As infecções por bactérias do gênero TREPONEMA.
Infecção sistêmica não venérea que ocorre nos trópicos causada pelo TREPONEMA PALLIDUM da subespécie pertenue.
Agente causador da sífilis venérea e não venérea, assim como de bouba.
Doença contagiosa venérea causada pela espiroqueta TREPONEMA PALLIDUM.
Testes sorológicos para sífilis.
Sorodiagnóstico da sífilis por emprego do antígeno Treponema pallidum obtido da orquite da sífilis do coelho. Os treponemas são mantidos vivos por algumas horas em um meio especial. Quando o soro sifilítico e o complemento são adicionados e incubados, os treponemas são imobilizados, ou seja, param de se mover.
Ensaio sorológico que detecta anticorpos de Treponema pallidum, o agente etiológico da sífilis. Após diluição do soro do paciente para remoção de anticorpos não específicos, o soro é misturado a uma lâmina de vidro com filtrado de Nichol de Treponema pallidum. Ocorre uma reação antígeno-anticorpo se o teste é positivo, e os anticorpos ligados são detectados com anticorpos fluoresceinados de gama globulina anti-humana.
Gênero de micro-organismos da ordem SPIROCHAETALES, muitos dos quais são patogênicos e parasitas dos seres humanos e outros animais.
Infecções do sistema nervoso central causadas por TREPONEMA PALLIDUM que se apresenta com uma variedade de síndromes clínicas. A fase inicial da infecção normalmente causa uma reação meníngea leve ou assintomática. A forma meningovascular pode se apresentar agudamente como INFARTO ENCEFÁLICO. A infecção pode também permanecer subclínica por vários anos. As síndromes tardias incluem paresia geral, TABES DORSAL, sífilis das meninges, ATROFIA ÓPTICA sifilítica e sífilis espinhal. Paresia geral é caracterizada por DEMÊNCIA progressiva, DISARTRIA, TREMOR, MIOCLONIA, CONVULSÕES e pupilas de Argyll-Robertson. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp717-9)
Anticorpos, em particular IGE, que se ligam ao tecido da mesma espécie de modo que os ANTÍGENOS induzem a liberação de HISTAMINA e outros agentes vasoativos. A HIPERSENSIBILIDADE é a manifestação clínica.
A sífilis adquirida no útero e manifestada por qualquer uma de várias características: malformações ósseas e dentárias (dentes de Hutchinson) e por uma sífilis mucocutânea ativa ao nascimento ou logo após. Alterações oculares e neurológicas também podem ocorrer.
Testes sensíveis para medir certos antígenos, anticorpos ou vírus, usando suas habilidades de aglutinar certos eritrócitos.
Imunoglobulinas produzidas em resposta a ANTÍGENOS DE BACTÉRIAS.
Sífilis latente é definida como a infecção assintomática por *Treponema pallidum* que persiste por mais de um ano, dividida em early e late latent syphilis, dependendo do tempo desde a infecção inicial.
Teste para antígeno tecidual utilizando um método direto, por conjugação de anticorpo e pigmento fluorescente (TÉCNICA DIRETA DE FLUORESCÊNCIA PARA ANTICORPO) ou um método indireto, pela formação do complexo antígeno-anticorpo que é então ligado a uma fluoresceína conjugada a um anticorpo anti-imunoglobulina (TÉCNICA INDIRETA DE FLUORESCÊNCIA PARA ANTICORPO). O tecido é então examinado por microscopia de fluorescência.
Antibiótico semissintético preparado pela combinação do sal de sódio de penicilina G com N,N'-dibenziletilenodiamina.
Resultados positivos em pacientes que não têm as características para as quais o teste é feito. Classificação de pessoas saudáveis como doentes quando examinadas para a detecção de doenças.
Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.
Espécie de bactérias (família SPIROCHAETACEAE) frequentemente isoladas de bolsões periodontais (BOLSÃO PERIODONTAL).

As infecções por Treponema referem-se a um grupo de doenças causadas pela bactéria espiral Gram-negativa, chamada Treponema. Existem quatro principais doenças causadas por diferentes subespecies de Treponema:

1. Treponema pallidum ssp. pallidum causa a sífilis, uma doença sexualmente transmissível que pode resultar em diversos sintomas e complicações sistêmicas graves se não for tratada adequadamente. A sífilis tem quatro estágios: primário, secundário, latente e terciário. Cada etapa é caracterizada por diferentes sinais e sintomas.

