Tiofenos are organic compounds consisting of a sulfur atom surrounded by four carbon atoms in a ring structure, often found as constituents in various chemicals and polymers, but not typically present in living organisms.
Compostos com anel de 5 membros, sendo 4 carbonos e um oxigênio. São heterociclos aromáticos. A forma reduzida é o tetra-hidrofurano.
Gênero de plantas (família ASTERACEAE) cujos membros contêm sesquiterpeno pseudoguaiano. San-fang-feng é a raiz da E. grijisii, usada em MEDICAMENTOS DE ERVAS CHINESAS.
Métodos usados para síntese química de compostos. Estão incluídos sob este descritor os métodos de laboratório usados para sintetisar uma variedade de compostos químicos e medicamentos.
Grupo de compostos que são derivados do metoxibenzeno e que contém a fórmula geral R-C7H7O.
Localização dos átomos, grupos ou íons, em relação um ao outro, em uma molécula, bem como o número, tipo e localização das ligações covalentes.
Modificação [estrutural] de um hidrocarboneto de cadeia aberta para [a forma de] anel fechado.
Compostos em anel que têm outros átomos diferentes do carbono nos seus núcleos.
Elemento químico que possui peso atômico 106,4, número atômico 46 e símbolo atômico Pd. É um metal branco, maleável, semelhante à platina, inclusive em abundância e importância aplicativa. É utilizado odontologicamente na forma de ligas de ouro, prata ou cobre.
Compostos inorgânicos ou orgânicos que contêm enxofre como parte integral da molécula.
Tecnologia em que grupos de reações para soluções ou síntese em fase sólida são utilizados para criar bibliotecas moleculares para análise de compostos em larga escala.
Relação entre a estrutura química de um composto e sua atividade biológica ou farmacológica. Os compostos são frequentemente classificados juntos por terem características estruturais em comum, incluindo forma, tamanho, arranjo estereoquímico e distribuição de grupos funcionais.
Fenômeno através do qual compostos cujas moléculas têm o mesmo número e tipo de átomos e o mesmo arranjo atômico, mas diferem nas relações espaciais.
Facilitação de uma reação química por um material (catalisador) que não é consumido na reação.

Thiophenes são compostos heterocíclicos que consistem em um anel de cinco átomos, contendo quatro átomos de carbono e um átomo de enxofre. Eles são estruturalmente semelhantes a benzeno, mas com um átomo de enxofre substituindo um dos átomos de carbono.

Os tiofenos não ocorrem naturalmente, mas podem ser encontrados em algumas fontes de petróleo e carvão. Eles são utilizados como materiais de partida na síntese de outros compostos orgânicos, incluindo alguns medicamentos, corantes e materiais plásticos.

Embora os tiofenos em si não sejam considerados tóxicos, algumas das substâncias que podem ser sintetizadas a partir deles podem ser prejudiciais ao ambiente ou à saúde humana se não forem manuseados adequadamente. É importante seguir as precauções de segurança recomendadas quando se trabalha com tiofenos e compostos relacionados.

Furanos são compostos orgânicos heterocíclicos que contêm um anel de quatro átomos, com dois carbonos e dois outros átomos heteroátomos, geralmente oxigênio ou nitrogênio. Eles estão presentes em alguns açúcares naturais, como o furanose, uma forma de monossacarídeos simples, como a fructose e a galactose, quando formam anéis de quatro membros.

No contexto médico, furanos podem estar relacionados a determinadas condições de saúde, particularmente em relação à formação de compostos tóxicos ou cancerígenos. Por exemplo, a formação de furanos pode ser associada ao processamento do tabaco e à exposição a certos produtos químicos industriais, o que pode aumentar o risco de desenvolver câncer.

É importante notar que os furanos em si não são necessariamente tóxicos ou cancerígenos, mas podem se combinar com outros compostos para formar substâncias nocivas. Além disso, a pesquisa sobre os efeitos dos furanos na saúde humana ainda está em andamento, e as conclusões precisam ser interpretadas com cautela.

