A depressão clínica não tratada aumenta a possibilidade de comportamentos de risco como o consumo de álcool e/ou drogas, pode impedir o desenvolvimento de relações saudáveis, prejudica o desempenho profissional e provoca uma recuperação mais lenta noutros problemas de saúde.. A depressão clínica, também conhecida como depressão major, é uma doença que envolve o corpo, o humor e os pensamentos. A depressão clínica afeta o modo e a qualidade do sono.. A depressão clínica afeta a forma como a pessoa se vê e sente consigo mesma e com está à sua volta.. As pessoas que têm depressão clínica não conseguem simplesmente "por se boas" com a força de vontade. Sem tratamento adequado, que inclui psicoterapia e por vezes medicação, a pessoa com depressão clínica pode ficar doente durante semanas, meses e até anos. Felizmente o tratamento adequado ajuda a maioria das pessoas.. ...
A depressão clínica não tratada aumenta a possibilidade de comportamentos de risco como o consumo de álcool e/ou drogas, pode impedir o desenvolvimento de relações saudáveis, prejudica o desempenho profissional e provoca uma recuperação mais lenta noutros problemas de saúde.. A depressão clínica, também conhecida como depressão major, é uma doença que envolve o corpo, o humor e os pensamentos. A depressão clínica afeta o modo e a qualidade do sono.. A depressão clínica afeta a forma como a pessoa se vê e sente consigo mesma e com está à sua volta.. As pessoas que têm depressão clínica não conseguem simplesmente "por se boas" com a força de vontade. Sem tratamento adequado, que inclui psicoterapia e por vezes medicação, a pessoa com depressão clínica pode ficar doente durante semanas, meses e até anos. Felizmente o tratamento adequado ajuda a maioria das pessoas.. ...
A Depressão pode se manifestar como Depressão Típica ou Depressão Atípica. A Depressão Atípica é uma maneira disfarçada da Depressão se apresentar. Isso acontece, normalmente, naquelas pessoas que não se permitem sentimentos sem motivo e, apesar de já terem ido à muitos consultórios médicos com as mais variadas queixas e de terem feito inúmeros exames, continuam achando que a medicina ainda não conseguiu descobrir a causa de seus problemas.A Depressão Típica, por sua vez, se manifesta com todos os sintomas emocionais típicos, tais como apatia, desinteresse, tristeza, desânimo, etc. A Depressão pode ser entendida como um estado afetivo rebaixado. Portanto, o que mais se constata na Depressão Típica é um cansaço ou inibição das atividades físicas e psíquicas tal como se houvesse uma perda de energia geral. Para as pessoas deprimidas todas as atividades parecem mais cansativas, difíceis e tediosas. Há um comprometimento do ânimo geral para tudo, inclusive para as ...
Tenho depressão. O que devo fazer? A depressão é o mau do século, o número de pessoas com nascente problema vem, aumentando a cada ano. Os seus sintomas são geralmente uma tristeza sem uma explicação aparente, baixa autoestima, pessimismos e pensamos negativos, entre outros. A grande pergunta é porquê tratar a depressão? Isto não é uma resposta fácil, pois a doença se manifesta de diferentes maneiras, cada pessoa pode ter um sintoma dissemelhante, por isto o auxílio médico é principal para que ela possa ser tratada.Tenho depressão. O que devo fazer?Quais são as causas da depressão? As causas da depressão são um conjunto de doenças, que se estudadas a fundo, serão detectadas alterações químicas no cérebro do tipo deprimido. O que indica que a depressão não é só um estado emocional, existe todo um processo que ocorre dentro das células nervosas ocasionando os sintomas da depressão.Quais são principais sintomas da depressão?Os principais sintomas que podem ser ...
Uma depressão é um ponto ou região mais baixa que os pontos à sua volta. A depressão (também chamada de transtorno depressivo maior) é um problema médico caracterizado por diversos sinais e sintomas, dentre os quais dois são essenciais Depressão. Portal Banco de Saúde. Ciclone (ou depressão ou centro de baixas pressões) é uma região em que o ar relativamente quente se eleva e favorece a formação de nuvens e precipitação. Por isso, tempo nublado, chuva e vento forte estão normalmente associados a centros de baixas pressões. A depressão é uma forma de relevo aplainado, onde podem ser encontradas baixas colinas. Como exemplo, podemos citar as Depressões Norte e Sul Amazônica. Um exemplo geral de depressão é crateras. Fase do ciclo econômico, característica das economias capitalistas, marcadas pela diminuição da produção, uma tendência à baixa dos preços e ao aumento do desemprego. (Recessão grave).Uma doença onde existe humor depressivo durante a maior parte do ...
