Loading...


Pernas: Parte mais baixa, na extremidade inferior, entre o JOELHO e o TORNOZELO.Úlcera da Perna: Ulceração da pele e estruturas adjacentes das baixas extremidades. Cerca de 90 por cento dos casos são devido à insuficiência venosa (ÚLCERA VARICOSA), 5 por cento devido à doença arterial, e os 5 por cento restantes são devido a outras causas.Síndrome das Pernas Inquietas: Transtorno caracterizado por dor ou sensações de ardência nas extremidades inferiores e, raramente, nas superiores ocorrendo previamente ao sono ou podem despertar o paciente do sono.Traumatismos da Perna: Traumatismos gerais ou inespecíficos envolvendo a perna.Desigualdade de Membros Inferiores: Afecção em que uma das pernas do par deixou de crescer como a outra, que poderia resultar de lesão ou cirurgia.Extremidades: Projeções mais distantes ou mais externas do corpo, como a MÃOS e PÉS.Úlcera Varicosa: Desarranjo ou ulceração cutânea causada por VARIZES em que há excessiva pressão hidrostática no sistema venoso superficial da perna. A hipertensão nervosa leva ao aumento na pressão no leito capilar, transudação de líquido e proteínas no espaço intersticial, alterando fluxo de sangue e provisão de nutrientes à pele e aos tecidos subcutâneos, além de eventual ulceração.Dermatoses da Perna: Termo inespecífico utilizado para indicar qualquer lesão cutânea ou grupo de lesões, ou erupções de qualquer tipo na perna. (Stedman, 25a ed)Músculo Esquelético: Subtipo de músculo estriado fixado por TENDÕES ao ESQUELETO. Os músculos esqueléticos são inervados e seus movimentos podem ser conscientemente controlados. Também são chamados de músculos voluntários.Extremidade Inferior: Região do membro inferior nos animais que se estende da região glútea até o PÉ, incluindo as NÁDEGAS, o QUADRIL e a PERNA.Ossos da Perna: Ossos na porção livre da extremidade inferior em seres humanos (e de qualquer das quatro extremidades nos animais). FÊMUR, PATELA, TÍBIA e FÍBULA estão entre eles.Fenômenos Biomecânicos: Propriedades, processos e comportamento de sistemas biológicos sob ação de forças mecânicas.Bandagens: Material utilizado para envolver ou atar qualquer parte do corpo.Eletromiografia: Registro das alterações no potencial elétrico do músculo por meio de eletrodos de superfície ou agulhas.Caminhada: Atividade em que o corpo avança com ritmo lento a moderado movimentando os pés de modo coordenado. Compreende caminhada recreativa e para aptidão física (fitness), e corrida para competição.Síndrome da Mioclonia Noturna: Movimentos de pernas periódicos e excessivos durante o sono que causam micro-despertar e interferem com a manutenção do sono. Esta afecção induz a um estado de privação relativa de sono que se manifesta por hipersonolência diária excessiva. Os movimewntos são caracterizados por contrações repetitivas do músculo anterior tibial, extensão dos dedos do pé e flexão intermitente do quadril, joelho e tornozelo.Postura: Posição ou atitude do corpo.Locomoção: Movimento ou capacidade para se deslocar de um lugar a outro. Pode se referir a humanos, vertebrados ou invertebrados, e microrganismos.Fluxo Sanguíneo Regional: Fluxo de SANGUE através ou ao redor do órgão ou região do corpo.Marcha: Modo ou estilo de andar.Insuficiência Venosa: Fluxo de sangue venoso prejudicado ou retorno venoso (estase venosa), geralmente causado por valvas venosas inadequadas. Com frequência, a insuficiência venosa ocorre nas pernas e está associada com EDEMA e, às vezes, com ÚLCERA POR ESTASE VENOSA nos quadris.Baratas: Insetos da ordem dictiópteros englobando diversas famílias como Blaberidae, BLATTELLIDAE, Blattidae (contendo a barata americana PERIPLANETA americana), Cryptocercidae e Polyphagidae.Braço: Parte mais alta, na extremidade superior, entre o OMBRO e o COTOVELO.Alongamento Ósseo: Aumento da extensão mais longa de um osso para correção de deficiências anatômicas, congênitas, traumáticas ou resultantes de doença. O alongamento não é restrito a ossos longos. Os métodos cirúrgicos usuais são fixação e tração