As técnicas de química sintética referem-se a um conjunto de métodos e procedimentos empregados na síntese de compostos químicos, ou seja, no processo de criar moléculas complexas a partir de outras mais simples ou mesmo a partir de reações envolvendo elementos químicos. Essas técnicas incluem uma variedade de estratégias e abordagens, como:

1. Reações químicas: São processos em que duas ou mais substâncias interagem entre si, resultando em uma mudança na sua composição e propriedades físico-químicas. Algumas reações comuns utilizadas em síntese orgânica incluem:
- Reações de substituição (nucleofílica ou eletrófila)
- Reações de adição (como a adição de eletrófilos ou nucleófilos)
- Reações de eliminação (como a eliminação E1, E2, E1cb e Ei)
- Reações de rearranjo (como o rearranjo de Wagner-Meerwein ou o rearranjo de Pinacol)

2. Métodos de proteção e desproteção: Em muitas sínteses, é necessário proteger grupos funcionais específicos presentes em uma molécula para que não participem de reações indesejadas. Após a etapa desejada, esses grupos são "desprotetados", restaurando sua reactividade original.

3. Catálise: A catálise é o processo em que uma substância (catálise) acelera uma reação química sem ser consumida no processo. Os catalisadores podem ser homogêneos (presentes na mesma fase da reação) ou heterogêneos (presentes em uma fase diferente).

4. Síntese enantioseletiva: Em muitas aplicações, é necessário preparar compostos quirais com alta selectividade. Isso pode ser alcançado por meio de métodos assimétricos, como a catálise assimétrica ou a resolução cinética.

5. Métodos de purificação: Após a síntese de um composto desejado, é necessário isolar e purificá-lo. Isso pode ser alcançado por meio de métodos como destilação, cromatografia, cristalização ou extração líquido-líquido.

6. Análise estrutural: Para confirmar a estrutura de um composto sintetizado, é necessário realizar análises espectroscópicas (como RMN, IR e UV-Vis) ou outras técnicas analíticas (como massa espectrométrica ou difração de raios X).

7. Optimização: A otimização dos parâmetros experimentais é uma etapa crucial no processo de síntese orgânica. Isso pode ser alcançado por meio de métodos como o design de experimentos ou a análise de dados.

8. Escalabilidade: A escalabilidade dos processos sintéticos é uma consideração importante na indústria química. Isso pode ser alcançado por meio de métodos como a síntese contínua ou a síntese em fluxo.

9. Segurança: A segurança dos processos sintéticos é uma consideração importante na indústria química. Isso pode ser alcançado por meio de métodos como a análise de risco ou a gestão de resíduos.

10. Sustentabilidade: A sustentabilidade dos processos sintéticos é uma consideração importante na indústria química. Isso pode ser alcançado por meio de métodos como a síntese verde ou a catálise verde.

Anisocoria é um termo médico que se refere à condição em que as pupilas de cada olho têm tamanhos diferentes. A anisocoria em si não é uma doença, mas sim um sinal ou sintoma que pode ser associado a várias condições de saúde, desde algo benigno até potencialmente sério.

A anisocoria pode ser causada por uma variedade de fatores, incluindo lesões no cérebro ou no tronco cerebral, distúrbios do nervo craniano, glaucoma, inflamação ocular, uso de certos medicamentos e exposição a venenos ou toxinas. Em alguns casos, a anisocoria pode ser hereditária ou presente desde o nascimento.

O tratamento para a anisocoria dependerá da causa subjacente. Se a anisocoria for causada por uma condição médica subjacente, o tratamento geralmente se concentrará em tratar essa condição. Em alguns casos, a anisocoria pode resolver-se sozinha ao longo do tempo, especialmente se for causada por algo benigno ou transitório.

Em geral, é importante consultar um médico se você notar que as suas pupilas estão diferentes de tamanho, especialmente se isso for acompanhado de outros sintomas, como dor de cabeça, visão dupla ou alterações na visão.

