Massa atómica relativa Massa atómica relativa (Ar) - Número de vezes que um átomo é mais pesado do que o átomo mais leve, o hidrogénio. O átomo de H, é o átomo de estrutura mais simples. É o mais leve, pois possui um só protão no núcleo e um só electrão na zona exterior, tendo uma massa praticamente igual à massa de um protão. Massa de um átomo H = 1,7 x g
Apesar dos longos intervalos entre refeições ou do consumo ocasional de refeições com uma carga pesada de carboidratos (por exemplo, metade de um bolo de aniversário ou um pacote inteiro de batatas fritas), o nível glicêmico em humanos normalmente fica dentro de uma faixa estreita de valores. Na maioria das pessoas, os valores variam de 70 mg/dL a talvez 110 mg/dL (3,9-6,1 mmol/L), exceto bem logo após de se alimentar, quando ocorre um aumento temporário da glicemia. Em homens adultos saudáveis de cerca de 75 kg e com um volume de sangue de 5 L, um nível glicêmico de 100 mg/dL ou 5,5 mmol/L corresponde a aproximadamente 5 g de glicose no sangue e aproximadamente 45 g na água total do organismo (neste caso, a água representa muito mais do que apenas sangue, já que o corpo humano é feito de 60% de água, em peso). Este efeito homeostático é resultado de vários fatores, sendo o mais importante a regulagem hormonal. Existem dois grupos de hormônios metabólicos de efeitos ...
Colina é um catião orgânico, um nutriente essencial que faz parte do complexo B de vitaminas. Este catião, o (2-Hidroxietil)-trimetilamônio,[1] sais quaternários de amônio como o cloreto de colina.[2]] Trata-se de uma amina natural encontrada nos lipídios presentes na membrana celular e no neurotransmissor acetilcolina.. A ingestão diária recomendada é de 550 mg diários para indivíduos adultos do sexo masculino, de 425 mg diários para indivíduos adultos do sexo feminino e ligeiramente superior, cerca de 450 mg diários durante a gravidez. [3]. As fontes principais de colina são alimentos como o ovo, fígado de galinha, vitela de vaca, a mostarda, cereais integrais, entre outros.[4]. ...
Cisteamina LEMMA A EVOLUÇÃO NO TRATAMENTO DO MELASMA RESISTENTE Cisteamina é o novo ativo indicado para desordens de hiperpigmentação cutânea, atuando como cor
A evolução no tratamento de melasma resistente Cysteamine® é o novo corretor de pigmentos para problemas de hiperpigmentação. Naturalmente presente no corpo humano, a cisteamina reduz a melanina na epiderme da pele, corrigindo eficazmente o melasma e hiperpigmentação pós-inflamatória. A eficácia da Cysteamine tópica no tratamento de melasma foi recentemente demonstrada em ensaios clínicos publicados nas mais renomadas revistas cinetíficas e presente nos principais congressos de dermatologia mundiais. Pesquisas demosntram que a Cysteamine tópica é muito mais potente e segura que a hidroquinona sendo indicada para pacientes com melasma resistente ou com desordens de hiperpigmentação causada pelo sol ou pós-gestacional. Procedência e Qualidade da Cysteamine® Cysteamine, foi utilizada em todos os estudos que comprovam seu resultado para o tratamento do melasma. Patenteado através de um processo que permite que seja o único, Cysteamine é descontaminado e livre de metais pesados, além
China 2018 produtos de tendência Bitartrato de epinefrina CAS 51-42-3 com atacado de alta qualidade, líderes 2018 produtos de tendência Bitartrato de epinefrina CAS 51-42-3 Fabricantes e Fornecedores, encontrar 2018 produtos de tendência Bitartrato de epinefrina CAS 51-42-3 Fábrica e exportadores, 2018 produtos de tendência Bitartrato de epinefrina CAS 51-42-3 para venda.
À laia do bacoco e serôdio sebastianismo local, promovido no embuste digital, a borrasca manterá viva a crença profética do regresso do marengo, que conduziu o despotismo napoleónico em supostas batalhas onde nunca esteve. O marengo nunca passou de uma mula acobardada e vingativa! ...