Substâncias utilizados para tratar infecções de bactérias do gênero TREPONEMA. Isto inclui a SÍFILIS e BOUBA.
Agente causador da sífilis venérea e não venérea, assim como de bouba.
As infecções por bactérias do gênero TREPONEMA.
Infecções do sistema nervoso central causadas por TREPONEMA PALLIDUM que se apresenta com uma variedade de síndromes clínicas. A fase inicial da infecção normalmente causa uma reação meníngea leve ou assintomática. A forma meningovascular pode se apresentar agudamente como INFARTO ENCEFÁLICO. A infecção pode também permanecer subclínica por vários anos. As síndromes tardias incluem paresia geral, TABES DORSAL, sífilis das meninges, ATROFIA ÓPTICA sifilítica e sífilis espinhal. Paresia geral é caracterizada por DEMÊNCIA progressiva, DISARTRIA, TREMOR, MIOCLONIA, CONVULSÕES e pupilas de Argyll-Robertson. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp717-9)
Testes sorológicos para sífilis.
Doença contagiosa venérea causada pela espiroqueta TREPONEMA PALLIDUM.
Imunoglobulinas produzidas em resposta a ANTÍGENOS DE BACTÉRIAS.

Antitreponémicos são antibióticos usados especificamente para tratar infecções causadas por spiroquetes, um tipo de bactéria em forma de espiral, incluindo a doença de Lyme e sífilis. O mais comum antitreponêmico é a penicilina, que é geralmente eficaz contra essas infecções quando administrada corretamente. Outros antitreponémicos incluem a ceftriaxona, doxiciclina e azitromicina. Eles funcionam inibindo a síntese de proteínas bacterianas, o que leva à morte das bactérias. É importante notar que o tratamento precoce é crucial para evitar complicações graves associadas às infecções causadas por spiroquetes.

Treponema pallidum é a bactéria espiral em forma que causa sífilis, uma doença sexualmente transmissível grave. É um membro da família de bactérias chamadas Spirochaetaceae e é extremamente frágil e difícil de cultivar em laboratório. Isso dificulta o desenvolvimento de vacinas eficazes contra a sífilis. A bactéria pode infectar vários órgãos e tecidos, incluindo o cérebro, causando sérios problemas de saúde se não for tratada adequadamente. É transmitida por contato sexual direto com uma lesão ou úlcera na pele ou membranas mucosas de alguém infectado.

As infecções por Treponema referem-se a um grupo de doenças causadas pela bactéria espiral Gram-negativa, chamada Treponema. Existem quatro principais doenças causadas por diferentes subespecies de Treponema:

1. Treponema pallidum ssp. pallidum causa a sífilis, uma doença sexualmente transmissível que pode resultar em diversos sintomas e complicações sistêmicas graves se não for tratada adequadamente. A sífilis tem quatro estágios: primário, secundário, latente e terciário. Cada etapa é caracterizada por diferentes sinais e sintomas.

2. Treponema pallidum ssp. endemicum causa a bejel ou pian bois, uma doença que afeta principalmente crianças em comunidades fechadas em regiões áridas e semi-áridas. A bejel é geralmente transmitida por contato direto com lesões na pele ou mucosas infectadas. Os sintomas incluem chancros genitais, úlceras na pele e mucosas, inflamação dos gânglios linfáticos e problemas ósseos.

3. Treponema pallidum ssp. pertenue causa o pian ou frambésia, uma doença tropical que afeta principalmente a pele e os tecidos moles. O pian é geralmente transmitido por contato direto com lesões na pele ou mucosas infectadas. Os sintomas incluem chancros genitais, úlceras na pele e mucosas, inflamação dos gânglios linfáticos e formação de nódulos subcutâneos (goma).

4. Treponema carateum causa o pinta, uma doença tropical que afeta principalmente a pele. O pinta é transmitido por contato direto com lesões na pele ou mucosas infectadas e geralmente ocorre em áreas de clima quente e úmido. Os sintomas incluem manchas vermelhas e escamosas na pele, que podem se tornar pálidas ou hiperpigmentadas ao longo do tempo.

