Neoplasias Ovarianas: Tumores ou câncer de OVÁRIO. Estas neoplasias podem ser benignas ou malignas. São classificadas de acordo com o tecido de origem, como EPITÉLIO superficial, células endócrinas do estroma e CÉLULAS GERMINATIVAS totipotentes.Cistadenoma: Neoplasia histologicamente benigna, derivada do epitélio glandular, no qual se formam acúmulos císticos de secreções retidas. Em alguns casos, consideráveis porções da neoplasia, ou até mesmo toda a massa, podem ser císticas. (Stedman, 25a ed)Tumor de Brenner: Tumor fibroepitelial liso (sólido ou cístico) (NEOPLASIAS FIBROEPITELIAIS), geralmente encontrado nos OVÁRIOS, podendo também ser encontrado na região anexa e nos RINS. Consiste em um estroma fibroso, com ninhos de células epiteliais; estas às vezes se assemelham às células de transição que revestem bexiga urinária. Estes tumores geralmente são benignos e assintomáticos. Entretanto, formas malignas têm sido descritas.Tumor de Células da Granulosa: Neoplasia (composta inteiramente de CÉLULAS DA GRANULOSA) que ocorre principalmente no OVÁRIO, podendo conter CÉLULAS TECAIS (na forma adulta). Este tumor frequentemente produz ESTRADIOL e INIBINAS. A exposição excessiva ao estrógeno pode levar a outras malignidades (em mulheres) e a PUBERDADE PRECOCE (em meninas). Em casos raros, estes tumores têm sido identificados nos TESTÍCULOS.Tumor de Células de Sertoli-Leydig: Tumor estromal do cordão gonadal sexual das CÉLULAS INTERSTICIAIS DO TESTÍCULO, CÉLULAS DE SERTOLI e FIBROBLASTOS que variam em proporção e grau de diferenciação. A maioria destes tumores produz ANDROGÊNIOS nas CÉLULAS INTERSTICIAIS DO TESTÍCULO, anteriormente conhecidos como androblastoma ou arrenoblastoma. Androblastomas ocorrem nos TESTÍCULOS ou OVÁRIOS causando masculinização precoce nos machos e desfeminização ou virilização (VIRILISMO) nas fêmeas. Em alguns casos, as células de Sertoli produzem ESTROGÊNIOS.Tecoma: Neoplasia estromal gonadal composta somente de CÉLULAS TECAIS que ocorrem, em sua maioria, nos OVÁRIOS pós-menopausados. É preenchido com células em formato de fuso contendo lipídeos e produzindo ESTRÓGENOS que podem levar à HIPERPLASIA ENDOMETRIAL, HEMORRAGIA UTERINA ou outras malignidades em mulheres pós-menopausa e precocidade sexual em garotas. Quando os tumores que contêm células tecais também contiverem FIBROBLASTOS, são identificados como tumores tecoma-fibroma com menor produção de hormônios ativos.Cistadenocarcinoma: Neoplasia maligna derivada do epitélio glandular, no qual são formados acúmulos císticos de secreções retidas; as células neoplásicas manifestam graus variáveis de anaplasia e invasividade, ocorrendo extensão local e metástases; os cistos se desenvolvem frequentemente nos ovários, onde são reconhecidos tipos pseudomucinosos e serosos. (Stedman, 25a ed)Disgerminoma: Neoplasia maligna ovariana, que se pensava ser derivada das células germinativas primordiais de gônadas embrionárias sexualmente indiferenciadas. É a contraparte do seminoma clássico dos testículos que é idêntico tanto no aspecto como na histologia. Os disgerminomas compreendem 16 por cento de todos os tumores de células germinativas, mas são raros abaixo da idade de 10 anos, embora aproximadamente 50 por cento ocorram antes dos 20 anos de idade. Geralmente, são considerados como malignidade de grau intermediário, porém podem disseminar-se caso o tumor se estenda através de sua cápsula e envolva linfonodos ou vasos sanguíneos. (Tradução livre do original: Dorland, 27th ed; DeVita Jr et al., Cancer: Principles & Practice of Oncology, 3d ed, p1646)Tumor de Células de Sertoli: Neoplasia gonadal composta inteiramente por CÉLULAS DE SERTOLI ou que possam ter um componente de CÉLULAS GRANULOSAS. Alguns dos tumores de células de Sertoli produzem ESTROGÊNIO ou ANDROGÊNIOS, mas raramente em quantidades suficientes para causar sintomas clínicos como FEMINIZAÇÃO ou masculinização (VIRILISMO).Cistos Ovarianos: Termo geral para CISTOS e doenças císticas do ovário.Cisto Dermoide: Tumor que consiste em estruturas ectodérmicas deslocadas ao longo de linhas de fusão embrionária, sendo a parede formada de tecido conjuntivo revestido de epitélio, anexos cutâneos e contendo ceratina, sebo e pelos. (Stedman, 25a ed)Doenças Ovarianas: Processos patológicos do OVÁRIO.Tumores do Estroma Gonadal e dos Cordões Sexuais: Neoplasia derivada de células estromais gonadais ou do cordão sexual primitivo das GÔNADAS embrionárias. São classificadas por sua suposta histogênese e diferenciação. A partir do cordão sexual, se forma o TUMOR DE CÉLULAS DE SERTOLI e o TUMOR DE CÉLULAS DA GRANULOSA; do estroma gonadal, o TUMOR DE CÉLULAS DE LEYDIG e TECOMA. Estes tumores podem ser identificados tanto no OVÁRIO como nos TESTÍCULOS.Cistadenoma Seroso: Tumor cístico do ovário, contendo líquido seroso, fino, amarelo e transparente, e quantidades variáveis de tecido sólido, com um