Família de bactérias Gram-negativas, aeróbicas, composta por células [com forma variável] desde elipsoide até bastonete, encontradas individualmente, em pares ou em fileiras.
Gênero da família ACETOBACTERACEAE composta por bactérias acetato-oxidantes.
Constituintes da subunidade 30S dos ribossomos procarióticos contendo 1600 nucleotídeos e 21 proteínas. O RNAr 16S encontra-se envolvido no início da síntese polipeptídica.
Família de bactérias Gram-negativas, geralmente encontradas no solo ou na água, que inclui vários patógenos de plantas e alguns patógenos de animais.
Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.
Família de bactérias Gram-negativas, aeróbias da ordem Pseudomonadales. Algumas cepas são parasitas das mucosas de animais e humanos; outras são encontradas em associação com produtos alimentícios ou no meio ambiente.
Espécie de bactéria (gênero PASTERURELLA) Gram-negativa, encontrada na NASOFARINGE de COBAIAS, RATOS, HAMSTERS, CAMUNDONGOS, CÃES e GATOS normais. Quando associada com doença, geralmente é invasora secundária. Infecções ocasionais foram descritas em humanos.
Espécie de bactérias em bastonete, gram-negativas e aeróbias, comumente isoladas de amostras clínicas (feridas, queimaduras e infecções do trato urinário). Também é amplamente distribuída no solo e na água. P. aeruginosa é um dos principais agentes de infecção hospitalar.
Gênero de bactérias em forma de bastonete, Gram-negativas e aeróbias, que são amplamente distribuídas na natureza. Algumas espécies são patogênicas a humanos, animais e plantas.
Família de bactérias Gram-negativas, anaeróbias facultativas e em forma de bastonete, que não formam endosporos. Seus organismos são distribuídos por todo o mundo, alguns sendo saprófitas e outros parasitas de plantas e animais. Muitas espécies são de considerável importância econômica devido a seus efeitos patogênicos na agricultura e em animais de criação.

Acetobacteraceae é uma família de bactérias proteobacterias alfa-protéobactérias. Essas bactérias são gram-negativas, aeróbicas e oxidantes de alcool em ácido. Eles são frequentemente encontrados no ambiente, incluindo em frutas fermentadas, vegetais em decomposição, solo e água. Algumas espécies dessa família são capazes de formar filamentos ou paredes celulares resistentes à dessecação, permitindo que sobrevivam em ambientes adversos. A família Acetobacteraceae inclui gêneros como Acetobacter, Gluconacetobacter e Gluconobacter, que têm importância industrial devido à sua capacidade de converter açúcares em ácidos orgânicos, especialmente ácido acético. No entanto, algumas espécies desse grupo também são patogênicas para plantas e podem causar danos em culturas agrícolas.

Gluconacetobacter é um gênero de bactérias gram-negativas, aeróbicas e não fermentativas pertencentes à família Acetobacteraceae. Essas bactérias são conhecidas por sua capacidade de oxidar açúcares em ácidos orgânicos, especialmente o ácido acético. Algumas espécies de Gluconacetobacter são capazes de formar biofilmes e podem ser encontradas em ambientes como frutas fermentadas, bebidas alcoólicas e soluções de açúcar. Embora geralmente consideradas não patogênicas para humanos, algumas espécies de Gluconacetobacter foram isoladas de amostras clínicas e podem estar associadas a infecções oculares e respiratórias em indivíduos imunocomprometidos.

RNA ribossomal 16S é um tipo específico de ARN ribossomal (rRNA) que é encontrado no ribossomo, a estrutura celular responsável pela síntese de proteínas. O rRNA 16S é uma das quatro principais moléculas de rRNA presentes nos ribossomas procariotos (bactérias e archaea) e tem um tamanho de aproximadamente 1542 pares de bases.

Ele desempenha um papel fundamental na tradução do ARN mensageiro (mRNA) em proteínas, servindo como o local da ligação entre o mRNA e os tRNAs durante a síntese de proteínas. Além disso, o rRNA 16S é frequentemente usado em estudos de filogenia e sistemática, pois sua sequência é relativamente conservada dentro de grupos taxonômicos específicos, mas apresenta diferenças suficientes entre os grupos para permitir a diferenciação entre eles.

