Neoplasias da Coluna Vertebral: Tumores e neoplasias localizados na coluna vertebral.Medula Espinal: Coluna cilíndrica de tecido subjacente dentro do canal vertebral. É composto de SUBSTÂNCIA BRANCA e SUBSTÂNCIA CINZENTA.Traumatismos da Medula Espinal: Lesões penetrantes e não penetrantes da medula espinal resultantes de forças externas traumáticas (ex., FERIMENTOS POR ARMAS DE FOGO, TRAUMATISMOS EM CHICOTADAS, etc.).Injeções Espinhais: Introdução de agentes terapêuticos na região espinal usando agulha e seringa.Neoplasias da Medula Espinal: Neoplasias malignas e benignas que ocorrem dentro da substância da medula espinal (neoplasias intramedulares) ou no espaço entre a dura e a medula espinal (neoplasias extramedulares intradurais). A maioria dos tumores intramedulares é neoplasia primária do SNC, incluindo ASTROCITOMA, EPENDIMOMA e LIPOMA. As neoplasias intramedulares são muitas vezes associadas com SIRINGOMIELIA. Os tipos histológicos de tumores intradurais e extramedulares mais frequentes são MENINGIOMA e NEUROFIBROMA.Nervos Espinhais: Os 31 pares de nervos periféricos formados pela união das raizes espinhais dorsal e ventral de cada segmento da medula espinhal. Os plexos nervosos espinhais e as raizes espinhais também estão incluídos nesta definição.Doenças da Medula Espinal: Afecções caracterizadas por disfunção ou danos a MEDULA ESPINAL, incluindo transtornos que envolvem as meninges e espaços perimeníngeos ao redor da medula espinal. Lesões traumáticas, doenças vasculares, infecções e processos inflamatórios/autoimunes podem afetar a medula espinal.Raquianestesia: Procedimento em que um anestésico é injetado diretamente na medula espinal.Raízes Nervosas Espinhais: Feixes pareados das FIBRAS NERVOSAS que penetram e partem de cada segmento da MEDULA ESPINAL. As raízes nervosas ventrais e dorsais unem-se para formar os nervos espinais mistos dos segmentos. As raízes dorsais são geralmente aferentes, formadas pelas projeções centrais das células sensitivas dos gânglios espinais (raiz dorsal), enquanto que as raízes ventrais são eferentes, compreendendo os axônios dos neurônios motores espinhais e FIBRAS AUTÔNOMAS PRÉ-GANGLIONARES.Canal Vertebral: Cavidade dentro da COLUNA VERTEBRAL pela qual a MEDULA ESPINAL passa.Compressão da Medula Espinal: Afecções agudas e crônicas caracterizadas por compressão mecânica externa da MEDULA ESPINAL devido à neoplasia extramedular, ABSCESSO EPIDURAL, FRATURAS DA COLUNA VERTEBRAL, deformidades ósseas dos corpos vertebrais e outras afecções. As manifestações clínicas variam de acordo com o local anatômico da lesão e podem incluir dor localizada, fraqueza, perda sensorial, incontinência e impotência.Doenças da Coluna VertebralNeoplasias Pancreáticas: Tumores ou câncer do PÂNCREAS. Dependendo dos tipos de CÉLULAS das ILHOTAS PANCREÁTICAS presentes nos tumores, vários hormônios podem ser secretados: GLUCAGON das CÉLULAS PANCREÁTICAS ALFA, INSULINA das CÉLULAS PANCREÁTICAS BETA e SOMATOSTATINA das CÉLULAS SECRETORAS DE SOMATOSTATINA. A maioria é maligna, exceto os tumores produtores de insulina (INSULINOMA).Estenose Espinal: O estreitamento do canal espinhal.Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Fusão Vertebral: Imobilização ou ancilose operatória de duas ou mais vértebras, por fusão dos corpos vertebrais com um curto enxerto ósseo ou muitas vezes com discectomia ou laminectomia.Neoplasias Císticas, Mucinosas e Serosas: Neoplasias contendo formações semelhantes a cistos ou produzindo mucina ou soro.Traumatismos da Coluna Vertebral: Traumatismos envolvendo a coluna vertebral.Atrofia Muscular Espinal: Grupo de transtornos caracterizados por degeneração progressiva dos neurônios motores da medula espinhal resultando em fraqueza e atrofia muscular, normalmente sem evidência de lesão aos tratos corticospinais. Entre as doenças desta categoria estão a doença de Werdnig-Hoffman e ATROFIAS MUSCULARES ESPINAIS DA INFÂNCIA de início tardio, sendo a maioria destas, hereditárias. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p1089)Isquemia do Cordão Espinal: Fluxo sanguíneo diminuído na medula espinal, a qual é nutrida pela artéria espinal anterior e pelas artérias espinais posteriores. Esta afecção pode estar associada com ARTERIOSCLEROSE, trauma, êmbolos, doenças da aorta e outros transtornos. A isquemia prolongada pode levar a INFARTO do tecido da medula espinal.Gânglios Espinais: Gânglios sensitivos localizados nas raizes espinhais dorsais no interior da coluna vertebral. As células ganglionares espinhais são pseudounipolares. O ramo primário se bifurca enviando um processo periférico que transporta informação sensorial da periferia e um ramo central que funciona como um relé das informações que são enviadas para a medula espinhal ou cérebro.Neoplasias Cutâneas: Tumores ou câncer da PELE.Neoplasias Primárias Múltiplas: Dois ou mais crescimentos anormais de tecido que ocorrem simultaneamente e de origens supostamente separadas. As neoplasias podem ser histologicamente as mesmas ou diferentes e podem ser encontradas no mesmo local ou em locais diferentes.Neurônios Motores: Neurônios que ativam CÉLULAS MUSCULARES.Vértebras Torácicas: Grupo de doze vértebras conectadas às costelas que sustentam a região superior do tronco.Paraplegia: Perda grave ou completa da função motora nas extremidades inferiores e porções inferiores do tronco. Esta afecção é mais frequentemente associada com DOENÇAS DA MEDULA ESPINHAL, embora DOENÇAS CEREBRAIS, DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO, DOENÇAS NEUROMUSCULARES e DOENÇAS MUSCULARES possam também causar fraqueza bilateral das pernas.Neoplasias Renais: Tumores ou câncer do RIM.Tuberculose da Coluna Vertebral: A osteíte ou cárie da vértebra frequentemente ocorrendo como uma complicação da tuberculose pulmonar.Coluna Vertebral: Coluna vertebral ou espinal.Segunda Neoplasia Primária: Crescimentos anormais de tecido que se seguem a uma neoplasia prévia mas não são metástases desta. A segunda neoplasia pode ter o mesmo tipo histológico ou diferente e pode ocorrer nos mesmos ou em diferentes órgãos que a neoplasia prévia, mas em todos os casos origina-se de um evento oncogênico independente. O desenvolvimento da segunda neoplasia pode ou não ser relacionada com o tratamento da neoplasia prévia uma vez que o risco genético ou fatores predisponentes podem ser na realidade a causa.Imuno-Histoquímica: Localização histoquímica de substâncias imunorreativas utilizando anticorpos marcados como reagentes.Laminectomia: Procedimento cirúrgico que recorre à remoção total (laminectomia) ou parcial (laminotomia) da lâmina vertebral selecionada para aliviar a pressão na MEDULA ESPINAL e/ou RAÍZES NERVOSAS ESPINHAIS. A lâmina vertebral é a parede posterior achatada e fina do arco vertebral que forma o forame vertebral através do qual passa a medula espinal e raizes nervosas.Curvaturas da Coluna Vertebral: Deformidades da COLUNA VERTEBRAL caracterizadas por curvatura ou flexura na coluna vertebral. Elas podem estar curvadas para frente (CIFOSE), para trás (LORDOSE) ou lateralmente (ESCOLIOSE).Hematoma Epidural Espinal: Raro hematoma epidural no espaço epidural espinal, geralmente devido a uma malformação vascular (MALFORMAÇÕES VASCULARES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL) ou TRAUMA. O hematoma epidural espinal espontâneo é uma emergência neurológica devido a sua rápida evolução a uma MIELOPATIA compressiva.Células do Corno Posterior: Neurônios