Ausência total ou parcial do cristalino do campo visual, de qualquer causa, exceto após extração de cataratas. A afacia é de origem principalmente congênita ou resulta da SUBLUXAÇÃO E DESLOCAMENTO DO CRISTALINO.
Inflamação supurativa dos tecidos das estruturas internas do olho frequentemente associada com uma infecção.
Ausência do cristalino resultante da extração de catarata.
Lentes planejadas para serem usadas na superfície frontal do globo ocular. (Tradução livre do original:UMDNS, 1999)
Presença de uma lente intraocular após extração do cristalino devido à catarata.
Remoção de um CRISTALINO cataratoso do olho.
Lentes artificiais implantadas.
Inserção de um cristalino artificial para substituir o CRISTALINO natural depois da EXTRAÇÃO da CATARATA ou para suplementar o cristalino natural que é deixado no lugar.
Opacidade, parcial ou completa, do cristalino ou cápsula de um ou ambos os olhos que compromete a visão ou causa cegueira. Os muitos tipos de catarata são classificados pela sua morfologia (tamanho, forma, localização) ou etiologia (causa e época de ocorrência). (Dorland, 28a ed)
Lentes de contato macias, flexíveis, feitas de polímeros plásticos que interagem prontamente com moléculas de água. Muitos tipos estão disponíveis, incluindo versões de uso contínuo e extensivo, que são permeáveis a gás e facilmente esterilizadas.
Clareza ou nitidez da VISÃO OCULAR ou a habilidade dos olhos de enxergar detalhes finos. A acuidade visual depende das funções da RETINA, da transmissão nervosa e da habilidade interpretativa do encéfalo. A acuidade visual normal (humana) é expressa como 20/20, que indica que uma pessoa pode enxergar a 20 pés (aproximadamente 6,1 m) o que normalmente deve ser visto a esta distância. A acuidade visual também pode ser influenciada por brilho, cor e contraste.
Incapacidade de enxergar ou ausência da percepção visual. Esta afecção pode ser o resultado de DOENÇAS OCULARES, DOENÇAS DO NERVO ÓPTICO, doenças do QUIASMA ÓPTICO ou DOENÇAS CEREBRAIS que afetam as VIAS VISUAIS ou LOBO OCCIPITAL.
Anomalia congênita ou desenvolvida em que o globo ocular é anormalmente pequeno.
Sangramento na câmara anterior do olho.
Anomalia ocular do desenvolvimento em que o CORPO VÍTREO primário e a vasculatura hialoide circunvizinha não regrediram. Geralmente é unilateral e caracterizada por CATARATA, MICROFTALMIA (globo ocular pequeno) e tecido fibrovascular retrolenticular (Tradução livre do original: Yanoff, Ophthalmology, 2nd ed).
Desvios da média ou dos índices padrões de refração do olho através de seu aparelho refrativo ou dióptrico.
Doença na qual a imagem ocular de um objeto vista por um olho difere em forma e tamanho daquela vista pelo outro olho.
Par de lentes oftálmicas em uma armação ou montagem que é suportada pelo nariz e orelhas. O propósito é ajudar ou melhorar a visão. Não inclui óculos de proteção ou óculos de sol não prescritos, para os quais estão disponíveis os DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO DOS OLHOS.

Afacia é um termo médico que se refere à perda completa ou quase completa da visão, geralmente devido a lesões cerebrais ou do nervo óptico. Essa condição pode ser causada por vários fatores, como dano ao cérebro durante o parto, tumores cerebrais, aneurismas cerebrais, infecções, acidentes vasculares cerebrais (AVC) ou trauma craniano grave. Em alguns casos, a afacia pode ser tratada com sucesso através de cirurgias ou terapias de reabilitação, mas em outros casos, a perda de visão pode ser permanente.

A afacia é diferente da cegueira completa, pois na afacia, o indivíduo pode ainda ter algum tipo de sensibilidade à luz ou percepção visual residual, enquanto que na cegueira completa, não há nenhuma forma de visão. Além disso, a afacia geralmente é causada por problemas no sistema nervoso, enquanto que a cegueira pode ser causada por uma variedade de fatores, como doenças oculares ou lesões nos olhos.

Em suma, a afacia é um termo médico usado para descrever a perda significativa da visão devido a lesões cerebrais ou do nervo óptico, e pode ser causada por uma variedade de fatores, incluindo AVCs, tumores cerebrais, infecções e traumas cranianos.