Estudo inglês publicado no periódico American Journal of Public Health avaliou as relações da privaçã oambiental e densidade populacional com a depressão e ansiedade emidosos acima de 75 anos. Os pesquisadores utilizaram os códigos postais para ligar os dados do censo com informações individuais em relação à depressão e ansiedade de 13.349 indivíduos que participaram de exames de triagem para um ensaio clínico. Viver nas áreas com mais carência socioeconômica se associou com a depressão (or 1.4), mas essa relação desapareceu após ajuste para características de privação individuais. Não houve associação com ansiedade. Viver nas áreas mais populosas se associou com depressão (or 1.6) e ansiedade (or1.5) em relação às áreas menos populosas. Os autores concluíramque a depressão em idosos pode ser explicada pela saúde individual, fatores demográficos e socioeconômicos, e que o aumento da densidade populacional se associa a risco aumentado de depressão e ...
A depressão é um problema comum em pessoas idosas. Provoca considerável sofrimento e incapacidade e, mesmo após tratamento bem-sucedido, frequentemente retorna. As causas para depressão em pessoas idosas são mais diversas do que em pessoas mais jovens, o que quer dizer que tratamentos que são eficazes em jovens e adultos podem não ser eficazes em pessoas idosas. Deste modo, é importante estudar os efeitos de tratamentos em pessoas idosas.. Esta revisão sistemática avaliou a eficácia e aceitação de drogas antidepressivas, terapias psicológicas (tratamentos de conversação) e combinação desses dois tipos de tratamentos, para prevenir a recorrência de depressão em pessoas com 60 ou mais anos, que tinham recuperado de depressão depois de tomarem medicação antidepressiva.. Continuar a tomar as drogas antidepressivas durante um ano parece reduzir o risco de recidiva de depressão entre 61 e 42%, mas não foi possível determinar quais os benefícios nos outros intervalos de ...
Resumo Os transtornos psiquiátricos possuem grande morbidade entre estudantes universitários da área da saúde. A depressão e ansiedade são os mais frequentes. O artigo se propõe a analisar os diferentes graus da depressão nos cursos da área de saúde e correlacionar esse transtorno ao gênero e à idade. O trabalho foi qualiquantitativo, desenvolvido com os acadêmicos de medicina, enfermagem e odontologia submetidos ao Inventário de Depressão de Beck (BDI). Fizeram parte da amostra 383 acadêmicos; a quantidade de alunos matriculados em medicina foi de 44 (11,62%), odontologia, 94 (24,50%) e enfermagem, 245 (63,87%). Desses, 273 (71,3%) eram mulheres e 110 (28,70%) homens com um intervalo na faixa etária de 26 a 33 anos. Identificou-se que não houve associação entre a variável depressão e gênero; a depressão grave foi constatada em 5,40% dos estudantes de odontologia, 8,60% dos de enfermagem e a depressão moderada a grave em 3,60% dos de medicina. Nota-se pelo BDI que os sintomas
As pessoas propensas à depressão costumam pensar em coisas que as tornam deprimidas ou até mesmo no medo de se tornarem deprimidas novamente. É a principal causa de incapacidade em todo o mundo, mas os gastos com pesquisa sobre a doença são substancialmente menores do que os de outras doenças. Você pode considerar como é a depressão ou se você a tem. As pessoas que sofrem de depressão não se sentem tristes ou têm o blues, e não podem simplesmente sair dessa. De qualquer forma, quanto mais efeitos colaterais você tem, mais fortes eles são, e quanto mais prolongados eles continuam, mais provável é que você esteja lidando com depressão. A depressão custa à economia dos EUA mais de US $ 200 bilhões por ano em custos médicos e perda de produtividade. A melhor coisa sobre o tratamento da depressão com cajus é que você certamente evitará os efeitos colaterais que geralmente são causados ​​por antidepressivos.. ...
Introdução. Desde a segunda metade do século XX, tem se observado um aumento da prevalência de depressão, e a idade de surgimento da doença tem se mostrado cada vez mais precoce1,2. Atualmente, a depressão é uma das principais causas de suicídio em jovens adultos e adolescentes, juntamente com o baixo rendimento escolar e o abuso e dependência de drogas3.. No Brasil, o suicídio é a terceira principal causa de morte entre os adolescentes, perdendo apenas para os acidentes de trânsito e os homicídios4. Um estudo epidemiológico de base comunitária realizado no Brasil identificou uma prevalência de 10,9% de depressão maior em adultos5. Entretanto, de nosso conhecimento, não há nenhum estudo estimando o índice de transtornos depressivos durante a adolescência tardia (idade entre 15 e 17 anos) no país1. Na verdade, observa-se escassez de estudos sobre depressão nessa faixa etária. Um estudo anterior constatou que aproximadamente uma em cada oito (12,7%) crianças ou ...
