Cefaleia: Sintoma de DOR na região craniana. Pode ser uma ocorrência ou manifestação benigna isolada de uma ampla variedade de TRANSTORNOS DA CEFALEIA.Transtornos da Cefaleia: Várias afecções com sintoma de CEFALEIA. Transtornos de cefaleia são classificados em dois grupos principais, tais como TRANSTORNOS PRIMÁRIOS DA CEFALEIA (baseados nas características dos sintomas da cefaleia) e TRANSTORNOS SECUNDÁRIOS DA CEFALEIA (baseados nas suas etiologias). (Tradução livre do original: International Classification of Headache Disorders, 2nd ed. Cephalalgia 2004: suppl 1)Cefaleia do Tipo Tensional: Cefaleia primária comum, caracterizada por uma DOR contínua, não pulsátil, difusa, tensional de identidade suave a moderada na CABEÇA, COURO CABELUDO ou PESCOÇO. Os subtipos são classificados por frequência e severidade do dos sintomas. Não há causa clara, apesar de ter sido associada com CONTRAÇÃO MUSCULAR e estresse. (Tradução livre do original: (International Classification of Headache Disorders, 2nd ed. Cephalalgia 2004: suppl 1)Cefaleia Histamínica: Transtorno primário de cefaleia caracterizado por forte DOR, estritamente unilateral, nas regiões orbital, supraorbital e temporal (ou em qualquer combinação destes) com duração de 15 min a 3 h, ocorrendo 1 a 8 vezes ao dia. Os ataques estão associados com um ou mais dos seguintes transtornos (todos ipsilaterais): injeção conjuntival, lacrimação, congestionamento nasal, rinorreia, SUDORESE facial, EDEMA nas pálpebras e miose. (Tradução livre do original: International Classification of Headache Disorders, 2nd ed. Cephalalgia 2004: suppl 1)Cefaleias Vasculares: Transtornos secundários de cefaleia atribuídos a uma variedade de transtornos cranianos ou vasculares cervicais, como ISQUEMIA CEREBRAL, HEMORRAGIAS INTRACRANIANAS e MALFORMAÇÕES VASCULARES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL.Transtornos de Enxaqueca: Classe de transtornos cefaleicos primários e incapacitantes caracterizados por cefaleias pulsáteis, unilaterais e recorrentes. Os dois subtipos principais são a enxaqueca comum (sem aura) e a clássica (com aura ou sintomas neurológicos) (Tradução livre do original: International Classification of Headache Disorders, 2nd ed. Cephalalgia 2004: suppl 1)Transtornos da Cefaleia Secundários: Afecções com sintomas de CEFALEIA que podem ser atribuídas a uma variedade de causas, incluindo TRANSTORNOS CEREBROVASCULARES, FERIMENTOS E LESÕES, INFECÇÃO, uso ou abstinência de drogas.Enxaqueca sem Aura: Cefaleias recorrentes unilaterais pulsáteis, não precedidas ou acompanhadas de aura, em episódios que duram de 4-72 horas. São caracterizadas por DOR de intensidade moderada a severa, agravadas por atividade física e associadas a NÁUSEA e /ou FOTOFOBIA ou FONOFOBIA.Punção Espinal: Drenagem do líquido do espaço subaracnoídeo na região lombar, geralmente entre a terceira e a quarta vértebras lombares.Enxaqueca com Aura: Subtipo de enxaqueca caracterizada por ataques recorrentes de sintomas neurológicos reversíveis (aura) que precedem ou acompanham a cefaleia. A aura também inclue uma combinação de distúrbios sensoriais, como VISÃO embaçada, ALUCINAÇÕES, VERTIGEM, Adormecimento e dificuldade de concentração e fala. A aura, normalmente é seguida por traços de Enxaqueca Comum, como FOTOFOBIA, FONOFOBIA e NÁUSEA. (Tradução livre do original: International Classification of Headache Disorders, 2nd ed. Cephalalgia 2004: suppl 1)Placa de Sangue Epidural: Injeção de sangue