• Uma espécie em particular, a Bothrops insularis, a jararaca-ilhoa da Ilha da Queimada Grande, parece ser frequentemente encontradas em árvores a maior parte do tempo. (wikipedia.org)
  • A partir de estudos do farmacologista brasileiro Sérgio Henrique Ferreira, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, com o veneno da Bothrops jararaca, foi desenvolvido o Captopril, um dos medicamentos mais utilizados para tratamento de hipertensão. (wikipedia.org)
  • O Wikispecies tem informações sobre: Bothrops marmoratus Bothrops marmoratus, popularmente conhecida como jararaca-pintada, é uma espécie de serpente da família Viperidae. (wikipedia.org)
  • Bothrops pirajai, popularmente conhecida como jararaca-tapete ou tapete, é uma espécie de serpente da família Viperidae. (wikipedia.org)
  • Jararaca é um nome dado a várias espécies de serpentes do gênero Bothrops. (florestaaguadonorte.com.br)
  • Bothrops jararaca. (herpetocapixaba.com.br)
  • Lachesis muta rhombeata, conhecida como surucucu-pico-de-jaca e surucucu, assim como a Bothrops bilineatus bilineatus (jararaca-verde), é considerada umas das serpentes mais raras da Mata Atlântica. (herpetocapixaba.com.br)
  • problema de pressão alta, é desenvolvido a partir da toxina das serpentes do gênero Bothrops, conhecidas popularmente como jararaca e preguiçosa. (herpetocapixaba.com.br)
  • 2014) (sequência de fotos abaixo) que registraram no interior do Mato Grosso do Sul, um urubu-de-cabeça-amarelada ( Cathartes burrovianus ) atacando de forma eficaz, com bicadas na cabeça, uma jararaca ( Bothrops moojeni ) viva. (avesderapinabrasil.com)
  • No dia 31, duas serpentes peçonhentas do gênero Bothrops (Jararaca), de duas espécies diferentes, uma delas conhecida como boca-de-sapo tinha sido capturada, quando localizadas embaixo de uma máquina de lavar na área de serviço de uma residência na cidade. (jd1noticias.com)
  • No dia 4 de fevereiro foi capturada uma serpente também do gênero Bothrops (Jararaca), e igualmente no perímetro urbano. (jd1noticias.com)
  • Vale dizer que as substâncias que compõe os venenos dessas espécies podem ser utilizadas pelos seres humanos, como é o caso do veneno da Jararaca comum (Bothrops jararaca) que deu origem a dois medicamentos anti-hipertensivo como o captopril e o evasin. (trespassosnews.com.br)
  • Às 10h dessa terça-feira (12), os Bombeiros de Ibirama foram acionados na localidade de São Pedro em Apiúna, onde um homem de 65 anos foi picado na mão direita por uma serpente do gênero Bothrops, popularmente conhecida como jararaca. (am.br)
  • Pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Universidade de São Paulo (USP) e do Instituto Butantan identificaram uma série de pequenos fragmentos de proteínas com potencial farmacológico para condições cardíacas, bactérias, fungos, vírus e câncer, entre outros, no veneno da jararaca-do-norte (Bothrops atrox), e de uma espécie de tarântula (Acanthoscurria rondoniae), ambas da região amazônica. (cariricomoeuvejo.com)
  • Aranhas Serpentes Escorpiões Lagartas      São quatro os tipos (gêneros) de serpentes peçonhentas no Brasil: Bothrops (jararaca, jararacuçu, urutu, , cotiara, caiçaca), Crotalus (cascavel), Lachesis (surucucu-pico-de-jaca) e Micrurus (corais-verdadeiras). (livrozilla.com)
  • Bothrops é um gênero de serpentes da família Viperidae. (wikipedia.org)
  • As serpentes venenosas do gênero Bothrops, representam um interessante modelo para estudos de macro e microevolução da morfologia hemipeniana por apresentarem alta diversidade de espécies e dados filogenéticos robustos, com indícios de variação morfológica no hemipênis em nível inter e intra-específico. (fapesp.br)