O tratamento para as infecções por Treponema depende do tipo de infecção e pode incluir antibióticos, como a penicilina, administrados por via intramuscular ou oral. É importante procurar atendimento médico imediatamente se suspeitar de uma infecção por Treponema, pois o tratamento precoce pode ajudar a prevenir complicações graves e a transmissão da doença para outras pessoas. Além disso, é recomendável que as pessoas sejam testadas regularmente para detectar infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), incluindo as causadas por Treponema, e adotem práticas sexuais seguras para reduzir o risco de infecção.

A Neurosyphilis é uma complicação tardia da sífilis, uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum. Quando a infecção por sífilis não é tratada adequadamente, ela pode disseminar-se e afetar o sistema nervoso central, levando ao desenvolvimento da neurosyphilis.

Existem quatro estágios clínicos principais de neurosyphilis:

1. Sífilis asymptomática do sistema nervoso central (SANS): É a forma mais comum e geralmente ocorre dentro dos primeiros dois anos após a infecção inicial por sífilis. Neste estágio, a bactéria pode ser detectada em fluidos cerebrospinais, mas os indivíduos geralmente não apresentam sintomas.

2. Meningovasculite: Este estágio é caracterizado por inflamação dos vasos sanguíneos no cérebro e na medula espinhal, o que pode levar a dificuldades cognitivas, alterações de personalidade, convulsões, dor de cabeça, rigidez do pescoço, problemas de visão e audição, e outros sintomas neurológicos.

3. Tabes dorsalis: É um estágio avançado de neurosyphilis que ocorre geralmente entre 10 a 20 anos após a infecção inicial. Neste estágio, os indivíduos podem experimentar perda de reflexos, dores articulares e musculares, ataxia (perda de coordenação), alterações na visão e audição, problemas urinários, e outros sintomas neurológicos.

4. Demência paretica: É o estágio final de neurosyphilis, geralmente ocorrendo décadas após a infecção inicial. Neste estágio, os indivíduos podem experimentar demência, delirium, alucinações, e outros sintomas psiquiátricos graves.

O diagnóstico de neurosyphilis geralmente é baseado em exames laboratoriais, incluindo testes sorológicos para sífilis e análises do líquor cerebrospinal (LCR). O tratamento geralmente consiste em antibióticos, como a penicilina, administrados por via intravenosa. Embora o tratamento possa parar a progressão da doença, os danos neurológicos irreversíveis podem persistir.

Na medicina, o termo "sorodiagnóstico da sífilis" refere-se a um tipo específico de teste sorológico usado para ajudar no diagnóstico da sífilis, uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum.

Existem dois tipos principais de testes sorológicos para a sífilis: testes não treponêmicos e testes treponêmicos. O sorodiagnóstico da sífilis geralmente se refere a um tipo específico de teste treponêmico, chamado teste de reagina venérea (VDRL) ou teste de cardiolipina.

Estes testes detectam a presença de anticorpos produzidos em resposta à infecção por Treponema pallidum. No entanto, é importante notar que os anticorpos detectados por esses testes também podem ser produzidos em resposta a outras infecções ou condições, portanto, resultados positivos devem ser confirmados com um teste treponêmico adicional, como o teste de fluorescência treponêmica (FTA-ABS) ou o teste de microhemaglutinação treponêmica (MHA-TP).

O sorodiagnóstico da sífilis é um método importante para o diagnóstico e rastreamento da sífilis, mas deve ser interpretado com cuidado e em conjunto com outras informações clínicas e laboratoriais.

A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum. É geralmente transmitida por contato sexual com uma lesão ou úlcera na pele ou membranas mucosas de alguém infectado. A sífilis pode também ser transmitida de uma mulher grávida para o feto durante a gravidez ou no parto, causando sífilis congénita.

A sífilis ocorre em quatro estágios: primário, secundário, latente e terciário. Cada etapa tem sintomas diferentes. No estágio primário, geralmente aparece uma úlcera indolor em qualquer parte do corpo que entrou em contato com a bactéria, normalmente entre 10 a 90 dias após a exposição. O estágio secundário geralmente começa entre 1 a 6 meses após a exposição e pode incluir erupções cutâneas, febre, mal-estar, inflamação dos gânglios linfáticos e outros sintomas. O estágio latente é a fase assintomática da doença, que pode durar anos. No estágio terciário, a sífilis pode causar sérios problemas de saúde, como danos ao cérebro, coração e outros órgãos.