2. Treponema pallidum ssp. endemicum causa a bejel ou pian bois, uma doença que afeta principalmente crianças em comunidades fechadas em regiões áridas e semi-áridas. A bejel é geralmente transmitida por contato direto com lesões na pele ou mucosas infectadas. Os sintomas incluem chancros genitais, úlceras na pele e mucosas, inflamação dos gânglios linfáticos e problemas ósseos.

3. Treponema pallidum ssp. pertenue causa o pian ou frambésia, uma doença tropical que afeta principalmente a pele e os tecidos moles. O pian é geralmente transmitido por contato direto com lesões na pele ou mucosas infectadas. Os sintomas incluem chancros genitais, úlceras na pele e mucosas, inflamação dos gânglios linfáticos e formação de nódulos subcutâneos (goma).

4. Treponema carateum causa o pinta, uma doença tropical que afeta principalmente a pele. O pinta é transmitido por contato direto com lesões na pele ou mucosas infectadas e geralmente ocorre em áreas de clima quente e úmido. Os sintomas incluem manchas vermelhas e escamosas na pele, que podem se tornar pálidas ou hiperpigmentadas ao longo do tempo.

O tratamento para as infecções por Treponema depende do tipo de infecção e pode incluir antibióticos, como a penicilina, administrados por via intramuscular ou oral. É importante procurar atendimento médico imediatamente se suspeitar de uma infecção por Treponema, pois o tratamento precoce pode ajudar a prevenir complicações graves e a transmissão da doença para outras pessoas. Além disso, é recomendável que as pessoas sejam testadas regularmente para detectar infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), incluindo as causadas por Treponema, e adotem práticas sexuais seguras para reduzir o risco de infecção.

A palavra "bouba" não é um termo médico ou anatômico amplamente reconhecido em inglês ou em qualquer outro idioma. Parece ser uma palavra sem sentido, às vezes usada em estudos psicológicos e de linguagem para investigar conceitos como a formação de categorias mentais de formas e sons. Em alguns destes estudos, os participantes associam mais frequentemente o som "bouba" a um objeto arredondado e suave do que a um objeto angular e agudo. No entanto, não há uma definição médica específica para "bouba".

Treponema pallidum é a bactéria espiral em forma que causa sífilis, uma doença sexualmente transmissível grave. É um membro da família de bactérias chamadas Spirochaetaceae e é extremamente frágil e difícil de cultivar em laboratório. Isso dificulta o desenvolvimento de vacinas eficazes contra a sífilis. A bactéria pode infectar vários órgãos e tecidos, incluindo o cérebro, causando sérios problemas de saúde se não for tratada adequadamente. É transmitida por contato sexual direto com uma lesão ou úlcera na pele ou membranas mucosas de alguém infectado.

A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum. É geralmente transmitida por contato sexual com uma lesão ou úlcera na pele ou membranas mucosas de alguém infectado. A sífilis pode também ser transmitida de uma mulher grávida para o feto durante a gravidez ou no parto, causando sífilis congénita.

A sífilis ocorre em quatro estágios: primário, secundário, latente e terciário. Cada etapa tem sintomas diferentes. No estágio primário, geralmente aparece uma úlcera indolor em qualquer parte do corpo que entrou em contato com a bactéria, normalmente entre 10 a 90 dias após a exposição. O estágio secundário geralmente começa entre 1 a 6 meses após a exposição e pode incluir erupções cutâneas, febre, mal-estar, inflamação dos gânglios linfáticos e outros sintomas. O estágio latente é a fase assintomática da doença, que pode durar anos. No estágio terciário, a sífilis pode causar sérios problemas de saúde, como danos ao cérebro, coração e outros órgãos.

A sífilis é geralmente tratada com antibióticos, especialmente penicilina. O tratamento precoce pode curar a doença e prevenir complicações graves. No entanto, o tratamento pode não reverter danos já causados pela sífilis em estágios avançados. É importante realizar testes de detecção e tratamento precoces para controlar a disseminação da doença e prevenir complicações graves.

Na medicina, o termo "sorodiagnóstico da sífilis" refere-se a um tipo específico de teste sorológico usado para ajudar no diagnóstico da sífilis, uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum.

Existem dois tipos principais de testes sorológicos para a sífilis: testes não treponêmicos e testes treponêmicos. O sorodiagnóstico da sífilis geralmente se refere a um tipo específico de teste treponêmico, chamado teste de reagina venérea (VDRL) ou teste de cardiolipina.

