• Em 1978, estudos genéticos classificaram o microrganismo previamente denominado Proteus morganii como pertencente ao gênero Morganella, passando então a ser chamado de Morganella morganii. (wikipedia.org)
  • Tobramicina é um fármaco antibiótico aminoglicosídeo, usado no tratamento de vários tipos de infecções bacterianas, sobretudo as causadas por agentes gram-negativos. (wikipedia.org)
  • O Wikispecies tem informações sobre: Morganella morganii Morganella morganii é um bacilo reto gram-negativa e anaeróbica facultativa, que se movem por flagelos peritricosos, encontrado comumente no meio ambiente e no trato gastrintestinal de humanos, mamíferos e de répteis como parte da microbiota residente. (wikipedia.org)
  • Apesar de sua ampla distribuição, é uma causa incomum de infecção em imunocompetentes, sendo encontrada mais comumente em pós operatórios e infecções nosocomiais. (wikipedia.org)
  • Quinoform ® é um antibiótico de amplo espectro para o tratamento de alguns tipos de infecção bacteriana. (consultaremedios.com.br)
  • Para prevenção de infecção em pessoas com contagem baixa de leucócitos, a dose e a duração do tratamento serão determinadas pelo médico, dependendo da condição do paciente. (consultaremedios.com.br)
  • Tobramicina é um fármaco antibiótico aminoglicosídeo, usado no tratamento de vários tipos de infecções bacterianas, sobretudo as causadas por agentes gram-negativos. (wikipedia.org)
  • A Tobramicina é uma substância desenvolvida para agir como antibiótico tópico, sendo indicada para o tratamento de infecções externas dos olhos e da região ocular, quando causadas por bactérias sensíveis à sua ação. (euroclinix.net)
  • Os estudos clínicos desenvolvidos com Tobramicina demonstraram eficácia e segurança no tratamento da maior parte das infecções externas dos olhos. (euroclinix.net)
  • O tratamento é importante, pois a gonorreia pode provocar complicações sérias, como infecções dos túbulos renais. (drconsulta.com)
  • O comprimido de Norfloxacino (substância ativa) 400 mg só deve ser utilizado para infecções não complicadas se outros antibióticos normalmente recomendados para o tratamento inicial das infecções relevantes forem considerados inadequados ou se todos estes tiverem falhado. (drconsulta.com)
  • Assim, de acordo com os resultados obtidos pela urocultura e pelo antibiograma o médico pode indicar o melhor tratamento para a infecção. (tuasaude.com)
  • Considerada um imunoterápico, ela é indicada no tratamento a longo prazo de pacientes com infecções do trato urinário (ITU) não tão complicadas e também na prevenção da recorrência dessas infecções. (oboletim.com.br)
  • Uma pesquisa feita por cientistas do Reino Unido indicou que 78% dos casos recorrentes de infecção urinária desapareceram após o tratamento com a vacina Uromune. (oboletim.com.br)
  • Já os enterococos apresentam importância crescente como causadores de infecção hospitalar, pelo aparecimento de resistência quase total aos antibióticos tradicionalmente utilizados para tratamento destas infecções. (studylibpt.com)
  • Tratamento de infecções agudas não complicadas do tracto urinário. (folheto.net)
  • Recomenda-se o tratamento dos episódios iniciais de infecções não complicadas do tracto urinário com um único antibacteriano eficaz, preferencialmente à utilização de uma associação. (folheto.net)
  • Septrin pode ser apropriado no tratamento de outras infecções bacterianas provocadas por microrganismos sensíveis. (folheto.net)
  • Um estudo comparativo entre a solução oftálmica de tobramicina e a solução oftálmica de norfloxacino, demonstrou eficácia e segurança similares no tratamento de infecções externas oculares. (prvademecum.com)
  • Tobralox é um antibiótico tópico indicado para o tratamento de infecções externas dos olhos e seus anexos causadas por bactérias sensíveis à tobramicina. (prvademecum.com)
  • Infecções do trato respiratório causadas por S. pneumoniae e S. pyogenes (a penicilina é o antibiótico de escolha no tratamento e prevenção de infecções estreptocócicas, incluindo a profilaxia da febre reumática. (medicinanet.com.br)
