Neoplasias Oculares: Tumores ou câncer do OLHO.Olho: Órgão da visão consistindo de um par de órgãos globulares compostos por uma estrutura relativamente esférica de três camadas especializado em receber e responder à informação luminosa.Oftalmopatias: Doenças que afetam os olhos.Movimentos Oculares: Movimentos oculares voluntários ou controlados por reflexos.Neoplasias Pancreáticas: Tumores ou câncer do PÂNCREAS. Dependendo dos tipos de CÉLULAS das ILHOTAS PANCREÁTICAS presentes nos tumores, vários hormônios podem ser secretados: GLUCAGON das CÉLULAS PANCREÁTICAS ALFA, INSULINA das CÉLULAS PANCREÁTICAS BETA e SOMATOSTATINA das CÉLULAS SECRETORAS DE SOMATOSTATINA. A maioria é maligna, exceto os tumores produtores de insulina (INSULINOMA).Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Traumatismos Oculares: Dano ou trauma causado no olho por instrumentos externos. O conceito inclui ambas as lesões de superfície e lesões intraoculares.Neoplasias Císticas, Mucinosas e Serosas: Neoplasias contendo formações semelhantes a cistos ou produzindo mucina ou soro.Síndromes do Olho Seco: Secura conjuntival e corneana devido à produção deficiente de lágrimas, predominantemente em mulheres na fase menopausa e pós-menopausa. A ceratite ou erosão filamentar do epitélio corneano e conjuntival pode ser causada por estes transtornos. Pode ocorrer sensação da presença de um corpo estranho no olho e ardência dos olhos.Neoplasias Cutâneas: Tumores ou câncer da PELE.Neoplasias Primárias Múltiplas: Dois ou mais crescimentos anormais de tecido que ocorrem simultaneamente e de origens supostamente separadas. As neoplasias podem ser histologicamente as mesmas ou diferentes e podem ser encontradas no mesmo local ou em locais diferentes.Anormalidades do Olho: Ausência congênita ou defeitos na estrutura do olho, podendo também ser hereditária.Queimaduras Oculares: Lesões em qualquer parte do olho por calor extremo, agentes químicos ou radiação ultravioleta.Enucleação Ocular: Remoção cirúrgica da pálpebra deixando os músculos do olho e o conteúdo orbital remanescente intactos.Neoplasias Renais: Tumores ou câncer do RIM.Segunda Neoplasia Primária: Crescimentos anormais de tecido que se seguem a uma neoplasia prévia mas não são metástases desta. A segunda neoplasia pode ter o mesmo tipo histológico ou diferente e pode ocorrer nos mesmos ou em diferentes órgãos que a neoplasia prévia, mas em todos os casos origina-se de um evento oncogênico independente. O desenvolvimento da segunda neoplasia pode ou não ser relacionada com o tratamento da neoplasia prévia uma vez que o risco genético ou fatores predisponentes podem ser na realidade a causa.Cor de Olho: Cor da íris.Adenocarcinoma Mucinoso: Adenocarcinoma que produz mucina em quantidades significativas. (Dorland, 28a ed)Neoplasias da Glândula Tireoide: Tumores ou câncer da GLÂNDULA TIREOIDE.Transtornos Mieloproliferativos: Afecções que causam proliferação de tecido hematopoeticamente ativo ou de tecido que tem potencial hematopoético embrionário. Todos os transtornos envolvem desregulação de CÉLULAS PROGENITORAS MIELOIDES multipotentes, mais frequentemente causada por uma mutação na PROTEÍNA TIROSINA QUINASE JAK2.Bancos de Olhos: Centros para o armazenamento das diferentes partes do olho para uso futuro.DNA de Neoplasias: DNA presente em tecidos neoplásicos.Neoplasias Pulmonares: Tumores ou câncer do PULMÃO.Neoplasias Parotídeas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS PARÓTIDAS.Cistadenoma: Neoplasia histologicamente benigna, derivada do epitélio glandular, no qual se formam acúmulos císticos de secreções retidas. Em alguns casos, consideráveis porções da neoplasia, ou até mesmo toda a massa, podem ser císticas. (Stedman, 25a ed)Neoplasias de Tecido Conjuntivo e de Tecidos Moles: Neoplasias que se desenvolvem a partir de alguma estrutura dos tecidos conjuntivo e subcutâneo. