Maqbool A; Stallings VA (2008). «Update on fat-soluble vitamins in cystic fibrosis». Curr Opin Pulm Med. 14 (6): 574-81. PMID ...
... o nos pulm�es, diz jornal»]. Estado de Minas. Consultado em 3 de dezembro de 2020. replacement character character in ,titulo= ...
São dois órgãos de forma piramidal, de consistência esponjosa medindo mais ou menos 25 centímetros de comprimento que localizam-se dentro da caixa torácica, revestidos externamente por uma membrana chamada pleura[1]. Os pulmões humanos são divididos em segmentos denominados lobs (pronuncia-se "lóbos", com a primeira vogal aberta). O pulmão esquerdo possui dois lobs e o direito possui três. [1] O pulmão direito é o mais espesso e mais largo que o esquerdo, é também um pouco mais curto pois o diafragma é mais alto no lado direito para acomodar o fígado.[4] O pulmão esquerdo tem uma concavidade que é a incisura cardíaca. [4] A base de cada pulmão apóia-se no diafragma, órgão músculo-membranoso que separa o tórax do abdome, presente apenas em mamíferos, promovendo, juntamente com os músculos intercostais, os movimentos respiratórios. Localizado logo acima do estômago, o nervo frênico controla os movimentos do diafragma. ...
Em zoologia, chama-se pulmão folhoso ou foliáceo ou ainda filotraquéia a um órgão da respiração das aranhas e outros aracnídeos formado por uma série de lâminas do tecido do sistema respiratório do animal. As lâminas deste órgão, localizado na parte inferior do abdómen (ou opistossoma), encontram-se cheias de hemolinfa que, em contacto com o ar, permitem a troca de gases. "filotraqueia" no Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora (Portugal) acessado a 9 de março de 2010 "Classe Aracnídea" no Portal São Francisco (Brasil) acessado a 9 de março de 2010 Traqueia (artrópodes) Portal da ...
O tabagismo, particularmente o consumo de cigarro, é, de longe, o principal contribuidor para o câncer de pulmão.[14] O cigarro contém mais de 60 carcinógenos conhecidos,[15] incluindo radioisótopos da sequência de decaimento do radônio, nitrosamina e benzopireno. Além disso, a nicotina parece deprimir a resposta imune ao crescimento de células malignas em tecidos expostos.[16] Nos países desenvolvidos, 91% das mortes por câncer de pulmão em homens, durante o ano 2000, foram atribuídas ao fumo (71% em mulheres).[17] Nos Estados Unidos, estima-se que o tabagismo seja responsável por 87% dos casos de câncer de pulmão (90% em homens e 85% em mulheres).[18] Entre os fumantes do sexo masculino, o risco de desenvolver um câncer de pulmão é de 17,2%; entre as mulheres fumantes, o risco é de 11,6%. Essa probabilidade é significativamente menor em não-fumantes: 1,3% em homens e 1,4% em mulheres.[19] Mulheres que fumam (atuais e ex-fumantes) e fazem terapia hormonal apresentam um ...
Um tumor carcinoide pulmonar típico é uma massa tumoral benigna localizada no pulmão, com maior frequência nas vias aéreas centrais. O tumor carcinoide se apresenta, geralmente, com tosse ou hemoptise. Sintomas que podem ser confundidos com um câncer de pulmão. O diagnóstico definitivo é alcançado por um exame microscópico, após excisão. Os tumores carcinoides típicos apresentam células com cromatina pontilhada e uma quantidade moderada de citoplasma. Eles realizam menos mitoses e têm uma baixa necrose. Por definição, eles sã0 maiores do que 4 mm em sua maior dimensão. O diagnóstico diferencial do tumor carcinoide pulmonar típico inclui: tumor carcinoide pulmonar atípico, tumorlet e adenocarcinoma de pulmão. Os carcinoides típicos são, geralmente, tratados com excisão cirúrgica. Câncer de pulmão Meisinger, QC.; Klein, JS.; Butnor, KJ.; Gentchos, G.; Leavitt, BJ. (2011). «CT features of peripheral pulmonary carcinoid tumors.». AJR Am J Roentgenol. 197 (5): 1073-80. ...