Endoftalmite é uma condição médica urgente que afeta o olho. É definida como a inflamação intraocular grave, geralmente infectiosa, que ocorre quando microorganismos penetram na cavidade ocular profunda. Pode resultar em cegueira se não for tratada imediatamente e adequadamente.

A infecção pode ser exógena (proveniente do exterior do olho, como resultado de trauma ou cirurgia) ou endógena (originária de outras partes do corpo, especialmente em indivíduos imunossuprimidos). Os patógenos mais comuns incluem bactérias (como Staphylococcus aureus, Streptococcus pneumoniae e Pseudomonas aeruginosa), fungos (como Candida e Aspergillus) e, em casos raros, parasitas.

Os sintomas geralmente incluem dor ocular intensa, vermelhidão, fotofobia (sensibilidade à luz), diminuição da visão ou perda total de visão, lacrimejamento excessivo e, em alguns casos, secreção purulenta. O exame físico pode mostrar um olho roxo, inchado e doloroso, com possível presença de pus na câmara anterior do olho.

O tratamento geralmente consiste em antibióticos administrados por via intravítrea (injeção direta no olho), juntamente com terapia tópica e sistêmica, dependendo da gravidade da infecção e do patógeno identificado. Em alguns casos graves, a vitrectomia (cirurgia para remover o humor vítreo) pode ser necessária para controlar a infecção e prevenir danos permanentes à visão.

Afacia pós-catarata é um termo usado em oftalmologia para descrever a perda de visão central ou a capacidade de focalizar objetos próximos após a cirurgia de catarata. Isso pode ocorrer devido a complicações cirúrgicas, como danos ao endotélio corneano (camada interna da córnea), ou à presença de opacidades residuais no interior do olho, como membranas posterior do cristalino (PCO). O PCO pode desenvolver-se alguns meses após a cirurgia e causar neblina visional. Tratamentos para afacia pós-catarata incluem óculos ou lentes de contato, mas em casos graves de PCO, uma segunda cirurgia pode ser necessária para remover a membrana opaca.

Lentes de contato são dispositivos médicos flexíveis e finos, projetados para serem colocados diretamente sobre a córnea do olho. Elas servem para corrigir problemas de visão, como miopia (visão curta), hipermetropia (visão longa), astigmatismo e presbiopia (dificuldade em focar em objetos próximos). Existem diferentes tipos de lentes de contato, incluindo as descartáveis, diárias, mensais ou até mesmo de uso prolongado, dependendo da recomendação do especialista em visão.

Ao escolher e usar lentes de contato, é fundamental seguir as orientações e os cuidados adequados prescritos pelo oftalmologista ou óptico, a fim de garantir a saúde ocular e evitar complicações, como infecções e inflamações. Além disso, é importante realizar exames regulares para acompanhar a adaptação e a saúde dos olhos.

La "pseudofacia" é um termo médico que se refere a uma aparência facial falsa ou enganosa, geralmente associada a determinadas condições médicas ou patológicas. A pseudofacia pode ser resultado de anomalias congênitas, lesões nervosas ou outras doenças que afetam os músculos faciais e a expressão facial.

Em alguns casos, a pseudofacia pode ser confundida com uma expressão facial verdadeira, levando a possíveis mal entendidos ou diagnósticos incorretos. Por exemplo, algumas doenças neurológicas, como a doença de Parkinson, podem causar rigidez muscular e dificuldades na movimentação facial, resultando em uma expressão facial limitada ou inexpressiva que pode ser interpretada incorretamente como ausência de emoção.

Em geral, a pseudofacia é um sinal clínico que requer uma avaliação cuidadosa e detalhada do paciente, levando em consideração o contexto clínico geral e outros fatores relevantes para chegar a um diagnóstico preciso e adequado.

A extração de catarata é um procedimento cirúrgico realizado para remover o cristalino natural do olho, que se tornou opaco devido à formação de catarata. Isso geralmente é feito quando a visão está significativamente comprometida e afeta as atividades diárias da pessoa.

Durante a cirurgia, o cirurgião faz uma pequena incisão no olho, geralmente usando ultrassom para quebrar o cristalino opaco em pequenos fragmentos, que são então removidos do olho. Em seguida, um implante de lente intraocular (IOL) é colocado no local do cristalino removido para ajudar a restaurar a visão.

