Abstract: This article aims to describe the practical experience of a sociologist with sociology and planning formation, which develops her professional activity in a municipality, in the area of health planning. This is a professional context with associated specificities, challenges and obstacles, which are reported along the text. From the volunteering phase to the actual formal professional practices as a sociologist these practices are described, drawing continually the necessary bridges with the academic knowledge. The practical case presented here shows the transversality and interdisciplinarity of the sociological intervention techniques and methods, as well as the contributions of its application on several local intervention contexts, not reduced only to health.. Keywords: public sociology, action-research, health, local government.. Resumo: Este artigo pretende descrever a experiência prática de um sociólogo com formação em Sociologia e Planeamento e que desenvolve a sua ...
O sociólogo tem como objeto de estudo a organização do homem em sociedade, buscando explicar sua natureza, as estruturas que a compõem e as relações que se estabelecem entre indivíduos e instituições. Assim, pode estudar qualquer fenômeno social, seja no campo das artes, da ciência, da cultura, da religião, entre outros.. Produz basicamente um saber teórico, que pode fornecer subsídios para a ação prática de diversos agentes, tanto da sociedade civil como dos setores públicos e privados. Muitos sociólogos, em decorrência de suas análises, terminam por engajar-se em propostas de mudanças sociais. De fato, é tradição no campo da Sociologia o surgimento de teóricos que elaboram propostas políticas e constroem uma trajetória de militância partidária.Temos um exemplo no Brasil na figura de Florestan Fernandes, que, além de ter sido um dos mais respeitados sociólogos do país, foi um membro destacado dos movimentos de esquerda.. Além da pesquisa acadêmica - uma de ...
DEBATEDORES DISCUSSANTS. Agrotóxicos, saúde coletiva e insustentabilidade: uma visão crítica da ecologia política. Pesticides, collective health and non-sustainability: a critical vision of political ecology. Marcelo Firpo Porto. Pesquisador titular da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz. [email protected] O artigo de Ary Miranda, Josino Moreira, René de Carvalho e Frederico Peres vem contribuir com uma discussão fundamental e infelizmente ainda escassa no meio acadêmico - sobre o tema dos agrotóxicos na Saúde Coletiva brasileira, e por isso é muito bem-vindo. Sua importância se encontra no fato de vincular o problema da contaminação humana por agrotóxicos com o modelo de desenvolvimento, as políticas agrária e de produção agrícola, e o papel do Brasil no cenário internacional globalizado enquanto produtor de commodities. Mercadorias de baixo valor agregado, como a soja, concorrem no comércio internacional à custa da ...
Sonhadores, os sociólogos sempre procuraram duas coisas: as leis do social e a reforma das sociedades. Cá por mim busco bem pouco: tirar a casca dos fenómenos e tentar perceber a alma dos gomos sociais sem esquecer que o mais difícil é compreender a casca. Aqui encontrareis um pouco de tudo: sociologia (em especial uma sociologia de intervenção rápida), filosofia, dia-a-dia, profundidade, superficialidade, ironia, poesia, fragilidade, força, mito, desnudamento de mitos, emoção e razão.. ...
Sonhadores, os sociólogos sempre procuraram duas coisas: as leis do social e a reforma das sociedades. Cá por mim busco bem pouco: tirar a casca dos fenómenos e tentar perceber a alma dos gomos sociais sem esquecer que o mais difícil é compreender a casca. Aqui encontrareis um pouco de tudo: sociologia (em especial uma sociologia de intervenção rápida), filosofia, dia-a-dia, profundidade, superficialidade, ironia, poesia, fragilidade, força, mito, desnudamento de mitos, emoção e razão.. ...
O mercado de trabalho para o sociólogo. A profissão de sociólogo está estabelecida na Lei n º 6.888, de 10 de dezembro de 1980. São atividades do sociólogo o planejamento e a execução de pesquisas socioeconômicas, culturais e organizacionais, o levantamento sistemático de dados para subsidiar diagnósticos e a análise de programas em várias áreas (educação, trabalho, promoção social e outros). Também são atividades do sociólogo a assessoria e a prestação de consultorias a empresas, órgãos da administração pública direta ou indireta, entidades e associações. Embora existam esforços para a regulação da profissão, principalmente por parte da Federação Nacional dos Sociólogos (FNS) e alguns sindicatos estaduais, ainda não há uma delimitação efetiva para o campo de trabalho profissional do sociólogo. O empenho da FNS para a criação do Conselho Nacional de Sociologia é um passo importante para a regulação e fortalecimento da profissão.. As ofertas de ...
11. No estabelecimento de relações contratuais para o exercício das suas actividades profissionais, os sociólogos devem explicitar junto de empregadores, clientes ou financiadores a sua adesão a este código deontológico, e não aceitar compromissos que o ponham em causa.. 12. Os sociólogos só devem assumir compromissos profissionais para cuja realização tenham competência e disponibilidade. Quando não possam corresponder a solicitações profissionais que lhes sejam dirigidas, devem procurar indicar outros sociólogos que considerem competentes para a realização desses trabalhos.. 13. Nas relações profissionais é dever dos sociólogos respeitar plenamente os compromissos assumidos com contratadores e financiadores.. 14 Quer no estabelecimento de vínculos contratuais quer na realização das actividades contratadas, os sociólogos devem salvaguardar a autonomia de critérios e procedimentos indispensável ao exercício das suas competências profissionais.. 15. no desempenho ...
Sociologia marxista refere-se à conduta da sociologia através de uma perspectiva marxista. O próprio marxismo pode ser reconhecido como uma filosofia política e uma sociologia, especialmente na medida em que tenta manter-se científica, sistemática e objetiva em vez de puramente normativa e prescritiva. A sociologia marxista pode ser definida como uma forma de teoria do conflito associada com (...) o objetivo do marxismo de desenvolver uma ciência positiva (empírica) da sociedade capitalista como parte da mobilização de uma classe trabalhadora revolucionária. A American Sociological Association tem uma seção dedicada às questões da sociologia marxista. Essa seção está interessada ​​em examinar como as percepções da metodologia e da análise marxista podem ajudar a explicar a complexa dinâmica da sociedade moderna. A sociologia marxista viria a facilitar a evolução da teoria crítica e dos estudos culturais. Os principais conceitos da sociologia marxista incluem: ...