Um pulmão de aço ou ventilador de pressão negativa é um tipo de ventilador que permite a uma pessoa respirar em caso de paralisia dos músculos da respiração ou quando o esforço necessário para a respiração excede a capacidade dessa pessoa. A ventilação por pressão negativa foi praticamente substituída por meios de ventilação de pressão positiva, intubação ou ventilação bifásica. O ser humano, tal como a maior parte dos animais, respira através de pressão negativa: a caixa torácica expande-se e o diafragma contrai-se, alargando a cavidade torácica. Isto faz com que a pressão do ar no interior dos pulmões diminua para valores inferiores ao da atmosfera, fazendo com que o ar circule para o seu interior (inalação). Quando o diafragma relaxa, dá-se a situação inversa (exalação). Quando determinada pessoa perde total ou parcialmente a capacidade de controlar os músculos envolvidos no processo, a respiração torna-se difícil ou impossível. Num pulmão de aço, o ...
O câncer de pulmão (português brasileiro) ou cancro do pulmão (português europeu) é uma doença caracterizada pelo crescimento celular descontrolado em tecidos do pulmão. Se não for tratado, esse tumor pode se espalhar para fora do pulmão por um processo chamado de metástase, acometendo órgãos adjacentes e, eventualmente, se disseminando para outras partes do corpo. A maioria dos tumores que começam no pulmão, conhecidos como tumores primários de pulmão, são carcinomas derivados de células epiteliais. Os principais tipos de câncer de pulmão são o carcinoma de pulmão não pequenas células (CNPC) e o carcinoma de pulmão pequenas células (CPC), também chamado de tumor "oat cell". A causa mais comum do câncer de pulmão é a exposição a longo prazo à fumaça do tabaco. Não fumantes compreendem cerca de 15% dos casos de câncer de pulmão, e esses casos são, frequentemente, atribuídos a fatores genéticos, gás radônio, asbesto ou poluição do ar, incluindo o ...
O carcinoma de pulmão de células escamosas é um tipo de neoplasia maligna que se origina de células epiteliais alteradas do pulmão. Está intimamente relacionado a uma história de tabagismo, mais do que os outros tipos de câncer de pulmão. De acordo com o Nurses' Health Study, o risco relativo de se desenvolver um carcinoma escamoso é de aproximadamente 5,5%, tanto entre os que fumaram de 1 a 20 anos quanto de 20 a 30 anos, em comparação com aqueçes que nunca fumaram. O risco relativo aumenta para 16, aproximadamente, com uma duração prévia do vício de 30 a 40 anos e para 22, com mais de 40 anos. Fumantes definifos como atuais ou ex-fumantes com mais de um nao de duração. Ver página da imagem no Wikimedia Commons para as porcentagens em números. Referência: Table 2 in: Kenfield, SA; Wei EK, Stampfer MJ, Rosner BA, Colditz GA (2008). «Comparison of aspects of smoking among the four histological types of lung cancer.». Tob Control. 17 (3): 198-204. PMC 3044470. PMID ...
O carcinoma de pulmão de grandes células é uma neoplasias malignas indiferenciadas que se originam de células epiteliais alteradas do pulmão. Representam 10% dos casos de carcinoma de pulmão de células não pequenas. Crescem rápido, se espalham rápido e podem produzir substâncias similares a hormônios causando síndrome paraneoplásica. É induzido principalmente pela poluição do ar e tabagismo quando há vulnerabilidade genética. Também pode ser por exposição no ambiente de trabalho ou em casa a asbesto, arsênico, níquel, cromo ou radiação ionizante. Inicialmente geralmente aparecem na parte mais externa do pulmão e causam sintomas fáceis de serem subestimados como dor no peito, dor nas costas, cansaço e falta de ar. Os sintomas clássicos de câncer de pulmão, como tosse persistente com sangue, dificuldade para respirar e uma grande massa fácil de identificar em exames de imagens só aparecem quando o câncer já está avançado. Geralmente a suspeita começa com um ...
Transplante de coração-pulmão é um procedimento cirúrgico no qual pulmões e coração são transplantados para outra pessoa.. A função básica da máquina é oxigenar o suprimento de sangue venoso do corpo e então bombeá-lo de volta ao sistema arterial. [1]. ...
