Substâncias que fazem com que os insetos se afastem delas ou as rejeitem como alimento.
Composto utilizado topicamente como repelente de insetos. Pode causar irritação aos olhos e mucosas, mas não à pele. Ver também: http://www.anvisa.gov.br/cosmeticos/informa/parecer_deet.htm.
Mordeduras e picadas infligidas por insetos.
Par de órgãos sensoriais conectados aos segmentos anteriores dos ARTRÓPODES que os ajudam na navegação pelo ambiente.
Famílias da ordem dos DÍPTEROS que engloba os mosquitos. Os estágios larvais são aquáticos, e os adultos podem ser reconhecidos pela característica vascularização das ASAS, as escalas ao longo das veias das asas e o longo proboscis (aparelho picador-sugador). Várias espécies são de particular importância médica.
Classe Insecta, no filo dos ARTRÓPODOS, cujos membros são caracterizados pela divisão em três partes: cabeça, tórax e abdome. Consistem no grupo dominante de animais na Terra; várias centenas de milhares de tipos foram descritos. Três ordens, HEMIPTERA, DIPTERA e SIPHONAPTERA são de interesse para a medicina porque causam doenças em humanos e animais. (Tradução livre do original: Borror et al., An Introduction to the Study of Insects, 4th ed, p1)
Captação de substâncias através da PELE.
Insetos que transmitem organismos infecciosos de um hospedeiro para outro, ou de um reservatório inanimado para um hospedeiro animado.
Pesticidas designados para controlar insetos prejudiciais ao homem. Os insetos podem ser diretamente prejudiciais, como aqueles que agem como vetores de doenças, ou indiretamente prejudiciais, como destruidores de safras, produtos alimentícios ou tecidos.
Descarga da URINA do corpo, um resíduo líquido processado pel RIM.
Anormalidades no processo de liberação de URINA, incluindo o controle da bexiga, frequência de MICÇÃO, bem como o volume e a composição da URINA.
A República Federativa do Brasil é formada por 5 regiões (norte, nordeste, centro-oeste, sudeste e sul), 26 Estados e o Distrito Federal (Brasília). A atual divisão político-administrativa é de 1988, quando foi criado o estado do Tocantins, a partir do desmembramento de parte de Goiás, e os territórios de Amapá e Roraima foram transformados em estados. Quinto país do mundo em área total, superado por Federação Russa, Canadá, China e EUA, e maior da América do Sul, o Brasil ocupa a parte centro-oriental do continente. São 23.089 km de fronteiras, sendo 7.367 km marítimas e 15.719 km terrestres. A orla litorânea estende-se do cabo Orange, na foz do rio Oiapoque, ao norte, até o arroio Chuí, no sul. Todos os países sul-americanos, com exceção de Equador e Chile, fazem fronteira com Brasil. Pouco mais de 70 km tornam a extensão norte-sul do país superior ao sentido leste-oeste. São 4.394,7 km entre os extremos leste e oeste. Ao norte, o ponto extremo do Brasil é a nascente do rio Ailã, no monte Caburaí, em Roraima, fronteira com a Guiana. Ao sul, o arroio Chuí, na divisa do Rio Grande do Sul com o Uruguai. A leste, a ponta do Seixas, na Paraíba. E a oeste, as nascentes do rio Moa, na serra da Contamana, no Acre, fronteira com o Peru. O centro geográfico fica na margem esquerda do rio Jarina, em Barra do Garça em Mato Grosso. (Almanaque Abril. Brasil, SP: Editora Abril S.A., 2002). Existe grande contraste entre os estados em relação aos aspectos físicos e demográficos e aos indicadores sociais e econômicos. A área do Amazonas, por exemplo, é maior do que a área somada dos nove estados da região nordeste. Enquanto Roraima e Amazonas têm cerca de um a dois habitantes por km2, no Rio de Janeiro e no Distrito Federal esse índice é superior a 300 (a média para o país é de 20,19 IBGE 2004). A população brasileira estimada para 2006 é de 186 milhões de habitantes distribuída em uma área de 8.514.215,3 km2 (média de 46 hab/km2). A mortalidade infantil média para o país é de 26,6 óbitos de crianças menores de um ano por 1000 nascidos vivos, variando de 47,1 para o estado de Alagoas (IBGE 2004) e 13,5 para o estado de São Paulo (SEADE 2005). A esperança (ou expectativa) de vida do brasileiro ao nascer é de 71,7 anos (IBGE 2004). A taxa de fecundidade é de 2,3 filhos por mulher menor de 20 anos (IBGE 2004). Em relação à economia, apenas três estados do Sudeste - São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais - respondem por cerca de 60 por cento do PIB brasileiro.
Publicações impressas e distribuídas diariamente, semanalmente ou a algum outro intervalo regular e normalmente pequeno, contendo notícias, artigos de opinião (como editoriais e cartas), matérias especiais, avisos e anuncios de interesse atual.
