Por que segmentos progressistas da população brasileira, em especial os movimentos sociais organizados, jamais conseguiram implantar um jornal diário e alternativo no país? Por que repórteres, de forma cooperativada, também não conseguiram lançar um "jornal de jornalistas", nos moldes do italiano Il Manifesto ou do francês Le Monde? Mesmo a imprensa partidária brasileira tem história modesta. Nada vicejou por aqui que lembre veículos de prestígio como o L´Humanitè francês ou o LUnità, da Itália.. Há quem entenda que Última Hora, diário criado por de Samuel Wainer, durante o segundo governo Vargas (1951-1954), com financiamento do Banco do Brasil e participação de alguns empresários (Francisco Matarazzo, Euvaldo Lódi, Ricardo Jaffet, Francisco Peixoto Gomide e Walter Moreira Salles) constituiu instigante e renovadora experiência alternativa ao jornalismo mantido por grandes grupos empresariais. Muitos deles, proprietários, além de jornais impressos, de emissoras de ...
Há dois usos distintos do termo hoje. O mais recente uso, derivado do uso original, refere-se a jornais alternativos semanais ou semissemanais em formato de tabloide. Muitos destes são geralmente jornais mais comuns, publicando em formato de tabloide. O que mais diferencia esses jornais dos diários, além de sua publicação menos frequente, é o fato de eles serem geralmente grátis para o usuário, pagos pelo lucro dos anúncios, também é fato que esses jornais tendem a se concentrar mais em fatos locais de entretenimento. Em seu sentido tradicional, tabloides tendem a ter grande ênfase em histórias sensacionalistas e são relatados muitos casos nos quais o próprio jornal cria suas notícias, se sentirem que os assuntos não podem, ou não poderão ser processados por difamação. Esse estilo de jornalismo foi exportado para os Estados Unidos e vários outros países. Na República Popular da China, tabloides chineses explodiram em popularidade desde a metade dos anos 1990 e testaram ...
Por Juarez Guimarães. Introdução. Este pequeno texto é um contribuíção para a reflexão coletiva que estamos fazendo sobre a reconstrução de um jornal mensal da DS.Ele se compõe de seis partes:. 1- O jornal como organizador coletivo. 2- O jornal como elaborador coletivo. 3- O jornal e a identidade de mediação da DS ( Mensagem e PT). 4- Um jornal socialista no tempo da internet. 5- Uma proposta editorial para o jornal da DS. 6- Um plano de metas, disciplina e rotina para a elaboração mensal do jornal. 1- O jornal como organizador coletivo. Em um pequeno livro recém editado, "Diálogos da perplexidade- Reflexões críticas sobre a mídia", de Bernardo Kucinsky e Venício Lima, a teoria clássica de Lênin aparece para explicar a função política da mídia liberal. Isto é, ela agenda, hierarquiza, informa-forma e opina sobre os acontecimentos nacionais e internacionais, nas mais diferentes esferas da vida social, a partir de um ponto de vista liberal ou neoliberal.O fato é que ...
Um jornal diário completo, com Opinião e notícias de Política, Economia, Esportes, Nacional, Internacional, Saúde, Mulher, Educação, Tecnologia e Meio Ambiente
Respostas dos alunos do Colégio Santo Américo (SP). O que você achou da experiência de fazer um jornal?. Lucas F.. Eu gostei muito de fazer o jornal. Aprendi como um periódico é feito e como podemos trabalhar melhor em grupo. Você vê no que uma pessoa é boa, no que o outro é melhor…. Isabela R., 10 anos. Pela primeira vez, eu me coloquei no lugar de um jornalista e aprendi como fazer um jornal. Nós trabalhamos em grupo, ouvimos as ideias dos outros…. Ricardo F., 10 anos. Nós aprendemos como é fazer um jornal e como é ser um jornalista. Tínhamos que fazer tudo o que é feito em um jornal de verdade. Foi bom para todo mundo, pois aprendemos coisas que não sabíamos.. O que vocês acham dos jornais impressos? Giovana Z., 11 anos. Algumas pessoas chegam tarde em casa e não conseguem assistir ao jornal à noite. O jornal impresso pode ser lido em qualquer horário.. Nicolas B., 10 anos. Eu acho importante porque, se uma pessoa não conseguir assistir ao noticiário da televisão, ...