autólogo no espaço epidural como tratamento profilático imediatamente seguindo uma punção epidural ou para tratamento de cefaleia, como resultado de uma punção epidural.Neurologia: Especialidade médica que se ocupa do estudo das estruturas, funções e doenças do sistema nervoso.Cefalalgias Autonômicas do Trigêmeo: Transtornos de cefaleia primária que mostram sintomas causados pela ativação do SISTEMA NERVOSO AUTÔNOMO do NERVO TRIGÊMEO. Entre as características autônomas estão vermelhidão e lacrimejamento do OLHO, congestão nasal ou corisa, SUDORESE facial e outros sintomas. A maioria dos subgrupos apresenta DOR craniana unilateral.Analgésicos: Compostos que aliviam dor sem a perda de ESTADO DE CONSCIÊNCIA.Triptaminas: Derivados monoamínicos descarboxilados do TRIPTOFANO.Sumatriptana: Agonista da serotonina que atua seletivamente sobre receptores 5HT1. É utilizado no tratamento de TRANSTORNOS DE ENXAQUECA.Dura-Máter: A mais externa das três MENINGES, uma membrana fibrosa de tecido conjuntivo que cobre o encéfalo e cordão espinhal.Hipotensão Intracraniana: Redução da pressão do LÍQUIDO CEFALORRAQUIDIANO caracterizada clinicamente por CEFALEIA, tornando máxima em posição vertical e, ocasionalmente por paralisia do nervo abducente (ver DOENÇAS DO NERVO ABDUCENTE), rigidez de pescoço, perda auditiva (ver SURDEZ), NÁUSEA e outros sintomas. Esta afecção pode ser espontânea ou secundária à PUNÇÃO ESPINHAL, PROCEDIMENTOS NEUROCIRÚRGICOS, DESIDRATAÇÃO, UREMIA, trauma (ver também TRAUMA CRANIOCEREBRAL) e outros processos. A hipotensão crônica pode estar associada com hematomas subdurais (ver HEMATOMA SUBDURAL) ou higromas. (Tradução livre do original: Semin Neurol 1996 Mar;16(1):5-10; Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp637-8)Nervo Trigêmeo: O quinto e maior nervo craniano. O nervo trigêmeo é um nervo misto, composto de uma parte motora e sensitiva. A parte sensitiva, maior, forma os nervos oftálmico, mandibular e maxilar que transportam fibras aferentes sensitivas de estímulos internos e externos provenientes da pele, músculos e junturas da face e boca, e dentes. A maioria destas fibras se originam de células do GÂNGLIO TRIGÊMEO e projetam para o NÚCLEO ESPINAL DO TRIGÊMEO no tronco encefálico. A menor parte motora nasce do núcleo motor do trigêmeo no tronco encefálico e inerva os músculos da mastigação.Fotofobia: Sensibilidade anormal à luz. Pode ocorrer como uma manifestação de DOENÇAS OCULARES, ENXAQUECA, HEMORRAGIA SUBARACNOIDE, MENINGITE e outros transtornos. A fotofobia pode também ocorrer em associação com DEPRESSÃO e outros TRANSTORNOS MENTAIS.Medição da Dor: Escalas, questionários, testes e outros métodos utilizados para avaliar a severidade e duração da dor em pacientes ou animais experimentais, com o objetivo de ajudar no diagnóstico, terapêutica e estudos fisiológicos.Prevalência: Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.Imagem por Ressonância Magnética: Método não invasivo de demonstração da anatomia interna baseado no princípio de que os núcleos atômicos em um campo magnético forte absorvem pulsos de energia de radiofrequência e as emitem como ondas de rádio que podem ser reconstruídas nas imagens computadorizadas. O conceito inclui técnicas tomográficas do spin do próton.