Condicionamento para defecar e urinar em lugares culturalmente aceitos.
Proteínas encontradas em quaisquer espécies de inseto.
Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.
PLANTAS (ou seus descendentes) cujo GENOMA foi alterado por ENGENHARIA GENÉTICA.
Uma das Liliaceae usada como tempero (ver TEMPEROS) e remédio tradicional. Contém aliina liase e aliina, que é convertida pela aliina liase em alicina, o ingrediente pungente responsável pelo aroma do alho recém cortado.
Atos criminosos cometidos durante ou em conexão com a guerra, por exemplo, maus-tratos de prisioneiros, assassinato proposital de civis, etc.
Plantas herbáceas bianuais e seus bulbos comestíveis, que pertencem às liliáceas (LILIACEAE).
As tradições, os mitos, festivais, canções, superstições e estórias transmitidas oralmente comuns a todos os povos.
Movimentação do ar relativa à superfície da terra.
Parte volátil das substâncias perceptível pelo sentido do olfato.
A habilidade de detectar aromas ou odores, como a função dos NEURÔNIOS RECEPTORES OLFATÓRIOS.
Óleos que evaporam com rapidez. Os óleos voláteis ocorrem em plantas aromáticas, às quais eles conferem odor e outras características. A maioria dos óleos voláteis consiste em uma mistura de dois ou mais TERPENOS ou em uma mistura de eleopteno (o componente mais volátil de um óleo volátil) com um estearópteno (o componente mais sólido). O sinônimo óleos essencias se refere à essência da planta, ou seja, seu perfume ou odor, e não à sua indispensabilidade.
Tecido ou outro material utilizado para cobrir o corpo.
Vestuário planejado para proteger o indivíduo contra possíveis exposições às ameaças conhecidas.
Uso de asas ou apêndices semelhantes a asas para permanecer no ar ou se mover através do ar.
Doenças do cão doméstico (Canis familiaris). Este termo não inclui doenças de cães selvagens, LOBOS, RAPOSAS e outros Canidae, para os quais o termo CARNÍVOROS é utilizado.
Variedade de furões (subfamília Mustelinae, família MUSTELIDAE) europeus, semidomesticados, muito usados na caça de ROEDORES e/ou COELHOS e como animal de laboratório.
Espécie de ALPHAVIRUS que causa uma febre aguda semelhante a dengue.
Praias, naturais e artificiais, usadas para banho e outras atividades.
Prática de prescrever ou usar um medicamento além do escopo indicado em sua bula oficial aprovada, conforme designado por uma agência reguladora relativa ao tratamento de uma doença ou afecção em particular.
Coloides com fase líquida contínua e fase sólida dispersa. O termo também é usado livremente para sólido-em-gás (AEROSSÓIS) e outros sistemas coloidais. As drogas insolúveis em água podem ser determinadas como suspensões.
Especialidade médica voltada para a manutenção da saúde e para a oferta de cuidados médicos às crianças desde o nascimento até a adolescência.
Uma das Ilhas do Oceano Índico, a leste de Madagáscar. Sua capital é Port Louis. Foi descoberta pelos portugueses em 1505, ocupada pelos holandeses entre 1598 e 1710, tomada pelos franceses entre 1715 e 1810, quando os britânicos a capturaram, formalmente cedida aos britânicos em 1814 e ficou independente em 1968. Foi assim denominada pelos holandeses em homenagem a Maurício de Nassau, Príncipe de Orange (1567-1625). (Tradução livre do original: Webster's New Geographical Dictionary, 1988, p742 & Room, Brewer's Dictionary of Names, 1992, p341)
Dias para eventos comemorativos. Dias de feriados também incluem períodos de férias.
Estruturas expandidas, geralmente verdes, de plantas vasculares, consistindo caracteristicamente de uma expansão em lâmina ligada a um caule, funcionando como o principal órgão de fotossíntese e transpiração.
Proteínas encontradas em plantas (flores, ervas, arbustos, árvores, etc.). O conceito não inclui proteínas encontradas em vegetais para os quais PROTEÍNAS DE VERDURAS estão disponíveis.
Região do centro-norte da Ásia, em grande parte, na Rússia. Estende-se a partir dos Montes Urais ao Oceano Pacífico e do Oceano Ártico até o centro do Cazaquistão e às fronteiras da China e Mongólia.
Gênero extinto (Mammuthus) de grandes mamíferos da família Elephantidae que se alimentava por pastagem em vegetação rasteira. A maioria morreu no final da última Era Glacial.
Especialidade da enfermagem criada para responder às necessidades de desenvolvimento de uma perspectiva global (na prática da enfermagem) em um mundo de nações e de pessoas interdependentes. O enfoque dessa disciplina da enfermagem está na integração do conteúdo internacional e transcultural no treinamento. Os cursos incluem, como exemplo, estudo na área das diferenças culturais, enfermagem em outros países, e temas e organizações de saúde internacionais.
Relacionamentos entre grupos de organismos em função de sua composição genética.