Adalimumabe é um medicamento usado como inibidor do fator de necrose tumoral, obtido da imunoglobulina humana. É um anticorpo monoclonal unicamente humano, diferendo de outros anti-TNFs quiméricos. O adalimumabe age nos processos inflamatórios das doenças imuno-mediadas como a psoríase e artrite psoriásica de forma mais seletiva, sendo por essa razão mais eficaz e mais seguro que as drogas clássicas como o metotrexato. A aplicação é via subcutânea e para psoríase com dose de indução e depois doses de manutenção de 40 mg a cada 15 dias. Tem alto custo de tratamento. Já são utilizadas há quase 17 anos em vários países. É fundamental avaliação prévia da saúde, especialmente para tuberculose latente (ou ativa) por intermédio do exame PPD e radiografia do tórax. Recentemente (2015) teve patente liberada permitindo a fabricação de biossimilares.[1] ...
A cocaína, benzoilmetilecgonina ou éster do ácido benzóico, também conhecida por coca, é um alcaloide, estimulante, com efeitos anestésicos[1] utilizada fundamentalmente como uma droga recreativa.[2] Pode ser aspirada, fumada ou injectada.[3] Os efeitos mentais podem incluir perda de contacto com a realidade, um intenso sentimento de felicidade ou agitação.[3] Os sintomas podem envolver aceleração do ritmo cardíaco, transpiração e dilatação das pupilas.[3] Quando consumido em doses elevadas pode provocar hipertensão arterial ou hipertermia.[4] Os efeitos têm início dentro de alguns segundos ou minutos após a sua utilização e duram entre cinco e noventa minutos.[3] A cocaína tem um pequeno número de utilizações médicas aceites, tais como entorpecimento e diminuição da hemorragia durante uma cirurgia nasal.[5] A cocaína é muito viciante, graças aos efeitos provocados sobre a via mesolímbica no cérebro.[2] Existe um sério risco de dependência, mesmo se consumida ...
Os carotenoides são uma família de compostos abundantemente encontrados na natureza, sendo os responsáveis pela cor da maioria dos frutos e vegetais que comemos todos os dias, a qual pode variar desde o amarelo até o vermelho vivo. Dos mais de 600 carotenoides conhecidos, aproximadamente 50 são precursores da vitamina A. Para que um carotenoide possua atividade de pró-vitamina A ele precisar ter pelo menos um anel de ciclo-hexinil ligado a uma cadeia de isoprenos, correspondente a uma molécula de retinol[8][9]. Entre os carotenoides, o β-caroteno(beta-caroteno) é o mais abundante em alimentos e o que apresenta a maior atividade de pró-vitamina A. Como o β-caroteno é simétrico e corresponde estruturalmente a duas moléculas de retinol, apresentando maior atividade pró-vitamínica A em relação a outros carotenóides. Existem duas vias para descrever a clivagem do β-caroteno em vitamina A: a central e a excêntrica. A principal via é a clivagem central catalisada pela enzima ...
A capsaicina está presente em grandes quantidades nas sementes e frutos carnosos das plantas do gênero Capsicum. Tais frutos evoluíram tipicamente para auxiliar na dispersão das sementes, atraindo animais que consomem as frutas e engolem as sementes, as quais passam pelo trato digestivo e são subsequentemente depositadas algures. Assim pode parecer paradoxal que uma planta gaste uma grande quantidade de recursos para produzir frutos grandes e suculentos e os preencha com um composto que age como uma forte barreira ao consumo. As sementes das plantas Capsicum, entretanto, são predominantemente dispersadas por pássaros, nos quais a capsaicina age como analgésico ao invés de irritar, na maioria dos casos com algumas exceções. As sementes das pimentas chili passam através do trato digestivo dos pássaros sem sofrer danos, enquanto as consumidas por mamíferos não germinam de modo algum. A presença da capsaicina nos frutos, portanto, protege-as de serem consumidas por mamíferos, os ...
Espectinomicina (nome comercial: Trobicim) é um antibiótico bacteriostático da família dos aminoglicosídeos. Atua inibindo a síntese de proteínas. Sua principal indicação é contra gonococos, como uma alternativa aos antibióticos de primeira escolha: betalactâmicos e quinolonas. Administrado por via intramuscular, em 40 mg/kg dose única. [1] Está sendo substituído pelas novas cefalosporinas. ...