do CORNO DORSAL DA MEDULA ESPINAL cujos corpos celulares e processos estão confinados inteiramente no SISTEMA NERVOSO CENTRAL. Recebem terminações diretas ou colaterais de fibras da raiz dorsal. Enviam seus axônios tanto diretamente para a CÉLULAS DO CORNO ANTERIOR como para fibras longitudinais ascendentes e descendentes da SUBSTÂNCIA BRANCA.Neoplasias da Glândula Tireoide: Tumores ou câncer da GLÂNDULA TIREOIDE.Adenocarcinoma Mucinoso: Adenocarcinoma que produz mucina em quantidades significativas. (Dorland, 28a ed)Vértebras Cervicais: As primeiras sete vértebras da COLUNA VERTEBRAL, correspondendo às vértebras do PESCOÇO.Transtornos Mieloproliferativos: Afecções que causam proliferação de tecido hematopoeticamente ativo ou de tecido que tem potencial hematopoético embrionário. Todos os transtornos envolvem desregulação de CÉLULAS PROGENITORAS MIELOIDES multipotentes, mais frequentemente causada por uma mutação na PROTEÍNA TIROSINA QUINASE JAK2.Região Lombossacral: Região das costas que inclui as VÉRTEBRAS LOMBARES, o SACRO e estruturas adjacentes.Vértebras Lombares: Vértebras na região inferior do DORSO abaixo da VÉRTEBRA TORÁCICA e acima da VÉRTEBRA SACRAL.Atrofias Musculares Espinais da Infância: Grupo de doenças recessivamente hereditárias, caracterizadas por atrofia muscular progressiva e hipotonia. São classificadas como tipo I (doença de Werdnig-Hoffman), tipo II (forma intermediária) e tipo III (doença de Kugelberg-Welander). O tipo I é fatal na infância; o tipo II apresenta início infantil tardio e está associado com sobrevivência até a segunda ou terceira década de vida. O tipo III se inicia na infância e é lentamente progressivo.Neoplasias Pulmonares: Tumores ou câncer do PULMÃO.DNA de Neoplasias: DNA presente em tecidos neoplásicos.Neoplasias Parotídeas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS PARÓTIDAS.Ratos Sprague-Dawley: Linhagem de ratos albinos amplamente utilizada para propósitos experimentais por sua tranquilidade e facilidade de manipulação. Foi desenvolvida pela Companhia de Animais Sprague-Dawley.Cistadenoma: Neoplasia histologicamente benigna, derivada do epitélio glandular, no qual se formam acúmulos císticos de secreções retidas. Em alguns casos, consideráveis porções da neoplasia, ou até mesmo toda a massa, podem ser císticas. (Stedman, 25a ed)Neoplasias de Tecido Conjuntivo e de Tecidos Moles: Neoplasias que se desenvolvem a partir de alguma estrutura dos tecidos conjuntivo e subcutâneo. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em tecidos moles ou do conjuntivo.Neoplasias de Plasmócitos: Neoplasias associadas com proliferação de um clone único de CÉLULAS PLASMÁTICAS e caracterizadas pela secreção das PARAPROTEÍNAS.Neoplasias Hepáticas: Tumores ou câncer do FÍGADO.Neoplasias do Apêndice: Tumores ou câncer do APÊNDICE.Fraturas da Coluna Vertebral: Ossos quebrados na coluna vertebral.Regeneração da Medula Espinal: Reparo da função nervosa lesada após TRAUMATISMOS DA MEDULA ESPINAL ou DOENÇAS DA MEDULA ESPINAL.Cistadenoma Mucinoso: Tumor multilocular com epitélio secretor de mucina. É mais encontrado no ovário, mas também pode ser encontrado no pâncreas, apêndice e, raramente, no retroperitônio e bexiga urinária. Considera-se que tenha baixo grau de potencial para malignidade.Neoplasias Ovarianas: Tumores ou câncer de OVÁRIO. Estas neoplasias podem ser benignas ou malignas. São classificadas de acordo com o tecido de origem, como EPITÉLIO superficial, células endócrinas do estroma e CÉLULAS GERMINATIVAS totipotentes.Neoplasias das Glândulas Endócrinas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS ENDÓCRINAS.Imagem por Ressonância Magnética: Método não invasivo de demonstração da anatomia interna baseado no princípio de que os núcleos atômicos em um campo magnético forte absorvem pulsos de energia de radiofrequência e as emitem como ondas de rádio que podem ser reconstruídas nas imagens computadorizadas. O conceito inclui técnicas tomográficas do spin do próton.Neoplasias Gastrointestinais: Tumores ou câncer do TRATO GASTROINTESTINAL, desde a BOCA até o CANAL ANAL.Quadriplegia: Perda grave ou completa da função motora em todos os quatro membros podendo resultar de DOENÇAS CEREBRAIS, DOENÇAS DA MEDULA ESPINHAL, DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO, DOENÇAS NEUROMUSCULARES ou, raramente, DOENÇAS MUSCULARES. A síndrome "trancada" é caracterizada por quadriplegia em combinação com paralisia do músculo craniano. A consciência é poupada e a única atividade motora voluntária que permanece está limitada ao movimento dos olhos. Esta afecção normalmente é causada por uma lesão no TRONCO ENCEFÁLICO superior que lesa os tratos córtico-espinhal e córtico-bulbar.Carcinoma Ductal Pancreático: Carcinoma que se origina dos DUCTOS PANCREÁTICOS. É responsável pela maioria dos cânceres derivados do PÂNCREAS.Neoplasias Experimentais: Crescimento anormal de TECIDOS em animais, induzidos experimentalmente para estabelecer um modelo de estudo das neoplasias humanas.Dor: Sensação desagradável induzida por estímulos nocivos que são detectados por TERMINAÇÕES NERVOSAS de NOCICEPTORES.Neoplasias de Tecido Vascular: Neoplasias compostas de tecido vascular. Esse conceito não se refere às neoplasias localizadas nos vasos sanguíneos.Mielografia: Visualização da medula através de raio x, após injeção de um meio de contraste no espaço aracnóideo espinhal.Neoplasias Oculares: Tumores ou câncer do OLHO.Núcleo Espinal do Trigêmeo: Núcleo do trato espinal do nervo trigêmeo. Está dividido citoarquitetonicamente em três partes: oral, caudal (NÚCLEO INFERIOR CAUDAL DO NERVO TRIGÊMEO) e interpolar.Neoplasias Nasais: Tumores ou câncer do NARIZ.Hiperalgesia: Sensação aumentada de dor ou desconforto produzida por estímulos minimamente danosos devido à lesões em tecidos moles contendo NOCICEPTORES ou lesão a um nervo periférico.Manipulação da Coluna: Ajustamento e manipulação da coluna vertebral.Neoplasias das Glândulas Salivares: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS SALIVARES.Neoplasias Induzidas por Radiação: Tumores, câncer ou outras neoplasias produzidas por exposição a radiações ionizante ou não ionizante.Adenocarcinoma Papilar: Adenocarcinoma contendo prolongamentos digitiformes de tecido conjuntivo vascular coberto por epitélio neoplásico, projetando-se nos cistos ou na cavidade de glândulas ou folículos; ocorre mais frequentemente no ovário e na glândula tireoide. (Stedman, 25a ed)Carcinoma Papilar: Neoplasia maligna caracterizada por formação de numerosas projeções irregulares digitiformes e estroma fibroso coberto com uma camada superficial de células epiteliais neoplásicas. (Stedman, 25a ed)Neoplasias Testiculares: Tumores ou câncer do TESTÍCULO. Tumores de células germinativas (GERMINOMA) do testículo constituem 95 por cento de todas as neoplasias testiculares.Locomoção: Movimento ou capacidade para se deslocar de um lugar a outro. Pode se referir a humanos, vertebrados ou invertebrados, e microrganismos.Neoplasias de Tecido Muscular: Neoplasias compostas de tecido muscular: esquelético, cardíaco ou liso. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em músculos.Neoplasias Epiteliais e Glandulares: Neoplasias compostas por tecido glandular, um agregado de células epiteliais que elaboram secreções, e por qualquer tipo de epitélio por si mesmo. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em várias glândulas ou no tecido epitelial.Neoplasias Ósseas: Tumores ou câncer localizados em tecido ósseo ou em OSSOS específicos.Cistadenocarcinoma Mucinoso: Tumor maligno cístico ou semissólido ocorrendo mais frequentemente no ovário. Raramente é sólido. Este tumor pode se desenvolver a partir de um cistadenoma mucinoso ou pode ser maligno desde o início. Os cistos são revestidos com células epiteliais colunares altas; em outros, o epitélio consiste de muitas camadas de células que perderam inteiramente as estruturas normais. Nos tumores mais indiferenciados, podem-se ver lâminas e ninhos de células tumorais que têm pouquíssima semelhança com a estrutura parental.Neoplasias de Tecidos Moles: Neoplasias de qualquer tipo celular ou de origem, que ocorre no arcabouço do tecido conjuntivo extraesquelético do corpo incluindo os órgãos de locomoção e suas várias estruturas componentes, tais como, nervos, vasos sanguíneos, linfáticos, etc.Adenoma: Tumor epitelial benigno com organização glandular.Células do Corno Anterior: NEURÔNIOS MOTORES no corno anterior (ventral) da MEDULA ESPINAL que se projetam para os MÚSCULOS ESQUELÉTICOS.Proteínas de Neoplasias: Proteínas cuja expressão anormal (ganho ou perda) está associada com o desenvolvimento, crescimento ou progressão de NEOPLASIAS. Algumas proteínas de neoplasias são antígenos de tumores (ANTÍGENOS DE NEOPLASIAS), ou seja, induzem uma reação imunológica ao seu tumor. Muitas proteínas de neoplasia foram caracterizadas e são utilizadas como BIOMARCADORES TUMORAIS, quando são detectáveis nas células e nos líquidos do corpo como monitores da presença ou crescimento de tumores. A expressão anormal das PROTEÍNAS ONCOGÊNICAS está envolvida na transformação neoplásica, enquanto a perda de expressão das PROTEÍNAS SUPRESSORAS DE TUMOR está envolvida com a perda do controle do crescimento e progressão da neoplasia.Neoplasias Hematológicas: Neoplasias localizadas no sangue ou em tecidos formadores de sangue (a medula óssea e o tecido linfático). As formas mais comuns são os vários tipos de LEUCEMIA, de LINFOMA e das formas potencialmente fatais e progressivas das SÍNDROMES MIELODISPLÁSICAS.Neoplasias Meníngeas: Processos neoplásicos malignos e benignos que surgem ou que envolvem secundariamente as coberturas meníngeas do cérebro e medula espinhal.Estadiamento de Neoplasias: Métodos que tentam expressar em termos replicáveis a extensão de neoplasias no paciente.Tomografia Computadorizada por Raios X: Tomografia utilizando transmissão por raio x e um computador de algoritmo para reconstruir a imagem.Neoplasias Uterinas: Tumores ou câncer do ÚTERO.Doenças do Cão: Doenças do cão doméstico (Canis familiaris). Este termo não inclui doenças de cães selvagens, LOBOS, RAPOSAS e outros Canidae, para os quais o termo CARNÍVOROS é utilizado.Neoplasias Intestinais: Tumores ou câncer dos INTESTINOS.Neoplasias de Anexos e de Apêndices Cutâneos: Neoplasias compostas de tecido glandular sebáceo ou sudoríparo ou tecido de outros apêndices da pele. O conceito não se refere às neoplasias localizadas nas glândulas sebáceas ou sudoríparas ou em outros apêndices da pele.Neuralgia: Dor intensa ou sofrível que ocorre ao longo do curso ou distribuição de um nervo craniano ou periférico.Neoplasias Vasculares: Neoplasias localizadas no sistema vascular, como ARTÉRIAS e VEIAS. São diferenciadas das NEOPLASIAS DE TECIDO VASCULAR, como ANGIOFIBROMA ou HEMANGIOMA.Linfoma: Termo genérico para várias doenças neoplásicas do tecido linfoide.Axônios: Fibras nervosas capazes de conduzir impulsos rapidamente para fora do corpo da célula nervosa.Neoplasias das Glândulas SudoríparasModelos Animais de Doenças: Doenças animais ocorrendo de maneira natural ou são induzidas experimentalmente com processos patológicos suficientemente semelhantes àqueles de doenças humanas. São utilizados como modelos para o estudo de doenças humanas.Espaço Epidural: Espaço entre a dura-máter e as paredes do canal vertebral.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Neoplasias Palatinas: Tumores ou câncer do PALATO, incluindo os palatos duro e mole e ÚVULA.Cordotomia: Qualquer operação na medula espinhal. (Stedman, 25a ed)Recuperação de Função Fisiológica: Retorno parcial (ou completo) ao normal (ou a atividade fisiológica adequada) de um órgão (ou parte) após doença ou trauma.Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Neoplasias Complexas Mistas: Neoplasias compostas de mais de um tipo de tecido neoplásico.Punção Espinal: Drenagem do líquido do espaço subaracnoídeo na região lombar, geralmente entre a terceira e a quarta vértebras lombares.Medição da Dor: Escalas, questionários, testes e outros métodos utilizados para avaliar a severidade e duração da dor em pacientes ou animais experimentais, com o objetivo de ajudar no diagnóstico, terapêutica e estudos fisiológicos.Antígenos de Neoplasias: Frações proteicas, glicoproteicas ou lipoproteicas das superfícies de células tumorais que são geralmente identificadas por anticorpos monoclonais. Muitos destes antígenos são de origem embrionária ou viral.Invasividade Neoplásica: A habilidade de neoplasias de infiltrarem e destruir ativamente tecidos ao seu redor.Neoplasias Mandibulares: Tumores ou câncer da MANDÍBULA.Cistadenocarcinoma: Neoplasia maligna derivada do epitélio glandular, no qual são formados acúmulos císticos de secreções retidas; as células neoplásicas manifestam graus variáveis de anaplasia e invasividade, ocorrendo extensão local e metástases; os cistos se desenvolvem frequentemente nos ovários, onde são reconhecidos tipos pseudomucinosos e serosos. (Stedman, 25a ed)Neoplasias dos Ductos Biliares: Tumores ou câncer dos DUCTOS BILIARES.Neoplasias do Timo: Tumores ou câncer do TIMO.Regeneração Nervosa: Renovação ou reparo fisiológico de um tecido nervoso lesado.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Neoplasias Esplênicas: Tumores ou câncer do BAÇO.Neoplasias Cardíacas: Tumores em qualquer parte do coração. Incluem-se os tumores cardíacos primários e tumores que metastatizam no coração. Sua interferência com as funções cardíacas normais pode causar vários sintomas, inclusive INSUFICIÊNCIA CARDÍACA, ARRITMIAS CARDÍACAS ou EMBOLIA.Nociceptores: Neurônios aferentes periféricos que são sensíveis a lesões ou dor, geralmente causados pela exposição térmica extrema, forças mecânicas ou outros estímulos nocivos. Seus corpos celulares residem nos GÂNGLIOS DA RAIZ DORSAL. Suas terminações periféricas (TERMINAÇÕES NERVOSAS) inervam alvos nos tecidos e transduzem estímulos nocivos via axônios para o SISTEMA NERVOSO CENTRAL.Cistadenoma Seroso: Tumor cístico do ovário, contendo líquido seroso, fino, amarelo e transparente, e quantidades variáveis de tecido sólido, com um potencial maligno várias vezes maior que o do CISTADENOMA MUCINOSO. (Dorland, 28a ed)Neoplasias do Colo: Tumores ou câncer do COLO.Gatos: Família carnívora FELIDAE (Felis catus, gato doméstico), composta por mais de 30 raças diferentes. O gato doméstico descende primariamente do gato selvagem da África e do extremo sudoeste da Ásia. Embora provavelmente estivessem presentes em cidades da Palestina há 7.000 anos, a domesticação em si ocorreu no Egito aproximadamente há 4.000 anos . (Tradução livre do original: Walker's Mammals of the World, 6th ed, p801)Neoplasias do Sistema Nervoso Periférico: Neoplasias que se originam do tecido nervoso periférico. Isso inclui os neurofibromas, Schwannomas, tumores de células granulares, e NEOPLASIAS DA BAINHA NEURAL. (Tradução livre do original: