Curso de linguística Geral (em francês: Cours de linguistique générale) é uma obra póstuma de Ferdinand de Saussure publicada em 1916. Nele, Saussure traz as famosas dicotomias (vide na sequência) e elege a língua, em oposição à linguagem, como objeto central da Linguística. Introduz os termos diacronia - estudo da história da língua - e sincronia - estado da língua. Além disso, Saussure caracterizou a linguagem como um sistema de signos. O Curso de linguística Geral não foi um livro escrito por Ferdinand de Saussure, mas, na verdade, uma obra editada após sua morte por Charles Bally e Albert Sechehaye, com base em anotações feitas ao longo de cursos oferecidos pelo linguista na Universidade de Genebra entre os anos 1906-1907, 1908-1909 e 1910-1911. Bally e Sechehaye contaram com as anotações de mais um dos alunos de Saussure, que colaborou na edição do texto, Albert Riedlinger. O Curso foi inicialmente publicado pela editora Payot de Paris e trata-se de um marco ...
O aluno que optar por Linguística na USP cursará disciplinas que tratam dos principais componentes gramaticais formadores de uma língua, bem como disciplinas que lidam com a interface da linguagem com outras áreas do conhecimento. Por conta de sua organização e do envolvimento de seu corpo docente e discente, este curso da USP é avaliado como sendo de nível de excelência internacional pelas agências que regulamentam os cursos universitários.. As ementas das disciplinas do DL reiteram nossa propensão em estudar a linguagem sob um ponto de vista teórico rigoroso. Nossas ementas foram atualizadas recentemente e o Departamento se compromete a revisar essas ementas com frequência, para que reflitam o estado da arte em cada disciplina. Hoje, a grade de disciplinas da graduação é:. 3o. semestre. FLL0117 Fonética Acústica e Articulatória. FLL0130 Fonologia: Descrição e Análise. 4o. semestre. FLL0435 Morfologia FLL0443 Linguística Histórica. 5o. semestre. FLL0215 Sintaxe: ...
O que a linguística tem a ver com esse caso? A resposta é simples. Theodore foi localizado e responsabilizado por seus crimes devido ao fato de o estilo de escrita encontrado em textos efetivamente produzidos por ele ser bastante consistente quando comparado ao estilo do manifesto de autoria do Unabomber. O próprio seriado demonstra que Fitzgerald solicitou o apoio da linguística para solucionar o caso. À área da linguística que se ocupa em contribuir para a solução de problemas judiciais, auxiliando também na compreensão de discursos e interações produzidos em ambiente jurídico, chamamos de Linguística Forense. Por se tratar de uma área muito ampla, neste texto, vamos nos deter na apresentação de uma das especialidades da Linguística Forense: o estudo da língua como evidência. Evidência diz respeito a uma prova que pode ser utilizada em uma investigação criminal, por exemplo, impressões digitais, vestígios de sangue, objetos quebrados, cápsulas de revólver, dentre ...
i Universidade de Brasília UnB Instituto de Letras IL Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas LIP Programa de Pós-Graduação em Linguística PPGL A implementação da Lei nº /03: uma
Aula 6 GERATIVISMO MARTELOTTA, Mário Eduardo. Manual de Linguística. São Paulo: Contexto, 2012, p Prof. Cecília Toledo- Linguística Gerativa Gerativismo Gramática Gerativa
O Departamento de Linguística caracteriza-se pela abrangência de sua atuação, pela busca de integração entre a Graduação e a Pós-graduação e pela sólida cooperação com outros centros de pesquisa do país e de fora do país. Reiteramos nosso profundo compromisso com o apoio às pesquisas que se inserem no debate contemporâneo do desenvolvimento da ciência da linguagem e com a produção de materiais que visam à melhoria do ensino de línguas no Brasil, principalmente na escola pública.. O Programa de Pós-Graduação em Linguística vem obtendo nota máxima (7) nas avaliações da CAPES ininterruptamente há vários anos. Em uma das últimas avaliações do Programa feitas pela Capes, lê-se:. "O Programa se singulariza pelo nível de qualificação, de produção e desempenho equivalente aos dos centros internacionais de excelência, quer na formação de recursos humanos, quer na produção de conhecimento - uma singularidade que ultrapassa de há muito o triênio. ...