New York Post é um jornal diário estadunidense distribuídos principalmente na região de Nova York. É o 13º mais antigo e o 7º jornal mais amplamente divulgado nos Estados Unidos.[1] Fundado em 1801 pelo federalista e fundador Alexander Hamilton, se tornou um jornal respeitado no século XIX, sob o nome de New York Evening Post. A versão moderna do jornal é publicada em formato tabloide.. Em 1976, Rupert Murdoch comprou o Post por 30,5 milhões de dólares.[2] Desde 1993, o Post tem sido propriedade da News Corporation e sua sucessora, a News Corp, que o tinha possuído anteriormente, de 1976 a 1988. Seus escritórios editoriais estão localizados na 1211 Avenue of the Americas.. ...
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor nos avise através do Whatsapp (88) 8812-5476. Duvidas, criticas ou sugestões também podem ser enviadas em nosso contato Whatsapp. . ...
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor nos avise através do Whatsapp (88) 8812-5476. Duvidas, criticas ou sugestões também podem ser enviadas em nosso contato Whatsapp. . ...
Issuu is a digital publishing platform that makes it simple to publish magazines, catalogs, newspapers, books, and more online. Easily share your publications and get them in front of Issuus millions of monthly readers. Title: Brazilian Voice Newspaper - Edição 1024, Author: Brazilian Voice Newspaper, Name: Brazilian Voice Newspaper - Edição 1024, Length: 24 pages, Page: 1, Published: 2008-11-24
Agora vou para os jornais, para mim cheiro de jornal é cheiro de meu pai. É emblemático ele e seus jornais deitado na cama, sentado na sala, jornal para fundo de gaiola de passarinho, jornal para nos mostrar isso e aquilo, jornal, jornal e jornal. Por aqui tem 2 jornais que circulam a 0,50 centavos cada e um de 1,50 bem baratos, com seletas coisas boas, não é um Globo, nem Folha de São Paulo, mas dá pra comprar se filando a leitura o passageiro ao lado resolve descer. Eu leio tudo desde sempre, desde bula de remédio, placas de rua, a bíblia e dicionários ...
PRECISAMOS SIM, NOS MOBILIZARMOS NO DIA DA VOTAÇÃO, E ESTE TIPO DE MOBILIZAÇÃO É QUE FAZ A MUDANÇA!!! NÃO A DESFILIAÇÃO!! 65% DEIXARAM DE VOTAR NA ELEIÇÃO ANTERIOR.. FALE COMIGO: ...
Sou assinante do Correio Braziliense estou envergonhado com a forma utilizada pelo Correio para esconder sua principal manchete. Durval diz que repassou propina a Paulo Octávio. Com a justificativa de limpar a barra do Governo do Panetone, o Correio lamentavelmente criou uma forma tão suja quanto o tráfico de drogas, que é tentar maquiar e desviar a atenção do foco principal da política local. Senhores responsáveis pela direção do Correio um dos avanços do crack é a Propinobras Roubobras Influenciobras e a Corrupçãobras. O quadro de respeitáveis e brilhantes repórteres do Correio, tenho certeza, devem estar envergonhados, como eu, com o gesto de encobrir a manchete do jornal na edição de domingo (20/12). Se nesta mesma edição foi feito um suplemento, com qual objetivo colocar toda a capa do jornal com uma propaganda do SUS/Ministério da Saúde? A maioria dos leitores do Correio são pessoas que pensam e analisam os fatos, não somos alienados. É notório que o ...
Foram os jornais regionais, sobretudo os católicos, que eram bastantes à época, que mais espaço dedicaram à história dos três pastorinhos que diziam ter visto Nossa Senhora numa azinheira da Cova da Iria, quando rezavam o terço, e às polémicas. Os jornais nacionais também deram notícias, mas poucas... A primeira saiu em 23 de julho de 1917, em O Século. Eis um levantamento exaustivo dos artigos publicados
Faz tempo que parei de ler jornais. Leio, sim, movido pelo espírito da leitura dinâmica, apressadamente, deslizando meus olhos pelas manchetes para saber não o que está acontecendo, mas para ficar a par do menu de conversas estabelecido pelos jornais. Muita coisa importante e deliciosa acontece sem virar notícia, por não combinar com o gosto gastronômico dos leitores. Se não fizer isto ficarei excluído das rodas de conversa, por falta de informações. Parei de ler os jornais, não por não gostar de ler mas precisamente porque gosto de ler. As notícias dos jornais são incompatíveis com meus hábitos gastronômicos: leio bovinamente, vagarosamente, como quem pasta... ruminando. O prazer da leitura, para mim, está não naquilo que leio mas naquilo que faço com aquilo que leio. Ler, só ler, é parar de pensar. É pensar os pensamentos de outros. E quem fica o tempo todo pensando o pensamento de outros acaba por desaprender a arte de pensar seus próprios pensamentos: outra lição ...