potencial maligno várias vezes maior que o do CISTADENOMA MUCINOSO. (Dorland, 28a ed)Teratoma: Neoplasia verdadeira composta por um certo número de tipos diferentes de tecidos, nenhum dos quais originário da área em que ocorre. É composto por tecidos derivados de três camadas germinativas, o endoderma, o mesoderma e o ectoderma. São classificadas histologicamente como maduras (benigna) ou imaturas (maligna). (Tradução livre do original DeVita Jr et al., Cancer: Principles & Practice of Oncology, 3d ed, p1642)Carcinoma: Neoplasia maligna constituída de células epiteliais que tendem a infiltrar os tecidos circunvizinhos e originar metástases. Sob o ponto de vista histológico, é um tipo de neoplasia, mas o termo é frequentemente empregado de forma errônea como sinônimo de câncer.Estadiamento de Neoplasias: Métodos que tentam expressar em termos replicáveis a extensão de neoplasias no paciente.Imuno-Histoquímica: Localização histoquímica de substâncias imunorreativas utilizando anticorpos marcados como reagentes.Adenocarcinoma: Tumor epitelial maligno com organização glandular.Neoplasias Pancreáticas: Tumores ou câncer do PÂNCREAS. Dependendo dos tipos de CÉLULAS das ILHOTAS PANCREÁTICAS presentes nos tumores, vários hormônios podem ser secretados: GLUCAGON das CÉLULAS PANCREÁTICAS ALFA, INSULINA das CÉLULAS PANCREÁTICAS BETA e SOMATOSTATINA das CÉLULAS SECRETORAS DE SOMATOSTATINA. A maioria é maligna, exceto os tumores produtores de insulina (INSULINOMA).Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Neoplasias Císticas, Mucinosas e Serosas: Neoplasias contendo formações semelhantes a cistos ou produzindo mucina ou soro.Neoplasias Cutâneas: Tumores ou câncer da PELE.Neoplasias Primárias Múltiplas: Dois ou mais crescimentos anormais de tecido que ocorrem simultaneamente e de origens supostamente separadas. As neoplasias podem ser histologicamente as mesmas ou diferentes e podem ser encontradas no mesmo local ou em locais diferentes.Neoplasias Renais: Tumores ou câncer do RIM.Segunda Neoplasia Primária: Crescimentos anormais de tecido que se seguem a uma neoplasia prévia mas não são metástases desta. A segunda neoplasia pode ter o mesmo tipo histológico ou diferente e pode ocorrer nos mesmos ou em diferentes órgãos que a neoplasia prévia, mas em todos os casos origina-se de um evento oncogênico independente. O desenvolvimento da segunda neoplasia pode ou não ser relacionada com o tratamento da neoplasia prévia uma vez que o risco genético ou fatores predisponentes podem ser na realidade a causa.Adenocarcinoma Mucinoso: Adenocarcinoma que produz mucina em quantidades significativas. (Dorland, 28a ed)Neoplasias da Glândula Tireoide: Tumores ou câncer da GLÂNDULA TIREOIDE.Transtornos Mieloproliferativos: Afecções que causam proliferação de tecido hematopoeticamente ativo ou de tecido que tem potencial hematopoético embrionário. Todos os transtornos envolvem desregulação de CÉLULAS PROGENITORAS MIELOIDES multipotentes, mais frequentemente causada por uma mutação na PROTEÍNA TIROSINA QUINASE JAK2.DNA de Neoplasias: DNA presente em tecidos neoplásicos.Neoplasias Pulmonares: Tumores ou câncer do PULMÃO.Neoplasias Parotídeas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS PARÓTIDAS.Neoplasias de Tecido Conjuntivo e de Tecidos Moles: Neoplasias que se desenvolvem a partir de alguma estrutura dos tecidos conjuntivo e subcutâneo. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em tecidos moles ou do conjuntivo.Neoplasias de Plasmócitos: Neoplasias associadas com proliferação de um clone único de CÉLULAS PLASMÁTICAS e caracterizadas pela secreção das PARAPROTEÍNAS.Neoplasias do Apêndice: Tumores ou câncer do APÊNDICE.Neoplasias Hepáticas: Tumores ou câncer do FÍGADO.Cistadenoma Mucinoso: Tumor multilocular com epitélio secretor de mucina. É mais encontrado no ovário, mas também pode ser encontrado no pâncreas, apêndice e, raramente, no retroperitônio e bexiga urinária. Considera-se que tenha baixo grau de potencial para malignidade.Neoplasias das Glândulas Endócrinas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS ENDÓCRINAS.Neoplasias Gastrointestinais: Tumores ou câncer do TRATO GASTROINTESTINAL, desde a BOCA até o CANAL ANAL.Carcinoma Ductal Pancreático: Carcinoma que se origina dos DUCTOS PANCREÁTICOS. É responsável pela maioria dos cânceres derivados do PÂNCREAS.Neoplasias Experimentais: Crescimento anormal de TECIDOS em animais, induzidos experimentalmente para estabelecer um modelo de estudo das neoplasias humanas.Neoplasias de Tecido Vascular: Neoplasias compostas de tecido vascular. Esse conceito não se refere às neoplasias localizadas nos vasos sanguíneos.Neoplasias Oculares: Tumores ou câncer do OLHO.Neoplasias Nasais: Tumores ou câncer do NARIZ.Neoplasias das Glândulas Salivares: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS SALIVARES.Neoplasias Induzidas por Radiação: Tumores, câncer ou outras neoplasias produzidas por exposição a radiações ionizante ou não ionizante.Adenocarcinoma Papilar: Adenocarcinoma contendo prolongamentos digitiformes de tecido conjuntivo vascular coberto por epitélio neoplásico, projetando-se nos cistos ou na cavidade de glândulas ou folículos; ocorre mais frequentemente no ovário e na glândula tireoide. (Stedman, 25a ed)Carcinoma Papilar: Neoplasia maligna caracterizada por formação de numerosas projeções irregulares digitiformes e estroma fibroso coberto com uma camada superficial de células epiteliais neoplásicas. (Stedman, 25a ed)Neoplasias Testiculares: Tumores ou câncer do TESTÍCULO. Tumores de células germinativas (GERMINOMA) do testículo constituem 95 por cento de todas as neoplasias testiculares.Neoplasias de Tecido Muscular: Neoplasias compostas de tecido muscular: esquelético, cardíaco ou liso. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em músculos.Neoplasias Epiteliais e Glandulares: Neoplasias compostas por tecido glandular, um agregado de células epiteliais que elaboram secreções, e por qualquer tipo de epitélio por si mesmo. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em várias glândulas ou no tecido epitelial.Cistadenocarcinoma Mucinoso: Tumor maligno cístico ou semissólido ocorrendo mais frequentemente no ovário. Raramente é sólido. Este tumor pode se desenvolver a partir de um cistadenoma mucinoso ou pode ser maligno desde o início. Os cistos são revestidos com células epiteliais colunares altas; em outros, o epitélio consiste de muitas camadas de células que perderam inteiramente as estruturas normais. Nos tumores mais indiferenciados, podem-se ver lâminas e ninhos de células tumorais que têm pouquíssima semelhança com a estrutura parental.Adenoma: Tumor epitelial benigno com organização glandular.Neoplasias de Tecidos Moles: Neoplasias de qualquer tipo celular ou de origem, que ocorre no arcabouço do tecido conjuntivo extraesquelético do corpo incluindo os órgãos de locomoção e suas várias estruturas componentes, tais como, nervos, vasos sanguíneos, linfáticos, etc.Neoplasias Hematológicas: Neoplasias localizadas no sangue ou em tecidos formadores de sangue (a medula óssea e o tecido linfático). As formas mais comuns são os vários tipos de LEUCEMIA, de LINFOMA e das formas potencialmente fatais e progressivas das SÍNDROMES MIELODISPLÁSICAS.Proteínas de Neoplasias: Proteínas cuja expressão anormal (ganho ou perda) está associada com o desenvolvimento, crescimento ou progressão de NEOPLASIAS. Algumas proteínas de neoplasias são antígenos de tumores (ANTÍGENOS DE NEOPLASIAS), ou seja, induzem uma reação imunológica ao seu tumor. Muitas proteínas de neoplasia foram caracterizadas e são utilizadas como BIOMARCADORES TUMORAIS, quando são detectáveis nas células e nos líquidos do corpo como monitores da presença ou crescimento de tumores. A expressão anormal das PROTEÍNAS ONCOGÊNICAS está envolvida na transformação neoplásica, enquanto a perda de expressão das PROTEÍNAS SUPRESSORAS DE TUMOR está envolvida com a perda do controle do crescimento e progressão da neoplasia.Neoplasias Uterinas: Tumores ou câncer do ÚTERO.Neoplasias Intestinais: Tumores ou câncer dos INTESTINOS.Neoplasias de Anexos e de Apêndices Cutâneos: Neoplasias compostas de tecido glandular sebáceo ou sudoríparo ou tecido de outros apêndices da pele. O conceito não se refere às neoplasias localizadas nas glândulas sebáceas ou sudoríparas ou em outros apêndices da pele.Neoplasias Vasculares: Neoplasias localizadas no sistema vascular, como ARTÉRIAS e VEIAS. São diferenciadas das NEOPLASIAS DE TECIDO VASCULAR, como ANGIOFIBROMA ou HEMANGIOMA.Neoplasias das Glândulas SudoríparasLinfoma: Termo genérico para várias doenças neoplásicas do tecido linfoide.Neoplasias Ósseas: Tumores ou câncer localizados em tecido ósseo ou em OSSOS específicos.Neoplasias Palatinas: Tumores ou câncer do PALATO, incluindo os palatos duro e mole e ÚVULA.Neoplasias Complexas Mistas: Neoplasias compostas de mais de um tipo de tecido neoplásico.Antígenos de Neoplasias: Frações proteicas, glicoproteicas ou lipoproteicas das superfícies de células tumorais que são geralmente identificadas por anticorpos monoclonais. Muitos destes antígenos são de origem embrionária ou viral.Neoplasias Mandibulares: Tumores ou câncer da MANDÍBULA.Neoplasias dos Ductos Biliares: Tumores ou câncer dos DUCTOS BILIARES.Invasividade Neoplásica: A habilidade de neoplasias de infiltrarem e destruir ativamente tecidos ao seu redor.Neoplasias do Timo: Tumores ou câncer do TIMO.Neoplasias Esplênicas: Tumores ou câncer do BAÇO.Neoplasias Cardíacas: Tumores em qualquer parte do coração. Incluem-se os tumores cardíacos primários e tumores que metastatizam no coração. Sua interferência com as funções cardíacas normais pode causar vários sintomas, inclusive INSUFICIÊNCIA CARDÍACA, ARRITMIAS CARDÍACAS ou EMBOLIA.