As estratégias de prevenção em saúde ocular no âmbito da saúde coletiva e da Atenção Primária à Saúde - APS. Ocular health preventive strategies in both public health and primary care perspectives. Ricardo
No entender de alguns autores, a sociologia do direito não deveria ter uma delimitação precisa de temáticas. Isso porque os objetos de pesquisa sociológica sobre o direito seriam tão diversos quanto seus pesquisadores. Não haveria, portanto, programa de pesquisa propriamente sociológico, somente formas de identificar pesquisa sociológica, verificando, por exemplo, a efetividade das normas jurídicas ou do sistema de justiça. Daí a preocupação com distinguir entre sociologia do direito e sociologia jurídica, estabelecer a diferença a primeira, um ramo da sociologia que busca descrever e explicar o fenômeno jurídico como parte da vida social, e a segunda, um ramo do direito que busca descrever e explicar a eficácia dos institutos jurídicos.[1] Outros autores, por sua vez, preferiam não fazer distinções e consideravam toda pesquisa sociológica na seara do Direito como sendo indiferentemente sociologia do direito ou sociologia jurídica.[2] Pedro Scuro Neto reagiu ...
Normal e patológico, Durkheim, clássico da sociologia, Émile Durkheim, conceitos sociológico, ensino de sociologia, aula de sociologia, Blog de Sociologia, plano de aula, Pai da Sociologia, Cristiano Bodart, Roniel sampaio, melhor Blog de sociologia, dica de aula, plano de aula, professor de sociologia, aulas atraentes
Abstract: To do a retrospective on the emergence of the sociology of health as a project of higher education lead us to address three core aspects. The first refers to a necessary reflection on health assumptions, namely in modern societies, the dynamics, the contradictions and the synergies that it mobilizes. The second evokes the construction of knowledge about health, emphasizing the respective gender issues. Finally, the third seeks to situate the process of the development of sociology of health in higher educations projects at the University of Minho since the mid-1990, highlighting also the importance of its interdisciplinary matrix.. Keywords: social actors, health, sociology of health, knowledge, higher education.. Resumo: Fazer uma retrospectiva da emergência da sociologia da saúde, como projecto de ensino superior, levou-nos a abordar três aspectos que consideramos fulcrais. O primeiro reporta-se a uma necessária reflexão sobre os pressupostos acerca da saúde, designadamente ...
As últimas notícias, opinião, fotos e vídeos de João Freire | Sociólogo. Professor catedrático aposentado e Professor Emérito do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa
Todas as universidades que a gente tem, não brota da terra o dinheiro, vem do imposto. Quando a gente for comprar pão, gasolina para a moto, telefone celular, vem imposto. E esse imposto é usado para pagar salário de professor, de técnico, bolsa, alimentação, tudo isso. Eu, como brasileiro, eu quero ter mais médico, mais enfermeiro, mais engenheiro, mais dentistas. Eu não quero mais sociólogo, antropólogo, não quero mais filósofo com o meu dinheiro, disse o ministro da Educação, em vídeo publicado pelo perfil Direita Raiz, no Twitter. O grupo fazia parte do acampamento que foi desmontado neste sábado pelo governo do Distrito Federal ...
A ligeireza com que Moisés, sociólogo, afirma que o suicídio é um direito individual uma questão de autonomia e liberdade, e por isso a sociedade (todos nós) temos que apoiar legalizando a eutanásia, é um atentado à nossa segurança! Não tenhamos dúvidas, no dia em que a eutanásia for legalizada, todos nós, repito todos nós, estaremos à mercê de gente que pensa como este senhor. Tenho esperança que o Espírito Santo e o profeta Moisés, intercedam por ele e por todos os responsáveis e decisores e os façam meditar na gravidade de tais afirmações. E este, que não se aproveite do seu deturpado conhecimento de religiões para influenciar a opinião pública. ...
Moreover, there has been a serendipity in the specific area in which I have worked. I did not consciously seek or prepare myself for work in the sociology of medicine; it was a series of chance factors which brought me into it. However, I have never for one moment found the sociological issues that are posed by health related activities and institutions dull or intellectually unrewarding. On the contrary, they have offered and will continue to offer many exciting challenges.1. Introdução. Margot Jefferys (1916-1999)1 não foi apenas a pessoa que introduziu a sociologia médica na Grã-Bretanha, foi a pesquisadora e professora que durante trinta anos exerceu a mais profunda influência no ensino das ciências sociais em saúde, tanto na graduação como especialmente na pós-graduação, desde o início da sua carreira, em 1953, na London School of Hygiene and Tropical Medicine. Fui seu aluno nos anos 70, no curso Sociology applied to medicine, e pude testemunhar a sua capacidade de liderança ...
A SOCIOLOGIA JURÍDICA * A sociologia jurídica estuda a realidade social do direito como é. A técnica jurídica estuda a realidade social como deve ser na tessitura jurídica. A filosofia jurídica preocupa-se com o social enquanto valor, projetando a realidade como deveria ser. * A maior contribuição da sociologia é o questionamento a que se submete a realidade social, não aceitando como verdades nem simples hipóteses, nem conclusões desconfiguradas.
Sociologia: ciência da sociedade O QUE É SOCIOLOGIA? Sociologia: Autoconsciência crítica da realidade social. Ciência que estuda os fenômenos sociais. A Sociologia procura emancipar o entendimento humano
A obra, lançada durante o Seminário Memorial das Ocupações Estudantis, realizado na Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG), tem como título Introdução à sociologia da juventude e foi dividida em três capítulos. No primeiro, o autor demonstra como uma determinada concepção sociológica da juventude se constitui. Já no segundo, ele aborda o tema da reinvenção da sociologia em tempos em que os jovens sofrem uma verdadeira mutação, quando o corpo docilizado se torna rebelde. E, no último capítulo, temos a trajetória da sociologia da juventude, a partir dos anos de 1970, e a retratação do período em que as categorias etárias entram em colapso: os jovens ostentam cartazes que exigem algum tipo de sentido para o curso de suas vidas.. Disponível nas versões impressa e digital, a publicação é voltada a profissionais da educação, pesquisadores interessados no tema da juventude, militantes e participantes de movimentos e organizações juvenis. ...
Porém, mesmo Coleman era da opinião de que Weber orientava-se pelo individualismo metodológico, perspectiva na qual a ação social/agência é considerada preponderante em relação ao nível estrutural/institucional. Rompendo com esta etiqueta, pesquisadores mais jovens têm mostrado que, bem observado, o modelo macro-micro-macro nos ajuda a mostra que Weber já pode ser considerado, avant lá lettre, um teórico da síntese entre micro/macro ou agência/estrutura, tema que sempre dividiu a sociologia que, ora pende para o pólo da sociedade/objetivismo, ora move-se para o pólo do indivíduo/subjetivismo. Nos termos de Jeffrey Alexander (1987), é em Weber que podemos encontrar a inspiração do novo movimento teórico que se caracteriza por superar de vez a oposição que dilacera a sociologia entre individualistas e holistas/coletivistas metodológicos. Tal dado evidencia ainda o quanto Weber, mais do que parte da história da sociologia, ainda é um pensador vivo, capaz de inspirar a ...