Pela primeira vez, o número de leitores e a receita publicitária dos sites de notícias superou a dos jornais em papel nos Estados Unidos, segundo pesquisa conduzida pelo Pew Research Center, citada pela Folha. Segundo o levantamento "State of the News Media", o faturamento da publicidade online nos EUA superou a receita com anúncios de jornais impressos. O estudo também constatou que mais pessoas, 46% dos norte-americanos entrevistados, disseram obter notícias online pelo menos três vezes por semana, ante 40% que disseram obter notícias dos jornais em papel e dos sites a estes associados. "A migração para a Web está se acelerando", disse Tom Rosenstiel, diretor do Project for Excellence in Journalism. "A rápida adoção do computador tablet e a expansão do uso dos celulares inteligentes só reforçam essa tendência.". As mais recentes constatações demonstram que os jornais sofreram não apenas com a desaceleração econômica, que levou os anunciantes a fecharem as carteiras, mas ...
A democracia vai pulsar nas páginas de dois novos jornais na região.. Ela é o alicerce da parceria entre os empresários Fernando Salerno, diretor responsável pelo jornal O VALE, e J. Hawilla, presidente do Grupo Traffic, para lançar os jornais Bom Dia São José dos Campos e Bom Dia Taubaté. Eles chegam às bancas em novembro.. Os títulos nascem para democratizar o acesso à informação. O foco se concentra na chamada nova classe média, segmento que mais ascende economicamente no Brasil.. As publicações integrarão a Rede Bom Dia, com 10 títulos em cidades do interior de São Paulo, além de proprietária do Diário de São Paulo, na capital. São José e Taubaté vão se unir a cidades como Bauru, Catanduva, Jundiaí, Rio Preto, Sorocaba e à região do ABCD.. O Bom Dia São José e o Bom Dia Taubaté serão publicados sob o regime de licenciamento de marca. A gestão e o controle editorial e comercial dos novos títulos serão de Salerno.. Eles são jornais que nascem com alma ...
É MANCHETE: o uso de jornais na biblioteca SESC Centro de João Pessoa IT S MANCHETE: the use of printed newspaper in the SESC João Pessoa library Center Fernanda Alexandre Lopes* Luciana Ferreira da Costa**
Recebo a notícia de que o jornal A Razão encerra suas atividades em Santa Maria neste final de semana. Minha carreira na área da comunicação está intensamente ligada ao jornal a Razão. Comecei ali, em 1973 minha atividade na imprensa,então como chargista. O jornal pertencia ao condominio dos Diarios Associados, à época o maior grupo de comunicação do país,com a Rede Tupi de Televisão e a revisa O Cruzeiro. Diariamente comparecia na sede do jornal, ao lado do Cine Teatro Independência,onde hoje está uma lancheria. Preparávamos ali o material com um dia de antecedência,enviando-o pela empresa Planalto para Porto Alegre,onde o jornal era impresso nas oficinas do Diário de Noticias, outro jornal do grupo Associados. Recebiamos no dia seguinte o jornal,também pelo ônibus da Planato. Veio depois a minha participação na reportagem esportiva do jornal, a atuação na Rádio Imembuí,e a vinda para Porto Alegre, para integrar-me à redação da Zero Hora,e da Radio Gaucha, O jornal ...
Este sucesso incetivaria a Mancehete a continuar com novelas que mostrassem as belezas naturais do Brasil, e no ano seguinte, estreou "A História de Ana Raio e Zé Trovão". Com o slogan "o Brasil que o Brasil não conhece", a trama mostrava a rotina de uma caravana de rodeios, e com isso a emissora percorreu mais de 14 mil quilômetros, mostrando cenários até então inéditos na TV. Neste período a Manchete adotou o slogan "O Brasil passa na Manchete". Minisséries como "O canto das Sereias", "O Guarani", "Filhos do Sol" e "Canto das Sereias" sucediam as novelas e garantiam o segundo lugar de audiência. Na colocação geral, a Manchete era a segunda emissora mais vista do Brasil, desbancando o SBT. No jornalismo, o "Documento Especial" inovou em formato e linguagem. Angélica ganhou outro programa, aos sábados, o "Milk Shake", musical, direcionado ao público Jovem.Um enorme sucesso. Com base no Rio, a Manchete era um bom contraponto à TV Globo. Do ponto de vista do mercado de trabalho, ...