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em tecidos moles ou do conjuntivo.Neoplasias de Plasmócitos: Neoplasias associadas com proliferação de um clone único de CÉLULAS PLASMÁTICAS e caracterizadas pela secreção das PARAPROTEÍNAS.Neoplasias do Apêndice: Tumores ou câncer do APÊNDICE.Neoplasias Hepáticas: Tumores ou câncer do FÍGADO.Imuno-Histoquímica: Localização histoquímica de substâncias imunorreativas utilizando anticorpos marcados como reagentes.Cistadenoma Mucinoso: Tumor multilocular com epitélio secretor de mucina. É mais encontrado no ovário, mas também pode ser encontrado no pâncreas, apêndice e, raramente, no retroperitônio e bexiga urinária. Considera-se que tenha baixo grau de potencial para malignidade.Neoplasias Ovarianas: Tumores ou câncer de OVÁRIO. Estas neoplasias podem ser benignas ou malignas. São classificadas de acordo com o tecido de origem, como EPITÉLIO superficial, células endócrinas do estroma e CÉLULAS GERMINATIVAS totipotentes.Acuidade Visual: Clareza ou nitidez da VISÃO OCULAR ou a habilidade dos olhos de enxergar detalhes finos. A acuidade visual depende das funções da RETINA, da transmissão nervosa e da habilidade interpretativa do encéfalo. A acuidade visual normal (humana) é expressa como 20/20, que indica que uma pessoa pode enxergar a 20 pés (aproximadamente 6,1 m) o que normalmente deve ser visto a esta distância. A acuidade visual também pode ser influenciada por brilho, cor e contraste.Neoplasias das Glândulas Endócrinas: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS ENDÓCRINAS.Neoplasias Gastrointestinais: Tumores ou câncer do TRATO GASTROINTESTINAL, desde a BOCA até o CANAL ANAL.Neoplasias Experimentais: Crescimento anormal de TECIDOS em animais, induzidos experimentalmente para estabelecer um modelo de estudo das neoplasias humanas.Carcinoma Ductal Pancreático: Carcinoma que se origina dos DUCTOS PANCREÁTICOS. É responsável pela maioria dos cânceres derivados do PÂNCREAS.Neoplasias de Tecido Vascular: Neoplasias compostas de tecido vascular. Esse conceito não se refere às neoplasias localizadas nos vasos sanguíneos.Fenômenos Fisiológicos Oculares: Processos e propriedades do OLHO como um todo ou de qualquer de suas partes.Neoplasias Nasais: Tumores ou câncer do NARIZ.Olho Composto de Artrópodes: Órgão sensorial luminoso em ARTRÓPODES que consiste em grande número de omatídios, cada um funcionando como unidade fotorreceptora independente.Neoplasias das Glândulas Salivares: Tumores ou câncer das GLÂNDULAS SALIVARES.Dispositivos de Proteção dos Olhos: Dispositivos individuais para proteção dos olhos contra impactos, objetos, iluminação ofuscante, líquidos ou radiação prejudicial.Neoplasias Induzidas por Radiação: Tumores, câncer ou outras neoplasias produzidas por exposição a radiações ionizante ou não ionizante.Adenocarcinoma Papilar: Adenocarcinoma contendo prolongamentos digitiformes de tecido conjuntivo vascular coberto por epitélio neoplásico, projetando-se nos cistos ou na cavidade de glândulas ou folículos; ocorre mais frequentemente no ovário e na glândula tireoide. (Stedman, 25a ed)Carcinoma Papilar: Neoplasia maligna caracterizada por formação de numerosas projeções irregulares digitiformes e estroma fibroso coberto com uma camada superficial de células epiteliais neoplásicas. (Stedman, 25a ed)Neoplasias Testiculares: Tumores ou câncer do TESTÍCULO. Tumores de células germinativas (GERMINOMA) do testículo constituem 95 por cento de todas as neoplasias testiculares.Neoplasias de Tecido Muscular: Neoplasias compostas de tecido muscular: esquelético, cardíaco ou liso. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em músculos.Neoplasias Epiteliais e Glandulares: Neoplasias compostas por tecido glandular, um agregado de células epiteliais que elaboram secreções, e por qualquer tipo de epitélio por si mesmo. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em várias glândulas ou no tecido epitelial.Adenoma: Tumor epitelial benigno com organização glandular.Cistadenocarcinoma Mucinoso: Tumor maligno cístico ou semissólido ocorrendo mais frequentemente no ovário. Raramente é sólido. Este tumor pode se desenvolver a partir de um cistadenoma mucinoso ou pode ser maligno desde o início. Os cistos são revestidos com células epiteliais colunares altas; em outros, o epitélio consiste de muitas camadas de células que perderam inteiramente as estruturas normais. Nos tumores mais indiferenciados, podem-se ver lâminas e ninhos de células tumorais que têm pouquíssima semelhança com a estrutura parental.Neoplasias de Tecidos Moles: Neoplasias de qualquer tipo celular ou de origem, que ocorre no arcabouço do tecido conjuntivo extraesquelético do corpo incluindo os órgãos de locomoção e suas várias estruturas componentes, tais como, nervos, vasos sanguíneos, linfáticos, etc.Proteínas de Neoplasias: Proteínas cuja expressão anormal (ganho ou perda) está associada com o desenvolvimento, crescimento ou progressão de NEOPLASIAS. Algumas proteínas de neoplasias são antígenos de tumores (ANTÍGENOS DE NEOPLASIAS), ou seja, induzem uma reação imunológica ao seu tumor. Muitas proteínas de neoplasia foram caracterizadas e são utilizadas como BIOMARCADORES TUMORAIS, quando são detectáveis nas