Apresentação e histórico da 2ª JILAC A II Jornada Internacional de Linguística Aplicada Crítica (JILAC) será realizada na Universidade de Brasília (UnB), em Brasília, nos dias 23, 24 e 25 de julho de 2019, com o tema: Perspectivas Decoloniais na Linguística Aplicada Crítica. Na conjuntura fluida da modernidade, é necessário buscar um aporte metodológico que…
Ronald. W. Langacker (27 de dezembro de 1942) é um linguista americano e professor emérito da Universidade da Califórnia. Ele é comumente conhecido com um dos fundadores da Linguística cognitiva e criador da Gramática cognitiva. Langacker recebeu seu PH.D. da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, em 1966. De 1966 até 2003, ele foi professor de linguística da Universidade da California. De 1997 até 1999 ele também presidiu a Associação Internacional de Linguística Cognitiva. Langacker desenvolveu as idéias centrais da gramática cognitiva no seu seminal de dois volumes Foundations os Cognitive Grammar, que se tornou um importante ponto de partida para o emergente campo da Linguística Cognitiva. A Gramática Cognitiva trata as linguagens humanas como constituídas tão somente de unidades semânticas, unidades fonológicas, e unidades simbólicas (pares convencionais de unidades fonológicas e semânticas). Assim como a Gramática de Construção, e ao contrário de outras ...
O espanhol é a língua materna de mais de 500 milhões de pessoas e a segunda língua da comunicação mundial.. Desde 2000, a aprendizagem do espanhol experimentou uma forte tendência ascendente até hoje, de acordo com o relatório mais recente do Instituto Cervantes (2016a), os 21 milhões de estudantes estão espalhados por 106 países. O interesse em aprender espanhol aumentou mesmo em continentes com pouca tradição como a África, a Ásia e a Oceania.. Nesse contexto, a necessidade de ter profissionais bem treinados e preparados para o ensino de línguas estrangeiras, capazes de lidar com essas novas realidades educacionais, está cada vez mais consolidada.. O Mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira oferece uma excelente formação, em que teoria e prática são integradas e inter-relacionadas com o objetivo de formar profissionais para o ensino de espanhol, capazes de planejar e exercer a docência com qualidade numa diversidade de contextos ...
Encontre Livros em Inglês e outros idiomas de Linguística e Português. O maior acervo de livros em inglês e outros idiomas de linguística e os melhores autores você encontra aqui na Saraiva.
No ano de fundação, escolhemos o nome Kytã, que em tupi significa "nó", e que serve perfeitamente para retratar nossas intenções. A Olimpíada Brasileira de Linguística pretende, com sua existência, atar novos nós e fortalecer ligações frouxas. Primeiro, ligar o mundo das olimpíadas, dos estudantes curiosos que simplesmente querem saber mais sobre as coisas, ao daquelas pessoas que se sentem mais confortáveis com as línguas do que com a matemática e as ciências naturais. Então, num segundo nível, se tornará evidente que as línguas humanas e a matemática apresentam traços em comum, e que existe uma lógica e uma ciência da linguagem da mesma forma que existe uma linguagem para a lógica e para a ciência. Seus laços então serão, dentro de cada um, reatados.. A linguística também é capaz de fortalecer nós entre as diferentes culturas, explorando ao mesmo tempo toda a diversidade de modos como as pessoas falam e escrevem e também o que elas, no fundo, têm em comum. ...
A segunda edição do Congresso Internacional Línguas, Linguística e Tecnologia - TECHLING terá lugar em novembro de 2017 em Bolonha.
A oferta formativa do Departamento de Linguística inclui cursos de 1º, 2º e 3º ciclos e uma pós-graduação em regime de e-learning, além de outras formações (cursos livres, formação ao longo da vida, e. o.).. É também da responsabilidade do Departamento de Linguística a lecionação de todas as disciplinas da área das Ciências da Linguagem que integram outros cursos de 1º Ciclo (Línguas, Literaturas e Culturas Modernas, Estudos Portugueses, Tradução, Ciências da Comunicação) e de 2º ciclo (Mestrados Interdepartamentais em Ensino, Edição de Texto, Tradução) da NOVA FCSH.. O Departamento de Linguística oferece também formação em Cursos em parceria com outras instituições, como o Doutoramento em Tradução e Terminologia (com a Universidade de Aveiro) e o Doutoramento em Didática das Línguas - Multilinguismo e Educação para a Cidadania Global, em regime de b-learning (com a Universidade Aberta).. Fazem atualmente parte do Departamento de Linguística catorze ...