O carcinoma de pulmão não pequenas células (CNPC) é qualquer tipo de câncer de pulmão epitelial, exceto os carcinomas de pequenas células (CPC). É assim, um diagnóstico de exclusão (ou seja, um diagnóstico feito a partir da exclusão de outras possibilidades para melhorar a eficácia terapêutica quando não é produtivo e necessário fazer um diagnostico mais preciso) que funciona similar ao Linfoma não Hodgkin (incluem todos linfomas, menos o linfoma de Hodgkin) e ao câncer de pele não-melanoma(inclui todos cânceres de pele menos, o melanoma). Os tipos mais comuns de carcinoma não pequenas células são: O carcinoma de células escamosas é um tipo de câncer que começa nas células cuja aparência é de células planas, como escamas de peixe. Essas células revestem interior das vias aéreas, e são tendenciosas para serem encontradas perto dos brônquios. Esse carcinoma é relativamente comum, levando em consideração que aproximadamente 6,4% das pessoas serão ...
Em zoologia, chama-se pulmão folhoso ou foliáceo ou ainda filotraquéia[1] a um órgão da respiração das aranhas e outros aracnídeos formado por uma série de lâminas do tecido do sistema respiratório do animal.[2]. As lâminas deste órgão, localizado na parte inferior do abdómen (ou opistossoma), encontram-se cheias de hemolinfa que, em contacto com o ar, permitem a troca de gases. ...
O pulmão é o órgão do sistema respiratório, responsável pelas trocas gasosas entre o ambiente e o sangue. Sua principal função é oxigenar o sangue e eliminar o dióxido de carbono do corpo. Em 2016, uma equipe da Universidade da Califórnia observou que, em roedores, o órgão também está envolvido na produção de plaquetas sanguíneas e, em certas condições, na regeneração da medula óssea. Os pesquisadores acreditam que a descoberta se estenderá à anatomia humana. São dois órgãos de forma piramidal, de consistência esponjosa medindo mais ou menos 25 centímetros de comprimento que localizam-se dentro da caixa torácica, revestidos externamente por uma membrana chamada pleura. Os pulmões humanos são divididos em segmentos denominados lobs (pronuncia-se "lóbos", com a primeira vogal aberta). O pulmão esquerdo possui dois lobs e o direito possui três. O pulmão direito é o mais espesso e mais largo que o esquerdo, é também um pouco mais curto pois o diafragma é mais ...
Pulmão do fazendeiro é uma inflamação do pulmão (pneumonite) por reação alérgica (hipersensibilidade tipo III) induzida pela inalação de poeiras biológicas provenientes do pó de feno, pasto, esporos de fungos (principalmente actinomicetáceas) e aos produtos agrícolas. Se não tratada a fibrose pulmonar pode evoluir para uma Doença pulmonar obstrutiva crónica. Conforme a pneumonite avança os sintomas pioram: Fase aguda: Nos primeiros dias causa dor de cabeça, tosse e falta de ar após esforço físico. Fase subaguda: Depois da primeira semana a falta de ar ocorre com menos esforço, a tosse se torna crônica, aparece fraqueza física, febre ocasional com suor, diminuição do apetite, dores e mal estar. Fase crônica: Depois de um mês ocorre falta de ar com mínimo esforço, tosse crônica, fraqueza física, febre ocasional, sudorese noturna, diminuição do apetite e dores e dores generalizadas. O diagnóstico é difícil porque parece um resfriado e poucos trabalhadores ...
... é um procedimento cirúrgico no qual um pulmão é transplantado para outra pessoa. O transplante pulmonar é uma terapia bem estabelecida para pacientes com doença pulmonar avançada. A avaliação do candidato para o transplante é uma tarefa complexa que envolve uma equipe multidisciplinar que acompanha o paciente para além do período pós-operatório. O tempo médio atual em lista de espera para transplante pulmonar é de aproximadamente 18 meses no estado de São Paulo. Em 2014, dados da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos mostram que 67 transplantes pulmonares foram realizados no Brasil e que 204 pacientes estavam na lista de espera para transplante pulmonar. O transplante pulmonar é principalmente indicado no tratamento de DPOC, fibrose cística, doença intersticial pulmonar, bronquiectasia não fibrocística, Pneumotórax, Fibrose pulmonar, e hipertensão pulmonar. Associação Brasileira de Transplante de Órgãos [homepage on the Internet]. ...