REVISTA SOCIOLOGIA JURÍDICA - ISSN: 1809-2721 Número 13 - Julho/Dezembro 2011 Por uma sociologia do campo jurídico na/da Amazônia: as populações tradicionais amazônicas em foco For a sociology of juridical field in/from amazon: the amazonian traditional population (populações tradicionais) in focus Thales Maximiliano Ravena Cañete - cientista social, mestrando em Direitos Humanos pela Universidade…
Sociologia, o que é sociologia, a escravidão nos dias de hoje, as classes sociais e desigualdades, ciência política, democracia representativa, o que é sociologia e refor
Durante cinco anos - entre 2010 e 2014, estudantes de Educação Física acompanharam um grupo de pessoas de diferentes faixas etárias, gêneros e níveis socioeconômicos que faziam práticas corporais em seis UBSs do bairro do Butantã, no Centro de Saúde Escola Samuel Pessoa e no Centro de Saúde Escola Geraldo de Paula Souza. A ideia era conhecer os benefícios das práticas corporais e, ao mesmo tempo, descobrir como o profissional de educação física poderia ser inserido na equipe de saúde, a exemplo do que já ocorria na interação de outros profissionais como enfermeiros, fonoaudiólogos, psicólogos e fisioterapeutas.. Na rotina das UBSs, foi possível observar que o usuário que procurava o atendimento médico por causa de uma queixa pontual (uma dor de cabeça, por exemplo) trazia também consigo outras carências que iam além do atendimento médico convencional. O paciente queria ser ouvido, sofria de solidão parental e tinha necessidade de convívio com outras pessoas. ...
BIBLIOGRAFIA COSTA, Cristina, Sociologia, uma introdução à Sociedade. 3ªedição.São Paulo:Ed. Atual, 2006 JUNIOR, José Theodoro, As Ciências Humanas, in Lemos Filho, Arnaldo et alii. Sociologia Geral e do Direito. 4ªedição. Campinas, Ed. Alínea, LEMOS FILHO, Arnaldo. A Sociologia como produto histórico , idem ibidem OLIVEIRA, L. F.-COSTA, R. Sociologia para jovens do século XXI. Rio,2{ edição Ed. Imperial Novo Milenium, 2010 BRYM, Robert et alii. Sociologia, sua bússola para um novo mundo. São Paulo: Thomson Learning, 2007 SCHAEFER, Richard. Sociologia, 6ª edição. São Paulo: McGraw-Hill, 2006 GIDDENS, Anthony., 4ªedição. Porto Alegre: ArtMed, 2006
Baixe grátis o arquivo Principios_DiretrizesSUS.MS.pdf enviado por TATIANE no curso de Enfermagem na UNICASTELO. Sobre: materia de saude coletiva
mst.org.br. Sob o lema Deixe que teu alimento seja teu remédio e que teu remédio seja teu alimento, curso de saúde popular foi realizado entre os dias 24 e 28 de março.. ...
Entretanto, todo mundo está de acordo em que determinados gestos repetidos cada dia, como abrir as portas ou encher os vasos, são plenamente reais; mas estes gestos se encontram em um nível tão trivial da realidade que com razão se põe em dúvida seu possível interesse para justificar uma nova especialização da investigação sociológica. E certo número de sociólogos parece pouco inclinado a imaginar outros aspectos da vida quotidiana a partir da definição proposta por Henri Lefebvre, isto é, o que subsiste quando se subtrai do vivido todas as atividades especializadas. Aqui descobrimos que a maioria dos sociólogos - e já sabemos a satisfação que sentem em suas atividades especializadas, justamente, e o quanto de ordinário lhe consagram uma fé cega - a maioria dos sociólogos, digo, reconhecem atividades especializadas em todos os lugares, e a vida quotidiana em lugar nenhum. A vida quotidiana se encontra sempre em outra parte, entre os outros, e em todo caso, entre as ...
Poeta, ficcionista, ensaísta, sociólogo e professor universitário. Presidente da UBE - União Brasileira de Escritores, diretor do Sindicato dos Sociólogos de S. Paulo e Presidente do IPSO - Instituto de Pesquisas e Projetos Sociais e Tecnológicos. Integra a Coordenação do Movimento Humanismo e Democracia e o Conselho de Redação da Revista Novos Rumos. Foi Presidente da ASESP - Associação dos Sociólogos do Estado de São Paulo, Administrador Regional de Santana -Tucuruvi (SP). Coordenador da Proteção dos Recursos Naturais do Estado de São Paulo. Livros Publicados: Burocratas e Burocracias (ensaio, SP, Ed. Semente, 1981); Ônibus 307 - Jardim Paraíso (poesia, SP, Muro das Artes, 1983); A Portovelhaca e as Outras (poesia, SP, Paubrasil, 1984). O Seqüestro do Senhor Empresário (romance, SP, Publisher/Limiar, 1998); O Inimigo (contos, Limiar - SP, 2003). Recebeu o Prêmio de Revelação de Autor da APCA - Associação Paulista de Críticos de Arte e outros. Publicou diversos ...
Concordo sobretudo com este último excerto. No que concerne à reeducação e reinserção social revelam-se de grande importância os sociólogos, os psicólogos e eu diria mais: os educadores sociais. Mas infelizmente, o que assistimos é sobretudo a pessoas de Direito nestas áreas da delinquência juvenil e mesmo da investigação criminal. Pessoas que percebem das Leis mas pouco ou nada sabem sobre (re)educação e (re)inserção social, pessoas que não sabem como apostar e ensinar a prevenção. Prevenção, reeducação e reinserção são, mais do que palavras, atitudes fundamentais. Nos Institutos de Reinserção Social e noutras instituições deste âmbito, na investigação criminal, urge apostar mais em sociólogos e psicólogos. A delinquência não deriva de leis, deriva sim de comportamentos desviantes, quebra de regras e normas e ninguém melhor que os sociólogos para isto. Os psicólogos também se revelam de grande importância no que à personalidade de cada indivíduo diz ...