A oferta formativa do Departamento de Linguística inclui cursos de 1º, 2º e 3º ciclos e uma pós-graduação em regime de e-learning, além de outras formações (cursos livres, formação ao longo da vida, e. o.).. É também da responsabilidade do Departamento de Linguística a lecionação de todas as disciplinas da área das Ciências da Linguagem que integram outros cursos de 1º Ciclo (Línguas, Literaturas e Culturas Modernas, Estudos Portugueses, Tradução, Ciências da Comunicação) e de 2º ciclo (Mestrados Interdepartamentais em Ensino, Edição de Texto, Tradução) da NOVA FCSH.. O Departamento de Linguística oferece também formação em Cursos em parceria com outras instituições, como o Doutoramento em Tradução e Terminologia (com a Universidade de Aveiro) e o Doutoramento em Didática das Línguas - Multilinguismo e Educação para a Cidadania Global, em regime de b-learning (com a Universidade Aberta).. Fazem atualmente parte do Departamento de Linguística catorze ...
desde vol. 24) (desde vol. 23) (desde vol. 25) (desde vol. 27) (desde vol. 32) (desde vol. 33). A revista Lingüística, publicação oficial da ALFAL, foi fundada em 1989 pelo Presidente da Associação, Humberto López Morales, durante seu mandato. Até o volume 20 (2008), teve periodicidade anual. A partir do volume 21 (junho 2009), sob a presidência de Alba Valencia Espinoza, tornou-se uma publicação bianual, com uma edição em junho e outra em dezembro. Em março de 2010, foi publicada, pela primeira vez, também em versão online. Em novembro do mesmo ano, foi incorporada ao Catálogo LATINDEX.. O objetivo da revista é a difusão da investigação linguística e filológica em âmbito acadêmico internacional. Seus destinatários são pesquisadores da linguagem (e áreas afins) assim como docentes e leitores interessados nessa área do conhecimento.. Os trabalhos publicados devem ser inéditos, abrangendo pesquisas no campo da Linguística e da Filologia, nos idiomas espanhol ou ...
specialist, ISSN 2318-7115, (QUALIS B2), com seus mais de 37 anos de existência, é uma das primeiras revistas de Linguística Aplicada no Brasil. Ela mudou, renovou a aparência e ampliou o foco das linhas de pesquisa. Essa mudança se faz necessária diante do mundo globalizado e das novas formas de inter(ação) que alteraram o modus operandi de fazer pesquisa e de compartilhar conhecimentos. É importante renovar porque é na busca da (re)aprendizagem no campo da pesquisa e da inclusão que é possível refletir sobre "o mundo que se vive". Assim, por ser uma revista de publicação semestral, vinculada ao Programa de Pós-Graduação de Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem da PUC-SP, em conjunto com o grupo de pesquisa ILCAE - Inclusão Linguística em Cenários de Atividades Escolares, recebe-se artigos e resenhasde colaboradores de todas as partes do país e do exterior, com trabalhos que versam sobre diferentes áreas das linguagens em Linguística Aplicada, tais como: ...
UFBA - FACED Disciplina: Análise de textos na produção de resultados qualitativos (EDCC49-Tópico Especial) JOSÉ LUIS MICHINEL ELIANE SANTOS SOUZA Orlandi, E. P. Sujeito, História, Linguagem. In: _____ Análise de Discurso: princípios e procedimentos: 8ª ed. Campinas: Pontes, 2009. p.23-55. SEMINÁRIO IX P O R PAT R Í C I A S C H I P E R Quem é Eni de Lourdes Puccinelli Orlandi?  1988 - Pós-doutorado em Linguística pela Linguística pela Universidade de Paris VII, França;  1997 - Pós-doutorado em Universidade de Paris VII, França;  Atualmente:  Professora e coordenadora do mestrado em Linguagem e Sociedade da Universidade do Vale do Sapucaí;  São Carlos-SP;  1964 - Graduação em Letras pela Faculdade de  1970 - Mestrado em Linguística pela USP-SP;  1976 - Doutorado em Linguística pela USP-SP e pela Universidade de Paris/Vincennes, França; Patrícia Schiper - [email protected] do Laboratório de Estudos Urbanos (Labeurb) da Unicamp;  Filosofia, ...
