Receptores Pulmonares de Alongamento: Os receptores de alongamento são encontrados nos brônquios e bronquíolos. Os receptores pulmonares de alongamento são sensores de um reflexo que inibe a inspiração. Em humanos, este reflexo é protetor e provavelmente não está ativado durante a respiração normal.Mecanorreceptores: Células especializadas na transdução dos estímulos mecânicos e funcionam como um relé destas informações centralmente direcionadas no sistema nervoso. Os mecanorreceptores incluem as células ciliares da ORELHA INTERNA, que medeiam a audição e equilíbrio, e os vários receptores somatossensoriais, que frequentemente apresentam estruturas acessórias não neurais.Nervo Vago: O décimo nervo craniano. O nervo vago é um nervo misto que contém fibras aferentes somáticas (da pele da região posterior da orelha e meato acústico externo), fibras aferentes viscerais (da faringe, laringe, tórax e abdome), fibras eferentes parassimpáticas (para o tórax e abdome) e fibras eferentes para o músculo estriado (da laringe e faringe).Respiração: Ato de respirar com os PULMÕES, consistindo em INALAÇÃO ou captação do ar ambiente para os pulmões e na EXPIRAÇÃO ou expulsão do ar modificado, que contém mais DIÓXIDO DE CARBONO que o ar inalado. (Tradução livre do original: Blakiston's Gould Medical Dictionary, 4th ed.). Não está incluída a respiração tissular (= CONSUMO DE OXIGÊNIO) ou RESPIRAÇÃO CELULAR.Reflexo: Movimento involuntário, ou exercício de função, de determinada região estimulada, em resposta ao estímulo aplicado na periferia e transmitido ao cérebro ou medula.Nervo Frênico: O nervo motor do diafragma. As fibras do nervo frênico se originam na medula espinhal cervical (a maioria na C4) e correm através do plexo cervical até o diafragma.Vagotomia: Interrupção ou remoção de qualquer parte do nervo vago (décimo nervo craniano). A vagotomia pode ser feita para fins de pesquisa ou terapêuticos.Mecânica Respiratória: Ação física ou mecânica dos PULMÕES, DIAFRAGMA, COSTELAS e PAREDE TORÁCICA durante a respiração. Inclui fluxo de ar, volume pulmonar, controles neural e reflexo, mecanorreceptores, padrões respiratórios, etc.Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.Dióxido de Carbono: Gás incolor, inodoro, não venenoso, componente do ar ambiental, também chamado de dióxido de carbono. É um produto normal da combustão de materiais orgânicos e da respiração. Tem um importante papel na vida dos animais e das plantas.Potenciais de Ação: Mudanças abruptas no potencial de membrana, que percorrem a MEMBRANA CELULAR de células excitáveis em resposta a estímulos excitatórios.Cães: O cão doméstico (Canis familiaris) compreende por volta de 400 raças (família carnívora CANIDAE). Estão distribuídos por todo o mundo e vivem em associação com as pessoas (Tradução livre do original: Walker's Mammals of the World, 5th ed, p1065).Leucocitose: Aumento transitório no número de leucócitos em um líquido corpóreo.Broncopneumonia: Inflamação do parênquima pulmonar associado com BRONQUITE, geralmente envolvendo áreas lobulares desde os BRONQUÍOLOS TERMINAIS até os ALVÉOLOS PULMONARES. As áreas afetadas tornam-se preenchidas com um exudato que formam padrões consolidados.Hiperpotassemia: Concentração anormalmente alta de potássio no sangue, mais frequentemente devido à excreção renal defeituosa. Ela é caracterizada clinicamente por anormalidades eletrocardiográficas (ondas T elevadas e ondas P deprimidas e, eventualmente, assistolia atrial). Nos casos graves, pode ocorrer fraqueza e paralisia flácida. (Dorland, 28a ed)Atelectasia Pulmonar: Ausência de ar no pulmão inteiro ou em parte dele, como no pulmão incompletamente inflado do recém-nascido ou num pulmão adulto colapsado. Atelectasia pulmonar pode ser causada obstrução das vias respiratórias, compressão pulmonar, contração fibrótica ou outros fatores.Reação Leucemoide: Um quadro sanguíneo periférico que se assemelha ao da leucemia ou indistinguível dela com base unicamente no aspecto morfológico. (Dorland, 