Já falido e inexpressivo, The New York Times, jornal panfletário comunista americano resolveu aceitar o financiamento do ditador Maduro, da Venezuela, e passar a publicar artigos de líderes comunistas do mundo todo, começando com o artigo de monstro apedeuta encarcerado Luís Inácio Haddad Davila, enojando os leitores americanos com tais linhas vermelhas inseridas no diário norte-americano.. Está claro que tal artigo foi publicado a soldo de Maduro, a serviço do comunismo mundial, visando a rápida formação da URSAL, espargindo o marxismo satânico por todo o continente, afim de sepultar as liberdades e a bonança que o povo vive sob o bom governo dos homens de bem das nações.. Trata-se de uma matéria mentirosa, imparcial e tendenciosa, haja visto que não foi publicada em nenhum jornal importante brasileiro, e sim num pasquim estadunidense, pois se Lula fosse bom estaria nas páginas amarelas da Veja, mas não, teve que apelar para um jornalzinho mixuruca de Nova Iorque. É ...
The British Library has today received a commitment of GBP33m from the Government to preserve and make accessible the worlds greatest newspaper collection. The money was announced by the Prime Minister today as one of a number of capital projects for the cultural and creative industries. The British Library collects a copy of every local, regional and national newspaper published in the UK, plus 250 international titles. This unparalleled newspaper collection is an unique resource of over 750 million pages and is used for research by 30,000 people - genealogists, local historians and researchers from the creative industries - every year. The collection is used as source material for countless new books, newspapers, television programmes, films, documentaries, academic papers, local history projects and family trees in the UK every year, making a vital contribution to the UK economy. However the collection is currently housed in dilapidated conditions in Colindale in North London where 15% of ...
Folha de São Paulo demite vários jornalistas. Estadão faz limpa na redação. Passaralho na Editora Abril. Notícias de demissões de jornalistas e redução de equipes de redação são cada vez mais frequentes nos dias de hoje. A crise nos jornais impressos não é apenas brasileira, mas anda apavorando os profissionais do setor com os estragos, principalmente no eixo Rio-São Paulo. Mas por que os jornais estão em crise? Por que ser jornalista não é uma boa opção? O mercado editorial conseguirá se recuperar?. Não, não vai. Mesmo que a economia cresça no país, mesmo que os jornalistas tenham sindicatos fortes em todos os estados, aquelas redações gigantes dos jornalões não existirão mais. Por que? Porque a fonte de sustentação dos veículos é a publicidade. E a cada dia de passa, o mercado publicitário se interessa menos pelos jornais.. Com o dinheiro que uma empresa gastava para colocar um anúncio de uma página na Folha de São Paulo, por exemplo, o departamento de ...
Como leitor de jornais desde muito novo, é sempre com inquietação que penso nestas questões e vou assistindo ao abaixamento das tiragens em papel, também do DN. Numa entrevista ao Público há já algum tempo, um especialista, Tom Rosenstiel afirmava que se o jornalismo, (os jornais), deixar de ser rentável e, como tal, correr o risco de desaparecimento, as democracias poderão sofrer um "cataclismo cívico". Creio que a cidadania de qualidade exige uma imprensa não só voltada para o imediatismo da espuma dos dias e acredito que apesar das mudanças em tecnologia e das incidências do mercado a que os jornalistas e os jornais deverão adaptar-se, os jornais em papel são como os dias, nunca acabam. Se forem jornais, bons jornais. Quando escrevo sobre estas matérias recordo-me sempre de jornais e jornalistas que me têm acompanhado ao longo da vida e que me fazem manter leitor diário de jornais em papel. É que, apesar de também consumir informação noutros suportes, não é a mesma ...
2007 será mais um ano de grandes desafios para o jornalismo português em papel. Confirmada que está a queda de leitores, vamos esquecer as folhas de couve que se distribuem no metro e concentremo-nos no caminho que os jornais a sério devem percorrer para pelo menos pararem a queda. Está visto - a SIC é exemplo disso e os jornais desportivos com vendas auditadas também - que nem um Mundial de futebol com Portugal em grande ajuda. O que fazer, então? Para já, o Público anuncia uma refundação e em Fevereiro apresentar-se-á com uma cara lavada mas sem alguns dos seus melhores jornalistas, entretanto dispensados em nome da contenção de custos (de que é exemplo maior Rui Baptista). O "Público" tem uma excelente redacção e leitores fiéis mas está a mais de 60 mil jornais/dia de distância do "Correio da Manhã". As capas de hoje ajudam a explicar a decálage. Enquanto o "Público" abre com uma foto sobre os civis mortos no Iraque no ano que já lá vai, o "CM" edita uma foto à ...