A SOCIOLOGIA DOS MERCADOS DE TRABALHO, ONTEM E HOJE* Nadya Araujo Guimarães RESUMO O interesse da sociologia pelos estudos do mercado de traba‑ lho tem variado…
FORAM VARIOS OS TEMAS DE SOCIOLOGIA NO IV BIMESTRE, CADA SALA TEM UM TEMA DE TRABALHO, POSTEM AQUI SEUS TRABALHOS DE SOCIOLOGIA. BOM TRABALHO PROF WALTER
Definição de sociologia ✓ O termo sociologia vem do latim socĭus e lodge que significa indivíduo ou parceiro e estudo, respectivamente ...
Instituto Dom Bosco Trabalho de sociologia Professora: Ray Aluno: Jorge Lucas Serie: 1 ano B Belém - Pará 2013 Instituto Dom Bosco Trabalho de sociologia...
HISTÓRIA DA SOCIOLOGIA: O DESENVOLVIMENTO DA SOCIOLOGIA I. A SOCIOLOGIA NA ALEMANHA. HISTORY OF SOCIOLOGY: THE DEVELOPMENT OF SOCIOLOGY I SOCIOLOGY IN GERMANY. Emanuel Isaque Cordeiro da Silva - IFPE-BJ, CAP-UFPE e UFRPE. E-mails: [email protected] e [email protected] WhatsApp: (82)9.8143-8399.. PREMISSA. Na Alemanha, a Sociologia foi profundamente influenciada pela discussão filosófica, histórica e metodológica que se desenvolveu entre o final do século XIX e o início do século XX. Em seus fundamentos encontra-se o pensamento de vários filósofos, como Johann Gottlieb Fichte (1762 -1814), Friedrich Wilhelm Joseph von Schelling (1775 -1854), Friedrich Daniel Ernst Schleiermacher (1768 -1834), Georg Wilhelm Friedrich Hegel (1770 -1831) e Friedrich W. Nietzsche (1844-1900).. O representante mais expressivo da Sociologia alemã é Max Weber (1864-1920). Outros pensadores, entretanto, contribuíram significativamente para a formação e o desenvolvimento da Sociologia na Alemanha, entre os ...
Sociologia Vídeo Aula 1 O que é ideologia. Em Sociologia Vídeo Aula O que é ideologia, professor fala também sobre sociologia Marxista, não deixe assistir
A propósito da minha entrada neste diário com o título Uma análise dos linchamentos na cidade de Maputo, de 02/10/06, o leitor Wetela fez o seguinte comentário: Num debate realizado pela Televisão de Moçambique falava-se da necessidade de se abordar o crime como um fenómeno social, levantaram-se questões antropológicas a tentar explicar a natureza dos crimes e dos seus praticantes...Um dos intervenientes, perito em matérias de crime, falou da necessidade de se apostar nos estudos criminológicos, ou da necessidade de se desenvolver essa área da sociologia do crime...Os linchamentos sob meu ponto de vista reflectem de uma forma latente as fraquezas do Estado na area do controle da segurança pública. O enfurecimento da população e o desespero traduzem-se em atitudes radicais como as que vemos nos bairros periféricos. Uma dúvida surge em mim... Será que este comportamento é característico das pessoas residentes em bairros periféricos da cidade? Pois não me lembro de ter ...
O sociólogo afirma que é preciso acreditar no potencial humano para que um outro mundo seja possível. Dennis de Oliveira. Zygmunt Bauman é um dos pensadores contemporâneos que mais têm produzido obras que refletem os tempos contemporâneos. Nascido na Polônia em 1925, o sociólogo tem um histórico de vida que passa pela ocupação nazista durante a Segunda Guerra Mundial, pela ativa militância em prol da construção do socialismo no seu país sob a direta influência da extinta União Soviética e pela crise e desmoronamento do regime socialista. Atualmente, vive na Inglaterra, em tempo de grande mobilidade de populações na Europa. Professor emérito de sociologia da Universidade de Leeds, Bauman propõe o conceito de modernidade líquida para definir o presente, em vez do já batido termo pós-modernidade, que, segundo ele, virou mais um qualificativo ideológico.. Bauman define modernidade líquida como um momento em que a sociabilidade humana experimenta uma transformação ...
Inscrições presenciais até 8 de fevereiro de 2017 nas secretarias dos respectivos programas de pós-graduação, cujos endereços podem ser consultados no edital. Concurso público com 32 vagas para professor visitante estrangeiro nas áreas de estudos da tradução (1); engenharia de produção (2); educação física (2); engenharia de gestão do conhecimento (2); educação (2); economia (2); biotecnologia e biociências (2); engenharia de automação e sistemas (2); bioquímica (2); antropologia (2); farmácia (1); física (2); história (1); engenharia ambiental (1); literatura (2); psicologia (2); saúde coletiva (2); e sociologia política (2). Salário: R$ 14.679,91. Taxa: R$ 20. Edital: goo.gl/3Nw9NE.. UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI (UFCA ...
Herber Fernandes Pinheiro. dezembro / 2013. O sociólogo alemão Max Weber (1864-1920) produziu uma obra consideravelmente extensa e variada. Resumidamente, poderíamos classificá-la em quatro grandes categorias: os estudos de metodologia, crítica e filosofia, que tratam dos fundamentos teóricos das ciências humanas; as obras propriamente históricas; sua obra-prima, o tratado de sociologia geral Economia e sociedade; e, por fim, os trabalhos de sociologia da religião. É a partir destes trabalhos, acerca da sociologia da religião de Weber, que iremos, no texto que segue, expor a forma como o Budismo se apresenta como uma das religiões mundiais estudadas pelo autor.. Texto - Atividades didáticas. ______________________________________________________________. ...
LIMA, Jacob Carlos e CORTES, Soraya Maria Vargas. A sociologia no Brasil e a interdisciplinaridade nas ciências sociais. Civitas, Rev. Ciênc. Soc. [online]. 2013, vol.13, n.3, pp.416-435. Epub 03-Jul-2020. ISSN 1984-7289. https://doi.org/10.15448/1984-7289.2013.3.16522.. A interdisciplinaridade na Sociologia é constituinte de sua formação como disciplina acadêmica. Essa característica estimula a discussão sobre suas especificidades teórico-metodológicas, a formação de uma cultura disciplinar e ao debate corporativista sobre quais seriam as particularidades de seu campo de conhecimento. A ciência síntese, proposta por Comte, desde seu início, incorporou as contribuições das outras ciências humanas e mesmo das chamadas ciências duras. No Brasil, a Sociologia surge como sinônimo de ciências sociais. Antropologia, Ciência Política e Sociologia conviveram em um mesmo campo construindo espaços comuns de discussão ao mesmo tempo em que paralelamente fortaleciam-se as ...