Estes testes detectam a presença de anticorpos produzidos em resposta à infecção por Treponema pallidum. No entanto, é importante notar que os anticorpos detectados por esses testes também podem ser produzidos em resposta a outras infecções ou condições, portanto, resultados positivos devem ser confirmados com um teste treponêmico adicional, como o teste de fluorescência treponêmica (FTA-ABS) ou o teste de microhemaglutinação treponêmica (MHA-TP).

O sorodiagnóstico da sífilis é um método importante para o diagnóstico e rastreamento da sífilis, mas deve ser interpretado com cuidado e em conjunto com outras informações clínicas e laboratoriais.

O Teste de Imobilização do Treponema (TIF, na sigla em inglês) é um método de diagnóstico laboratorial para a detecção da sífilis, uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum.

Neste teste, uma amostra de soro ou líquido cefalorraquidiano é coletada do paciente e misturada com o Treponema pallidum vivo. Se o paciente tiver anticorpos contra a bactéria na sua sangue, eles se ligarão ao Treponema pallidum presente no teste, imobilizando-o. Em seguida, um reactivo específico é adicionado à amostra e, se houver imobilização do Treponema, uma reação será observada, indicando a presença de anticorpos contra a sífilis.

É importante ressaltar que o TIF pode apresentar falso-negativo em estágios iniciais da infecção e também em pacientes com imunidade diminuída. Por isso, outros métodos de diagnóstico, como a detecção de antígenos ou ácidos nucléicos do Treponema pallidum, podem ser utilizados em conjunto para confirmar o diagnóstico de sífilis.

O Teste de Absorção do Anticorpo Treponêmico Fluorescente (FTA-ABS) é um exame sorológico usado para diagnosticar infecções por *Treponema pallidum*, a bactéria que causa a sífilis. É considerado um dos testes mais específicos e sensíveis para a detecção de infecções por sífilis.

No exame FTA-ABS, uma amostra de soro (fluido corporal rico em anticorpos) é coletada do paciente e é exposta a células infectadas com *Treponema pallidum*. Se o paciente tiver anticorpos contra a bactéria, eles se ligarão às células infectadas. Em seguida, um anticorpo marcado fluorescentemente é adicionado à amostra. Se os anticorpos do paciente estiverem presentes e ligados às células infectadas, o anticorpo marcado fluorescentemente se ligará a eles, tornando-os visíveis sob um microscópio especial equipado com luz ultravioleta.

O teste de absorção é uma etapa adicional que ajuda a diferenciar a sífilis de outras infecções treponêmicas, como a pinta e a frambésia. Nesta etapa, a amostra de soro do paciente é previamente tratada com antígenos de outras bactérias treponêmicas. Se o paciente tiver anticorpos específicos para *Treponema pallidum*, eles permanecerão na amostra e serão detectados no exame FTA-ABS, enquanto os anticorpos cruzados contra outras bactérias treponêmicas serão removidos.

Em resumo, o Teste de Absorção do Anticorpo Treponêmico Fluorescente (FTA-ABS) é um exame laboratorial utilizado para diagnosticar a sífilis, uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria *Treponema pallidum*. A etapa de absorção ajuda a diferenciar a sífilis de outras infecções treponêmicas e aumenta a especificidade do exame.

Treponema é um gênero de bactérias helicoidais gram-negativas, móveis e anaeróbicas facultativas. Essas bactérias possuem flagelos internos que lhes permitem se movimentar em ambientes viscosos. O gênero Treponema inclui várias espécies que são patogênicas para os seres humanos, incluindo a Treponema pallidum, que é a causa da sífilis, uma doença sexualmente transmissível grave e potencialmente fatal. Outras espécies de Treponema estão associadas à doenças periodontais e outras infecções bucais. É importante notar que as bactérias do gênero Treponema são sensíveis a condições ambientais, como temperatura, pH e atividade oxidativa-reduzida, o que pode influenciar sua capacidade de causar doenças.

A Neurosyphilis é uma complicação tardia da sífilis, uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum. Quando a infecção por sífilis não é tratada adequadamente, ela pode disseminar-se e afetar o sistema nervoso central, levando ao desenvolvimento da neurosyphilis.

Existem quatro estágios clínicos principais de neurosyphilis:

1. Sífilis asymptomática do sistema nervoso central (SANS): É a forma mais comum e geralmente ocorre dentro dos primeiros dois anos após a infecção inicial por sífilis. Neste estágio, a bactéria pode ser detectada em fluidos cerebrospinais, mas os indivíduos geralmente não apresentam sintomas.

2. Meningovasculite: Este estágio é caracterizado por inflamação dos vasos sanguíneos no cérebro e na medula espinhal, o que pode levar a dificuldades cognitivas, alterações de personalidade, convulsões, dor de cabeça, rigidez do pescoço, problemas de visão e audição, e outros sintomas neurológicos.