DeVita Jr et al., Cancer: Principles and Practice of Oncology, 5th ed, pp1750-1)Neoplasias Maxilares: Câncer ou tumores da MAXILA ou maxilar superior.Marcadores Biológicos de Tumor: Produtos moleculares metabolizados e secretados por tecidos neoplásicos e [que podem ser] caracterizados bioquimicamente nos líquidos celulares e corporais. Eles são [usados como] indicadores de estágio e grau tumoral, podendo também ser úteis para monitorar respostas ao tratamento e prever recidivas. Muitos grupos químicos estão representados [nesta categoria] inclusive hormônios, antígenos, aminoácidos e ácidos nucleicos, enzimas, poliaminas, além de proteínas e lipídeos de membrana celular específicos.Mielite: Inflamação da medula espinal. Etiologias relativamente comuns incluem infecções, DOENÇAS AUTOIMUNES, MEDULA ESPINAL e isquemia (ver também DOENÇAS VASCULARES DA MEDULA ESPINAL). As características clínicas gerais incluem fraqueza, perda sensorial, dor localizada, incontinência e outros sinais de disfunção autônoma.Escoliose: Desvio lateral apreciável na linha vertical normalmente reta da espinha. (Dorland, 28a ed)Estimulação da Medula Espinal: Aplicação da corrente elétrica na coluna vertebral para o tratamento de uma variedade de afecções que envolvem inervação da medula espinal.Neoplasias das Glândulas Anais: Tumores ou câncer da glândula anal.Neoplasias da Medula Óssea: Neoplasias localizadas na medula óssea. Diferenciam-se de neoplasias compostas por células da medula óssea, como MIELOMA MÚLTIPLO. A maioria das neoplasias da medula óssea é metastática.Reflexo: Movimento involuntário, ou exercício de função, de determinada região estimulada, em resposta ao estímulo aplicado na periferia e transmitido ao cérebro ou medula.Neoplasias Embrionárias de Células Germinativas: Neoplasias compostas de CÉLULAS GERMINATIVAS primordiais de GÔNADAS embrionárias, ou de elementos das camadas germinativas do EMBRIÃO DE MAMÍFEROS. O conceito não se refere a neoplasias localizadas nas gônadas, ou presentes em um embrião ou FETO.Estimulação Elétrica: Uso de correntes ou potenciais elétricos para obter respostas biológicas.Neurônios: Unidades celulares básicas do tecido nervoso. Cada neurônio é formado por corpo, axônio e dendritos. Sua função é receber, conduzir e transmitir impulsos no SISTEMA NERVOSO.Neoplasias Epidurais: Neoplasias localizadas no espaço entre o PERIÓSTEO vertebral e a DURA-MÁTER ao redor da MEDULA ESPINAL. Os tumores nesse local, frequentemente são mais metastáticos na sua origem e podem causar déficits neurológicos por efeito de massa na medula espinal ou raizes nervosas ou por interferir no suprimento sanguíneo para a medula espinal.Neoplasias Lipomatosas: Neoplasias compostas por tecido adiposo ou tecido conjuntivo constituídas de adipócitos numa malha de tecido areolar. O conceito não se refere às neoplasias localizadas no tecido adiposo.Vias Aferentes: Estruturas nervosas através das quais os impulsos são conduzidos da parte periférica em direção ao centro do sistema nervoso.Paralisia: Termo geral normalmente usado para descrever a perda grave ou completa da força muscular devido à doença do sistema motor desde o nível do córtex cerebral até a fibra muscular. Este termo também pode ocasionalmente se referir à perda da função sensorial. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p45)Neoplasias Colorretais: Tumores ou câncer do cólon, ou do RETO ou ambos. Entre os fatores de risco para o câncer colorretal estão colite ulcerativa crônica, polipose familiar do cólon, exposição a ASBESTO e irradiação do COLO DO ÚTERO.Descompressão Cirúrgica: Operação cirúrgica para aliviar a pressão em um compartimento do corpo. (Dorland, 28a ed)Neoplasias Duodenais: Tumores ou câncer do DUODENO.Disrafismo Espinal: Defeitos congênitos de fechamento de um ou mais arcos vertebrais que podem estar associados com malformações da medula espinal, raizes de nervos, bandas fibrosas congênitas, lipomas e cistos congênitos. Estas malformações variam de suave (ex., ESPINHA BÍFIDA OCULTA) a grave, incluindo raquisquise, onde há insuficiência completa da fusão da medula espinal e do tubo neural resultando em exposição da medula espinal na superfície. O disrafismo espinal inclui todas as formas de espinha bífida. A forma aberta é chamada ESPINHA BÍFIDA CÍSTICA e a forma fechada é a ESPINHA BÍFIDA OCULTA. (Tradução livre do original: Joynt, Clinical Neurology, 1992, Ch55, p34)Hematoma Subdural Espinal: Hematoma subdural no CANAL VERTEBRAL.Eletromiografia: Registro das alterações no potencial elétrico do músculo por meio de eletrodos de superfície ou agulhas.Neoplasias do Mediastino: Tumores ou câncer do MEDIASTINO.Neoplasias do Córtex Suprarrenal: Tumores ou câncer do CÓRTEX SUPRARRENAL.Neurônios Aferentes: Neurônios que transportam IMPULSOS NERVOSOS ao SISTEMA NERVOSO CENTRAL.Neoplasias Bucais: Tumores ou câncer da BOCA.Estimulação Física: Ato de desencadear uma resposta de uma pessoa ou organismo através de contato físico.Osteofitose Vertebral: Crescimento excessivo de processos ósseos imaturos ou esporões (OSTEÓFITO) da COLUNA VERTEBRAL, o que reflete a presença de doença degenerativa e calcificação. Ocorre comumente na ESPONDILOSE lombar e cervical.Lipoma: Tumor benigno composto por células gordurosas (ADIPÓCITOS). Pode ser rodeado por uma camada fina de tecido conjuntivo (encapsulado), ou difuso sem a cápsula.Membro Posterior: Cada uma das duas extremidades traseiras de animais terrestres não primatas, que apresentam quatro membros. Geralmente é constituído por FÊMUR, TÍBIA, FÍBULA, OSSOS DO TARSO, OSSOS DO METATARSO e DEDOS DO PÉ. (Tradução livre do original: Storer et al., General Zoology, 6th ed, p 73)Neoplasias da Língua: Tumores ou câncer da LÍNGUA.Recidiva Local de Neoplasia: Recorrência local de uma neoplasia em seguida do tratamento. Ela surge de células microscópicas da neoplasia original que escaparam da intervenção terapêutica e mais tarde tornaram-se clinicamente visíveis no local de origem.Neoplasias do Sistema Nervoso: Processos neoplásicos malignos e benignos originando-se ou envolvendo os componentes do sistema nervoso central, periférico e autônomo, nervos cranianos e meninges. Estão nessa categoria as neoplasias primárias e metastáticas do sistema nervoso.Dura-Máter: A mais externa das três MENINGES, uma membrana fibrosa de tecido conjuntivo que cobre o encéfalo e cordão espinhal.Neoplasias do Íleo: Tumores ou câncer no ÍLEO região do intestino delgado (INTESTINO DELGADO)Neoplasias Gástricas: Tumores ou câncer do ESTÔMAGO.Metástase Neoplásica: Transferência de uma neoplasia de um órgão ou parte do corpo para outro distante do local primário.Neoplasias Cerebelares: Neoplasias metastáticas ou primárias do CEREBELO. Os tumores nessa localização apresentam-se frequentemente com ATAXIA ou sinais de HIPERTENSÃO INTRACRANIANA devido à obstrução do quarto ventrículo. Entre os tumores cerebelares primários comuns estão ASTROCITOMA fibrilar e HEMANGIOBLASTOMA cerebelar. O cerebelo é um local relativamente comum de metástases tumorais provenientes do pulmão, mamas e outros órgãos distantes. (Tradução livre do original: Okazaki & Scheithauer, Atlas of Neuropathology, 1988, p86 and p141)Neoplasias da Bexiga Urinária: Tumores ou câncer da BEXIGA URINÁRIA.Hemangiossarcoma: Neoplasia maligna rara, que se caracteriza por células anaplásicas em proliferação rápida infiltrando-se amplamente e derivadas de vasos sanguíneos, revestindo espaços irregulares cheios