Útero: Órgão muscular oco (de paredes espessas), na pelve feminina. Constituído pelo fundo (corpo), local de IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO e DESENVOLVIMENTO FETAL. Além do istmo (na extremidade perineal do fundo), encontra-se o COLO DO ÚTERO (pescoço), que se abre para a VAGINA. Além dos istmos (na extremidade abdominal superior do fundo), encontram-se as TUBAS UTERINAS.Contração Uterina: Contração do MÚSCULO UTERINO.Implantação do Embrião: Implantação endometrial do EMBRIÃO DE MAMÍFEROS no estágio de BLASTOCISTO.Gravidez: Estado durante o qual os mamíferos fêmeas carregam seus filhotes em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero (antes de nascer) começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.Prenhez: Processo de carregar um ser em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero de mamíferos não humanos começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.Miométrio: A capa de músculos lisos do útero, que forma a massa principal do órgão.Colo do Útero: Porção compreendendo o pescoço do ÚTERO (entre o istmo inferior e a VAGINA), que forma o canal cervical.Endométrio: Membrana mucosa que reveste a cavidade uterina (responsável hormonalmente) durante o CICLO MENSTRUAL e GRAVIDEZ. O endométrio sofre transformações cíclicas que caracterizam a MENSTRUAÇÃO. Após FERTILIZAÇÃO bem sucedida, serve para sustentar o desenvolvimento do embrião.Doenças Uterinas: Processos patológicos envolvendo qualquer parte do ÚTERO.Decídua: Camada glandular do ENDOMÉTRIO, que responde aos hormônios e que se desprende a cada fluxo menstrual (decidua menstrualis) ou no final da gravidez. Durante a gravidez, a parte mais espessa da decídua forma a porção materna da PLACENTA (decidua placentalis). A porção delgada da decídua que envolve o resto do embrião é a decidua capsularis.Estradiol: Isômero 17-beta do estradiol, um esteroide C18 aromatizado com grupo hidroxila na posição 3-beta e 17-beta. O estradiol-17-beta é a forma mais potente de esteroide estrogênico de mamíferos.Neoplasias Uterinas: Tumores ou câncer do ÚTERO.Progesterona: Maior esteroide progestacional secretado principalmente pelo CORPO LÚTEO e PLACENTA. A progesterona atua no ÚTERO, GLÂNDULAS MAMÁRIAS e ENCÉFALO. É necessário para a IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO, manutenção da GRAVIDEZ e no desenvolvimento do tecido mamário para a produção de LEITE. A progesterona, convertida a partir da PREGNENOLONA, também serve como um intermediário na biossíntese dos HORMÔNIOS ESTEROIDES GONADAIS e dos CORTICOSTEROIDES da suprarrenal.Ovariectomia: Remoção cirúrgica de um ou ambos os ovários.Pseudogravidez: Estado acíclico que se assemelha a GRAVIDEZ, no qual não há ciclo ovariano, CICLO ESTRAL ou CICLO MENSTRUAL. Diferentemente da gravidez, não há IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO. A pseudogravidez pode ser induzida experimentalmente para formar DECIDUOMA no ÚTERO.Estro: Período no CICLO ESTRAL associado com receptividade sexual máxima e fertilidade em fêmeas de mamíferos não primatas.Tubas Uterinas: Par de canais musculares altamente especializados, que se estendem do ÚTERO ao OVÁRIO correspondente. Propiciam o acolhimento do ÓVULO e o local tanto para maturação final dos gametas como para a FERTILIZAÇÃO. A tuba uterina é constituída por um interstício, um istmo, uma ampola, um infundíbulo e as fimbrias. Sua parede é composta de três camadas histológicas: serosa, muscular e uma camada mucosa interna (revestida com células ciliadas e secretórias).Genitália Feminina: Órgãos reprodutores femininos. Os órgãos externos incluem a VULVA, as GLÂNDULAS VESTIBULARES MAIORES e o CLITÓRIS. Os internos incluem a VAGINA, o ÚTERO, os OVÁRIOS e as