Rickettsia typhi: Agente etiológico do tifo murino. (veja TIFO ENDÊMICO TRANSMITIDO POR PULGAS).Tifo Endêmico Transmitido por Pulgas: Doença infecciosa semelhante ao TIFO EPIDÊMICO TRANSMITIDO POR PIOLHOS, mas causada pela RICKETTSIA TYPHI que é transmitida do rato para o homem por meio da pulga do rato, XENOPSYLLA CHEOPIS.Rickettsia: Gênero de bactérias Gram-negativas, aeróbias e em forma de bastonete, frequentemente envolvidas por uma camada proteica microcapsular e camada mucosa. O ciclo natural destes organismos geralmente envolve um hospedeiro vertebrado e um invertebrado. Espécies deste gênero são os agentes etiológicos de doenças humanos como o tifo.Rickettsia prowazekii: Espécie de bactéria Gram-negativa e aeróbia que é o agente etiológico da febre tifoide epidêmica adquirida pelo contato com piolhos (TIFO EPIDÊMICO TRANSMITIDO POR PIOLHOS), assim como a doença de Brill.Infecções por Rickettsia: As infecções pelo gênero RICKETTSIA.Rickettsia felis: Espécie de bactéria Gram-negativa, transmitida pela pulga Ctenocephalides felis e conhecida por infectar GATOS, gambás e humanos.Salmonella typhi: Sorotipo de SALMONELLA ENTERICA (agente etiológico da FEBRE TIFOIDE).Rickettsia rickettsii: Espécie de bactéria Gram-negativa e aeróbia que é o agente etiológico da FEBRE MACULOSA DAS MONTANHAS ROCHOSAS. Suas células são ligeiramente menores e mais uniformes que aquelas de RICKETTSIA PROWAZEKII.Sifonápteros: Ordem de INSETOS parasitas, hematófagos e sem asas com o nome comum de pulgas.Tifo Epidêmico Transmitido por Piolhos: A forma clássica do tifo, causado pela RICKETTSIA PROWAZEKII que é transmitida de homem para homem pelo piolho Pediculus humanus corporis. Essa doença é caracterizada pelo início abrupto de cefaleia intensa, mal estar e mialgia generalizada seguidos da formação de uma erupção macular na pele e distúrbios vasculares e neurológicos.Rickettsia conorii: Espécie de bactéria Gram-negativa e aeróbia que é o agente etiológico da FEBRE BOTONOSA. É semelhante a RICKETTSIA RICKETTSII, embora seja antigenicamente distinta e menos virulenta aos animais e ao homem.Orientia tsutsugamushi: Bactéria Gram-negativa com forma variável entre bastonete e cocoide. É o agente etiológico do TIFO POR ÁCAROS em humanos e é transmitido por ácaros de roedores.Rickettsiaceae: Família de pequenos organismos Gram-negativos, frequentemente parasitas de humanos e outros animais, causadores de doenças que podem ser transmitidas por vetores invertebrados.Anticorpos Antibacterianos: Imunoglobulinas produzidas em resposta a ANTÍGENOS DE BACTÉRIAS.Febre Maculosa das Montanhas Rochosas: Doença febril aguda causada pela RICKETTSIA RICKETTSII. É transmitida para o homem por picadas de carrapatos infectados e ocorre somente nas Américas do Sul e do Norte. Características incluem o início abrupto de cefaleia, calafrios e febre que duram cerca de duas a três semanas. Um exantema cutâneo normalmente aparece nas extremidades e no tronco aproximadamente no quarto dia da doença.Tifo por Ácaros: Doença infecciosa aguda causada por ORIENTIA TSUTSUGAMUSHI. É limitada ao leste e sudeste da Ásia, Índia, norte da Austrália e ilhas adjacentes. As características incluem a formação de uma lesão cutânea primária no local da picada de um ácaro infectado, febre que dura aproximadamente duas semanas e um exantema maculopapular.Bartonella: Gênero de bactérias Gram-negativas que aparecem caracteristicamente em fileiras de diversos organismos em segmentos. Ocorrem no homem e vetores artrópodes e são encontradas somente na região andina da América do Sul. Este gênero é o agente etiológico da bartonelose humana. O gênero Rochalimaea, já considerado um gênero separado, foi recentemente combinado ao gênero Bartonella devido aos altos níveis de relacionamento em dados de sequência 16S de RNAr e dados de hibridização de DNA.Febre Tifoide: Infecção sistêmica aguda febril causada por SALMONELLA TYPHI, um sorotipo da SALMONELLA ENTERICA.Febre Botonosa: Doença febril