1-Propanol: Líquido incolor produzido pela oxidação de hidrocarbonetos alifáticos que são utilizados como solventes e reagentes intermediários.2-Propanol: Isômero do 1-PROPANOL. Apresenta-se como um líquido incolor com propriedades desinfetantes. É utilizado na manufatura da acetona e seus derivados e como solvente. Topicamente, é utilizado como antisséptico.Álcoois: Compostos alquilos que contêm o grupo hidróxido. Eles são classificados de acordo com o átomo de carbono: álcoois primários, R-CH2OH; álcoois secundários, R2-CHOH e álcoois terciários, R3-COH. (Tradução livre do original: Grant & Hackh's Chemical Dictionary, 5th Ed)Propanóis: Formas isômeras e derivados do PROPANOL (C3H7OH).Butanóis: Formas isômeras e derivadas do butanol (C4H9OH).PropanoCloridrinas: Qualquer dos compostos que derivam do grupo dos glicóis e dos álcoois poli-hidróxidos pela substituição pelo cloro em parte dos grupos hidroxílicos.Propanolaminas: AMINO ÁLCOOIS que contêm o grupo propanolamina (NH2CH2CHOHCH2) e seus derivados.Morfolinas1-Butanol: Hidrocarboneto linear de quatro carbonos que possui um radical hidroxila na posição 1.Glucosiltransferases: Enzimas que catalisam a transferência de glucose de um nucleosídeo difosfato glucose a uma molécula aceptora que é frequentemente um outro carboidrato. EC 2.4.1.-.Solventes: Líquidos [usados para] dissolver outras substâncias (solutos), estas geralmente sólidas, sem que haja mudança em sua composição química [do soluto], como açúcar [soluto] [dissolvido] em água [solvente], [ou iodo (soluto) dissolvido em álcool (solvente)].Glucosilceramidas: Cerebrosídeos que contêm como cabeça polar uma glucose ligada através de uma ligação glicosídica a um grupo hidroxil das ceramidas. Seu acúmulo no tecido, devido a um defeito na beta-glucosidase, é a causa da Doença de Gaucher.Dimercaprol: Antigas de guerra que é eficaz contra o Lewisite (dicloro(2-clorovinil)arsina) e anteriormente conhecido como Anti-Lewisite Britânico ou BAL. Atua como quelante e é utilizado no tratamento de envenenamento por arsênico, ouro e outros metais pesados.alfa-Cloridrina: Composto propanodiólico clorado (ver PROPILENOGLICÓIS) com atividade antifertilidade e utilizado como esterilizante químico em roedores.Pentanóis: Formas isômeras e derivados do pentanol (C5H11OH).Acetona: Líquido incolor usado como solvente e antisséptico. É um dos CORPOS CETÔNICOS produzidos durante cetoacidose.Metanol: Líquido incolor e inflamável utilizado na fabricação do FORMALDEÍDO e do ÁCIDO ACÉTICO, na síntese química, como anticongelante e como solvente. A ingestão de metanol é tóxica e pode causar cegueira.Glicoesfingolipídeos: Lipídeos contendo pelo menos um resíduo monossacarídeo e/ou um esfingoide ou uma ceramida (CERAMIDAS). Estão subdivididos em: GLICOESFINGOLIPÍDEOS NEUTROS, compreendendo os monoglicosil- e oligoglicosilesfingóideos, e monoglicosil- e oligoglicosilceramidas, e GLICOESFINGOLIPÍDEOS ACÍDICOS, que compreendem os sialosilglicosilesfingolipídeos (GANGLIOSÍDEOS), SULFOGLICOESFINGOLIPÍDEOS (anteriormente conhecidos como sulfatidas), glicuronoglicoesfingolipídeos, e os fosfo e fosfonoglicoesfingolipídeos. (Tradução livre do original: IUPAC's webpage)Lactosilceramidas: Glicoesfingolipídeos que contêm como cabeça polar uma molécula de lactose ligada a um grupo hidroxil da ceramida através de uma ligação glicosídica. Seu acúmulo no tecido, devido a um defeito na lactosilceramida beta-galactosidase é a causa das lactosilceramidoses.Agonistas de Receptores Adrenérgicos beta 3: Compostos que se ligam a RECEPTORES ADRENÉRGICOS BETA 3 e os ativam.Antagonistas de Receptores Adrenérgicos beta 3: Drogas que se ligam a RECEPTORES ADRENÉRGICOS BETA 3 e bloqueiam sua ativação.Methanomicrobiaceae: Família METHANOMICROBIALES anaeróbica, cujas células variam de forma cocoide a bastonetes retos ou ligeiramente curvos. Há seis gêneros.Estereoisomerismo: Fenômeno através do qual compostos cujas moléculas têm o mesmo número e tipo de átomos e o mesmo arranjo atômico, mas diferem nas relações espaciais.Ceramidas: Membros de uma classe de glicoesfingolipídeos neutros. Constituem as unidades básicas dos esfingolipídeos. São esfingoides ligados através do seu terminal amina a uma longa cadeia acil graxo. Acumulam-se anormalmente na Doença FABRY.Etanol: Líquido claro e incolor que é rapidamente absorvido no trato gastrointestinal e distribuído por todo o corpo. Possui atividade bactericida e é frequentemente utilizado como desinfetante tópico. É amplamente utilizado como solvente e na preservação de preparações farmacológicas, bem como matéria-prima das BEBIDAS ALCOÓLICAS.Acetonitrilos: Compostos em que um grupo metil está anexado à parte ciano.Miristatos: Sais e ésteres do ácido mirístico, ácido monocarboxílico saturado de catorze carbonos.Hexanos: Grupo de hidrocarbonetos saturados com seis carbonos da série dos metanos. Incluem isômeros e derivados. Várias polineuropatias são causadas por intoxicação por hexano.Desinfetantes de Equipamento Odontológico: Compostos químicos especialmente indicados para uso nos instrumentos odontológicos, e que destroem os organismos patogênicos.Oxirredutases