internas.Meias de Compressão: Revestimentos firmes para o pé e perna usados para auxiliar a circulação nas pernas e impedir a formação de EDEMA e TROMBOSE DE VEIAS PROFUNDAS. As MEIAS DE COMPRESSÃO PNEUMÁTICAS servem para um propósito semelhante, principalmente em pacientes acamados e após procedimento cirúrgico.: Extremidade distal da perna dos vertebrados que consiste do tarso (TORNOZELO), do METATARSO, das falanges e dos tecidos moles que envolvem estes ossos.Movimento: Ação, processo ou resultado de passar de um lugar, ou posição, para outro. Difere de LOCOMOÇÃO no sentido de que esta se restringe à passagem do corpo inteiro de um lugar para outro, enquanto movimento compreende tanto a locomoção como a mudança na posição do corpo inteiro ou qualquer de suas partes. Movimento pode ser usado em relação a humanos, animais vertebrados e invertebrados, e micro-organismos. Distinguir também de ATIVIDADE MOTORA, movimento associado com o comportamento.Cãibra Muscular: Contração sustentada espasmódica das fibras musculares, normalmente dolorida. Isso pode ocorrer como fenômeno isolado ou como manifestação de um processo patológico subjacente (ex., UREMIA, HIPOTIREOIDISMO, DOENÇA DOS NEURÔNIOS MOTORES, etc.). (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6a ed, p1398)Exercício: Atividade física geralmente regular e feita com a intenção de melhorar ou manter a APTIDÃO FÍSICA ou a SAÚDE. É diferente de ESFORÇO FÍSICO que é voltado principalmente para as respostas fisiológicas e metabólicas ao uso da energia.Membro Posterior: Cada uma das duas extremidades traseiras de animais terrestres não primatas, que apresentam quatro membros. Geralmente é constituído por FÊMUR, TÍBIA, FÍBULA, OSSOS DO TARSO, OSSOS DO METATARSO e DEDOS DO PÉ. (Tradução livre do original: Storer et al., General Zoology, 6th ed, p 73)Veia Femoral: Veia que acompanha a artéria femoral dividindo a mesma bainha. É continuação da veia poplítea e continua-se como veia ilíaca externa.Tornozelo: A região do membro inferior entre o PÉ e a PERNA.Coxas: Porção da perna em humanos e outros animais encontrada entre o QUADRIL e o JOELHO.Joelho: Região na extremidade inferior que envolve imediatamente e inclui a ARTICULAÇÃO DO JOELHO.Membros Artificiais: Reposição protética de braços, pernas e suas partes.Força Muscular: Força gerada pela CONTRAÇÃO MUSCULAR. A força muscular pode ser medida durante uma contração isométrica, isotônica ou isocinética, tanto manualmente como por meio de um dispositivo como o DINAMÔMETRO DE FORÇA MUSCULAR.Artéria Femoral: A principal artéria da coxa. Continuação da artéria ilíaca externa.Gafanhotos: Ortópteros herbívoros que possuem patas traseiras adaptadas para saltar. Há duas famílias principais: Acrididae e Romaleidae. Alguns dos gêneros mais comuns são: Melanoplus, o gafanhoto mais comum; Conocephalus, o gafanhoto do prado ocidental; e Pterophylla, o verdadeiro gafanhoto "musical" (katydid).Ciclismo: O uso da bicicleta para transporte ou recreação. Isto não inclui o uso da bicicleta no estudo das respostas corporais aos exercícios físicos (TESTE ERGOMÉTRICO DE BICICLETA ver TESTE DE ESFORÇO).Articulação do Tornozelo: Articulação formada pelas superfícies articulares inferior e maleolar da TÍBIA, a superfície articular maleolar da FÍBULA e superfícies maleolares medial, lateral superior do TÁLUS.Esforço Físico: Gasto de energia durante ATIVIDADE MOTORA. A intensidade do esforço pode ser medida pela taxa de CONSUMO DE OXIGÊNIO, CALOR produzido ou FREQUÊNCIA CARDÍACA. O esforço percebido, uma medida psicológica do esforço, também é incluído.Ortópteros: Ordem de insetos compreendendo duas subordens: Caelíferos e Ensíferos. Consistem de GAFANHOTOS, locustas e grilos (GRYLLIDAE).Isquemia: Hipoperfusão do SANGUE através de um órgão (ou tecido) causado por uma CONSTRIÇÃO PATOLÓGICA, obstrução de seus VASOS SANGUÍNEOS ou ainda ausência de CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA.Tórax: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original: Stedman, 25a ed)Músculos: Tecidos contráteis que produzem movimentos nos animais.Varizes: VEIAS dilatadas e tortuosas.Amputação: A remoção de um membro, outro apêndice ou saliência do corpo. (Dorland, 28a ed)Corrida: Atividade em que o corpo é impulsionado por movimentos rápidos das pernas. A corrida é realizada em ritmo moderado a rápido, devendo ser distinguido de CORRIDA MODERADA, que é realizado com ritmo muito mais lento.Tíbia: Área que ocupa a região mais posterior da CAVIDADE ABDOMINAL. Esta área é limitada lateralmente pelas bordas dos músculos quadrados lombares e estende-se do DIAFRAGMA à borda da PELVE verdadeira, continuando então como espaço extraperitoneal pélvico.Veias: Vasos que transportam sangue para fora do leito capilar.Tromboflebite: Inflamação de uma veia associada com um coágulo sanguíneo (TROMBO).Equilíbrio Postural: POSTURA na qual é conseguida a distribuição ideal da massa corpórea. O equilíbrio postural provê a estabilidade na sustentação do corpo e condições para o funcionamento normal nas posições estática ou em movimento, tais como sentado, em pé ou durante o andar.Propriocepção: Funções sensoriais que transduzem estímulos recebidos por receptores proprioceptivos nas articulações, nos tendões, músculos e na ORELHA INTERNA em impulsos nervosos a serem transmitidos ao SISTEMA NERVOSO CENTRAL. A propriocepção proporciona a sensação das posições estáticas e dos movimentos das partes do corpo de um indivíduo, e é importante na manutenção da CINESTESIA e do EQUILÍBRIO POSTURAL.Paresia: Termo geral que se refere ao grau leve a moderado de fraqueza muscular, ocasionalmente usado como sinônimo de PARALISIA (perda grave ou completa da função motora). Na literatura antiga, paresia geralmente se referia especificamente a neurossífilis parética (ver NEUROSSÍFILIS). "Paresia geral" e "paralisia geral" podem ainda trazer esta conotação. A paresia das extremidades inferiores bilateral é denominada PARAPARESIA.Consumo de Oxigênio: A velocidade com que o oxigênio é utilizado por um tecido; microlitros de oxigênio nas CNTP (condições normais de temperatura e pressão) usados por miligrama de tecido por hora; velocidade com que o oxigênio do gás alveolar entra no sangre, igual no estado de equilíbrio dinâmico, ao consumo de oxigênio pelo metabolismo tecidual em todo o corpo. (Stedman, 27a ed, p358)Contração Muscular: Processo que leva ao encurtamento e/ou desenvolvimento de tensão no tecido muscular. A contração muscular ocorre por um mecanismo de deslizamento de miofilamentos em que os filamentos da actina [se aproximam do centro do sarcômero] deslizando entre os filamentos de miosina.Fáscia: Camadas de tecido conjuntivo de espessuras variáveis. A fáscia superficial encontra-se imediatamente abaixo da pele, enquanto que a fáscia profunda envolve MÚSCULOS, nervos e outros órgãos.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Teste de Esforço: Atividade física controlada que é realizada para permitir a avaliação das funções fisiológicas, especialmente as cardiovasculares e pulmonares, mas também a capacidade aeróbica. O exercício máximo (mais intenso) é geralmente exigido, mas o submáximo também é utilizado.Fíbula: Osso da perna, lateral à tíbia (e menor que esta). Proporcionalmente a seu comprimento, é o mais delgado dos ossos longos.Ciática: Afecção caracterizada por dor radiante na região das costas para dentro das nádegas e aspectos posterior/lateral da perna. A ciática pode ser uma manifestação de NEUROPATIA CIÁTICA, RADICULOPATIA (envolvendo as RAÍZES NERVOSAS ESPINHAIS L4, L5, S1 ou S2, geralmente associadas com DESLOCAMENTO DO DISCO INTERVERTEBRAL) ou lesões da CAUDA EQUINA.AmputadosPeriplaneta: Gênero da família Blattidae contendo diversas espécies, sendo a mais comum P. americana, a barata americana.Cicatrização: Restauração da integridade a tecido traumatizado.Suporte de Carga: Estado físico de suportar uma carga aplicada. Refere-se frequentemente aos ossos ou articulações que sustentam o peso do corpo, especialmente os da coluna vertebral, quadril, joelho e pé.