  • No tratamento de infecções causadas por estreptococos beta-hemolíticos, a dose terapêutica deve ser administrada por 10 dias, no mínimo. (remediopara.com.br)
  • A duração do tratamento deve ser definida com base na gravidade da infecção e nos progressos clínico e bacteriológico do paciente. (almanaquesaude.com.br)
  • Os mi- crorganismos mais isolados foram as bactérias Escherichia coli e Klebsiella pneumoniae , que apresentaram perfil de resistência às quinolonas norfloxacina e ciprofloxacina, o que foi associado ao frequente uso empírico destes fármacos no tratamento de infecções do trato urinário. (bvsalud.org)
  • No tratamento da exacerbação pulmonar aguda de fibrose cística , associada à infecção por Pseudomonas aeruginosa , em pacientes pediátricos de 5 a 17 anos de idade. (pesquisaremedios.com.br)
  • Proteus mirabilis) estão mais relacionadas à litíase por estruvita (cálculos coraliformes). (medicinanet.com.br)
  • Escherichia coli , Klebsiella pneumoniae , Proteus mirabilis e Pseudomonas aeruginosa . (prvademecum.com)
  • Infecções ósseas causadas por estafilococos e/ou P. mirabilis. (medicinanet.com.br)
  • Infecções do trato geniturinário incluindo prostatite aguda, causadas por E. coli, P. mirabilis e Klebsiella pneumoniae. (medicinanet.com.br)
  • Proteus mirabilis foi significativamente mais prevalente no sexo masculino e o principal microrganismo isolado nas uroculturas dos meninos de 1 a 5 anos. (bvsalud.org)
  • Infecções altas e baixas, complicadas e não complicadas, agudas e crônicas do trato urinário. (consultaremedios.com.br)
  • As infecções intra-abdominais complicadas incluíram apendicite, colecistite, diverticulite, perfuração gástrica/duodenal, perfuração do intestino e outras causas de abscessos intra-abdominais e peritonite. (prvademecum.com)
  • Para tratar faringites estreptocócicas, infecções da pele e estruturas da pele e cistites (inflamação da mucosa da bexiga) não complicadas em pacientes acima de 15 anos de idade, uma dose de 500 mg ou 1 g pode ser administrada a cada 12 horas. (remediopara.com.br)
  • Para faringites (inflamações da mucosa da faringe) estreptocócicas em pacientes com mais de um ano de idade, infecções leves e não complicadas do trato urinário e infecções da pele e estruturas da pele, a dose diária total poderá ser dividida e usada a cada 12 horas. (remediopara.com.br)
  • Como as fluoroquinolonas, incluindo levofloxacino, têm sido associadas a reações adversas graves, e pelo fato de que, para alguns pacientes, infecções do trato urinário não complicadas, exacerbações bacterianas agudas de bronquite crônica e sinusite aguda bacteriana podem ser autolimitadas, levofloxacino só deve ser indicado para tratamento destas infecções em pacientes para os quais não existam opções de tratamento alternativas. (med.br)
  • Infecções complicadas e não complicadas causadas por microrganismos sensíveis ao cloridrato de ciprofloxacino. (pesquisaremedios.com.br)
  • Não é ativa contra a maioria das cepas 2 de Enterobacter spp, Morganella morganii e Proteus vulgaris. (med.br)
  • Bactrim é usado para tratar infecções do trato urinário , otite média aguda, bronquite, shigelose, pneumonia por Pneumocystis, diarreia do viajante, e outras infecções bacterianas suscetíveis a este antibiótico. (blog.br)
  • Este capítulo descreve as infecções causadas por Escherichia coli e membros correlatos da família Enterobacteriaceae, excluídos os gêneros que causam principalmente infecções entéricas. (medicinanet.com.br)
  • A Escherichia coli , também conhecida como E. coli , é a bactéria mais frequentemente associada com infecções urinárias. (tuasaude.com)
  • De acordo com o nefrologista Pedro Pinheiro, a Uro-Vaxom é composta por 18 descendentes da bactéria Escherichia coli (mais conhecida como E. coli), responsável por até 95% dos casos de cistite (infecção da bexiga). (oboletim.com.br)
  • Os sintomas de uma infecção do trato urinário podem incluir urgência em urinar frequentemente e em pequenas quantidades e queimação dolorosa ao urinar. (drconsulta.com)