A depressão é uma doença que se caracteriza por um período mínimo de duas semanas em que a pessoa se sente triste, melancólica ou "para baixo", com sensações de aperto no peito (angústia), inquietação (ansiedade), desânimo e falta de energia. O paciente permanece apático, perde a motivação, acha tudo sem graça ou sem sentido, torna-se pessimista e preocupado. Tal estado afeta o organismo como um todo e compromete o sono, o apetite e a disposição física. A manifestação do quadro clínico varia de pessoa para pessoa. A depressão pode ser intermitente ou contínua, durar algumas horas ou um dia inteiro, semanas, meses ou anos. Além disso, a intensidade do sofrimento costuma mudar ao longo do tempo. Também existem diversos tipos de depressão que se diferenciam por suas características. Um desses tipos é o Transtorno de Depressão Recorrente.. O Transtorno de Depressão recorrente se caracteriza pela ocorrência repetida de episódios depressivos, correspondentes ao quadro ...
Por que essa revisão é importante? A depressão afeta 350 milhões de pessoas no mundo, impactando na qualidade de vida, trabalho, relacionamentos e saúde física. Os remédios e os tratamentos psicológicos nem sempre são adequadas ou estão disponíveis. A terapia de movimentos de dança (DMT) utiliza movimentos corporais para explorar e expressar emoções em grupo ou individualmente. Esta é a primeira revisão sobre a efetividade da DMT para o tratamento de pessoas com depressão. Esta revisão irá se somar às evidências disponíveis sobre os tratamentos existentes para depressão.. Quem pode se interessar nesta revisão? Pessoas que sofrem de depressão.. Médicos generalistas.. Profissionais da saúde mental.. Profissionais da área de psicologia e psicoterapia.. Quais perguntas esta revisão procurou responder? A DMT é mais efetiva do que nenhum tratamento ou o tratamento habitual?. A DMT é mais efetiva do que os tratamentos psicológicos?. A DMT é mais efetiva do que os ...
A depressão é uma patologia que vai além da tristeza. Ela simplesmente aniquila a vontade e o interesse por quase tudo que cerca a vida. Hoje irei procurar abordar um tema que está na "moda" e se tornou banal. É comum observar as pessoas conversarem e comentarem sobre seus problemas, preocupações, sonhos, planos, alegrias, satisfações, insatisfações etc. Em tempos de mudança pela qual nós brasileiros estamos passando, as incertezas e dúvidas pairam no ar e há uma contaminação geral atingindo a todos de uma ou outra forma.. Aqueles que por outras diversas circunstâncias estão sobrecarregados com seus próprios problemas se tornam mais vulneráveis a uma onda de pessimismo e falta de vitalidade que pode ser confundido e até denominado como depressão.. "Depressão não é apenas tristeza. A tristeza é apenas um dos sentimentos que a depressão possui". A depressão é uma patologia que vai além da tristeza. Ela simplesmente aniquila a vontade e o interesse por quase tudo que ...
A depressão é uma doença que evolui por episódios recorrentes e remitentes ou que é persistente: após o 1º episódio, mais de 80% das pessoas irão sofrer outros. É por isso uma doença crónica para a maioria das pessoas afetadas.. Nos cuidados de saúde primários, cerca de 90% das pessoas afetadas por um qualquer tipo de depressão apresentam quadros subdiagnóstico, ligeiros ou moderados. Pelo menos um em cada cinco utentes consecutivos sofre de um qualquer tipo de depressão.. A maioria das pessoas não está a receber um tratamento adequado e há um numero elevado de pessoas que recebe tratamento sem qualquer necessidade.. Há por isso enormes necessidades de avaliação e intervenção clínica adequada.. Como tal, os cuidados de saúde primários podem aplicar à gestão da depressão um modelo de gestão integrada de doença crónica em colaboração com os serviços de psiquiatria locais ...
O fardo da depressão é considerável: ela afeta aproximadamente uma em cada quatro mulheres e um em cada oito homens ao longo da vida. Uma pessoa pode sofrer de depressão em resposta a uma perda, trauma ou luto recentes, ou pode ter uma vulnerabilidade prolongada resultante de experiências antigas ou de fatores de risco biológicos.. Esta secção fornece mais informações sobre a relação entre a fé e a depressão, os sinais e os sintomas da depressão, bem como sobre o que os membros do grupo religioso podem fazer para ajudar alguém que sofre de depressão e tem comportamentos suicidas.. ...
Dando continuidade ao ciclo, iniciado em março deste ano, apresentamos ao público a Palestra: "Depressão, prevenção e tratamento" , que trata desta que já está sendo chamada pelos profissionais da área da saúde como o "mal do século". Apesar do assunto ser bastante comentado na mídia, há ainda muita ignorância sobre a depressão, tanto que por vezes, tristezas cotidianas são imediatamente identificadas como depressão, enquanto que, em contrapartida, muitos tem depressão sem saber e, enquanto não são diagnosticados e tratados, colocam em risco seus relacionamentos, seu emprego e a própria vida. Esta palestra, feita a partir da experiência clínica do palestrante, procura dar subsídios ao ouvinte para identificar, tratar e procurar ter uma série de comportamentos e atitudes pessoais que podem funcionar como prevenção ou mesmo redução de sintomas da depressão. ...