*  A Fim de Viver: Tentando quebrar o ciclo de super jacadas - (1 ano e 1 mês)
O marido tem sido ótimo, vem pingar floral de bach pra mim, faz massagem nas pernas, muito preocupado, faz o que pode... ... as pernas inquietas (especialmente do joelho para baixo, é como se o sangue estivesse sendo bombado a 400km/h), a ansiedade me ...
  http://afimdeviver.blogspot.com/2014/05/tentando-quebrar-o-ciclo-de-super.html
*  Síndrome das pernas inquietas - Wikipedia
A síndrome das pernas irrequietas (doença de Willis-Ekbom) é um distúrbio neurológico do sono. A síndrome das pernas inquietas ... movimentando as pernas para aliviar e com isto prejudica o sono. A síndrome das pernas inquietas, agora denominada doença de ... Movimentos involuntários das pernas podem ocorrer enquanto a pessoa dorme. " Estes sintoma da síndrome pode fazer o sono ... Geralmente o sintoma ocorre a noite ao deitar-se, ocorrendo o alivio com o movimento das pernas, porem muitas vezes a pessoa ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_das_pernas_inquietas
*  E TUDO LEVA À...PERÍCIA: Cientistas estudam moscas com síndrome das pernas inquietas
"A principal importância do nosso estudo é destacar o fato de que pode haver uma base genética para a síndrome das pernas ... Apesar do nome, a síndrome não atinge apenas as pernas. As moscas estão sujeitas a uma versão própria da síndrome. Elas também ... Um estudo feito com moscas que sofrem da síndrome das pernas inquietas indicou que esse problema provavelmente tem origem ... A pesquisa foi publicada pela revista científica "Current Biology". A síndrome das pernas inquietas é um distúrbio neurológico ...
  http://tudolevaapericia.blogspot.com/2012/11/cientistas-estudam-moscas-com-sindrome.html
*  Deixe que pensem: Imã para baratas
Ahhh... que horror, eu odeio barata... imagina subindo nas minhas pernas aiaiai.... Omousse ficou com uma cara ótima!!! Bjus ... às pernas ela olha e vê a barata na sua canela (nessa hora eu gesticulo e imito a menina pulando pra tirar a barata)", contei a ... quando cheguei na cozinha suspirei aliviada porque ela não estava na minha perna, mas olhei pra baixo e a fdp tava na minha ...
  http://deixequepensem.blogspot.com/2008/10/im-para-baratas.html
*  Ordem unida para desbravadores | cantinhodaunidade.com.br
Diego, a dica é o Xerife (comandante do pelotão), sempre gritar " Esquerda " toda vez que a perna for batida, sendo assim, você ...
  http://cantinhodaunidade.com.br/ordem-unida-para-desbravadores/?replytocom=713
*  Úlcera varicosa: lesão causa afastamento do trabalho e aposentadoria precoce | Guilherme Derrico
Também chamada de estase ou flebostática, a úlcera varicosa é hoje a principal causa de feridas nas pernas, chegando a 75% do ... Cerca de 73% das úlceras de perna são de origem venosa e podem estar ligadas a uma série de causas, como ferimentos infectados ... A lesão, localizada principalmente nos tornozelos ou terço inferior das pernas e pés, acontece por um transtorno na circulação ... com pernas elevadas, o cuidado mais fundamental. O tratamento da úlcera propriamente dita consiste em limpeza, uso de ...