A entrega do título de Doutor Honoris Causa ao intelectual pernambucano faz parte da programação do IX CCHLA em Debate, realizado pelo Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da UFPB. O evento teve início na última segunda-feira (22) e será encerrado na sexta (26). Nesses cinco dias, serão apresentados quase mil trabalhos, palestras, conferências, debates e apresentações culturais. Chico de Oliveira e o professor e músico paraibano Radegundis Feitosa são os grande homenageados do evento deste ano.. O CCHLA em Debate reúne pesquisadores de renome nacional, professores e estudantes e tem como tema central Humanidades Hoje!. No encontro, estão sendo discutidos, entre outros pontos, qual tem sido o lugar das humanidades na sociedade contemporânea e o que está acontecendo às ciências humanas, à filosofia, às letras e às artes neste início de milênio.. Este evento é pluralista e crítico. Durante esses cinco dias serão contempladas todas as ciências sociais ...
Fonte: http://movimentossociais-educacao.blogspot.com.br/2013/12/ciencia-social-ou-sociologia.html. Ciência Social ou Sociologia?. O pensamento neoliberal vem causando muita confusão no meio das Ciências Sociais, que são uma área de conhecimento e não uma profissão. A profissão regulamentada, fruto da luta, é a de Sociólogo. Não existe a profissão de cientista social. Nosso compromisso é com a luta pela ampliação do mercado de trabalho do Sociólogo. Por trás dessa discussão, existe, por um lado, uma visão nostálgica de alguns acadêmicos que querem o retorno a uma formação que não existe mais, pois, toda ciência caminha, em razão do desenvolvimento da pesquisa, para a especialização. Uma formação acadêmica generalista na graduação não tem mais lugar nos dias de hoje. Seria como propor, por exemplo, o fim das graduações em Física, Química e Biologia e o retorno dos cursos de Ciências da Natureza, como era no passado. Por outro lado, existem aqueles que ...
Encontre sociologia dos movimentos sociais questoes nossa epoca vol 47 com ótimos preços e condições na Saraiva. Temos Sociologia Dos Movimentos Sociais - Questões da Nossa Época - Vol. 47 - 2ª Ed. 2014, Sociologia Dos Movimentos Sociais - Questões da Nossa Época - Vol. 47 e muito mais.
Albano da Silva Pereira, Fotógrafo, Director do Centro de Artes Visuais de Coimbra; Alexandre Alves Costa, Arquitecto; Anália Torres, Socióloga, Professora do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa; António Arnaut, Advogado; António Chora, Coordenador da Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa; António Manuel Hespanha, Professor da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa; António Pinho Vargas, Compositor; António Romão, Economista, Professor do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa; Augusto M. Seabra, Crítico de cinema, literatura e música; Boaventura de Sousa Santos, Sociólogo, Professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Director do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra; Carlos Fortuna, Sociólogo, Professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra; Cristina Andrade, Activista do FERVE - Fartos/as dEstes Recibos Verdes; Daniel Oliveira, Jornalista; Eduardo Paz Ferreira, Advogado, ...
Albano da Silva Pereira, Fotógrafo, Director do Centro de Artes Visuais de Coimbra; Alexandre Alves Costa, Arquitecto; Anália Torres, Socióloga, Professora do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa; António Arnaut, Advogado; António Chora, Coordenador da Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa; António Manuel Hespanha, Professor da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa; António Pinho Vargas, Compositor; António Romão, Economista, Professor do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa; Augusto M. Seabra, Crítico de cinema, literatura e música; Boaventura de Sousa Santos, Sociólogo, Professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, Director do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra; Carlos Fortuna, Sociólogo, Professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra; Cristina Andrade, Activista do FERVE - Fartos/as dEstes Recibos Verdes; Daniel Oliveira, Jornalista; Eduardo Paz Ferreira, Advogado, ...
Tudo isso começou no século 19, na Sicília. A ilha tinha passado por duas tentativas de golpe, em 1848 e 1860, vivendo um estado de caos. Foi quando surgiram os primeiros grupos organizados, que protegiam seus membros da confusão reinante. Em 1870, com a Itália já unificada, o Vaticano se declarou independente, e o papa Pio 9º chamou os católicos a reagir contra a autoridade do Estado italiano recém-unificado. Os bandos sicilianos aceitaram o chamado papal e começaram a reagir contra a polícia. Quando a situa ção se acalmou, os integrantes desses grupos estavam muito ligados. Eles cha mavam a própria organização de Cosa Nostra, coisa nossa , diz o historiador e sociólogo italiano Diego Gambetta, professor da Universidade de Oxford e autor do livro The Sicilian Máfia (A Máfia Siciliana, sem edição brasileira). Aqueles que não pertenciam à Cosa Nostra diziam que os fora-da-lei eram um grupo de mafiosi. Essa palavra tinha um sentido ambíguo, afirma o sociólogo ...
No segundo capítulo, a formação, a obra se preocupa em descrever as antinomias dentro daquilo que seria a nova ciência: a sociologia. Em primeiro, trata de situar o caráter revolucionário frente o sistema feudal europeu. Assim é que a Revolução Francesa (1789), inspiradora da nova sociedade, precisava de uma nova maneira de enxergar o mundo: um mundo melhor, dividido entre os iguais. Conseguida a vitória, cumpria neutralizar o espírito revolucionário dos rebelados. Surgem os conservadores, que buscavam reestabelecer a ordem, a estilo da medievalidade, Burke (1729-1797) e Maistre (1754-1821). Entre as tensões iluministas e conservadores, o positivismo ganha força. Maior destaque, a obra dedica a Saint-Simon (1760-1825), incluso entre os grandes e primeiros socialistas, pois bebeu tanto da fonte iluminista quando da conservadora. Depois dele, Comte e Durkheim, ora reforçando ora avançando a sua teoria, tanto que Durkheim o coloca como sendo o verdadeiro pai da sociologia, os ...
europeu.. Autor reconhecido e premiado em diversas partes do mundo, tem escrito e publicado extensivamente nas áreas de sociologia do direito, sociologia política, epistemologia e estudos pós-coloniais, sobre movimentos sociais, globalização, democracia participativa, reforma do Estado e direitos humanos, além de fazer trabalho de campo em Portugal, no Brasil, na Colômbia, em Moçambique, em Angola, em Cabo Verde, na Bolívia e no Equador. Seus textos encontram-se traduzidos em espanhol, inglês, italiano, francês, alemão, romeno e chinês.. De sua vasta obra, destacamos: Um discurso sobre as ciências (1988), Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade (1994), Reinventar a democracia (1998), A Crítica da Razão Indolente (2000) Prêmio Jabuti de 2001, Democracia e participação: o caso do orçamento participativo de Porto Alegre (2002), A Gramática do Tempo (2006), Se Deus fosse um ativista dos direitos humanos (2013), A cor do tempo quando foge: uma história do ...