células e nos líquidos do corpo como monitores da presença ou crescimento de tumores. A expressão anormal das PROTEÍNAS ONCOGÊNICAS está envolvida na transformação neoplásica, enquanto a perda de expressão das PROTEÍNAS SUPRESSORAS DE TUMOR está envolvida com a perda do controle do crescimento e progressão da neoplasia.Neoplasias Hematológicas: Neoplasias localizadas no sangue ou em tecidos formadores de sangue (a medula óssea e o tecido linfático). As formas mais comuns são os vários tipos de LEUCEMIA, de LINFOMA e das formas potencialmente fatais e progressivas das SÍNDROMES MIELODISPLÁSICAS.Neoplasias Uterinas: Tumores ou câncer do ÚTERO.Neoplasias Intestinais: Tumores ou câncer dos INTESTINOS.Estadiamento de Neoplasias: Métodos que tentam expressar em termos replicáveis a extensão de neoplasias no paciente.Neoplasias de Anexos e de Apêndices Cutâneos: Neoplasias compostas de tecido glandular sebáceo ou sudoríparo ou tecido de outros apêndices da pele. O conceito não se refere às neoplasias localizadas nas glândulas sebáceas ou sudoríparas ou em outros apêndices da pele.Neoplasias Vasculares: Neoplasias localizadas no sistema vascular, como ARTÉRIAS e VEIAS. São diferenciadas das NEOPLASIAS DE TECIDO VASCULAR, como ANGIOFIBROMA ou HEMANGIOMA.Linfoma: Termo genérico para várias doenças neoplásicas do tecido linfoide.Retina: Membrana de tecido nervoso (composta por dez camadas e encontrada no olho) que se continua no NERVO ÓPTICO. Recebe imagens de objetos externos e transmite [essas informações] ao cérebro [em forma de] impulsos visuais [nervosos]. Sua superfície externa está em contato com a COROIDE e a interna, com o CORPO VÍTREO. A camada mais externa é pigmentada e as outras (9), transparentes.Neoplasias das Glândulas SudoríparasNeoplasias Ósseas: Tumores ou câncer localizados em tecido ósseo ou em OSSOS específicos.Neoplasias Palatinas: Tumores ou câncer do PALATO, incluindo os palatos duro e mole e ÚVULA.Neoplasias Complexas Mistas: Neoplasias compostas de mais de um tipo de tecido neoplásico.Antígenos de Neoplasias: Frações proteicas, glicoproteicas ou lipoproteicas das superfícies de células tumorais que são geralmente identificadas por anticorpos monoclonais. Muitos destes antígenos são de origem embrionária ou viral.Neoplasias Mandibulares: Tumores ou câncer da MANDÍBULA.Cistadenocarcinoma: Neoplasia maligna derivada do epitélio glandular, no qual são formados acúmulos císticos de secreções retidas; as células neoplásicas manifestam graus variáveis de anaplasia e invasividade, ocorrendo extensão local e metástases; os cistos se desenvolvem frequentemente nos ovários, onde são reconhecidos tipos pseudomucinosos e serosos. (Stedman, 25a ed)Neoplasias dos Ductos Biliares: Tumores ou câncer dos DUCTOS BILIARES.Invasividade Neoplásica: A habilidade de neoplasias de infiltrarem e destruir ativamente tecidos ao seu redor.Pressão Intraocular: Pressão exercida pelos fluidos no olho.Ferimentos Oculares Penetrantes: Ferimentos intraoculares do tipo puntiforme ou profundamente perfurante.Neoplasias do Timo: Tumores ou câncer do TIMO.Doenças do Cão: Doenças do cão doméstico (Canis familiaris). Este termo não inclui doenças de cães selvagens, LOBOS, RAPOSAS e outros Canidae, para os quais o termo CARNÍVOROS é utilizado.Neoplasias Esplênicas: Tumores ou câncer do BAÇO.Soluções Oftálmicas: Solução estéril para instilação no olho. Não incluem soluções para limpeza de óculos ou SOLUÇÕES PARA LENTES DE CONTATO.Neoplasias Cardíacas: Tumores em qualquer parte do coração. Incluem-se os tumores cardíacos primários e tumores que metastatizam no coração. Sua interferência com as funções cardíacas normais pode causar vários sintomas, inclusive INSUFICIÊNCIA CARDÍACA, ARRITMIAS CARDÍACAS ou EMBOLIA.Cistadenoma Seroso: Tumor cístico do ovário, contendo líquido seroso, fino, amarelo e transparente, e quantidades variáveis de tecido sólido, com um potencial maligno várias vezes maior que o do CISTADENOMA MUCINOSO. (Dorland, 28a ed)Neoplasias Maxilares: Câncer ou tumores da MAXILA ou maxilar superior.Neoplasias do Colo: Tumores ou câncer do COLO.Corpos Estranhos no Olho: Objetos inanimados que ficam retidos no olho.Medições dos Movimentos Oculares: Métodos e procedimentos para registrar os MOVIMENTOS OCULARES.Fixação Ocular: Posicionamento e acomodação de olhos que permite trazer a imagem ao lugar na FÓVEA CENTRAL de cada olho.Segmento Posterior do Olho: Dois terços posteriores do olho que incluem a membrana hialoide anterior e todas as estruturas ópticas atrás deles: HUMOR VÍTREO, RETINA e