do Álcool: Subclasse de enzimas que inclui todas as desidrogenases que agem sobre álcoois primários e secundários, bem como sobre hemiacetais. São classificados posteriormente de acordo com o aceptor, que pode ser NAD+ ou NADP+ (subclasse 1.1.1), citocromo (1.1.2), oxigênio (1.1.3), quinona (1.1.5) ou outro aceptor (1.1.99).Esfingolipídeos: Classe de lipídeos de membrana que possuem uma cabeça polar e duas caudas não polares. São compostos por uma molécula do aminoálcool esfingosina de cadeia longa (4-esfingenina) ou um de seus derivados, uma molécula de ácido graxo de cadeia longa, uma cabeça de álcool polar e, algumas vezes, ácido fosfórico em ligações diéster na cabeça polar.Ceramidases: Amidohidrolases específicas para a clivagem das ligações N-acil das CERAMIDAS. As ceramidases são classificadas como acídicas, neutras ou básicas conforme o pH ótimo em que funcionam.Volatilização: Fase de transição do estado líquido para o estado gasoso, que está afetado pela lei de Raoult. Pode ser realizada pela destilação parcial.Streptococcus oralis: Espécie de bactéria cocoide Gram-positiva que é numerosa na boca e garganta. É causa comum de endocardite e também está implicada na formação da placa dentária.Bactérias Redutoras de Enxofre: Grupo de bactérias Gram-negativas anaeróbias que são capazes de oxidar acetato completamente até dióxido de carbono, utilizando enxofre elementar como aceptor de elétrons.Álcool Desidrogenase: Enzima contendo zinco que oxida álcoois primários e secundários ou hemiacetais na presença de NAD. Na fermentação alcoólica, catalisa a etapa final de redução de um aldeído a um álcool na presença de NADH e hidrogênio.CetonasPropionatos: Derivados do ácido propiônico. Sob este descritor está uma ampla variedade de formas de ácidos, sais, ésteres e amidas que contêm a estrutura de carboxietano.ÉsteresDesinfecção: Procedimento(s) que permitem tornar patógenos inofensivos através do uso de calor, de antissépticos, de agentes antibacterianos, etc.Engenharia Metabólica: Métodos e técnicas usadas para modificar geneticamente os produtos biossintéticos das células e desenvolver condições para a proliferação de células como BIORREATORES.Cromatografia Líquida de Alta Pressão: Técnica de cromatografia líquida que se caracteriza por alta pressão de passagem, alta sensibilidade e alta velocidade.Gangliosídeos: Subclasse dos GLICOESFINGOLIPÍDEOS ACÍDICOS. Contêm um ou mais resíduos de ácido siálico (ÁCIDO N-ACETILNEURAMÍNICO). Utilizando o sistema Svennerholm de abreviação, os gangliosídeos são designados por G para gangliosídeo, depois o subscrito M, D, ou T para mono-, di-, ou trissialo, respectivamente, sendo a letra subscrita seguida por um numeral arábico subscrito para indicar a sequência da migração na cromatografia de camadas finas.Cinética: Taxa dinâmica em sistemas químicos ou físicos.Radiografia Dentária Digital: Sistema de imagem digital rápido, de baixa dose, que utiliza um pequeno sensor intraoral ao invés de filme radiográfico, uma tela para ampliação e um dispositivo de carga acoplado. Tem a possibilidade de reduzir a exposição do paciente e uma distorção mínima, embora a resolução e a latitude sejam inferiores a uma radiografia dentária padrão. Um receptor é colocado na boca, enviando sinais para um computador e a imagem do sinal vai para uma tela ou é impressa. Inclui um digitalizador de filme de raio x ou algum outro detector.Temperatura Ambiente: Propriedade de objetos que determina a direção do fluxo de calor quando eles são posicionados em contato térmico direto. A temperatura é a energia dos movimentos microscópicos (translacionais e de vibração) das partículas dos átomos.Especificidade por Substrato: Aspecto característico [(dependência)] da atividade enzimática em relação ao tipo de substrato com o qual a enzima (ou molécula catalítica) reage.Vias Biossintéticas: Grupos de reações enzimáticas que ocorrem em organismos, formando compostos bioquímicos através de novas ligações covalentes.Cromatografia Gasosa: Fracionamento de uma amostra vaporizada como uma consequência da partição entre uma fase móvel gasosa e uma fase estacionária presa em uma coluna. São de dois tipos, cromatografia gas-sólido, em que a fase estacionária é um sólido e gás-líquido, em que a fase estacionária é um líquido não volátil apoiado em uma matriz sólida inerte.Desinfetantes: Substâncias usadas nos objetos inanimados, que destroem os microrganismos prejudiciais ou inibem sua atividade. Os desinfetantes são classificados como completos, que destroem os ESPOROS e as formas vegetativas dos microrganismos, e incompletos, os que destroem somente as formas vegetativas dos organismos. São diferenciados dos ANTISSÉPTICOS, que são agentes anti-infecciosos locais usados nos humanos e em outros animais. (Tradução livre do original: Hawley's Condensed Chemical Dictionary, 11th ed)Água: Líquido transparente, inodoro e insípido que é essencial para a maioria dos animais e vegetais, além de ser um excelente solvente para muitas substâncias. A fórmula química é óxido de hidrogênio (H2O). (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)