Durante a realização do XVI Congresso Nacional de Linguística e Filologia, haverá até 21 mesas-redondas das 8h às 10h, 4 conferências das 10h às 12h, 50 grupos comunicações coordenadas das 14h às 16h, 9 palestras das 16h30min às 18h, 10 minicursos, 60 pôsteres, uma tarde de autógrafos e lançamentos e duas sessões culturais com coquetel e música ao vivo ...
A ideia de sua fundação ocorreu em agosto de 1962, em Cambridge, Massachusetts, durante o IX Congresso Internacional de Linguística, organizado pelo Comitê Internacional Permanente de Linguistas (CIPL, dependente da UNESCO) por iniciativa de um grupo de linguistas e hispanistas latino-americanos e de outras proveniências.. A efetivação da ALFAL aconteceu em Viña del Mar, Chile, numa reunião realizada de 20 a 25 de janeiro de 1964, sob os auspícios do Instituto de Filologia da Universidade do Chile.. Os interesses maiores dessa reunião de fundação transparecem na designação das Comissões de Pesquisas então organizadas: "O problema da língua na América", "Estado atual dos estudos linguísticos e filológicos na América Latina", "O problema do método nas investigações dialetológicas na América Latina", "As línguas indígenas da América Latina", e "Tendências atuais nos estudos da Literatura latino-americana".. Esses tópicos acompanhariam a associação em sua história, ...
Anna Christina Bentes - Possui graduação em Letras pela Universidade Federal do Pará (1986), mestrado em Lingüística pela Universidade Federal de Santa Catarina (1992), doutorado em Lingüística pela Universidade Estadual de Campinas (2000). Fez pós-doutorado no Departamento de Antropologia da Universidade da California, Berkeley (2006). Atualmente é professora do Departamento de Linguística da Universidade Estadual de Campinas. Seu Grupo de Pesquisa no CNPq intitula-se Linguagem como prática social: analisando a produção, a recepção e a avaliação de interações, gêneros do discurso e estilos lingüísticos. Atua nas áreas de Sociolinguística, Linguística do Texto e do Discurso e Linguística Aplicada. Organizou, com Fernanda Mussalim a coleção Introdução à Lingüística, volumes 1, 2 e 3; com Ingedore Koch e Edwiges Morato, a obra Referenciação e Discurso; e com Marli Quadros Leite, Linguística Textual e Análise da Conversação: panorama das pesquisas no Brasil. É autora
O Departamento de Linguística tem um profundo compromisso com o apoio às pesquisas que se inserem no debate contemporâneo do desenvolvimento das ciências da linguagem. Esse compromisso se efetiva em todos os níveis de formação de novos investigadores (iniciação científica, mestrado, doutorado, pós-doutorado) e no fortalecimento das atividades de produção e divulgação de conhecimento pelos diferentes grupos de pesquisa coordenados pelos docentes. Esses grupos integram um grande laboratório de pesquisa chamado Laboratório Theodoro Henrique Maurer Jr, em homenagem ao professor que deu início aos estudos de linguística na então Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo.. As pesquisas desse laboratório têm significativo impacto nacional e internacional, e recobrem praticamente a totalidade dos campos de interesse da linguística contemporânea. Elas se organizam em torno de projetos de pesquisa desenvolvidos pelos professores e seus orientandos, ...
A revista elingUP é uma revista eletrónica de Linguística dinamizada por estudantes da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, sob orientação de professores, e destinada a estudantes da área das Ciências da Linguagem.. A elingUP tem como objetivo mais geral a promoção de situações que permitam o desenvolvimento nos estudantes de competências essenciais e transversais e, como objetivo mais específico, a dinamização de um espaço no qual os estudantes possam publicar os trabalhos realizados nos seus cursos. ISSN 1647-4058 ...
O Mestrado e Doutorado em Linguística Aplicada concentra-se na área de Linguagem, Tecnologia e Interação. | Conheça as três linhas de pesquisa desenvolvidas.
