Na química orgânica, "norbornanos" referem-se a um tipo específico de compostos de cicloalcano que contêm o esqueleto de carbono norbornano. O esqueleto de norbornano é formado por dois anéis ciclopentanos fusionados, com um único átomo de carbono comum a ambos os anéis e um "ponte" de dois átomos de carbono que conectam os dois anéis.

A estrutura geral de um norbornano é representada como C1-C2-C3-C4-C5, onde o C2 e o C3 formam a ponte entre os dois anéis ciclopentanos. Quando substâncias específicas são derivadas deste esqueleto de norbornano, elas são chamadas de "norbornanos".

Esses compostos têm importância em vários campos da química, incluindo a síntese orgânica e a catálise. Alguns exemplos de norbornanos incluem norbornano simples (sem substituintes adicionais), norbornano metilado (com um grupo metilo adicionado), e outros derivados funcionalizados do esqueleto de norbornano.