COROIDE, além do NERVO ÓPTICO.Glaucoma: Doença ocular, ocorrendo em várias formas, tendo como principais características um aumento prolongado ou instável da pressão intraocular, na qual o olho não pode permanecer sem danos à sua estrutura ou prejuízo de suas funções. As consequências da pressão elevada podem se manifestar com uma variedade de sintomas, dependendo do tipo e severidade, como escavação do disco óptico, endurecimento do globo ocular, anestesia corneana, acuidade visual reduzida, visão de halos coloridos ao redor da luz, adaptação ao escuro prejudicada, defeitos do campo visual e cefaleias.Corpo Vítreo: Substância transparente, semigelatinosa, que preenche a cavidade existente atrás do CRISTALINO do OLHO e à frente da RETINA. Está contido em uma membrana hialoide fina, formando cerca de 4/5 do globo ocular.Marcadores Biológicos de Tumor: Produtos moleculares metabolizados e secretados por tecidos neoplásicos e [que podem ser] caracterizados bioquimicamente nos líquidos celulares e corporais. Eles são [usados como] indicadores de estágio e grau tumoral, podendo também ser úteis para monitorar respostas ao tratamento e prever recidivas. Muitos grupos químicos estão representados [nesta categoria] inclusive hormônios, antígenos, aminoácidos e ácidos nucleicos, enzimas, poliaminas, além de proteínas e lipídeos de membrana celular específicos.Esclera: A túnica, fibrosa, branca e opaca, mais externa do globo ocular, revestindo-o inteiramente com exceção do segmento revestido anteriormente pela córnea. É essencialmente avascular, porém contém aberturas para a passagem de vasos sanguíneos, linfáticos e nervos. Recebe os tendões de inserção dos músculos extraoculares e no nível da junção esclerocorneal contém o seio venoso da esclera [anteriormente chamado de canal de Schlemm]. (Tradução livre do original: Cline et al., Dictionary of Visual Science, 4th ed)Neoplasias das Glândulas Anais: Tumores ou câncer da glândula anal.Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Neoplasias Embrionárias de Células Germinativas: Neoplasias compostas de CÉLULAS GERMINATIVAS primordiais de GÔNADAS embrionárias, ou de elementos das camadas germinativas do EMBRIÃO DE MAMÍFEROS. O conceito não se refere a neoplasias localizadas nas gônadas, ou presentes em um embrião ou FETO.Neoplasias da Medula Óssea: Neoplasias localizadas na medula óssea. Diferenciam-se de neoplasias compostas por células da medula óssea, como MIELOMA MÚLTIPLO. A maioria das neoplasias da medula óssea é metastática.Neoplasias Meníngeas: Processos neoplásicos malignos e benignos que surgem ou que envolvem secundariamente as coberturas meníngeas do cérebro e medula espinhal.Neoplasias Lipomatosas: Neoplasias compostas por tecido adiposo ou tecido conjuntivo constituídas de adipócitos numa malha de tecido areolar. O conceito não se refere às neoplasias localizadas no tecido adiposo.Infecções Oculares: As infecções, moderadas a graves, causadas por bactérias, fungos ou vírus, que ocorrem tanto na superfície externa do olho ou dentro do olho com inflamação provável, prejuízo visual e cegueira.Neoplasias Colorretais: Tumores ou câncer do cólon, ou do RETO ou ambos. Entre os fatores de risco para o câncer colorretal estão colite ulcerativa crônica, polipose familiar do cólon, exposição a ASBESTO e irradiação do COLO DO ÚTERO.Comprimento Axial do Olho: Distância entre os polos anterior e posterior do olho, medido por ULTRASSONOGRAFIA ou por interferometria de coerência parcial.Neoplasias Duodenais: Tumores ou câncer do DUODENO.Câmara Anterior: Espaço localizado no olho, preenchido com humor aquoso, limitado anteriormente pela córnea e uma pequena porção da esclera, e posteriormente por uma pequena porção do corpo ciliar, pela íris e pela parte do cristalino que se apresenta através da pupila.Miopia: Erro de refração no qual os raios luminosos que entram (no OLHO) paralelos ao eixo óptico são enfocados a frente da RETINA quando a ACOMODAÇÃO OCULAR está relaxada. Isto é consequência de uma CÓRNEA extremamente curvada ou de um globo ocular muito longo de frente para trás. É também denominada visão curta (nearsightedness).Neoplasias do Córtex Suprarrenal: Tumores ou câncer do CÓRTEX SUPRARRENAL.Neoplasias Bucais: Tumores ou câncer da BOCA.Neoplasias do Mediastino: Tumores ou câncer do MEDIASTINO.Neoplasias da Língua: Tumores ou câncer da LÍNGUA.Neoplasias do Íleo: Tumores ou câncer no ÍLEO região do intestino delgado (INTESTINO DELGADO)Neoplasias Orbitárias: Neoplasias da órbita óssea e conteúdos com exceção do globo ocular.