3. Tabes dorsalis: É um estágio avançado de neurosyphilis que ocorre geralmente entre 10 a 20 anos após a infecção inicial. Neste estágio, os indivíduos podem experimentar perda de reflexos, dores articulares e musculares, ataxia (perda de coordenação), alterações na visão e audição, problemas urinários, e outros sintomas neurológicos.

4. Demência paretica: É o estágio final de neurosyphilis, geralmente ocorrendo décadas após a infecção inicial. Neste estágio, os indivíduos podem experimentar demência, delirium, alucinações, e outros sintomas psiquiátricos graves.

O diagnóstico de neurosyphilis geralmente é baseado em exames laboratoriais, incluindo testes sorológicos para sífilis e análises do líquor cerebrospinal (LCR). O tratamento geralmente consiste em antibióticos, como a penicilina, administrados por via intravenosa. Embora o tratamento possa parar a progressão da doença, os danos neurológicos irreversíveis podem persistir.

Reagina é um termo usado em medicina que se refere a aglutininas produzidas em resposta a certos antígenos bacterianos, especialmente aqueles encontrados em estreptococos do grupo A. Essas reaginas são geralmente IgG ou IgM e podem ser detectadas no soro de um indivíduo que teve uma infecção recente por estreptococos do grupo A. É importante notar que a presença dessas reaginas pode indicar uma infecção atual ou recente, mas também pode persistir em níveis baixos por meses ou até anos após a infecção ter passado. Portanto, o teste para reaginas sozinho não é suficiente para diagnosticar uma infecção aguda e deve ser interpretado junto com outras informações clínicas.

A sífilis congênita é uma infecção sexualmente transmissível (IST) causada pela bactéria Treponema pallidum que é transmitida da mãe infectada para o feto durante a gravidez ou no parto. É considerada uma doença rara nos países desenvolvidos, mas ainda é um problema de saúde pública em algumas regiões do mundo.

A sífilis congênita pode causar sérios danos ao feto, dependendo da idade gestacional em que a infecção ocorreu. Os sintomas podem variar muito e podem incluir:

* Anormalidades esqueléticas e faciais, como nariz achatado ou maxilar superior alongado;
* Danos nos olhos, como catarata congênita ou glaucoma;
* Problemas auditivos, como surdez;
* Desenvolvimento neurológico anormal, como paralisia cerebral ou atraso mental;
* Dentes pequenos e com forma irregular (dentes de Hutchinson);
* Erupções cutâneas em forma de rosácea;
* Baixo peso ao nascer;
* Falta de crescimento adequado.

A sífilis congênita pode ser prevenida com o tratamento adequado da sífilis na mãe antes ou durante a gravidez. O tratamento geralmente consiste em antibióticos, como a penicilina, que podem matar a bactéria que causa a doença. É importante que as mulheres grávidas sejam testadas para sífilis no início da gravidez e recebam tratamento imediato se forem diagnosticadas com a doença. Além disso, é recomendável que as mulheres grávidas em áreas de alto risco sejam testadas novamente para sífilis no terceiro trimestre da gravidez e no parto.

Os Testes de Hemaglutinação (THA) são um tipo de exame sorológico utilizado para detectar e medir a presença de anticorpos ou antígenos em amostras biológicas, geralmente sangue. Eles são baseados no princípio da hemaglutinação, que ocorre quando as hemáglutininas (proteínas presentes na superfície de alguns vírus e bactérias) se combinam com os anticorpos específicos presentes nos glóbulos vermelhos (hemácias) do paciente, levando à aglutinação ou clusterização dos glóbulos vermelhos.

Nesses testes, uma amostra de soro sanguíneo é diluída e misturada com hemácias tratadas previamente com um reagente específico, como antígenos virais ou bacterianos. Se o paciente tiver desenvolvido anticorpos contra esses agentes infecciosos, haverá uma reação entre os anticorpos presentes no soro e os antígenos adicionados, resultando em hemaglutinação visível. A intensidade da aglutinação é diretamente proporcional à quantidade de anticorpos presentes na amostra, o que permite a quantificação do título de anticorpos no soro do paciente.

THA são amplamente utilizados em diagnóstico e monitoramento de diversas infecções, incluindo gripe (influenza), hepatites virais, febre tifóide, sífilis, e outras doenças infecciosas. Além disso, esses testes também são úteis em programas de vacinação, pois podem avaliar a resposta imune do indivíduo à vacinação e determinar se houve produção de anticorpos suficientes para proteger contra a infecção.