Existem diferentes técnicas e abordagens para a extração de catarata, como a facoemulsificação, a extração extracapsular e a extração intracapsular, que variam em termos de complexidade e risco associado. O tipo de procedimento escolhido dependerá da gravidade e localização da catarata, bem como das condições gerais de saúde do paciente.

Em geral, a extração de catarata é considerada um procedimento seguro e eficaz, com taxas de sucesso elevadas e complicações mínimas quando realizado por um cirurgião experiente. No entanto, como qualquer procedimento cirúrgico, há riscos associados, incluindo infecção, inflamação, sangramento, descolamento da retina e alterações na pressão intraocular.

Lentes intraoculares (LIOO) são lentes artificiais que são colocadas no olho durante a cirurgia para substituir a lente natural do olho, conhecida como cristalino. Este procedimento é comumente realizado em pessoas que têm cataratas, uma opacidade do cristalino que causa visão turva ou distorcida. Após a remoção da catarata, a lente intraocular é inserida no olho para restaurar a capacidade de focalização e a visão clara. Além disso, as lentes intraoculares também são usadas em cirurgias refrativas, como a correção de vista de pessoas com miopia, hipermetropia ou astigmatismo, fornecendo uma alternativa à utilização de óculos ou lentes de contacto. Existem diferentes tipos e materiais de lentes intraoculares, cada um com vantagens e desvantagens específicas, sendo escolhidos de acordo com as necessidades visuais individuais do paciente.

Um implante de lente intraocular (IOL) é um dispositivo médico cirúrgico utilizado durante a cirurgia de catarata ou em procedimentos de refracção focal para substituir o cristalino natural do olho que foi removido. A IOL é geralmente feita de materiais biocompatíveis, como acrílico ou silicone, e vem em diferentes potências para corrigir a visão do paciente para distâncias próximas, intermediárias ou longas. Existem vários tipos de IOLs disponíveis, incluindo as monofocais, multifocais, toricas e de foco adaptativo, cada uma com seus próprios benefícios e riscos potenciais. A escolha do tipo adequado de IOL para um paciente específico geralmente depende da avaliação pré-operatória do olho e dos objetivos visuais do paciente.

Catarata é a opacidade do cristalino, a lente natural do olho localizada por trás da íris. Quando o cristalino fica opaco, a luz não consegue passar adequadamente pela óptica do olho, resultando em visão turva, distorcida ou reduzida. A catarata é geralmente relacionada ao envelhecimento, mas também pode ser causada por lesões, radiação, medicamentos ou doenças sistêmicas. A cirurgia para remoção da catarata é um procedimento comum e seguro que restaura a visão em muitos casos.

Hidrophilic contact lenses, also known as hydrogel lenses, are a type of contact lens made from a material that absorbs and retains water. These lenses are designed to allow for the flow of oxygen through the lens to the cornea, which is important for maintaining the health of the eye. The hydrophilic properties of these lenses help to keep them moist and comfortable during wear, reducing the risk of dryness and irritation. They are often used for correcting vision problems such as nearsightedness, farsightedness, and astigmatism. These lenses come in different forms like soft, rigid gas permeable and disposable types. It's important to follow proper care and handling instructions to prevent infection or damage to the lens.

Acuidade Visual é a capacidade de distinguir detalhes finos e formas distintas de um objeto ou símbolo, geralmente medido pela habilidade de ler correctamente as letras em pequenas dimensões em uma tabela de acuidade visual padronizada, à distância normal de exame. A acuidade visual normal é geralmente definida como 20/20 na notação americana ou 6/6 na notação métrica, o que significa que um indivíduo com visão normal pode ler a linha mais fina de letras a uma distância de 20 pés (ou 6 metros) que uma pessoa com visão perfeita pode ler a mesma linha a uma distância de 20 pés (ou 6 metros). A acuidade visual pode ser afetada por vários fatores, incluindo problemas de refração (como miopia ou hipermetropia), doenças oculares (como cataratas ou degeneração macular), lesões oculares e certos medicamentos.