*  APOSTILA DE QUÍMICA ORGÂNICA 4º BIMESTRE - PDF

III 1-propanol é um isômero do 2-propanol. IV Propilamina é um isômero da trimetilamina. Quais são corretas? 16. (UFV-MG) Com a ... 1-propanol e 2-propanol. III. butanal e 2-butanol. IV. ácido propanoico e etanoato de metila. V. etanol e ácido etanoico. São ... e) butano e propanol. 30. (UFRJ) Nomeie e represente as estruturas em bastão dos isômeros de posição e de função do isopropanol ... Edson Cruz ISOMERIA Carbonos Hidrogênios Oxigênios H H H C C O H H C O C H H H H H H H C 2 H 6 O C 2 H 6 O Os compostos H 3 C ...

*  FUVEST Prova de Conhecimentos Gerais 18/11/2001. Grupo V - PDF

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E M I N A S G E R A I S QUÍMICA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia ... e R 2 , salta no ar, atingindo sua altura máxima no ponto médio entre A e B, antes de alcançar a rampa R 2 FÍSICA 1 Uma pista ... Se os carros saem das curvas ao mesmo tempo, a relação entre VA e VB é a) VA = VB b) VA/VB = RA/ RB c) VA/VB = (RA/ RB ) 2 d) ... 4/3 A l + O2 2/3 Al 2 O3 H = kj/mol de O2 2Mg + O2 2MgO H = kj/mol de O2 Si + O2 SiO2 H = -910 kj/mol de O2 Em reações ...

*  Polaridade e temperatura de ebulição dos compostos orgânicos. Tamanho das moléculas. Pontes de hidrogênio. Série heteróloga -...

C) 1-propanol, etanol, heptano e hexano. D) hexano, etanol, 1-propanol e heptano. E) hexano, 1-propanol, etanol e heptano. ... Os compostos I, II, III e IV são, respectivamente: A) etanol, heptano, hexano e 1-propanol. B) heptano, etanol, 1-propanol e ... D) O 1-propanol é mais solúvel em água. E) O 1-butanol é mais solúvel em n-hexano. 26. (Fuvest-SP) Em uma tabela de ... 3 Composto metanol H 3 C OH etanol H 3 C OH 1-propanol H 3 C OH TE ( C) 64,0 78,5 97,0 Nesses exemplos, os compostos pertencem ...