  https://guilhermederrico.wordpress.com/2014/06/26/ulcera-varicosa-lesao-causa-afastamento-do-trabalho-e-aposentadoria-precoce/
*  De Pernas pro Ar - Wikipedia
De Pernas pro Ar pode se referir a: De Pernas pro Ar (1957), filme brasileiro com Ankito e Grande Otelo De Pernas pro Ar (2010 ... traduzido no Brasil como De Pernas pro Ar Todas as páginas da Wikipédia lusófona cujo título começa por "De Pernas pro Ar" ... filme brasileiro com Ingrid Guimarães De Pernas pro Ar 2, filme brasileiro com Ingrid Guimarães De Pernas pro Ar 3, filme ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/De_Pernas_pro_Ar
*  Síndrome das pernas inquietas na infância e adolescência | ALERT® ONLINE - PT
Em 11 pacientes foram observados movimentos periódicos das pernas durante o sono.. ... estes resultados indicam que os distúrbios de sono precedem o diagnóstico definitivo de síndrome das pernas inquietas.. ... investigou a sintomatologia inicial da síndrome das pernas inquietas em 18 crianças e adolescentes e verificou manifestações ...
  http://www.alert-online.com/pt/news/health-portal/sindrome-das-pernas-inquietas-na-infancia-e-adolescencia
*  Massagem para Pernas Cansadas
... A sensação de pernas cansadas é bastante usual. ... Esta massagem que propomos é especificamente localizada nas pernas, feita com cremes próprios a base de menta, cânfora e ...
  https://fisiomassagens.pt/massagem-para-pernas-cansadas
*  Delírios Sobre Educação: A síndrome das pernas inquietas- Ekbom
Considerando os transtornos que provoca na qualidade de vida, e o fato de que a síndrome das pernas inquietas piora com o ... A síndrome de Ekbom, mais conhecida como síndrome das pernas inquietas (SPI), é um distúrbio caracterizado pela movimentação ... Alguns antidepressivos são capazes de provocar sintomas bem parecidos com os da síndrome das pernas inquietas ... Afetando aproximadamente 15% da população, a Síndrome das Pernas Inquietas é mais frequente em pessoas adultas, com porcentagem ...
  http://deliriossobreeducacao.blogspot.com/2011/07/sindrome-das-pernas-inquietas-ekbom.html
*  Úlcera varicosa - Wikipedia
Comparar a pressão do braço com a pressão da perna, com o paciente sentado serve para verificar a insuficiência venosa (se uma ... Caminhar melhora a circulação das pernas, perder peso em caso de obesidade e parar de fumar também é recomendado. Debridamento ... Levantar as partes afetadas (geralmente as pernas) e usar tecidos elásticos para comprimir o local (geralmente meias elásticas ... geralmente afetando as pernas e pés. É o tipo mais comum de úlcera (70% dos casos), sendo um problema muito frequente em idosos ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%9Alcera_varicosa
*  Titãs Muay Thai: Como colocar as bandagens
Técnicas de pernas. *Algumas técnicas básicas do Boxe Tailandês (1º par.... *ALGUMAS TRADIÇÕES DO VERDADEIRO MUAY THAI RAM... ...
  http://titasmuaythai.blogspot.com/2008/01/como-colocar-as-bandagens.html
*  Medicina de Familia: Setembro 2009
Revisão: Sindrome das Pernas Inquietas Restless Legs Syndrome. A AAFP traz uma revisão sobre esta síndrome que está entre as ...
  http://medicinadefamiliabr.blogspot.com/2009_09_01_archive.html
*  Mulheres com Pernas Inquietas são mais propensas à hipertensão | Minha Vida
Síndrome das pernas inquietas perturba o sono A síndrome das pernas inquietas (SPI) nada tem a ver com a mania de balançar os ... Chutes involuntários caracterizam síndrome das pernas inquietas Chutes involuntários caracterizam síndrome das pernas inquietas ... Mulheres com Pernas Inquietas são mais propensas à hipertensão Quanto mais grave os sintomas da crise, maiores as chances de ... A agonia nas pernas costuma aparecer nos momentos de relaxamento, principalmente no fim da tarde, início da noite ou quando a ...