Anticorpos antibacterianos são proteínas produzidas pelo sistema imunológico em resposta à presença de uma bactéria estrangeira no corpo. Eles são específicos para determinados antígenos presentes na superfície da bactéria invasora e desempenham um papel crucial na defesa do organismo contra infecções bacterianas.

Os anticorpos antibacterianos se ligam a esses antígenos, marcando assim a bactéria para ser destruída por outras células do sistema imunológico, como macrófagos e neutrófilos. Além disso, os anticorpos também podem neutralizar diretamente as toxinas bacterianas, impedindo que causem danos ao corpo.

Existem diferentes tipos de anticorpos antibacterianos, incluindo IgG, IgM e IgA, cada um com funções específicas no combate à infecção bacteriana. A produção desses anticorpos é estimulada por vacinas ou por infecções naturais, proporcionando imunidade adquirida contra determinadas bactérias.

A sífilis latente é uma fase da infecção por sífilis em que a pessoa infectada não apresenta sintomas clínicos evidentes, mas a bactéria Treponema pallidum ainda pode ser detectada em exames laboratoriais. Geralmente, essa fase ocorre após a fase primária e secundária da sífilis e pode durar muitos anos se não for tratada. Existem dois estágios de sífilis latente:

1. Sífilis Latente Primitiva (Early Latent Syphilis): Essa é a fase inicial da sífilis latente, geralmente ocorrendo dentro dos primeiros 2 anos após a infecção inicial. Neste estágio, as pessoas geralmente não apresentam sinais ou sintomas evidentes da doença, mas podem transmiti-la a outras pessoas por contato sexual.

2. Sífilis Latente Tardia (Late Latent Syphilis): Essa é a fase avançada da sífilis latente, geralmente ocorrendo mais de 2 anos após a infecção inicial. Neste estágio, as pessoas continuam sem sintomas evidentes, mas há um risco maior de complicações sistêmicas e danos a órgãos internos, especialmente ao sistema nervoso central (neurosífilis).

O diagnóstico da sífilis latente geralmente é confirmado por meio de exames laboratoriais, como testes sorológicos para detecção de anticorpos contra a bactéria Treponema pallidum. O tratamento precoce e adequado pode prevenir as complicações graves da sífilis e reduzir o risco de transmissão para outras pessoas.

Imunofluorescência é uma técnica de laboratório utilizada em patologia clínica e investigação biomédica para detectar e localizar antígenos (substâncias que induzem a produção de anticorpos) em tecidos ou células. A técnica consiste em utilizar um anticorpo marcado com um fluoróforo, uma molécula fluorescente, que se une especificamente ao antígeno em questão. Quando a amostra é examinada sob um microscópio de fluorescência, as áreas onde ocorre a ligação do anticorpo ao antígeno irradiam uma luz característica da molécula fluorescente, permitindo assim a visualização e localização do antígeno no tecido ou célula.

Existem diferentes tipos de imunofluorescência, como a imunofluorescência direta (DFI) e a imunofluorescência indireta (IFA). Na DFI, o anticorpo marcado com fluoróforo se liga diretamente ao antígeno alvo. Já na IFA, um anticorpo não marcado é usado para primeiro se ligar ao antígeno, e em seguida um segundo anticorpo marcado com fluoróforo se une ao primeiro anticorpo, amplificando assim a sinalização.

A imunofluorescência é uma técnica sensível e específica que pode ser usada em diversas áreas da medicina, como na diagnose de doenças autoimunes, infecções e neoplasias, bem como no estudo da expressão de proteínas e outros antígenos em tecidos e células.

Penicilina G Benzatina é um antibiótico utilizado no tratamento de infecções bacterianas. É uma forma de penicilina de ação prolongada, ou seja, após sua injeção, os níveis de penicilina no sangue permanecem elevados por um longo período de tempo.

A Penicilina G Benzatina é composta pela união da penicilina G com a benzatina, um composto que permite que a penicilina seja liberada lentamente no organismo. Isso torna-a útil no tratamento de infecções causadas por bacterias resistentes às formas mais solúveis de penicilina.

Este antibiótico é eficaz contra uma ampla gama de bactérias, incluindo estreptococos, meningococos, pneumococos e alguns tipos de estafilococos. É frequentemente usado no tratamento de doenças como difteria, escarlatina, febre reumática aguda, infecções da pele e tecidos moles, e para prevenir a recorrência de infecções causadas por estreptococos do grupo A.