Não existem causas bem definidas da depressão. Acredita-se que as crises acontecem devido a soma de múltiplos fatores, que podem variar de pessoa para pessoa, de acordo com uma tendência maior ou menor para a doença, provavelmente definida por características herdadas geneticamente. Ou seja, pessoas com forte tendência hereditária para depressão podem ter uma crise após uma situação estressante (ficar desempregado, por exemplo. Várias pessoas podem ficar desempregadas, mas apenas as que têm maior tendência para depressão acabam deprimidas). O risco de que ambos os pais com depressão possam ter um filho com a mesma doença é de 75%. Situações estressantes, em geral, estão associadas com o desencadeamento das crises depressivas, principalmente nas primeiras crises, mas existe uma tendência para que as crises sejam desencadeadas por situações cada vez menos estressantes, até ficarem automáticas, ou seja, surgirem sem nenhuma razão. Outros fatores que podem desencadear ...
TEODORO, Maycoln L. M; CARDOSO, Bruna Moraes and FREITAS, Ana Carolina Huff. Afetividade e conflito familiar e sua relação com a depressão em crianças e adolescentes. Psicol. Reflex. Crit. [online]. 2010, vol.23, n.2, pp.324-333. ISSN 0102-7972. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-79722010000200015.. A presença de uma relação saudável da criança com seus pais é um fator importante na prevenção de psicopatologias como a depressão. O objetivo desta pesquisa foi investigar as propriedades psicométricas do Familiograma, associando os seus resultados de afetividade e conflito familiar com a intensidade da sintomatologia depressiva em crianças e adolescentes. Participaram do estudo 234 estudantes (133 do sexo feminino, 56,8%) com idades entre oito a 14 anos (Média=11,19, DP=1,76). Os participantes responderam o Familiograma e o Inventário de Depressão Infantil. O Familiograma apresentou propriedades psicométricas satisfatórias. A depressão correlacionou-se negativamente com a ...
Não são somente mães com depressão que podem influenciar negativamente o desenvolvimento dos filhos, como já observaram diversas pesquisas. Uma criança cujo pai tenha sintomas depressivos também pode apresentar maiores riscos de desenvolver algum problema comportamental ou emocional, de acordo com um estudo realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Nova York, nos Estados Unidos. Os resultados, publicados nesta quinta-feira no periódico Maternal and Child Health Journal, também mostram que as chances são ainda maiores em filhos que têm pai e mãe depressivos. ...
As causas possíveis incluem uma combinação de fontes biológicas, psicológicas e sociais de angústia. Cada vez mais, as pesquisas sugerem que esses fatores podem causar problemas na função cerebral, incluindo a atividade anormal de certos circuitos neuronais no cérebro.. A sensação persistente de tristeza ou perda de interesse que caracteriza a depressão pode levar a uma variedade de sintomas físicos e comportamentais. Estes podem incluir alterações no sono, apetite, nível de energia, concentração, comportamento diário ou autoestima. A depressão também pode ser associada a pensamentos suicidas.. A base do tratamento geralmente inclui medicamentos, psicoterapia ou uma combinação dos dois. Cada vez mais, as pesquisas sugerem que esses tratamentos podem normalizar a função cerebral associada à depressão. ...
A depressão é um dos factores mais preocupantes no que se refere aos aspectos psicológicos do envelhecimento. Não obstante a depressão não é um sinónimo de envelhecimento. Segundo Costa (2005 pag.157) essa patologia "é a responsável 60% dos suicídios em Portugal". A mesma autora salienta que "as consequências e implicações da depressão no idoso" são derivadas de diversos factores de ordem "económica, social, sanitário e ético" que fazem parte das angústias vividas pelos idosos e suas preocupações financeiras e o medo de encarar o futuro não muito promissor. Em conformidade, Stella, Gobbi, Danilla at al (2009 pag.92) "a depressão consiste em enfermidade mental frequente no idoso, associada a elevado grau de sofrimento psíquico ...
A Depressão pode se manifestar como Depressão Típica ou Depressão Atípica. A Depressão Atípica é uma maneira disfarçada da Depressão se apresentar. Isso acontece, normalmente, naquelas pessoas que não se permitem sentimentos sem motivo e, apesar de já terem ido à muitos consultórios médicos com as mais variadas queixas e de terem feito inúmeros exames, continuam achando que a medicina ainda não conseguiu descobrir a causa de seus problemas.A Depressão Típica, por sua vez, se manifesta com todos os sintomas emocionais típicos, tais como apatia, desinteresse, tristeza, desânimo, etc. A Depressão pode ser entendida como um estado afetivo rebaixado. Portanto, o que mais se constata na Depressão Típica é um cansaço ou inibição das atividades físicas e psíquicas tal como se houvesse uma perda de energia geral. Para as pessoas deprimidas todas as atividades parecem mais cansativas, difíceis e tediosas. Há um comprometimento do ânimo geral para tudo, inclusive para as ...