  • Os sintomas de infecção da uretra podem incluir sensação de queimação ao urinar e/ou secreção de cor verde-amarelada. (drconsulta.com)
  • A realização desse exame é normalmente indicada quando a pessoa apresenta sinais e sintomas de infecção urinária, no entanto pode ser também solicitado quando após exame de urina do tipo I, o EAS, são identificadas bactérias e numerosos leucócitos na urina, isso porque essas alterações são indicativas de infecção urinária, sendo importante identificar o microrganismo responsável. (tuasaude.com)
  • Esse exame é principalmente indicado em caso de infecção urinária, podendo ser solicitado após resultado do exame de urina do tipo 1, o EAS, ou quando a pessoa apresenta sinais e sintomas de infecção urinária, como dor e ardor ao urinar e vontade frequente de fazer xixi. (tuasaude.com)
  • Estes são alguns dos principais sintomas da infecção urinária, doença que atinge mais de 50% das mulheres, pelo menos uma vez ao longo da vida. (oboletim.com.br)
  • Seus sintomas podem melhorar antes que a infecção esteja completamente apagada. (blog.br)
  • O desfecho primário de eficácia foi resposta clínica, definida como resolução completa ou melhora significativa de sinais e sintomas do índice de infecção no teste de cura (TDC) nas visitas ocorridas 24 a 32 dias após a primeira dose do medicamento em estudo. (prvademecum.com)
  • 1 A análise da urina é o exame de triagem mais solicitado em pacientes com sintomas sugestivos de infecção do trato urinário, como disúria, incontinência urinária e hematúria. (scielo.br)
  • A infecção do trato urinário (ITU) é definida como uma testinais.2 Apresenta incidência global, destacando-se como colonização ou invasão microbiana do trato urinário, a mais frequente infecção adquirida em ambiente hospita- com a presença de sinais e sintomas clínicos da doença.1 lar nos Estados Unidos. (bvsalud.org)
  • A identificação de outros microrganismos que também podem estar relacionados com infecção do trato urinário, como Chlamydia trachomatis , Neisseria gonorrhoeae , Mycoplasma spp. (tuasaude.com)
  • A Cefalexina mostrou ser ativa tanto in vitro como em infecções 1 clínicas contra a maioria dos seguintes microrganismos, conforme relacionado no item Indicações. (med.br)
  • Cefazima é usada para tratar infecções causadas por uma bactéria ou germe (microrganismos), uma combinação de bactérias ou de germes e também infecções graves em geral. (almanaquesaude.com.br)
  • Infecções mais graves ou causadas por microrganismos menos sensíveis requerem doses mais elevadas. (remediopara.com.br)
  • Sulbacter ® (ampicilina sódica/ sulbactam sódica) injetável é indicado em infecções causadas por microrganismos suscetíveis. (drentrega.com.br)
  • A presença de nitrito e EL na urina pode indicar infecção, embora nem todos os microrganismos reduzam o nitrato em nitrito. (scielo.br)
  • As infecções adquiridas em hospitais frequentemente envolvem patógenos mais resistentes ( Pseudomonas aeruginosa , Serratia marcescens ) e requerem terapia com agentes antimicrobianos parenterais. (medicinanet.com.br)
  • Para prevenção de infecção bacteriana do estômago e intestino, a posologia usual é de um comprimido de Quinoform ® por dia, com início 24 horas antes da chegada a regiões em que você possa ficar exposto às bactérias e continuando por 48 horas após a partida. (consultaremedios.com.br)
  • Define-se infecção do trato urinário (ITU) como a resposta inflamatória do urotélio à invasão bacteriana, que geralmente está associada a bacteriúria e piúria. (medicinanet.com.br)
  • A ITU é a infecção bacteriana mais comum no ser humano. (medicinanet.com.br)
  • Zylet é indicado para condições oculares inflamatórias sensíveis a esteroides para as quais um corticosteroide é indicado e quando exista infecção ocular bacteriana superficial ou risco de infecção ocular bacteriana. (drogaraia.com.br)
  • O levofloxacino erradicou a infecção bacteriana aguda em 127 (92,0%) dos 138 pacientes de pesquisa microbiologicamente avaliáveis com sinusite. (med.br)