  http://www.minhavida.com.br/saude/noticias/14062-mulheres-com-pernas-inquietas-sao-mais-propensas-a-hipertensao
*  Terapia Holística Em Taubaté : Síndrome das pernas inquietas
Síndrome das pernas inquietas, ou síndrome de Ekbom,é um distúrbio que se caracteriza por alterações da sensibilidade e ... Criança inquieta na hora de dormir,que chora,resmunga e mexe muito as pernas,pode não estar fazendo manha. ... Leve-a ao pediatra para afastar a possibilidade de ter desenvolvido os sintomas da síndrome das pernas inquietas; ... Os principais sintomas são: sensação de desconforto e necessidade premente de mover as pernas,dor, formigamento,arrepios, ...
  https://fernandatomazpsicanaliseholistica.blogspot.com/2014/01/sindrome-das-pernas-inquietas.html
*  Alivio Dor e Pernas Cansadas
Mustela Maternidade Gel Pernas Ligeiras 125 ml. Saúde, Primeiros Socorros, Alivio Dor e Pernas Cansadas, Sintomas e Doenças, ... Saúde, Primeiros Socorros, Alivio Dor e Pernas Cansadas, Sintomas e Doenças, Pernas Cansadas ... Pernas Cansadas, Bebé e Mamã, Mamã e Pré-Mamã, Anti Estrias/Cuidados Adaptados ...
  https://www.farmacialordelo.com/categoria-produto/saude/primeiros-socorros/alivio-dor-e-pernas-cansadas/
*  O sabonete Ivory e a Síndrome das Pernas Inquietas | eHow Brasil
De acordo com o Instituto Nacional de Distúrbios Neurológicos e Derrame (NINDS) dos EUA, a Síndrome da Pernas Inquietas (SPI) é ... um distúrbio neurológico que causa sensibilidades nas pernas e pode perturbar o sono. Algumas pessoas estão tratando esse ... O sabonete Ivory e a Síndrome das Pernas Inquietas. ... O sabonete Ivory e a Síndrome das Pernas Inquietas. O sabonete ... A SPI torna perigoso, e não confortável, descansar as pernas para cima (Photodisc/Photodisc/Getty Images) De acordo com o ...
  http://www.ehow.com.br/sabonete-ivory-sindrome-pernas-inquietas-fatos_170228/
*  Perna - Wikipedia
Ver artigo principal: Perna humana O Wikiquote possui citações de ou sobre: Perna Anatomia de superfície da perna - Teste seus ... Nota: Para outros significados, veja Perna (desambiguação). Na linguagem vulgar, as pernas são os órgãos de locomoção de muitos ... Nos vertebrados são normalmente designados "membros". Por extensão, no português, utiliza-se o termo perna para indicar a parte ... de qualquer objeto que assenta num suporte (cadeira, mesa, etc.), como na expressão perna da mesa. ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Perna
*  Pernas (constelação chinesa) - Wikipedia
Legs (em chinês: 奎宿 e literalmente, em português: Pernas) é uma constelação chinesa e uma mansão lunar componente do Tigre ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Pernas_(constela%C3%A7%C3%A3o_chinesa)
*  Papá das Pernas Altas - Wikipedia
... e por causa de suas longas pernas, ela o chama de "Papá das Pernas Altas". O único pagamento que ela dá a seu benfeitor é ... Papá das Pernas Altas (私のあしながおじさん, Watashi No Ashinaga Ojisan?) é uma série de anime japonesa baseado no romance Papá das ... Ela não sabe quem é John Smith, e chama-lhe de "Papá das Pernas Altas". Mesmo assim, ela considera-o a única família que ela ... Anime Lyrics dot Com - Anime - Watashi no Ashinaga Ojisan; Daddy-Long-Legs (em inglês) Papá das Pernas Altas (anime) (em
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Pap%C3%A1_das_Pernas_Altas
*  Corvo-de-Três-Pernas - Wikipedia
O corvo-de-três-pernas simbolizando o sol tem uma contrapartida yin yang, o chánchú (蟾蜍 "sapo de três pernas"), simbolizando a ... "pássaro de três pernas") e está presente em vários mitos. Também é mencionado no Shanhaijing. A mais antiga representação ... O corvo-de-três-pernas se originou na China, evidência da primeira relação entre a ave e o sol ou artigos totêmicos escavados ... O Fènghuáng é comumente descrito como sendo de duas pernas, mas existem alguns casos em arte em que é representado com uma ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Corvo-de-Tr%C3%AAs-Pernas
*  Cobra-de-pernas-tridáctila - Wikipedia
A Cobra-de-Pernas-Tridáctila (Chalcides striatus) é uma espécie de réptil escamado da família Scincidae. Pode ser encontrada ... O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cobra-de-pernas-tridáctila O Wikispecies tem ... informações sobre: Cobra-de-pernas-tridáctila Portal de anfíbios e répteis. ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Cobra-de-pernas-trid%C3%A1ctila