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Dor Facial: Dor na região facial, incluindo dor orofacial e craniofacial. Afecções associadas incluem transtornos neoplásicos e inflamatórios locais além de síndromes neurálgicas envolvendo os nervos trigêmeo, facial e glossofaríngeo. As afecções que se caracterizam por dor facial persistente ou recidivante como manifestação primária da doença são chamadas SÍNDROMES DA DOR FACIAL.Doença Crônica: Doenças que têm uma ou mais das seguintes características: são permanentes, deixam incapacidade residual, são causadas por alteração patológica não reversível, requerem treinamento especial do paciente para reabilitação, pode-se esperar requerer um longo período de supervisão, observação ou cuidado.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Exame Neurológico: Avaliação das reações e reflexos motores e sensoriais usada para detectar uma doença do sistema nervoso.Tomografia Computadorizada por Raios X: Tomografia utilizando transmissão por raio x e um computador de algoritmo para reconstruir a imagem.Neuralgia Facial: Síndromes neurálgicas caracterizadas por DOR FACIAL crônica ou recorrente como manifestação primária da doença. Os transtornos dos nervos trigêmeo e facial frequentemente estão associados com essas afecções.Cervicalgia: Desconforto ou formas mais intensas de dor que estão localizadas na região cervical. Geralmente, este termo se refere à dor nas regiões posterior ou lateral do pescoço.Técnicas de Diagnóstico Neurológico: Métodos e procedimentos para o diagnóstico de doenças do sistema nervoso central e periférico, ou a determinação de função ou disfunção neurológica.Pseudotumor Cerebral: Doença caracterizada pela pressão intracraniana elevada e, clinicamente, por CEFALEIAS, NÁUSEA, PAPILEDEMA, constrição periférica dos campos visuais, obscurações visuais transitórias e ZUMBIDO pulsátil. Com frequência, a OBESIDADE está associada com esta condição, que afeta principalmente mulheres entre 20 e 44 anos de idade. O PAPILEDEMA crônico pode levar à lesão do nervo óptico (v. DOENÇAS DO NERVO ÓPTICO) e perda visual (v. CEGUEIRA).Amitriptilina: Antidepressivo tricíclico com propriedades anticolinérgicas e sedativas. Parece impedir a recaptação de norepinefrina e serotonina nos terminais nervosos potencializando assim, a ação destes neurotransmissores. A amitriptilina também parece antagonizar as respostas colinérgicas e as alfa-1-adrenérgicas às aminas bioativas.Transtornos da Articulação Temporomandibular: Variedade de afecções que acometem as características funcionais e anatômicas da articulação temporomandibular. Os fatores que contribuem para a complexidade das doenças temporomandibulares são sua relação com dentição e mastigação e os efeitos sintomáticos em outras áreas responsáveis pela dor referida na articulação e as dificuldades de se usar os procedimentos diagnósticos tradicionais para detectar a doença temporomandibular em que o tecido é raramente obtido e os exames por raio-X são frequentemente inadequados ou inespecífico. Doenças comuns são anormalidades do desenvolvimento, traumas, subluxações, luxações, artrite e neoplasias. (Tradução livre do original: Thoma's Oral Pathology, 6th ed, pp577-600)Terapia de Relaxamento: Tratamento para melhorar as condições de saúde por meio da utilização de técnicas que conseguem reduzir o ESTRESSE FISIOLÓGICO, o ESTRESSE PSICOLÓGICO ou ambos.Traumatismos em Chicotada: Lesão de hiperextensão do pescoço, geralmente como resultado de ter sido atingido por trás por um veículo em alta velocidade, em um acidente automobilístico. (Tradução livre do original: Segen, The Dictionary of Modern Medicine, 1992)