'Cegueira' é um termo médico que descreve a perda completa ou parcial da visão em um ou ambos os olhos. Existem diferentes graus e tipos de cegueira, dependendo da causa subjacente. Alguns dos tipos mais comuns de cegueira incluem:

1. Cegueira total: significa a perda completa da visão em um ou ambos os olhos.
2. Cegueira legal: é um termo usado para descrever a visão que é considerada suficientemente ruim para impedir que uma pessoa execute tarefas diárias normais, como ler, escrever ou andar sem assistência. Nos Estados Unidos, a cegueira legal é definida como uma visão de 20/200 ou pior em seu melhor olho, mesmo com óculos ou lentes de contato, ou um campo visual limitado a 10 graus ou menos.
3. Cegueira noturna: é a dificuldade em ver em condições de pouca luz ou no escuro.
4. Cegueira parcial: refere-se à perda parcial da visão, como a capacidade de ver apenas formas e movimentos ou uma visão limitada a um pequeno campo visual.
5. Cegueira de cortical: é uma forma rara de cegueira causada por lesões no córtex visual do cérebro, em vez da própria retina ou nervo óptico. Essa forma de cegueira pode ocorrer sem nenhuma anormalidade física nos olhos.

A causa mais comum de cegueira é a degeneração macular relacionada à idade, seguida por glaucoma, diabetes e traumas oculares. Outras causas incluem cataratas, retinopatia diabética, miopia magra, descolamento de retina e doenças genéticas como a amaurose congênita de Leber.

Microftalmia é uma condição congênita rara em que um ou ambos os olhos estão abaixo do tamanho normal. Em casos graves, o olho afetado pode ter apenas alguns milímetros de diâmetro e ser praticamente imperceptível. A microftalmia pode ocorrer isoladamente ou em associação com outras anomalias congênitas, como catarata, glaucoma, defeitos palpebrais e anormalidades do nervo óptico.

A causa exata da microftalmia ainda não é completamente compreendida, mas acredita-se que envolva uma combinação de fatores genéticos e ambientais. Em alguns casos, a condição pode ser herdada como um traço autossômico recessivo ou dominante, enquanto em outros casos pode resultar de exposição a teratogênicos (substâncias que causam defeitos congênitos) durante a gravidez.

O tratamento da microftalmia geralmente inclui o uso de óculos, próteses ou cirurgias para melhorar a aparência e, em alguns casos, a função visual do olho afetado. O pronóstico depende do grau de gravidade da condição e da presença de outras anomalias associadas. Em geral, os indivíduos com microftalmia unilateral (em um olho) têm um prognóstico melhor do que aqueles com microftalmia bilateral (em ambos os olhos).

Hifema é o termo médico usado para descrever a presença de sangue no humor aquoso do olho. O humor aquoso é um fluido transparente que preenche o espaço entre a córnea e o cristalino no interior do olho.

Hifema geralmente é causado por trauma ocular, como contusão ou perfuração do olho, mas também pode ser resultado de cirurgias oculares, como a cirurgia de catarata ou glaucoma. Em casos graves, o hifema pode levar à aumento da pressão intraocular, inflamação ocular e danos à visão, se não for tratado adequadamente. O tratamento geralmente inclui repouso, compressas frias, medicações para reduzir a inflamação e controle da pressão intraocular, e em casos graves, pode ser necessária a intervenção cirúrgica.

'Vítreo Primário Hiperplásico Persistente' é uma condição rara do olho que afeta o humor vítreo, a substância gelatinosa e transparente que preenche o espaço entre o cristalino e a retina no interior do olho. Normalmente, o humor vítreo se liquefaz e se contrai ao longo do tempo, mas em indivíduos com vítreo primário hiperplásico persistente, esses processos não ocorrem normalmente, resultando em uma maior quantidade de tecido vítreo anormalmente denso e vascularizado.

Esta condição geralmente é presente desde o nascimento ou se desenvolve durante a infância e pode ser associada a outras anomalias oculares, como a membrana de Pata. Os sintomas podem incluir visão borrosa, manchas flutuantes no campo visual (miodesopsias), deslumbramento e, em casos graves, hemorragia vítrea ou retinal e detachamento da retina.

O tratamento do vítreo primário hiperplásico persistente geralmente é conservador e inclui monitoração regular com exames oftalmológicos para detectar quaisquer complicações. Em casos selecionados, a vitrectomia, uma cirurgia para remover parcial ou totalmente o humor vítreo, pode ser considerada para aliviar os sintomas e prevenir complicações.

Os Erros de Refração são condições oculares que ocorrem quando a luz não se enfoca adequadamente sobre a retina devido à curvatura anormal do cristalino ou da córnea, resultando em uma visão imprecisa ou borrada. Existem quatro tipos principais de erros de refracção:

1. Miopia (nearsightedness): Acontece quando a curvatura da córnea é excessivamente curva ou o cristalino do olho é alongado, fazendo com que a luz se enfoque à frente da retina em vez de sobre ela. Isso resulta em uma visão clara de objetos próximos, mas uma visão borrada de objetos distantes.

