Suco fermentado de uvas frescas ou de outra fruta ou produtos de plantas usados como uma bebida.
Bebida alcoólica normalmente feita de grãos de cereal maltado (como cevada), aromatizada com lúpulo e preparada através de fermentação lenta.
Grande classe de compostos orgânicos que possuem mais de um grupo FENOL.
Gênero da planta (família VITACEAE, ordem Rhamnales, subclasse Rosidae) Videira, uma lenhosa cultivada mundialmente, mais conhecida pelas uvas (fruto comestível utilizado para fazer VINHO e uvas-passa).
Líquidos bebíveis que contêm ETANOL.
Derivados de benzeno que incluem um ou mais grupos hidroxila ligados à estrutura em anel.
Degradação anaeróbica da GLUCOSE (ou de outros nutrientes orgânicos), que fornece energia em forma de ATP. Os produtos finais variam, dependendo dos organismos, substratos e das vias enzimáticas. Entre os produtos comuns de fermentação estão o ETANOL e o ÁCIDO LÁTICO.
Malformação vascular de origem no desenvolvimento, caracterizada patologicamente por ectasia de capilares dérmicos superficiais, e clinicamente por eritema macular persistente. No passado, as máculas de vinho do porto eram denominadas hemangiomas capilares, sendo que não são; infelizmente, esta prática confusa persiste: HEMANGIOMA CAPILAR é neoplásico; uma mácula de vinho do porto é não neoplásica. As máculas de vinho do porto variam na coloração, desde rosa levemente pálido até vermelho profundo ou púrpura, e em tamanho, desde alguns milímetros a vários centímetros de diâmetro. O rosto é o sítio mais frequentemente afetado e as máculas são mais frequentemente unilaterais.
Grupo de fenilbenzopiranos assim denominados por conterem estruturas semelhantes às FLAVONAS.