*  Cefaléia começando na cervicalgia | Dores na coluna

... pode ser a causa do aparecimento de cefaléia, dor no pescoço, no ombro e no braço, devido à compressão das raízes nervosas que ...

*  DALVA DAY: * 2017 - Dia Nacional de Combate à Cefaléia

A Cefaleia é uma das causas mais comuns de busca de atendimento médico, podendo surgir como uma manifestação isolada (cefaléia ... A cefaleia pode ser comum, mas não é normal. Cefaleias primárias e crises frequentes que interferem o cotidiano sinalizam o ... O que agrava o problema, principalmente no caso da cefaléia primaria, é a crença popular de que sentir dor de cabeça é algo ... Hoje, dia 2 de Junho, comemoramos o Dia Nacional de Combate à Cefaleia. O nome pode parecer estranho, mas trata-se de um ...

*  Sindrome de Fournier

Sinais neurológicos: convulsões, cefaléia, vertigens. Em casos de alta dosagem ou tratamento prolongado tem sido observado: ... Cefaléia. Erupção da pele. Náusea. Ginecomastia, galactorréia.. Interações. Fenotiazina pode potencializar eventuais efeitos ... 17:00h medicação por cateter hidrolisado mais curativo oclusivo em região genital, referindo algia no local mais cefaléia. PA ...

*  Pesquisa: Escala de Depressao Geriatrica | MedicinaNET

Cefaleia - Randolph W. Evans ...2003;61:1271. 13. Diener HC, Küper M, Kurth T. Migraine-associated risks and comorbidity. J ...

*  Pesquisa: Sinal de Frank | MedicinaNET

Cefaleia recorrente na criança ...oblastoma é o tumor cerebral maligno mais comum na infância. A cefaleia é, portanto, um ... No entanto, apenas 1% dessas crianças apresentava a cefaleia como único sintoma, e 3% tinha ...... ... das crianças com tumores cerebrais apresentavam queixa de cefaleia. ...

*  PPT - Suporte transfusional PowerPoint Presentation - ID:4611446

Cefaléia: hipervolemia *Convulsão, encefalopatia, amnésia transitória, AVCh - imediatamente após *Insuficiência renal: por ...

*  Saúde Pública - Febre amarela: reflexões sobre a doença, as perspectivas para o século XXI e o risco da reurbanização Febre...

A cefaléia costuma ser mais duradoura. A febre só cede mediante o uso de antitérmicos e a astenia já mais pronunciada. ... Em geral, os sintomas na forma leve se restringem a febrícula ou febre moderada, acompanhada de cefaléia discreta e astenia ou ... Pouco tempo depois do aparecimento da febre surge cefaléia holocraniana de tal intensidade que o paciente muitas vezes sente ... as dores musculares diminuem e a cefaléia fica suportável. Este período dura de 12 até 48 horas. Em seguida, ao contrário dos ...

*  Pesquisa: Medicamentos em Idosos Livre | MedicinaNET

... cefaléia, depressão, ansiedade, parestesia; anomalias e tumores na próstata, dor e aumento do tamanho das mamas, hirsutismo, ...

*  Medicina de Familia: Outubro 2009

O número médio de dias com cefaléia após o tratamento foi 18,52 no grupo que responderam e 20,87 (p = 0,0263) no grupo que não ...

*  TUMORES MALIGNOS DO SEIO NO HOMEM - PDF

Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária O que é a cefaleia crónica diária? Comecei a ter dores ...

*  Medicina, Mitos & Verdades | REAÇÃO AO ANESTÉSICO

CEFALEIA OU ENXAQUECA? Diferencie os tipos de dores de cabeça SHAMPOO MASCULINO FAZ A DIFERENÇA Por que os homens precisam usar ...

*  Ensaios clínicos Ajudar os pacientes a lutar contra o cancro - PDF

Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária O que é a cefaleia crónica diária? Comecei a ter dores ...

*  Glaucoma. O que é glaucoma? Como acontece? - PDF

Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária O que é a cefaleia crónica diária? Comecei a ter dores ... CONSULTA EM OFTALMOLOGIA GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2 Motivos para o encaminhamento: 1. Déficit Visual; 2. Cefaléia ...

*  Prevalência da Automedicação nos alunos do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas da ULHT - PDF

Cefaleia Cefaleia tipo tensão tipo tensão Cefaleia tipo tensão Cefaleia tipo tensão O que é a cefaleia tipo tensão? Tenho dores ... Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária Cefaleia crónica diária O que é a cefaleia crónica diária? Comecei a ter dores ...

*  CONSUMO DE ÁLCOOL & ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS - PDF

Cefaleia Cefaleia tipo tensão tipo tensão Cefaleia tipo tensão Cefaleia tipo tensão O que é a cefaleia tipo tensão? Tenho dores ...

*  Sistemas de Análise de Imagens de Ecografia para Reumatologia - PDF

Cefaleia Cefaleia tipo tensão tipo tensão Cefaleia tipo tensão Cefaleia tipo tensão O que é a cefaleia tipo tensão? Tenho dores ...