  • Infecção generalizada bacteriana (sepse). (almanaquesaude.com.br)
  • Apesar de não serem atualmente uma importante causa de infecção hospitalar, provocam, no entanto, doenças muito graves e muitas vezes letais, mesmo em pacientes imunocompetentes, sendo importante o rápido diagnóstico deste agente. (studylibpt.com)
  • Nas infecções graves, instilar duas gotas no olho de hora em hora até obter melhora. (prvademecum.com)
  • Nas infecções mais graves, especialmente em pacientes imunossuprimidos (quando o sistema de defesa tem seu funcionamento inibido, seja por doença ou medicamentos), incluindo os neutropênicos (cujos organismos não produzem o número normal de neutrófilos, um tipo de glóbulo branco do sangue), deve ser administrada a dose de 2 g de 8/8 ou 12/12 horas. (almanaquesaude.com.br)
  • Nas infecções graves a dose pode ser dobrada. (remediopara.com.br)
  • Nos pacientes adultos com mucoviscidose (doença que endurece os pulmões) e portadores de infecção pulmonar por Pseudomonas, serão necessárias doses elevadas, ou seja, de 100 a 150 mg/kg/dia, subdivididos em três tomadas. (almanaquesaude.com.br)
  • Dados clínicos e farmacocinéticos dão suporte ao uso do cloridrato de ciprofloxacino em pacientes pediátricos com fibrose cística (idade entre 5 e 17 anos) e com exacerbação pulmonar aguda associada à infecção por Pseudomonas aeruginosa, na dose oral de 20 mg de cloridrato de ciprofloxacino/kg de peso corporal, duas vezes por dia (dose máxima diária de 1.500 mg de cloridrato de ciprofloxacino). (pesquisaremedios.com.br)
  • O objetivo desse placebo é impedir a ação da bactéria E. coli, que pode causar também diarreia, úlcera, pneumonia, meningite, pielonefrite (tipo de infecção urinária) e até sepse (infecção generalizada no sangue). (oboletim.com.br)
  • Infecções do trato respiratório superior e inferior, incluindo sinusite, exacerbações agudas de bronquite crônica e pneumonia. (med.br)
  • É fornecida em forma de injeção e três doses devem ser aplicadas em pacientes com infecção urinária de repetição a cada duas semanas. (oboletim.com.br)
  • Análises têm indicado uma eficácia média de 80% no aumento de anticorpos em pacientes com infecção urinária de repetição, o que pode impedir a recorrência da doença. (oboletim.com.br)
  • Infecção ou risco iminente de infecção (profilaxia), em pacientes com sistema imunológico comprometido (por exemplo, pacientes em uso de imunossupressores ou pacientes neutropênicos). (pesquisaremedios.com.br)
  • Podem ser acometidos por essa infecção a uretra, a cérvix, o reto e a garganta. (drconsulta.com)
  • Hipertoxina produzida por cepas de C. difficile resultam em aumento da morbidade e mortalidade, uma vez que estas infecções podem ser refratárias a antimicrobianos e podem requerer colectomia. (drentrega.com.br)
  • Porém, estudos recentes mostraram que contagens inferiores também podem ser relevantes em pacientes idosos ou imunocomprometidos, e que o baixo número de colônias nestes casos pode indicar infecção do trato urinário. (scielo.br)
  • Quinoform® é indicado também para a prevenção de infecções nos seguintes casos: Contagem baixa de leucócitos - nesses casos, seu. (consultaremedios.com.br)
  • Nesses casos, a infecção faz parte de um quadro normalmente mais grave, como imunodeficiências, manipulação do trato geniturinário e internação hospitalar prolongada. (medicinanet.com.br)
  • No entanto, apesar dos antimicrobianos existentes, da melhora das condições sanitárias e das medidas de controle de infecção hospitalar, este microrganismo continua a ser um dos mais importantes patógenos para o homem. (studylibpt.com)
  • Os estreptococos foram os maiores causadores de infecção hospitalar na era pré-antibiótica, causando surtos de infecção e morte de puérperas. (studylibpt.com)
  • Infecções do trato urinário, incluindo pielonefrite aguda. (med.br)
  • Para estes casos, uma solução que tem ganhado cada vez mais adeptos é a vacina para infecção urinária de repetição. (oboletim.com.br)