28a ed)Hipopotassemia: Concentração anormalmente baixa de potássio no sangue que pode resultar de perda excessiva de potássio pela via renal ou gastrintestinal, de ingestão diminuída ou de desvios transcelulares. Pode ser manifestada clinicamente por distúrbios neuromusculares variando de fraqueza à paralisia, por anormalidades eletrocardiográficas (depressão da onda T e elevação da onda U), por doença renal e por distúrbios gastrintestinais. (Dorland, 28a ed)Acidose: Afecção de acúmulo de ácido ou depleção da reserva alcalina no corpo. Os dois tipos principais são ACIDOSE RESPIRATÓRIA e a acidose metabólica, devido à formação metabólica de ácido.Articulação Sacroilíaca: Articulação imóvel formada pelas superfícies laterais do SACRO e do ÍLIO.Ligamentos Articulares: Cordões fibrosos de TECIDO CONJUNTIVO que unem ossos uns aos outros e mantêm reunidos os vários tipos de articulações do corpo. Os ligamentos articulares são fortes, elásticos e permitem movimento apenas em direções específicas, dependendo da articulação particular.Articulação Acromioclavicular: Articulação deslizante, formada pela extremidade externa da CLAVÍCULA e pela margem interna do acrômio da ESCÁPULA.Sacro: Cinco vértebras fundidas que formam uma estrutura em forma de triângulo atrás da PELVE. Articula na parte superior com a VÉRTEBRA LOMBAR, na parte inferior com o CÓCCIX e anteriormente com o ÍLEO da PELVE. O sacro reforça e estabiliza a PELVE.Ligamentos: Fitas brilhantes e flexíveis de tecido fibroso conectando as extremidades articulares dos ossos. São maleáveis, resistentes e inextensíveis.Patela: Osso achatado, triangular, situado na parte anterior do JOELHO.Clavícula: Osso no lado ventral da cintura escapular que, em humanos, é comumente chamado de clavícula.Teucrium: Gênero de plantas (família LAMIACEAE) cujos membros contêm teuscordonina. Houve relatos de hepatotoxicidade por este gênero.Poliomielite: Doença infecciosa aguda em humanos, particularmente crianças, causada por qualquer um dos três sorotipos do POLIOVIRUS humano. Normalmente, a infecção é limitada ao trato gastrointestinal e nasofaringe e é frequentemente assintomática. O sistema nervoso central, principalmente a medula espinhal, pode ser afetado, levando a uma paralisia rapidamente progressiva, FASCICULAÇÃO grosseira e hiporreflexia. Os neurônios motores são afetados inicialmente. Também, pode ocorrer a encefalite. O vírus se replica no sistema nervoso e pode causar perda neural significativa, marcadamente na medula espinhal. Uma condição correlata rara, a poliomielite que não é originada por poliovirus, pode resultar de infecções por enterovirus que não são poliovirus. (Tradução livre do original: de Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp764-5)Enciclopédias como Assunto: Trabalhos que contêm artigos de informação em assuntos em todo campo de conhecimento, normalmente organizado em ordem alfabética, ou um trabalho semelhante limitado a um campo especial ou assunto.Aromatizantes: Substâncias adicionadas a alimentos e medicamentos para melhorar a qualidade de seu sabor.Poliovirus: Espécie de ENTEROVIRUS, agente causador da POLIOMIELITE em humanos. Há três sorotipos (linhagens). A transmissão é por via fecal-oral, secreções faríngeas ou vetor mecânico (moscas). Vacinas tanto com vírus inativados e vivos atenuados provaram ser eficazes na imunização contra a infecção.Vacina Antipólio Oral: Vacina viva contendo poliovirus atenuado, tipos I, II, III, cultivada em cultura de tecido de células renais de macaco, usada para imunização de rotina de crianças contra pólio. OPV induz imunidade intestinal e humoral duradoura; IPV (vacina morta) induz apenas imunidade humoral. OPV não deve ser administrada a indivíduos imunocomprometidos ou seus contatos domiciliares. (Dorland, 28a ed)Medula Espinal: Coluna cilíndrica de tecido subjacente dentro do canal vertebral. É composto de SUBSTÂNCIA BRANCA e SUBSTÂNCIA CINZENTA.Acondroplasia: Distúrbio autossômico dominante, que é a forma mais frequente