Resumo - O surgimento. Podemos entender a sociologia, como uma das manifestações do pensamento moderno. Desde os tempos de Copérnico, a evolução do pensamento era voltada para o saber científico. Surge então a constituição das ciências naturais e de várias ciências sociais, como a antropologia, astronomia, psiquiatria e etc, por meio da sociologia.. O surgimento da sociologia coincide com os derradeiros momentos da desagregação da sociedade feudal e da consolidação da civilização capitalista.. A sociologia é o resultado do trabalho de vários pensadores empenhados em compreender as novas situações de existência que estavam em curso.. As transformações econômicas, políticas e culturais do século XVII, colocaram novos problemas, perante a sociedade da época. As duas revoluções definem de vez, a instalação da sociedade capitalista, e somente um século depois, a sociologia aparece, e esse fato só ocorre devido as duas revoluções.. A Revolução Industrial ...
A frase acima é do sociólogo polonês Zygmunt Bauman, que iniciou a carreira na Universidade de Varsóvia, onde ocupou a área de sociologia geral. Teve artigos e livros censurados e em 1968 foi afastado da Universidade. Logo em seguida emigrou da Polônia, recostruindo a sua vida no Canadá, Estados Unidos e Austrália, até chegar à Grã-Bretanha, onde em 1971 se tornou professor titular de sociologia da Universidade de Leeds, cargo que ocupou por 20 anos. Responsável por uma prodigiosa produção intelectual, recebeu os prêmios Amalfi (em 1989, pelo livro Modernidade e Holocausto) e Adorno (em 1998, pelo conjunto de sua obra). Atualmente é professor emérito de sociologia das universidades de Leeds e Varsóvia.. Essas informações foram publicadas no livro Identidade - entrevista a Benedetto Vecchi, da editora Zahar. Apesar de ainda não ter lido o livro todo, algumas coisas já me chamaram atenção. O autor refere-se ao termo modernidade líquida como sendo algo que coloca as ...
Fisioterapeuta e Gerontóloga no atendimento individual e em grupo para pessoas idosas. Professora Universitária desde de 2006, atualmente docente titular do Curso de Fisioterapia no CESUFOZ (Centro de Ensino Superior de Foz do Iguaçu). Também ministra Cursos de Pós-Graduação, Cursos de Extensão e Workshop. Membro do Conselho Fiscal da Associação Brasileira de Fisioterapia em Gerontologia (ABRAFIGE). Graduada em Fisioterapia pela Universidade Cidade de São Paulo-UNICID (2002). Especialista em Gerontologia pela Universidade Federal de São Paulo-UNIFESP (2004) e pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia-SBGG. Mestre em Gerontologia pela PUC-SP (2011). Autora do livro As 8 Premissas da Fisioterapia Gerontológica: a atuação fisioterapêutica sob a ótica da Gerontologia (Editora Andrei, 2012). Doutoranda em Gerontologia pela Universidade Estadual de Campinas-UNICAMP (2014-2018). Pesquisadora no Projeto Fibra 80+, estudando a relação do Propósito de Vida em Idosos e a ...
essaysImgCdnUrl:\/\/images-study.netdna-ssl.com\/pi\/,useDefaultThumbs:true,defaultThumbImgs:[\/\/tbf-study.netdna-ssl.com\/stm\/images\/placeholders\/default_paper_2.png,\/\/tbf-study.netdna-ssl.com\/stm\/images\/placeholders\/default_paper_3.png,\/\/tbf-study.netdna-ssl.com\/stm\/images\/placeholders\/default_paper_4.png,\/\/tbf-study.netdna-ssl.com\/stm\/images\/placeholders\/default_paper_5.png],thumb_default_size:160x220,thumb_ac_size:80x110,isPayOrJoin:false,essayUpload:false,site_id:3,autoComplete:false,isPremiumCountry:false,userCountryCode:US,logPixelPath:\/\/www.smhpix.com\/pixel.gif,tracking_url:\/\/www.smhpix.com\/pixel.gif,cookies:{unlimitedBanner:off},essay:{essayId:29643431,categoryName:Ciências Sociais,categoryParentId:null,currentPage:1,format:text,pageMeta:{text:{startPage:1,endPage:7,pageRange:1-7,totalPages:7}},access:premium,title:A sociologia, a antropologia e a formação ...
A Ensaios é voltada para a publicação de artigos, resenhas traduções, ensaios, poemas, entrevistas e outras expressões científicas, artísticas e da mídia de graduandos do Curso de Ciências Sociais da Universidade Federal Fluminense, incluindo também a produção de graduandos de outros Cursos de Ciências Sociais e de outras áreas das Ciências Humanas da UFF e de outras universidades brasileiras; seu caráter interdisciplinar corresponde à crescente presença das Ciências Sociais na formação de estudantes de outras áreas das Ciências Humanas e das Artes, e aos próprios interesses dos estudantes de Ciências Sociais na produção acadêmica de outras áreas ...
Não, errado! No passado, a tradição era que o governo definia, nacionalmente, os currículos de todos os cursos, que eram obrigatórios para todas as escolas. A conseqüência era que o ensino se dava de forma burocrática, ritualizada, e os estudantes tinham que aprender um amontoado de conhecimentos inúteis e mal dados, que eram esquecidos rapidamente. Em grande parte, isto ainda é assim. A Lei de Diretrizes e Bases de 1996, ainda que de forma imperfeita, buscou mudar isto. Ela estabelece, de forma bastante ampla, que os estudantes devem adquirir conhecimentos de ciências naturais, linguagem e ciências sociais e humanas, e que os governos, nos seus diferentes níveis. devem estabelecer as competências e diretrizes da educação em seus diversos níveis, que nortearão os currículos e seus conteúdos mínimos dos diferentes cursos. Ela menciona filosofia e sociologia (erradamente, me parece), da mesma forma que poderia mencionar disciplinas tradicionais do ensino médio, como ...