  • Adicionalmente, um trabalho descritivo da morfologia hemipeniana em Bothrops, abrangendo todas as espécies, servirá como um importante registro morfológico acerca da sua variação no gênero, fornecendo subsídio para futuros estudos sistemáticos e filogenéticos que envolvam essas serpentes de importância médica. (fapesp.br)
  • quanto a esse artigo, em conversa com um amigo herpetólogo ele estranhou esse fato (segundo ele essa é uma das Bothrops mais agressivas, e o próprio gênero já é mais agressivo que a média das serpentes peçonhentas no Br). (avesderapinabrasil.com)
  • De modo geral, os principais grupos de animais peçonhentos com importância médica causam manifestações clínicas de envenenamento distintas, com exceção das serpentes do gênero Bothrops (jararacas) e Lachesis (surucucu), e escorpiões e aranhas do gênero Phoneutria (armadeira). (blogspot.com)
  • Este trabalho tem como objetivo relatar um caso de acidente vascular cerebral hemorrágico, associado à acidente ofídico por serpente do gênero bothrops e hipertensão arterial sistêmica grave. (bvsalud.org)
  • Os resultados deste estudo mostraram que a peçonha da serpente Bothrops moojeni é muito rica em proteases capazes de degradar o fibrinogênio bovino e a azocaseína. (ufu.br)
  • Neste trabalho, avaliamos os efeitos da neuwiedase, umametaloprotease isolada da peçonha da serpente Bothrops pauloensis, sobre ainvasão e proliferação in vitro do T. gondii em fibroblastos humanos. (openthesis.org)
  • Outros estudos verificaram que extratos aquosos de B. forficata são capazes de neutralizar a ação coagulante do veneno de jararacuçu ( Bothrops jararacussu ) e cascavel-de-quatro-ventas ( Crotalus durissus ) [1]. (ppmac.org)
  • Bothrops atrox is responsible for most accidents involving snakes in the Brazilian Amazon and its venom induces serious systemic and local effects. (fapesp.br)
  • Uma das espécies que tem a dieta mais conhecida é o viperídeo Bothrops atrox (Martins & Gordo 1993, Egler et al. (scielo.br)
  • O presente trabalho descreve o fracionamento da peçonha bruta de Bothrops moojeni e a caracterização de suas frações isoladas quanto ao perfil eletroforético, quanto a ativdade proteolítica sobre o fibrinogênio bovino e sobre a azocaseína e atividade miotóxica. (ufu.br)
  • Esse estudoconfirma o efeito inflamatório da neuwiedase envolvendo a liberação demediadores pró-inflamatórios, provavelmente contribuindo para o dano localsevero induzido pelo envenenamento por Bothrops pauloensis. (openthesis.org)
  • Associando dados genéticos à variação da morfologia hemipeniana, pretende-se testar padrões de diversificação em Bothrops, com ênfase nos diferentes grupos de espécies, explorando sua associação com padrões comportamentais e/ou ecológicos. (fapesp.br)
  • and VBM - Bothrops venom + antivenom serum + Mikania glomerata . (scielo.br)
  • Estudos moleculares da década de 2000 demonstraram que o gênero Bothrops no sentido tradicional era parafilético, sendo subdividido em até cinco gêneros distintos: Bothrops, Bothriopsis, Bothrocophias, Bothropoides e Rhinocerophis. (wikipedia.org)
  • Em 2012, um novo estudo molecular mais abrangente demonstrou que o Bothrops sensu stricto continuava sendo parafilético e retificou o arranjo taxonômico mantendo o gênero Bothrocophias como distinto, e sinonimizando Rhinocerophis, Bothriopsis e Bothropoides com Bothrops. (wikipedia.org)