*  Plataforma de pernas atirantadas - Wikipedia
Plataforma de pernas atirantadas (em inglês Tension-leg platform, comumente referida como TLP) é uma estrutura flutuante ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/Plataforma_de_pernas_atirantadas

Aplindore: Aplindore (DAB-452) é um fármaco que actua como agonista parcial para o receptor D2 de dopamina.Heinrich JN, Brennan J, Lai MH, Sullivan K, Hornby G, Popiolek M, Jiang LX, Pausch MH, Stack G, Marquis KL, Andree TH.Ismael SilvaSistema muscular: 200px|thumb|Sistema Muscular do corpo humanoMecanoquímica: A Mecanoquímica é o ramo da Físico-Química que se ocupa do comportamento químico dos materiais sob o efeito de forças mecânicas. Uma definição mais antiga foi oferecida por Wilhelm Ostwald: A mecanoquímica é o estudo das relações entre as formas de energia mecânica com a energia química.CurativoBengala (bastão): Bengala é um acessório para o auxílio no caminhar, sendo mais usada por pessoas que têm dificuldades na locomoção em razão da idade, ou em razão de doença, problemas traumatológicos, como fraturas, ou cegueira.Perturbações da marchaCãibra: As cãibras ou câimbras são contrações involuntárias de um músculo esquelético. São frequentes durante a noite, ou em exercícios físicos extenuantes, em pessoas que não possuem condicionamento físico adequado.Exercício anaeróbio: O exercício anaeróbico é qualquer atividade química que trabalhe diversos grupos musculares durante um determinado e constante período de tempo, de forma contínua e ritmada. O treino anaeróbico melhora significativamente o funcionamento do coração, pulmões e todo o sistema contribuindo para uma entrega de oxigênio mais lenta por todo o nosso corpo.Veia femoral: No corpo humano, a veia femoral é um vaso sanguíneo que acompanha a artéria femoral. Ela inicia no canal adutor (também conhecido como canal de Hunter) e é uma continuação da veia poplítea.Coxa: Coxa é uma parte do corpo humano abaixo da virilha e acima do joelho, onde está localizado o fêmur (que é o maior osso do corpo humano) e os músculos pectíneo, iliopsoas, psoas menor, tensor da fáscia lata, sartório (que é o maior músculo do corpo humano), quadríceps femoral (compartimento anterior); adutor longo, adutor curto, adutor magno, grácil, obturador externo (compartimento medial); semitendíneo, semimembranoso e bíceps femoral (compartimento dos alongamentosposterior).Onychomys: Onychomys é um gênero de roedores da família Cricetidae.Lionel CoxMaléolo: Maléolo é cada uma das eminências ósseas (tornozelos), interna e externa, situadas na extremidade inferior da perna.IsquemiaAmputação: Amputação é a remoção de uma extremidade do corpo através de cirurgia ou acidente. Na medicina, é usada para controlar a dor ou a doença no membro afetado, como no câncer e na gangrena.Ambesse Tolosa: etíopeVeia cubital mediana: Veia cubital mediana (ou veia basílica mediana), na anatomia humana, é uma veia superficial do membro superior. Ela conecta a veia basílica e a veia cefálica e freqüentemente é utilizada para punção venosa (retirar sangue).Flegmasia: Flegmasia é o termo habitualmente usado para descrever o importante edema e dor nos membros inferiores em casos de tromboses venosas profundas que atingem as veias ilíacas e mesmo a veia cava inferior.Teste de RombergRespirómetro: Um respirómetro um aparelho que mede a taxa de respiração de um organismo vivo: mede a taxa de troca de oxigénio e dióxido de carbono.Contracção muscular: é um processo fisiológico característico das fibras musculares que corresponde a capacidade de gerar tensão com a ajuda de um neurônio motor. Na contração muscular, a actina desliza sobre os filamentos da miosina, que conservam seus comprimentos originais.Compartimento fascial: Em anatomia, chama-se compartimento fascial ou fáscia ao conjunto de um grupo de músculos envolvido por um tecido fibroso - o invólucro fascial - , distinto do epimísio que cobre cada músculo individual. Cada um destes compartimentos é geralmente alimentado por um nervo e vasos sanguíneos específicos.Esteira ergométrica: 150px|thumb|right|Imagem de uma passadeira mecânica.Ferida: Uma ferida é uma [na continuidade] de um [[tecido corpóreo. Tal interrupção pode ser provocada por algum trauma, ou ainda ser desencadeada por uma [que acione as defesas do [[organismo].