TUBAS UTERINAS.Histerectomia: Excisão do útero.Ciclo Estral: Período de alterações fisiológicas e comportamentais cíclicas em fêmeas de mamíferos não primatas que apresentam ESTRO. O ciclo estral geralmente consiste em 4 ou 5 períodos distintos correspondentes ao estado endócrino (PROESTRO; ESTRO; METESTRO; DIESTRO e ANESTRO).Ocitocina: Hormônio nonapeptídeo liberado da NEURO-HIPÓFISE. Difere da VASOPRESSINA por dois aminoácidos nos resíduos 3 e 8. A ocitocina atua nas CÉLULAS DE MÚSCULO LISO, causando CONTRAÇÃO UTERINA e EJEÇÃO LÁCTEA.Vagina: Canal genital, na mulher, que se estende do ÚTERO à VULVA. (Tradução livre do original: Stedman, 25a ed)Trabalho de Parto: Contração uterina repetitiva durante o parto, associada com a dilatação progressiva do COLO DO ÚTERO. Um trabalho de parto bem sucedido resulta na expulsão do FETO e PLACENTA. O trabalho de parto pode ser espontâneo ou induzido (TRABALHO DE PARTO INDUZIDO).Ductos Paramesonéfricos: Par de ductos próximo aos DUCTOS MESONÉFRICOS, em um embrião em desenvolvimento. Em embrião do sexo masculino, eles se degeneram com o aparecimento do HORMÔNIO ANTIMÜLLERIANO testicular. Na ausência do hormônio antimülleriano, os ductos paramesonéfricos dão origem ao trato reprodutor feminino, incluindo os OVIDUCTOS, ÚTERO, CÉRVIX e VAGINA.Placenta: Órgão materno-fetal de mamíferos, altamente vascularizado, sendo o principal local de transporte de oxigênio, nutrientes e resíduos fetais. Na placenta há uma porção fetal (VILOSIDADES CORIÔNICAS, provenientes dos TROFOBLASTOS) e uma porção materna (DECÍDUA, proveniente do ENDOMÉTRIO uterino). A placenta produz uma série de hormônios esteroides, proteicos e peptídicos (HORMÔNIOS PLACENTÁRIOS).Ovário: Órgão reprodutor (GÔNADAS) feminino. Nos vertebrados, o ovário contém duas partes funcionais: o FOLÍCULO OVARIANO, para a produção de células germinativas femininas (OOGÊNESE), e as células endócrinas (CÉLULAS GRANULOSAS, CÉLULAS TECAIS e CÉLULAS LÚTEAS) para produção de ESTROGÊNIOS e PROGESTERONA.Estrogênios: Compostos que interagem com RECEPTORES ESTROGÊNICOS em tecidos alvos para provocar os efeitos semelhantes aos do ESTRADIOL. Os estrogênios estimulam os órgãos reprodutivos femininos, e o desenvolvimento das CARACTERÍSTICAS SEXUAIS femininas. Os compostos químicos estrogênicos incluem os naturais, sintéticos, esteroides, ou não esteroides.Implantação Tardia do Embrião: Retardo na fixação e implantação do BLASTOCISTO no ENDOMÉTRIO uterino. O blastocisto permanece sem fixação, além do período normal, retardando o desenvolvimento embrionário.Castração: Remoção cirúrgica ou destruição artificial das gônadas.Ruptura Uterina: Separação completa ou remoção na parede do ÚTERO com ou sem expulsão do FETO. Pode ser devido a lesões, múltiplas gravidez, fetos grandes, cicatrizes prévias ou obstrução.Dietilestilbestrol: Estrógeno sintético não esteroide utilizado no tratamento da menopausa e distúrbios pós-menopausais. Também foi outrora utilizado como promotor de crescimento em animais. De acordo com o Quarto Relatório Anual em Carcinógenos (NTP 85-002, 1985), o dietilestilbestrol foi listado como um conhecido carcinógeno.RNA Mensageiro: Sequências de RNA que servem como modelo para a síntese proteica. RNAm bacterianos são geralmente transcritos primários pelo fato de não requererem processamento pós-transcricional. O RNAm eucariótico é sintetizado no núcleo e necessita ser transportado para o citoplasma para a tradução. A maior parte dos RNAm eucarióticos têm uma sequência de ácido poliadenílico na extremidade 3', denominada de cauda poli(A). Não se conhece com certeza a função dessa cauda, mas ela pode desempenhar um papel na exportação de RNAm maduro a partir do núcleo, tanto quanto em auxiliar