  • Já foram descritos no Brasil casos de infecções causadas por Staphylococcus aureus parcialmente resistentes aos antibióticos mais potentes como a Vancomicina, e relatos da capacidade que os Staphylococcus coagulase negativa tem de desenvolver resistência. (studylibpt.com)
  • Sulbacter ® injetável pode ser administrado também no peri-operatório para reduzir a incidência de infecções em ferimentos pós-operatórios em pacientes submetidos à cirurgia pélvica e abdominal, nos casos em que a contaminação peritoneal possa estar presente. (drentrega.com.br)
  • Um estudo transversal apresenta cerca de 250 milhões de casos anuais.3,4 Nestes paí- média e alta complexidade e referência no apoio aos diagnós- ses, os riscos de aquisição de infecções relacionadas ao am- ticos de doenças epidemiológicas. (bvsalud.org)
  • Na mulher, a infecção mais comum envolve a bexiga e é denominada de cistite. (drconsulta.com)
  • Sulfametoxazol e trimetoprima não vai tratar uma infecção viral, como o resfriado comum ou gripe. (blog.br)
  • A urocultura com antibiograma é um exame laboratorial solicitado pelo médico que tem como objetivo identificar o microrganismo causador da infecção das vias urinárias e qual o seu perfil de sensibilidade e de resistência aos antibióticos normalmente utilizados para tratar a infecção. (tuasaude.com)
  • Também é indicada para tratar infecções que podem ocorrer após diálise (processo para retirar substâncias nocivas ao organismo) e para prevenir infecções que podem ocorrer após algumas cirurgias. (almanaquesaude.com.br)
  • A piperacilina sódica + tazobactam sódico é indicada para garantir ampla cobertura e mantê-lo eficaz em debelar as infecções causadas pelas bactérias sensíveis à piperacilina sódica + tazobactam sódico. (almanaquesaude.com.br)
  • No trabalho de parto ou cesárea, Sulbacter ® injetável pode ser usado profilaticamente para reduzir a infecção pós-operatória. (drentrega.com.br)
  • Para infecções urinárias recorrentes, seu médico pode prescrever Quinoform ® por até 12 semanas. (consultaremedios.com.br)
  • A Strovac é uma vacina contra infecção urinária desenvolvida na Alemanha, a partir de restos de 10 tipos de bactérias inativas. (oboletim.com.br)
  • Em 1978, estudos genéticos classificaram o microrganismo previamente denominado Proteus morganii como pertencente ao gênero Morganella, passando então a ser chamado de Morganella morganii. (wikipedia.org)
  • Espécie de MORGANELLA previamente classificada como espécie de Proteus. (bvsalud.org)
  • No homem, a infecção pode afetar a próstata e chama-se prostatite. (drconsulta.com)
  • São organismos causadores de ampla variedade de doenças, incluindo diarreia, infecções no trato urinário (ITU) e infecções nosocomiais. (medicinanet.com.br)
  • Medicamentos antibióticos podem causar diarreia, que pode ser um sinal de que a uma nova infecção. (blog.br)
  • É a 2ª infecção mais frequente, só sendo ultrapassada pela gripe, que é de origem viral. (medicinanet.com.br)
  • Infecções da pele e tecidos moles causadas por estafilococos e/ou estreptococos sensíveis à cefalexina. (medicinanet.com.br)
  • A piperacilina sódica + tazobactam sódico é uma associação antibacteriana injetável que consiste de um antibiótico, a piperacilina sódica, utilizada contra as principais bactérias causadoras de infecção sensíveis a este antibiótico, e um ácido, tazobactam sódico, que age inibindo a resistência que algumas bactérias adquirem ao antibiótico piperacilina. (almanaquesaude.com.br)
  • O uso de um medicamento combinado com um componente anti-infeccioso é indicado quando o risco de infecção ocular superficial é alto ou quando há uma expectativa que um potencial número de bactérias perigosas estará presente no olho. (drogaraia.com.br)
  • Em pacientes sob risco de infecções mistas de aeróbios-anaeróbios, particularmente se bactérias não-sensíveis à cefepima estiverem presentes (ver CARACTERÍSTICAS FARMACOLËGICAS/Microbiologia), terapia inicial concomitante com um agente antianaeróbio é recomendada antes que o patógeno seja conhecido. (4medic.com.br)