Os melhores jornais online Irã - Todos os jornais online são cuidadosamente selecionados Irã, todos têm livre acesso as últimas notícias de hoje Irã
Os melhores jornais online Argentina - Todos os jornais online são cuidadosamente selecionados Argentina, todos têm livre acesso as últimas notícias de hoje Argentina
On Machado de Assis prose, the representation of fashion and clothing plays, in many cases, a distinct role on the characters particularization. Therefore, the description of clothes and ornaments is a significant element on the interpretation of the narratives. From this perspective, I analyze on this study some of the authors short stories published between the years of 1875 and 1885 to understand how the presentation of clothes and accessories worn by the characters works on the construction of the stories. As well as the time cutting, the selection also takes into account the original support where the texts were published, that is, nineteenth-century Brazilian newspapers. Thus, I have chosen to work with the following newspapers: Jornal das Familias, A Estação and Gazeta de Noticias. Reading directly from the primary sources, I was also able to relate the short stories with the editorial line of each newspaper ...
É a capa do orgulho, a capa do respeito humano, a capa do dinheiro, a capa do prazer, a capa do egoísmo, a capa da auto-suficiência, a capa do sofrimento, a capa da comiseração, a capa do queixume, a capa da critica, a capa da má-lingua, a capa das "minhas certezas", a capa da "minha fé ...
Brisbane (Agência Fides) - Dentre as várias iniciativas em andamento para o Dia Internacional da Mulher, Catholic Mission, em Brisbane, organizou um evento para os próprios benfeitores durante o qual serão apresentadas histórias e testemunhos de mulheres missionárias e seu trabalho extraordinário para as comunidades e crianças. Algumas dessas histórias foram partilhadas através da rede social de Catholic Mission numa série chamada Women of Mission. Lançada na semana passada, a série caracterizada por mulheres que representam bem o tema do evento deste ano: #BeBoldForChange. Women of Mission traz as histórias de mulheres religiosas e leigas líderes na missão, engajadas na educação, saúde, serviços sociais e na formação espiritual das comunidades da Ásia, África, América e Austrália. Pe. Brian Lucas, Diretor Nacional de Catholic Mission, explicou que "em quase todos os lugares onde a Igreja está presente existem mulheres comprometidas e não se trata somente de ...
O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, recebeu ontem o prémio "Europeu do Ano" da Associação de editores de jornais e revistas da Alemanha (VDZ), numa cerimónia em Berlim. O ex-ministro presidente do Estado alemão da Baviera Edmund Stoiber fará a apresentação e o elogio a José Manuel Durão Barroso, que recebe a distinção no primeiro dos dois dias das "Jornadas da Imprensa" da associação alemã. O prémio, atribuído pela primeira vez, será entregue na Publishers Night da VDZ, em que participa também o presidente da Alemanha, Christian Wullf. A VDZ representa os interesses dos editores de jornais e revistas alemães. As 400 editoras associadas na VDZ são responsáveis pela publicação de mais de três mil jornais e revistas, que perfazem cerca de 90% do total deste mercado ...
A Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência), responsável pela liberação dos pagamentos à Laujar, disse que seguiu todas as exigências internas para a efetivação dos repasses. Sobre o critério que a levou a escolher os jornais da empresa, afirmou que seguiu a "diretriz de regionalização" da publicidade oficial. Ainda assim, informou em nota que, caso sejam encontrados "indícios de irregularidade, não hesitará em adotar medidas administrativas e/ou judiciais, de forma a garantir a preservação dos recursos públicos". A Presidência admitiu não ter feito verificações "in loco" para checar a existência dos jornais, mas citou o Anuário de Mídia produzido pela editora Meio&Mensagem, voltado para o mercado publicitário, para respaldar a versão de que os jornais existem. No entanto, a editora informou à Folha que não faz checagem para a inclusão de veículos em seu anuário. Basta que a empresa envie dados gerais, como a tiragem, por e-mail ou por telefone. A ...
Issuu is a digital publishing platform that makes it simple to publish magazines, catalogs, newspapers, books, and more online. Easily share your publications and get them in front of Issuus millions of monthly readers. Title: Jornais e Revistas de 18 de junho de 2014, Author: Ordem dos Economistas de SC, Name: Jornais e Revistas de 18 de junho de 2014, Length: 13 pages, Page: 1, Published: 2014-06-18
Shalom Catholic Community - Saiba como é trabalhar na Shalom Catholic Community. Funcionários contam os prós e contras de se trabalhar na empresa.