*  anisocitose, dor nos musculos das pernas , calafrios

Neoplasias Encefálicas. 1. + +. 613. Distrofia Simpática Reflexa. 1. + +. 614. Infecções Oculares Parasitárias. 1. + +. ... Neoplasias Nasais. 1. + +. Não avalia ou garante a precisão de qualquer conteúdo deste site. Clique aqui para ler o termo de ...

*  CID10 Portugu s

0.67 Neoplasias . 0.62 Neoplasias Oculares . 0.48 Neoplasias Cerebelares . 0.46 Neoplasias de Anexos e de Ap ndices Cut neos . ... 0.66 Neoplasias . 0.63 Neoplasias Oculares . 0.53 Neoplasias Tonsilares . 0.48 Carcinoma . 0.62. Corros o de outras partes do ... 0.40 Neoplasias Oculares . 0.39 Corros o . 0.38 Infec es Oculares Parasit rias . 0.37 Vasos Retinianos . ... 0.39 Queimaduras Oculares . 0.38 Prote nas do Olho . 0.38 Queimaduras Qu micas . ...

*  Pesquisa de informação médica (Linfoma Folicular • FAQ)

Neoplasias do Sistema Nervoso Central. *Neoplasias Oculares. *Leucemia Linfocítica Crônica de Células B ...

*  Uveíte

... ser secundária a traumas oculares e a algumas neoplasias (leucemias, linfomas e metástases). A manifestação ocular pode ser o ... O exame oftalmológico especializado com equipamento capaz de examinar com detalhes as estruturas intra-oculares (lâmpada de ... Indivíduos com baixa da imunidade secundária a neoplasias, uso prolongado de corticóides, transplantados e AIDS podem também ...