3- Depressão Atípica:. é o tipo de Depressão mais comum que existe, sendo difícil de ser diagnosticada, pois é confundida com outras condições clinicas ou situações estressantes e ansiosas do cotidiano. Você pode ter Depressão Atípica e não ser consciente disto. Deste modo, pode encontrar-se mascarada e tendo como causa doenças e outros distúrbios, tais como problemas metabólicos, hormonais e esgotamento nervoso. Há predominância de alcoolismo e no abuso de drogas no intuito de medicalizar a própria angústia. É um subtipo da Depressão Maior, compartilhando sintomas semelhantes, mas diferentemente da TDM, existe uma melhora significativa no humor quando o indivíduo se depara com notícias, situações promissoras ou mudanças positivas inesperadas. Dentre os seus sintomas, os mais comuns e que podem ser apresentados são: reatividade de humor, (reação exagerada seja para eventos tristes como para eventos alegres; tudo é percebido e vivenciado com exagero), pensamentos ...
Se nos alicerçarmos numa visão antropológica da depressão, verificamos, desde a antiguidade, como é uma perturbação que apresenta uma sintomatologia que permanece globalmente estável.. De um modo geral, as manifestações da depressão assumem um cariz idêntico; na idade adulta, na adolescência, e na criança pré-púbere. Contudo, importa sublinhar que algumas características clínicas da depressão assumem contornos diferentes com a idade.. A gravidade da depressão poderá estar associada à intensidade da tristeza e da culpabilidade, assim como a perturbações associadas.. Estudos Epidemiológicos. A depressão clínica é muito diferente do modo transitório de um baixo humor experienciado pela maioria das pessoas como reacção normal a qualquer perda ...
A depressão não é apenas uma tristeza passageira perante um fato adverso da vida. Ela apresenta-se de maneira profunda e duradoura e, em geral, dura algumas semanas, podendo estender-se por anos. É errado considerar que, com o avanço da idade, a ocorrência da depressão é natural. O importante é ter consciência que qualquer pessoa pode ser vítima dessa doença e que o melhor a fazer é procurar ajuda logo que os primeiros sinais se manifestem. Estudos epidemiológicos com pessoas acima de 65 anos mostraram que os sintomas depressivos são mais predominantes em indivíduos do sexo feminino, e estão diretamente relacionados com o aumento da idade, limitações físicas, distúrbios cognitivos, sentimento de inutilidade e pouco suporte social ...
A gestação é um período de intensas mudanças na vida da mulher e de sua família. Entre os transtornos psíquicos da puerperalidade, destaca-se a depressão pós-parto (DPP), a qual é caracterizada pela ocorrência de um episódio depressivo maior no período pós-parto. Esse transtorno pode interferir na amamentação, uma vez que, mães deprimidas têm menor probabilidade de iniciar ou manter a amamentação, além de correlacionar-se com a autoeficácia, ou seja, a confiança da mãe para amamentar. O objetivo deste estudo é correlacionar depressão pós-parto e autoeficácia na amamentação entre mulheres que frequentam o Banco de Leite do município de Anápolis, Goiás, por meio da aplicação de duas escalas: a Escala de Autoeficácia na Amamentação - versão reduzida e a Escala de Depressão Pós-Parto de Edimburgo. Trata-se de um estudo de natureza quantitativa do tipo transversal. A coleta de dados será feita mediante assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido ...
A depressão infantil não apenas afeta aos adultos. As crianças também a sofrem. Não é a mesma coisa uma criança que se sinta triste que uma criança depressiva. Existem sintomas que indicam uma depressão em crianças como a ansiedade, mudanças bruscas de humor ou birras constantes e sem um motivo aparente. É o psicólogo quem deve tratar a uma criança depressiva, mas os pais podem ajudar a prevenir esse transtorno.
Existem muitas razões para a depressão, existindo igualmente várias formas e expressões da depressão. Para algumas pessoas a depressão é algo comum na sua família, tendo uma tendência para se sentirem infelizes. Outras ficam deprimidos porque sentem-se mal com eles próprios, têm um pensamento tremendamente pessimista, sente-se corroídos pela preocupação e problemas, ou ficam stressados pela discrepância entre as suas expetativas e a realidade da sua vida. A depressão pode manifestar-se depois de um acontecimento traumático ou após uma situação de elevado stress, ou na perda de alguém ou alguma coisa significativa. Os tentáculos da depressão podem ser óbvios, quando a pessoa diz para ela própria que a sua vida só pode piorar. No entanto algumas pessoas afetadas pela depressão projetam um senso de cordialidade e bem-estar aparente para disfarçar a sua dor. Disfarçar a depressão pode ser compreensivo. Torna-se funcional quando serve o propósito de manter uma relação ...