Como qualquer medicamento, a Penicilina G Benzatina pode ter efeitos colaterais. Os mais comuns incluem dor, vermelhidão ou inflamação no local da injeção. Em casos raros, podem ocorrer reações alérgicas graves, como anafilaxia. Portanto, é importante que seja administrada sob orientação médica.

Uma reação falsa-positiva, em termos de testes diagnósticos ou de detecção, refere-se a um resultado em que o teste indica a presença de uma certa condição ou substância quando, na realidade, a pessoa ou o objeto testado não a possui. Isto pode ocorrer devido a vários fatores, como por exemplo:

1. Interferência de outras substâncias no teste;
2. Problemas técnicos no processamento do teste;
3. Erros de interpretação dos resultados;
4. Baixa especificidade do teste, o que significa que ele pode detectar a presença de outras substâncias além daquela que está sendo investigada.

Reações falsas-positivas podem levar a diagnósticos ou tratamentos incorretos, causando assim estresse desnecessário, custos adicionais e possíveis riscos à saúde dos indivíduos. Por isso, é essencial que os resultados de testes sejam sempre interpretados com cuidado, levando em consideração a história clínica do paciente, outros exames diagnósticos e a opinião de profissionais de saúde qualificados.

'Enciclopedias as a Subject' não é uma definição médica em si, mas sim um tema ou assunto relacionado ao campo das enciclopédias e referências gerais. No entanto, em um sentido mais amplo, podemos dizer que esta área se concentra no estudo e catalogação de conhecimento geral contido em diferentes enciclopédias, cobrindo uma variedade de tópicos, incluindo ciências médicas e saúde.

Uma definição médica relevante para este assunto seria 'Medical Encyclopedias', que se referem a enciclopédias especializadas no campo da medicina e saúde. Essas obras de referência contêm artigos detalhados sobre diferentes aspectos da medicina, como doenças, procedimentos diagnósticos, tratamentos, termos médicos, anatomia humana, história da medicina, e biografias de profissionais médicos importantes. Algumas enciclopédias médicas são direcionadas a um público especializado, como médicos e estudantes de medicina, enquanto outras são destinadas ao grande público leigo interessado em conhecimentos sobre saúde e cuidados médicos.

Exemplos notáveis de enciclopédias médicas incluem a 'Encyclopedia of Medical Devices and Instrumentation', 'The Merck Manual of Diagnosis and Therapy', ' tabulae anatomicae' de Vesalius, e a 'Gray's Anatomy'. Essas obras desempenharam um papel importante no avanço do conhecimento médico, fornecendo uma base sólida para o estudo e prática da medicina.

De acordo com a National Library of Medicine dos EUA (NLM), Treponema denticola é descrito como um tipo específico de bactéria spirochaetal gram-negativa, que é frequentemente encontrada no biofilme oral e está associada à doença periodontal avançada. Essas bactérias são capazes de invadir tecidos profundos e causar danos ao tecido conjuntivo e ósseo, levando potencialmente a perda de dentes. Além disso, estudos sugerem que T. denticola pode estar associada a outras condições sistêmicas, como doenças cardiovasculares e respiratórias. No entanto, é importante notar que a relação causal entre T. denticola e essas condições ainda não está totalmente esclarecida.