Não altera a função renal, é pouco metabolizado, e quase totalmente eliminado por via pulmonar, é considerado um anestésico bem tolerado, com estabilidade considerável. [3] Ação sobre o sistema cardiovascular: dependendo da dose aumenta a frequência cardíaca e leva a diminuição da pressão arterial média. Função hepática e função renal: em relação a outros anestésicos é o que oferece menos dados hepáticos e renais, mostrando que pode ser utilizado mesmo na presença de doença hepática ou renal, em decorrência a sua degradação metabólica mínima. Ação sobre o sistema nervoso: tem ação imobilizante preferentemente sobre a medula espinhal e ação amnésica e hipnótica sobre o cérebro, o desflurano não provoca convulsões. Metabolismo e toxicidade: a toxicidade de um anestésico está diretamente relacionada ao metabolismo desses agentes. Os halogênios fluorados quando metabolizados podem produzir o íon flúor (F- ) que em si é tóxico, porém as ligações ...
Ele é um bloqueador irreversível do receptor de adenosina difosfato (ADP) das plaquetas que é fundamental na sua ativação e agregação. Não têm efeitos a nível dos prostanoides (que é o mecanismo da aspirina, o mais importante dos antiagregantes ). ...
A toxicidade aguda pelo cádmio pode ser fatal, resultando numa hepatite fulminante, hemorragia, edema pulmonar e lesão testicular. Na intoxicação aguda com fumo (cigarro) ou pó, os pulmões são os órgãos principalmente afetados e reagem com irritação aguda, inflamação, edema e hemorragia. Por outro lado, a intoxicação crónica pode alterar a função renal, interromper o controlo da pressão arterial, suprimir o sistema imunológico, perturbar processos metabólicos, induzir osteomalácia, doença pulmonar e cancro. A exposição à inalação aguda pode resultar em sintomas semelhantes aos de uma gripe, entre eles, febre, calafrios, dores no corpo, dores musculares e nas articulações e danos pulmonares. A lesão tubular renal é, provavelmente, o efeito adverso mais comum relacionado à exposição, tanto na população em geral como em indivíduos ocupacionalmente expostos. O cádmio entra no rim sob a forma de complexo com a metalotioneína, O glomérulo renal filtra este ...
O hormônio cortisol é conhecido pela sua função catabólica, no equilíbrio eletrolítico e no metabolismo de carboidratos, proteínas e lipídeos, além de possuir um potente efeito anti-inflamatório[1]. A atuação do cortisol no organismo é antagônica à insulina, por conseguinte sendo análoga à do glucagon. O cortisol é essencial à vida. Por muito que se faça terapeuticamente, substituindo as suas funções, a sobrevida humana após adrenalectomia é breve e tem três destinos após a celagem rins e esôfago. O cortisol tem um claro domínio, em relação à corticosterona, na sua acção glicocorticoide, intervindo de forma marcada em quase todos os aspectos do metabolismo com um efeito global catabólico, ou anti-anabólico. Não obstante, a sua acção é muitas vezes descrita como permissiva porque actua principalmente, permitindo que os processos ocorram e não iniciando-os, por exemplo, amplifica o efeito de outras hormonas em processos que não afecta substancialmente, de ...
Em uma overview de revisões sistemáticas Cochrane[2] os autores encontraram evidências de boa qualidade sobre o uso da pregabalina para pacientes com fibromialgia e neuropatia diabética, havendo redução de até 50% das dores. A partir do número necessário para tratar, determinado no estudo, uma pessoa é beneficiada a cada 4 a 10 pessoas tratadas, o que pode ser considerado bom. ...