  • Bothrops é um gênero de serpentes da família Viperidae. (wikipedia.org)
  • O Wikispecies tem informações sobre: Bothrops marmoratus Bothrops marmoratus, popularmente conhecida como jararaca-pintada, é uma espécie de serpente da família Viperidae. (wikipedia.org)
  • Bothrops pirajai, popularmente conhecida como jararaca-tapete ou tapete, é uma espécie de serpente da família Viperidae. (wikipedia.org)
  • A Jararaca é uma serpente da família viperidae e do género bothrops que tem diversas espécies, popularmente denominadas de jararacas, cotiaras e urutus. (unl.pt)
  • Bothrops leucurus, serpente da Família Viperidae, representa um sério problema médico para a região Nordeste do Brasil. (ufpe.br)
  • Além disso, a segunda espécie é a Família Viperidae (gêneros Bothrops, Bothrocophias, Crotalus e Lachesis). (r7.com)
  • Pertencente ao g nero Bothrops, composto por mais de 30 variedades de cobras, uma pesquisa recente descobriu que a Bothrops alternatus diferente da Bothrops urutu (esp cie descrita com uma cabe a mais arredondada que a tradicional triangular das jararacas). (dicionarioinformal.com.br)
  • Os gêneros Bothrops (jararacas) e Micrurus (corais) podem ser encontrados em todo o país, enquanto o gênero Crotalus (cascavéis) ocorre mais no Sudeste e Sul, e as Lachesis (surucucus), na Região Amazônica. (medicinanet.com.br)
  • Pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp) e do Instituto Butantan descobriram que, em seus 540 hectares, encravados na zona sul de São Paulo, vivem jararacas (Bothrops jararaca) gigantes, pelo menos 50% maiores que os espécimes comuns. (globo.com)
  • Ela se formou no final da última era glacial, há cerca de 11 mil anos, quando o nível do mar subiu, separando aquele morro (que fazia parte da Serra do Mar) do continente, transformando-o numa ilha e isolando uma população de jararacas comuns ( Bothrops jararaca ). (metrojornal.com.br)
  • Por ser comum, a B. jararaca não está incluída em listas de extinção, mas outras 2 espécies de jararacas, a Bothrops pirajai e a B. alcatraz , estão incluídas como ameaçadas tanto pelo ICMBio, quanto pela Lista Vermelha de espécies ameaçadas da IUCN. (oeco.org.br)
  • Uma espécie em particular, a Bothrops insularis, a jararaca-ilhoa da Ilha da Queimada Grande, parece ser frequentemente encontradas em árvores a maior parte do tempo. (wikipedia.org)
  • The studies of snake venom variations in isolated population are scarce, and in Brazil, such studies concern mostly Bothrops Alcatraz and Bothrops insularis. (usp.br)
  • No Brasil ocorre um caso de endemismo interessante, é o caso da jararaca-ilhoa (Bothrops insularis), que ocorre exclusivamente na ilha de Queimada Grande, a 30 km da costa do litoral paulista. (aultimaarcadenoe.com.br)
  • Uma pequena ilha rochosa, escarpada, sem praias e de difícil acesso, localizada a 35 km do litoral de São Paulo, entre as cidades de Peruíbe e Itanhaém, tem chamado a atenção ao longo dos último cinco séculos por uma característica insólita: é habitada quase que exclusivamente por uma espécie de cobra, a jararaca-ilhoa ( Bothrops insularis ). (metrojornal.com.br)
  • Ao longo dos milhares de anos seguintes, a espécie se diferenciou de suas parentes de terra firme e se transformou na Bothrops insularis . (metrojornal.com.br)
  • Acidentes ofídicos Os acidentes ofídicos no Brasil são causados, na grande maioria, por serpentes conhecidas como "jararaca", "jararacuçu", "caiçaca", "urutu", "cotiara" (gênero Bothrops -, seguidos dos acidentes por "cascavéis" (gênero Crotalus -"surucucu" (gênero Lachesis - e pelas "corais verdadeiras. (fazfacil.com.br)