na estabilização de algumas moléculas de RNAm retardando a sua degradação no citoplasma.Blastocisto: Pré-implantação do embrião de mamíferos após a MÓRULA que se desenvolve a partir do estágio de 32 células para uma bola preenchida por líquido com centenas de células. Um blastocisto possui dois tecidos distintos. A camada externa do trofoblasto dá origem aos tecidos extraembrionários. A massa celular interna dá origem ao disco embrionário e ao próprio embrião final.Hibridização In Situ: Técnica que localiza sequências específicas de ácidos nucleicos em cromossomos intactos, células eucarióticas ou células bacterianas através do uso de sondas específicas de ácidos nucleicos marcados.Prostaglandinas F: Ácido (9 alfa,11 alfa,13E,15S)-9,11,15-tri-hidroxiprost-13-en-1-oico (PGF(1alfa)); ácido (5Z,9 alfa,13E,15S,17Z)-9,11,15-tri-hidroxiprosta-5,13-dieno-1-oico (PGF(2alfa)); ácido (5Z,9 alfa, 11 alfa,13E,15S,17Z)-9,11,15-tri-hidroxiprosta-5,13,17-trien-1-oico (PGF(3alfa)). Uma família de prostaglandinas que incluem três das seis prostaglandinas encontradas na natureza. Todas as prostaglandinas naturais possuem uma configuração alfa na posição do carbono 9. Elas estimulam o músculo liso brônquico e uterino e são frequentemente empregadas como oxitócicos.Glândula Metrial: Coleção de células epiteliais granulares localizadas no músculo uterino abaixo da placenta. Desenvolvem-se durante a gravidez em certas espécies de animais.Dinoprosta: Análogo natural da prostaglandina que apresenta atividades ocitócica, luteolítica e abortiva. Devido às suas propriedades vasoconstritoras, o composto possui uma variedade de outras ações biológicas.Imuno-Histoquímica: Localização histoquímica de substâncias imunorreativas utilizando anticorpos marcados como reagentes.Ovinos: Qualquer mamífero ruminante com chifres curvados (gênero Ovis, família Bovodae) que possuem sulco lacrimal e glândulas interdigitais (ausentes nas CABRAS).Tamanho do Órgão: Medida de um órgão em volume, massa ou peso.Proteínas da Gravidez: Proteínas produzidas por órgãos da mãe ou da PLACENTA durante a GRAVIDEZ. Estas proteínas podem ser específicas da gravidez (presentes apenas durante a gravidez) ou associadas à gravidez (presentes durante a gravidez ou sob outras situações, como terapia hormonal ou certas doenças malignas).Relaxina: Polipeptídeo hidrossolúvel (peso molecular de aproximadamente 8.000) extraído do corpo lúteo durante a gravidez. Produz relaxamento da sínfise pública e dilatação do colo uterino em certas espécies animais. Seu papel na mulher grávida é incerto. (Tradução livre do original: Dorland, 28a ed)Viviparidade não Mamífera: Capacidade de dar à luz a um ser vivo (em vez de por ovos) em espécies de não mamíferos. Algumas espécies de RÉPTEIS e PEIXES são vivíparos.Nafoxidina: Antagonista estrogênico que tem sido utilizado no tratamento de câncer de mama.Receptores Estrogênicos: proteínas citoplasmáticas que ligam estrógenos e migram para o núcleo onde elas regulam a transcrição de DNA. A avaliação do estado do receptor de estrogênio em pacientes com câncer de mama tem-se tornado clinicamente importante.Trofoblastos: Células que revestem a parte externa do BLASTOCISTO. Depois que os trofoblastos se ligam ao ENDOMÉTRIO, desenvolvem duas camadas distintas: uma camada interna (citotrofoblastos mononucleares) e outra externa (citoplasma multinuclear contínuo, os sinciciotrofoblastos) que forma a interface inicial entre o feto e a mãe (PLACENTA).Transporte Espermático: Movimento passivo ou ativo dos ESPERMATOZOIDES a partir dos TÚBULOS SEMINÍFEROS testiculares, através do trato reprodutor masculino, bem como dentro do trato reprodutor feminino.Receptores de Ocitocina: Proteínas de superfície celular que