da área do Mediterrâneo, da Crimeia, da África e da Índia causada pela infecção por RICKETTSIA CONORII.Antígenos de Bactérias: Substâncias elaboradas pelas bactérias, que apresentam atividade antigênica.Estudos Soroepidemiológicos: ESTUDOS EPIDEMIOLÓGICOS baseados na detecção, por meio de testes sorológicos, de alterações típicas no nível sérico de ANTICORPOS específicos. Além de casos clinicamente manifestos, infecções subclínicas latentes e condições de portadores podem ser detectadas.Carrapatos: Parasitas acarídeos sugadores de sangue (ordem Ixodida) composto por duas famílias: os carrapatos de dorso mole (ARGASIDAE) e os carrapatos de dorso duro (IXODIDAE). Os carrapatos são maiores que os seus correlatos, os ÁCAROS. Penetram na pele de seus hospedeiros através de regiões da boca altamente especializadas em forma de gancho, e se alimentam de seu sangue. Os carrapatos atacam todos os grupos de vertebrados terrestres. No homem são responsáveis por muitas DOENÇAS TRANSMITIDAS POR CARRAPATOS, incluindo a transmissão da FEBRE MACULOSA DAS MONTANHAS ROCHOSAS, TULAREMIA, BABESIOSE, FEBRE SUÍNA AFRICANA e FEBRE RECORRENTE. (Tradução livre do original: Barnes, Invertebrate Zoology, 5th ed, pp543-44).Vacina contra Rubéola: Vacina de vírus atenuado vivo com origem em embrião de pato ou cultura de tecido de células diploides humanas, usada para imunização de rotina de crianças e para imunização de mulheres e adolescentes e adultas não grávidas em idade reprodutiva que não estão imunizadas e não tem anticorpos séricos a rubéola. As crianças usualmente são imunizadas com vacina de combinação de sarampo, caxumba, rubéola (MMR, SCR). (Dorland, 28a ed)Rubéola (Sarampo Alemão): Doença infecciosa aguda causada pelo VÍRUS DA RUBÉOLA. O vírus entra no trato respiratório através de gotículas e dissemina-se ao SISTEMA LINFÁTICO.Vírus da Rubéola: Espécie típica (e única) de RUBIVIRUS, que causa infecção aguda em humanos, primariamente crianças e jovens adultos. Os humanos são os únicos hospedeiros naturais. A profilaxia é pode ser feita com vacina de vírus vivos atenuados.Sistema Linfático: Sistema de órgãos e tecidos que processa e transporta células do sistema imunológico e LINFA.Doenças do Sistema Nervoso Central: Doenças de qualquer componente do cérebro (incluindo hemisférios cerebrais, diencéfalo, tronco cerebral e cerebelo) ou a medula espinhal.Síndrome da Rubéola Congênita: Infecção transplacentária do feto por rubéola no primeiro trimestre de gravidez, como consequência da infecção materna (que pode ou não ser clinicamente aparente), resultando em várias anormalidades do desenvolvimento no recém-nascido. Elas incluem lesões cardíacas e oculares, surdez, microcefalia, retardo mental e retardo generalizado do crescimento, os quais podem ser associados com condições autolimitadas agudas tais como púrpura trombocitopênica, anemia, hepatite, encefalite e radiotransparência de ossos longos. Os lactentes afetados podem eliminar vírus para todos os contatos durante períodos prolongados de tempo. (Dorland, 28a ed)Vacina contra Sarampo-Caxumba-Rubéola: Vacina combinada utilizada para prevenir SARAMPO, CAXUMBA e RUBÉOLA (SARAMPO ALEMÃO).Internet: A confederação livre de redes de comunicação de computadores ao redor do mundo. As redes que compõem a Intenet são conectadas através de várias redes centrais. A internet proveio do projeto ARPAnet do governo norte-americano e foi projetada para facilitar a troca de informações.Bactérias: Um dos três domínios da vida, também denominado Eubacterias (os outros são Eukarya e ARCHAEA). São micro-organismos procarióticos, unicelulares, com parede celular geralmente rígida. Multiplicam-se por divisão celular e apresentam três formas principais: redonda (cocos), bastonete (bacilos) e espiral (espiroquetas). Podem ser classificadas pela resposta ao OXIGÊNIO (aeróbicas, anaeróbicas, ou anaeróbicas facultativas), pelo modo de obter energia: quimiotróficas (via reação química) ou PROCESSOS