Em termos médicos e científicos, a estrutura molecular refere-se à disposição espacial dos átomos que compõem uma molécula e das ligações químicas entre eles. Ela descreve como os átomos se organizam e interagem no espaço tridimensional, incluindo as distâncias e ângulos entre eles. A estrutura molecular é crucial para determinar as propriedades físicas e químicas de uma molécula, como sua reactividade, estado físico, polaridade e função biológica. Diferentes técnicas experimentais e computacionais podem ser usadas para determinar e prever a estrutura molecular de compostos, fornecendo informações valiosas sobre suas interações e reatividade em sistemas biológicos e outros contextos.

Em química orgânica, a ciclização é um processo no qual dois átomos ou grupos de átomos em uma molécula se conectam para formar um anel. Isso geralmente é realizado por meio de uma reação química que envolve a formação de um novo ligação covalente entre esses dois átomos ou grupos de átomos. A ciclização pode ocorrer em diferentes contextos e podem ser classificadas com base no tamanho do anel formado, no tipo de reação química envolvida, e no mecanismo da reação.

Em um contexto medicinal ou farmacológico, a ciclização pode referir-se especificamente à formação de um anel em uma molécula que confere atividade biológica desejável, como a formação de um anel aromático em um fármaco. A ciclização também pode ser usada em síntese orgânica para construir estruturas moleculares complexas, incluindo compostos com atividade farmacológica.

Em resumo, a ciclização é um processo químico no qual dois átomos ou grupos de átomos em uma molécula se conectam para formar um anel, e pode ser usada em contextos medicinais e farmacológicos para referir-se à formação de um anel em uma molécula que confere atividade biológica desejável.

Em química orgânica, os compostos heterocíclicos são moléculas cíclicas que contêm átomos diferentes do carbono no anel, chamados de átomos heteroátomos, como nitrogênio, oxigênio, enxofre ou halogênios. Estes compostos desempenham um papel importante em muitas áreas da química e da bioquímica, uma vez que incluem diversas moléculas biológicas importantes, como aminoácidos, nucleotídeos, vitaminas, alcalóides e pigmentos.

Os compostos heterocíclicos são geralmente classificados de acordo com o tamanho do anel e a natureza dos átomos heteroátomos presentes. Alguns exemplos notáveis incluem pirroles (contendo um átomo de nitrogênio), furanos (um átomo de oxigênio) e tiofens (um átomo de enxofre). Estes compostos podem apresentar propriedades únicas, como a capacidade de participar em interações específicas com outras moléculas, o que os torna importantes na farmacologia e no desenvolvimento de fármacos.

No entanto, é importante ressaltar que a definição médica de compostos heterocíclicos pode variar, dependendo do contexto clínico ou terapêutico em consideração. Em geral, os profissionais da saúde precisam estar cientes das propriedades farmacológicas e dos possíveis efeitos adversos associados a esses compostos, especialmente quando estiverem envolvidos no tratamento de doenças ou condições médicas específicas.

Palladium é um elemento químico metálico branco, inodoro, resistente à corrosão e não reativo. Na medicina, o composto de palladium, conhecido como cloreto de palladium (II), tem sido usado em pequenas quantidades em alguns tipos de dispositivos médicos, como stents coronários, devido à sua biocompatibilidade e resistência à corrosão. No entanto, o uso do palladium em medicina é relativamente limitado e geralmente restrito a esses usos específicos. Em outras áreas da saúde, como na odontologia, o palladium tem sido usado em alguns tipos de obturações dentárias e coroas devido à sua durabilidade e resistência à corrosão. No entanto, é importante notar que o uso do palladium nessas áreas também está diminuindo devido a preocupações com possíveis efeitos adversos à saúde.

Os "Compostos de Enxofre" são definidos como qualquer substância química que consiste em átomos de enxofre combinados com um ou mais outros elementos químicos. O enxofre forma facilmente ligações covalentes, o que significa que ele geralmente se combina com outros elementos em proporções fixas por massa, formando compostos moleculares distintos. Existem muitos compostos de enxofre conhecidos, variando de simples (como H2S, di-hidrogênio de enxofre) a complexos (como proteínas, que contêm enxofre como um componente importante dos seus resíduos de aminoácidos). Alguns compostos de enxofre desempenham papéis importantes em processos biológicos, enquanto outros têm aplicações industriais significativas.