*  Gravidez e cistos no ovário

Algumas mulheres sofrem com a presença de cistos no ovário e imaginam que essa condição as impeça de engravidar, o que nem sempre é verdade. A presença de cistos nos ovários não significa, na totalidade dos casos, que a mulher não possa engravidar....
saude.ccm.net/faq/7215-gravidez-e-cistos-no-ovario

*  Bem Estar - Teste para rastrear câncer de ovário pode salvar 20% das vítimas

Pesquisa com exame de sangue acompanhou 20 mil mulheres britânicas. Resultado instiga otimismo, mas ainda não prova que técnica vale à pena.
g1.globo.com/bemestar/noticia/2015/12/teste-para-rastrear-cancer-de-ovario-pode-salvar-20-das-vitimas.html

*  Artéria arqueada - Wikipedia

Em anatomia, a artéria arqueada é uma artéria que irriga o tecido renal, originada da ramificação da artéria interlobar. Existem várias artérias arqueadas, localizadas na região entre a medula e o córtex renal, que por sua vez, darão origem as artérias interlobulares. Munger, K.A.; Kost Jr, C. K. K.; Brenner, B. M.; Maddox, D. A. (2012). «The renal circulations and glomerular ultrafiltration». In: Rector, F. C.; Brenner, B. M. Brenner & Rector's the kidney 9 ed. Philadelphia: Elsevier Saunders. pp. 94-137. ISBN 978-1-4160-6193-9 ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Artéria_arqueada

*  Artéria interlobular - Wikipedia

Em anatomia, a artéria interlobular ou artéria radial cortical é uma artéria que irriga o tecido renal, originada da ramificação da artéria arqueada. Existem várias artérias interlobulares, que por sua vez, darão origem as arteríolas aferentes. Munger, K.A.; Kost Jr, C. K. K.; Brenner, B. M.; Maddox, D. A. (2012). «The renal circulations and glomerular ultrafiltration». In: Rector, F. C.; Brenner, B. M. Brenner & Rector's the kidney 9 ed. Philadelphia: Elsevier Saunders. pp. 94-137. ISBN 978-1-4160-6193-9 ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Artéria_interlobular

*  Artéria segmentar - Wikipedia

Em anatomia, a artéria segmentar é uma artéria que irriga o rim, originada da ramificação da artéria renal dento do seio renal. Existem várias artérias seguimentares, que por sua vez, darão origem as artérias interlobares. Munger, K.A.; Kost Jr, C. K. K.; Brenner, B. M.; Maddox, D. A. (2012). «The renal circulations and glomerular ultrafiltration». In: Rector, F. C.; Brenner, B. M. Brenner & Rector's the kidney 9 ed. Philadelphia: Elsevier Saunders. pp. 94-137. ISBN 978-1-4160-6193-9 ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Artéria_segmentar