  • A mortalidade total desses acidentes é de 0,43% para serpentes, porém é diferente entre os gêneros: 0,31% para o gênero Bothrops ( jararaca), 1,85% para o gênero Crotalus ( cascavel), 0,95% para o gênero Lachesis ( surucucu) e 0,36% para o gênero Micrurus ( coral). (medicinanet.com.br)
  • Bothrops e Micrurus são encontrados em todo o país, enquanto que Crotalus é mais frequentemente encontrado em campos, áreas abertas e secas. (medicinanet.com.br)
  • Uma das espécies que tem a dieta mais conhecida é o viperídeo Bothrops atrox (Martins & Gordo 1993, Egler et al. (scielo.br)
  • A Bothrops Alternus, popularmente conhecida como urutu cruzeiro, é uma cobra muito venenosa. (todabiologia.com)
  • A Bothrops Neuwiedi, também conhecida como Jararaca-cruzeira, é uma das mais perigosas da sua espécie, sendo extremamente venenosa. (hipercultura.com)
  • i]Bothrops jararaca[/i], também conhecida como jararaca-verdadeira ou jararaca-da-mata. (oeco.org.br)
  • As serpentes do gênero Bothrops são responsáveis por 90% dos acidentes ofídicos no Brasil. (hospvirt.org.br)
  • No Brasil, a maioria dos acidentes of dicos envolvendo humanos e animais s o causados por serpentes do g nero Bothrops . (farmpoint.com.br)
  • Por ser tão abundante na sua área de ocorrência, a Bothrops jararaca é frequentemente responsável por acidentes ofídicos (picadas de cobra). (oeco.org.br)
  • A espécie Bothrops leucurus é uma das mais importantes serpentes peçonhentas do Nordeste do Brasil. (ufpe.br)
  • Neste trabalho foi realizada a purificação e caracterização parcial de duas toxinas hemorrágicas da peçonha de Bothrops leucurus. (ufpe.br)
  • As serpentes venenosas do gênero Bothrops, representam um interessante modelo para estudos de macro e microevolução da morfologia hemipeniana por apresentarem alta diversidade de espécies e dados filogenéticos robustos, com indícios de variação morfológica no hemipênis em nível inter e intra-específico. (fapesp.br)
  • A jararaca-comum ( Bothrops jararaca ) é uma das espécies de serpentes venenosas endêmicas do Brasil (ocorre da Bahia ao Rio Grande do Sul) e regiões do Paraguai e Argentina. (oeco.org.br)
  • A jararaca é o nome comum dos répteis escamados pertencentes ao género Bothrops, engloba 47 espécies de serpentes, 20 das quais são encontradas no Brasil. (oeco.org.br)
  • A rara jararaca Bothrops muriciensis , por exemplo, é encontrada somente na mata da Fazenda Bananeiras, área sobreposta à Estação Ecológica de Murici, Alagoas, em pequenas manchas florestais cercadas por cana-de-açúcar numa área de 314 km². (oeco.org.br)
  • Estudos moleculares da década de 2000 demonstraram que o gênero Bothrops no sentido tradicional era parafilético, sendo subdividido em até cinco gêneros distintos: Bothrops, Bothriopsis, Bothrocophias, Bothropoides e Rhinocerophis. (wikipedia.org)
  • Em 2012, um novo estudo molecular mais abrangente demonstrou que o Bothrops sensu stricto continuava sendo parafilético e retificou o arranjo taxonômico mantendo o gênero Bothrocophias como distinto, e sinonimizando Rhinocerophis, Bothriopsis e Bothropoides com Bothrops. (wikipedia.org)
  • Duas serpentes Bothrops Jararaca, adultas, foram encontradas dentro de uma residência na Travessa Engenho Velho, no bairro Sumaré, em Caraguatatuba. (novaimprensa.com)
  • A área protegida abriga também espécies endêmicas como jararaca de alcatrazes (Bothrops sp), a perereca (Scinax alcatraz) e a rainha-do-abismo (Sinningia insularis). (wikiparques.org)