A sífilis é geralmente tratada com antibióticos, especialmente penicilina. O tratamento precoce pode curar a doença e prevenir complicações graves. No entanto, o tratamento pode não reverter danos já causados pela sífilis em estágios avançados. É importante realizar testes de detecção e tratamento precoces para controlar a disseminação da doença e prevenir complicações graves.

Anticorpos antibacterianos são proteínas produzidas pelo sistema imunológico em resposta à presença de uma bactéria estrangeira no corpo. Eles são específicos para determinados antígenos presentes na superfície da bactéria invasora e desempenham um papel crucial na defesa do organismo contra infecções bacterianas.

Os anticorpos antibacterianos se ligam a esses antígenos, marcando assim a bactéria para ser destruída por outras células do sistema imunológico, como macrófagos e neutrófilos. Além disso, os anticorpos também podem neutralizar diretamente as toxinas bacterianas, impedindo que causem danos ao corpo.

Existem diferentes tipos de anticorpos antibacterianos, incluindo IgG, IgM e IgA, cada um com funções específicas no combate à infecção bacteriana. A produção desses anticorpos é estimulada por vacinas ou por infecções naturais, proporcionando imunidade adquirida contra determinadas bactérias.

Agentes Antitreponêmicos. Antitreponêmicos. Agentes Bloqueadores de Espermatogênese. Bloqueadores de Espermatogênese. Agentes ...
Agentes Antitreponêmicos. Antitreponêmicos. Agentes Bloqueadores de Espermatogênese. Bloqueadores de Espermatogênese. Agentes ...
Agentes Antitreponêmicos. Antitreponêmicos. Agentes Bloqueadores de Espermatogênese. Bloqueadores de Espermatogênese. Agentes ...
Agentes Antitreponêmicos. Antitreponêmicos. Agentes Bloqueadores de Espermatogênese. Bloqueadores de Espermatogênese. Agentes ...
Agentes Antitreponêmicos. Antitreponêmicos. Agentes Bloqueadores de Espermatogênese. Bloqueadores de Espermatogênese. Agentes ...
Agentes Antitreponêmicos. Antitreponêmicos. Agentes Bloqueadores de Espermatogênese. Bloqueadores de Espermatogênese. Agentes ...
Agentes Antitreponêmicos. Antitreponêmicos. Agentes Bloqueadores de Espermatogênese. Bloqueadores de Espermatogênese. Agentes ...
Agentes Antitreponêmicos. Antitreponêmicos. Agentes Bloqueadores de Espermatogênese. Bloqueadores de Espermatogênese. Agentes ...
Agentes Antitreponêmicos. Antitreponêmicos. Agentes Bloqueadores de Espermatogênese. Bloqueadores de Espermatogênese. Agentes ...
Agentes Antisifilíticos use Agentes Antitreponêmicos. Agentes Antissépticos use Antiinfecciosos Locais. Agentes ...
Agentes Antisifilíticos use Agentes Antitreponêmicos. Agentes Antissépticos use Antiinfecciosos Locais. Agentes ...
São específicos para anticorpos antitreponêmicos, sendo reativos a partir do 15º dia de infecção, o que os torna apropriados ... Os testes rápidos para sífilis são considerados testes treponêmicos, pois envolvem a detecção de anticorpos antitreponêmicos ...
São específicos para anticorpos antitreponêmicos, sendo reativos a partir do 15º dia de infecção, o que os torna apropriados ... Os testes rápidos para sífilis são considerados testes treponêmicos, pois envolvem a detecção de anticorpos antitreponêmicos ...
Medicamentos Antissifilíticos use Antitreponêmicos Medicamentos Antissifilíticos Homeopáticos use Homeossifilíticos ...
Agentes Antitreponêmicos. Antitreponêmicos. Agentes Bloqueadores de Espermatogênese. Bloqueadores de Espermatogênese. Agentes ...
Agentes Antitreponêmicos. Antitreponêmicos. Agentes Bloqueadores de Espermatogênese. Bloqueadores de Espermatogênese. Agentes ...
Agentes Antisifilíticos use Agentes Antitreponêmicos. Agentes Antissépticos use Antiinfecciosos Locais. Agentes ...

No FAQ disponível com os "antitreponêmicos"

No imagens disponível com os "antitreponêmicos"