12/pre-eclampsia-e-sindrome-de-hellp.html
*  Chegada do inverno aumenta o risco da pré-eclâmpsia
ü Na eclampsia, além destes sintomas, ocorre a convulsão. *Faça o pré-natal direitinho e, sentindo os sintomas acima, procure ... A maior parte dos casos de pré-eclâmpsia se manifestam na segunda metade da gestação, a partir da 20ª semana, e é uma ameaça ... E a consequência disso para as gestantes é o aumento da probabilidade de pré-eclâmpsia, doença que eleva a pressão durante a ... São diversos os fatores de risco que podem ocasionar a pré-eclâmpsia ou DHEG (Doença Hipertensiva Específica da Gravidez) como ...
  http://crazykiwi.com.br/chegada-do-inverno-aumenta-o-risco-da-pre-eclampsia/

Fast Future Generation: Fast Future Generation é um "rockumentary" sobre os Good Charlotte noEclampsia: Eclampsia ou Eclâmpsia ou da , nos dois casos com origem ; a pronúncia corrente, contudo, é eclâmpsiaDicionário Aurélio, verbete eclampsia}}}} é a hipertensão específica da gravidez. Produz uma série de complicações da gravidez e é precedida da pré-eclâmpsia.Hipertensão gestacionalPlacenta: A placenta é um anexo embrionário existente apenas na infraclasse Eutheria, onde estão os mamíferos placentários ou nos marsupiais, através da qual ocorrem as trocas entre a mãe e seu filho. É formada pelos tecidos do óvulo, embriologicamente derivada do córion.Descolamento prematuro da placenta: Descolamento prematuro da placenta, desprendimento prematuro da placenta ou placenta abrupta (latim:abruptio placentae) é uma complicação da gravidez obstétrica em que ocorre separação inopinada, intempestiva e prematura da placenta, normalmente inserta após a vigésima ou vigésima primeira semana de gestação. Gera alterações fisiopatológicas uterinas, decoagulação, renais e hipofisárias.Transplante uterino: Transplante uterino é um procedimento cirúrgico no qual um útero é transplantado para outra pessoa.Sulfito de magnésioIdade gestacional: A idade gestacional é o tempo, medido em semanas ou em dias completos, decorrido desde o início da última menstruação (ou data da última menstruação - DUM) da mulher grávida.Ministério da saúde brasileiro- definições da OMSArtéria: Artérias são vasos sanguíneos que carregam sangue a partir dos ventrículos do coração para todas as partes do nosso corpo. Elas se contrastam com as veias, que carregam sangue em direção aos átrios do coração.TrofoblastoCaso-controle: Em epidemiologia, caso-controle ou caso-controlo é definido como uma forma de pesquisa observacional, longitudinal, em geral retrospectivo e analítico em que se compara dois grupos expostos a um determinado fator, o primeiro de indivíduos com determinada condição (p.e.Cardiotocografia: A cardiotocografia (CTG) é um método biofísico não invasivo de avaliação do bem estar fetal. Consiste no registro gráfico da frequência cardíaca fetal e das contrações uterinas.Rogaland: Rogaland é um condado da Noruega, com 9 140,6 km² de área e 393 104 habitantes. O condado faz fronteira com os condados Hordaland, Telemark, Aust-Agder e Vest-Agder.Inibina: A inibina é uma proteína (hormônio) produzida pelos testículos no homem e pelos folículos ovarianos na mulher, cuja função principal é a inibição da produção de Hormônio folículo-estimulante(FSH) pela hipófise. É antagonista (tem efeito oposto) da activina.Nidação: Nidação é o momento em que, na fase de blástula, o embrião fixa-se no endométrio.Local de nascimento: As expressões Local de nascimento, lugar de nascimento ou naturalidade indicam o local onde uma pessoa nasceu. É um dado usado frequentemente em documentos, juntamente com o nome e a data de nascimento, para identificar uma pessoa de forma inequívoca.


  • geralmente
  • Quando a mulher grávida sofre de uma eclampsia, geralmente pode apresentar sintomas como convulsões, agitação intensa, perda da consciência e ausência de respiração durante breves períodos, além de possíveis dores músculo-esqueléticos e alterações na retina ocasionadas pela hipertensão. (blogspot.com)
  • [ 1 ] A administração de sulfato de magnésio por via intravenosa ou muscular melhora o prognóstico em pessoas com eclampsia e é geralmente seguro, tanto em países desenvolvidos como em vias de desenvolvimento. (wikipedia.org)
  • grave
  • Isso é lastimável porque a eclampsia em especial, que é uma forma grave da pré-eclampsia, é uma patologia que pode ser prevenida desde que se consiga atuar precocemente. (blogspot.com)
  • Em 1954 Pritchard descreveu a Toxémia gravídica na sua segunda fase, a eclâmpsia, no estádio mais grave no qual predomina a coagulação intravascular disseminada (CIVD) e notou que havia um padrão laboratorial ligeiramente diferente, com presença predominante de hemólise. (wikipedia.org)
  • principalmente
  • Para manter a situação sob controle, o acompanhamento pré-natal, principalmente no final da gestação, é fundamental", esclarece a ginecologista Dra. (odebate.com.br)