Este volume reúne os contributos dos participantes no 1.º Workshop sobre linguística computacional (FLUL, Maio98). Para além dos textos das conferências sobre o tratamento computacional do léxico, publicam-se os correspondentes às dez comunicações e às nove apresentações de projectos, uns e outros incidindo sobre o Português e constituindo valiosa amostragem das questões que actualmente interessam os especialistas da área. ...
Encontre Livros de Linguística e Comunicação. O maior acervo de livros de linguística e os melhores autores você encontra aqui na Saraiva.
NÚBIA RABELO BAKKER FARIA - Possui graduação em Pedagogia pela Universidade de Brasília (1983), mestrado e doutorado em Letras e Linguística pela Universidade Federal de Alagoas (19972001). Atualmente é professora Titular aposentada da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Alagoas, prestando serviço voluntário como professora permanente do Programa de Pós-graduação em Letras e Linguística da FaleUfal. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Teoria Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: escrita, teorias linguísticas e estudos saussurianos. De novembro de 2010 a dezembro de 2016, exerceu a função de Tutora do PET-Letras da Ufal. É vice-coordenadora do GT Estudos Saussurianos da Anpoll.
Na Cia dos Livros você encontra os melhores livros de Linguística. Livraria Online com mais de 200 mil livros com os melhores preços.
Na Cia dos Livros você encontra os melhores livros de Linguística. Livraria Online com mais de 200 mil livros com os melhores preços.
O livro O Efeito Saussure. Cem Anos do Curso de Linguística Geral é de autoria de Vários Autores e foi publicado pela PARÁBOLA. Compre em nossa livraria sempre com desconto.
Encontre centro de linguística em Corumbá. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.
Encontre centro de linguística em Macapá. Conheça os profissionais especializados desta área em sua região, aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes sobre este assunto.
Por ocasião da jubilação de Maria Francisca Xavier, não quisemos deixar de lhe prestar homenagem, juntando contribuições de diferentes colegas, alunos e amigos que têm estado presentes ao longo da sua vida académica. A Maria Francisca teve um papel fundamental no desenvolvimento da linguística em Portugal e, em particular, na Universidade Nova de Lisboa (UNL), ao longo das últimas décadas. Desempenhou um papel ativo, por exemplo, na formação da Associação Portuguesa de Linguística, cuja primeira direção integrou, na criação do departamento de linguística da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL, na autonomização da linguística enquanto área científica, através da criação do Centro de Linguística da Universidade Nova de Lisboa (CLUNL) e, mais tarde, através da criação da Licenciatura em Linguística. Uma das principais preocupações da Maria Francisca prendeu-se sempre com a formação de jovens investigadores. Além da integração de bolsei¬ros em ...
O blog Linguística faz parte de uma rede blogs de divulgação científica da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Assim, se você quiser conhecer mais desse projeto e ter acesso aos demais blogs que fazem parte desta rede, segue o link de acesso para o Blogring:. ...
Professor, com doutorado em Linguística, aposentado da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação - FAAC - Unesp. Produtor e apresentador do programa radiofônico POESIA E PROSA, RÁDIO UNESP FM. Site: www.chamadoiranoar. ...
Baixe grátis o arquivo linguistica I.doc enviado por flavinha no curso de Letras na UFMA. Sobre: Resumo de: Oque é Linguística? de Eni Puccinelli Orlandi.
Mais de 5 mil candidatos devem participar da primeira fase da 7ª edição da Olimpíada Brasileira de Linguística (OBL) que começa nesta quarta-feira, se...
Essas teses são amplamente aceitas como verdades científicas não apenas pela população, mas também pela mídia e pela escola. Isso ilustra o quanto a Linguística ainda é desconhecida e o quanto as questões de linguagem ainda são marcadas por mitos e senso comum. Diversos estudos e pesquisas da Linguística mostram a improcedência de todas essas teses. Apesar disso, a maior parte dos brasileiros ainda acredita cegamente que, de fato, o português é uma das línguas mais difíceis do mundo e que brasileiro não sabe falar a sua própria língua materna. Isso ocorre, em boa parte, porque a Linguística ainda não conseguiu romper as fronteiras do ambiente acadêmico. ...