Este trabalho traz como tema a Utilização do Jornal na Escola como Apoio Pedagógico e apresenta esta ferramenta como enfoque didático no ambiente escolar para promover a formação do aluno em diferentes situações de aprendizagem e metas educativas. Investigando o uso do jornal em sala de aula e colaborando na inclusão desta mídia para que se torne apoio pedagógico para muitos educadores e explanando com estudos e pensamentos de autores que trazem sua história, benefícios e colaboração dentro do âmbito da Educação, com enfoque na comunidade escolar e sala de aula. E mostrar através de toda pesquisa bibliográfica e fundamentação teórica apresentada por autores, como, Ghilardi (2006), Kenski (2007), Freire (1987 e 1997), Belloni (1998), Pastorello (2005) e entre tantos estudiosos, que vêm tentando compreender o uso dos jornais impressos em sala de aula uma forma de contribuir positivamente no auxílio da pratica educativa. A leitura de jornais impressos em sala de aula ...
Todos os Jornais do São José Dos Campos - Brasil, jornais em São José Dos Campos, jornal de São José dos Campos, jornais de São José dos Campos em jornais.prensamundo.com
Todos os Jornais do Santo Andre - Brasil, jornais em Santo Andre, jornal de Santo Andre, jornais de Santo Andre em jornais.prensamundo.com
As opções de TV a cabo no Canadá são inúmeras, mas na nossa opinião é um dinheiro que será mal investido se você e sua família realmente não forem do tipo muito televisivo, nós não somos e nem queremos que nossos filhos sejam, assim terminamos por optar por adquirir antena para sinal aberto, temos aqui na região da capital nacional 14 canais abertos com transmissão em inglês, francês e canais multi-idiomas ,até programa em português já assistimos,, com sinal digital, ou seja ótima qualidade de som e imagem, que nos permite assistir quase tudo, sem falar que assisto ao jornal local e fico sabendo de várias coisas interessantes da cidade, que outros amigos que assistem jornais nacionais pelo cabo não ficam sabendo ...
Resposta: Nasci em Lisboa, Portugal, a 22 de Julho de 1965. Sou o quinto de 12 irmãos. Meu Pai era economista e dirigia a área comercial de um dos maiores jornais portugueses, até aos anos 1970. Meu Pai me buscava todos os dias na escola, pela hora do almoço, e por vezes me convidava para ir almoçar com ele e depois ia até ao jornal, que ocupava então um edifício inteiro, enorme. Passar lá a tarde me fazia entusiasmar com tudo aquilo. E aos 10 anos já dizia que ia ser jornalista. Felizmente, como já gostava muito de ler e isso me deixava também com vontade de criar leitura, escrevendo, aos 15 anos comecei a publicar matérias em jornais nacionais e nunca mais parei. Aos 17 já estava a trabalhar a tempo inteiro num jornal e aos 20 fui despedido, porque ia cumprir o serviço militar obrigatório. Foi uma lição dura, mas fundamental na minha vida, pois fez-me ver que se eu não contasse comigo e me esforçasse, ninguém o faria por mim. Graças a isso, nunca cruzei os braços e tirei ...
Resposta: Nasci em Lisboa, Portugal, a 22 de Julho de 1965. Sou o quinto de 12 irmãos. Meu Pai era economista e dirigia a área comercial de um dos maiores jornais portugueses, até aos anos 1970. Meu Pai me buscava todos os dias na escola, pela hora do almoço, e por vezes me convidava para ir almoçar com ele e depois ia até ao jornal, que ocupava então um edifício inteiro, enorme. Passar lá a tarde me fazia entusiasmar com tudo aquilo. E aos 10 anos já dizia que ia ser jornalista. Felizmente, como já gostava muito de ler e isso me deixava também com vontade de criar leitura, escrevendo, aos 15 anos comecei a publicar matérias em jornais nacionais e nunca mais parei. Aos 17 já estava a trabalhar a tempo inteiro num jornal e aos 20 fui despedido, porque ia cumprir o serviço militar obrigatório. Foi uma lição dura, mas fundamental na minha vida, pois fez-me ver que se eu não contasse comigo e me esforçasse, ninguém o faria por mim. Graças a isso, nunca cruzei os braços e tirei ...
Os portugueses não estão despertos para o problema das hepatites nem tão pouco suficientemente informados", alerta Arsénio Santos, coordenador do Núcleo de Estudos das Doenças do Fígado da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, em declarações em dadas em comunicado de imprensa. Considera o coordenador do núcleo que a divulgação precisa de ser mais direta e clara, principalmente quando se lida com as camadas mais jovens: "a solução pode passar por um ensino destes temas mais profundo, preciso e rigoroso, a nível das escolas". Rui Tato Marinho concorda com esta ideia, já que a ideia dos "grupos de risco" está ultrapassada, e o que é necessário é minimizar comportamentos de risco que possam provocar o contágio.. Ao Raio-X, Emília Rodrigues, presidente da Associação SOS Hepatites, deixa o apelo ao rastreio da Hepatite C, especialmente "aos combatentes da guerra do Ultramar e da índia, às pessoas que fizeram transplantes ou transfusões de sangue antes de 1992, às ...