ligam ocitocina com alta afinidade e desencadeiam alterações celulares que influenciam o comportamento celular. Os receptores de ocitocina do útero e glândulas mamárias medeiam a estimulação de hormônio da contração e ejeção de leite. A presença de ocitocina e de receptores de ocitocina em neurônios no encéfalo provavelmente reflete um papel adicional como neurotransmissor.Epitélio: Uma ou mais camadas de CÉLULAS EPITELIAIS, sustentadas pela lâmina basal, que recobrem as superfícies internas e externas do corpo.Placentação: Desenvolvimento da PLACENTA, órgão materno-fetal de mamífero, altamente vascularizado e principal local de transporte de oxigênio, nutrientes e produtos residuais fetais entre a mãe e o FETO. O processo começa na FERTILIZAÇÃO, com o desenvolvimento dos CITOTROFOBLASTOS e SINCICIOTROFOBLASTOS, formação das VILOSIDADES CORIÔNICAS ao aumento progressivo dos VASOS SANGUÍNEOS para sustentar o feto em crescimento.Período Pós-Parto: Em fêmeas, [comprende] o período logo após se dar o nascimento (PARTO).Transporte do Óvulo: Transporte do ÓVULO ou óvulo fecundado (ZIGOTO) do oviduto mamário (TUBAS UTERINAS) para o local da IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO no ÚTERO.Antagonistas de Estrogênios: Compostos que inibem ou antagonizam a ação ou a biossíntese de compostos estrogênicos.Transferência Embrionária: Transferência do embrião de mamífero de um ambiente in vivo ou in vitro, para um hospedeiro adequado com a intenção de assegurar o resultado da gravidez ou gestação em humanos ou animais. Nos programas de tratamento de fertilidade humana, a pré-implantação dos embriões variam desde o estágio de 4 células até o estágio de blastocisto, que são transferidos para cavidade uterina entre 3-5 dias após a FERTILIZAÇÃO IN VITRO.Anexos Uterinos: Apêndices do ÚTERO, entre eles as TUBAS UTERINAS, os OVÁRIOS e os ligamentos que sustentam o útero (LIGAMENTO LARGO, LIGAMENTO REDONDO).Diestro: Fase do CICLO ESTRAL que segue o METESTRO. O diestro, em animais, é um período de quiescência sexual que separa as fases de ESTRO em poliestro.Hiperplasia Endometrial: Proliferação benigna do ENDOMÉTRIO no ÚTERO. A hiperplasia endometrial é classificada de acordo com sua citologia e o tecido glandular. A hiperplasia pode ser simples, complexa (adenomatosa sem atipia) e atípica também representando um risco de se tornar maligna.Oviductos: Ductos que servem exclusivamente para a passagem dos ovos dos ovários para fora do corpo. Nos animais não mamíferos, são denominados oviductos. Nos mamíferos, são altamente especializados e conhecidos como TUBAS UTERINAS.Receptor alfa de Estrogênio: Um dos RECEPTORES DE ESTROGÊNIO que tem grande afinidade pelo ESTRADIOL. Sua expressão e função diferem e, de certa forma, são opostos às do RECEPTOR BETA DE ESTROGÊNIO.Endometriose: Afecção na qual o tecido endometrial funcional está presente exteriormente ao ÚTERO. Frequentemente está restrito a PELVE envolvendo OVÁRIO, ligamentos, fundo-de-saco e o peritônio útero-vesical.Manutenção da Gravidez: Mecanismos fisiológicos que mantêm o estado de GRAVIDEZ.

*  Saúde Pública - Tendência de mortalidade por câncer de colo de útero para o Estado de Minas Gerais, Brasil, 1980-2005 Tendência...
... útero e câncer de útero porção não especificada) e separadamente. No que tange à queda da mortalidade por câncer de útero ... No Brasil, ao se agruparem os dados de óbito por câncer de colo de útero e útero porção não especificada no Estado do Rio ... Nas Figuras 2 e 3, é mostrada a regressão linear para o câncer de colo de útero e para útero porção não especificada, ... Tratou-se de um estudo de séries temporais, cujos dados demográficos e de mortalidade para câncer de colo de útero e útero ...