Portanto, a análise da sequência do rRNA 16S pode fornecer informações valiosas sobre a classificação e relacionamento evolutivo de organismos procariotos.

De acordo com a medicina e a microbiologia, Pseudomonadaceae é uma família de bactérias gram-negativas, aeróbicas e móveis que pertence à ordem Pseudomonadales. Essas bactérias são amplamente encontradas no ambiente, incluindo solo, água e vegetais. Algumas espécies importantes desta família incluem Pseudomonas aeruginosa, que é um patógeno oportunista comum em humanos e pode causar infecções nos pulmões, feridas e outros tecidos. Outras espécies de Pseudomonadaceae também podem ser clinicamente relevantes, especialmente em contextos ambientais ou relacionados à agricultura.

'Enciclopedias as a Subject' não é uma definição médica em si, mas sim um tema ou assunto relacionado ao campo das enciclopédias e referências gerais. No entanto, em um sentido mais amplo, podemos dizer que esta área se concentra no estudo e catalogação de conhecimento geral contido em diferentes enciclopédias, cobrindo uma variedade de tópicos, incluindo ciências médicas e saúde.

Uma definição médica relevante para este assunto seria 'Medical Encyclopedias', que se referem a enciclopédias especializadas no campo da medicina e saúde. Essas obras de referência contêm artigos detalhados sobre diferentes aspectos da medicina, como doenças, procedimentos diagnósticos, tratamentos, termos médicos, anatomia humana, história da medicina, e biografias de profissionais médicos importantes. Algumas enciclopédias médicas são direcionadas a um público especializado, como médicos e estudantes de medicina, enquanto outras são destinadas ao grande público leigo interessado em conhecimentos sobre saúde e cuidados médicos.

Exemplos notáveis de enciclopédias médicas incluem a 'Encyclopedia of Medical Devices and Instrumentation', 'The Merck Manual of Diagnosis and Therapy', ' tabulae anatomicae' de Vesalius, e a 'Gray's Anatomy'. Essas obras desempenharam um papel importante no avanço do conhecimento médico, fornecendo uma base sólida para o estudo e prática da medicina.

Moraxellaceae é uma família de bactérias gram-negativas, aeróbicas e não fermentativas pertencente à ordem Pseudomonadales. Membros desta família são caracterizados por possuírem lipopolissacarídeos (LPS) com um antígeno O core de baixa molecularidade e ausência de antígeno O somático. Algumas espécies importantes incluem Moraxella catarrhalis, uma bactéria comum que coloniza o trato respiratório superior humano e pode causar infecções do ouvido médio e baixo, pneumonia e meningite em indivíduos imunocomprometidos; Acinetobacter spp., que são bactérias comuns no ambiente e podem causar infecções nos seres humanos, especialmente em hospitais, incluindo pneumonia, infecções de feridas e bacteremia; e Psychrobacter spp., que são bactérias psicrotróficas encontradas em ambientes marinhos, água doce e solo, e às vezes associadas a infecções humanas.

"Pasteurella pneumotropica" é uma bactéria gram-negativa, anaeróbia facultativa, pequena e coccobacilar que pertence ao gênero "Pasteurella". Embora seja menos comum do que outras espécies de "Pasteurella", como "P. multocida" e "P. canis", "P. pneumotropica" é clinicamente importante porque é frequentemente isolada em infecções associadas a animais, especialmente roedores e coelhos.

A bactéria foi originalmente descrita como um patógeno respiratório em ratos, mas desde então foi identificada como uma causa de diversas infecções em humanos, incluindo pneumonia, meningite, endocardite e infecções de feridas. A transmissão geralmente ocorre através do contato direto com animais infectados ou por meio de mordidas ou arranhões.