*  Henna Creme Louro Claro Surya Brasil

Aminomethyl Propanol, Achillea Millefolium Extract (Aquiléia), Aloe Barbadensis Leaf Extract (Aloe Vera), Arnica Montana Flower ...

*  Amidos modificados

b) Tratamento térmico de amido em solução água- álcool Álcoois usados:metanol, etanol, propanol. Melhor etanol características ... 2. PROCESSOS DE MODIFICAÇÃO DEPROCESSOS DE MODIFICAÇÃO DE AMIDOS AMIDOS 1. Genéticos 2. Físicos 3. Químicos 4. Enzimáticos ... GRAU DE SUBSTITUIÇÃO (GS) ou (DS)• alto - 2 a 3• médio - 0,3 a 1• baixo - 0,01 a 0,2 (aplicação comercial) ... AMILODEXTRINAS AMILODEXTRINAS Amido HCl - EtOH (2% v/v) (1:2 p/v) Refluxo 30 min AmilodextrinaA hidrólise ocorre na região ...

IsobutanolPropanoBevantololMorfolinaSolvente: Se denomina solvente, dissolvente ou dispersante aquela substância que permite a dispersão de outra substância em seu meio. Normalmente o dissolvente estabelece o estado físico da dissolução.DimercaprolFenilacetonaDi-hidroxilação assimétrica de Sharpless: A di-hidroxilação assimétrica de Sharpless, também conhecida como bis-hidroxilação, chamada assim em honra do químico estadunidense K. Barry Sharpless, é uma reação química enantioseletiva de alcenos com tetróxido de ósmio em presença de um ligante de quinina quiral para formar um diol vicinal.Ceramida: A ceramida é um lípido composto pelo álcool insaturado de 18 carbonos esfingosina e um ácido graxo de cadeia longa unido mediante uma ligação amida. É a molécula base dos esfingolípidos, muito abundantes na bicapa lipídica das membranas celulares.Álcool combustível: direita|thumb|Informação em uma bomba de combustível na [[Califórnia.]]Miristato de isopropilaHexanoEsfingolipídeos: #REDIRECIONAMENTO EsfingolipídioBactéria redutora de sulfato: As bactérias redutoras de sulfato compreendem vários grupos de bactérias que utilizam o sulfato como agente oxidante, reduzindo-o a sulfeto. A maioria podem também utilizar compostos de enxofre oxidados tais como o sulfito e o tiossulfato ou enxofre elementar.Álcool desidrogenase: Álcool desidrogenases (ADH) são um grupo de enzimas desidrogenases que ocorrem em muitos organismos e facilitam a interconversão entre alcoóis e aldeídos ou cetonas com a redução de dinucleotídeos de adenina nicotinamida(NAD+ a NADH). Nos seres humanos e muitos outros animais, ADHs servem para quebrar álcoois que de outra forma são tóxicos, e que também participam na geração de aldeído útil, cetona, ou grupos álcool durante a biossíntese de vários metabólitos.DicetonaPropionato de sódioSólidos suspensos: Os sólidos suspensos, referem-se a pequenas partículas sólidas que se mantém em suspensão em água, como um colóide ou devido ao movimento da água. É utilizado como um indicador da qualidade da água.Engenharia metabólicaCromatografia líquida de alta eficiência: Cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE, em inglês: High performance liquid chromatography, HPLC) é um método de separação de compostos químicos em solução. Tem sido amplamente utilizada como ferramenta em várias áreas da química e biologia.Glicolipídio: Os glicolipídeos, são lipídeos anfipáticos, contendo uma porção hidrofílica, geralmente referida como grupo cabeça polar (PHG - "polar head group")que é composta por unidades de carboidratos, de onde origina seu nome (o prefixo "glico" faz menção à presença de carboidratos). Sua porção lipídica é referida como cauda hidrofóbica, geralmente constituída de cadeias alifáticas de ácidos graxos.EnzimaTemperatura de fechamento: Temperatura de fechamento refere-se a temperatura de um sistema, como um mineral, no tempo indicado pela sua idade radiométrica.Concha de solvatação: Concha de solvatação é uma concha (revestimento) de qualquer espécie química atuando como um solvente, cercando uma espécie soluto.


texto

  • 2 PORTUGUÊS Texto para as questões de 1 a 4 Sua história tem pouca coisa de notável. (docplayer.com.br)