  https://scielosp.org/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0102-311X2009000800005&lng=en&nrm=iso&tlng=en
*  Cancro do Colon do Útero
... Posted on 19:49 by oncare O que é o colo do útero?. O colo do útero é a extremidade inferior do útero ... O cancro do colo do útero é comum?. Na Europa*, o cancro do colo do útero sucede ao cancro da mama como a segunda causa de ... A área que une a região externa do colo do útero (exocolo do útero) e a porção interna (endocolo) é muito sensível. È aqui que ... O que causa o cancro do colo do útero?. Ao contrário de muitos outros cancros, a origem do cancro do colo do útero não
  http://oncare.blogspot.com/2008/06/cancro-do-colon-do-tero.html
*  VIZINHOS DE ÚTERO (Gêmeos): "Beatriz e Luiza" Por Cristiane Barreto
VIZINHOS DE ÚTERO (Gêmeos) O único acervo online no Brasil, dedicado aos gêmeos adultos e familiares, criado em março de 2010 ... Todas as imagens que aparecem neste site foram extraídas de páginas externas e o 'Vizinhos de Útero' não reivindica crédito ... útero. São muitas recordações. Eu pegava no pé das duas, mais do que nossos próprios pais. Cuidava, educava, controlava os ...
  http://vizinhosdeutero.blogspot.com/2011/07/cristiane-barreto.html
*  Transplante de útero vira realidade, e agora até os homens podem engravidar - TecMundo
Transplante de útero vira realidade, e agora até os homens podem engravidar. Por Diego Denck ... Com a possibilidade de implantar um útero saudável em mulheres que não o possuem, era óbvio que surgiria a grande questão: os ... Em qualquer um dos casos (mulheres, transgêneras e, vá lá, homens), a gestação não teria como ser "natural": apenas o útero ... Isso poderá mudar em breve, quando uma clínica dos EUA anunciar o transplante temporário de útero. Nos próximos meses, a ...
  https://www.tecmundo.com.br/ciencia/89680-transplante-utero-vira-realidade-homens-engravidar.htm
*  Conversei com os médicos que fizeram o transplante de útero no HC
... útero, síndrome de Rokitansky, sinéquia, transplante, trompas de falópio, útero, Wellington Andraus Post navigation ← Da culpa ... Não sei quem lembra, mas eu tinha anunciado aqui no Facebook do Cadê o primeiro parto em que o bebê foi gestado em útero ... Segundo a reportagem do G1, "a norte-americana recebeu o útero de uma enfermeira de 36 anos, que já tinha tido dois filhos. O ... A gravidez precisa acontecer via fertilização in vitro, pois o útero não está conectado com as trompas de Falópio . A paciente ...
  http://www.cademeunenem.com.br/conversei-medicos-transplante-de-utero/
*  Útero | Sou Mãe
Durante os três primeiros meses de gestação, a alteração do útero não é significativa, mas no quarto mês o aumento do volume é ... O útero tem normalmente o tamanho e a forma de uma pêra. ... Útero, 10.0 out of 10 based on 4 ratings *. Peso da mãe durante ... útero, feto, líquido amniótico é de aproximadamente sete quilos. ... mulher novos alimentos olhos pais parto pele peso prevenção recém-nascido Segurança sintomas stress tratamento vírus água útero ...
  http://soumae.net/utero/
*  Quais os sintomas de inflamação no útero? - Médico Responde
... útero podem ser corrimento, sangramento e dor, principalmente durante a relação sexual. Porém, esses sintomas... ... A inflamação mais comum no útero é aquela que ocorre no colo do útero (cérvix ou cérvice), que é a região mais estreita do ... útero localizada no fundo da vagina e por onde o sangue menstrual é eliminado. A inflamação do colo do útero não interfere na ... Os sintomas de inflamação no útero podem ser corrimento, sangramento e dor, principalmente durante a relação sexual. Porém, ...
  https://medicoresponde.com.br/quais-os-sintomas-de-inflamacao-no-utero/
*  Útero invertido - Definição
... útero se dá quando o útero se inverte e pode inclusive sair pela vagina. Esta situação pode se dar, por exemplo, durante o ... Além disso, algumas mulheres podem ter situações de útero... ... Útero invertido - Definição * Câncer do colo do útero - ... Definição de útero invertido. A ocorrência da inversão do útero se dá quando o útero se inverte e pode inclusive sair pela ... Além disso, algumas mulheres podem ter situações de útero invertido de maneira crônica. Tal condição não impede que ela ...