  • sono
  • A síndrome das pernas irrequietas (doença de Willis-Ekbom) é um distúrbio neurológico do sono. (wikipedia.org)
  • Geralmente o sintoma ocorre a noite ao deitar-se, ocorrendo o alivio com o movimento das pernas, porem muitas vezes a pessoa passa a ficar muito tempo - até muitas horas - movimentando as pernas para aliviar e com isto prejudica o sono. (wikipedia.org)
  • venosa
  • Diagnosticada através de exame clínico, sendo algumas vezes necessário estudos detalhados da circulação venosa, a lesão é tratada basicamente com os mesmos cuidados utilizados com as varizes, sendo o repouso prolongado, com pernas elevadas, o cuidado mais fundamental. (wordpress.com)
  • Comparar a pressão do braço com a pressão da perna, com o paciente sentado serve para verificar a insuficiência venosa (se uma é menos de 80% da outra). (wikipedia.org)
  • sintomas
  • De acordo com o site Grandmas-wisdom.com , colocar uma barra de sabonete da marca Ivory dentro dos lençóis, ao lado das pernas, parece impedir os sintomas da síndrome. (ehow.com.br)
  • principal
  • Também chamada de estase ou flebostática, a úlcera varicosa é hoje a principal causa de feridas nas pernas, chegando a 75% do total dos portadores de doenças circulatórias que procuram os médicos especialistas. (wordpress.com)
  • lunar
  • O corvo-de-três-pernas simbolizando o sol tem uma contrapartida yin yang, o chánchú (蟾蜍 "sapo de três pernas"), simbolizando a lua (junto com o coelho lunar). (wikipedia.org)
  • Portugal
  • A Liga de Robots de 4 Pernas é uma competição de futebol robótico que se realiza a nível internacional no evento RoboCup e em Portugal no evento Festival Nacional de Robótica (Esta prova qualifica as equipas portuguesas para a prova RoboCup Four Legged League). (wikipedia.org)
  • parte
  • O corvo-de-três-pernas se originou na China, evidência da primeira relação entre a ave e o sol ou artigos totêmicos escavados em torno de 5000 A.C. na parte inferior da delta do Rio Yangtze. (wikipedia.org)
  • Marcelo Hessel em sua crítica para o Omelete disse, "Reprise de tema à parte, essa trama permite que o diretor Roberto Santucci faça em De Pernas pro Ar 2 uma comédia de erros rápida, escorada no fôlego cômico de Ingrid Guimarães. (wikipedia.org)
  • como define Marco Antônio Coelho Bortoleto Brincar com pernas de pau na infância faz parte de muitas culturas, sendo que o mesmo ocorre nos países lusófonos. (wikipedia.org)
  • muitas
  • Geralmente o sintoma ocorre a noite ao deitar-se, ocorrendo o alivio com o movimento das pernas, porem muitas vezes a pessoa passa a ficar muito tempo - até muitas horas - movimentando as pernas para aliviar e com isto prejudica o sono. (wikipedia.org)
  • corpo
  • A Sarassará-de-pernas-ruivas (Camponotus rufipes) é uma formiga, de coloração castanho-escura, com pernas ruivo-amareladas e corpo provido de finos pêlos ruivos. (wikipedia.org)