A cetamina foi sintetizada em 1962 por Calvin Lee Stevens no laboratório de Química Orgânica da Wayne State University - EUA, devido a colaboração com a companhia farmacêutica Parke Davis (Domino, 2010[13]). Os laboratórios da Parke Davis estavam desenvolvendo pesquisas para substituição da fenciclidina (PCP) como anestésico, devido o PCP apresentar efeitos adversos e psicomiméticos marcantes e duradouros (Domino, 2010[13]). Dessa forma, o laboratório de Calvin Stevens sintetizou uma série de derivados do PCP em busca de um composto com ação mais curta e que promovesse efeitos anestésicos similares ao PCP, mas com menos efeitos adversos (Domino, 2010[13]). Desses compostos, o CI-581, apresentou efeitos promissores em estudos com animais e foi selecionado para estudos em humanos, sendo posteriormente chamado de cetamina (Domino, 2010[13]). Em 1964, Edward F. Domino, da Universidade do Michigan - EUA, foi convidado pela Parke Davis para coordenar os primeiros estudos com a cetamina ...
Mas a tentação de quebrar o monopólio latino-americano tornou-se irresistível. Em 1852, Justus Hasskarl, diretor de um Jardim Botânico holandês em Java, começou secretamente a contrabandear sementes de Cinchona da América do Sul. Entretanto, a quantidade de quinina contida nas cascas era muito pequena. Claramente, a quantidade de alcalóides produzidos variavam devido às inúmeras variedades existentes. Uma segunda coleta de sementes seria necessária para produzir uma indústria viável em Java. Outra oportunidade para estabelecer uma indústria de quinina holandesa surgiu com o australiano Charles Ledger em 1861. Ledger havia tentado em várias ocasiões coletar sementes de Cinchona, mas foi confundido pela diversidade do gênero - existem 40 espécies e cada uma possui inúmeras variedades. As sementes que Ledger vendia para o governo inglês continham quase nenhuma quinina. Ledger acabou convencendo um índio Aymará, Manuel Incra, a contrabandear sementes de uma espécie boliviana ...
A androsterona (ADT) é um hormônio esteróide com fraca atividade androgênica.[1][2] Foi isolado pela primeira vez em 1931, por Adolf Friedrich Johann Butenandt e Kurt Tscherning. Eles destilaram cerca de 17000 litros de urina masculina, da qual eles encontraram 50 mg de androsterona cristalina, o que foi suficiente para eles concluírem que a sua fórmula química era muito similar à da estrona. ...
O magnésio é importante para a vida, tanto animal como vegetal. A clorofila é uma substância complexa de porfirina-magnésio que intervem na fotossíntese. É um elemento químico essencial para o ser humano. A maior parte do magnésio no organismo encontra-se nos ossos e, seus íons desempenham papéis de importância na atividade de muitas coenzimas e, em reações que dependem da ATP. Também exerce um papel estrutural, o íon de Mg2+ tem uma função estabilizadora para a estrutura de cadeias de ADN e ARN. Dependendo do peso e da altura, a quantidade diária necessária e recomendada varia entre 300 e 350 mg, quantidade que pode ser obtida facilmente, visto o magnésio estar presente na maioria dos alimentos, principalmente, nas folhas verdes das hortaliças, nas sementes, nozes, leguminosas e cereais integrais. Contudo, a agricultura intensiva produz alimentos carentes neste mineral. O aumento na ingestão de cálcio, proteína, vitamina D e álcool, bem como o estresse físico e ...
Tanto na Grécia como na Roma antigas se empregava a pedra-ume (do latim alūmen ), um sal duplo de alumínio e potássio, como mordente em tinturaria e adstringente em medicina, uso ainda em vigor. Geralmente é dado a Friedrich Wöhler o reconhecimento do isolamento do alumínio, fato que ocorreu em 1827, apesar de o metal ter sido obtido impuro alguns anos antes pelo físico e químico Hans Christian Ørsted. Em 1807, Humphrey Davy propôs o nome aluminum para este metal ainda não descoberto. Mais tarde resolveu-se trocar o nome para aluminium por coerência com a maioria dos outros nomes latinos dos elementos, que usam o sufixo -ium. Desta maneira ocorreu a derivação dos nomes atuais dos elementos em outros idiomas. Entretanto, nos Estados Unidos, com o tempo se popularizou a outra forma, hoje admitida também pela IUPAC. Apesar do alumínio ser um metal encontrado em abundância na crosta terrestre (8,1%) raramente é encontrado livre. Suas aplicações industriais são relativamente ...