*  Espaço urinário - Wikipedia

Em anatomia renal, o espaço urinário ou espaço de Bowman é o espaço entre o folheto visceral e o parietal da cápsula de Bowman. A cápsula de Bowman envolve o glomérulo, sendo formada por uma camada de células aderidas ao glomérulo (folheto visceral, formado pelos podócitos) e uma camada mais externa, o folheto parietal. O filtrado produzido no glomérulo acumula-se no espaço urinário, de onde segue para o túbulo proximal. Glomérulo Cápsula de Bowman Nefrónio Rim Nielsen, S.; Kwon, T. H.; Fenton, R. A.; Praetorious, J. (2012). «Anatomy of the kidney». In: Rector, F. C.; Brenner, B. M. Brenner & Rector's the kidney 9 ed. Philadelphia: Elsevier Saunders. pp. 31-93. ISBN 978-1-4160-6193-9 Zatz, R.; Seguro, A. C. (2011). «Acidoses e alcaloses». In: Zatz, R. Bases fisiológicas da nefrologia 1 ed. São Paulo: Atheneu. pp. 2 -24. ISBN 978-85-388-0262-4 Portal da ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Espaço_urinário

*  Tecoma stans

Origem: Estados Unidos, México, Guatemala e América do Sul (Excepto Brasil). Observações: Árvore pequena ou arbusto muito variável, lenhoso, florífero, de 3 a 6 m de altura. As suas flores formam-se na Primavera - Verão.. Possui certa tolerância às geadas. Cultivo: Cultivada em jardins, isoladamente ou em renques.. ...
ameliapalmela.webnode.com/products/tecoma-stans-/

*  Cistoadenocarcinoma - Wikipedia

Cistoadenocarcinoma é uma forma maligna de cistoadenoma e ums neoplasia maligna derivada do epitélio glandular, no qual se formam aglomerados císticos de secreções retidas. As células neoplasmáticas manifestam vários graus de anaplasia e invasividade, podendo ocorrer metástase local. Os cistoadenocarcinomas desenvolvem-se frequentemente nos ovários. Podem-se também formar no pâncreas, embora sejam consideravelmente mais raros. «Female Genital Pathology». Consultado em 23 de março de 2009 King JC, Ng TT, White SC, Cortina G, Reber HA, Hines OJ. «Pancreatic serous cystadenocarcinoma: a case report and review of the literature.». J Gastrointest Surg. 13número = 10: 1864-8. PMID 19459016 Parâmetro desconhecido ,datea= ignorado (ajuda) !CS1 manut: Nomes múltiplos: lista de autores (link ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cistoadenocarcinoma

*  Tumor de células germinativas - Wikipedia

Tumor de células germinativas (TCG) é uma neoplasia derivada de células germinativas, as células que dão origem ao espermatozóide e óvulos. Os tumores de células germinativas normalmente ocorrem dentro das gônadas (ovários ou testículos), mas também podem aparecer fora das gônadas, sendo chamados de extragonadais ou ectópicos. Tumores de células germinativas fora das gônadas podem ser má-formação durante o desenvolvimento do embrião. Dependendo da aparência histológica podem ser classificados como: Germinomas: Malignos, afetam adultos. Seminoma testicular secreta fosfatase alcalina placentária (PLAP); Disgerminoma ovariano: pode secretar gonadotrofina coriônica humana); Não-germinomas: Coriocarcinoma: Maligno, afeta jovens adultos, secreta HCG-beta (gonadotrofina coriônica humana); Tumor de saco vitelino: Maligno, afeta bebês, secreta alfafetoproteína (AFP); Teratoma pode ser benigno (maduro) ou maligno (imaturo). Pode afetar bebês ou jovem adultos. Teratomas puros ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Tumor_de_células_germinativas

*  Cisto dermoide - Wikipedia

Ver artigo principal: Teratoma Um cisto dermóide é um teratoma cístico que contém pele madura desenvolvida com folículo piloso e glândulas sudoríparas completas, algumas vezes com pelos e sebo, sangue, gordura, osso, unha, dentes, cartilagem e tecido da tireóide. Por conter tecido maduro, um cisto dermóide quase sempre é benigno. Os raros cistos dermóides malignos geralmente se desenvolvem em carcinoma de células escamosas em adultos; em bebês e crianças geralmenete se desenvolvem em tumor do seio endodérmico. Portal da ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Cisto_dermoide

*  Adenocarcinoma - Wikipedia

Adenocarcinoma é uma neoplasia maligna (câncer/cancro) que se origina em tecido epitelial glandular. Para ser classificado como um adenocarcinoma, as células não necessariamente precisam fazer parte de uma glândula, contanto que elas tenham características secretórias. É o tipo mais comum de câncer, tanto em humanos quanto em outros mamíferos. Quando essa neoplasia secreta hormônios pode causar doenças endócrinas, conhecidas como síndromes paraneoplásicas. O termo adenocarcinoma é derivado de 'adeno', que significa 'glândular' e 'carcinoma', que descreve um câncer epitelial. Pode originar-se inicialmente como um adenoma (tumor glandular que geralmente é benigno). Pode ser causado pelo tabagismo, pela a aspiração cotidiana de poeira metálica (pneumoconiose) e com predisposição genética. Adenocarcinomas podem surgir em qualquer glândula do corpo, e a maioria dos órgãos tem glândulas. Sua frequência varia com o órgão afetado: cérvix: representa 10% a 15% dos ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Adenocarcinoma