O número de casos diagnosticados de depressão na infância dobrou na última década; o índice mundial de crianças de 6 a 12 anos diagnosticadas com o problema passou de 4,5% para 8%
A depressão em crianças e adolescentes tem aumentado consideravelmente em todo o mundo. É uma doença que interfere no dia a dia das pessoas, comprometendo a qualidade de vida, socialização e desempenho escolar, se não for tratada adequadamente. Os principais sinais e sintomas da depressão provocam mudanças de comportamento tais como: humor deprimido (tristeza que não passa); falta de interesse ou prazer em todas ou quase todas as atividades; perda ou ganho de peso sem estar de dieta; insônia ou sono excessivo; agitação ou lentidão para pensar e agir; cansaço ou perda de energia; sentimento de inutilidade ou de culpa; indecisão; dificuldade de concentração e pensamentos conflituosos. Todas estas manifestações podem acontecer com uma criança alguma vez na vida, mas quando esse conjunto de sinais e sintomas não melhora ao longo do tempo é possível que ela esteja com depressão. Nos adultos, é mais fácil fazer o diagnóstico porque eles mesmo se queixam ou pessoas próximas ...
Geralmente o tratamento da depressão é visto mais como uma coisa psicológica, é feito por intermédio de medicamentos, eles funcionam como uma injeção de ânimo no paciente e deixam a pessoa pra cima. Também para esse tipo de coisa é utilizado a Psicoterapia, ou seja consultas com o psicólogo. Porém, dependendo do andamento da doença, várias outros problemas podem ser ocasionados, por isso todo cuidado é pouco, com qualquer um dos sintomas é importante fazer uma consulta ao médico.. Cuide-se, a depressão é uma doença avassaladora! Ciente dos sintomas da depressão em que foram destacados nesse artigo é que você têm o parâmetro correto para saber quando solicitar ajuda! Caso tenham dúvidas ou sugestões, deixem seus comentários logo abaixo e participem junto conosco aqui do Mundo das Tribos. ...
Considerada o problema psiquiátrico que mais leva pessoas a buscar atendimento médico, a depressão tem hoje uma posição destacada como preocupação de saúde pública, seja por sua freqüência, seja por sua relação com a ocorrência de outras doenças como as cardiovasculares. Não há causa conhecida para a maioria dos casos, porém doenças físicas como derrames, diabetes, doenças da tireóide ou exposição a estresse prolongado podem desencadear quadros depressivos. Hipotetiza-se que para que ocorra depressão clínica haja comprometimento de certas funções cerebrais associadas à desregulação de neurotransmissores e disfunção de sistemas reguladores associados a eles.. Considera-se que uma pessoa está acometida de um quadro depressivo quando apresenta, de forma persistente, sintomas como desânimo, falta de prazer e humor deprimido (sentimentos de tristeza, irritação, ansiedade ou uma mistura destes) freqüentemente manifesto por uma maior sensibilidade ao estresse. ...
Mais de 300 milhões de pessoas vivem com depressão, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS) na semana em que a ONU lembra o Dia Mundial da Saúde (7). O número de casos da doença, estimado em 2015, representa um aumento de 18% desde 2005. Segundo o organismo das Nações Unidas, a patologia já é considerada a principal causa de problemas de saúde e incapacidade em todo o mundo, gerando perdas anuais de 1 trilhão de dólares ...
Recorrer ao álcool ou drogas para fugir à realidade da tristeza, da perda, da falta de interesse ou de motivação, é um padrão que surge muitas vezes na depressão. Apesar de o álcool aliviar ligeiramente a ansiedade (principalmente a ansiedade social), tem um efeito depressivo do sistema nervoso central que provoca alterações no sono acabando por geral para além de habituação orgânica uma habituação psicológica ao alivio artificial e temporário do mal-estar depressivo.. O que fazer para não agravar depressão: não deve guardar para si esse problema. Se notar que existe uma alteração no padrão de consumo, ou se esse padrão estiver a alterar o seu funcionamento na vida social, familiar e laboral, deve falar com o médico ou com o psicólogo. O álcool interfere sempre com a medicação para a depressão e ansiedade.. ...
Como Combater a Depressão sem a Ajuda de Medicamentos. O problema conhecido como depressão pode variar entre uma leve tristeza até uma doença fatal. Medicamentos normalmente são receitas para combater a depressão. Pessoas passando por sinto...
O trabalho envolveu 13 instituições norte-americanas e testou, isoladamente, três tipos de tratamento: terapia cognitivo-comportamental, antidepressivo (fluoxetina) e a associação de ambos.. No final de 36ª semana, a taxa de eficácia dos três tipos de tratamento foi semelhante, rondando os 60%. Contudo, até à 18ª semana de tratamento, a combinação terapia comportamental / antidepressivo foi melhor do que a chamada monoterapia. As taxas de remissão de sintomas da depressão foram de 56% no tratamento combinado, versus 37% na terapia só com medicação e 27% no tratamento só com terapia.. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a taxa de depressão tem vindo a aumentar em todo o mundo. Refere a OMS que, na última década, o número de crianças entre os seis e 16 anos que apresentam a doença passou de 4,5% para 8%. Vários factores contribuem para o aumento da depressão nesta faixa etária, nomeadamente a violência urbana, a falta de espaços de lazer e o excesso de ...