de sangue ou encaroçados. (Stedman, 25a ed)Carcinoma de Células Acinares: Tumor maligno que se origina de células secretoras de uma glândula racemosa, particularmente das glândulas salivares. Racemosa (do latin racemosus, cheio de aglomerados) se refere a pequenas dilatações com o formato de saco em várias glândulas, assim como acinar (do latin acinus, uva). Os carcinomas de células acinares são geralmente bem diferenciados e compreendem cerca de 13 por cento dos tumores malignos que se originam nas glândulas parótidas. As metástases em linfonodos ocorrem em aproximadamente 16 por cento dos casos. É comum a detecção de recidivas locais e metástases distantes muito após o final do tratamento. Este tumor maligno aparece em todas as faixas etárias e é mais comum em mulheres. (Tradução livre do original: Stedman, 25th ed; Holland et al., Cancer Medicine, 3d ed, p1240; from DeVita Jr et al., Cancer: Principles & Practice of Oncology, 3d ed, p575)Proteína 1 de Sobrevivência do Neurônio Motor: Proteína do complexo SMN essencial para a funcionalidade do complexo de proteínas SMN. Em humanos, a proteína é codificada por um único gene localizado próximo ao telômero da inversão de uma ampla região invertida no CROMOSSOMO 5. Mutações no gene que codifica a proteína 1 de sobrevivência do neurônio motor podem levar a ATROFIAS MUSCULARES ESPINAIS DA INFÂNCIA.Neoplasias Vaginais: Tumores ou câncer da VAGINA.Evolução Fatal: Morte resultante da presença de uma doença em um indivíduo, como mostrado por um único caso relatado ou um número limitado de pacientes. Deve ser diferenciado de MORTE, a interrupção fisiológica da vida e de MORTALIDADE, um conceito epidemiológico ou estatístico.Neoplasias do Ventrículo Cerebral: Neoplasias localizadas nos ventrículos cerebrais, incluindo os dois laterais, o terceiro e o quarto ventrículos. Os tumores ventriculares podem ser primários (ex., NEOPLASIAS DO PLEXO COROIDE e GLIOMA SUBEPENDIMAL), metástases de órgãos distantes ou ocorrer como extensão de tumores invasivos locais de estruturas cerebrais adjacentes.Adenoma Oxífilo: Tumor glandular, geralmente benigno, composto por células oxífilas, células grandes com núcleos pequenos e irregulares e grânulos acidófilos densos, devido à presença de abundantes MITOCÔNDRIAS. Células oxífilas, também chamadas de oncócitos, são encontradas em oncocitomas do rim, glândulas salivares e glândulas endócrinas. Na glândula tireoide, as células oxífilas são conhecidas como células de Hürthle e células de Askanazy.Janus Quinase 2: Subtipo de Janus quinase envolvida na sinalização dos receptores do hormônio de crescimento, RECEPTORES DA PROLACTINA e uma variedade de RECEPTORES DE CITOCINA, como os RECEPTORES DA ERITROPOIETINA e RECEPTORES DE INTERLEUCINA. A desregulação da Janus quinase 2 devido às translocações genéticas foram associadas com vários TRANSTORNOS MIELOPROLIFERATIVOS.Terapia por Estimulação Elétrica: Aplicação de corrente elétrica no tratamento, sem geração de calor perceptível. Inclui estimulação elétrica de nervos ou músculos, passagem de corrente no corpo, ou o uso de corrente ininterrupta de baixa intensidade para elevar o limiar de dor da pele.Adenocarcinoma: Tumor epitelial maligno com organização glandular.Carcinoma: Neoplasia maligna constituída de células epiteliais que tendem a infiltrar os tecidos circunvizinhos e originar metástases. Sob o ponto de vista histológico, é um tipo de neoplasia, mas o termo é frequentemente empregado de forma errônea como sinônimo de câncer.Interneurônios: Geralmente quaisquer NEURÔNIOS não motores ou sensitivos. Interneurônios podem também se referir aos neurônios cujos AXÔNIOS permanecem em uma região particular do cérebro em contraste aos neurônios de projeção que apresentam axônios que projetam para outras regiões cerebrais.Neoplasias Musculares: Câncer ou tumores localizados no tecido muscular ou músculos específicos. Eles se distinguem das NEOPLASIAS DE TECIDO MUSCULAR, que são neoplasias compostas de tecido muscular esquelético, cardíaco ou liso, como MIOSSARCOMA ou LEIOMIOMA.Neoplasias Hepáticas Experimentais: Tumores induzidos experimentalmente no FÍGADO.Neurilemoma: Neoplasia que se origina das CÉLULAS DE SCHWANN dos nervos autônomos, periféricos e cranianos. Clinicamente, estes tumores podem se apresentar como uma neuropatia craniana, uma massa de tecido mole ou abdominal, lesão intracraniana ou com compressão da medula espinhal. Histologicamente, estes tumores são encapsulados, altamente vascularizados e compostos por um padrão homogêneo de células bifásicas em forma de fuso que podem ter a aparência de paliçadas. (Tradução livre do original: DeVita Jr et al., Cancer: Principles and Practice of Oncology, 5th ed, pp964-5).Doenças Mieloproliferativas-Mielodisplásicas: Transtornos mieloides clonais que possuem aspectos tanto displásicos como proliferativos, mas não são adequadamente classificados seja como SÍNDROMES MIELODISPLÁSICAS ou TRANSTORNOS MIELOPROLIFERATIVOS.Pancreatectomia: Remoção cirúrgica do pâncreas. (Dorland, 28a ed)Cauda Equina: Parte inferior da MEDULA ESPINAL formada pelas raizes nervosas lombares, sacrais e coccígeas.Analgésicos: Compostos que aliviam dor sem a perda de ESTADO DE CONSCIÊNCIA.Ependimoma: Glioma derivado de CÉLULAS EPENDIMOGLIAIS que tendem a se apresentar como tumores intracranianos malignos, em crianças e como neoplasias intraespinhais benignas, em adultos. Podem se originar em qualquer nível do sistema ventricular ou do canal central da medula espinhal. Os ependimomas intracranianos originam-se mais frequentemente, no QUARTO VENTRÍCULO e histologicamente são tumores densamente celulares que podem conter túbulos ependimais e pseudorrosetas perivasculares. Os ependimomas espinhais, normalmente são tumores benignos papilares ou mixopapilares. (Tradução livre do original: DeVita et al., Principles and Practice of Oncology, 5th ed, p2018; Escourolle et al., Manual of Basic Neuropathology, 2nd ed, pp28-9)Sacro: Cinco vértebras fundidas que formam uma estrutura em forma de triângulo atrás da PELVE. Articula na parte superior com a VÉRTEBRA LOMBAR, na parte inferior com o CÓCCIX e anteriormente com o ÍLEO da PELVE. O sacro reforça e estabiliza a PELVE.Neoplasias da Mama: Tumores ou câncer da MAMA humana.Neoplasias dos Seios Paranasais: Tumores ou câncer dos SEIOS PARANASAIS.Neoplasias Pleurais: Neoplasias da membrana serosa fina que recobre os pulmões e reveste a cavidade torácica. As neoplasias pleurais são extremamente raras e geralmente só são diagnosticadas em estágio avançado porque não produzem sintomas em estágios iniciais.Bexiga Urinaria Neurogênica: Disfunção da BEXIGA URINÁRIA devido a doenças das vias do sistema nervoso central ou periférico envolvidas no controle da MICÇÃO. Geralmente está associada com DOENÇAS DA MEDULA ESPINHAL mas também pode ser causada por DOENÇAS ENCEFÁLICAS ou DOENÇAS DOS NERVOS PERIFÉRICOS.Lampreias: Nome vulgar de peixes (única família, Petromyzontidae; ordem Petromyzontiformes) semelhantes a enguias. Não possuem mandíbula, mas têm uma boca sugadora com dentes córneos.Doenças Vasculares da Medula Espinal: Processos patológicos envolvendo quaisquer dos VASOS SANGUÍNEOS que alimentam a MEDULA ESPINAL, como as artérias espinhais anterior e posteriores pareadas ou suas várias ramificações. Entre os processos da doença podemos incluir ATEROSCLEROSE, EMBOLISMO e MALFORMAÇÕES ARTERIOVENOSAS levando a ISQUEMIA ou HEMORRAGIA na medula espinal (hematomielia).