JORNAIS EM FOCO - Junção de todos os jornais em foco. Fundado em 6 de agosto de 1993, o Jornal Biguaçu em Foco circulou durante 10 anos mensalmente nos municípios da comarca de Biguaçu (Antônio Carlos, Biguaçu e Governador Celso Ramos). Já em 2003 o JBFoco, como era conhecido, passou a ser impresso diariamente e tornou-se o primeiro diário regional da Grande Florianópolis. Em 2008 foi lançado o diário São José em Foco e em 2014 a rede em FOCO lançou o semanário Palhoça em Foco. Tudo jornal com notícias dos municípios que circulava atingindo uma tiragem de 10 mil exemplares. Hoje (2019) o grupo em FOCO circula com os jornais em Foco, que abrange todas as cidades da grande Florianópolis num único jornal diário. Conheça um pouco de nossa história lendo o especial abaixo em referência aos 26 anos de circulação completados em agosto de 2019:. Saiba mais ...
JORNAIS EM FOCO - Junção de todos os jornais em foco. Fundado em 6 de agosto de 1993, o Jornal Biguaçu em Foco circulou durante 10 anos mensalmente nos municípios da comarca de Biguaçu (Antônio Carlos, Biguaçu e Governador Celso Ramos). Já em 2003 o JBFoco, como era conhecido, passou a ser impresso diariamente e tornou-se o primeiro diário regional da Grande Florianópolis. Em 2008 foi lançado o diário São José em Foco e em 2014 a rede em FOCO lançou o semanário Palhoça em Foco. Tudo jornal com notícias dos municípios que circulava atingindo uma tiragem de 10 mil exemplares. Hoje (2019) o grupo em FOCO circula com os jornais em Foco, que abrange todas as cidades da grande Florianópolis num único jornal diário. Conheça um pouco de nossa história lendo o especial abaixo em referência aos 26 anos de circulação completados em agosto de 2019:. Saiba mais ...
O que Bill Gates, Dick Brass e Philip Meyer tem em comum? Decretaram datas para a morte dos jornais impressos.Os jornais sobreviveram ao rádio, televisão e internet, mas estão definhando com a revolução digital que oferece tudo junto: escrita, som e imagem.Em seu livro: A arte de fazer um jornal diário, editora contexto, Ricardo Noblat mostra as principais queixas dos leitores: preço, formato, assuntos desinteressantes, excesso de páginas que pode ser comprovado por uma descoberta feita pela direção do The New York Times, que seus leitores mais fiéis só liam 10% do jornal.Noblat comenta que Bill Gates, proprietário da Microsoft, previu em 1998, que em dois anos não haveriam mais jornais e revistas. Em 2002, o executivo Dick Brass, executivo empregado de Bill Gates, previu que a última edição do The New York Times circularia em 2018. Noblat também acredita na morte dos jornais, porém não arrisca definir data.Outro livro da editora contexto que trata desse tema é Os Jornais ...
A Sanofi Genzyme vai celebrar o primeiro aniversário do Dia Mundial da Dermatite Atópica, assinalado a 14 de setembro, com um Fórum dedicado ao impacto desta patologia na qualidade de vida dos doentes e abordagens terapêuticas. Agendado para 13 e 14 de setembro no Aqualuz Tróia Hotel e moderado pelo jornalista Pedro Pinto, o evento contará com a presença de especialistas nacionais e internacionais.. A dermatite atópica é uma das doenças inflamatórias crónicas de pele mais comuns e afeta uma faixa importante da população. De acordo com o estudo Nostradamus, conduzido pela IQVIA, com o apoio da Sanofi, um quarto (24%) dos adultos com DA moderada a grave não tem a doença controlada, apesar de estar a fazer tratamento. O mesmo ensaio estima que existam cerca de 34 mil doentes com DA moderada a grave acompanhados por um especialista médico em Portugal e que, destes, cerca 12.5 mil pessoas apresentam DA grave, representando 16% dos adultos com dermatite atópica.. A dermatite atópica ...
