Antagonista serotonérgico com atividade anti-histamínica, anticolinérgica e imunossupressora limitada.
Congênere farmacológico da serotonina que contrai a musculatura lisa e tem ações similares àquelas dos antidepressivos tricíclicos. Tem sido proposto como oxitócico.
Derivado do ergot que é um congênere da DIETILAMIDA DO ÁCIDO LISÉRGICO. Antagoniza os efeitos da serotonina nos vasos sanguíneos e na musculatura lisa gastrointestinal, mas tem poucas propriedades dos outros alcaloides do ergot. A metisergida é utilizada profilaticamente na enxaqueca e outras dores de cabeça vasculares e para antagonizar a serotonina na síndrome carcinoide.
Drogas que se ligam aos receptores da serotonina mas não os ativam, bloqueando, assim, as ações da serotonina ou dos AGONISTAS DO RECEPTOR DE SEROTONINA.
Proteínas de superfície celular que se ligam a SEROTONINA e desencadeiam mudanças intracelulares que influenciam o comportamento das células. Têm sido reconhecidos vários tipos de receptores de serotonina que diferem em sua farmacologia, biologia molecular e modo de ação.
Mensageiro bioquímico e regulador, sintetizado a partir do aminoácido essencial L-TRIPTOFANO. Em humanos é geralmente encontrada no sistema nervoso central, no trato gastrointestinal e nas plaquetas sanguíneas. A serotonina está envolvida em importantes funções fisiológicas, incluindo neurotransmissão, motilidade gastrointestinal, homeostase e integridade cardiovascular. Múltiplas famílias de receptores (RECEPTORES DE SEROTONINA) explicam o amplo espectro de ações fisiológicas e distribuição deste mediador bioquímico.

Cianserina é um fármaco que pertence à classe dos antagonistas dos receptores de serotonina. Ele atua bloqueando os efeitos da serotonina no cérebro, o que pode ajudar a controlar sintomas como espasticidade, tremores e rigidez muscular em pacientes com doenças como a doença de Parkinson. A cianserina também pode ser usada para tratar migraenas e outros tipos de dor de cabeça.

Os efeitos colaterais da cianserina podem incluir boca seca, tontura, sonolência, constipação, náusea, diarreia, dificuldade para dormir, aumento do apetite e ganho de peso. Em casos raros, a cianserina pode causar reações alérgicas graves, confusão, agitação, ansiedade, alucinações ou outros sintomas psiquiátricos.

Como qualquer medicamento, a cianserina deve ser usada sob orientação médica e as doses devem ser ajustadas com cuidado, especialmente em pacientes idosos ou com problemas renais ou hepáticos. Além disso, é importante informar o médico sobre quaisquer outros medicamentos que estejam sendo usados, pois a cianserina pode interagir com outras drogas e aumentar o risco de efeitos colaterais.

La Quipazine é un farmaco anticolinergico e antagonista del recettore NMDA, utilizzato in passato come antiemetico e nella terapia dei disturbi del movimento. Tuttavia, a causa degli effetti collaterali significativi e dell'efficacia limitata, la sua utilizzo è stato progressivamente abbandonato.

La quipazina agisce bloccando l'attività del neurotrasmettitore acetilcolina e del glutammato a livello del sistema nervoso centrale. Ciò può portare ad una riduzione dei sintomi di alcune condizioni neurologiche, come la nausea e il vomito, nonché ai movimenti involontari associati alla malattia di Parkinson.

Tuttavia, l'uso della quipazina è stato associato a gravi effetti collaterali, tra cui confusione, allucinazioni, agitazione, sonnolenza e problemi cardiovascolari. Pertanto, il farmaco non è più raccomandato per l'uso clinico e sono state sviluppate alternative più sicure ed efficaci.