A intenção do desenvolvimento do bremelanotide era como agente de bronzeamento solar e na prevenção de câncer de pele. Nos estudos com animais observou-se a tendência de ereções nos animais. Este evento, motivou a empresa Palatin Technologies, de Nova Jersey, a investir no seu possível uso no tratamento de disfunções sexuais. Estudos feitos em ratos mostaram droga instiga a excitação sexual nas fêmeas. ...
Estreptoquinase uma proteína secretada por várias espécies de estreptococos que podem ligar e ativar o plasminogênio humano. É utilizado como um eficaz e barato trombolítico. ...
Morfolina é o composto orgânico cíclico hexagonal saturado em que um oxigênio e um nitrogênio ocupam posições opostas do hexágono. Aplicação: Usada como solvente de resinas, ceras, caseínas, tintas; emulsificante em indústrias de materiais de limpeza, para pastas polidoras de automóveis, calçados e assoalhos; emulsionante de parafina e óleos minerais; acelerador de vulcanização; catalisador; herbicida/inseticida; síntese orgânica de substâncias derivadas da morfolina; síntese na fabricação de branqueadores ópticos; inibidor de corrosão, entre outras aplicações no ramo de tratamento de água. ...
A arginina é vital para a produção de óxido nítrico, porém, pesquisas mostraram que a disponibilidade de arginina não é limitante para a formação de NO, pois a quantidade de arginina disponível normalmente no organismo excede muito a quantidade necessária para que a síntese de óxido nítrico aconteça. Enquanto alguns estudos revelam que a suplementação de arginina não promove aumento na produção de óxido nítrico, outros mostram que houve sim um aumento, sem haver uma resposta definitiva. O óxido nítrico(NO) é um radical livre sintetizado a partir do aminoácido L-arginina,através de uma via biosintética chamada via L-arginina/óxido nítrico. Essa via metabólica é catalisada por um grupo de enzimas conhecidas por óxido nítrico sintetase(NOS). [16] As NOS são dependentes de O2, NADPH, flavinas e biopterinas para exercer sua atividade. A l-arginina é transformada em NG-hidroxy-L-arginina na presença de NADPH e Ca²+, necessitando de oxigênio e mais NADPH para ...
A nimodipina, às vezes chamada também nimodipino,[1] é um bloqueador dos canais de cálcio do tipo diidropiridina, originalmente desenvolvida para o tratamento da hipertensão arterial. Ainda que não seja normal ser de uso frequente como indicação para a hipertensão, tem-se demostrado bons resultados na prevenção de uma das principais complicações de uma hemorragia subaracnóidea, uma forma de hemorragia cerebral, como é o vasoespasmo, pelo que tem se tornado agora no principal uso da nimodipina. ...
A meia-vida do fármaco está na gama 2-5 h com níveis sanguíneos máximos ocorrendo em 1-4 h depois da dose oral. Os níveis sanguíneos máximos são proporcionais à dose oral. O fármaco é muito bem absorvido por via oral, aparecendo apenas 2% nas fezes. A dose quando administrada repetidamente em intervalos de 4 horas conduz a níveis sanguíneos ligeiramente mais elevados após a segunda dose, mas isso não se aplica a doses subsequentes. Nenhuma acumulação foi observada durante tratamento de uma semana para semana em pacientes deprimidos.[carece de fontes?]Não se observou qualquer diferença nas características farmacocinéticas do cloridrato de viloxazina em fêmeas e machos, mas em um estudo, duas fêmeas mostraram um nível sanguíneo máximo marcadamente superior e uma meia-vida biológica aparentemente mais longa do que nos machos. Viloxazina é rapidamente e quase totalmente absorvida após uma dose oral e tem uma meia-vida mais curta do que a dos antidepressivos ...
Fipronil é um inseticida de amplo espectro que danifica o sistema nervoso central do inseto ao bloquear a passagem de íons de cloro através dos receptores GABA e dos canais de glutamato-cloro (GluCl), componentes do sistema nervoso central. Isso causa a super-excitação dos músculos e nervos dos insetos contaminados, levando-os a morte. A especificidade para insetos do Fipronil advém de uma boa eficácia nos receptores GABA e do fato que o GluCl não existe em mamíferos.[1] Fipronil é de ação lenta. Quando misturado a uma isca, ele permite que o inseto retorne à sua colônia e infecte os demais membros com uma taxa de sucesso de cerca de 95% em 3 dias para formigas e baratas. O uso de iscas tóxicas também se mostrou efetivo contra vespas.[2] Estudos com a abelha-sem-ferrão Scaptotrigona postica mostraram reações adversas ao pesticida, incluindo convulsões, paralisia e morte, com uma dose letal de 0,54 ng por abelha, sendo extremamente tóxico para a S. postica e abelhas em ...