2. Hipermetropia (farsightedness): É o oposto da miopia e acontece quando a córnea é muito plana ou o cristalino do olho é curto, fazendo com que a luz se enfoque atrás da retina em vez de sobre ela. Isto resulta em uma visão clara de objetos distantes, mas uma visão borrada de objetos próximos.

3. Astigmatismo: Acontece quando a córnea ou o cristalino tem uma forma irregular, fazendo com que a luz seja desfocada em vários planos em vez de focar em um único ponto sobre a retina. Isto resulta em uma visão distorcida e borrada em todos os planos de visão.

4. Presbiopia: É um processo natural relacionado à idade que ocorre quando o cristalino do olho envelhece e perde a sua capacidade de focar em objetos próximos. Isto resulta em dificuldades em ler ou ver objetos próximos com clareza.

Os erros de refracção podem ser corrigidos com o uso de óculos, lentes de contato ou cirurgia refractiva a laser.

Aniseiconia é um termo médico que se refere a uma condição em que há diferença na aparência do tamanho ou forma das imagens que são percebidas por cada olho. Isto pode ocorrer devido a problemas no sistema óptico, como desigualdade na potência de refracção entre os dois olhos (anisometropia) ou desalinhamento dos eixos visuais (estrabismo). A aniseiconia pode resultar em dificuldades visuais, como diplopia (visão dupla) e diminuição da acuidade visual. Também pode contribuir para a fadiga visual e desconforto ao longo do tempo. Geralmente, é detectada durante exames oftalmológicos completos e pode ser corrigida com óculos ou lentes de contacto especiais. Em casos graves, tratamentos adicionais, como cirurgia refrativa ou estrabismo, podem ser necessários.

Óculos, também conhecidos como óculos de prescrição ou simplesmente óculos, são dispositivos optotronicos usados para corrigir problemas de visão ou proteger os olhos. Eles consistem em duas lentes montadas em um quadro leve que se ajusta à forma da cabeça. Os óculos podem ser usados ​​para corrigir vários problemas de visão, como miopia (visão em longo alcance), hipermetropia (visão em curto alcance) e astigmatismo (distorção da visão). Além disso, os óculos podem ser equipados com lentes especiais para proteger os olhos de radiação UV, luz azul ou impactos físicos. Existem diferentes tipos de óculos, como óculos de leitura, óculos multifocais (progrideis), óculos de sol e óculos esportivos, cada um deles projetado para atender a necessidade específica do usuário.

Ver artigo principal: Cirurgia de catarata Uma catarata é uma opacificação ou turvação do cristalino do olho devido ao ... é um método de reanexar um músculo extraocular por meio de uma sutura que pode ser encurtada ou alongada no primeiro dia pós- ... ou para remover o vítreo deslocado em condições como a pupila bloqueada por afacia. Vitrectomia via pars plana ou vitrectomia ... Devido à alta prevalência de cataratas, essa extração é a cirurgia ocular mais comum. Repouso após a cirurgia é recomendado. O ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Ver artigo principal: Cirurgia de catarata Uma catarata é uma opacificação ou turvação do cristalino do olho devido ao ... é um método de reanexar um músculo extraocular por meio de uma sutura que pode ser encurtada ou alongada no primeiro dia pós- ... ou para remover o vítreo deslocado em condições como a pupila bloqueada por afacia. Vitrectomia via pars plana ou vitrectomia ... Devido à alta prevalência de cataratas, essa extração é a cirurgia ocular mais comum. Repouso após a cirurgia é recomendado. O ...
Afacia Pós-Catarata MeSH Lentes Intraoculares MeSH Pseudofacia MeSH Identificador DeCS:. 2431 ... Extração de Catarata Zonulólise Enzimática - Relacionado, mas não mais amplo ou mais específico Identificador do conceito. ... Extração de Catarata - Conceito preferido Identificador do conceito. M0003631. Nota de escopo. Remoção de um CRISTALINO ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...
Afacia Pós-Catarata. Afanípteros use Pulgas. Afanópteros use Pulgas. Afasia. Afasia Acinética ...

No FAQ disponível com os "afacia pós catarata"

No imagens disponível com os "afacia pós catarata"