GELS - Grupo de Estudos em Linguagem e Subjetividade, do Instituto de Letras e Linguística da Universidade Federal de Uberlândia. Neste espaço, é possível compartilhar experiências acadêmicas, acompanhar a programação de estudos e de eventos do grupo, acessar algumas das produções científicas que tratam dos efeitos da subjetividade na linguagem, e desenvolver estudos e produções acadêmicas nas diferentes linhas de pesquisa atravessadas pela (im)possível relação entre Linguística, Linguística da Enunciação benvenistiana, Análise de Discurso pecheutiana e Psicanálise freudo lacaniana
Conforme mencionado no início do texto, a área que estuda os substantivos é a Morfologia. Por isso, para profissionais e estudantes que desejam compreender melhor essas regras da Língua Portuguesa, é recomendada a leitura dos seguintes livros:. 1 - Estruturas morfológicas do português. (Luiz Carlos de Assis Rocha).. 2 - Para conhecer Morfologia. (Maria Cristina Figueiredo Silva e Alessandro Boechat de Medeiros).. 3 - Introdução à Morfologia. (Maria Carlota Rosa).. 4 - Iniciação aos estudos Morfológicos. Flexão e Derivação em Português. (Carlos Alexandre Gonçalves).. 5 - Estrutura da Língua Portuguesa. (Joaquim Matoso Camara Jr.).. 6 - Curso de Linguística Geral. (Ferdinand de Saussure).. 7 - Linguística aplicada ao português. Morfologia. (Ingedore G. Villaça Koch e Maria Cecília P. de Souza e Silva).. 8 - Gramática Fácil da Língua Portuguesa. (Evanildo Bechara).. 9 - Linguística Funcional. Teoria e Prática - Volume 1. (Mariangela Rios de Oliveira, Mário Eduardo ...
... é formado em Línguas Modernas, com doutorado em Linguística Geral pela Universidade de Edimburgo. Foi professor de Linguística Inglesa na Universidade Livre de Amsterdã, onde passou a ser professor catedrático. Atualmente é investigador no Instituto de Linguística Teórica e Computacional - ILTEC.
Ribamar Júnior Doutor e Mestre em Linguística pela Universidade de Brasília. É membro da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN) e da Associação de Linguística Aplicada do Brasil (ALAB). Atualmente, é professor do ensino básico, técnico e tecnológico da Universidade Federal do Piauí (UFPI).. ...
A linguagem humana utiliza um conjunto finito de elementos, como gestos, sons e palavras, para criar uma aparente infinidade de expressões, sendo muito mais complexa do que as formas de comunicação de outras espécies. Um estudo recente afirma que a complexidade da nossa linguagem não demorou milhares de anos para ser atingida, como afirmam algumas correntes de estudos na área. Os humanos passaram a falar como hoje de forma muito rápida, combinando dois sistemas de comunicação pré-existentes na natureza, encontrados nos pássaros e nos macacos.. A pesquisa foi realizada em parceria por Vitor Augusto Nóbrega, atualmente doutorando no Departamento de Linguística da Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, e Shigeru Miyagawa, professor de linguística e língua e cultura japonesa no Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos.. Completamente única, a nossa linguagem possui duas camadas: uma expressiva e outra lexical. A expressiva é composta ...
I) Amparados no pressuposto de que as línguas naturais são adquiridas e faladas "espontaneamente" apenas pelos membros da espécie humana, alguns estudos vão concluir que as propriedades essenciais da linguagem são determinadas pelo tipo específico de estrutura e organização mental dessa espécie. Assim, as propriedades da linguagem estariam diretamente relacionadas às propriedades mentais dos seres que as falam, de tal modo que estudar a linguagem humana seria, essencialmente, estudar determinadas características da mente humana, radicadas em última instância na organização biológica da espécie. Essa perspectiva sobre a linguagem, que recebe, entre outros rótulos, o nome de "naturalista" ou "mentalista", está presente na Gramática Especulativa dos escolásticos do período medieval, na tradição da Gramática de Port-Royal dos séculos XVII e, a partir da década de 50 do século passado, no modelo de gramática proposto por Noam Chomsky: a Gramática Gerativa ...