de nanismo com membros curtos. Os indivíduos afetados apresentam baixa estatura causada pelo encurtamento rizomélico dos membros, faces características com uma protuberância frontal e hipoplasia na região mediana da face, lordose lombar acentuada, limitação da extensão do ombro, GENU VARUM e mão em tridente. (Tradução livre do original: Online Mendelian Inheritance in Man, http://www.ncbi.nlm.nih.gov/omim/100800, Abril 20, 2001)Nanismo: Traço genético ou afecção caracterizado por estatura baixa, inferior à da média. O crescimento esquelético anormal geralmente resulta em um adulto com estatura significativamente inferior à da média populacional.Receptor Tipo 3 de Fator de Crescimento de Fibroblastos: Receptor de fator de crescimento de fibroblasto que regula o crescimento de CONDRÓCITOS e a DIFERENCIAÇÃO CELULAR. Mutações no gene para o receptor de fator de crescimento de fibroblasto 3 foram associadas com a ACONDROPLASIA, DISPLASIA TANATOFÓRICA e transformação celular neoplásica.Displasia Tanatofórica: Forma severa de nanismo (dwarfismo) neonatal com membros muito curtos. Todos os casos morrem ao nascer ou no período neonatal.Doenças do Desenvolvimento ÓsseoOsteocondrodisplasias: Desenvolvimento anormal da cartilagem e do osso.Receptores de Fatores de Crescimento de Fibroblastos: Sítios moleculares ou estruturas específicos nas membranas celulares que reagem com os FATORES DE CRESCIMENTO DE FIBROBLASTOS (tanto a forma básica como a ácida), seus análogos, ou seus antagonistas para induzir ou inibir a resposta celular específica a esses fatores. Com frequência estes receptores possuem atividade tirosina quinase.AMP Cíclico: Nucleotídeo de adenina contendo um grupo fosfato esterificado para ambas posições 3' e 5' da metade do açúcar. É um mensageiro secundário e um regulador intracelular chave que funciona como mediador da atividade de vários hormônios, incluindo epinefrina, glucagon e ACTH.Tricostrongilose: A infestação por vermes nematoides do gênero TRICOSTRONGYLUS. O homem e os animais adquirem a infecção ao engolir larvas, normalmente em comida ou líquidos contaminados, embora a larva possa atravessar a pele humana.Relatórios Anuais como Assunto: Declarações anuais revendo o estado (status) das funções administrativas e operacionais e das realizações de uma instituição ou organização.Estilo de Vida Sedentário: Nível habitual de atividade física menor do que 30 minutos de atividade de intensidade moderada na maioria dos dias da semana.Reversão de Aprendizagem: Qualquer situação em que um animal ou ser humano é treinado para responder diferentemente a dois estímulos (por exemplo, aproximação e evitação) em condições de recompensa e punição e, depois, é treinado com valores reversos de recompensa (isto é, a abordagem que foi recompensada anteriormente passa a ser punida e vice-versa).5,7-Di-Hidroxitriptamina: Triptamina substituída com dois grupos hidroxilas na posição 5 e 7. É um análogo neurotóxico da serotonina, que destrói preferencialmente os neurônios serotoninérgicos e é usado em neurofarmacologia como uma ferramenta.Austrália: Menor continente e um país independente que abrange seis estados e dois territórios. Sua capital é Canberra.Geriatria: Ramo da medicina voltado para os aspectos fisiológicos e patológicos dos idosos, inclusive os problemas clínicos do envelhecimento e da senilidade.Financiamento de Capital: Recursos financeiros institucionais para instalações e equipamento que passam a fazer parte do patrimônio da instituição.Sociologia: Ciência social que estuda as relações de grupo, os padrões coletivos de comportamento e a organização social.Avaliação de Desempenho Profissional: Avaliação do desempenho de um empregado em relação ao trabalho.Envelhecimento: Mudanças graduais irreversíveis na estrutura e funcionamento de um organismo que ocorrem como resultado da passagem do tempo.Longevidade: Tempo normal de duração da vida de um organismo.História do Século XX: Período de tempo a partir de 1901 até 2000 da era comum.