*  Câncer de Pâncreas - Saiba mais sobre a doença que acometeu o apresentador Marcelo Rezende Posted: 19 May 2017 08:39 PM PDT

O tratamento pode ser estressante para o paciente, sendo que para alguns, ele poderá ser curativo, para outros, infelizmente não. A preocupação faz parte dos pensamentos dos pacientes que tiveram câncer de pâncreas. O que ajuda é saber que muitos pacientes com câncer de pâncreas, hoje já aprenderam a lidar com esta incerteza. ...
sensibilidade3.blogspot.com.br/2017/05/cancer-de-pancreas-saiba-mais-sobre.html

*  Câncer Ananindeua, Pará - Câncer, Ananindeua, Pará Cancerologistas, Ananindeua, Pará médicos, Ananindeua, Pará especialistas...

Câncer em Ananindeua. Encontre telefones, endereços e informações sobre Câncer em Ananindeua e região. Leia o artigo abaixo para obter dicas, tutoriais e informações relevantes sobre Câncer.
guialocal.prosaude.net/Cancer_Ananindeua_Para-p1773581-Ananindeua_PA.html

*  Sem-terra fecham três estradas no sul do Pará - Brasil - iG

Cerca de 500 trabalhadores rurais sem-terra bloquearam hoje as rodovias PA-150 e PA 160, no sul e sudeste do Pará, cobrando do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) a liberação de cestas básicas para mais de três mil famílias assentadas na região. Na estrada de acesso ao município de Parauapebas ocorreram vários incidentes entre motoristas e agricultores.
ultimosegundo.ig.com.br/brasil/semterra-fecham-tres-estradas-no-sul-do-para/n1237689577128.html

*  Novembro Azul - Reduzindo Risco de Câncer de Próstata - Mamães Facilidades e...

Novembro Azul - As 10 Maneiras de Como Reduzir os Riscos de Câncer de Próstata É uma Campanha criada para lembrar sobre a prevenção do câncer de próstata.
mamaesfacilidadesedicas.com/novembro-azul/

*  Carcinoma de pulmão de células não pequenas - Wikipedia

O carcinoma de pulmão não pequenas células (CNPC) é qualquer tipo de câncer de pulmão epitelial, exceto os carcinomas de pequenas células (CPC). É assim, um diagnóstico de exclusão (ou seja, um diagnóstico feito a partir da exclusão de outras possibilidades para melhorar a eficácia terapêutica quando não é produtivo e necessário fazer um diagnostico mais preciso) que funciona similar ao Linfoma não Hodgkin (incluem todos linfomas, menos o linfoma de Hodgkin) e ao câncer de pele não-melanoma(inclui todos cânceres de pele menos, o melanoma). Os tipos mais comuns de carcinoma não pequenas células são: Carcinoma de pulmão de células escamosas; Carcinoma de pulmão de grandes células; Adenocarcinoma ou; Carcinoma mixto (mais de um tipo) Algumas vezes, o nome "câncer de pulmão não pequenas células" (ou "carcinoma não especificado") é utilizado, genericamente, quando um diagnóstico mais específico não pôde ser feito. Isso é mais frequente quando o patologista ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Carcinoma_de_pulmão_de_células_não_pequenas

*  Câncer de pulmão - Wikipedia

O câncer de pulmão (português brasileiro) ou cancro do pulmão (português europeu) é uma doença caracterizada pelo crescimento celular descontrolado em tecidos do pulmão. Se não for tratado, esse tumor pode se espalhar para fora do pulmão por um processo chamado de metástase, acometendo órgãos adjacentes e, eventualmente, se disseminando para outras partes do corpo. A maioria dos tumores que começam no pulmão, conhecidos como tumores primários de pulmão, são carcinomas derivados de células epiteliais. Os principais tipos de câncer de pulmão são o carcinoma de pulmão não pequenas células (CNPC) e o carcinoma de pulmão pequenas células (CPC), também chamado de tumor "oat cell". A causa mais comum do câncer de pulmão é a exposição a longo prazo à fumaça do tabaco. Não fumantes compreendem cerca de 15% dos casos de câncer de pulmão, e esses casos são, frequentemente, atribuídos a fatores genéticos, gás radônio, asbesto ou poluição do ar, incluindo o ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Câncer_de_pulmão

*  Mayra Lopes: Congresso de Anatomia Aplicada e Embriologia de Juiz de Fora: Poster