Em termos médicos, técnicas de química combinatória referem-se a um conjunto de métodos e estratégias utilizados na pesquisa farmacêutica e desenvolvimento de medicamentos para gerar rapidamente uma grande variedade de compostos químicos com potencial atividade biológica. Ao contrário dos métodos tradicionais de síntese de um único composto por vez, as técnicas de química combinatória permitem a produção em massa de uma biblioteca diversificada de moléculas relacionadas, o que aumenta dramaticamente a probabilidade de identificar novos leads farmacológicos e drogas terapêuticas.

Essencialmente, as técnicas de química combinatória envolvem a síntese de compostos químicos por meio da combinação sistemática de diferentes building blocks (blocos de construção), reagentes ou fragmentos moleculares. Esses componentes podem ser unidos uns aos outros por meio de ligações covalentes, resultando em uma variedade de produtos derivados. A estratégia geralmente empregada nesse processo é chamada de "dividir e conquistar" (split-and-pool), na qual as amostras são divididas em pequenos grupos, cada grupo é tratado com um reagente específico, e, em seguida, os grupos são reunidos novamente antes da próxima etapa de modificação. Isso permite que milhares ou mesmo milhões de compostos sejam sintetizados a partir de uma pequena quantidade de materiais iniciais.

As técnicas de química combinatória têm desempenhado um papel fundamental no avanço da pesquisa farmacêutica e do desenvolvimento de drogas, pois fornecem uma maneira eficiente e rápida de identificar compostos com propriedades desejadas, tais como atividade biológica, seletividade e baixa toxicidade. Além disso, essas técnicas também podem ser aplicadas em outras áreas, como a química de materiais e a síntese de catalisadores, contribuindo para o progresso da ciência em geral.

A Relação Estrutura-Atividade (REA) é um conceito fundamental na farmacologia e ciências biomoleculares, que refere-se à relação quantitativa entre as características estruturais de uma molécula e sua atividade biológica. Em outras palavras, a REA descreve como as propriedades químicas e geométricas específicas de um composto influenciam sua interação com alvos moleculares, tais como proteínas ou ácidos nucléicos, resultando em uma resposta biológica desejada.

A compreensão da REA é crucial para o design racional de drogas, pois permite aos cientistas identificar e otimizar as partes da molécula que são responsáveis pela sua atividade biológica, enquanto minimizam os efeitos colaterais indesejados. Através do estudo sistemático de diferentes estruturas químicas e suas respectivas atividades biológicas, é possível estabelecer padrões e modelos que guiam o desenvolvimento de novos fármacos e tratamentos terapêuticos.

Em resumo, a Relação Estrutura-Atividade é um princípio fundamental na pesquisa farmacológica e biomolecular que liga as propriedades estruturais de uma molécula à sua atividade biológica, fornecendo insights valiosos para o design racional de drogas e a compreensão dos mecanismos moleculares subjacentes a diversas funções celulares.

'Estereoisomerismo' é um conceito em química e, especificamente, na química orgânica que se refere a um tipo de isomeria (ou seja, a existência de diferentes formas moleculares de uma mesma fórmula molecular) em que as moléculas possuem a mesma fórmula estrutural e sequência de átomos, mas diferem na orientação espacial dos seus átomos.

Existem dois tipos principais de estereoisomerismo: o estereoisomerismo geométrico (ou cis-trans) e o estereoisomerismo óptico (ou enantiomerismo). No primeiro, as moléculas diferem na maneira como os átomos estão dispostos em torno de um eixo duplo ou anel; no segundo, as moléculas são imagens especulares uma da outra, impossíveis de serem sobrepostas.

Aqueles que possuem atividade óptica são chamados enantiômeros e podem interagir diferentemente com substâncias que são capazes de distinguir entre eles, como certos receptores biológicos ou outras moléculas quirais. Essa propriedade é importante em diversas áreas, como farmacologia, bioquímica e perfumaria.