Infecções por Treponema. Como interpretar os testes laboratoriais e prescrever o tratamento para sífilis?. Os testes ...
A bouba é uma infecção tropical da pele, ossos e articulações causadas pela bactéria Treponema pallidum pertenue. A doença ... Outras doenças da treponemal são o bejel (Treponema pallidum endemicum),a pinta (Treponema pallidum carateum) e a sífilis ( ... Faz parte do grupo de doenças causadas por treponemas junto com bejel (Treponema pallidum endemicum), pinta (Treponema pallidum ... O ciclo de desenvolvimento da doença é semelhante a do Treponema pallidum (Sífilis) tendo um estágio primário com um ou mais " ...
A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível (IST) causada pela bactéria Treponema pallidum, que tem tratamento e cura. ... A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema Pallidum. Além da transmissão no ato sexual ... Causada pela bactéria Treponema Pallidum, a Sífilis é uma doença transmitida de duas formas: através da relação sexual sem ... infecção que acomete os bebês em qualquer fase da gestação, em geral devido a falhas no pré-natal, como… ...
A sífilis é uma infecção ocasionada pelo agente etiológico Treponema pallidum. Quando há envolvimento do sistema nervoso ... Introdução: O vírus Herpes simplex é causador de infecção viral de alta prevalência. Herpes é uma infecção subclínica ou único ... INSUFICIÊNCIA PLACENTÁRIA POR INFECÇÃO AO SARS COV-2: RELATO DE CASO [+]. Resumo:. A transmissão vertical da COVID-19 e a ... à infecção pelo vírus Monkeypox e a prevalência de coinfecção com outras infecções sexualmente transmissíveis. Métodos: Foi ...
... é uma infecção sexualmente transmissível que causa sintomas como feridas e vermelhidão na pele. Veja os estágios e fotos da ... A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível (IST), exclusiva do ser humano, causada pela bactéria Treponema pallidum. ... A sífilis primária é a que ocorre assim que há a infecção pela bactéria Treponema pallidum. Cerca de três a quatro dias após o ... FTA-ABS: esse exame é considerado treponêmico, ou seja, ele é preparado com proteínas específicas para o Treponema pallidum. ...
O que é sífilis? A sífilis (ou lue) é uma como tomar infecção mundial causada por uma bactéria: Treponema pallidum. ... Desde composição a infecção até o início dos sintomas pode demorar de 2 a 20 dias. Sinais e sintomas, bem como sinais. ... Doença causada pela infecção por Herpes simplex. Após o episódio inicial, a doença pode persistir várias vezes ao longo da vida ... Essas infecções, deixadas sem tratamento, podem criar grandes dificuldades, como a incapacidade de conceber (em homens e ...
Infecções sexualmente transmissíveis. Treponema pallidum. Sífilis congênita. assistência farmacêutica. Resumo. A sífilis é uma ... Seu agente etiológico é a bactéria Treponema pallidum, descrito há mais de 100 anos e tratado desde 1943 pela penicilina, droga ... infecção sexualmente transmissível, tendo sua via através de relação sexual e verticalmente durante a gestação. Sendo ...
e a sífilis Sífilis A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum. Ela pode ... e o HIV [ vírus da imunodeficiência humana Infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) A infecção pelo vírus da ... quanto as causadas por vírus (por exemplo, o HPV [ papilomavírus humano Infecção por papilomavírus humano (HPV) O papilomavírus ... Os preservativos feitos de látex são os únicos contraceptivos que oferecem proteção contra todas as infecções sexualmente ...
INTRODUÇÃO: A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível (IST) causada pela bactéria Treponema pallidum, que se ... Avaliação e validação de proteínas recombinantes do Treponema pallidum para o imunodiagnóstico da sífilis  Silva, Ângelo ...
Sífilis, aprenda os princípais sintomas e tratamentos desta doença: Aborto espontâneo, infecções, cegueira, paralisia, doença ... Treponema pallidum @font-face{font-family:Roboto;font-style:normal;font-weight:400;src:url(//fonts.gstatic.com/s/roboto/v18/ ...
Infecções por Treponema (1) * Periodonto (1) * Implantes Dentários (1) * Perda do Osso Alveolar (1) ... Immune response and alveolar bone resorption in a mouse model of Treponema denticola infection. Lee, Song F; Andrian, Elisoa; ...
Infecções concomitantes com Treponema pallidum devem ser excluídas.. contra-indicações. o uso deste medicamento é contra- ... ASTRO® (azitromicina) é indicado no tratamento de infecções do trato respiratório inferior e superior, acne, infecções da pele ... ASTRO® (azitromicina) é indicado em infecções causadas por microrganismos suscetíveis, em infecções do trato respiratório ... É também indicado no tratamento de cancro devido à Haemophilus ducreyi e em infecções genitais não complicadas devido a ...
Indicado para o tratamento de infecções bacterianas de equinos, bovinos, ovinos, caprinos, suínos, caninos e felinos causadas ... Infecções gastrointestinais: E. coli, Salmonella sp., Klebsiella sp., Enterobacter sp., Proteus sp.,Treponema sp. e Pseudomonas ... Indicado para o tratamento de infecções bacterianas de equinos, bovinos, ovinos, caprinos, suínos, caninos e felinos causadas ... Metrites, Cistites e outras infecções geniturinárias: E. coli, Klebsiella sp., Enterobacter sp., Proteus sp., Pseudomonas sp.e ...