A palavra "depressão" no dicionário Aurélio significa: Abatimento; enfraquecimento físico ou moral; desânimo; esgotamento. É uma das enfermidades emocionais que tem atingido milhares de pessoas, de diversas classes sociais, idades e raças. As causas da depressão são inúmeras e controversas, envolve fatores psicológicos, sociais, biológicos, físicos e espirituais. Não podemos fechar os olhos para essa realidade que aflige tantas pessoas, fora e dentro da Igreja, A Igreja do Senhor tem um papel importante na Sociedade, no desenvolvimento de um trabalho de libertação para com aqueles irmãos e irmãs que sofrem e padecem desse problema.Por isso, nos dias 18 e 19 de outubro, a Comunidade Católica Kairós realizará o retiro PARA VENCER A DEPRESSÃO. Se você precisa de ajuda, ou conhece alguém que precise, não percam esse encontro. ...
As pessoas com uma doença grave como a insuficiência cardíaca têm tendência para ficar tristes ou em baixo de vez em quando. Contudo, se estes sentimentos persistirem e você notar que o seu cônjuge ou familiar não está a gostar das atividades diárias como antes ou se considera que a vossa relação está em causa, isto pode ser um sinal de depressão.. É importante procurar ajuda médica para a depressão e ansiedade, uma vez que estas doenças podem ser tratadas. Se não se tomar uma atitude, estes problemas podem agravar a doença do seu cônjuge ou familiar e a sua saúde em geral.. Se verificar alguns dos seguintes sintomas no seu cônjuge ou familiar, de forma constante e durante mais de duas semanas, pode indicar um estado de depressão:. ...
As mulheres têm o dobro da possibilidade de ter ou vir a ter depressão do que um homem. As mudanças hormonais durante a puberdade, a menstruação, a gravidez, o aborto e a menopausa, aumentam consideravelmente a possibilidade de depressão.. Outros fatores que aumentam o risco de depressão são as caraterísticas biológicas que incluem a reação ao aumento de stress no trabalho e em casa, à procura de equilíbrio entre a família e uma carreira, ao cuidar de um familiar doente ou idoso, e ao cuidar, educar e criar filhos sem ajuda do outro progenitor.. ...
A sensação persistente de tristeza ou perda de interesse que caracteriza a depressão pode levar a uma variedade de sintomas físicos e comportamentais. Estes podem incluir alterações no sono, apetite, nível de energia, concentração, comportamento diário ou autoestima. A depressão também pode ser associada a pensamentos suicidas.. As causas possíveis incluem uma combinação de origens biológicas, psicológicas e sociais de angústia. Cada vez mais, as pesquisas sugerem que esses fatores podem causar mudanças na função cerebral, incluindo alteração na atividade de determinados circuitos neuronais no cérebro.. ...
Os traços afetivos da personalidade talvez sejam as condições capazes de explicar a razão pela qual alguns adolescentes se tornam deprimidos enquanto outros não. Como ocorre com qualquer outra doença, algumas pessoas são mais suscetíveis que outras, além disso. Embora as tensões da vida cotidiana do adolescente sejam importantes fatores para o aparecimento da Depressão muitos jovens passam por acontecimentos desagradáveis sem desenvolver Depressão. A tristeza, comum nos momentos de reflexão da adolescência, é uma experiência normal que geralmente não progride para Depressão se a pessoa não tiver outros requisitos emocionais propícios ao desenvolvimento do transtorno afetivo ...
Muita gente que sofre de depressão, mas sequer tem conhecimento que padecem dessa doença. Entre os sintomas, está uma tristeza profunda, que varia de intensidade e de duração. Os profissionais abaixo são especializados em tratar quadros de depressão. Este listado mostra 10 psicólogos especializados em depressão em Lavras (Minas Gerais)
Muita gente que sofre de depressão, mas sequer tem conhecimento que padecem dessa doença. Entre os sintomas, está uma tristeza profunda, que varia de intensidade e de duração. Os profissionais abaixo são especializados em tratar quadros de depressão. Este listado mostra 40 psicólogos especializados em depressão em Chapecó
A criação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é comemorada no dia 7 de abril, data que, pela notoriedade e visibilidade, foi definida também como Dia Mundial da Saúde. A ocasião é uma oportunidade de dar luz a temas relativos à saúde que merecem atenção de toda a sociedade. Esse ano foi a vez de falar sobre depressão. Literalmente, falar.. Com o lema Let´s Talk (em português Vamos Conversar), a Campanha de 2017 reforça a importância de se conversar abertamente sobre a depressão - nas unidades de saúde, em seminários, na mídia, nas redes sociais, em casa, na escola, com um amigo ou um familiar - para que se compreenda melhor a doença e desconstruir os estigmas relacionados a ela.. A depressão não vê cara, mas vê mente e coração. Gerando sofrimento psicológico e prejudicando a capacidade de realização até mesmo das mais simples tarefas diárias, a doença afeta pessoas de todas as etnias, idades e classes sociais, somando cerca de 350 milhões em todo o ...