  http://saude.ccm.net/faq/1887-utero-invertido-definicao
*  Saúde da Mulher: Prevenção do Câncer de Colo do Útero | Observatório de Oncologia
Útero, precisamos primeiro entender o que significa o Papiloma Vírus Humano (HPV), que é a nomenclatura para ... colo de útero, HPV, mulher, prevenção, promoção da saúde, rastreamento, útero, vacina Post navigation. PET-CT em oncologia no ... Saúde da Mulher: Prevenção do Câncer de Colo do Útero. Posted on 17 de março de 2017. 26 de junho de 2017. TJCC , Abrale , ... É muito importante ressaltar que o câncer de colo de útero é um câncer altamente preventivo. A prevenção é feita basicamente de ...
  http://observatoriodeoncologia.com.br/saude-da-mulher-prevencao-do-cancer-do-colo-do-utero/
*  Mulher com útero transplantado tem bebê saudável nos Estados Unidos - Painel Político
... útero transplantado deu à luz, disseram funcionários do hospital Baylor University Medical Center, em Dallas, nos Estados ... O primeiro nascimento após o transplante de útero ocorreu em setembro de 2014. Uma mulher de 35 anos recebeu o útero de uma ... Mulher com útero transplantado tem bebê saudável nos Estados Unidos Foi a primeira vez que uma mulher deu à luz após ... Quando uma mulher tem um útero transplantado, a fertilização in vitro é a única maneira de engravidar porque os ovários não ...
  http://painelpolitico.com/mulher-com-utero-transplantado-tem-bebe-saudavel-nos-estados-unidos/
*  Tratamento de útero aumentado | Saúde e fitness
... útero é normal. Mas esta condição uterina pode ser causada por certas condições médicas também. Leia para ... Crescimentos cancerosas no útero também podem causar aumento no tamanho do útero. Câncer de útero inclui tanto endometrial e ... Útero é uma parte vital do sistema reprodutivo humano. Localizado no interior da cavidade pélvica o útero é um órgão em forma ... Menopausa é outra causa de um útero aumentado. Diz-se que o alargamento do útero durante o estágio da menopausa é devido
  https://saude-info.info/tratamento-utero-aumentado.html
*  VIZINHOS DE ÚTERO (Gêmeos): "Isadora e Valentina" Por Simony Dayane Pereira
VIZINHOS DE ÚTERO (Gêmeos) O único acervo online no Brasil, dedicado aos gêmeos adultos e familiares, criado em março de 2010 ... Todas as imagens que aparecem neste site foram extraídas de páginas externas e o 'Vizinhos de Útero' não reivindica crédito ...
  http://vizinhosdeutero.blogspot.com/2011/09/isadora-e-valentina.html
*  CANCRO DO COLO DO ÚTERO. - ppt carregar
No caso do cancro do colo do útero, o órgão acometido é o útero (numa parte específica) - o colo, que fica em contato com a ... ÚTERO? - O cancro, de uma forma geral, é resultante de alterações que determinam um crescimento celular desordenado, não ... ÚTERO O QUE É O CANCRO DO COLO DO ... 1 CANCRO DO COLO DO ÚTERO 2 CANCRO DO COLO DO ÚTERO O QUE É O ... 10 COMO EVOLUI O CANCRO DO COLO DE ÚTERO?. CANCRO DO COLO DO ÚTERO COMO EVOLUI O CANCRO DO COLO DE ÚTERO? A evolução do cancro
  http://slideplayer.com.br/slide/1231334/
*  alt. uterinas - alterações uterinas da gestação
Seu peso torna-se menor que a metade do que era no pós-parto dentro de 1 semana, e em 4 semanas, se a mãe amamentar, o útero ... O ligamento largo é parte da camada externa do útero, o perímetro. O miométrio é a maior parte uterina consiste de músculo liso ... Em torno de 5º mês (20 semanas) de gestação, o fundo do útero atingiu o nível do umbigo conclui-se a hipertrofia do miométrio, ... A medida que o útero sai da pelve, é comum uma ligeira rotação para a direita. Localizando-se contra a parede abdominal, ...