*  Tumor ósseo - Wikipedia

Osteoblastoma: é um único tumor que ocorre na coluna vertebral. Também pode afetar ossos longos. Mais comum em adultos jovens. ... Os tumores benignos de osso podem ser: Encondroma: geralmente aparece nos ossos da mão e do pé. Muitas vezes não tem sintomas. ... Tumor ósseo é uma neoplasia (crescimento celular anormal) que pode ser benignos (não invadem outros tecidos) ou malignos ( ... Caso o tumor cause problemas ou tenha chance de dar metástase pode-se remover o tumor cirurgicamente e colocar uma prótese no ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Tumor_ósseo

*  Cisto dermoide - causas, sintomas e tratamento - InfoEscola

Coluna vertebral: cistos dermoides nessa região podem se desenvolver em decorrência de um erro durante o desenvolvimento do ... Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas. ... Podem ocasionar torção do órgão, infecção, ruptura e até evoluir p/ neoplasias. ... Região periorbital: comumente observado em crianças pequenas, geralmente situado próximo a face lateral da sobrancelha ...
infoescola.com/doencas/cisto-dermoide/

*  1402

... borda posterior do coração até a borda anterior da coluna vertebral; • posterior: a partir da borda anterior da coluna ... Podem estar alargadas em caso de alterações no mediastino posterior (abscessos, neoplasias, ectasia da ázigos) ou na própria ... Linha da aorta descendente (figura 27): deve estar à esquerda da coluna vertebral. A porção ascendente da aorta é de difícil ... à direita da coluna vertebral, dirigindo-se para o átrio direito. Figura 25. Linha da veia cava superior. • Linha da artéria ...
https://pt.slideshare.net/arbarretto/1402-31045007

*  Tumor de células germinativas - Wikipedia

Parte de trás da cavidade abdominal) Mediastino (entre os pulmões) Cóccix (ossos da ponta da coluna vertebral) Glândula pineal ... Tumor de células germinativas (TCG) é uma neoplasia derivada de células germinativas, as células que dão origem ao ... Dependendo da aparência histológica podem ser classificados como: Germinomas: Malignos, afetam adultos. Seminoma testicular ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Tumor_de_células_germinativas

*  Faculdade de Medicina Veterinária - PDF

INFLAMATÓRIA EM TUMORES MAMÁRIOS DE CADELA CATARINA ISABEL GOMES ARRANJA CONSTITUIÇÃO DO JÚRI Doutora Maria da Conceição da ... UNIVERSIDADE DE LISBOA Faculdade de Medicina Veterinária ESTUDO DA RESPOSTA ... Coluna Vertebral. Glândula supra-renal O QUE É? O NEUROBLASTOMA Coluna Vertebral Glândula supra-renal O NEUROBLASTOMA O QUE ... NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL E NOMENCLATURA DAS NEOPLASIAS NEOPLASIAS DE ORIGEM MESENQUIMAL E NOMENCLATURA DAS NEOPLASIAS ...
docplayer.com.br/693376-Faculdade-de-medicina-veterinaria.html

*  Gene Repórter: Os baPho-s da fosfoetanolamina sintética

... sob o fundamento de que padece de Hemangioma Vertebral, câncer na coluna, e, em razão da doença, já em metástase, faz uso há ... visando ao fornecimento da substância Fosfoetanolamina sintética, sob o fundamento de que padece de Neoplasia Maligna da ... Direto da Ciência (06/abr/2016): A 'zica' da fosfo. .Reinaldo José Lopes (14/abr/2016): A saga da fosfo: notas sobre um ... volta a dar chabu em testes oficiais. (06/jun/2016): E mais um teste da "fosfo" em animais.... (12/jun/2016): Alice no País da ...
genereporter.blogspot.com.br/2015/10/os-bapho-s-da-fosfoetanolamina-sintetica.html

*  cisto de conteudo espesso ou nodulo solido medindo 0,9cm

Se fornece uma medida da similaridade entre os sintomas e cada doença. ... Doenças da Coluna Vertebral. 1. + +. 41. Doenças Maxilares. 1. + +. 42. Hemorragia. 1. + +. ... Neoplasias Retroperitoneais. 1. + +. 94. Pancreatopatias. 1. + +. Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste ...
lookfordiagnosis.com/results.php?symptoms=cisto de conteudo espesso ou nodulo solido medindo 0,9cm&lang=3&parent=/&mode=F

*  Mieloma multiplo - Artigos Acadêmicos - Andrehoffmann

Mieloma Múltiplo: Ø É a segunda doença mais freqüente entre os cânceres de sangue, à frente até da leucemia. Ø O mieloma é ... O Mieloma Múltiplo é uma neoplasia primária maligna de proliferação plasmocitária na medula óssea. Alterações Sistêmicas:  ... Infecção;  Insuficiência renal;  Fraturas patológicas;  Compressão do canal vertebral. Sintomas:  Dor na coluna;  ... Mieloma Múltiplo Mieloma Múltiplo é um tipo de câncer de medula (tecido esponjoso que preenche o centro da maioria dos ossos) ...
trabalhosfeitos.com/ensaios/Mieloma-Multiplo/180142.html

*  CID-10 Capítulo II: Neoplasias (tumores) - Wikipedia

Neoplasia benigna do osso da mandíbula (D16.6) Neoplasia benigna da coluna vertebral (D16.7) Neoplasia benigna das costelas, do ... Neoplasia maligna da porção axilar da mama (C50.8) Neoplasia maligna da mama com lesão invasiva (C50.9) Neoplasia maligna da ... Neoplasia maligna do córtex da supra-renal (C74.1) Neoplasia maligna da medula da supra-renal (C74.9) Neoplasia maligna da ... Neoplasia maligna dos seios da face (C32) Neoplasia maligna da laringe (C33) Neoplasia maligna da traquéia (C34) Neoplasia ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/CID-10_Capítulo_II:_Neoplasias_(tumores)

*  CID-10 Capítulo I: Algumas doenças infecciosas e parasitárias - Wikipedia

Tuberculose da coluna vertebral (M49.0*) Tuberculose do joelho (M01.1*) Tuberculose do quadril (M01.1*) A18.1 Tuberculose do ... resultando em neoplasias malignas B22 Doença pelo vírus da imunodeficiência humana [HIV] resultando em outras doenças ... bacteriológica ou histológica Tuberculose dos brônquios Tuberculose da glote SOE Tuberculose da laringe Tuberculose da traquéia ... especificadas B23 Doença pelo vírus da imunodeficiência humana [HIV] resultando em outras doenças B24 Doença pelo vírus da ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/CID-10_Capítulo_I:_Algumas_doenças_infecciosas_e_parasitárias

Neurómero: Neurómeros são os segmentos do tubo neural que estabelecem o cérebro embriónico durante o desenvolvimento embrionário.TetraplegiaAnestesia espinhalPancreatoblastomaEstenose espinhalCélula de Renshaw: As células de Renshaw são interneurônios do corno anterior da medula espinal. Eles são pequenos  neurônios inibitórios, multipolares e de associação homolateral .Paraplegia: A paraplegia, tal como a tetraplegia, é resultante de uma lesão medular. Este tipo de lesão classifica-se como completa ou incompleta, dependendo do fato de existir ou não controle e sensibilidade abaixo de onde ocorreu a lesão medular.Laminectomia: Laminectomia é o procedimento cirúrgico para a remoção de uma ou mais lâminas vertebrais. A laminectomia constitui o tempo operatório da maioria das intervenções na medula espinal que necessitam de uma exposição larga da dura-máter.Tumor da tiroideNeoplasia mucinosa papilar intraductalLive at Hammersmith '82!: Live at Hammersmith '82! é um álbum ao vivo da banda Duran Duran.IpilimumabNeoplasia cística mucinosa do pâncreas: Neoplasias císticas mucinosas pancreáticas ou tumores císticos mucinosos são um grupo de neoplasias císticas que se formam no pâncreas.Hiperalgesia: Hiperalgesia pode ser sensibilidade exagerada à dor ou sensação elevada a estímulos dolorosos, podendo ser seguida de danos dos tecidos maciços contendo nociceptores ou lesão a um nervo periférico.Marcador tumoral: Marcador tumoral é uma substância encontrada no sangue, urina ou tecidos biológicos que numa concentração superior a um determinado nível pode indicar a existência de um câncer. .Corpo de psammoma: Corpo de psammoma ou corpo psammoma (do grego ψάμμος psámmos, areia) é um termo médico para calcificações microscópicas encontradas em alguns tumores benignos e malignos(câncer) e em alguns processos inflamatórios crônicos. http://www.Tumor ósseoTecido mole: O termo tecido mole se refere à classe de tecidos animais com matriz extracelular rica em fibras de colágeno e elastina. Os tecidos moles possuem propriedades estruturais, pois transmitem forças, e realizam grandes deformações.AdenomaTerrier: Terrier é um grupo de raças de cães produzidas inicialmente para caça de pequenos animais. Geralmente de porte pequeno e médio, estes cães são extremamente corajosos e resistentes, e têm uma personalidade vívida, e energética.