INTRODUÇÃO: A cirurgia de base de crânio atua em doenças localizadas em região de difícil acesso no crânio e na região cervical. As principais doenças que acometem tal localidade são: tumores, doenças vasculares, traumatismos, malformações congênitas, fístulas, dentre outras. Apesar do avanço dos exames de imagem nas últimas décadas, a compreensão da localização tumoral ainda sofre um viés de erro decorrente da insuficiência de tais exames. Existe uma infinidade de subtipos histológicos de neoplasias de parótida, ocasionado uma grande variedade de tempo para o crescimento, e ainda da área pelo tumor acometida. As neoplasias malignas de parótida são 1-3% de todas as neoplasias de cabeça e pescoço, sendo comum sua recorrência após tratamento. São fatores que caracterizam a agressividade tumoral: envolvimento do nervo facial, doença cervical e grau histológico. ...
mayralopes.blogspot.com/2012/12/congresso-de-anatomia-aplicada-e_2.html

*  Neoplasia endócrina múltipla do tipo 1 - Wikipedia

Neoplasia endócrina múltipla tipo I, síndrome NEM-1 ou síndrome de Wermer é uma parte de um grupo de transtornos que afetam o sistema endócrino através do desenvolvimento de lesões neoplásicas na hipófise (mais comumente na forma de prolactinoma), glândula paratiroide e no pâncreas (mais comumente o gastrinoma, mas também outras neoplasias neuroendócrinas como VIPoma, tumor carcinoide). Um mnemônico para a síndrome é a regra dos 3Ps (paratireóide, pâncreas e pituitária, com frequência aproximada de >90%, 60-70% e 10-20% respectivamente na síndrome). Guimarães, Joana (2007). «Neoplasias Endócrinas Múltiplas» (PDF). Acta Med Port (20): 65-72 Portal da ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Neoplasia_endócrina_múltipla_do_tipo_1

*  transmissão colinérgica e noradrenérgica - ppt carregar

SNA O Sistema Nervoso Autônomo ou Visceral, como o próprio nome diz, funciona independentemente de nossa vontade e tem por função regular o ambiente interno do corpo. controla a atividade dos sistemas digestório, cardiovascular, excretor e endócrino. Ele contém fibras nervosas que conduzem impulsos do sistema nervoso central aos músculos lisos das vísceras e à musculatura do coração
slideplayer.com.br/slide/2907649/

*  Câncer testicular - Wikipedia

Câncer testicular (português brasileiro) ou cancro testicular (português europeu) é uma neoplasia maligna que se desenvolve no testículo, o órgão do sistema reprodutor masculino responsável pela produção de testosterona e espermatozoides. É um dos canceres com melhor sobrevida, mesmo em fases avançadas (sobrevivência 5 anos de 99% em estágios iniciais, 74% em estágios avançados). Os tipos de câncer primário de testículo são: Seminoma: 40 a 45% dos casos. Geralmente ocorre entre os 25 e 45 anos. Geralmente começa como uma massa indolor e nao palpável que diminui a fertilidade e aparece com hidrocele(retenção de líquido em saco escrotal), mas pode ser doloroso. Alfafetoproteína (AFP) normal. O subtipo seminoma espermatocítico é raro (um em cada 20 seminomas) e afeta maiores de 65 com crescimento mais lento e menor risco de metástase. Podem aumentar a gonadotrofina coriônica humana, que pode assim ser usado como diagnóstico. Não-seminoma: A maioria são tumores ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Câncer_testicular

*  Adenoma de hipófise - Wikipedia

Adenoma de hipófise ou de pituitária é um tumor não-maligno que ocorre na hipófise. Os adenomas de hipófise são, geralmente, divididos em três categorias, dependendo de seu comportamento biológico: adenoma benigno, adenoma invasivo ou carcinoma. Na maioria dos casos trata-se de adenoma benigno e aproximadamente 35% correspondem a adenomas invasivos, enquanto apenas de 0,1% a 0,2% são carcinomas. O tumor de pituitária representa de 10% a 25% de todas as neoplasias intracranianas e a prevalência média na população em geral é de quase 17%. Os adenomas que excedem o tamanho de 10 mm são definidos como macroadenomas e aqueles inferiores a 10 mm são referidos como microadenomas. A maioria dos adenomas de hipófise é classificada como microadenoma e tem uma prevalência estimada em 16,7% (14,4% nos estudos em autópsias e 22,5% em estudos radiológicos). Grande parte dos microadenomas de hipófise frequentemente não é diagnosticada e aqueles que chegam a ser diagnosticados são ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Adenoma_de_hipófise

*  Medicina de Familia: Berços/ carrinhos/ cercadinhos e danos associados.