FOTOTRÓFICOS (via reação com luz), quimiotróficas, pela fonte de energia química. As quimiolitotróficas (a partir de compostos inorgânicos) ou CRESCIMENTO QUIMIOAUTOTRÓFICO (a partir de compostos orgânicos), e pela fonte de CARBONO, NITROGÊNIO, etc. PROCESSOS HETEROTRÓFICOS (a partir de fontes orgânicas) e PROCESSOS AUTOTRÓFICOS (a partir de DIÓXIDO DE CARBONO). Podem também ser classificadas por serem coradas ou não (com base na estrutura da PAREDE CELULAR) pelo CRISTAL VIOLETA: Gram-positivas ou Gram-negativas.Armazenamento e Recuperação da Informação: Atividades organizadas relacionadas com a estocagem, localização, busca e recuperação de informação.Software: Programas e dados operacionais sequenciais que instruem o funcionamento de um computador digital.Interface Usuário-Computador: A parte de um programa de computador interativo que emite mensagens para um usuário e recebe comandos de um usuário.Algoritmos: Procedimento constituído por uma sequência de fórmulas algébricas e/ou passos lógicos para se calcular ou determinar uma dada tarefa.Estados UnidosSalmonella enterica: Subgênero de Salmonella que compreende vários sorotipos medicamente importantes. O habitat para a maioria das linhagens são animais homeotermos.Infecções Intra-Abdominais: Infecção na CAVIDADE PERITONEAL. Uma causa frequente é FÍSTULA ANASTOMÓTICA após cirurgia.Vacinas Tíficas-Paratíficas: Vacinas usadas para prevenir a FEBRE TIFOIDE e/ou a FEBRE PARATIFOIDE que são causadas por várias espécies de SALMONELLA. Existem formas de vacinas atenuadas, de subunidades e de produtos inativados.Salmonella typhimurium: Sorotipo de Salmonella enterica que é frequente agente de gastroenterite por Salmonella em humanos. Também causa FEBRE PARATIFOIDE.Febre: Elevação anormal da temperatura corporal, geralmente como resultado de um processo patológico.Infecção Laboratorial: A infecção adquirida acidentalmente em trabalhadores de laboratório.Contenção de Riscos Biológicos: Provisão de barreiras físicas e biológicas à disseminação de agentes ativos com potencial biologicamente perigoso (bactérias, vírus, DNA recombinante, etc.). A contenção física envolve o uso de equipamento especial, facilidades e procedimentos para prevenir a evasão do agente. A contenção biológica inclui o uso de pessoal imune e a seleção de agentes e hospedeiros que minimizariam o risco devido à contenção da facilidade de evasão do agente.Estrona: Esteroide C18 aromatizado com um grupo 3-hidroxila ou uma 17-cetona É o principal estrógeno dos mamíferos. A estrona é convertida diretamente da ANDROSTENEDIONA ou da TESTOSTERONA via ESTRADIOL. Em humanos, é produzida principalmente pelos ovários cíclicos, PLACENTA e TECIDO ADIPOSO de homens e mulheres pós-menopausa.Antígenos de Plantas: Substâncias encontradas em PLANTAS que possuem atividade antigênica.Estradiol: Isômero 17-beta do estradiol, um esteroide C18 aromatizado com grupo hidroxila na posição 3-beta e 17-beta. O estradiol-17-beta é a forma mais potente de esteroide estrogênico de mamíferos.Árvores: Plantas superiores, perenes, lenhosas e geralmente altas (Angiospermas, Gimnospermas e alguns Pterófitos), que possuem geralmente um tronco principal e numerosos ramos.Alérgenos: Substâncias do tipo antígeno que produzem HIPERSENSIBILIDADE IMEDIATA.Chlamydia trachomatis: Espécie típica de CHLAMYDIA, causadora de várias doenças oculares e urogenitais.Tracoma: Infecção crônica da CONJUNTIVA e da CÓRNEA causada por CHLAMYDIA TRACHOMATIS.Infecções por Chlamydia: As infecções por bactérias do gênero da CHLAMYDIA.ConjuntiviteFinlândiaTúnica Conjuntiva: Membrana mucosa que reveste a superfície posterior das pálpebras e a superfície pericorneal anterior do globo ocular.Conjuntivite Bacteriana: Infecções purulentas da conjuntiva por várias espécies de organismos Gram-negativos, Gram-positivos ou ácido-resistentes. Alguns dos gêneros mais comumente encontrados que causam infecções da conjuntiva são Haemophilus, Streptococcus, Neisseria e Chlamydia.