geralmente


  • Os tumores benignos de osso podem ser: Encondroma: geralmente aparece nos ossos da mão e do pé. (wikipedia.org)
  • A sintomatologia geralmente resulta da compressão direta do tecido cerebral ou dos nervos cranianos. (blogspot.com)
  • As metástase dos carcinomas de mama, pulmão, próstata e tubo digestivo geralmente ocorrem na coluna vertebral ou torácica, raramente na coluna cervical, ocasionando dor contínua, ora diurna ora noturna, levam a instalação rápida de amiotrofias associadas a anorexia, emagrecimento acentuado e anemia. (medicinageriatrica.com.br)
  • Os sintomas iniciais da doença de Alzheimer (DA), são geralmente confundidos com o processo de envelhecimento normal. (crmliquor.com)

podem ser


  • Dependendo da aparência histológica podem ser classificados como: Germinomas: Malignos, afetam adultos. (wikipedia.org)
  • Outros efeitos da pressão podem ser observados sobre os troncos simpáticos, nervos frênicos e algumas vezes, sobre a traquéia, brônquios fontes e esôfago. (blogspot.com)
  • Semelhante aos das mulheres de acordo com o estagio da neoplasia, podem ser sugeridas a hormonioterapia aditiva, quimioterapia, radioterapia e em ultimo caso a mastectomia. (blogspot.com)

ossos


  • Mieloma Múltiplo é um tipo de câncer de medula (tecido esponjoso que preenche o centro da maioria dos ossos) que afeta as células plasmáticas. (trabalhosfeitos.com)
  • Mieloma Múltiplo Mieloma Múltiplo é um tipo de câncer de medula (tecido esponjoso que preenche o centro da maioria dos ossos) que afeta as células plasmáticas, que são um tipo de glóbulos brancos. (trabalhosfeitos.com)

anteriores


  • O mediastino estende-se do esterno e cartilagens costais à coluna vertebral (faces anteriores das vértebras torácicas), e da raiz do pescoço ao diafragma. (blogspot.com)

inferior


  • IV - Na fratura de teardrop ocorre deslocamento da margem inferior do corpo vertebral posteriormente dentro do canal espinhal e resulta de hiperextensão. (blogspot.com)
  • É dividido em superior e inferior por um plano imaginário que passa anteriormente pelo ângulo esternal e posteriormente pela margem inferior da IV vértebra torácica. (blogspot.com)
  • O mediastino inferior é limitado anteriormente pelo corpo do esterno e posteriormente pelas 8 últimas vértebras torácicas, podendo ser dividido em anterior (entre o pericárdio e o esterno), médio e posterior (entre o pericárdio e a coluna vertebral). (blogspot.com)
  • A nível da margem inferior da primeira cartilagem costal direita as veias braquiocefálicas unem-se para formar a veia cava superior. (blogspot.com)
  • Cada veia braquiocefálica ainda recebe as veias vertebral, torácica interna, tireoidea inferior e eventualmente pode receber as primeiras intercostais supremas. (blogspot.com)

tumores


  • 10 Resumo Estudo da resposta inflamatória em tumores mamários de cadela Os tumores mamários apresentam uma elevada prevalência em cadelas e constituem uma importante entidade clínica nesta espécie. (docplayer.com.br)
  • Neste trabalho foi realizado o estudo da resposta inflamatória associada aos tumores e investigada a sua associação com parâmetros de caráter prognóstico. (docplayer.com.br)
  • Colheram-se 49 massas da região mamária a partir das quais se selecionaram 41 tumores mamários. (docplayer.com.br)
  • O Capítulo II corresponde à Neoplasias (tumores). (wikipedia.org)
  • I Dentre os tumores intradurais e extramedulares da medula espinhal, eles são os de maior prevalência. (blogspot.com)
  • 27. Os tumores de célula não-glial originam-se de diversos tecidos, inclusive da bainha dos nervos. (blogspot.com)
  • 30. Os sinais e sintomas focais nos tumores que afetam os hemisférios cerebrais, gânglios da base, tronco cerebral ou cerebelo costumam ser clinicamente específicos. (blogspot.com)

estruturas


  • II Sua sintomatologia se dá exclusivamente por compressão das estruturas vizinhas, não ocorrendo invasão de tecidos adjacentes ou metástase à distância. (blogspot.com)

ocorre


  • Osteoblastoma: é um único tumor que ocorre na coluna vertebral. (wikipedia.org)

tratamento


  • III Seu tratamento se dá exclusivamente por cirurgia, não sendo eficaz a quimioterapia e a radioterapia. (blogspot.com)
  • Este e novos estudos podem dar indícios sobre as razões de tantos casos de câncer de mama não responderem ao tratamento, vislumbrando-se a busca de planos individualizados de tratamento. (medicinageriatrica.com.br)
  • Uma pesquisa realizada, com o apoio da Fundação de Amparo à pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), e com a participação de três cientistas brasileiras, vinculadas à Universidade de São Paulo (USP), sugeriram que o medicamento antibiótico doxiciclina, indicado em doses baixas, pode ajudar no tratamento da doença de parkinson. (crmliquor.com)
  • C) Tratamento da infecção associada por meio de antibióticos e drenagem de abscessos intraabdominais. (docplayer.com.br)

pulmonares


  • Contudo, o conhecimento do aspecto normal e da divisão dos lobos pulmonares é fundamental. (slideshare.net)

Mama


  • Segunda última classificação da Organização Mundial da Saúde existem pelo menos 17 tipos de câncer de mama. (medicinageriatrica.com.br)
  • Como o tecido da mama é difícil de ser examinado com o uso de radiação penetrante, devido às pequenas diferenças de densidade e textura de seus componentes como, tecido adiposo e fibroglandular, a mamografia possibilita somente suspeitar e não diagnosticar um tumor maligno. (medicinageriatrica.com.br)

acordo com


  • Quando um paciente chega ao neurologista com os sintomas, como a dificuldade de caminhar, de manter a postura corporal e outros problemas motores, principalmente o tremor das mãos, e que vão se agravando de acordo com o avanço da doença, é feito apenas um diagnóstico clínico, com a realização de alguns exames para poder identificar a patologia. (crmliquor.com)

ocasionando


  • Na sua falta, principalmente em uma região encefálica chamada substância nigra (negra), o controle motor do indivíduo é perdido, ocasionando os sinais e sintomas característicos da doença de Parkinson. (crmliquor.com)

desenvolvimento


  • Coluna vertebral: cistos dermoides nessa região podem se desenvolver em decorrência de um erro durante o desenvolvimento do tubo neural. (infoescola.com)
  • Seu desenvolvimento parece decorrer da ativação ou alteração da expressão de oncogenes e/ou perda ou inativação de genes supressores. (medicinageriatrica.com.br)