*  Reiki de a a Z - Cinira Palotta

Enxaqueca Ver Cefaleia. O tratamento é demorado mas dá bons resultados se se perseverar. 1ª de frente e adicional de frente ( ... Cefaléia Dores crônicas de cabeça. Cérebro Problemas neste órgão como: tumor. nunca mais teve nada. em sua essência. nas ... Já atendi dois casos de cefaleia in salvas.. ficar lá se possível por uma hora. Cirrose hepática Tratar como indicado em Fígado ... Enchaqueca Ver Cefaleia. desintoxica as células mais rapidamente. melhora o funcionamento renal e equilibra o emocional que ...

*  Pesquisa: Cilostazol | MedicinaNET

iplopia, cefaleia, vômito, apneia, convulsão e coma). Evitar o uso concomitante e considerar outro antibiótico alternativo. t ...

*  Pesquisa: Cancer de Ovario | MedicinaNET

t Depressão, cefaleia (1,3%), vertigens, insônia, fadiga. t Tromboembolismo. t Poliúria. t Alterações de peso. t Di...... ...

*  ANAFRANIL - Bula ANAFRANIL

Muito comuns: tontura, tremores, cefaleia e mioclonia, sonolência. Comuns: distúrbios da fala, parestesia, hipertonia muscular ... cefaleia, nervosismo e ansiedade (vide "Advertências e Precauções"). - Fratura óssea Os estudos epidemiológicos, realizados ...

*  Farmacolgia das infecções fúngicas - FARMACOLGIA DAS INFECÇÕES FÚNGICAS

O paciente chega ao departamento de emergência com febre, calafrios, sudorese, tosse, fadiga e cefaléia. A sua temperatura é de ...

*  Historia do Feocromocitoma.: Dezembro 2012

hoje passei o dia não me sentindo bem,mal estar, vômitos,dor abdominal moderada mais com distensão abdominal,cefaleia.. ... Ainda estou enjoada,as vezes vomitando,mas a minha cefaleia desapareceu pelo menos hoje eu ainda não tive,a pressão ainda estar ... Quando presente, a hipertensão, em 90% dos casos, ocorre a conhecida tríade clássica: cefaléia, palpitações e sudorese. Os ... e cefaleia moderada,mas não constante o que estar me ajudando a passar melhor essa situação mas estou preocupada porque sei dos ...

*  nódulo calcificado no segmento superior do lobo inferior direito, lesão residual de processo granulomatoso

Cefaleia do Tipo Tensional. 3. + +. 583. Abscesso Hepático. 3. + +. 584. Calázio. 3. + +. ...

*  dor de cabeça lado direito e dor no olho direito

Cefaleia. 1. + +. 272. Osteoma. 1. + +. 273. Hiperemia. 1. + +. 274. Policondrite Recidivante. 1. + +. ...

*  MARIA APARECIDA (cidalmeida04) on Pinterest

See what MARIA APARECIDA (cidalmeida04) has discovered on Pinterest, the world's biggest collection of everybody's favorite things.


pode ser

  • A má postura da coluna cervical, isto é, costas arredondadas e cabeça para frente (cifose dorsal e lordose cervical) pode ser a causa do aparecimento de cefaléia, dor no pescoço, no ombro e no braço, devido à compressão das raízes nervosas que saem da coluna cervical. (chakalat.net)
  • A cefaleia pode ser comum, mas não é normal. (blogspot.com)

sintoma

  • A Cefaleia é uma das causas mais comuns de busca de atendimento médico, podendo surgir como uma manifestação isolada (cefaléia primária) ou como sintoma de outras doenças em desenvolvimento (cefaléia secundária). (blogspot.com)
  • A cefaleia é, portanto, um sintoma precoce e frequente nas crianças com tumores intracranianos. (medicinanet.com.br)

tumores

  • Em um grande estudo realizado nos Estados Unidos e no Canadá, observou-se que 62% das crianças com tumores cerebrais apresentavam queixa de cefaleia. (medicinanet.com.br)