A professora da Escola Municipal Professor Plácido Cardon (Ponta Grossa), Vera Lúcia da Silva, criou com os alunos do 5º ano A o jornal mural Nosso Bairro, estimulando que os jovens destacassem a manchete de seu bairro e as chamadas das notícias mais importantes que deveriam constar em uma capa de jornal. "Conversamos sobre os fatos acontecidos em nosso bairro e que poderiam virar notícia de capa. Isso gerou uma lista de acontecimentos que foram votados até encontrarmos o mais importante para destacar como manchete. Em duplas, eles produziram os textos para as chamadas", explica Vera ...
Para apoiar Monique (Leticia Spiller) no direito de amamentar a filha em público, a jovem mostra os seios na praia e uma foto de seu topless vai parar na primeira página do jornal
Segundo o site de celebridades TMZ, assessoria de Culkin nega.. O tabloide inglês "The Sun" publicou nesta segunda-feira (31) uma reportagem em que alega que o ator Macaulay Culkin é o pai do filho mais novo de Michael Jackson, Prince Michael II, mais conhecido como Blanket.. A informação teria sido revelada ao tabloide por uma fonte não identificada. "É sabido que Jackson e Macaulay compartilhavam um elo único. Agora, rumores estão se espalhando como fogo de que Macaulay, a quem Jackson apelidou de Mack, é na verdade o pai biológico de Blanket.". [ad#Retangulo - Anuncios - Esquerda]Segundo o "The Sun", o ator e padrinho dos dois filhos mais velhos do Rei do Pop teria cedido o esperma para a concepção do caçula, hoje com 7 anos. A identidade da mãe de Blanket nunca foi divulgada.. Culkin, 29, se tornou amigo de Jackson em 1991, quando estrelou o videoclipe da música "Black or white". Dali em diante, passou a frequentar o rancho Neverland - onde Michael morava - e testemunhou em ...
Luísa Meireles, no Expresso: «"A mordaça", titula hoje o Correio da Manhã: "Sócrates tenta silenciar CM". É a notícia de ontem à noite, já o jornal estava no fecho. É uma ordem judicial, resultante de uma providência cautelar interposta pela defesa do ex-primeiro-ministro, em virtude da qual todos os órgãos de comunicação do grupo Cofina (onde se inclui não só o Correio da Manhã, como a Sábado ou o Jornal de Negócios) estão proibidos de dar notícias sobre o processo de Sócrates, conhecido como a Operação Marquês. O Correio da Manhã tem feito sucessivas manchetes com o caso desde que o processo deixou de estar em segredo de justiça, promete resistir e, a nós leitores, cabe refletir. Deve ou não um jornal constituir-se em assistente para depois divulgar, sem contradita, as peças do processo que lhe aprouver? Aqui no Expresso, pensa-se que não, mas o debate não é pacífico no meio.» ...
De acordo com quem entende A cabeça de Murdoch, a transformação do Journal é motivada por dois componentes - um racional, outro nem tanto. O racional é aquilo que Murdoch e seus executivos consideram o esgotamento do modelo de "segunda leitura". Na era pós-internet, afinal, as pessoas não vêm se mostrando muito dispostas a comprar nem mesmo um jornal todos os dias - o que dirá dois. A saída, seguindo esse raciocínio, é transformar a segunda leitura em primeira. E, para isso, é necessário passar a cobrir todos os assuntos típicos de um jornal diário. A dúvida, porém, é se faz sentido econômico, em meio à maior crise da história do jornalismo impresso americano, investir tanto na criação de um concorrente para o New York Times. É aí que entra o que observadores consideram o lado irracional da transformação do Wall Street Journal: ela é impulsionada por uma antiga e crescente obsessão de Murdoch - aniquilar o jornal da família Sulzberger. "O Times é o melhor jornal ...
De acordo com quem entende A cabeça de Murdoch, a transformação do Journal é motivada por dois componentes - um racional, outro nem tanto. O racional é aquilo que Murdoch e seus executivos consideram o esgotamento do modelo de "segunda leitura". Na era pós-internet, afinal, as pessoas não vêm se mostrando muito dispostas a comprar nem mesmo um jornal todos os dias - o que dirá dois. A saída, seguindo esse raciocínio, é transformar a segunda leitura em primeira. E, para isso, é necessário passar a cobrir todos os assuntos típicos de um jornal diário. A dúvida, porém, é se faz sentido econômico, em meio à maior crise da história do jornalismo impresso americano, investir tanto na criação de um concorrente para o New York Times. É aí que entra o que observadores consideram o lado irracional da transformação do Wall Street Journal: ela é impulsionada por uma antiga e crescente obsessão de Murdoch - aniquilar o jornal da família Sulzberger. "O Times é o melhor jornal ...