  http://www.ebah.com.br/content/ABAAABd78AI/alt-uterinas
*  Caso raro na medicina: Feto chuta tão forte barriga de grávida que perna atravessa o útero; assista o vídeo ~ ACONTECEU IPU
Após os exames, constataram o furo no útero. Ainda segundo o comunicado oficial, a mulher já tinha passado por uma cirurgia no ... Caso raro na medicina: Feto chuta tão forte barriga de grávida que perna atravessa o útero; assista o vídeo ... Após vários exames, os especialistas constataram que o neném a golpeou tão forte que provocou um "rasgo" na parede do útero. ...
  http://www.aconteceuipu.net/2017/10/caso-raro-na-medicina-feto-chuta-tao.html
*  Útero heterogêneo? | Link Saudável
Útero. O aspecto visual que o útero pode apresentar no exame de ultrassom pose ser de um útero heterogêneo que é o contrário do ... Manchas vermelhas no corpo e rosto inchado? Útero difusamente heterogêneo? → One thought on "Útero heterogêneo?" * Silvia ... No útero homogêneo a útero tem uma imagem igual, semelhante em toda sua extensão, sem distorções ou nódulos ou cistos. No caso ... O que é útero heterogêneo? O que significa útero heterogêneo?. * ...
  http://linksaudavel.com.br/utero-heterogeneo/
*  Saúde renal é iniciada no útero | ALERT® ONLINE - PT
Investigadores australianos descobriram que as condições no útero podem afetar o desenvolvimento renal e têm implicações graves ...
  http://www.alert-online.com/pt/news/health-portal/saude-renal-e-iniciada-no-utero
*  3d rendem do útero fotos de stock - Registe-se gratuitamente
... útero Fotos de Stock Grátis ou por tão pouco quanto $0.20USD. Novos utilizadores beneficiam de um desconto de 60%. 70,310,782 ... 3d Rendem Do útero. Imagens De Stock. Sem resultados para 3d rendem do utero . A devolver resultados para 3d rendem do em sua ...
  https://pt.dreamstime.com/photos-images/3d-rendem-do-%C3%BAtero.html
*  VIZINHOS DE ÚTERO (Gêmeos): Bebês de embriões selecionados
Na fertilização in vitro normal, cultivamos os embriões e escolhemos os dois melhores para implantar no útero com base na sua ... VIZINHOS DE ÚTERO (Gêmeos) O único acervo online no Brasil, dedicado aos gêmeos adultos e familiares, criado em março de 2010 ... Todas as imagens que aparecem neste site foram extraídas de páginas externas e o 'Vizinhos de Útero' não reivindica crédito ...
  http://vizinhosdeutero.blogspot.com/2011/02/gemeos-nasceram-de-embrioes.html
*  Quem tem útero retrovertido pode engravidar? | Mulher Descomplicada
Útero retrovertido, útero invertido ou útero virado nada mais é do que uma posição menos comum do útero que normalmente não ... Os sintomas do útero retrovertido dependem se o útero está móvel ou fixo. Nos casos em que ele é fixo, a mulher pode sentir dor ... O útero retrovertido pode dificultar o escoamento da menstruação pelo orifício do colo uterino, o que aumentaria o risco de ... Na maioria das vezes, até a 12ª semana de gestação, o útero adota uma posição mais próxima do normal, o que facilita o parto. ...
  http://mulherdescomplicada.com.br/quem-tem-utero-retrovertido-pode-engravidar/
*  Cirurgia do útero São Paulo
... útero em São Paulo entre os 48 disponíveis. Veja 564 opiniões de pacientes, preços e marque uma consulta on-line. ... Cirurgia do útero São Paulo. A seguir listamos especialistas em Cirurgia do útero, assim como profissionais que fazem Cirurgia ...