Esses dias me perguntaram por que muitos brasileiros não dominam a Língua Portuguesa adequadamente, ao que respondi que, além da falta de acesso à educação formal, o problema poderia estar no próprio estudo da gramática: estuda-se para passar de ano, não para aprender a falar correta e fluentemente, como ocorre com o estudo de outras línguas. Quem estuda Inglês, Espanhol ou Francês, faz isso para falar a língua fluentemente, não apenas para conseguir a nota suficiente no final do ano ...
O Dicionário de Lingüística e Gramática é a edição enriquecida, refundida e aumentada do Dicionário de Faros Gramaticais, editado inicialmente pela Casa de Rui Barbosa com grande repercussão nos nossos meios educacionais e filológicos, influindo no espí
O Ensino Fundamental no Brasil foi reformulado (BNCC- 2017). Na dimensão das Linguagens e seus Códigos, trata do ensino de línguas adicionais e, entre os pressupostos teórico-metodológicos, faz a abordagem das competências e habilidades a serem adquiridas pelos alunos em leitura. O interesse de um grupo de pesquisadores sobre a BNCC com as habilidades e competências para o ensino de Língua Inglesa levou-os à análise e à descrição de uma proposta de Webquest. Este artigo objetivou, em pesquisa qualitativa e descritiva, analisar como se desenvolveu a relação webquest, aluno e professor. Para tanto, estudaram-se o uso de Tecnologias de Informação e Comunicação - TIC´s na escola. O tema desenvolvido foi "Variação linguística" no inglês, observando-se língua/gem como interação e apoiando-se em teóricos dos Estudos Culturais. Dentre algumas considerações conclusivas, a atividade de listening parece ser a grande fragilidade do trabalho dos professores de língua ...
Comecei frequentar as aulas. Introdução aos Estudos das Línguas Indígenas. É sim, tinha todo o traçado esquemático comum de uma disciplina linguística. Só que era muito mais que isso. O professor Frantomé, titular da disciplina, consegue desenvolver uma didática produtiva e casa de forma perfeita história e Língua de modo que a aula com ele em nada lembra um apanhado de esquemas linguísticos. Sim, trabalhamos a Linguagem, os Troncos e todas as famílias indígenas do Amazonas, viajamos pela construção da Língua Geral Brasileira e seu uso como manipulação e generalização de um povo; abordamos juntos todo o prédio aculturação, desconstrução de humanidade e demonização da cultura indígena. É sim, eu tive prazer em estudar algo tão diferente da área de Literatura. E ele foi o primeiro professor da área de Linguística a não perguntar qual nossa área de interesse na grade de Letras. E talvez não tenha feito pois, pareceu-me, que para ele uma parte não diferencia ...
A coesividade da obra, como notarão leitor e leitora, não está apenas na eleição da relação entre linguagem e cognição como eixo temático, mas também no empreendimento analítico levado a cabo pelos autores: o conjunto de textos aqui reunidos encontra-se devotado, de uma forma ou outra, à construção do sentido em situações humanas variadas." Edwiges Maria Morato Este livro é produto de um projeto de pesquisa e de parcerias em pesquisa desenvolvidas no âmbito do Grupo de Trabalho Linguística e Cognição, da ANPOLL - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística, do Grupo de Estudos sobre Linguagem e Pensamento (GELP/UFC) e do Grupo de Pesquisa Linguagem e Cognição (CNPq/Unisc ...
Bolseira de Doutoramento em Linguística especificamente na área Psicolinguística, (PD/BD/105763/2014), na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, desenvolve a sua tese na área da aquisição da linguagem em crianças surdas com implante coclear. Concluiu a licenciatura em Ciências da Linguagem - Linguística pela Faculdade de Letras da Universidade
Os editores recebem, em caráter de fluxo contínuo, contribuições espontâneas ou de pesquisadores, de diversas partes do país, convidados a submeterem textos à apreciação. ARevista Colineares é atemática, aberta aos diversos estudos sobre a linguagem. O periódico é dividido em três seções: Nossas Letras é a seção a se dirigir os artigos das áreas de Linguística e de Linguística Aplicada; Belas Letras volta-se a estudos da área de Literatura, teoria, análise, história e crítica literária; e Tantas Letras destina-se a pesquisas com línguas estrangeiras, segundas línguas e línguas adicionais. Os autores escolherão a seção a que submeterão seu texto, mas os pareceristas poderão indicar o artigo para outra seção. ...