Actinomicose causada por Actinomyces spp.; Infecções causadas por Clostridium spp.; Sífilis causada por Treponema pallidum e ... 13) Uretrite (infecção na uretra) não gonocócica causada por Ureaplasma urealyticum (micoplasma-T); (14) infecções por ... 22) Infecções de pele, tecidos moles e em infecções respiratórias devido a Staphylococcus aureus. ... infecção dos órgãos genitais) não complicada causada por Neisseria gonorrhoeae; (20) infecções respiratórias e urinárias ...
A evolução da infecção crônica ocorre em fases: primária (com lesão em órgãos genitais), secundária (com manifestações cutâneas ... O uso da reação em cadeia da polimerase (PCR) no LCR para amplificação de regiões conservadas do ADN da Treponema pallidum tem ... Em cerca de 40% dos casos a bactéria Treponema pallidum invade o sistema nervoso central (SNC), mas na maioria das vezes a ... A sífilis é causada pela bactéria Treponema pallidum. A transmissão acontece de forma vertical, por transfusão sanguínea ou por ...
Infecções devidas a Listeria monocytogenes;. *Infecções da pele e tecidos moles de leve a moderada gravidade causadas por S. ... Sífilis primária causada por Treponema pallidum. A eritromicina é uma alternativa para o tratamento da sífilis primária em ... Infecções do trato respiratório inferior de leve a moderada gravidade causadas por S. pyogenes, S. pneumoniae, Mycoplasma ... Infecções do trato respiratório superior de leve a moderada gravidade causadas por Streptococcus pyogenes, estreptococos do ...
A infecção afeta diretamente a uretra, podendo atacar ambos os sexos. É um tipo de infecção que pode ser diagnosticado com mais ... Sífilis (causada pela Treponema pallidum). A sífilis, ou cancro duro, é uma doença que, no mundo todo, afeta duas em cada 100 ... A infecção provocada pelo HIV, o vírus da Sida, ataca o sistema imunológico. Na primeira fase, conhecida como infecção aguda, ... Mesmo sendo facilmente tratável, não provocando infecções mais sérias, a infecção precisa ter atenção especial, já que é uma ...
Sífilis, ou Lues, é uma infecção causada pela bactéria Treponema pallidum. É curável e exclusiva do ser humano, tendo como ... É dividida em sífilis latente recente (menos de dois anos de infecção) e sífilis latente tardia (mais de dois anos de infecção ... Sífilis congênita: É a infecção transmitida da mãe para o bebê e pode ocorrer em qualquer fase da gravidez. O risco é maior ... Por isso é importante se proteger, fazer o teste e, se a infecção for detectada, tratar da maneira correta. O não tratamento da ...
Chemitril® Comprimidos 50 mg é indicado para cães e gatos no tratamento de infecções causadas por bactérias Gram-positivas e ... Chemitril® Comprimidos 50 mg é indicado para cães e gatos no tratamento de infecções causadas por bactérias Gram-positivas e ... Treponema sp. ... Infecções do ouvido: otites causadas por Proteus sp, ... Infecções urogenitais: cistite, nefrite, pielonefrite, piometra causadas por Brucella sp, Enterobacter sp, Escherichia coli, ...
A Sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível causada pela bactéria Treponema Pallidum. Ela tem cura, mas causa lesões nas ... O período de incubação da Sífilis, ou seja, o tempo que leva desde a infecção até o surgimento de sintomas, é normalmente de ... No Brasil, a infecção é concentrada em alguns segmentos populacionais: LGBTs, usuários de álcool e outras drogas, pessoas ... Esse estágio é dividido em sífilis latente recente (menos de dois anos de infecção) e sífilis latente tardia (mais de dois anos ...
Nesta aula, vamos aprender sobre essa infecção sexualmente transmissível (IST) que afeta os bebês ... A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum. A rota de transmissão mais comum é ... Nesta aula, vamos aprender sobre essa infecção sexualmente transmissível (IST) que afeta os bebês durante a gestação. ...
A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível (IST) causada pela bactéria Treponema pallidum. Embora seja principalmente ...
A sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) causada pela bactéria Treponema Pallidum. Exclusiva em humanos e ...
Molecular analysis of Filifactor alocis, Tannerella forsythia, and Treponema denticola associated with primary endodontic ... Infecção Persistente. A infecção persistente é aquela que, como o próprio nome diz, se manteve, apesar dos procedimentos de ... Microbiologia da Infecção Persistente. A microbiota associada à infecção persistente normalmente é composta por uma única ... Microbiologia da Infecção Secundária. A infecção secundária pode se apresentar como um biofilme misto, com uma menor ...
Haemophilus ducreyi e Treponema pallidum ... a Target oferece o Painel Molecular Ampliado para Infecções ... Infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) ocorrem com alta frequência entre a população sexualmente ativa, apresentando ... manejo e controle dessas infecções. Em resposta a essa demanda, ...

No FAQ disponível com os "infecções por treponema"

No imagens disponível com os "infecções por treponema"