Agente desinfetante local usado para infecções dérmicas, gastrointestinais e vaginais causadas por fungos, protozoários e certas bactérias. Em animais, causa dano no sistema nervoso central e não é administrado por via parenteral. Também é usado como antisséptico, fungistático e desodorante.

Clorquinaldol é um agente antimicrobiano e anti-inflamatório que foi amplamente utilizado em medicamentos para tratamento de infecções do trato gastrointestinal, como a gastrite e úlceras duodenais. Possui propriedades antibacterianas, antiprotozoárias e antifúngicas. No entanto, devido aos efeitos colaterais hepáticos e à resistência bacteriana desenvolvida ao longo do tempo, seu uso clínico tem sido limitado ou descontinuado em muitos países.

A formulação química do clorquinaldol é 2,2-dichloro-3-(2',4'-chlorophenyl)-1,1-dimethylbutan-1-ol. É um sólido incolor a branco com um odor característico e solúvel em álcoois, éteres e clorofórmio.

Em termos médicos, o clorquinaldol foi utilizado como antisséptico intestinal, sendo administrado por via oral para tratar infecções causadas por bactérias sensíveis, como a Shigella e a Salmonella. Além disso, também era empregado no tratamento de parasitas intestinais, como a Giardia e a Entamoeba histolytica.

Embora o clorquinaldol tenha demonstrado eficácia em combater infecções gastrointestinais, seu uso prolongado ou excessivo pode resultar em efeitos colaterais indesejáveis, como diarreia, dor abdominal, náuseas, vômitos, erupções cutâneas, cefaleias e, em casos mais graves, danos hepáticos. Devido a esses riscos e à resistência bacteriana emergente, o clorquinaldol não é mais uma opção de primeira linha para o tratamento das infecções gastrointestinais e sua utilização é restrita a casos específicos sob orientação médica.

... clorquinaldol Creme FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Creme dermatol... ... valerato de diflucortolona + clorquinaldol. Creme FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO. Creme dermatológico. Cartucho com bisnaga ...

No FAQ disponível com os "clorquinaldol"