  http://www.doctoralia.com.br/provamedica/cirurgia+do+utero-30828/especialistas/sao+paulo-116705-1
*  Útero bicorno - Wikipedia
O útero bicorno é uma má-formação uterina, que ocorre quando a mulher ainda está no útero materno. O grau de separação das duas ... Útero bicorno ou bicorne é uma má formação uterina em que existe uma membrana dividindo o útero em dois lados, na parte interna ... No que se refere ao sucesso da gravidez no caso de útero bicorno, vai depender de como é a má-formação e o estado da parede ... Deve ser feita, em alguns casos, cerclagem para segurar o bebê no interior do útero, já que esse tipo de má formação pode ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%9Atero_bicorno
*  Útero - Wikipedia
... útero corpus uteri - "Corpo do útero" Cavidade do corpo do útero Fundo (útero) As camadas do útero, da mais interna para a mais ... útero gravídico no terceiro e quarto mês Feto no útero, entre o quinto e sexto mês Vasos do útero, vistos por trás Útero e ... Útero retrovertido Anatomia do útero Vista frontal esquemática da anatomia feminina Útero e tubas uterinas Esquema do útero e ... De fora para dentro, as camadas até o útero são: Vagina Cérvix uterino - "colo do útero" Orifício externo do útero
  https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%9Atero
*  Útero Negro - Wikipedia
Útero Negro (Black Womb, no original) é uma personagem fictícia do Universo Marvel, uma mutante. Trata-se de Amanda Mueller, a ... Amanda dirigiu o Projeto Útero Negro em seus últimos anos. Há um vídeo em que ela sufocou uma criança mutante para sua pesquisa ...
  https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%9Atero_Negro

Transplante uterino: Transplante uterino é um procedimento cirúrgico no qual um útero é transplantado para outra pessoa.Fast Future Generation: Fast Future Generation é um "rockumentary" sobre os Good Charlotte noMiométrioEndométrio: O endométrio é a membrana mucosa que reveste a parede uterina, formado por epitélio cilíndrico simples, estromas e vasos. É estimulado pelos hormônios ovarianos: estrogênio (produzido pelos folículos) e progesterona (produzida pelo corpo lúteo ou amarelo), tem um aumento na sua espessura devido à grande concentração de progesterona (ocorrendo ao contrário no período menstrual, quando a progesterona decresce), sendo descamado e expelido através da menstruação.Nidação: Nidação é o momento em que, na fase de blástula, o embrião fixa-se no endométrio.Estradiol: Estradiol, ou, 17β-estradiol, é um hormônio sexual e esteroide, o principal hormônio sexual feminino. É importante na regulação do ciclo estral e do ciclo menstrual.Pseudociese: Pseudociese, é um quadro no qual a mulher apresenta os mesmos sintomas de uma gravidez, porém não se apresente gestante. Ausência de menstruação, enjoos, crescimento da barriga, e até mesmo escurecimento dos mamilos, crescimento dos seios e produção de leite podem ocorrer.Ciclo estral: O Cio, ou ciclo estral (derivado do latim oestrus e origináriamente do grego οἶστρος) consiste nas mudanças fisiológicas recorrentes induzidas pelos hormônios reprodutivos na maioria das espécies de mamíferos placentários. Em comparação os seres humanos passam por um ciclo menstrual.Útero bicorno: Útero bicorno ou bicorne é uma má formação uterina em que existe uma membrana dividindo o útero em dois lados, na parte interna. Essa membrana pode ter tamanhos variados, desde uma pequena divisão até uma divisão completa do útero em dois.Placenta: A placenta é um anexo embrionário existente apenas na infraclasse Eutheria, onde estão os mamíferos placentários ou nos marsupiais, através da qual ocorrem as trocas entre a mãe e seu filho. É formada pelos tecidos do óvulo, embriologicamente derivada do córion.Dietilestilbestrol: Dietilstilbestrol (DES) é um estrogéneo não esteroide sintetizado pela primeira vez em 1938. A exposição humana ao dietilstilbestrol ocorreu a partir de diversas fontes, como pela ingestão de carne de gado ao qual era administrado o fármaco e como tratamento médico para determinadas doenças, incluindo cancro da mama e cancro da próstata.Lacaune (ovelha)TrofoblastoHiperplasia do endométrioEndometriose


  • uterina
  • Através da vídeo-histeroscopia, introduz-se pela vagina uma óptica fina (histeroscópio) no canal uterino, que leva luz ao seu interior, bem como um gás sob pressão, com o objetivo de distender a cavidade para melhorar a visualização do trajecto do colo do útero, da cavidade uterina e dos orifícios tubários, permitindo ao histeroscópio movimentar-se sem qualquer desconforto. (blogspot.pt)
  • Útero bicorno ou bicorne é uma má formação uterina em que existe uma membrana dividindo o útero em dois lados, na parte interna. (wikipedia.org)
  • O útero bicorno é uma má-formação uterina, que ocorre quando a mulher ainda está no útero materno. (wikipedia.org)