Em visita ao Brasil, o sociólogo brasileiro radicado na França falou sobre o momento dos movimentos sociais latino-americanos. Segundo ele, os movimentos têm mostrado resistência à dominação do neoliberalismo, conseguem mobilizar a população, mas lhes falta uma expressão política que se traduza em governos comprometidos com suas causas.. Löwy fala ainda da criação de uma nova cultura contestatória, em que se cria uma relação nova entre os países do Norte e do Sul. Não uma simples solidariedade, mas a luta comum em torno de objetivos comuns.. Os desafios da esquerda na América Latina. Entrevista Michael Löwy. Michael Löwy, sociólogo brasileiro radicado na França, esteve recentemente no país. Nesta entrevista do Democracia Socialista ele analisa a situação dos movimentos sociais na América Latina e seus desafios políticos.. Como você vê o momento da esquerda e do pensamento socialista na América Latina?. Do ponto de vista da esquerda na América Latina, um aspecto ...
O autor de 35 livros publicados no Brasil ao longo de 26 anos, em sua rápida passagem no Rio de Janeiro, conversou com o apresentador Alberto Dines sobre filosofia, comunicação e sobretudo humanismo. Ele se apresenta como sociólogo mas afirma que parou de escrever há 25 anos para outros sociólogos, o que lhe interessa são os problemas das pessoas comuns e fica feliz ao dizer que com isto eliminou os intermediários.. O criador do conceito de liquidez aborda também questões da Europa e do Brasil. Ele se mostrou surpreso com os avanços sociais, apesar dos problemas que enfrentamos e declarou representantes de 66 governos do mundo vieram para o Rio de Janeiro para se consultarem, para aprenderem sobre a experiência de retirar 22 milhões pessoas da pobreza. Ninguém mais repetiu esse milagre, apenas o Brasil até agora.. ...
Zigmunt Bauman, sociólogo polonês, nascido em 19 de novembro de 1925, realizou análises de grande relevância para o mundo contemporâneo, pois se atém aos problemas sociais que se desenrolam na experiência cotidiana do homem na modernidade líquida. Alguns dos pontos basilares de sua teoria com relação à modernidade líquida são: especulação sobre o medo e insegurança públicos, o consumismo, a fragmentação da experiência ética da alteridade, a instabilidade e obsolência dos relacionamentos humanos em todos os níveis, a fragmentação dos valores e a angústia e ansiedade do sujeito líquido, a identidade líquida. Assim, o sociólogo trata de questões as quais cerceiam a angústia das possibilidades, das escolhas e da falta de modelos a serem seguidos na modernidade líquida.. Sua análise acerca do projeto moderno expõe a promessa ao homem de um mundo mais seguro, de valores sólidos, com base na utilização da razão e em valores humanísticos como substituição ao ...
Seguidamente pessoas honestas, humildes e sérias perguntam a este blogueiro se Lula é realmente corrupto e se somente quadros do PT são responsáveis por ações imorais de assalto aos cofres públicos.. Sempre respondemos que nossas bases de informação não são a mídia mentirosa, golpista e do jornalismo de guerra da Rede Globo, das revistas Veja, Isto É e de outros órgãos, que agem diariamente para destruir a resistência social contra o golpe nos seus desdobramentos tenebrosos contra o Brasil, sua soberania, a democracia e os direitos sociais.. Nossas fontes são o jornalismo sério, cujas notícias analisamos buscando os nexos de causa e efeito na conjuntura e nas vidas do povo brasileiro. Também amamos a ciência e os intelectuais que através dela atuam na oservação honesta dos fatos, coisa que a mídia ai dominante não faz. Apreciamos muito também as informações das centrais sindicais, dos sindicatos e dos mvimentos sociais engajados na luta popular.. Nesse sentido ...
Sociólogo e crítico severo da televisão, copyright Jornal do Brasil, 12/10/03. Neil Postman (1931 - 2003) Aos 72 anos, morreu domingo, de câncer, em Flushing, subúrbio de Nova York, o sociólogo americano Neil Postman. Estudioso das ciências da comunicação, revelou-se temido crítico da televisão comercial. Dois livros que escreveu contribuíram para que seu nome se tornasse conhecido: Divertir-se até morrer (1985) e The disappearance of childhood (1984). Em ambos se manifesta contra os efeitos da televisão, sobretudo a comercial. - A televisão põe em perigo a capacidade de julgar das pessoas - argumentava. - A necessidade da imagem leva a um esvaziamento do conteúdo de política e cultura. A pressão das cadeias de televisão para apresentar programas em forma de entretenimento para atrair público produz uma infantilização dos adultos. Docente de ciências da comunicação na Universidade de Nova York, em seus trabalhos mais recentes se mostrou mais uma vez o combatente da ...
Primeiro é preciso entender do que se tratam as Ciências Humanas, como a Sociologia e a Filosofia, e como seu ensino é aplicado para os jovens nas escolas do país, para depois entendermos a medida do governo de cortar verbas para estas áreas. Você, independente da sua posição sobre o assunto, já se perguntou o que um cientista social estuda? O que um historiador estuda? O que um sociólogo estuda? De onde vem essas disciplinas?. As Ciências Humanas são, de maneira simples, a área do conhecimento que estuda o ser humano como ser social e pensante. Diferente da biologia, que estuda os seres vivos, características físicas e os organismos, e das ciências exatas, que estudam os números, o cálculo, a arquiterura e demais disciplinas relacionadas à matemática, as Ciências Humanas focam na vida social dos seres humanos, estudando sua história, suas relações sociais, suas classes, o modo de organização da sociedade, o Estado, a política e demais conhecimentos relacionados à ...
José Manuel Leite Viegas é Professor Auxiliar (com Agregação) no ISCTE - IUL, Investigador Sénior do CIES-ISCTE e, atualmente, director do Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas do ISCTE-IUL. Tem-se dedicado à investigação sobre variados temas em particular: cidadania e valores políticos, participação política, o processo de tomada de decisão em democracia e deliberação democrática, tolerância política e o fenómeno das associações voluntárias. É editor e/ou autor de vários livros, incluindo: Crossroad to Modernity (2000), As Mulheres na Política (2001), Democracia, Novos Desafios, Novos Horizontes (2004), Portugal at the Polls (2007), Institutions and Politics (2009). Escreveu igualmente vários artigos sobre atitudes políticas, abstenção eleitoral e associativismo voluntário. ...