Embora a maioria das infecções em humanos seja associada a exposição ocupacional ou à propriedade de roedores como animais de estimação, casos esporádicos também podem ocorrer em pessoas sem esses fatores de risco. O tratamento geralmente inclui antibióticos, como penicilinas, cefalosporinas ou fluoroquinolonas, dependendo da susceptibilidade da bactéria e da gravidade da infecção.

"Pseudomonas aeruginosa" é um tipo de bactéria gram-negativa, aeróbia e móvel que é encontrada em ambientes aquáticos e do solo. É conhecida por causar infecções nos seres humanos, especialmente em indivíduos com sistemas imunológicos debilitados ou em pacientes hospitalizados. A bactéria produz uma variedade de virulências, como exotoxinas e enzimas, que contribuem para sua capacidade de causar doenças. As infecções por Pseudomonas aeruginosa podem variar de infecções nos tecidos moles e no trato respiratório a infecções osteoarticulares e sanguíneas graves. A bactéria também é notável por sua resistência a muitos antibióticos comuns, o que pode dificultar o tratamento das infecções que ela causa.

Pseudomonas é um gênero de bactérias gram-negativas, aeróbicas e móveis que são encontradas em ambientes aquáticos e úmidos. Elas possuem várias espécies, das quais a Pseudomonas aeruginosa é a mais clinicamente relevante, sendo responsável por uma variedade de infecções nos seres humanos, especialmente em indivíduos com sistema imunológico comprometido.

As bactérias do gênero Pseudomonas são conhecidas por sua capacidade de sobreviver em diferentes condições ambientais e resistirem a muitos antibióticos, o que as torna difíceis de tratar. As infecções por Pseudomonas podem variar desde infecções da pele e tecidos moles até pneumonia, meningite, infecções do sangue e infecções dos dispositivos médicos invasores.

Além disso, essas bactérias produzem uma variedade de enzimas e toxinas que podem causar danos aos tecidos e órgãos do hospedeiro. O tratamento das infecções por Pseudomonas geralmente requer antibióticos específicos, e em alguns casos, a remoção cirúrgica de dispositivos médicos infectados pode ser necessária.

Enterobacteriaceae é uma família de bactérias gram-negativas, anaeróbicas facultativas, em forma de bastonete, que são normalmente encontradas no ambiente intestinal de humanos e animais. Elas são importantes patógenos humanos comumente associados a infecções nosocomiais e urinárias. Algumas espécies proeminentes incluem Escherichia coli (E. coli), Klebsiella, Enterobacter, Serratia, Proteus, Citrobacter e Yersinia. Essas bactérias podem causar uma variedade de doenças, desde infecções urinárias leves até sepse grave e meningite. A resistência a antibióticos é um crescente problema clínico associado às Enterobacteriaceae.

Mais recentemente foram incluídas nesta família géneros pertencentes à família Acetobacteraceae. São oxidases positivas, devido ...
Acetobacteraceae, Gêneros de bactérias). ...
Mais recentemente foram incluídas nesta família géneros pertencentes à família Acetobacteraceae. São oxidases positivas, devido ...
RIS (para Reference Manager, ProCite, EndNote, etc ...
Acetobacteraceae [B03.440.400.425.100] Acetobacteraceae * Acidithiobacillus [B03.440.400.425.103] Acidithiobacillus * ...
Acetobacteraceae Acetobacterium Acetobutolol use Acebutolol Acetoexamida Acetofenetidina use Fenacetina Acetofenida de Alfasona ...
Acetobacteraceae Acetobacterium Acetoexamida Acetofenetidina use Fenacetina Acetofenida de Alfasona use Acetofenida de ...
Acetobacteraceae - Conceito preferido Identificador do conceito. M0025777. Nota de escopo. Família de bactérias Gram-negativas ... Acetobacteraceae. Nota de escopo:. Familia de bacterias gramnegativas aerobias que constan de células de forma elipsoidal a ...
Acetobacteraceae Acetobacterium Acetoexamida Acetofenetidina use Fenacetina Acetofenida de Alfasona use Acetofenida de ...

No FAQ disponível com os "acetobacteraceae"