Na medicina e na química, a catálise é o processo no qual uma substância acelera uma reação química, mas não é consumida no processo. Os catalisadores funcionam reduzindo a energia de ativação necessária para que a reação ocorra. Eles fazem isso por meio da formação de um intermediário instável com os reagentes, o qual então se descompõe na forma dos produtos da reação.

Em termos médicos, a catálise pode ser importante em diversas funções biológicas, como no metabolismo de certas moléculas. Por exemplo, enzimas são proteínas que atuam como catalisadores naturais, acelerando reações químicas específicas dentro do corpo. Isso permite que as reações ocorram em condições fisiológicas normais, mesmo quando a energia de ativação seria alta de outra forma.

Em resumo, a catálise é um processo químico fundamental com importantes implicações biológicas e médicas, uma vez que permite que as reações ocorram em condições favoráveis dentro do corpo humano.

Muitos tipos de tiofenos ocorrem no petróleo variando de tiofeno em si a outros derivados condensados ​​chamados benzotiofenos ... Benzotiofenos estão a meio caminho entre os tiofenos simples e dibenzotiofenos em sua susceptibilidade ao processo HDS. As ... tiofenos, sulfetos e dissulfetos orgânicos e muitos outros. Estes compostos orgânicos contendo enxofre são produtos da ... são particularmente comuns no petróleo são os compostos aromáticos contendo heterocílcicos contendo enxofre chamados tiofenos. ...
Foi encontrado um grupo de compostos orgânicos, tiofenos, sugerindo que um processo biológico, provavelmente envolvendo ... estes incluem tiofenos contendo enxofre, compostos aromáticos tais como benzeno e tolueno, além de compostos alifáticos tais ...
Foi encontrado, em 2019, um grupo de compostos orgânicos, tiofenos, que normalmente ocorrem na Terra em querogênio, carvão e ... estes incluem tiofenos contendo enxofre, compostos aromáticos tais como benzeno e tolueno, além de compostos alifáticos tais ...
A síntese de Paal-Knorr é uma reação química onde 1,4-dicetonas são convertidas para qualquer um de furanos, tiofenos ou ...
... tiofenos regiorregulares]. Journal of the American Chemical Society (em inglês). 137 (21): 6866-6879. PMID 25994804. doi: ...
Tiofenos, Organoclorados, Éteres, Inibidores da aromatase). ...
... tiofenos e ferroceno (Fe(H-C5H4)(C5H5)). Em adição a isso, n-BuLi também desprotona compostos mais ácidos como álcoois, aminas ...
... e tiofenos. A caracterização dos compostos contendo enxofre é importante para o controle e otimização do refino e para estudos ...
Muitos tipos de tiofenos ocorrem no petróleo variando de tiofeno em si a outros derivados condensados ​​chamados benzotiofenos ... Benzotiofenos estão a meio caminho entre os tiofenos simples e dibenzotiofenos em sua susceptibilidade ao processo HDS. As ... tiofenos, sulfetos e dissulfetos orgânicos e muitos outros. Estes compostos orgânicos contendo enxofre são produtos da ... são particularmente comuns no petróleo são os compostos aromáticos contendo heterocílcicos contendo enxofre chamados tiofenos. ...
Tiofenos (1) * Fatores de Transcrição (1) * Técnicas Biossensoriais (1) * Proteínas de Homeodomínio (1) ...
... tais como tióis e tiofenos. Estes compostos são considerados como indesejáveis. ...
Tiofenos - Conceito preferido Identificador do conceito. M0021371. Nota de escopo. Furano heteroareno monocíclico em que o ...
Tiofenos (1) * Titânio (1) * Infecções Bacterianas (1) * Incontinência Urinária por Estresse (1) ...
Podem reagir com ENXOFRE para formar TIOFENOS.. Qualificadores permitidos:. AD administração & dosagem. AE efeitos adversos. AG ...

No FAQ disponível com os "tiofenos"

No imagens disponível com os "tiofenos"