• Uma das pioneiras na abordagem gest ltica no Brasil, mestre em Psicologia Cl nica pela Universidade de S o Paulo (USP), professora do Instituto de Psicologia da mesma institui o e docente do Departamento de Gestalt-terapia do Instituto Sedes Sapientiae. (gruposummus.com.br)
  • Comunidade Gest ltica - Cl nica e Escola de Psicoterapia, COM. (cnpq.br)
  • Assim, este livro tem o objetivo de oferecer comunidade gest ltica (estudantes de psicologia, especializandos, profissionais de Gestalt) informa es claras e organizadas para o aprofundamento e a amplia o do saber gest ltico, utilizando uma linguagem simples e acess vel. (gruposummus.com.br)
  • o livro Nata o e Teoria Gest ltica apresenta as caracter sticas das t cnicas da nata o e se aprofunda em fatores particularmente pedag gicos e did ticos, que buscam a organiza o do nadador com o meio l quido. (phorte.com.br)
  • o livro Natação e Teoria Gestáltica apresenta as características das técnicas da natação e se aprofunda em fatores particularmente pedagógicos e didáticos, que buscam a organização do nadador com o meio líquido. (phorte.com.br)
  • Ministrante do curso Gestalt‑terapia com crianças: teoria e arte e do workshop vivencial "Cuidando e amando a criança que existe em nós", é organizadora do livro A clínica gestáltica com crianças: caminhos de crescimento (Summus 2010). (gruposummus.com.br)
  • Autora de Cuidando de crianças: teoria e arte em Gestalt‑terapia (Juruá, 2012), é colaboradora do livro A clínica gestáltica com adolescentes: caminhos clínicos e institucionais (Summus, 2013). (gruposummus.com.br)
  • do livro ?Transtornos Alimentares: uma vis o gest ltica? (cnpq.br)
  • Instituto de Psicologia Fronteiras Gest lticas, IPFG, Brasil. (cnpq.br)
  • Especialista em Gest o Estrat gica da Educa o pelo Instituto Brasileiro de Tecnologia Avan ada, IBTA (2012). (cnpq.br)
  • II Workshop de Educa o Tecnol gica Fatec: Gest o Em Foco. (cnpq.br)
  • Utilizando-se da pesquisa bibliogr fica para a coleta de dados as reflex es são direcionadas a partir da percep ão "gest ltica" da rela ão corpo-pessoa-mundo e da forma particular da Gestalt- terapia considerar um sintoma como contextualizado e do sujeito como ser-no- mundo. (bvsalud.org)
  • Logo, mais uma vez, a verdade se encontra no meio das duas teorias, sendo esta o absolutismo relativista que a posi o defendida pela filosofia diam tica e que , em nosso ver, a mais aceit vel: segundo essa teoria, as possibilidades cognoscitivas dos homens est o limitadas pelas condi es hist ricas e pelos n vel do desenvolvimento da ci ncia, da t cnica e da produ o. (academialetrasbrasil.org.br)