As condroitinase sulfatases são um grupo de enzimas que desempenham um papel importante no metabolismo dos glicosaminoglicanos (GAGs), particularmente da condroitina sulfato e dermatan sulfato, que são componentes importantes da matriz extracelular em tecidos conjuntivos, cartilaginosos e ósseos.

Essas enzimas catalisam a remoção de grupos sulfato específicos dos resíduos de condroitina sulfato e dermatan sulfato, o que é essencial para a manutenção do equilíbrio normal entre a síntese e a degradação desses GAGs. A deficiência ou disfunção das condroitinase sulfatases pode resultar em várias doenças genéticas raras, como a mucopolissacaridose tipo IV (MPS IV), também conhecida como síndrome de Morquio.

Existem quatro tipos principais de condroitinase sulfatases: sulfatases A, B, C e D, cada uma das quais remove um tipo específico de grupo sulfato dos resíduos de GAGs. As mutações em qualquer um desses genes podem resultar em diferentes formas clínicas da doença, dependendo do grau e do local da deficiência enzimática.