O hélio (em grego: Ήλιος; transl.: Helios) é um elemento químico de símbolo He e que possui massa atómica igual a 4 u, apresentando número atômico 2 (2 prótons e 2 elétrons). À temperatura ambiente, o hélio encontra-se no estado gasoso. Apesar da sua configuração eletrônica ser 1s2, o hélio não figura na tabela periódica dos elementos junto com o hidrogênio no bloco s, está colocado no grupo 18 (anteriormente denominado VIIIA ou 0) do bloco p, já que apresenta nível de energia completo, apresentando as propriedades de um gás nobre. Originalmente, um gás nobre era considerado incapaz de formar quaisquer compostos químicos, ou seja, inerte (não reage) como os demais elementos. Mas se submeter a grande pressão (por volta de 300 GPa), juntamente com o sódio, ele formará um novo composto químico[1]. O composto, chamado helida de sódio ou Na2He, é estável em alta pressão, e com ligações relativamente fortes.[2] É um gás monoatômico, incolor e inodoro. O ...
O álcool isopropílico pode ser utilizado para limpar componentes eletrônicos. É o mais apropriado para este fim pois a porcentagem de água é menor do que 1%, e por isso a hipótese de oxidação das peças é quase nula. É também vastamente empregado na indústria gráfica, na composição da solução de molha do processo de impressão offset. Também utilizado em produtos de limpeza de superfícies de vidro, misturado com detergente não-iônico muito utilizado em produtos específicos para limpeza de lentes de óculos e em detergentes enzimáticos. Também é muito utilizado na manutenção de aeronaves, como um fluido de refrigeração para sistemas de anticongelante (pois seu custo é mais baixo que outros produtos e possui fácil obtenção, mas não é o único e nem o mais preferido pois é inflamável) ele atua como um líquido de arrefecimento, impedindo a formação de gelo no "bordo de ataque" das asas (parte da frente onde recebe o maior contato com o ar), de algumas ...
Anti-histamínico Derivado da piperazina, inibidor dos receptores H1 da histamina. Hidroxizina é uma medicação Anti-histamínico que foi estudada em transtornos de ansiedade . Esta revisão mostra que a hidroxizina é melhor do que o placebo em termos de sintomas de ansiedade em indivíduos com transtorno de ansiedade generalizada (GAD). Demais poucos dados estavam disponíveis para tirar conclusões sobre a eficácia e tolerabilidade da hidroxizina em comparação com benzodiazepínicos e buspirona . Dada a evidência robusta da eficácia dos antidepressivos para GAD, estes achados sugerem que a hidroxizina não deve ser recomendada como GAD de primeira linha. Seus nomes comerciais são Hixizine®, Prurizin® e Marax®. ...
Suas folhas vistosas atraem a atenção das crianças, em especial daquelas na fase de engatinhar. Elas costumam levar pedaços do vegetal à boca. Nas folhas e no caule dessa planta, porém, ocorrem células especializadas chamadas idioblastos, que guardam uma grande quantidade de pequenos cristais de oxalato de cálcio em forma de agulhas. Esses cristais recebem o nome de ráfides e são responsáveis por grande parte da toxicidade do vegetal. Quando a criança leva a planta à boca e a mastiga, os idioblastos injetam as ráfides nos lábios e na língua da criança, provocando uma grande irritação mecânica caracterizada por dor intensa e inchaço. Segundo alerta publicado no Jornal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o oxalato de cálcio, substância presente no comigo-ninguém-pode, ao ser ingerido, pode provocar edema na garganta, levando à asfixia e, em casos extremos, até à morte. Nos Estados Unidos, o comigo-ninguém-pode é conhecido como dumbcane ("cana de mudo"), pois ...
RxNorm, Ontologia Genética e OMIM (veja a lista completa). O Metathesaurus é organizado por conceito, e cada conceito possui ...