Os autores encontraram 181 654 (95% intervalo de confiança: 148 548-214 761) crianças menores de 2 anos de idade tratadas nos departamentos de emergência nos Estados Unidos por danos relacionados com berços e carrinhos no período de estudo de 19 anos. Houve uma média de 9.561 casos por ano ou uma média de 12,1 acidentes por cada 10 000 crianças menores de 2 anos por ano. A maioria dos acidentes envolveu berços (83,2%), seguido por carrinhos de bebê (12,6%) e os cercadinhos (4,2%). O mecanismo de trauma mais comum foi a queda de um berço, cercadinho ou carrinho, o que representa 66,2% das lesões. lesões tecidos moles compreendeu o diagnóstico mais comum (34,1%), ea região corporal mais lesada foi a cabeça ou no pescoço (40,3%). Pacientes com fraturas foram internados 14,0% do tempo, tornando-se 5,45 (intervalo de confiança 95%: 3,80-7,80) vezes mais chances de serem hospitalizados do que pacientes com outros tipos de lesões. Crianças menores de 6 meses foram de 2,97 (intervalo ...
medicinadefamiliabr.blogspot.com/2011/02/bercos-carrinhos-cercadinhos-e-danos.html

*  Linfoma - Wikipedia

Linfoma é um grupo de tumores de células sanguíneas que se desenvolvem a partir das células linfáticas. Geralmente, o termo refere-se apenas aos tumores cancerosos. Entre os sinais e sintomas estão o aumento dos gânglios linfáticos, febre, suores abundantes, perda de peso não intencional, prurido e fadiga. Os gânglios linfáticos aumentados são geralmente indolores. Os suores são mais comuns durante noite. Existem dezenas de subtipos de linfomas. As duas principais categorias de linfomas são os linfomas de Hodgkin (LH) e os linfomas não Hodgkin (LNH). A Organização Mundial de Saúde (OMS) inclui duas outras categorias como tipos de linfoma: o mieloma múltiplo e as doenças imunoproliferativas. Cerca de 90% dos linfomas são linfomas não Hodgkin. Os linfomas e as leucemias fazem parte de um grupo alargado de doenças denominado tumores dos tecidos hematopoético e linfoide. Entre os fatores de risco para o linfoma de Hodgkin estão a infeção com o vírus Epstein-Barr e ...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Linfoma

*  Indicador Tracer Agent, China (Mainland) Fabricante

Indicador Tracer Agent Fornecedor, fornecem para voce.Mais qualidade Indicador Tracer Agent informações sobre produtos clique aqui.
portuguese.mosinterchem.com/p-Indicador-Tracer-Agent-217394/

*  Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação - PDF

Guia de Instalação 29 de setembro de Sumário Introdução... 3 Os Módulos do Andarta... 4 Instalação por módulo... 6 Módulo Andarta Server... 6 Módulo Reporter... 8 Módulo Agent... 9 Instalação individual...
docplayer.com.br/1427097-Andarta-guia-de-instalacao-guia-de-instalacao.html

Cistoadenocarcinoma: Cistoadenocarcinoma é uma forma maligna de cistoadenoma e ums neoplasia maligna derivada do epitélio glandular, no qual se formam aglomerados císticos de secreções retidas. As células neoplasmáticas manifestam vários graus de anaplasia e invasividade, podendo ocorrer metástase local.DisgerminomaCisto dermoideCistoadenoma seroso do pâncreas: Cistoadenoma seroso do pâncreas é um tumor benigno do pâncreas. Geralmente situa-se na cabeça do pâncreas, e pode estar associado com a síndrome de von Hippel-Lindau.Teratoma: (ILDS C62.930)Adenocarcinoma: Adenocarcinoma é uma neoplasia maligna (câncer, cancro, tumor) que se origina em tecido glandular. Para ser classificado como um adenocarcinoma, as células não necessariamente precisam fazer parte de uma glândula, contanto que elas tenham características secretórias.PancreatoblastomaNeoplasia mucinosa papilar intraductalTumor da tiroideIpilimumabNeoplasia cística mucinosa do pâncreas: Neoplasias císticas mucinosas pancreáticas ou tumores císticos mucinosos são um grupo de neoplasias císticas que se formam no pâncreas.Marcador tumoral: Marcador tumoral é uma substância encontrada no sangue, urina ou tecidos biológicos que numa concentração superior a um determinado nível pode indicar a existência de um câncer. .Corpo de psammoma: Corpo de psammoma ou corpo psammoma (do grego ψάμμος psámmos, areia) é um termo médico para calcificações microscópicas encontradas em alguns tumores benignos e malignos(câncer) e em alguns processos inflamatórios crônicos. http://www.AdenomaTecido mole: O termo tecido mole se refere à classe de tecidos animais com matriz extracelular rica em fibras de colágeno e elastina. Os tecidos moles possuem propriedades estruturais, pois transmitem forças, e realizam grandes deformações.Tumor ósseo


tratamento


  • Costuma-se dividir o tratamento do câncer de próstata em duas eras: a era pré-psa e a era pós-psa, tal a mudança provocada pela sua adoção no diagnóstico e no tratamento desta neoplasia. (docplayer.com.br)
  • Quanto mais jovem a paciente se tratar, maior será a probabilidade desta mulher voltar às funções ovarianas (ciclos menstruais) após o tratamento. (blogspot.com)