As causas exatas da depressão pós-parto são pouco compreendidas, mas vários fatores foram identificados como sendo a raiz do problema. As rápidas mudanças hormonais que acompanham a gravidez e o parto podem desencadear a depressão. Por exemplo, após o nascimento, as mulheres experimentam um grande declínio no estrogênio e na progesterona (hormônios secretados pelos ovários durante o ciclo menstrual). Os níveis de tireóide também podem cair drasticamente, levando a fadiga e depressão. Essas alterações hormonais (além das alterações na pressão arterial no sistema arterial, no sistema imunológico e no metabolismo que as novas mães experimentam) desempenham um papel na depressão pós-parto. Em teoria,. As mulheres que acabaram de dar à luz também passam por mudanças físicas e emocionais. Eles ainda podem ter dor após a gravidez e nascimento. Eles também podem ter dificuldade em recuperar seu peso original, o que pode levá-los a ter dúvidas sobre seu nível de ...
A depressão atinge mais de dez por cento da população mundial. É multicausal e provoca muitas outras doenças. A depressão é uma doença que dói mais na alma do que no corpo. É uma dor que aperta o peito, tira o oxigênio, rouba a esperança e empurra suas vítimas para um corredor sombrio. A depressão nos faz olhar para a vida com os óculos escuros do pessimismo; nos leva a olhar para a vida pelas lentes do retrovisor. Pensamos que as melhores coisas ficaram no passado. O futuro nos assombra e nos deixa paralisados ...
Ter uma alimentação equilibrada, que exclua açúcar refinado, trigo, laticínios e gordura trans é o primeiro passo para a prevenção e cura da depressão. Alimentos como abobrinha, aveia, arroz integral, abacate, banana, laranja, maçã, amêndoa, castanha de caju, nozes, linhaça, sardinha e salmão aliviam e previnem a depressão, porque contém quantidades significativas de substâncias antidepressivas, como ferro, ômega 3, triptofano e zinco ...
Segundo a autora do livro "Para muitas mulheres, a depressão é incapacitante: o mundo as esmaga, sentem um peso no peito, a respiração parece rasa demais, elas perdem o desejo e a capacidade de fazer qualquer coisa. Esse tipo de depressão (depressão crônica) domina todo o seu ser e a deixa vazia como uma bexiga sem ar." Ela diz, ainda, que outras tantas sofrem da depressão motivada pela ansiedade. E que o estilo de vida cheio de stress as impedem de viver os sentimentos que se escondem sob a tensão e o medo; impedem que percebam o que se passa dentro de si mesmas. ...
Muitos relutam em admitir que sofrem com depressão. Sendo assim, não procuram ajuda e tentam superar o quadro sozinhos. Essa dificuldade é capaz de afetar a química cerebral e é muito mais difícil para uma pessoa passar por isso sem cuidados.. Quando mais cedo a doença for tratada, maiores são as chances de recuperação. Ao ser diagnosticada no início, ela pode ser superada com acompanhamento de um psicólogo. Porém, com o avanço do estado, será necessário utilizar medicamentos próprios. Agora que você já conhece esses 5 fatos sobre a depressão que ninguém te contou, saiba também que é possível evitar essa dificuldade. Boas dicas são: praticar meditação ou exercícios físicos regulares. Para complementar o tratamento e evitar o aparecimento da doença, você também pode utilizar um suplemento natural contra a depressão. Ele não é prejudicial para a saúde e também ajuda a ter mais disposição e bem-estar. ...
No ano passado, durante uma entrevista, as suspeitas aumentaram após o cantor revelar que não gosta de ficar sozinho e que se sente inseguro. "Se eu for em um lugar sozinho, fico louco da cabeça, passo mal. Acho que venho vivendo isso há um bom tempo, porque eu sempre tenho alguém junto, um segurança, assessor. Esses dias saí de casa às 4h da manhã para comprar um negócio na conveniência de um posto de gasolina e não tive coragem de descer, porque estava sozinho. Deu aquela insegurança, porque todo lugar que eu vou tem gente comigo. Não gosto de ser sozinho.", declarou. De acordo com especialistas, ao contrário do que normalmente se pensa, os fatores psicológicos e sociais, muitas vezes, são consequência e não causa da depressão. Vale ressaltar que o estresse pode precipitar a depressão em pessoas com predisposição, que provavelmente é genética. A prevalência (número de casos numa população) da depressão é estimada em 19%, o que significa que aproximadamente uma em ...