Intracraniano


  • 34. A manutenção da pressão intracraniana (PIC) em seus valores normais depende da preservação do volume intracraniano. (blogspot.com)

celular


  • Tumor ósseo é uma neoplasia (crescimento celular anormal) que pode ser benignos (não invadem outros tecidos) ou malignos (câncer, invadem outros tecidos). (wikipedia.org)
  • Estudos têm mostrado que a maioria dos mutantes hipervirulentos têm deleções nas suas enzimas modificadoras da parede celular ou reguladores que respondam a estímulos ambientais. (wikipedia.org)
  • Esses dois cientistas, que se opunham aos que defendiam a teoria da estrutura fibrilar difusa, conseguiram demonstrar que o sistema nervoso consta de células nas quais se diferenciam um corpo celular, ou soma, um eixo de transmissão de impulsos nervosos, denominado axônio ou cilindro-eixo, e uma série de prolongamentos ramificados, ou dendritos. (blogspot.com)

cirurgia


  • Muitas mulheres já deram seu depoimento dizendo que o ato de prevenir diminui consideravelmente as chances da doença se desenvolver no organismo e consequentemente de haver a necessidade de alguma cirurgia de remoção do orgão. (blogspot.com)

desta


  • Desta forma, gostaria de agradecer: Aos meus pais, por toda a liberdade, confiança, apoio e inspiração com os quais me brindaram tanto ao longo do curso como da minha vida. (docplayer.com.br)
  • Recentes avanços em genética molecular permitiram um melhor entendimento da gênese desta neoplasia. (medicinageriatrica.com.br)
  • E isso se dá graças a presença desta substância em nosso cérebro. (crmliquor.com)

decorrer


  • D) A complicação tardia mais comum da banda gástrica ajustável é a esofagite que pode já existir previamente ou pode decorrer da má posição da banda. (docplayer.com.br)

tecido


  • Este tecido é contínuo com o da raiz do pescoço, assim é possível que uma infecção profunda do pescoço possa espalhar-se rapidamente dentro do tórax produzindo uma mediastinite. (blogspot.com)
  • TIMO - É uma massa de tecido linfóide que apresenta-se proeminente no mediastino superior no início da infância, possui estrutura lobulada (2 lobos) e achatada com aspecto róseo nos primeiros anos de vida, podendo em recém-nascidos estender-se superiormente através da abertura torácica superior até a raiz do pescoço, na frente dos grandes vasos. (blogspot.com)
  • A certeza do diagnóstico da DA só pode ser obtida através do exame microscópico do tecido cerebral, porém, ele só é feito após o falecimento do paciente. (crmliquor.com)
  • Aparecimento de nódulos indolor na região da auréola, onde o tecido mamário se encontra podendo provocar coceira e irritação. (blogspot.com)

causador


  • O Wikispecies tem informações sobre: Mycobacterium tuberculosis Mycobacterium tuberculosis (MTB), ou bacilo de Koch, é uma espécie de bactéria patogênica do gênero Mycobacterium e o agente causador da maioria dos casos de tuberculose (TB). (wikipedia.org)

corpo


  • Um tumor de cisto em extensão pode ocluir parcialmente a veia cava superior causando severa congestão das veias da parte superior do corpo. (blogspot.com)

sendo


  • A incidência é maior em indivíduos da raçanegra, varia de país para país, sendo menor que 1/100.000 na China e cerca de 4/100.000 na maioria dos países industrializados. (trabalhosfeitos.com)
  • III - A divisão da coluna nas três colunas de Denis é importante para compreensão dos critérios de estabilidade, sendo que uma coluna é instável quando a coluna anterior está comprometida. (blogspot.com)

exclusivamente


  • 6 Que pense exclusivamente em aumentar a luz natural da sua razão não para resolver esta ou aquela dificuldade escolar, mas, para que, em cada circunstância da sua vida, a inteligência mostre à sua vontade o que deve escolher. (docplayer.com.br)

cada


  • À medida que a vida na Terra evoluiu e que o ambiente se tornou mais complexo, a sobrevivência dos animais passou a depender cada vez mais da forma como eles podiam responder às mudanças do meio ambiente. (blogspot.com)

pequenas


  • e (3) as células da microglia, pequenas e fagocitárias. (blogspot.com)

Mediastino


  • VEIAS BRAQUIOCEFÁLICAS - Localizam-se no mediastino superior e são formadas pela união da veia jugular interna e subclávia. (blogspot.com)

anos


  • Nas mulheres ele e raro aos 35 anos de idade, mas acima da faixa etária sua incidência cresce rapidamente. (blogspot.com)

Existem


  • 28. Existem variantes benignas e malignas nas neoplasias cranianas primárias. (blogspot.com)

maior


  • No entanto, o que o estudo mostra é que a diversidade e as diferenças entre as pacientes é muito maior do que imaginávamos," conta o Dr. Sunil Lakhani, da Universidade de Queensland, na Austrália. (medicinageriatrica.com.br)

superior


  • D) Os traumas pancreáticos que evoluem tardiamente com abscesso e pseudocistos infectados devem ser tratados, preferencialmente, por laparotomia para drenagem e desbridamento (E) A espessura da parede do pseudocisto de pâncreas deve ser superior a 3mm para que se indique a marsupialização interna. (docplayer.com.br)

medula


  • 20% das células da medula) e em atividade. (trabalhosfeitos.com)
  • O mieloma é chamado de "mieloma múltiplo" porque múltiplas áreas da medula são normalmente afetadas. (trabalhosfeitos.com)
  • Na medula espinhal são exercidas ações condutoras ou motoras e funções reflexas, como as da postura e da locomoção. (blogspot.com)

iniciais


  • Qualquer reclamação só será aceita durante os quinze minutos iniciais da prova. (docplayer.com.br)

paciente


  • 06 - Em paciente portador de Síndrome de Imunodeficiência Adquirida, a ressonância magnética mostra lesão localizada nos gânglios da base, com impregnação anelar de contraste. (blogspot.com)

tumor


  • Caso o tumor cause problemas ou tenha chance de dar metástase pode-se remover o tumor cirurgicamente e colocar uma prótese no lugar. (wikipedia.org)
  • Tumor de células germinativas (TCG) é uma neoplasia derivada de células germinativas, as células que dão origem ao espermatozóide e óvulos. (wikipedia.org)
  • Um tumor no pulmão esquerdo pode espalhar-se rapidamente e envolver os linfonodos mediastinais que, por alargamento podem comprimir o nervo laríngeo recorrente esquerdo, produzindo paralisia da corda vocal esquerda. (blogspot.com)

parte


  • 2 - Arcabouço ósseo O arcabouço ósseo faz parte da avaliação da radiografia de tórax. (slideshare.net)

placas


  • A ciência já conseguiu provar que essas grandes fibras amiloides - agrupamento em forma de placas - da α-sinucleína não são tóxicas para as células, mas sim, os chamados oligoméricos. (crmliquor.com)

seja


  • Ela é causada por uma diminuição intensa da produção de dopamina, que é um neurotransmissor, ou seja, uma substância química que ajuda na transmissão de mensagens entre as células nervosas. (crmliquor.com)

fatores


  • A capacidade de construir mutantes M. tuberculosis e testar produtos de genes individuais para funções específicas tem avançado significativamente a nossa compreensão da patogênese e fatores de virulência de M. tuberculosis. (wikipedia.org)
  • Já a α-sinucleína oligomérica liberada para a matriz extracelular induz a ativação da glia, que consequentemente, libera a os fatores pró-inflamatórios, induzindo danos mitocondriais, em um ciclo sem fim. (crmliquor.com)

esquerda


  • Posição da fissura oblíqua esquerda na radiografia de tórax em perfil. (slideshare.net)
  • Na união da veia jugular interna direita com a veia subclávia direita desemboca o ducto linfático direito.Já na união da veia jugular interna esquerda com a veia subclávia esquerda desemboca o ducto torácico. (blogspot.com)

importante


  • É com imensa satisfação e gratidão aos autores que a Comissão da Infância e Juventude do Conselho Nacional do Ministério Público apresenta a toda a comunidade engajada no enfrentamento ao trabalho infantil, este importante guia, na expectativa de que auxilie na permanente luta, que deve ser de toda a sociedade, para tornar efetiva a garantia constitucional da prioridade absoluta dos direitos das crianças e adolescentes. (docplayer.com.br)

assim


  • E assim, o Parkinson poderá ser confirmado, com a detecção da α-sinucleína agregada. (crmliquor.com)

qualquer


  • Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas. (infoescola.com)

horas


  • 6. Você somente poderá deixar este recinto 2 horas após o início da prova. (docplayer.com.br)

animais


cientistas


  • A cura do Câncer da USP e demais revoluções científicas no jornalismo: os cientistas são culpados pelo sensacionalismo midiático? (blogspot.com.br)

genes


  • Cerca de 10% da capacidade de codificação é feita pelas famílias de genes PE/PPE, que codificam proteínas ricas em glicina ácidas. (wikipedia.org)

toda


  • À Dr.ª Sandra Carvalho por toda a disponibilidade, paciência e ajuda na realização da técnica de imunohistoquímica. (docplayer.com.br)