A síndrome de Klinefelter não é conhecida mundialmente como hermafroditismo verdadeiro, pois no caso esta síndrome nasce um indivíduo homem infértil, no hermafroditismo verdadeiro consiste em um erro no desenvolvimento dos gametas em vida ultra-uterina, no-lo escrito em meu artigo XXY. Quando falam-se de natural se diz respeito de acordo com o Aurélio normal é o que esta na norma , em biologia normal vem a ser a relação entre dois indivíduos de sexo oposto frutífera, que possa deixar descendentes férteis. Foulcout trata a cultura como um efeito de uma lei repressiva; a cultura só é repressiva quando um indivíduo faz um desvio social e o não comprimento do seu papel dentro de uma sociedade funcional, é o próprio homem que necessita deste mecanismo para continuar sendo a espécie dominante no mundo. Quando esperamos que as luzes dos postes estejam acesas, o corpo docente lecionando, ônibus passando em hora e local determinado, estamos reproduzindo e legitimando os nossos ...
A agonia do rio Madeira e de todos os modos de vida nele imbricados tornou-se cenário agora para uma política deliberada de silenciamento sobre os variados desastres que se consumaram no projeto Complexo Madeira. O comentário é de Luis Fernando Novoa Garzon, sociólogo e professor da Universidade Federal de Rondônia, em artigo publicado no jornal Correio da Cidadania, 13-11-2014. (Nota do site: abaixo do texto do sociólogo está o documentário com o texto de apresentação do mesmo).. http://www.ihu.unisinos.br/noticias/537442-entre-a-cheia-e-o-vazio-o-que-se-mostra-e-o-que-e-escondido-em-torno-do-complexo-madeira-. Eis o artigo.. O documentário Entre a Cheia e o Vazio é um recorte de uma batalha de sentidos em torno dos efeitos de larga escala produzidos pelas Usinas Hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, no rio Madeira, o afluente mais caudaloso do Amazonas. Batalha que se intensificou com a chamada cheia histórica de 2014, ampliada pela retenção de água nos dois ...
Nas regiões de Moçambique que serão beneficiadas pelo programa do SESI-SP, o cardápio da população é composto, basicamente por cereais, como milho e arroz e frutas como coco e abacaxi. Detalhe: a polpa do coco é desprezada. Sem conhecimento, os moçambicanos aproveitam apenas a parte líquida da fruta. Outro alimento muito utilizado pela população local é uma folha amarga, servida crua, conhecida como cacana. Carne é artigo raro por lá. E, quando chega à mesa, a tradição pede que apenas o homem coma. Se houver sobras, mulher e filhos, nessa ordem, podem se servir, diz Camilla Augusto Martins, nutricionista do SESI-SP, enviada a Moçambique para desenvolver o programa. Em sua primeira viagem àquele país, em maio do ano passado, Camilla pesquisou e analisou, durante um mês, os hábitos alimentares da população. Entre os desafios encontrados, o principal deles foi criar receitas com pouquíssimos ingredientes. Outro empecilho foi a falta de energia elétrica e gás, que ...
Ela frequentava a segunda classe e adorava estudar Matemática e o Corão. Ele foi buscá-la para a entregar a um homem de 30 anos, o carteiro Faiz Ali Thamer. No dia do casamento, confiante num alegado compromisso de que a união não seria consumada antes de ela ser adulta, a menina ficou fascinada com o dote: três vestidos, um perfume, duas escovas do cabelo, dois hijab (véu islâmico) e um anel cujo preço equivalia a 20 dólares. Este foi logo vendido por Thamer, que comprou roupas para si. A partir dali, a vida da recém-casada só piorou. Eu corria de sala em sala para tentar fugir, mas ele acabava sempre por me apanhar, revelou Nojood ao jornal Yemen Times. Chorei tanto, mas ninguém me ouvia. Sempre que eu queria brincar no pátio, ele vinha, batia-me e obrigava-me a ir para o quarto com ele. E se seu pedia misericórdia ainda batia e abusava mais de mim. Eu só queria ter uma vida respeitável. Um dia fugi.Nojood apanhou primeiro um autocarro e depois um táxi e foi até a um ...
Para Deus, o ser humano é a menina dos Seus olhos, a luz do mundo e o sal da terra, reparador de brechas e restaurador de veredas, membro da geração eleita, do sacerdócio real, da nação santa, do povo adquirido, testemunha do Senhor, enquanto que, para Marx, o homem é o autor da revolução contra o capitalismo, resumiu.. O sociólogo pontua ainda que Marx se opõe a muitas outras convicções bíblicas: De acordo com a Palavra de Deus, os pensamentos geram as ações, o que é o perfeito e oposto ao que Marx diz. O mandamento de Deus é amar os inimigos; o de Marx é destruí-los.. Deus diz que todos os males foram causados pelo pecado; Marx diz que o que causa o mal são as estruturas injustas da sociedade. Deus explica as ações humanas de acordo com a obediência dos homens à Sua Palavra; Marx explica as ações pelo dinheiro e pelo poder, acrescentou Silva.. Além das diferenças conceituais, há ainda interesses distintos entre o cristianismo e o comunismo, já que o primeiro ...
Fisioterapeuta e Gerontóloga no atendimento individual e em grupo para pessoas idosas. Professora Universitária desde de 2006, atualmente docente titular do Curso de Fisioterapia no CESUFOZ (Centro de Ensino Superior de Foz do Iguaçu). Também ministra Cursos de Pós-Graduação, Cursos de Extensão e Workshop. Membro do Conselho Fiscal da Associação Brasileira de Fisioterapia em Gerontologia (ABRAFIGE). Graduada em Fisioterapia pela Universidade Cidade de São Paulo-UNICID (2002). Especialista em Gerontologia pela Universidade Federal de São Paulo-UNIFESP (2004) e pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia-SBGG. Mestre em Gerontologia pela PUC-SP (2011). Autora do livro As 8 Premissas da Fisioterapia Gerontológica: a atuação fisioterapêutica sob a ótica da Gerontologia (Editora Andrei, 2012). Doutoranda em Gerontologia pela Universidade Estadual de Campinas-UNICAMP (2014-2018). Pesquisadora no Projeto Fibra 80+, estudando a relação do Propósito de Vida em Idosos e a ...
Tipos de conflitos sociais em sociologia. A teoria do conflito social se origina com o pensamento de Karl Marx, um conhecido filósofo e teórico político. Marx estudou a maneira como os conflitos dirigem os comportamentos humanos e de um grupo, indo do nível individual ao governamental. Existem vários tipos diferentes de teoria de conflito social. Cada um ...
Neste primeiro ano, Bourdieu concentra-se no problema da relação entre a sociologia e o mundo social que ela analisa, mundo já constituído na prática pelos agentes que nele vivem â incluindo os próprios agentes que se posicionam como cientistas sociais.