Metisergida é um medicamento ergótico derivado da ergolina, usado principalmente no tratamento profilático da migraña em adultos. Ele atua como agonista dos receptores serotoninérgicos 5-HT1D e 5-HT1B, além de antagonista parcial do receptor 5-HT2A, o que ajudará a reduzir a dilatação dos vasos sanguíneos cerebrais e a diminuição da liberação de neuropeptídeos envolvidos nos processos inflamatórios associados à dor de cabeça.

Os efeitos colaterais comuns do medicamento incluem náuseas, vômitos, diarreia, boca seca, tontura, sonolência, pesadelos, ansiedade, depressão e alterações no humor. Em casos mais graves ou raros, podem ocorrer reações adversas como fibrose retroperitoneal, fibrose pleural, valvulopatias cardíacas e hipertensão pulmonar. A metisergida deve ser usada com cautela em pacientes com histórico de doenças cardiovasculares, pulmonares ou gastrointestinais, e seu uso deve ser evitado durante a gravidez e amamentação.

A metisergida é frequentemente prescrita em doses baixas, uma vez por dia, e sua posologia pode ser ajustada conforme necessário para controlar os sintomas da migraña. É importante monitorar regularmente os pacientes que fazem uso do medicamento para detectar quaisquer sinais de efeitos colaterais adversos e ajustar o tratamento em conformidade.

Os antagonistas da serotonina são um tipo de medicamento que bloqueia os receptores da serotonina no cérebro. A serotonina é um neurotransmissor, uma substância química usada pelas células nervosas para se comunicar uns com os outros. Os antagonistas da serotonina são por vezes utilizados no tratamento de transtornos mentais, como a esquizofrenia, e também podem ser utilizados em combinação com outros medicamentos para tratar náuseas e vômitos graves. Existem diferentes tipos de antagonistas da serotonina que bloqueiam diferentes subtipos de receptores de serotonina no cérebro. Alguns destes medicamentos podem ter efeitos secundários, como sonolência, tontura, confusão e problemas de coordenação.

Os Receptores de Serotonina referem-se a um grupo de proteínas transmembrana encontradas em neurônios e outras células do corpo que se ligam à serotonina, um neurotransmissor importante no sistema nervoso central e periférico. Existem pelo menos 14 subtipos diferentes de receptores de serotonina (5-HT) identificados até agora e são geralmente classificados em sete famílias distintas (5-HT1 a 5-HT7), com base em suas sequências de aminoácidos, estruturas moleculares e funções biológicas.

Cada subtipo de receptor de serotonina tem sua própria distribuição anatômica, afinidade por diferentes ligantes e mecanismos de sinalização intracelular. Alguns desses receptores estão envolvidos em processos como a regulação do humor, sono, apetite, nausea, ansiedade, agressão, sexualidade, temperatura corporal e funções cognitivas. Outros desempenham papéis importantes na modulação da dor, hemostasia, função cardiovascular e processos gastrointestinais.

Devido à sua importância em uma variedade de funções fisiológicas e patológicas, os receptores de serotonina têm sido alvo de pesquisas intensivas no campo da farmacologia e psiquiatria, com o objetivo de desenvolver novos tratamentos para doenças como depressão, ansiedade, transtornos alimentares, dor crônica e outras condições.

A serotonina é um neurotransmissor, ou seja, uma substância química que transmite sinais entre células nervosas. Ele desempenha um papel importante na regulação do humor, sono, apetite, memória e aprendizagem, entre outros processos no corpo humano. A serotonina é produzida a partir do aminoácido triptofano e pode ser encontrada em altas concentrações no sistema gastrointestinal e no cérebro. Alterações nos níveis de serotonina têm sido associadas a diversos distúrbios psiquiátricos, como depressão e transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).

Cinanserina [D02.241.223.200.200] Cinanserina * Ácidos Cumáricos [D02.241.223.200.210] Ácidos Cumáricos ...

No FAQ disponível com os "cinanserina"

No imagens disponível com os "cinanserina"