*  Atrofias Olivopontocerebelares - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Reabsorção Da Raiz - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Granulomatose De Wegener - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Reflexo De Babinski - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Cardiomiopatia Restritiva - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Infecções Por Adenophorea - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Transtornos Da Cefaléia Secundários - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Doenças Dos Animais - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Anodontia - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Transtorno De Movimento Estereotipado - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Doenças Da Glândula Tireóide - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Sarcoma De Células Pequenas - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Ceratoconjuntivite Infecciosa - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Fraturas De Cartilagem - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Hiperostose Esquelética Difusa Idiopática - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Hemorragia Da Coróide - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Plagiocefalia Não Sinostótica - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Anormalidades Craniofaciais - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Complicações Do Trabalho De Parto - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Transtornos Mieloproliferativos - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

*  Síndrome Da Vibração Do Segmento Mão-Braço - lookfordiagnosis.com

Ferimentos Oculares Penetrantes. * Doenças Palpebrais. * Neoplasias Palpebrais. * Manifestações Oculares. * Neoplasias Oculares ...

PancreatoblastomaNeoplasia mucinosa papilar intraductalTumor da tiroideIpilimumabNeoplasia cística mucinosa do pâncreas: Neoplasias císticas mucinosas pancreáticas ou tumores císticos mucinosos são um grupo de neoplasias císticas que se formam no pâncreas.Marcador tumoral: Marcador tumoral é uma substância encontrada no sangue, urina ou tecidos biológicos que numa concentração superior a um determinado nível pode indicar a existência de um câncer. .Óculos de segurança: Óculos de segurança, ou óculos de proteção, são óculos específicos para muitas atividades profissionais, tanto comerciais como industriais, que requerem o uso recomendável ou obrigatório destes.Corpo de psammoma: Corpo de psammoma ou corpo psammoma (do grego ψάμμος psámmos, areia) é um termo médico para calcificações microscópicas encontradas em alguns tumores benignos e malignos(câncer) e em alguns processos inflamatórios crônicos. http://www.AdenomaTecido mole: O termo tecido mole se refere à classe de tecidos animais com matriz extracelular rica em fibras de colágeno e elastina. Os tecidos moles possuem propriedades estruturais, pois transmitem forças, e realizam grandes deformações.Tumor ósseoCistoadenocarcinoma: Cistoadenocarcinoma é uma forma maligna de cistoadenoma e ums neoplasia maligna derivada do epitélio glandular, no qual se formam aglomerados císticos de secreções retidas. As células neoplasmáticas manifestam vários graus de anaplasia e invasividade, podendo ocorrer metástase local.Pressão intraocular: Pressão Intraocular é a pressão dentro do olho. Tonometria é o método usado por profissionais de oftalmologia para determinar a pressão intraocular.Terrier: Terrier é um grupo de raças de cães produzidas inicialmente para caça de pequenos animais. Geralmente de porte pequeno e médio, estes cães são extremamente corajosos e resistentes, e têm uma personalidade vívida, e energética.Lágrima artificial: Lágrimas artificiais são colírios lubrificantes utilizados para tratar secura e irritação dos olhos associadas com um produção deficiente de lágrimas na ceratoconjuntivite sicca (olhos secos). Também são usadas para umedecer lentes de contato.Cistoadenoma seroso do pâncreas: Cistoadenoma seroso do pâncreas é um tumor benigno do pâncreas. Geralmente situa-se na cabeça do pâncreas, e pode estar associado com a síndrome de von Hippel-Lindau.Hialócito: Os hialócitos, também chamados células vítreas, são células do corpo vítreo do olho, o qual se caracteriza pela cavidade cheia de gel transparente (humor vítreo) no espaço entre o cristalino e a retina do olho. Os hialócitos ocorrem na parte periférica do corpo vítreo, e podem produzir ácido hialurónico e colagénio,Sommer F, Brandl F, Weiser B, Tesmar J, Blunk T, Göpferich A.Miopia


conjuntivite

  • Em alguns pacientes podem ocorrer alterações oculares inflamatórias, como conjuntivite ou inflamação da córnea, pálpebra e íris. (dermatologia.net)

pacientes

  • Segundo a Anvisa, durante o ano de 2009, os bancos de olhos espalhados pelo País captaram 21.012 córneas para serem utilizadas em transplantes, cirurgia que é capaz de fazer com que os pacientes com doenças oculares voltem a enxergar. (blogspot.com)